Royale With Cheese

 Royale With Cheese

 
 



sexta-feira, novembro 29, 2013  

UM FIM DO MUNDO:

Título: Um Fim Do Mundo
Realizador: Pedro Pinho
Ano: 2013


Um Fim Do Mundo fecha a trilogia de filmes realizados na Bela Vista, um dos mais problemáticos bairros do nosso país, feitos ao abrigo de uma candidatura a fundos comunitários por parte da amara Municipal de Setúbal. Mais do que filmes sobre a Bela Vista, são filmes na Bela Vista, realizados com os jovens de lá, num processo de construção contínuo e integrado. E mesmo que este Um Fim Do Mundo pareça mais autónomo, é pura ilusão, porque fazem todos parte do mesmo conjunto (e este até partilha planos e fragmentos com Cama De Gato e Bela Vista).

Sem contar propriamente uma história (pelo menos segundo uma estrutura convencional), Um Fim Do Mundo acompanha um conjunto de miúdos do bairro num dia de praia, a Tróia, e uma ida à Feira de Sant'iago. A ficção mistura-se com a realidade, numa espécie de cinema verdade, pertinentemente retratado a preto e branco, até porque parece que estas são as cores oficiais dos filmes de subúrbio (e cá lembramo-nos de Entre Os Dedos à partida, não sei bem porquê).

A câmara segue e aproxima-se dos jovens de forma quase casual, da mesma forma que falam de coisas triviais, numa espécie de alheamento que parece querer mostrar a exclusão social daquele bairro. Ou então não, são apenas miúdos a serem miúdos, até porque Um Fim Do Mundo é, dos três filmes, aquele que tanto se podia passar na Bela Vista como em outro lado qualquer.

Não é bom, nem é mau. Um Fim Do Mundo é uma curta esticada em demasia, que uma revisão na sala de edição não fazia mal de nenhum. Em contrapartida tem as Mercenárias na banda-sonora e isso é sempre positivo, em qualquer que seja a situação. Só aí vale logo o Double Cheeseburger.

Posted by: dermot @ 7:09 da manhã
|  




quarta-feira, novembro 27, 2013  

JACK REACHER:

Título: Jack Reacher
Realizador: Christopher McQuarrie
Ano: 2012


Tenho a certeza que um dos factores que contribuiu para o pouco sucesso de Jack Reacher foi o seu título. Para quem nunca ouviu falar do herói da série de livros de Jim Grant (como era o meu caso), Jack Reacher não é propriamente um título que suscite curiosidade. Porque parece das duas uma: o nome dum treinador de futebol, do Celtic de Glasgow por exemplo; ou o nome de um herói xunga qualquer, daqueles que mata batalhões inteiros só com um cotonete, enquanto despacha a tipa gira do filme.

No fundo, Jack Reacher tem nome de herói xunga porque é reminiscente desses action heroes, que proliferaram nos anos 80 e que eram quase indestrutíveis. Reacher é um ex-militar altamente treinado, íntegro e moralmente incorruptível, que tal como Chacal é impossível de encontrar e com um poder de dedução acima da média. Reacher é a mistura de Sherlock Holmes com o Dirty Harry.

Sem saber isso, Jack Reacher tem o condão de nos prender a atenção e espicaçar a curiosidade logo nos primeiros minutos. Seguimos calmamente um sniper, enquanto este prepara a arma e despacha cinco pessoas aleatoriamente do cimo de um silo automóvel, deixando para trás uma carrada de pistas, que levam a polícia a apanha-lo durante o sono. E quando está na sala de interrogatório diz apenas tragam-me Jack Reacher. Estão lançados os dados!

O resto é a) descobrir aos poucos e poucos quem é aquele tipo, que anda de autocarro, é danado para a porrada e sabe manejar armas como quem troca de camisa; e b) perceber o que está por detrás daquele atirador, que afinal pode esconder interesses mais obscuros por trás. Interesses que são personificados pelo grande (enorme) Werner Herzog, cujo potencial é claramente desperdiçado.

Jack Reacher é um filme de acção com noção do que quer, uma boa perseguição de carros e espírito qb para ser um dos melhores filmes de acção do ano. É certo que o último acto parece pertencer a outro filme (a um blockbuster qualquer, daqueles que estreiam ao pontapé semanalmente), mas a forma como arruma o assunto (lembram-se de Donald Sutherland e Dennis Hopper na primeira season de 24?) é completamente inesperada e recupera o crédito acumulado antes, suficiente para mandar vir um McRoyal Deluxe.

Posted by: dermot @ 7:07 da manhã
|  




segunda-feira, novembro 25, 2013  

NUNCA É TARDE DEMAIS:

Título: The Bucket List
Realizador: Rob Reiner
Ano: 2007


Bucket list é a expressão inglesa que designa uma lista de coisas a fazer antes de morrer. Deriva da expressão kicking the bucket, ou seja, mais ou menos qualquer coisa como bater as botas. Para bucket list é que não temos nenhum dizer equivalente e, por isso, tiveram que traduzir este filme de Rob Reiner pelo pouco imaginativo título de Nunca É Tarde Demais.

Nunca É Tarde Demais é então a história de dois doentes terminais que se conhecem numa cama de hospital. Morgan Freeman é um mecânico de bom coração e uma enciclopédia de trivialidades imensa dentro de si; e Jack Nicholson (que substituiu a nega de Clint Eastwood) é um ricaço com dinheiro a mais e bom feitio a menos. Os dois fazem um pacto: viver ao máximo os seus últimos tempos de vida, procurando riscar todas as linhas de uma bucket list conjunta.

