Royale With Cheese

 Royale With Cheese

 
 



segunda-feira, junho 30, 2014  

COSMÓPOLIS:

Título: Cosmopolis
Realizador: David Cronenberg
Ano: 2012


Depois de ter construído uma filmografia a explorar os limites do mal, especialmente quando projectados no corpo de outro eu, David Cronenberg começou a teorizar mais sobre este tema. E os seus últimos trabalhos têm vindo a aproximar-se cada vez mais e mais da palavra, num percurso que começou com Uma História De Violência. E essa aproximação tem sido tal que, tanto com este Cosmópolis como com Um Método Perigoso, começou-se a falar de cinema falado, algo impensável aqui há uns anos atrás quando se pensava na obra do canadiano.

Baseado no romance homónimo de Don DeLillo, uma das vozes mais respeitadas da literatura norte-americana que, aqui, antecipou em uma década o colapso do capitalismo, Cronenberg faz de Cosmópolis uma espécie de filme-ensaio, que pode ser o contraponto de um Wall Street ou até do mais lúdico (e recente) O Lobo De Wall Street. E, para isso, recorre-se de ferramentas mínimas: uma personagem (Robert Pattison na pele de um prodígio das finanças americanas) e um espaço (o interior da sua limusina futurista, com um je ne se quoi de sarcófago), numa viagem até ao barbeiro que, como qualquer road movie, vai tendo as suas paragens.

Cada vez que o carro pára e uma nova personagem entra em cena (a esposa, as amantes, o sócio de longa data, o médico, etc.) assistimos a um episódio diferente com smbologia própria. No entanto, nada tem a força do texto, assente sempre nos diálogos, que discorre inevitavelmente pelo poder, pelo sucesso, mas também pelo sexo (sempre o sexo, como percebemos que estava inevitavelmente relacionado com o poder, no filme de Martin Scorsese), o amor e, claro, a vida, nesta sociedade oprimida pelo capitalismo selvagem que tudo consome, incluindo o tempo.

No entanto, o texto não é fácil e exige disponibilidade por parte do espectador, especialmenge porque fala na maior parte das vezes por imagens. É um texto hermético, que se fecha sobre si mesmo muitas vezes, com nos minutos finais, em que rumina um final em aberto pouco satisfatório com um Paul Giamatti a fazer de si mesmo pela enésima vez (ou seja, de eterno loser). No entnto, consegue ser menos maçudo do que Um Método Estranho, o mais recente filme de Cronenber, que ilustra este minimalismo com um formalismo estilizado e extremamente urbano, que lembra um Michael Mann a filmar as suas cidades à maneira de um Kubrick.

Cronenberg parece andar a meter-se num beco sem saída, que mais tarde ou mais cedo arrisca a deixa-lo a patinar na maionese. Cosmópolis ainda não é esse filme, mas é um McBacon que serve também de aviso à navegação.

Posted by: dermot @ 4:38 da manhã
|  




sexta-feira, junho 27, 2014  

BORBOLETAS NEGRAS:

Título: Black Butterflies
Realizador: Paula van der Oest
Ano: 2011


Quando a 24 de Maio de 1994 Nelson Mandela discursou na abertura da sessão do primeiro parlamento sul-africano democraticamente eleito, leu um poema de Ingrid Joncker, intitulado Die kind (wat doodgeskiet is deur soldate by Nyanga). De uma assentada, era o legitimar de uma série de coisas na nova África do Sul: da democracia, da tolerância, da convivência multicultural e até da cultura afrikaaner. Tudo com a leitura de um simples poema, daquela que é, quiçá, a mais icónica poeta sul-africana.

Borboletas Negras é um biopic sobre a vida e obra de Ingrid Joncker (interpretada pela conhecida Carice van Houten), mas que se preocupa mais com a vida do que com a obra. Partindo talvez do prssuposto de que o seu corpo artístico é mais conhecido, a realizadora Paula van der Oest preferiu centrar as suas atenções na vida trágica e turbulenta, que fazem com que seja muitas vezes apelidada da Sylvia Plath sul-africana.

Ingrid Joncker foi uma mulher com problemas de auto-estima, algo bipolar, com assuntos mal resolvidos com o pai - que ainda por cima era ministro da Censura do apartheid (e aqui interpretado por um ligeiramente irreconhecível Rutger Hauer) - que sempre procurou o amor e um lar. Apesar da sua relação com o também escritor Jack Cope, Ingrid nunca teve uma vida emocionalmente satisfatória.

Borboletas Negras tem dificuldade em lidar com estas contradições e existência perturbada, perdendo-se no labirinto emocional da poetisa e deixando de fora todos os outros protagonistas. Tanto Cope como o pai (para citar apenas os mais importantes) são apens meros figurantes, que vão apenas aparecendo e desaparecendo de acordo com os episódios do argumento.

Isto faz com que, no final, o retrato que tiremos de Ingrid Joncker seja a de uma tipa chata e insuportável, incapaz de controlar os seus impulsos sexuais. O que é injusta e tremendamente redutor. E nem sequer há a sua poesia para contrabalançar isto, uma vez que Borboletas Negras limita-se a copiar aqueles biopics de músicos e bandas, que se limitam a sublinhar a história com as suas canções. Substituam as músicas por poemas e é a unica aproximação que Borboletas Negras faz à litertura da poetisa.

Borboletas Negras não faz propriamente jus ao legado de Ingrid Joncker, apesar de ninguém colocar em causa a sua boa intencionalidade. Mas de boas intenções está o inferno cheio e Double Cheeseburgers não puxam carroça.

Posted by: dermot @ 2:33 da manhã
|  




quarta-feira, junho 25, 2014  

NO LIMITE DO AMANHÃ:

Título: Edge Of Tomorrow
Realizador: Doug Liman
Ano: 2014


Quem diria que O Feitiço Do Tempo iria ter uma variação sci-fi? Eu sei que sou a milésima e uma pessoa a fazer esta comparação, mas como não o fazer? Existem infinitas versões desse clássico de Bill Murray, mas nenhuma ainda com aliens invasores e soldados futuristas.

A história é então muito simples. Uma espécie de extraterrestres tentaculares bastante mortíferos, invade a Terra e começa a espalhar-se mundo fora, numa ofensiva com claros resquícios da Segunda Grande Guerra. Como Tom Cruise já tinha experiência no assunto com Guerra Dos Mundos, é mandado para a linha da frente, num desembarque que tem Normandis escrito por todo o lado. Cruise morre ao fim de 20 minutos, para acordar logo depois no ponto de partida, condenado a repetir tudo vezes sem conta até descobrir uma forma de acabar com a ameaça alienígena.

Estamos então em território xunga e No Limite Do Amanhã sabe-o bem. O filme tem espírito, sabe rir-se de si próprio e equilibra a componente de entretenimento com acção qb, muita destruição e espalhafato CGI condizente. Sabemos que no fim há um happy ending à nossa espera, mas vamos em direcção a ele sem enfado, mesmo com uma recta final mais fraquinha que o resto do filme.

O que aborrece então em No Limite Do Amanhã? Duas coisas: a primeira é a desculpa que faz Tom Cruise ir para as linhas de combate quando não era nenhum soldado (uma vingança mesquinha dum superior britânico, a que ninguém dá por isso); e a segunda são os próprios monstros, demasiado poderosos para uma guerra mano-a-mano. Mas que são peanuts perante um filme que é uma mistura entre O Feitiço Do Tempo e Soldados Do Universo. How cool is that? Um McChicken, é o quanto cool isso é.

Posted by: dermot @ 2:32 da manhã
|  




terça-feira, junho 24, 2014  

AS ONDAS DE ABRIL:

Título: Les Grandes Ondes (à l'ouest)
Realizador: Lionel Baier
Ano: 2013


Já aqui falei de um filme italiano, sobre o 25 de Abril, que não teve distribuição comercial em Portugal e que duvido que muito boa gente nunca tenha ouvido falar (olá Alla Rivoluzione Sulla Due Cavalli). O mesmo poderia dizer-se de As Ondas De Abril se, por acaso, não tivesse estreado no ano das comemorações redondas de quatro décadas da Revolução dos Cravos.

É algo impressionante como a nossa abrilada continua a fascinar tanta gente lá fora. Quer dizer, se pensarmos bem nisso não é assim tanto de admirar. Foi uma revolução pacífica, que derrubou a mais duradoura ditadura europeia e a única feita à esquerda na Europa. Claro que nós não lhe damos tanta atenção, porque a) o que é feito lá fora tem sempre mais merito; e b) porque sabemos o que veio a seguir.

As Ondas De Abril é a história de um grupo de jornalistas suiços que são apanhados pela revoluçao em Portugal, quando estão a investigar outra coisa. Ao mesmo tempo são apanhados pelo espírito de liberdade, pela revolução sexual (aqui há uma orgia em vez da menage à trois, mais habitual nestas situações) e pelo fado lusitano (aqui encarnado pela Carminho).

As Ondas De Abril é muito parecido com Alla Rivoluzione Sulla Due Cavalli pelo retrato ingénuo que tira ao 25 de Abril, mas sai a perder por não conseguir captar o mesmo entusiasmo. Safa-se contudo pela honestidade, apesar da dimensão modesta da comediazinha televisiva. Leva para casa um Double Cheeseburger pela intenção.

Posted by: dermot @ 3:43 da tarde
|  


 

WWZ - Guerra Mundial:

Título: World War Z
Realizador: Marc Forster
Ano: 2013


No ano em que se celebra o centenário da I Guerra Mundial e os 70 anos da segunda, Hollywood traz-nos uma terceira guerra a nível internacional. No entanto, esta WWZ - Guerra Mundial não é tanto uma guerra com mão humana, mas antes uma guerra biológica. Se bem que fica sempre nas entrelinhas uma intervenção humana por detrás da ameaça que Brad Pitt vai tentar resolver. No entanto, tal como o final fica em aberto (mas com uma porta de esperança aberta, depois de duas horas de dizimação brutal), também a leitura política é aqui sempre secundária.

Politiquices à parte (incluindo a leitura pró-Israel que também se pode fazer daqui), WWZ - Guerra Mundial é antes um filme de acção. Ao contrário do que a premissa possa dar a entender - Brad Pitt, agente reformado da ONU, em périplo internacional pelo paciente zero de uma nova epidemia tipo raiva -, WWZ - Guerra Mundial não tem nada de confito biológico, tipo o recente Contágio, de Steven Soderbergh. É, pel contrário, um filme de zombies puro e duro.