Obviamente que sabemos logo à partida que aqui não interessa o que vão fazer, mas sim a viagem. Aliás, Nunca É Tarde Demais não é propriamente um filme que fuja aos lugares-comuns do melodrama do género. Até porque um filme com o Morgan Freeman que cede à tentação de o colocar a fazer de narrador (quem é que não gostaria de ter a sua vida narrada por ele?) é mais óbvio do que chover no molhado. Por isso, não estamos à espera de twists e contra-twists. Mas também não estávamos à espera de tamanha falta de imaginação.

Rob Reiner, realizador de grande estima neste tasco por causa daquele que é um dos maiores filmes de todo o sempre - This Is Spinal Tap -, parece estar a fazer um enorme frete, com diálogos aborrecidos de morte e um argumento completamente amorfo, sem altos e baixos. Freeman e Nicholson limitam-se a viajar pelo mundo, numa sucessão de episódios com cenários exóticos (as pirâmides numa cena, a torre Eiffel na outra logo a seguir, etc.) que tanto podiam ser no Egipto como numa etar que tinha o mesmo efeito. Não há lágrimas, não há risos, não há experiências que marcam uma vida...

Aliás, os próprios actores também devem estar a fazer um frete com o filme, mas estamos a falar de dois senhores actores e, para eles, um filme como este é canja e fazem-no com uma perna às costas. Sem uma pinga de esforço e sem nos apercebemos que também eles devem estar aborrecidos de morte. Nunca É Tarde Demais parece uma adaptação de um livro de gaja daquela literatura de aeroporto, tipo Comer, Orar, Amar, que faz as delícias das donas de casa. O seu único ponto positivo é o final, quando abre as torneiras do tearjerker, e aí assume toda a carga lamechas da história. Finalmente sente-se alguma coisa durante Nunca É Tarde Demais para lá do fastio, mas já é tarde de mais. Nada salva o Cheeseburguer.

Posted by: dermot @ 8:06 da manhã
|  




sexta-feira, novembro 22, 2013  

GRAND CENTRAL:

Título: Grand Central
Realizador: Rebecca Zlotowski
Ano: 2013


Com a memória (e os efeitos) do desastre da estação nuclear japonesa de Fukushima ainda bem presentes, a realizadora francesa, Rebecca Zlotowski, debruça-se sobre as centrais nucleares de França. Com Grand Central tira uma radiografia do trabalho feito pelos operários comuns na fábrica, tão perigoso quanto mal pago e pouco reconhecido.

Grand Central poderia ter sido feito por Kathryn Bigelow, já que é um filme de homens, num microcosmos extremamente masculino, retratando as relações entre eles, com o trabalho e com o local. Aliás, há mesmo quem compare, às tantas, o trabalho na central nuclear com a guerra, universo preferido de Bigelow. Só que na central não há vencedores, só vencidos.

Apesar de abordar este mundo específico, Grand Central centra-se mais na personagem de Tahar Rahim, que no fundo não é mais do que um espelho de tudo o resto: um trabalhador precário e com um passado suspeito. E depois é jogada uma pedrinha na engrenagem: a bela Léa Seydoux, que vai começar a alterar as tensões e as relações entre aqueles homens.

Filmado com um grande realismo, Grand Central tem apenas um problema de opções e prioridades, já que prefere ser um filme sobre um homem, quando era cem vezes mais interessante ser um filme sobre aqueles homens. Essa decisão faz com que passe demasiado tempo centrado na vida de um tipo que é extremamente aborrecida e onde demora a passar-se algo, quando o que está à sua volta é sempre muito mais interessante. Tem alguns momentos interessantes, mas no geral Grand Central sai contaminado e estraga as hipóteses para algo mais consistente do que um Cheeseburger.

Posted by: dermot @ 5:04 da manhã
|  




quarta-feira, novembro 20, 2013  

WILLOW NA TERRA DA MAGIA:

Título: Willow
Realizador: Ron Howard
Ano: 1988


Quando era gaiato e a trilogia O Senhor Dos Anéis era apenas uns calhamaços de livros que só os geeks liam, havia três filmes obrigatórios para quem gostava de sword and sorcery: História Interminável, claro, A Lenda Da Floresta e este Willow Na Terra Da Magia. No fundo, dos três títulos, este é aquele que mais se aproxima da demanda de Frodo e companhia, até porque é um rip-off descarado do Tolkien. Só que em vez de termos um anão que tem que levar um anel, temos um anão que tem que levar um bebé...

O anão é então Warwick Davis, ou seja, Willow Ufgood, um pobre agricultor de grande coração. Quando certo dia encontra um bebé humano perdido, Willow vai ser encarregue de o entregar a uma feiticeira boa, até porque a criança é uma messiânica princesa que há de derrotar a bruxa malvada, Bavmorda (Jean Marsh). A acompanha-lo na sua aventura vai Val Kilmer, um guerreiro humano insolente mas corajoso, e dois diabretes (Kevin Pollak e Rick Overton), responsáveis pelo comic relief mas extremamente irritantes. No final, Willow destrói a bruxa e ficamos a pensar: se ela já morreu, o que vai fazer a tal princesa escolhida quando crescer?

Willow Na Terra Da Magia é então uma aventura num mundo de fantasia, que inclui dragões, fadas, mastins do inferno e outras criaturas mais ou menos fabulásticas, num mundo de efeitos especiais datados e manhosos. Há stop motion marado, manipulação digital do tempo da pedra e muitas próteses de borracha, que dão a Willow Na Terra Da Magia um ar cheesy, mas ao mesmo tempo nostálgico. Partindo de uma ideia de George Lucas (que depois a transformou numa trilogia de livros, já que o insucesso de bilheteira do filme impediu que investisse nas suas sequelas), nota-se claramente um paralelismo com a estrutura de Guerra Das Estrelas, mas numa abordagem mais infantilizada.