Apesar das semelhanças, não se pode incluir WWZ - Guerra Mundial nos zombie flicks, já que não respeita alguns dos códigos do género. Começando logo pelo facto de chamar a ameaça pelo nome de zombie. WWZ - Guerra Mundial é antes o típico filme de acção, action driven, a cem à hora, em que a ameaça é brutal: ao serem mordidos, os humanos tornam-se em mortos-vivos com um apetite voraz, que nada os faz parar, tornando-se em máquinas assassinas imparáveis.

Por isso, também não há propriamente um vilão em WWZ - Guerra Mundial. Há essa ameaça colectiva, há uma ideia subentendida de manipulação humana por trás, mas em 90 por cento do tempo é só Brad Pitt a correr, a fugir, a escapar e, claro, a matar. Num filme com um bodycount imparável. O resto do tempo é preenchido pelo romance de cordel habitual, mas nem sequer há tempo para mostrar pele.

Isto atira WWZ - Guerra Mundial para o campeonato do entretenimento puro, mais próximo da série b do que do blockbuster. E é este anacronismo que não deixa WWZ - Guerra Mundial ser melhor. Enquanto que todo o filme grita pela irrealidade do cinema xunga, Brad Pitt é claramente um herói saído dum filme-pipoca demasiado preocupado em manter os níveis de seriedade, com o seu cabelinho à foda-se, cachecol impecável e uma preocupação humanista acima da média. Um filme de desequilíbrios, que mesmo assim tem os seus trunfos, suficientes para um McChicken.

Posted by: dermot @ 12:25 da tarde
|  




segunda-feira, junho 23, 2014  

ECLISPE EM PORTUGAL:

Título: Eclipse Em Portugal
Realizador: Edgar Alberto & Alexandre Valente
Ano: 2014


Em 1999, a praça pública, que tanto gosta de crimes de faca e alguidar (basta ver o Goucha ou folhear o Correio da Manhã), ficou chocada com a história de um jovem de Ílhavo que matou os pais à facada. Segundo consta, o macabro assassinato poderá ter tido algo a ver com rituais satânicos, até porque o rapaz tinha... uma banda de metal. Ninguém o disse, mas aposto que até tem tatuagens também, o drogado! A história nunca foi bem contada e continua a ser um dos poucos crimes a ser punido com pena máxima nos tribunais portugueses.

Portanto, quando ouvi falar de um filme baseado neste episódio, confesso que até fiquei com esperanças, apesar da experiência me dizer que as probabilidades de isso acontecer eram ainda mais ínfimas das de encontrar uma garrafa de água no frigorífico do Jorge Palma. E depois vi que vinha o nome de Alexandre Valente colado à produção (essa vergonha do cinema português) e que o protagonista era aquele tipo do 5 Para A Meia-Noite que ainda tem menos piada que o Nilton. Pedro Fernandes, obrigado google.

E, de repente, o filme começa e eu ri-me com a parvoíce da coisa. Ri-me quando o noticiário abre e o oráculo anuncia que jovem mata o pai com 33 facadas e a mãe apenas com 13, porque afinal de contas mãe é mãe. E ri-me quando, no coro da prisão, aparece o Toy a contar (depois disseram-se que estava lá também o Virgul e o André Sardet, mas como não sei quem são a piada passou-se ao lado. Mais do que a comédia negra, Eclipse Em Portugal é bastante silly, com um humor camp pouco habitual em Portugal.

Mas depois, à medida que a coisa vai avançando, começamos a aperceber-nos que, se calhar, aquelas partes de humor foram involuntárias. E que, se calhar, a ideia de Eclipse Em Portugal era mesmo ser levado um pouco mais a sério. Até porque, a partir de determinada altura, o humor do filme limita-se às cenas em que são incluídas referências sexuais gratuitas.

Eclipse Em Portugal é um desastre de filme, mais um de Alexandre Valente, que parece não ter ficado satisfeito com Second Life, onde atingiu um novo mínimo no cinema português. E, para prolongar-nos a tortura, apenas mostra as mamas da Sofia Ribeiro perto do fim, obrigando-nos a ver tudo até ao final. Pelo menos isso dá uns pontos extras ao filme, que consegue sacar mesmo assim um Happy Meal.

Mini Teaser 1 - Eclipse em Portugal from Eclipse em Portugal on Vimeo.

Posted by: dermot @ 5:15 da manhã
|  




sexta-feira, junho 20, 2014  

BELEZA AMERICANA:

Título: American Beauty
Realizador: Sam Mendes
Ano: 1999


Antes de Walter White ter passado para o outro lado, em Ruptura Total (if you know what I mean), já outro tipo igualmente ordinário tinha perdido completamente as estribeiras. Falo de Lester Burnham, ou seja, Kevin Spacey, no oscarizado Beleza Americana, o filme que revelou Sam Mendes e o transformou simultaneamente num dos mestres de um tal de cinema clássico norte-americano.

Lester Burnham é então um tipo vulgar, com um casamento que só serve para manter a fachada jnto de terceiros e uma filha emo (Thora Birch) que o detesta. Até que um dia apaixona-se por uma amiga da filha (resplandescente Mena Suvari) e decide dar um murro na mesa, passando a viver a sua vida e não a que os outros queriam que vivesse. Começa a ouvir rock'n'roll, a fazer exercício e a comprar erva ao vizinho do lado, impondo-se no casamento e recuperando a sua espinha dorsal.

Beleza Americana&&&&& é uma sátira acutilante à subúrbia norte-americana, deixando cair as máscaras da classe média americana: o dinheiro, a repressão sexual, a homofobia, as drogas, a hipocrisia... Para isso, Sam Mendes recorre a uma estrutura narrativa mais que batida, mas que é também ela uma instituição do cinema de Hollywood - a de começar pelo fim e recuar ao início da história pela voz da narração so próprio protagonista, que revela ir morrer no fim (olá O Crepúsculo Dos Deuses). Era Mendes a entrar directamente no comboio dos novos autores clássicos americanos, onde ainda estava Robert Altman, mas também Paul Thomas Anderson por exemplo.

Com um leque de actores notáveis, Mendes mantém o ritmo com os diálogos escorreitos e as situações grotescas: o pai autoritário do tal vizinho do lado, a quem Kevin Spacey compra erva, a filha emo com todos os seus dilemas existenciais da adolescência ou o amante da mulher, um agente imobiliário extremamente focado em dinheiro. Douglas Sirk teria adorado o cenário. E Nabokov veio da tumba espreitar esta variação light da sua Lolita, com &&&& a aparecer irresistível mergulhada em pétalas de rosa.

Apesar de um final algo moralista - Sam Mendes não é um Bunuel na sua crítica de costumes -, Beleza Americanacumpre com distinção o seu caderno de encargos, num ano em que o Oscar de melhor filme fico bem entregue. E Sam Mendes colocou-o certamente ao lado do noss Royale With Cheese.

Posted by: dermot @ 5:08 da manhã
|  




quarta-feira, junho 18, 2014  

AS CRIANÇAS DO SACERDOTE:

Titulo: Svecenikova Djeca
Realizador: Vinko Bresan
Ano: 2013


Numa pequena ilha da Dalmácia, um jovem padre apercebe-se que a população da ilha está a decrescer a olhos vistos. A situação é preocupante: desde que foi destacado para aquela localidade, já assistiu a dezenas de funerais e nem sequer a um nascimento. O padre Fabijan (Kresimir Mikic) tem então uma ideia de génio: com a ajuda dos trabalhadores da farmácia da zona, começa a furar os preservativos que se vendem e a trocar as pílulas por vitaminas.

A patetice da ideia resulta. Em pouco tempo, a natalidade da ilha dispara de forma absurda, catapultando o lugarejo para as bocas do mundo. Ninguém desconfia da ilha do amor, até que os efeitos secundários começam a acumular-se. E todos eles nas costas do padre Fabijan, que vai ter que se desenmaranhar deles. Mães solteiras, bebés abandonados, casais sem posses para sustentar um filho...

As Crianças Do Sacerdote é uma comédia light croata, que por vezes parece ter uma agenda escondida anti-igreja católica (especialmente quando saca do baú - com piada, diga-se de passagem - a questão da pedofilia escondida no seio do Vaticano). Faz-se de personagens esteriotipadas (a caricatura do ex-militar, os políticos rivais com um escondido caso de amor, a maluquinha da aldeia...) e, sobretudo, de colocar o padre Fabijan numa situação pouco ortodoxa para um padre. Ou seja, a fazer buraquinhos em preservativos para lixar os casais, mas também a cuscuvilhar a vida sexual dos habitantes da ilha ou a imagina-los em posições sexuais pouco recomendáveis.

E a surpresa é que a coisa até funciona. Pelo inesperado dos gags, mas sobretudo pela cara de Kresimir Mikic, o actor que faz de padre Fabijan, com uma expressão genial e uns maneirismos que marca pontos no humor físico subtil. A parte má é que As Crianças Do Sacerdote chega a um momento e deixa ter mais do que dizer, ficando a ruminar durante 20 minutos exasperantes, em que tenta fazer as pazes com toda a gente e lançar sobre a mesa a cartada da mensagem moral do costume. Completamente desnecessário, já que já tinha sido tudo dito. Com uma recta final diferentes e As Crianças Do Sacerdote poderia ser algo mais do que o McBacon.

Posted by: dermot @ 4:58 da manhã
|  




segunda-feira, junho 16, 2014  

ALLA RIVOLUZIONE DULLA DUE CAVALLI:

Título: Alla Rivoluzione Sulla Due Cavalli
Realizador: Maurizio Sciarra
Ano: 2011


O filme começa e vemos um neon de um cinema a piscar, em italiano. Depois um plano mais aberto e vemos o cartaz do Alphaville, do Godard, em exibição. Em menos de um minuto estamos contextualizados: Itália, 1974. Mais tarde vamos ficar a saber que o dia é 25 de Abril e, para nós, essa data é especial. A escolha não é inocente.

Alla Rivoluzione Sulla Due Cavalli é um filme italiano sobre a revolução dos cravos. Não directamente, é certo, mas com maior pertinência do que a recriação enfadonha e mal dobrada de Maria de Medeiros, em Capitães De Abril. Alla Rivoluzione Sulla Due Cavalli é a história de Marco (Adriano Giannini), um português exilao em Itália mas que fala italiano fluentemente, que é contagiado pelas notícias da revolução em Lisboa e parte para Portugal num Citroën 2 Cavalos, com o seu melhor amigo (Andoni Gracia) e a ex-namorada (Gwenaëlle Simon).

Apesar de ser uma produção italiana, o realizador Maurizio Sciarra tem o cuidado suficiente para contextualizar a revolução que derrubou "a mais longa ditadura da Europa". Para isso existem imagens de arquivo, noticiários da RTP, o Grândola, Vila Morena e transmissões radiofónicas, que fazem uma introdução para totós ao 25 de Abril. Mas também há uma série de mementos que tanto titam a fotografia socio-cultural de Portugal, como vêm carregadas de nostalgia: um relato do Benfica contra o Vitória de Setúbal, com dois golos do Nené, a Amália (claro) ou.... novamente, o Benfica, desta vez a espetar 8 a 0 ao Oriental.

Mas Alla Rivoluzione Sulla Due Cavalli é um road movie e, como qualquer filme do género, é a viagem o que realmente interessa. O triângulo de protagonistas tanto serve para falar de coisas pessoais, como de politiquices e afins, acabando por descambar para a inevitável revolução sexual com uma ménage à trois. Nem Alla Rivoluzione Sulla Due Cavalli é o coming of age de E A Tua Mãe Também, nem é nenhuma sequela de um qualquer filme francês. Mas comparamo-lo com A Jangada De Pedra - outro road movie num 2 Cavalos por Portugal a fora - e este ganha por capote. A viagem é bem mais interessante e, num par de pinceladas, diz mais sobre a identidad nacional que toda a adaptação do livro-tese de Saramago.

No final, vemos Nuno Lopes a fazer de soldado e voltamos a questionar-nos: mas como é que nunca ouvimosfalar deste filme em Portugal? Não é que saiba mais do que um McChicken, mas não atraiçoa o legado de Abril e capta melhor o entusiasmo da revolução que a maioria dos filmes portugueses sobre o assunto.

Posted by: dermot @ 5:54 da manhã
|  




sexta-feira, junho 13, 2014  

THE FUTURE:

Título: The Future
Realizador: Miranda July
Ano:


Em Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos, Miranda July tornou-se no novo ai Jesus do cinema indie, com os seus inadaptados desengonçados, apontamentos circunstanciais e disfuncionalidades amorosas. Em O Futuro, mantém estes elementos, mas adiciona um que esta gente também adora - gatos(!). Basta ver como a internet está inundada deles.

É então um gato, com uma voz creepy, o narrador de O Futuro. Mas os protagonistas do filme são o casal de freaks que o adoptam - a própria Miranda July e Hamish Linklater. Ao fazerem-no acabam por avaliar as suas próprias vidas: ambos já nos trintas, com empregos de merda e o relógio biológico cada vez a dar mais de si. Por isso, decidem recomeçar a vida num prazo de trinta dias.

Esse mês é então suficiente para uma autêntica revolução, nem sempre credível o segura de si, mas interessante qb. Mais estranho é o acto final, com luas falantes e uma espécie de realidade temporal alternativa, que parecem elementos saídos de outro filme. Mas afinal de contas, O Futuro é uma história sobre a passagem do tempo...

Miranda July pode parecer um espantalho amoroso, mas os seus filmes continuam sem saber a mais do que um Cheeseburger bem passado, mas com mau aspecto. Pouco, muito pouco, para fenómeno indie.

Posted by: dermot @ 7:47 da manhã
|  




terça-feira, junho 10, 2014  

O CLUBE:

Título: The Breakfast Club
Realizador: John Hughes
Ano: 1985


O Clube está para os jovens dos anos 80 assim como Fúria De Viver está para os dos anos 60. No entanto, os motivos são bem diferentes. Enquanto que, no filme de Elia Kazan, James Dean rebelava-se contra a sociedade condescendente e "normalizada" pós-Segunda Grande Guerra, no filme de John Hughes o brat pack levanta a voz em pleno boom da bolsa e ascensão yuppie, que enterraram de vez os ideais hippies.

Hughes foi também o Kazan dos eighties, ou seja, o ralizador que melhor soube cristalizar no grande ecrã o zeitgeist da juventude da sua geração. Contudo, ao contrário de Kazan, tirou partido na contenda e colocou-se do seu lado. Isso faz com que este O Clube, mas também O Rei Dos Gazeteiros, tenha um entusiasmo contagiante. E também não é inocente, claro, a escolha de uma citação de David Bowie para encimar O Clube.

A história é extremamente simples: um grupo de adolescentes, suficientemente esteriotipados para formarem um colectivo cheio de idiossincrasias - o desportista, o marrão, a popular, a tarada e o rufia -, encontram-se um sábado de manhã para passarem o dia de detenção por diferentes motivos. As lutas travam-se em duas direcções: entre eles próprios, já que vêm de tribos diferentes e dizem as convenções sociais que elas não se devem misturar; e contra o professor que os vigia, que simboliza toda a sociedade contra a qual se revoltam.

Com recurso sobretudo ao diálogo e à argumentação, John Hughes conduz os jovens a uma experiência colectiva com a qual é fácil nos identificarmos, já que todos fomos jovens um dia e tivemos as mesmas dores. Apesar de algo datado - que a theme song dos Simple Minds sublinha a traço grosso -, O Clube continua a ser um dos melhores teen movies de sempre e um dos mais saborosos McRoyal Deluxes de sempre dentro do género.

Posted by: dermot @ 5:41 da tarde
|  




segunda-feira, junho 09, 2014  

LAST DAYS HERE:

Tìtulo: Last Days Here
Realizador: Don Argott & Demian Fenton
Ano: 2011


Nos últimos tempos, a net e o cinema têm-se unido para resgatar das trevas do esquecimento várias bandas injustamente pouco reconhecidas. Basicamente, foi o juntar da fome com a vontade de comer. De um lado, os maluquinhos da net, a fazerem trabalho de sapa entre os rodapés da história da música, procurando discos perdidos e criando um culto online; do outro lado, o pessoal do cinema a mostrar ao resto do mundo que existe mais música que aquela que a rádio passa.

O exemplo mais mediático terá sido o de Sixto Rodriguez (e, de certa forma, o das tipas de A Um Passo Do Estrelato), com À Procura De Sugar Man, devido ao Oscar que venceu, mas tem havido outros títulos a fazerem figura de destaque. O dos Anvil (vide Anvil: The Story Of Anvil) continua a ser o melhor, mas há também, por exemplo, o A Band Called Death, sobre os antecessores dos Gories e dos Dirtbombs. E há este Last Days Here, sobre os Pentagram, avozinhos do hard-rock, e o seu mentor, Bobby Liebling.

Mas quem raio é esta gente? Ora bem, Liebling é um tipo com idade para ter juízo, que vive na cave da casa dos pais, agarrado ao crack há várias décadas, que acredita ter uma infestação rara de parasitas debaixo da pele, que o faz coçar-se bué e ter os braços em carne viva. Estão a imaginar a peça, não estão? Mas como há ainda maluquinhos do heavy que acreditam que ele vai conseguir um last shot, alguém lhe arranja um último contrato discográfico e uma tour de consagração. E Last Days Here vai seguir este processo.

No entanto, Last Days Here tem pouca música. Isto porque Liebling é uma personagem difícil e complexa e, a meio, arranja uma namorada e o drama instala-se. Moral da história: não importa o quão caquético e velho estás, desde que tenhas uma banda rock irás sempre sacar as miúdas giras. No entanto, como já vimos The Devil And Daniel Johnston, sabemos o que a casa gasta e que podia ter havido um bocadinho de música lá dentro.

Nesta mistura de The Devil And Daniel Johnston e A Band Called Death, acabamos por nos lembrar do Tentação. É que fica a ideia de que Bobby Liebling entra e deixa a droga assim como a personagem do Joaquim de Almeida deixava o vício, sem qualquer dificuldade. O problema é a linha temporal do documentário, aparentemente pouco clara, que deixa de vez em quando algumas dúvidas.

Mas Last Days Here é divertido, tem o factor da curiosidade mórbida também e serve para descobrir uma banda que merece mesmo o seu lugar na história do rock. Mesmo que seja em letras pequenas, num anexo qualquer. O McChicken está aqui para o provar.

Posted by: dermot @ 4:59 da manhã
|  




sexta-feira, junho 06, 2014  

E DEUS DISSE A CAIM:

Tìtulo: E Dio Disse A Caino
Realizador: Antonio Margheriti
Ano: 1970


Para quem gosta de western spaghettis, E Deus Disse A Caim não é um título desconhecido. Antes pelo contrário, é um dos filmes que os maluquinhs do género gostam de eleger normalmente como o mais violento de todos. Para todos os outros, E Deus Disse A Caim é um filme a descobrir, como um dos mais singulares do género. Consta que este é um plágio de um outro, A Stranger In Passo Bravo, o que justifica o facto de Antonio Margheriti o ter sempre renegado. Mas como nunca vi o orignal, isso não interessa nada para aqui.

E Deus Disse A Caim é uma história de vingança de um pistoleiro condenado injustamente a perpétua. Conhecemo-lo no exacto momento em que um indulto presidencial o deixa novamente um homem livre e percebemos logo pelo seu olhar que agora é payback time. Ele é Gary Hamilton, ou seja, Klaus Kinski, com os seus olhos de boga. E é a ele que vamos seguir, deixando para trás um rasto de corpos mortos, antes de chegar ao homem que o incriminou e lhe roubou a mulher.

Além de ser o mais violento de todos os western spaghettis (com mortes gráficas e extremamente destruidoras), E Deus Disse A Caim tem uma aura fantasmática que lhe dá um toque especial. Aparentemente, o realizador Antonio Margheriti queria que esta fosse uma vingança épica de tons bíblicos (começando logopelo título), mas, propositadamente ou não, acabou por lhe dar um ar sobrenatural, como se Dario Argento tivesse realizado um western gótico. Para isso, contribuem dois aspectos: o tornado que chega ao mesmo tempo à cidade, como os forasteiros sem nome de Clint Eastwood que chegam às cidades para as limpar do mal, e que o ajudam a aparecer e desaparecer com se fosse um fantasma; e toda uma série de artifícios que o realizador recorre com um dedinho mágico, como os sinos da igreja que tocam em momentos-chave, ou o final numa sala de espelhos, muito O Dragão Ataca.

Mas nem tudo são rosas em E Deus Disse A Caim. Margheriti atrapalha-se várias vezes com o tom minimalista do filme, a banda-sora tena sem sucesso emular os blaxploitation(!) e falta-lhe um subplot mais consistente, que dê mais força ao vilão da história. Issk não implica que E Deus Disse A Caim não seja justamente um dos mais subvalorizados western spaghetties e aquele que mais precisava dum remake. Ouviste Tarantino? Come lá o teu McBacon e depois diz-me qualquer coisa.