Se Guerra Das Estrelas era uma space opera, Willow Na Terra Da Magia é uma forest opera, claramente reminiscente das matinés aventureiras (lembram-se de Errol Flynn), de grande carácter lúdico. Isso significa que o espectáculo visual é sempre uma constante, em enormes batalhas de muitos extras, fogo de artifício e cenários elaborados (mas de ar barato). O problema é que o realizador chama-se Ron Howard e, mais uma vez, tudo isto é filmado com grande convencionalismo e aborrecimento.

Perdido algures pelo chão da sala de montagem (ou entre as folhas do argumento, não se sabe bem), fica a origem de Val Kilmer (que deixa sempre a sensação de ser uma personagem inexplorada) e da filha da bruxa má, Sorsha (Joanne Whalley), que cai do céu por não ter unhas. Tudo pormenores que, juntos, não nos deixam apreciar o filme da mesma forma de quando tínhamos dez anos. Um Double Cheeseburger, mesmo que tenham grande capacidade de desligar o cérebro.

Posted by: dermot @ 7:41 da manhã
|  




segunda-feira, novembro 18, 2013  

RESGATE:

Título: Ransom
Realizador: Ron Howard
Ano: 1996


Resgate podia ser o melhor filme de sempre. Podia se não tivesse sido feito por Ron Howard, o realizador mais aborrecido da sétima arte. E que parece vir a piorar à medida que vai envelhecendo. Se bem que, nos últimos tempos, Riddley Scott pareceu querer roubar para si esse epíteto.

Mel Gibson, acabado de sair da consagração que foi Braveheart - O Desafio Do Guerreiro, é aqui Tom Mullen, o patrão de uma empresa de aviação de sucesso. Como todos os empresários ricos, Gibson atrai muitas atenções e, consequentemente, muitos inimigos. Especialmente se tiver algumas práticas ilícitas no currículo. Por isso, não é de admirar que um bando de meliantes (todos eles pertinentemente tatuados, dando a entender que todos os bandidos têm tatuagens - os estereótipos são tramados) raptem o seu filho para pedirem um resgate.

Pela sinopse parece um thriller perfeitamente banal. Porque é que poderia ser então o melhor filme de sempre? Primeiro que tudo, pela subversão do caso. Quando toda a gente esperava que Mel Gibson pagasse o dinheiro aos bandidos ou a polícia inventasse uma operação de risco qualquer, transformando o thriller num action movie musculado, eis que aparece o twist vencedor: em directo para a televisão, Gibson anuncia ao mundo uma recompensa milionária a quem lhe denunciar a identidade do raptor. Ou seja, de forma inesperada, vira o bico ao prego, colocando o Grande Irmão a seu favor: como é que aquela pessoa vai conseguir viver o resto da sua vida escondido, quando tem a sua cabeça a prémio? E em 1996 a internet ainda era uma criança...

Depois ainda há um segundo twist. Quando tudo parece caminhar para o fim em velocidade cruzeiro, Gary Sinise (o chefe do gangue) tira um coelho da cartola. Sendo ele um polícia, mata os amigos e assume-se como o herói do dia, preparando-se para receber o dinheiro da recompensa. As peças do puzzle encaixam-se todas e parece que Resgate vai ser um daqueles raros filmes em que os maus ganham. No entanto, a triste mania de Hollywood em forçar sempre o happy ending leva a vinte minutos extra de patetada, forçando o filme a todo o custo até desembocar numa lamechiche sem pés nem cabeça.

Este final feliz associado a um Ron Howard sem imaginação e com ar de quem está a fazer um grande frete (basta ver como desperdiça sem se esforçar minimamente todo o potencial dramático que havia entre Gibson e a esposa, Rene Russo (a recuperar o par romântico de Arma Mortífera 3), por esta entender ser ele o culpado do rapto do filho, já que este desapareceu quando estava sob a sua supervisão), torna Resgate num gigantesco bocejo e, pior ainda, numa enorme frustração, por vermos o que poderia ter sido. Uma treta de Happy Meal, que me deixa mesmo mal-disposto.

Posted by: dermot @ 7:56 da manhã
|  




sexta-feira, novembro 15, 2013  

HANNAH ARENDT:

Título: Hannah Arendt
Realizador: Margarethe von Trotta
Ano: 2012


Hannah Arendt foi uma das mais importantes pensadoras contemporâneas, tendo dissertado sobretudo sobre o poder e as relações deste com a condição humana. No entanto, ganhou visibilidade mediática quando, em 1961, cobriu o julgamento do líder nazi das SS, Adolf Eichmann, e teorizou sobre a banalidade do mal, recusando-se a apelida-lo de bárbaro e, pior ainda, acusando os líderes judeus de colaboracionismo. Ou pelo menos foi isso que a maior parte das pessoas percebeu ou quis perceber.

Hannah Arendt retrata apenas este período da vida da filósofa, não sendo por isso um biopic sobre a mulher e a obra. É antes um filme sobre um período de tempo muito específico, se bem que aborda ao de leve o passado de Hannah Arendt, a sua relação com Martin Heidegger e a sua vida social nos Estados Unidos (onde se exilou depois de escapar de um campo de concentração francês, na Segunda Guerra Mundial). No entanto, a realizadora Margarethe von Trotta - com carreira feita num cinema politicamente comprometido - nunca perde tempo em aprofundar esta biografia, preferindo antes cristalizar um tempo e um espaço próprios.

Assim, Hannah Arendt é um filme que se aproxima do realismo de prestígio britânico, sem grande cinema lá dentro. Aliás, até pelo contrário, já que há momentos em que tropeça nos próprios pés, com movimentos de câmara forçados em que as personagens têm que girar sobre si para ficarem virados para a câmara ou alguns problemas na edição. O seu trunfo é então a palavra e as ideias de Arendt, assim como os "danos colaterais" que vieram daí. É um filme extremamente racional e que aqui se desenvencilha bem da demanda, não ficando refém de diálogos e reflexões filosóficas (e aqui é o outro lado do espelho de Um Método Perigoso, por exemplo).