Posted by: dermot @ 1:59 da manhã
|  




quarta-feira, junho 04, 2014  

GONZAGA: DE PAI PARA FILHO:

Título: Gonzaga: De Pai Para Filho
Realizador: Breno Siveira
Ano: 2012


Luiz Gonzaga, o rei da música sertaneja, é um quase desconhecido em Portugal, enquanto gente como os Aviões do Forró ou o Zezé Di Camargo e Luciani vêm cá e esgotam concertos. A vida é injusta... Mas pode ser que este filme biográfico faça a diferença a quem lhe queira dar uma chance.

Gonzaga: De Pai Para Filho é um biopic sobre Luiz Gonzaga, mas também sobre o seu filho, Gonzaguinha. Assente na relação difícil entre ambos, construída sobretudo a partir da ausência do primeiro durante a infância do segundo, a história parte do encntro decisivo entre ambos para resolverem os seus diferendos pessoais, enquanto que, em registo flashback, faz toda uma vistoria à vida e obra do Gonzaga-pai.

Assim, mais do que um biopic musical, Gonzaga: De Pai Para Filho é o drama familiar entre pai e filho, o segundo destinado a seguir as pisadas do primeiro (mesmo contra as pretensões deste), marcado por ressentimentos de parte a parte. Gonzaga: De Pai Para Filho faz lembrar Walk The Line pela complexidade pessoal dos artistas, se bem que a vida de Johnny Cash teve outros condimentos que a do brasileiro não teve (leia-se drogas, por exemplo). No entanto, a história de Luiz Gonzaga é a do típico underdog, que sobe a pulso num Brasil ainda segregacionista, fazendo da determinação uma arma para fintar o destino.

Gonzaga: De Pai Para Filho tem momentos divertidos e superiores, com aquele em que Gonzaga despede a sua banda e contrata de seguida um anão e um engraxador com quem se cruza na estrada, os quais iriam tocar juntos durante anos a fio contra todas as probabilidades. No entanto, fica sempre a idei de que o realizador, Breno Silveira, não tem unhas para tocar esta guitarra, já que se limita a encadear momentos da vida do músico, pontuadas por cenas da actualidade, em que pai e filho dialogam. Essa estrutura episodical é, sobretudo, reflexo das contigências do filme, feito também para ser exibido por capítulos da Globo e, portanto, refém dos cliffhangers.

Recorrendo sobretudo a actores não-profissionais e/ou estreantes (e, aqui, Adélio Lima, o actor escolhid para ser Luiz Gonzaga no presente, é um erro de casting gritante), Gonzaga: De Pai Para Filho tem valor de produção suficiente para dar um retrato de época credível. Falta-lhe mais música e mais nervo, mas mesmo assim não ofende a memória de dois dos maiores músicos sertanejos de sempre, que dão bom nome a uma música que não está tão bem conotada quanto isso em Portugal. Um McChicken que serve também de processo de descoberta,

Posted by: dermot @ 4:52 da manhã
|  




segunda-feira, junho 02, 2014  

GRACE DE MÓNACO:

Tìtulo: Grace Of Monaco
Realizador: Olivier Dahan
Ano: 2014


Com toda a polémica em redor do filme - incluindo um banimento oficial no principado do Mónaco -, Grace De Mónaco podia ter beneficiado de toda a publicidade (porque there's no such thing as bad publicity) para se tornar num fenomeno qualquer de bilheteiras. Mas, mesmo assim, continua a passar despercebido por aí, com a mesma indiferença com que foi recebido em Cannes. A excepção, claro, são as velhotas que ainda compram a Hola.

Em novo pico de filmes biográficos, Grace De Mónaco narra o conto de fadas de Grace Kelly, a oscarizada actiz de Hollywood (e musa de Hitchcock) que se transformou em princesa do Mónaco, depois de se apaixonar pelo príncipe Raunier. No entanto, o que parecia ser uma vida de sonho acabou por se revelar mais deprimenteque o esperado, com Gracie a despertar para uma vida de protocolos, desencantada e onde as mulheres não tinham propriamente uma carreira.

Grace De Mónaco não é tão mau quanto o pintam. É certo que a história de uma princesa-actriz encostada entre a espada e a parede (sendo a espada a sua vida real e a parede a sua vida pessoal em Hollywood), tendo que optar por uma vida na representação ou uma vida de representação pedia mais, muito mais, mas o francês Olivier Dahan consegue os serviços mínimos para se qualificar. É certo que as personagens raramente são mais do que caricaturas bidimensionais e que usa e abusa dos close ups, sem tripé, como se ao se aproximar da princesa conseguisse estar a penetrar-lhe na alma ou a revelar mais qualquer coisa que só ele consegue ver, mas o essencial está lá (se bem que com erros de composição). E o contexto político do filme é bastante interessante, com o Mónac sob um ultimato francês. Depois tudo se resolve com um golpe e mágica, graças à predestinação de Grace, num golpe de teatro ridículo, mas já ninguém quer saber aquela hora. Felizmente, Dahan tem o bom-senso de não esticar o filme para lá do suportável.

Por isso, vamos lá ao que realmente interessa: e que tal Nicole Kidman no pele e Grace Kelly? Não é que esteja mal, mas nunca deixamos de ver realmente Kidman na pele da princesa. E isso diz tudo. Mas pior é ainda Tim Roth, enquanto Rainier III, que parece estar sempre a fazer um frete. Mas aí acho que o problema é mesmo do argumento, que não lhe dá mais do que aquilo. Grace De Mónaco vê-se sem fastio e é igualmente esquecível. Não vem daqui mal ao mundo e o principado não tem que se preocupar com este Double Cheeseburguer em dar mau nome aos Grimaldis.


Posted by: dermot @ 3:22 da tarde
|  





COTAÇÃO:
10 - Royale With Cheese
9 - Le Big Mac
8 - McRoyal Deluxe
7 - McBacon
6 - McChicken
5 - Double Cheeseburger
4 - Cheeseburger
3 - Caixinha de 500 paus (Happy Meal)
2 - Hamburga de Choco
1 - Pão com Manteiga

TAKE:
Take - cinema magazine | take.com.pt


ARE YOU TALKING TO ME:
DUELO AO SOL
CLARENCE HAD A LITTLE LAMB
GONN1000
BITAITES
ANTESTREIA
CINEBLOG
CINEMA NOTEBOOK
CONTRA CAMPO
ZONA NEGRA
O MELHOR BLOG DO UNIVERSO
A CAUSA DAS COISAS
O MEU PIU PIU
AMARCORD
LAURO ANTÓNIO APRESENTA
SARICES ARTÍSTICAS
A RAZÃO TEM SEMPRE CLIENTE
MIL E UM FILMES
AS IMAGENS PRIMEIRO
A DUPLA PERSONALIDADE
TRASH CINEMA TRASH
SUNSET BOULEVARD
CINEMA XUNGA


ARE YOU TALKIN' TO ME?
cinephilus@mail.pt


CRÍTICAS:
- A Armadilha
- A Arte De Pensar Negativamente
- A Árvore Da Vida
- A Balada de Jack And Rose
- A Bela E O Paparazzo
- A Boda
- À Boleia Pela Galáxia
- A Cabana Do Medo
- A Cela
- A Canção De Lisboa
- A Cara Que Mereces
- A Casa Dos 1000 Cadáveres
- A Casa Maldita
- A Cidade Dos Malditos
- A Ciência Dos Sonhos
- A Comunidade
- A Cor Do Dinheiro
- A Costa Dos Murmúrios
- A Criança
- A Dália Negra
- A Dama De Honor
- A Descida
- A Duquesa
- À Dúzia É Mais Barato
- A Encruzilhada
- A Estrada
- A Estranha Em Mim
- A Frieza Da Luz
- A Fúria Do Dragão
- A História De Uma Abelha
- A Honra Da Família
- A Janela (Maryalva Mix)
- A Lagoa Azul
- A Lenda Da Floresta
- A Liga Dos Cavalheiros Extraordinários
- A Lista De Schindler
- A Lojinha Dos Horrores
- A Mais Louca Odisseia No Espaço
- A Maldição Da Flor Dourada
- A Mansão
- A Maravilhosa Aventura De Charlie
- A Marcha Dos Pinguins
- A Máscara
- A Máscara De Cristal
- A Menina Jagoda No Supermercado
- A Minha Bela Lavandaria
- A Minha Vida Sem Mim
- A Morte Do Senhor Lazarescu
- A Mosca
- A Mulher Do Astronauta
- A Mulher Que Viveu Duas Vezes
- A Múmia
- A Noiva Cadáver
- A Noiva Estava De Luto
- A Origem
- A Outra Margem
- A Paixão De Cristo
- A Pele Onde Eu Vivo
- A Pequena Loja Dos Horrores
- A Prairie Home Companion - Bastidores Da Rádio
- A Presa
- À Procura Da Terra Do Nunca
- A Promessa
- À Prova De Morte
- A Rainha
- A Rai­nha Africana
- A Raiz Do Medo
- A Rapariga Santa
- A Rede Social
- A Religiosa Portuguesa
- A Ressaca
- A Residencial Espanhola
- A Sangue Frio
- A Secretária
- A Semente Do Diabo
- A Senhora Da Água
- A Severa
- A Sombra Do Caçador
- A Sombra Do Samurai
- A Tempestade No Meu Coração
- A Tempo E Horas
- A Torre Do Inferno
- A Turma
- A Última Famel
- A Última Tentação De Cristo
- A Valsa Com Bashir
- A Verdadeira História De Jack, O Estripador
- A Viagem De Chihiro
- A Viagem De Iszka
- A Vida De Brian
- A Vida É Um Jogo
- A Vida É Um Milagre
- A Vida Em Directo
- A Vida Secreta Das Palavras
- A Vila
- A Vítima Do Medo
- A Vizinha Do Lado
- A Volta Ao Mundo Em 80 Dias
- Aberto Até De Madrugada
- Abraços Desfeitos
- Acção Total
- Aconteceu No Oeste
- Across The Universe
- Actividade Paranormal
- Acusado
- Adam Renascido
- Admitido
- Adriana
- Aelita
- Ágora
- Água Aos Elefantes
- Air Guitar Nation
- Albert, O Gordo
- Aldeia Da Roupa Branca
- Alice
- Alice In Acidland
- Alice No País Das Maravilhas
- Alien - O Oitavo Passageiro
- Aliens - O Reencontro Final
- Alien - A Desforra
- Alien - O Regresso
- Alien Vs. Predador
- Alien Autopsy
- Alma Em Paz
- Almoço De 15 De Agosto
- Alphaville
- Alta Fidelidade
- Alta Golpada
- Alta Tensão
- Alucinação
- Amália
- Amarcord
- American Movie
- American Splendor
- Amor À Queima-Roupa
- Amor De Verão
- Amor E Corridas
- Amor E Vacas
- Amor Em Las Vegas
- Amor Ou Consequência
- And Soon The Darkness
- Angel-A
- Animal
- Annie Hall
- Anónimo
- Antes Do Anoitecer
- Antes Que O Diabo Saiba Que Morreste
- Anticristo
- Anvil! The True Story of Anvil
- Anytinhig Else - A Vida E Tudo Mais
- Appaloosa
- Apocalypto
- Aquele Querido Mês De Agosto
- Aracnofobia
- Aragami
- Arizona Dream
- Armin
- Arséne Lupin - O Ladrão Sedutor
- As Asas Do Desejo
- As Aventuras De Jack Burton Nas Garras Do Mandarim
- As Aventuras De Tintim - O Segredo Do Licorne
- As Aventuras Do Príncipe Achmed
- As Bandeiras Dos Nossos Pais
- As Bonecas Russas
- As Canções De Amor
- As Crónicas De Narnia - O Leão, A Feiticeira E O Guarda-Roupa
- As Diabólicas
- As Ervas Daninhas
- As Invasões Bárbaras
- As Lágrimas Do Tigre Negro
- As Leis Da Atracção
- As Noites Loucas Do Dr. Jerryll
- As Penas Do Desejo
- As Tartarugas Também Voam
- As Vidas Dos Outros
- Aberto Até De Madrugada
- Assalto À Esquadra 13 (1976)
- Assalto À Esquadra 13 (2005)
- Assalto Ao Santa Maria
- Assassinos Natos
- Ata-me
- Até Ao Inferno
- Até Ao Limite Do Terror
- Atraídos Pelo Crime
- Através Da Noite
- Attack Of The 50 Foot Woman
- Aurora
- Austrália
- Autocarro 174
- Avatar
- Aviva, Meu Amor
- Aztec Rex
- Azul Metálico