Além disso, tem a sorte de ter Barbara Sukowa a levar o filme às costas sempre que necessário. Na pele de Hannah Arendt e com um sotaque alemão divertido, é a actriz que dá o toque de seriedade que faltava a Hannah Arendt para não ser apenas um filme anónimo sobre as boas ideias e sobre uma das mais importantes figuras do século XX no que diz respeito a pensamento e reflexão. Um McChicken que não deixa, mesmo assim, de saber a desilusão.

Posted by: dermot @ 6:54 da manhã
|  




quarta-feira, novembro 13, 2013  

FRANCES HA:

Título: Frances Ha
Realizador: Noah Baumbach
Ano: 2012


Frances (Greta Gerwig) e Sophie (Mickey Sumner) são duas amigas que partilham casa, mas que mais parecem um casal lésbico sem a parte do sexo. Alguém usa esta descrição a meio do filme e faz todo o sentido, especialmente quando a primeira prefere ficar a viver com a amiga do que mudar-se para casa do namorado. No entanto, apesar de serem as melhores amigas (são a mesma pessoa, diz várias vezes Frances), Sophie parece estar noutro nível na vida e pronta para dar o próximo passo na vida de crescida. Por isso, quando sai de casa para se emancipar, Frances continua sem conseguir crescer (evoluir?) e sem conseguir cortar o cordão umbilical com Sophie.

Frances Ha tem sido comparado à boca cheia com Woody Allen e percebe-se porquê. Um preto e branco contrastante (e que pode parecer presunçoso a quem não se identificar com o filme), Nova Iorque como pano de fundo (pelo menos no primeiro terço, já que depois ele viaja para outras paragens, Paris incluído) e um estilo nervoso e psicótico, que lembra o Allen de Annie Hall. No entanto, esta comparação é preguiçosa e reductora, já que se poderia fazer o mesmo exercício com a nouvelle vague, por exemplo, e claro, com o mumblecore.

No fundo, Noah Baumbach tem feito obra sob um corpo de trabalho que parte das fundações do cinema independente, antes de este ter sido formatado e absorvido pelos grandes estúdios, quase como um subgénero. Isto faz com que os seus filmes - e Frances Ha em particular - sejam pequenas histórias pessoais, com várias referências culturais, que permitem a identificação com o espectador ou, em contrapartida, o seu total afastamento. Por isso, se o filme não lhe disser nada nos primeiros 15 minutos escusa de continuar a insistir. Aproveite o resto do tempo e vá fazer algo de útil na sua vida. Se a coisa até lhe agradar, então espere mais outra hora do mesmo, o que não é necessariamente mau.

A única coisa que faz espécie em Frances Ha, além de alguns momentos em que parece esforçar-se demasiado, é o seu final, já que parece pertencer a outro filme. Noah Baumbach parece forçar o final feliz, depois de tantas dores de crescimento, quando se sabe que a vida nem sempre ata todas as suas pontas soltas. Mas pronto, também não é esse o grande desígnio final de Frances Ha, um McChicken simpático que não ofende ninguém.

Posted by: dermot @ 5:56 da manhã
|  




segunda-feira, novembro 11, 2013  

POR DETRÁS DO CANDELABRO:

Título: Behind The Cendelabra
Realizador: Steven Soderbergh
Ano: 2013


Antes de haver José Castelo Branco havia Liberace!
O extravagante pianista americano, animados das matinés familiares em terras do Tio Sam e divulgador importantíssimo da música clássica, foi um tipo com uma vida de excessos, rodeada de jovens e envolta em mais operações plásticas que as da Lili Caneças. E, apesar de tudo, nunca se assumiu homossexual, tendo lutado precisamente pelo contrário, processando jornais que o chamassem de gay e exigindo retracções públicas de toda a gente. Até que um dos seus amantes rejeitados, Scott Thorson (que nem sequer tinha passado da casa dos 20 quando Liberace morreu de sida), decidiu contar tudo (demasiado?), enquanto a sua vida se dilui em dívidas e insignificância.

Steven Soderbergh decidiu encerrar a sua profícua carreira cinematográfica com o biopic Por Detrás Do Candelabro, baseado no livro homónimo de Thorson, que conta a relação entre os dois e os últimos anos de vida de Liberace. No fundo, até faz sentido, tendo em conta que o realizador norte-americano dedicou alguns dos seus últimos dois filmes à exploração do corpo humano, primeiro com Confissões De Uma Namorada De Serviço e depois com Magic Mike.

Chamou assim Michael Douglas para interpretar Liberace e Matt Damon para encarnar Scott Thorson. Com muita maquilhagem, próteses faciais e cabeleiras, os dois transcendem-se, especialmente Douglas, que tem aqui um dos papeis da sua carreira (é fácil elogiar os actores quando saem da sua zona de conforto e andam, por exemplo, aos amassos uns com os outros, mas aqui Douglas transforma-se no pianista, com os mesmos maneirismo e até o mesmo tom de voz). Depois, quando nenhum estúdio quis arriscar financiar uma história sobre dois gays, Soderbergh recorreu à televisão, fazendo com que o seu último filme fosse um... telefilme, cortesia da HBO. Mais uma cartada decisiva na recorrente discussão que, actualmente, a televisão tem mais cinema do que o próprio cinema em si. O que, a partir de Por Detrás Do Candelabro, deixou de ser possível contestar.