- Babel
- Backbeat, Geração Inquieta
- Balas E Bolinhos - O Regresso
- Balbúrdia No Oeste
- Bando À Parte
- Baraka
- Barbarella
- Barreira Invisí­vel
- Batman
- Batman Regressa
- Batman - O Início
- Be Cool
- Beijing Bastards
- Belleville Rendez-Vouz
- Bem-vindo À Zombieland
- Bem-vindo Ao Norte
- Berlin 36
- Birth - O Mistério
- Biutiful
- Black Sheep
- Black Snake Moan - A Redenção
- Blade Runner - Perigo Iminente
- Blueberry
- Boa Noite E Boa Sorte
- Bobby Darin - O Amor É Eterno
- Body Rice
- Bombom
- Bom Dia Noite
- Bom Dia Vietnam
- Bonnie E Clyde
- Boogie Nights
- Borat
- Brasil - O Outro Lado Do Sonho
- Breakfast On Pluto
- Brincadeiras Perigosas (2007)
- Brisa De Mudança
- Bronson
- Bruce, O Todo-poderoso
- Bruiser - O Rosto Da Vingança
- Bruno
- Buffalo 66
- Bubba Ho-Tep
- Bullit
- Bunker Palace Hotel
- Buried
- Busca Implacável
- Bz, Viagem Alucinante

- Cadillac Records
- Cães Danados
- Cães De Palha
- Café E Cigarros
- Call Girl
- Camino
- Capitão Alatriste
- Capitão América - O Primeiro Vingador
- Capote
- Carrie
- Cartas Ao Padre Jacob
- Cartas De Iwo Jima
- Casa De Loucos
- Casablanca
- Casino Royale
- Catwoman
- Cavalo De Guerra
- Cemitério Vivo
- Censurado
- Centurion
- Charlie E A Fábrica De Chocolate
- Che - Guerrilha
- Che - O Argentino
- Chemical Wedding
- Chéri
- Chinatown
- Chocolate
- Choke - Asfixia
- Chovem Almôndegas
- Christine - O Carro Assassino
- Cidade Fria
- Cinco Dias, Cinco Noites
- Cinema Paraíso
- Cinerama
- Cisne Negro
- Clube De Combate
- Coco Avant Chanel
- Coisa Ruim
- Cold Mountain
- Cold Weather
- Colete De Forças
- Colisão
- Com Outra? Nem Morta!
- Comboios Rigorosamente Vigiados
- Comer Orar Amar
- Complexo - Universo Paralelo
- Conan, O Bárbaro
- Contrato
- Control
- Controle
- Coração De Cavaleiro
- Coração De Gelo
- Coração Selvagem
- Corações De Aço
- Coragem De Mãe: Confrontando O Autismo
- Corre Lola Corre
- Correio De Risco
- Correio De Risco 3
- Corrida Contra O Futuro
- Corrupção
- Cozinhando A História
- Crank - Veneno No Sangue
- Crank - Alta Voltagem
- Cremaster
- Crime Ferpeito
- Crippled Masters
- Cristóvão Colombo - O Enigma
- Crónica Dos Bons Malandros
- Crueldade Intolerável
- Cubo
- Culture Boy
- Cypher
- Cyrano de Bergerac (1950)

- Daisy Town
- Dallas
- Danny The Dog - Força Destruidora
- Daqui P'ra Frente
- Dark City - Cidade Misteriosa
- De Cabeça Para Baixo
- De Homem Para Homem
- De Olhos Abertos
- De Olhos Bem Fechados
- De Sepultura Em Sepultura
- De Tanto Bater O Meu Coração Parou
- De-Lovely
- Delhi Belly
- Dead Snow
- Death Race 2000
- Deixa-me Entrar
- Delicatessen
- Demolidor - O Homem Sem Medo
- Dentro Da Garganta Funda
- Depois Do Casamento
- Destruir Depois De Ler
- Diamante De Sangue
- Diário Dos Mortos
- Diários De Che Guevara
- Dias De Futebol
- Dick E Jane - Ladrões Sem Jeito
- Dictado
- Die Hard 4.0 - Viver Ou Morrer
- Die You Zombie Bastards!
- Dogma
- Domino
- Don Juan DeMarco
- Donnie Brasco
- Doom - Sobrevivência
- Doomsday - Juízo Final
- Dorian Gray
- Dot.Com
- Dr. Estranhoamor
- Drácula 2001
- Drácula De Bram Stoker
- Drive - Risco Duplo
- Dreamgirls
- Duas Mulheres

- É Na Terra Não É Na Lua
- Easy A
- Easy Rider
- Eduardo Mãos De Tesoura
- Efeito Borboleta
- El Mariachi
- El Topo
- Ela Odeia-me
- Eles
- Eles Vivem
- Elvis
- Em Bruges
- Em Busca Da Felicidade
- Em Carne Viva
- Em Liberdade
- Em Nome De Caim
- Em Nome De Deus
- Em Paris
- Em Privado
- Embargo
- Encarnação Do Demónio
- Encontros Em Nova Iorque
- Encrenca Dupla
- Encurralada
- Ensaio Sobre A Cegueira
- Enterrado Na Areia
- Entre Os Dedos
- Entrevista
- Equilibrium
- Era Uma Vez No México
- Eraserhead - No Céu Tudo É Perfeito
- Escola De Criminosos
- Escolha Mortal
- Esporas De Aço
- Estado De Guerra
- Estamos Vivos
- Este É O Meu Lugar
- Este País Não É Para Velhos
- Estômago
- Estrada Perdida
- Estranhos
- Estrellita
- Eu Amo-te Phillip Morris
- Eu, Peter Sellers
- Eu Sou A Lenda
- Eu Sou Evadido
- Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos
- Everything Must Go
- Evil Dead - A Noite Dos Mortos-Vivos
- Evil Dead 2 - A Morte Chega De Madrugada
- Evil Dead 3 - O Exército Das Trevas
- Ex-Drummer
- Exterminador Implacável 1
- Exterminador Implacável 2 - O Dia Do Julgamento Final
- Exterminador Implacável 3 - Ascensão Das Máquinas
- Exterminador Implacável 4 - A Salvação

- Factory Girl - Quando Edie Conheceu Warhol
- Factotum
- Fados
- Fahrenheit 9/11
- Falso Alarme
- Fando E Lis
- Fantasmas De Marte
- Fargo
- Faster, Pussycat! Kill! Kill!
- Fausto 5.0
- Favores Em Cadeia
- Felicidade
- Feliz Natal
- Férias No Harém
- Festival Rocky De Terror
- Ficheiros Secretos: Quero Acreditar
- Fim De Ano Em Split
- Fim-De-Semana Alucinante
- Final Cut - A Última Memória
- Fish Tank
- Florbela
- Flores Partidas
- Fome
- Footloose - A Música Está Do Teu Lado
- Força Delta
- Forrest Gump
- Freddy Vs. Jason
- Frenético
- Frida
- Frost/Nixon
- Fruto Proibido
- Fuga De Los Angeles
- Fuga Para A Vitória
- Fur - Um Retrato Imaginário De Diane Arbus
- Fúria Cega
- Fúria De Viver
- Fúria Silenciosa

- Gabrielle
- Gainsbourg - Vida Heróica
- Gang Dos Tubarões
- Gangs de Nova Iorque
- Garden State
- Génova
- GI Joe - O Ataque Dos Cobra
- Godzilla
- Goodbye Lenine!
- Gosford Park
- Gothika
- Gran Torino
- Grande Mundo Do Som
- Gremlins
- Grizzly Man
- Gru - O Maldisposto
- Guerra Dos Mundos (2005)
- Guerra Dos Mundos (1953)

- Há Lodo No Cais
- Hairspray
- Half Nelson - Encurralados
- Hard Candy
- Harley Davidson E O Cowboy Do Asfalto
- Harold E Maude
- Harry Brown
- Haverá Sangue
- Hawai Azul
- He-Man - Mestres Do Universo
- Head On - A Esposa Turca
- Heartbreak Hotel
- Hell Ride
- Hellboy
- Hellboy 2: O Exército Dourado
- Helter Skelter - O Caso De Sharon Tate
- Henry E June
- Hereafter - Outra Vida
- Hiena
- História De Duas Irmãs
- História De Um Fotógrafo
- Hobo With A Shotgunbr> - Hollywood Ending
- Homem Aranha
- Homem Aranha 2
- Homem Aranha 3
- Homem De Ferro
- Homem Demolidor
- Homem Em Fúria
- Homens De Negro
- Homens De Negro 2
- Homens Que Matam Cabras Só Com O Olhar
- Hostel
- Hostel 2
- Hot Fuzz - Esquadrão De Província
- Howl - Grito
- Hugo

- I Am Sam - A Força Do Amor
- I Spit On Your Grave
- I'll See You In My Dreams
- Iluminados Pelo Fogo
- I'm Still Here
- I Wanna Hold Your Hand
- Imitação Da Vida
- Imortal
- In Search Of A Midnight Kiss
- Indiana Jones E O Reino Da Caveira De Cristal
- Indomável
- Infiltrado
- Inimigos Públicos
- INLAND EMPIRE
- Inquietos
- Insidioso
- Insónia
- Intervenção Divina
- Intriga Internacional
- Invictus
- Irmão, Onde Estás?
- It
- It Might Get Loud
- Italian Spiderman

- Jack Ketchum's The Girl Next Door
- Jackass 2
- Jackass 3D
- Jackie Brown
- Jacuzzi - O Desastre Do Tempo
- James Bond - Agente Secreto
- James Bond - Casino Royale
- James Bond - Quantum Of Solace
- Janela Indiscreta (1954)
- Janela Indiscreta (1998)
- Janela Secreta
- JCVD
- Joga Como Beckham
- John Rambo
- Jonestown - The Life And Death Of Peoples Temple
- Jovens Rebeldes - A Verdadeira História
- Julgamento
- Julie E Julia
- Juno
- Juventude Em Marcha
- Juventude Tardia

- Kalifórnia
- Kandahar
- Karate Kid
- Katyn
- Kenny
- Kick Ass - O Novo Super-herói
- Kids - Miúdos
- Kill Bill vol.2
- King Kong (2005)
- Kiss Kiss Bang Bang
- Kiss Me
- Klimt
- Kopps
- Kung-Fu-Zão
- Kung Pow - Punhos Loucos

- La Jetée
- La Vie En Rose
- Ladrões
- Lady Snowblood
- Laranja Mecânica
- Last Days - Os Últimos Dias
- Lavado Em Lágrimas
- Lemmy
- Léon, O Profissional
- Lichter
- Lindas Encrencas As Garotas
- Lobos
- Longe Da Terra Queimada
- Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho
- Lua De Mel, Lua De Fel
- Lucifer Rising
- Lucky Luke
- Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar

- M - Matou!
- Má Educação
- Machete
- Madrigal
- Maldito United
- Mamma Mia
- Manhattan
- Manô
- Mamonas Pra Sempre
- Mar Adentro
- Maria E As Outras
- Marie Antoinette
- Marjoe
- Marte Ataca!
- Matança De Natal
- Match Point
- Matou A Família E Foi Ao Cinem
- McQuade, O Lobo Solitário
- Meia-Noite Em Paris
- Meio Metro De Pedra
- Melancolia
- Melinda E Melinda
- Menina
- Mephisto
- Metrópolis
- Meu Nome É Bruce
- Miami Vice
- Milhões
- Milk
- Millenium 1. Os Homens Que Odeiam As Mulheres
- Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos
- Minha Mãe
- Minha Terra
- Misery - Capí­tulo Final
- Missão A Marte
- Missão Impossí­vel 3
- Missão Impossível - Missão Fantasma
- Missão Solar
- Mistérios De Lisboa
- Momentos Agradáveis
- Moneyball - Jogada De Risco
- Monsters - Zona Interdita
- Monstro
- Monty Phyton E O Cálice Sagradi
- Morte Cerebral
- Morte De Um Presidente
- Movimentos Perpétuos
- Mr. E Mrs. Smith
- Mrs. Henderson Presents
- Muito Bem, Obrigado
- Mulholland Drive
- Mundo Fantasma
- Mundos Separados
- Munique
- Murderball - Espírito De Combate
- Murish
- Mutilados
- Mysterious Skin

- Na Cama
- Nacho Libre
- Não Estou Aí
- Napoleon Dynamite
- Nas Costas Do Diabo
- Nas Nuvens
- Needle
- Nico: À Margem Da Lei
- Ninguém Sabe
- Nixon
- No Limite Do Amor
- No Vale De Elah
- Noite De Agosto
- Noite Escura
- Noivos Sangrentos
- Nome De Código: Cloverfield
- Northfork
- Nosferatu, O Vampiro
- Nothing
- Nova Iorque 1997
- Nove Raínhas
- Nunca Digas Sim

- O Acontecimento
- O Agente Da Broadway
- O Lugar Do Morto
- O Americano
- O Amor Acontece
- O Anjo Exterminador
- O Anti-Pai Natal
- O Artista
- O Assassínio De Jesse James Pelo Cobarde Robert Ford
- O Assassí­nio De Richard Nixon
- O Batedor
- O Bom Alemão
- O Bom, O Mau E O Vilão
- O Cabo Do Medo
- O Caminho De São Diego
- O Cão, O General E Os Pássaros
- O Capacete Dourado
- O Castelo Andante
- O Castor
- O Cavaleiro Das Trevas
- O China
- O Cobrador
- O Código Da Vinci
- O Comboio Dos Mortos
- O Comboio Mistério
- O Condenado
- O Couraçado Potemkin
- O Cowboy Da Meia-Noite
- O Crepúsculo Dos Deuses
- O Dedo De Deus
- O Delator!
- O Demónio
- O Despertar Da Besta
- O Despertar Da Mente
- O Deus Da Carnificina
- O Deus Elefante
- O Dia Em Que A Terra Parou (1951)
- O Dia Em Que A Terra Parou (2008)
- O Dia Da Besta
- O Discurso Do Rei
- O Enigma Do Espaço
- O Estranho Caso De Benjamin Button
- O Estranho Mundo De Jack
- O Evangelho Segundo São Mateus
- O Exorcista
- O Fatalista
- O Feiticeiro De Oz
- O Feitiço Do Tempo
- O Fiél Jardineiro
- O Gabinete Das Figuras De Cera
- O Gabinete Do Dr. Caligari
- O Gato Das Botas
- O Génio Do Mal (1976)
- O Grande Peixe
- O Grande Ditador
- O Guerreiro
- O Homem Duplo
- O Homem Que Copiava
- O Homem Que Sabia Demasiado
- O Homem Que Veio Do Futuro
- O Idealista
- O Jogo
- O Júri
- O Imperador Da Califórnia
- O Inquilino
- O Justiceiro Da Noite
- O Labirinto Do Fauno
- O Laço Branco
- O Lado Selvagem
- O Lago Perfeito
- O Leopardo
- O Livro Negro
- O Lobo Do Mar
- O Macaco De Ferro
- O Maquinista
- O Marinheiro De Água Doce
- O Menino De Ouro
- O Meu Tio
- O Milagre De Berna
- O Milagre Segundo Salomé
- O Mistério Galindez
- O Monstro Da Lagoa Negra
- O Mundo A Seus Pés
- O Nevoeiro (1980)
- O Ofício De Matar
- O Olho
- O Orfanato
- O Paciente Inglês
- O Padrinho - Parte I
- O Padrinho - Parte II
- O Padrinho - Parte III
- O Panda Do Kung Fu
- O Panda Do Kung Fu 2
- O Pesadelo De Darwin
- O Pistoleiro Do Diabo
- O Planeta Selvagem
- O Pó Dos Tempos
- O Portador Da Espada
- O Presidiário
- O Prisioneiro Do Rock
- O Protegido
- O Próximo A Abater
- O Quinto Elemento
- O Quinto Império
- O Regresso
- O Rei Dos Gazeteiros
- O Reino Proibido
- O Ritual
- O Ritual Dos Sádicos
- O Sabor Do Amor
- O Sargento Da Força Um
- O Segredo A Brokeback Mountain
- O Segredo De Um Cuscuz
- O Segredo Dos Punhais Voadores
- O Selvagem
- O Sentido Da Vida
- O Sétimo Selo
- O Sítio Das Coisas Selvagens
- O Sonho Comanda A Vida
- O Sonho De Cassandra
- O Sorriso De Mona Lisa
- O Tempo Do Lobo
- O Tesouro Da Sierra Madre
- O Tigre E A Neve
- O Tio Boonmee Que Se Lembra Das Suas Vidas Anteriores
- O Triunfo Da Vontade
- O Turista
- O Último Airbender
- O Último Grande Herói
- O Último Rei Da Escócia
- O Último Tango Em Paris
- O Último Voo Do Flamingo
- O Vingador Tóxico
- O Wrestler
- Ocean's Eleven - Façam As Vossas Apostas
- Odete
- Oldboy - Velho Amigo
- Olho Mágico
- Oliver Twist
- Ônibus 174
- Orca
- Órfã
- Os Amantes Regulares
- Os Amigos De Alex
- Os Bons E Os Maus
- Os Caça-Fantasmas
- Os Cavaleiros Do Asfalto
- Os Chapéus De Chuva De Cherburgo
- Os Cinco Venenos
- Os Clãs Da Intriga
- Os Condenados De Shawshank
- Os Descendentes
- Os Edukadores
- Os Famosos E Os Duendes Da Morte
- Os Filhos Do Homem
- Os Friedmans
- Os Guardiões Da Noite
- Os Homens Preferem As Loiras
- Os Imortais
- Os Inadaptados
- Os Índios Apache
- Os Invisíveis
- Os Irmãos Grimm
- Os Limites Do Controlo
- Os Marginais
- Os Mercenários
- Os Miúdos Estão Bem
- Os Novos Dez Mandamentos
- Os Olhos Da Serpente
- Os Olhos Sem Rosto
- Os Onze De Oceano
- Os Optimistas
- Os Pássaros
- Os Produtores (2005)
- Os Psico-Detectives
- Os Rapazes Da Noite
- Os Rapazes Não Choram
- Os Renegados Do Diabo
- Os Rutles - All You Need Is Cash
- Os Selvagens Da Noite
- Os Simpsons - O Filme
- Os Sonhadores
- Os Sorrisos Do Destino
- Os Super-Heróis
- Os Supeitos Do Costume
- Os Três Enterros De Um Homem
-Os Visistantes Da Idade Média
- Os 300 Espartanos