Por Detrás Do Candelabro é então a história de um jovem órfão, vindo do campo, que entra no mundo da fama e da glória e se deslumbra pelos excessos de um tipo extravagante, que no fundo era um solitário e tentava colmatar essas lacunas com o dinheiro (que tinha ao pontapé, é certo). Por Detrás Do Candelabro é um romance triste, sobre dois tipo solitários, que se usaram mutuamente um ao outro sem o perceberem. E é uma crítica aos holofotes da fama, que encadeiam que os olha de frente. E é aqui que Soderbergh se diverte, enchendo o ecrã de purpurinas, luzes e brilhantes, fazendo da vida de Linerace um espectáculo ainda maior do que ela foi. Se ele visse o filme iria ficar certamente satisfeito com este fulgor visual.

Por Detrás Do Candelabro é, portanto, uma espécie de primo afastado de Jogos De Prazer, mas mais convencional. E, apesar de ser um telefilme, não tem cá cliffhangers colocados estrategicamente nem duração a mais. É, pura e simplesmente, um McRoyal Deluxe, que serve para duas outras coisas: lembrar que Soderbergh, especialmente nos últimos tempos, foi um tipo hiperactivo e, quiçá, quem mais arriscou em Hollywood a fazer coisas diferentes; e que, se não voltar atrás na sua decisão de se reformar, vai deixar saudades.

Posted by: dermot @ 7:38 da manhã
|  




sexta-feira, novembro 08, 2013  

CHAPÉU ALTO:

Título: Top Hat
Realizador: Mark Sandrich
Ano: 1935


Fred Astaire e Ginger Rogers foram os maiores dançarinos da sétima arte, formando o casal maravilha para todos aqueles que gostam de musicais (e sapateado em particular). Apesar de (ao que consta), na vida real, não se poderem ver nem pintados de amarelo, no grande ecrã tinham uma química especial, qual mágica, que fez com que fossem uma das mais rentáveis máquinas de vender sonhos de Hollywood durante o seu período clássico, realizando ao todo dez filmes, sempre com a mesma história: boy meets girls, algum desentendido pelo meio e viveram felizes para sempre.

Chapéu Alto, um dos seus melhores momentos, é uma variação dessa história. Fred Astaire é Jerry Travers, que conhece Dale Tremont, ou seja, Ginger Rogers, e se apaixona perdidamente. Enquanto a seduz com o seu estilo muito próprio, um conjunto de mal entendidos leva-a a afastar-se de si - a comédia screwball a fazer escola -, até ao final inevitável em que tudo se esclarece e vivem felizes para todo o sempre.

Em plena Grande Depressão, estes filmes eram uma espécie de escape, transportando os espectadores para um mundo algo pateta, bidimensional, à medida do glamour do star system da altura. Ou seja, cenários exóticos, hoteis caros, gente rica e muitos sonhos inalcançaveis serviam de entretenimento para se ver com o cérebro desligado. Nenhum dos responsáveis por Chapéu Alto tinha, aliás, qualquer outra pretensão. E a consciência dessa posição (aliado a uma grande dose de bom senso) é o que faz de Chapéu Alto um belo filme, construído à volta da química do par Asteire-Rogers, mas também de um leque de secundários formidáveis (o caricatural Erik Rhodes, na pele do italiano Alberto Beddini, é o destaque), um humor discreto (e realmente com piada) e, claro, a cantoria.

No entanto, ao contrário do que seria de esperar, Chapéu Alto até nem tem muita música. São cinco ou seis temas apenas, com The Picollino acima dos restantes, com direcção musical do grande Irving Berlin, mas de precisão certeira. E que irrompem sempre nos momentos certos, de forma natural, misturando-se com os próprios diálogos, sem ser daqueles musicais em que a acção pára para os actores dançarem e cantarem. Mesmo para quem não goste de musicais, Chapéu Alto é um McRoyal Deluxe recomendado, que surpreende também por não estar nada datado, com trocadilhos e referências sexuais inesperados e tudo.

Posted by: dermot @ 7:30 da manhã
|  




quarta-feira, novembro 06, 2013  

ATÉ JÁ:

Título: À Tout De Suite
Realizador: Benoît Jacquot
Ano: 2004


Ser realizador em França deve ser uma coisa tramada. Quando algum aspirante a realizador decide fazer um filme, certamente que é assaltado pela nouvelle vague e pelo impulso de seguir as regras formais do cinema que marcou os anos 60, o cinema europeu e o americano também. Por isso é que, mesmo já no século XXI, continuam a haver tantos franceses aspirantes a ser o novo Godard ou o novo Truffaut, tantos filmes pretensioso e tantos filmes a preto e branco.

Até Já pode muito bem ser um filme a inserir nesta linhagem, se bem que o seu realizador, Benoît Jacquot, defenderá que o preto e branco serviu apenas para poder entremear algumas imagens de arquivo das cidades onde a acção se desenrola: Paris, Madrid, Casablanca, Atenas... Parece uma trama internacional do James Bond, mas é algo bem mais real. Até Já é baseado numa história verídica, um Bonnie e Clyde dos anos 70, em que uma estudante adolescente de boas famílias se apaixonou por um marroquino assaltante de bancos e, depois de um roubo que correu menos, acabaram fugitivos numa roda viva de esquemas e identidades alternativas.

Apesar da trama policial, Até Já não tem nada a ver com o thriller ou qualquer outra variação do género. Até Já é antes sobre Lili (Isild Le Besco, uma espécie de Scarlett Johansson francesa, com uma apetência invulgar para mostrar as mamas sempre que possível), numa espécie de drama pessoal sobre uma jovem burguesa que prefere a vida marginal ao lado de um bandido do que o conforto da sua família disfuncional (algo que é levemente levantado com a frequência com que a mesma experimenta relações lésbicas).