- Pagafantas
- Palpitações
- Papillon
- Para Onde O Vento Sopra
- Parada De Monstros
- Paraíso, Inferno... Terra
- Paranoid Park
- Paris Je T'Aime
- Party Monster
- Pecados Íntimos
- Pele
- Pequenas Mentiras Entre Amigos
- Performance
- Perigo Na Noite
- Perto Demais
- Pesadelo Em Elm Street
- Pink Floyd The Wall
- Piranha 3D
- Piratas Das Caraíbas - O Mistério do Pérola Negra
- Piratas Das Caraí­bas - O Cofre Do Homem Morto
- Piratas Das Caraíbas - Nos Confins Do Mundo
- Planeta Dos Macacos
- Planeta Dos Macacos: A Origem
- Planeta Terror
- Plano 9 Dos Vampiros Zombies
- Polaróides Urbanas
- Polí­cia Sem Lei (1992)
- Polícia Sem Lei (2009)
- Poltergeist, O Fenómeno
- Ponto De Mira
- Por Favor Rebobine
- Por Favor Não Me Morda O Pescoço
- Porcos & Selvagens
- Posto Fronteiriço
- Precious
- Predadores
- Presente De Morte
- Preto E Branco
- Primer
- Príncipe Da Pérsia - As Areias Do Tempo
- Procurado
- Profissão: Repórter
- Promessas Proibidas
- Proposta Indecente
- Proteger
- Psico
- Psicopata Americano
- Pulp Fiction
- Pulsação Zero
- Punch-Drunk Love - Embriagado De Amor
- Purana Mandir
- Purple Rain

- Quando Viste O Teu Pai Pela Última Vez
- Quarentena
- Quarteto Fantástico (1994)
- Quarteto Fantástico (2005)
- Quase Famosos
- Quatro Noites Com Anna
- Que Lugar Maravilhoso
- Que Se Mueran Los Feos
- Queijo E Marmelada
- Quem Quer Ser Bilionário
- Querida Famí­lia
- Querida Wendy

- R
- Rapariga Com Brinco De Pérola
- Rare Exports
- Ratatui
- Ratos Assassinos
- Ray
- [Rec]
- [REC]2
- Red Eye
- Relatório Kinsey
- Relatório Minoritário
- Religulous - Que O Céu Nos Ajude
- Relíquia Macabra
- Renascimento
- Resident Evil: Apocalypse
- Rio
- Rio Bravo
- Rock De Fogo
- Rock, Rock, Rock
- Rocknrolla - A Quadrilha
- Rocky Balboa
- Roger E Eu
- Roma
- Romance E Cigarros
- Roxanne
- RRRrrrr!!!
- Rubber - Pneu
- Ruídos Do Além
- Ruivas, Loiras E Morenas
- Rumo À Liberdade
- Ruptura Explosiva

- Sacanas Sem Lei
- Sala De Pânico
- Salazar - A Vida Privada
- Salto Mortal
- Samsara
- Sangue Do Meu Sangue
- Sangue Por Sangue
- Santa Sangre
- Sapatos Pretos
- Save The Green Planet!
- Saw - Enigma Mortal
- Saw II - A Experiência Do Medo
- Saw 3D - O Capítulo Final
- Scoop
- Scott Pilgrim Contra O Mundo
- Seconds Apart
- Seis Indomáveis Patifes
- Sem Ela
- Sem Limites
- Sem Rumo
- Sem Tempo
- Semi-Pro
- Ser E Ter
- Sereia
- Serpentes A Bordo
- Sete Anos No Tibete
- Sete Vidas
- Sexo E A Cidade
- Sgt. Pepper's Lonely Heart Club Band
- Shaolin Daredevils
- Shaolin Soccer - O Ás Da Bola
- Shaolin Vs. Evil Dead
- Shattered Glass - Verdade Ou Mentira
- Sherlock Holmes
- Sherlock Holmes - Jogo De Sombras
- Shining
- Shoot 'Em Up - Atirar A Matar
- Shortbus
- Shrek 2
- Shrek O Terceiro
- Shrek Para Sempre
- Sicko
- Sid And Nancy
- Sideways
- Simpatyhy For Mr. Vengeance
- Sin City - Cidade Do Pecado
- Sinais
- Sinais De Fogo
- Sinais Do Futuro
- Sinais Vermelhos
- Singularidades De Uma Rapariga Loira
- Sky Captain E O Mundo De Amanhã
- Slither - Os Invasores
- Soldados Da Fortuna
- Soldados Do Universo
- Sombras Da Escuridão
- Somewhere - Algures
- Sonho De Uma Noite De Inverno
- Sonny
- Sophie Scholl - Os Últimos Dias
- Soro Maléfico
- Sorte Nula
- Soul Kitchen
- Spartacus
- Spartan - O Rapto
- Splice
- Stacy - Attack Of The Schoolgirl Zombies
- Star Wars - A Ameaça Fantasma
- Star Wars - A Vingança Dos Sith
- Star Wars - O Ataque Dos Clones
- Stardust - O Mistério Da Estrela Cadente
- Stone - Ninguém É Inocente
- Stoned, Anos Loucos
- Submarino
- Super
- Super Baldas
- Super-Homem
- Super-Homem: O Regresso
- Super 8
- Superstar
- Suspeita
- Suspiria
- Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro De Fleet Street
- Swimming Pool
- Sword Of Vengeance
- Sympathy For The Devil

- Taking Woodstock
- Tarnation
- Tarzan, O Homem Macaco (1981)
- Taxidermia
- Team America - Polí­cia Mundial
- Tebas
- Tecumseh
- Teeth
- Tempestade Tropical
- Tennessee
- Terra De Cegos
- Terminal De Aeroporto
- Terra Dos Mortos
- Terror Em Setembro
- Terror Na Auto-estrada
- Terror Nas Montanhas
- Tetro
- The Bloodstained Butterfly
- The Brown Bunny
- The Darjeeling Limited
- The Departed: Entre Inimigos
- The Devil And Daniel Johnston - Loucuras De Um Génio
- The Devil's Double
- The First Great Train Robbery
- The Fountain - O Último Capítulo
- The Grudge - A Maldição
- The Host - A Criatura
- The Impossible Kid
- The King Of Kong
- The Langoliers - Meia-Noite E Um
- The Last House On The Left
- The Machine Girl
- The Man From Earth
- The Marine
- The Million Dollar Hotel - O Hotel
- The Mindscape Of Alan Moore
- The Mist - Nevoeiro Misterioso
- The Others - Os Outros
- The Prestige - O Terceiro Passo
- The 50 Worst Movies Ever Made
- The Way
- The Woman
- Thirst - Este É O Meu Sangue
- This Is It
- This Is Spinal Tap
- Thor
- Thriller - A Cruel Picture
- THX 1138
- Tirar Vidas
- Titanic 2
- Tony
- Tournée - Em Digressão
- Toy Story 3
- Tragam-me A Cabeça De Alfredo Garcia
- Transamerica
- Tron
- Tron: O Legado
- Tropa De Elite
- Tropa De Elite 2 - O Inimigo Agora É Outro
- Tsotsi
- Tubarão
- Tubarão 2
- Tubarão 3
- Tubarão IV - A Vingança
- Tucker E Dale Contra O Mal
- Tudo Ficará Bem
- Tudo Pode Dar Certo
- Twisted - Homicídios Ocultos

- Ultra Secreto
- Um Amor De Perdição
- Um Azar Do Caraças
- Um Bater De Corações
- Um Belo Par... De Patins
- Um Cão Andaluz
- Um Dia A Casa Vai Abaixo
- Um Dia De Raiva
- Um Homem Singular
- Um Longo Domingo De Noivado
- Um Lugar Para Viver
- Um Padrasto Para Esquecer
- Um Profeta
- Um Tiro No Escuro
- Um Trabalho Em Itália
- Uma Aventura Na Casa Assombrada
- Uma Boa Mulher
- Uma Canção De Amor
- Uma Espécie De Cavalheiro
- Uma Famí­lia À Beira De Um Ataque De Nervos
- Uma História De Violência
- Uma Pequena Vingança
- Uma Rapariga Com Sorte
- Uma Segunda Juventude
- Uma Segunda Vida
- Undefeatable
- Unseen Evil 2 - Alien 3000
- Up - Altamente

- V De Vingança
- Vai E Vive
- Vais Conhecer O Homem Dos Teus Sonhos
- Valhalla Rising - Destino De Sangue
- Valquíria
- Vampiros de John Carpenter
- Van Helsing
- Vanilla Sky
- Vanitas
- Vasilhame
- Veio Do Outro Mundo
- Veludo Azul
- Velvet Goldmine
- Vencidos Pela Lei
- Vendendo A Pele
- Veneno Cura
- Vera Drake
- Versus - A Ressurreição
- Vestida Para Matar
- Vice
- Vício - Quando Nada É Suficiente
- Vicky Cristina Barcelona
- Vidas Sombrias
- Vigilância
- Vingança Redentora
- Virgem Aos 40 Anos
- Vitus
- Viúva Rica Solteira Não Fica
- Viver A Sua Vida
- Voando Sobre Um Ninho De Cucos
- Voltando Para Casa
- Voltar
- Vontade Indómita
- Voo 93

- Walk Hard - A História De Dewey Cox
- Walk The Line
- WALL-E
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Wassup Rockers - Desafios De Rua
- Watchmen - Os Guardiões
- Welcome To The Rileys
- White Irish Drunkers
- Wild Zero
- Win Win
- Wolf Creek
- Wristcutters: A Love Story

- X-Men
- X-Men 2
- X-Men 3 - O Confronto Final
- X-Men: O Início
- X-Men Origens: Wolverine

- Zack E Miri Fazem Um Porno
- Zardoz
- Zatoichi
- Zombies Party - Uma Noite... De Morte
- Zombies Strippers
- Zozo

- 007 - Agente Secreto
- 007 - Casino Royale
- 007 - Quantum Of Solace
- 10 Coisas Que Odeio Em Ti
- 100 Volta
- 10.000 AC
- 12 Homens Em Fúria
- 12 Macacos
- 12:08 A Este De Bucareste
- 1984
- 2LDK
- 24 Hour Party People
- 28 Dias Depois
- 20,13 - Purgatório
- 2012
- 300
- 4 Copas
- 48
- 50/50
- 6=0 Homeostética
- 8 1/2
- 9 Canções
- 98 Octanas


ENTREVISTAS:
- Fernando Fragata
- Festróia - Mário Ventura
- Filipe Melo
- Good N Evil
- IMAGO - Sérgio Felizardo
- José Barahona
- Nuno Markl
- Paulo Furtado
- Rodrigo Areias
- Sara David Lopes
- Solveig Nordlund
- Fernando Alle