O filme faz-se sobretudo de grandes planos, com Benoît Jacquot a aproximar-se sempre demasiado de Isild Le Besco, invadindo o seu espaço pessoal. Ouvimos a sua respiração, o cabelo roça-nos na cara e, por vezes, até nos sentimos desconfortáveis. No entanto, o que é mesmo desconfortável são alguns dos diálogos (as pausas demasiado longas, as entradas sempre no sítio errado) e representações (os gregos com sotaque inglês na Grécia são constrangedores...). Tudo misturado faz de Até Já uma fusão de pretensão nouvelle vague com uma história extremamente apelativa, num depuramento dramático que Benoît Jacquot acabaria por aperfeiçoar no recente Adeus, Minha Rainha. Aqui é só um ensaio do que seria capaz de fazer, um Double Cheeseburger que por vezes resvala para o trabalho escolar, mas sem esconder o brilho que já luzia por baixo.

Posted by: dermot @ 7:10 da manhã
|  




segunda-feira, novembro 04, 2013  

O GANGUE DE HOLLYWOOD:

Título: The Bling Ring
Realizador: Sofia Coppola
Ano: 2013


Depois de ter andado irritantemente a pisar as suas próprias pegadas, em Somewhere - Algures, Sofia Coppola parece ter voltado a encontrar-se. E, mais uma vez, à volta do tema favorito do seu corpo de obra, a juventude inquieta e os adolescentes alienados, onde a globalização e o consumismo não são alheios.

Sofia Coppola inspira-se mais uma vez, depois da revisão histórica e anacrónica da sua Maria Antonieta, numa história real, sobre um grupo de miúdos que arrombaram e assaltaram uma série de casas de famosos, em Hollywood, de Paris Hilton (que emprestou inclusive a sua casa para as filmagens - e que é assustadora!) a Lindsey Lohan). Completamente fascinados por essas celebridades e pelo seu modo de vida, estes jovens mergulharam numa escalada de assaltos, inconsciente do perigo da situação e do que estavam a fazer.

O Gangue De Hollywood é um filme para colocar ao lado dos restantes de Sofia Coppola, pela temática, mas frente a frente com Party Monster (também ele baseado em factos verídicos), pela forma como a sociedade contemporânea se fascina pelo inócuo e superficial e como (os 15 minutos d)a fama encandeia quem a olha de frente. Todos estes adolescentes, que não eram propriamente gente pobre nem filhos de famílias disfuncionais, são o espelho desta geração e do que de pior ela tem. E, enquanto no século passado, outra geração alienada se revia numa rebeldia sem causa, estes canalizam as suas forças numa moral transviada.

Tal como as suas personagens, O Gangue De Hollywood é igualmente um filme superficial, onde não existe propriamente uma espessura de carácter. No entanto, essa intenção é (provavelmente) propositada, de forma a rimar com a mensagem do filme, até porque Sofia Coppola passa demasiado tempo a filmar os seus actores (Emma Watson a fugir decididamente da sua zona de conforto e da imagem feita de feiticeira, excelentemente coadjuvada por Katie Chang e Israel Broussard) como se estivessem na passerele, em câmara lenta, e flares por trás, como um spotlight.

O Gangue De Hollywood assusta pela forma como a realidade é sempre mais estranha que a ficção. Primeiro, porque espanta como é que jovens informados e aparentemente espertos embarcaram em roubos tão amadores e descomplexados, colocando fotos no facebook e contando a toda a gente o que faziam; e segundo, porque é impressionante como é que os famosos em Hollywood nunca trancam a porta de casa. Um McRoyal Deluxe que se saúda também pelo regresso de Sofia Coppola aos bons filmes.

Posted by: dermot @ 5:51 da manhã
|  




sexta-feira, novembro 01, 2013  

CAMILLE CLAUDEL 1915:

Título: Camille Claudel 1915
Realizador: Bruno Dumont
Ano: 2013


A vida da escultora Camille Claudel é uma das mais trágicas do mundo das artes, talvez só comparada com o romântico Chatterton. A ex-amante de Rodin passou os seus últimos 30 anos de vida internada compulsivamente pela família num manicómio, claramente deslocada, depressiva e isolada, num crescendo esquizofrénico de perseguição e paranóia, sem o escape da criação.

Agora, 25 anos após o biopic homónimo, A Paixão De Camille Claudel, eis nova incursão pela vida da escultora, agora sob a mão de Bruno Dumont e concentrando-se no ano de 1915, particularmente no período que antecede uma das raras visitas do seu irmão, Paul. O filme é baseado nos registos médicos da altura e no diário dos dois manos, adaptado de forma rigorosa pelo asceta Dumont.

O resultado é Camille Claudel 1915, um filme rigosoro e um tour de force de Juliette Binoche, que se entrega ao papel de corpo e alma, da mesma forma despojada. Camille Claudel 1915 é quase físico e torna-se mesmo desconfortável às tantas, às vezes num vampirizando um cenário do grotesco à conta dos restantes pacientes do manicómio, que Camille Claudel vai procurando suportar no limite da tortura, à medida que as paredes da sua prisão se vão fechando cada vez mais.

É esta a parte mais interessante do filme, se bem que Bruno Dumont ainda ensaia um carácter ensaístico entre a fé e a crença, especialmente assente na personagem do irmão, Paul (Jean-Luc Vincent). E é aqui que Camille Claudel 1915 perde força, porque enquanto que o seu ritmo lento e contemplativo reforçam a entrega de Binoche (lembramo-nos amiúde de A Paixão De Joana D'Arc pelo mesmo compromisso e entrega física), ao passar para a figura de Paul Claudel, o filme ganha uma vertente apenas literária, ilustrada por imagens fixas e planos mais ou menos convencionais.

Todo o Cheeseburger de Camille Claudel 1915 vai inteirinho para Juliette Binoche, pedaço a pedaço, molécula a molécula.

Posted by: dermot @ 7:25 da manhã
|  





COTAÇÃO:
10 - Royale With Cheese
9 - Le Big Mac
8 - McRoyal Deluxe
7 - McBacon
6 - McChicken
5 - Double Cheeseburger
4 - Cheeseburger
3 - Caixinha de 500 paus (Happy Meal)
2 - Hamburga de Choco
1 - Pão com Manteiga

TAKE:
Take - cinema magazine | take.com.pt


ARE YOU TALKING TO ME:
DUELO AO SOL
CLARENCE HAD A LITTLE LAMB
GONN1000
BITAITES
ANTESTREIA
CINEBLOG
CINEMA NOTEBOOK
CONTRA CAMPO
ZONA NEGRA
O MELHOR BLOG DO UNIVERSO
A CAUSA DAS COISAS
O MEU PIU PIU
AMARCORD
LAURO ANTÓNIO APRESENTA
SARICES ARTÍSTICAS
A RAZÃO TEM SEMPRE CLIENTE
MIL E UM FILMES
AS IMAGENS PRIMEIRO
A DUPLA PERSONALIDADE
TRASH CINEMA TRASH
SUNSET BOULEVARD
CINEMA XUNGA


ARE YOU TALKIN' TO ME?
cinephilus@mail.pt


CRÍTICAS:
- A Armadilha
- A Arte De Pensar Negativamente
- A Árvore Da Vida
- A Balada de Jack And Rose
- A Bela E O Paparazzo
- A Boda
- À Boleia Pela Galáxia
- A Cabana Do Medo
- A Cela
- A Canção De Lisboa
- A Cara Que Mereces
- A Casa Dos 1000 Cadáveres
- A Casa Maldita
- A Cidade Dos Malditos
- A Ciência Dos Sonhos
- A Comunidade
- A Cor Do Dinheiro
- A Costa Dos Murmúrios
- A Criança
- A Dália Negra
- A Dama De Honor
- A Descida
- A Duquesa
- À Dúzia É Mais Barato
- A Encruzilhada
- A Estrada
- A Estranha Em Mim
- A Frieza Da Luz
- A Fúria Do Dragão
- A História De Uma Abelha
- A Honra Da Família
- A Janela (Maryalva Mix)
- A Lagoa Azul
- A Lenda Da Floresta
- A Liga Dos Cavalheiros Extraordinários
- A Lista De Schindler
- A Lojinha Dos Horrores
- A Mais Louca Odisseia No Espaço
- A Maldição Da Flor Dourada
- A Mansão
- A Maravilhosa Aventura De Charlie
- A Marcha Dos Pinguins
- A Máscara
- A Máscara De Cristal
- A Menina Jagoda No Supermercado
- A Minha Bela Lavandaria
- A Minha Vida Sem Mim
- A Morte Do Senhor Lazarescu
- A Mosca
- A Mulher Do Astronauta
- A Mulher Que Viveu Duas Vezes
- A Múmia
- A Noiva Cadáver
- A Noiva Estava De Luto
- A Origem
- A Outra Margem
- A Paixão De Cristo
- A Pele Onde Eu Vivo
- A Pequena Loja Dos Horrores
- A Prairie Home Companion - Bastidores Da Rádio
- A Presa
- À Procura Da Terra Do Nunca
- A Promessa
- À Prova De Morte
- A Rainha
- A Rai­nha Africana
- A Raiz Do Medo
- A Rapariga Santa
- A Rede Social
- A Religiosa Portuguesa
- A Ressaca
- A Residencial Espanhola
- A Sangue Frio
- A Secretária
- A Semente Do Diabo
- A Senhora Da Água
- A Severa
- A Sombra Do Caçador
- A Sombra Do Samurai
- A Tempestade No Meu Coração
- A Tempo E Horas
- A Torre Do Inferno
- A Turma
- A Última Famel
- A Última Tentação De Cristo
- A Valsa Com Bashir
- A Verdadeira História De Jack, O Estripador
- A Viagem De Chihiro
- A Viagem De Iszka
- A Vida De Brian
- A Vida É Um Jogo
- A Vida É Um Milagre
- A Vida Em Directo
- A Vida Secreta Das Palavras
- A Vila
- A Vítima Do Medo
- A Vizinha Do Lado
- A Volta Ao Mundo Em 80 Dias
- Aberto Até De Madrugada
- Abraços Desfeitos
- Acção Total
- Aconteceu No Oeste
- Across The Universe
- Actividade Paranormal
- Acusado
- Adam Renascido
- Admitido
- Adriana
- Aelita
- Ágora
- Água Aos Elefantes
- Air Guitar Nation
- Albert, O Gordo
- Aldeia Da Roupa Branca
- Alice
- Alice In Acidland
- Alice No País Das Maravilhas
- Alien - O Oitavo Passageiro
- Aliens - O Reencontro Final
- Alien - A Desforra
- Alien - O Regresso
- Alien Vs. Predador
- Alien Autopsy
- Alma Em Paz
- Almoço De 15 De Agosto
- Alphaville
- Alta Fidelidade
- Alta Golpada
- Alta Tensão
- Alucinação
- Amália
- Amarcord
- American Movie
- American Splendor
- Amor À Queima-Roupa
- Amor De Verão
- Amor E Corridas
- Amor E Vacas
- Amor Em Las Vegas
- Amor Ou Consequência
- And Soon The Darkness
- Angel-A
- Animal
- Annie Hall
- Anónimo
- Antes Do Anoitecer
- Antes Que O Diabo Saiba Que Morreste
- Anticristo
- Anvil! The True Story of Anvil
- Anytinhig Else - A Vida E Tudo Mais
- Appaloosa
- Apocalypto
- Aquele Querido Mês De Agosto
- Aracnofobia
- Aragami
- Arizona Dream
- Armin
- Arséne Lupin - O Ladrão Sedutor
- As Asas Do Desejo
- As Aventuras De Jack Burton Nas Garras Do Mandarim
- As Aventuras De Tintim - O Segredo Do Licorne
- As Aventuras Do Príncipe Achmed
- As Bandeiras Dos Nossos Pais
- As Bonecas Russas
- As Canções De Amor
- As Crónicas De Narnia - O Leão, A Feiticeira E O Guarda-Roupa
- As Diabólicas
- As Ervas Daninhas
- As Invasões Bárbaras
- As Lágrimas Do Tigre Negro
- As Leis Da Atracção
- As Noites Loucas Do Dr. Jerryll
- As Penas Do Desejo
- As Tartarugas Também Voam
- As Vidas Dos Outros
- Aberto Até De Madrugada
- Assalto À Esquadra 13 (1976)
- Assalto À Esquadra 13 (2005)
- Assalto Ao Santa Maria
- Assassinos Natos
- Ata-me
- Até Ao Inferno
- Até Ao Limite Do Terror
- Atraídos Pelo Crime
- Através Da Noite
- Attack Of The 50 Foot Woman
- Aurora
- Austrália
- Autocarro 174
- Avatar
- Aviva, Meu Amor
- Aztec Rex
- Azul Metálico