TOPES:
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2011
- Top 5 dos Piores Filmes de 2011
- Top 10 dos Melhores Filmes de 2010
- Top 5 dos Piores Filmes de 2010
- Top 5 dos filmes de Leslie Nielsen
- Top 10 Dos Filmes Low Cost
- Top 5 das Melhores Cenas de Dança
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2009
- Top 5 dos Piores Filmes de 2009
- Top 5 dos Filmes Que Tenho Vergonha De Dizer Que Gosto
- Top 5 das Melhores Músicas de Ennio Morricone
- Top 5 dos filmes com Patrick Swayze
- Top 5 dos Telediscos do Michael Jackson
- Top 5 dos Filmes com David Carradine
- Top 5 dos Filmes com Lutadores de Luta-Livre
- Top 10 Os Melhores Filmes de 2008
- Top 5 Os Piores Filmes de 2008
- Top 5 dos Piores Filmes de Natal
- Top 5 das Coisas que não Esperávamos Ver no Cinema
- Top 5 dos Melhores Filmes de Paul Newman
- Top 5 Personagens Com Palas Nos Olhos
- Top 10 Melhores Cartazes De Cinema
- Top 5 dos Filmes de Chuck Norris
- Top 5 dos Filmes de Patrick Swayze
- Top 10 Os Melhores/Piores Vestidos dos Oscares
- Top 5 As Mortes de Crianças Mais Gratuitas
- Top 10 Os Melhores de 2007
- Top 5 Os Piores de 2007
- Top 7 Adaptações ao Cinema de Livros de Stephen King
- Top 5 Filmes Pela Paz
- Top 5 Os Melhores Beijos
- Top 5 Grandes Arquitectos
- Top 10 Filmes Que Mudaram A Minha Vida
- Top 5 Mulheres de Cabeça Rapada
- Top 5 As Cenas Mais Excitantes
- Top 10 Os Melhores de 2006
- Top 5 Os Piores de 2006
- Top 3 Filmes de Robert Altman
- Top 5 Os Vilões do Cinema
- Top 5 Filmes Com Mick Jagger
- Top 5 Filmes Com Steve Buscemi
- Top 5 Dos Cães no Cinema
- Top 5 Dos Filmes do Indie06
- Top 5 Dos Filmes do Fantas06
- Top 5 dos Presidentes
- Top 10 Os Melhores de 2005
- Top 5 Os Piores de 2005
- Top 5 Filmes com Pat Morita
- Top 10 Os Melhores Filmes Independentes
- Top 5 Os Piores Filmes da Saga Bond
- Top 5 Filmes com Dolph Lundgren
- Top 5 Adaptações de BD Para Cinema
- Top 10 Cenas Mais Assustadoras de Sempre
- Top 5 Vencedores do Óscar
- Top 5 Bond Girls
- Top 5 Filmes Sobre Doenças
- Top 5 Filmes de Natal
- Top 5 Melhores Batalhas Corpo-A-Corpo
- Top 10 Melhores Canções do Cinema
- Top 10 Melhores Filmes de Sempre
- Top 5 Melhores Momentos Musicais
- Top 5 Grandes Duelos do Cinema
- Top 10 Maiores Personagens do Cinema
- Top 5 Piores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 10 Melhores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 5 Filmes Religiosos


BAÚ DO TRASH:
- Needle
- Que Se Mueran Los Feos
- Easy A
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Saw 3D - O Capítulo Final
- And Soon The Darkness
- Os Imortais
- Purana Mandir
- Pagafantas
- The Bloodstained Butterfly
- Cisne Negro


ROYALE WITH CHEESE APRESENTA:
- A Tasca Da Cultura
- A Causa Das Coisas - parte I
- A Causa Das Coisas - parte II
- A Momentary Lapse Of Reason


FILMES A VER ANTES DE MORRER:
- #1 As Lágrimas Do Tigre Negro
- #2 Alucarda
- #3 Time Enough At Last
- #4 Armageddon
- #5 The Favour, The Watch And The Very Big Fish
- #6 Italian Spiderman
- #7 The Soldier And Death


UMA CURTA POR DIA NÃO SABE O BEM QUE LHE FAZIA:
- 1# Rabbit, de Run Wrake
- 2# Aligato, de Maka Sidibé
- 3# The Cat Concerto, de Joseph Barbera & William Hanna
- 4# A Curva, de David Rebordão
- 5# Batman: Dead End, de Sandy Callora
- 6# O Código Tarantino, de Selton Mello
- 7# Malus, de António Aleixo & Crosswalk, de Telmo Martins
- 8# Three Blind Mice, de George Dunning
- 9# Bedhead, de Robert Rodriguez
- 10# Key To Reserva, de Martin Scorcese
- 11# Bambi Meets Godzilla, de Marv Newland
- 12# The Horribly Slow Murderer with the Extremely Inefficient Weapon, de Richard Gale
- 13# Stolz Der Nation, de Eli Roth
- 14# Papá Wrestling, de Fernando Alle
- 15# Glas, de Bert Haanstra
- 16# Fotoromanza, de Michelangelo Antonioni
- 17# Quem É Ricardo?, de José Barahona
- 17# Terra Incognita, de Peter Volkart


AS MELHORES PIORES CENAS DE SEMPRE:
- A Pior Luta
- A Cena Mais Metida A Martelo
- O Ataque Animal Mais Brutal
- A Perseguição Mais Alucinante
- O Duelo Mais Improvável


CLUBE DE CINEMA DE SETÚBAL:
- Janeiro
- Fevereiro
- Março
- Abril
- Maio
- Setembro
- Novembro


FESTIVAIS:
- 20º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9
- 21º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 22º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 23º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 24º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 26º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 12º Caminhos Do Cinema Português
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- Imago 2006
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8

;

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



BLOCKBUSTERS:

04/01/2004 - 05/01/2004

05/01/2004 - 06/01/2004

06/01/2004 - 07/01/2004

07/01/2004 - 08/01/2004

08/01/2004 - 09/01/2004

09/01/2004 - 10/01/2004

10/01/2004 - 11/01/2004

11/01/2004 - 12/01/2004

12/01/2004 - 01/01/2005

01/01/2005 - 02/01/2005

02/01/2005 - 03/01/2005

03/01/2005 - 04/01/2005

04/01/2005 - 05/01/2005

05/01/2005 - 06/01/2005

06/01/2005 - 07/01/2005

07/01/2005 - 08/01/2005

08/01/2005 - 09/01/2005

09/01/2005 - 10/01/2005

10/01/2005 - 11/01/2005

11/01/2005 - 12/01/2005

12/01/2005 - 01/01/2006

01/01/2006 - 02/01/2006

02/01/2006 - 03/01/2006

03/01/2006 - 04/01/2006

04/01/2006 - 05/01/2006

05/01/2006 - 06/01/2006

06/01/2006 - 07/01/2006

07/01/2006 - 08/01/2006

08/01/2006 - 09/01/2006

09/01/2006 - 10/01/2006

10/01/2006 - 11/01/2006

11/01/2006 - 12/01/2006

12/01/2006 - 01/01/2007

01/01/2007 - 02/01/2007

02/01/2007 - 03/01/2007

03/01/2007 - 04/01/2007

04/01/2007 - 05/01/2007

05/01/2007 - 06/01/2007

06/01/2007 - 07/01/2007

07/01/2007 - 08/01/2007

08/01/2007 - 09/01/2007

09/01/2007 - 10/01/2007

10/01/2007 - 11/01/2007

11/01/2007 - 12/01/2007

12/01/2007 - 01/01/2008

01/01/2008 - 02/01/2008

02/01/2008 - 03/01/2008

03/01/2008 - 04/01/2008

04/01/2008 - 05/01/2008

05/01/2008 - 06/01/2008

06/01/2008 - 07/01/2008

07/01/2008 - 08/01/2008

08/01/2008 - 09/01/2008

09/01/2008 - 10/01/2008

10/01/2008 - 11/01/2008

11/01/2008 - 12/01/2008

12/01/2008 - 01/01/2009

01/01/2009 - 02/01/2009

02/01/2009 - 03/01/2009

03/01/2009 - 04/01/2009

04/01/2009 - 05/01/2009

05/01/2009 - 06/01/2009

06/01/2009 - 07/01/2009

07/01/2009 - 08/01/2009

08/01/2009 - 09/01/2009

09/01/2009 - 10/01/2009

10/01/2009 - 11/01/2009

11/01/2009 - 12/01/2009

12/01/2009 - 01/01/2010

01/01/2010 - 02/01/2010

02/01/2010 - 03/01/2010

03/01/2010 - 04/01/2010

04/01/2010 - 05/01/2010

05/01/2010 - 06/01/2010

06/01/2010 - 07/01/2010

07/01/2010 - 08/01/2010

08/01/2010 - 09/01/2010

09/01/2010 - 10/01/2010

10/01/2010 - 11/01/2010

11/01/2010 - 12/01/2010

12/01/2010 - 01/01/2011

01/01/2011 - 02/01/2011

02/01/2011 - 03/01/2011

03/01/2011 - 04/01/2011

04/01/2011 - 05/01/2011

05/01/2011 - 06/01/2011

06/01/2011 - 07/01/2011

07/01/2011 - 08/01/2011

08/01/2011 - 09/01/2011

09/01/2011 - 10/01/2011

10/01/2011 - 11/01/2011

11/01/2011 - 12/01/2011

12/01/2011 - 01/01/2012

01/01/2012 - 02/01/2012

02/01/2012 - 03/01/2012

03/01/2012 - 04/01/2012

04/01/2012 - 05/01/2012

05/01/2012 - 06/01/2012

06/01/2012 - 07/01/2012

07/01/2012 - 08/01/2012

08/01/2012 - 09/01/2012

09/01/2012 - 10/01/2012

10/01/2012 - 11/01/2012

11/01/2012 - 12/01/2012

12/01/2012 - 01/01/2013

01/01/2013 - 02/01/2013

02/01/2013 - 03/01/2013

03/01/2013 - 04/01/2013

04/01/2013 - 05/01/2013

05/01/2013 - 06/01/2013

06/01/2013 - 07/01/2013

07/01/2013 - 08/01/2013

08/01/2013 - 09/01/2013

09/01/2013 - 10/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

11/01/2013 - 12/01/2013

12/01/2013 - 01/01/2014

01/01/2014 - 02/01/2014

02/01/2014 - 03/01/2014

03/01/2014 - 04/01/2014

04/01/2014 - 05/01/2014

05/01/2014 - 06/01/2014

06/01/2014 - 07/01/2014

07/01/2014 - 08/01/2014

08/01/2014 - 09/01/2014