- Babel
- Backbeat, Geração Inquieta
- Balas E Bolinhos - O Regresso
- Balbúrdia No Oeste
- Bando À Parte
- Baraka
- Barbarella
- Barreira Invisí­vel
- Batman
- Batman Regressa
- Batman - O Início
- Be Cool
- Beijing Bastards
- Belleville Rendez-Vouz
- Bem-vindo À Zombieland
- Bem-vindo Ao Norte
- Berlin 36
- Birth - O Mistério
- Biutiful
- Black Sheep
- Black Snake Moan - A Redenção
- Blade Runner - Perigo Iminente
- Blueberry
- Boa Noite E Boa Sorte
- Bobby Darin - O Amor É Eterno
- Body Rice
- Bombom
- Bom Dia Noite
- Bom Dia Vietnam
- Bonnie E Clyde
- Boogie Nights
- Borat
- Brasil - O Outro Lado Do Sonho
- Breakfast On Pluto
- Brincadeiras Perigosas (2007)
- Brisa De Mudança
- Bronson
- Bruce, O Todo-poderoso
- Bruiser - O Rosto Da Vingança
- Bruno
- Buffalo 66
- Bubba Ho-Tep
- Bullit
- Bunker Palace Hotel
- Buried
- Busca Implacável
- Bz, Viagem Alucinante

- Cadillac Records
- Cães Danados
- Cães De Palha
- Café E Cigarros
- Call Girl
- Camino
- Capitão Alatriste
- Capitão América - O Primeiro Vingador
- Capote
- Carrie
- Cartas Ao Padre Jacob
- Cartas De Iwo Jima
- Casa De Loucos
- Casablanca
- Casino Royale
- Catwoman
- Cavalo De Guerra
- Cemitério Vivo
- Censurado
- Centurion
- Charlie E A Fábrica De Chocolate
- Che - Guerrilha
- Che - O Argentino
- Chemical Wedding
- Chéri
- Chinatown
- Chocolate
- Choke - Asfixia
- Chovem Almôndegas
- Christine - O Carro Assassino
- Cidade Fria
- Cinco Dias, Cinco Noites
- Cinema Paraíso
- Cinerama
- Cisne Negro
- Clube De Combate
- Coco Avant Chanel
- Coisa Ruim
- Cold Mountain
- Cold Weather
- Colete De Forças
- Colisão
- Com Outra? Nem Morta!
- Comboios Rigorosamente Vigiados
- Comer Orar Amar
- Complexo - Universo Paralelo
- Conan, O Bárbaro
- Contrato
- Control
- Controle
- Coração De Cavaleiro
- Coração De Gelo
- Coração Selvagem
- Corações De Aço
- Coragem De Mãe: Confrontando O Autismo
- Corre Lola Corre
- Correio De Risco
- Correio De Risco 3
- Corrida Contra O Futuro
- Corrupção
- Cozinhando A História
- Crank - Veneno No Sangue
- Crank - Alta Voltagem
- Cremaster
- Crime Ferpeito
- Crippled Masters
- Cristóvão Colombo - O Enigma
- Crónica Dos Bons Malandros
- Crueldade Intolerável
- Cubo
- Culture Boy
- Cypher
- Cyrano de Bergerac (1950)

- Daisy Town
- Dallas
- Danny The Dog - Força Destruidora
- Daqui P'ra Frente
- Dark City - Cidade Misteriosa
- De Cabeça Para Baixo
- De Homem Para Homem
- De Olhos Abertos
- De Olhos Bem Fechados
- De Sepultura Em Sepultura
- De Tanto Bater O Meu Coração Parou
- De-Lovely
- Delhi Belly
- Dead Snow
- Death Race 2000
- Deixa-me Entrar
- Delicatessen
- Demolidor - O Homem Sem Medo
- Dentro Da Garganta Funda
- Depois Do Casamento
- Destruir Depois De Ler
- Diamante De Sangue
- Diário Dos Mortos
- Diários De Che Guevara
- Dias De Futebol
- Dick E Jane - Ladrões Sem Jeito
- Dictado
- Die Hard 4.0 - Viver Ou Morrer
- Die You Zombie Bastards!
- Dogma
- Domino
- Don Juan DeMarco
- Donnie Brasco
- Doom - Sobrevivência
- Doomsday - Juízo Final
- Dorian Gray
- Dot.Com
- Dr. Estranhoamor
- Drácula 2001
- Drácula De Bram Stoker
- Drive - Risco Duplo
- Dreamgirls
- Duas Mulheres

- É Na Terra Não É Na Lua
- Easy A
- Easy Rider
- Eduardo Mãos De Tesoura
- Efeito Borboleta
- El Mariachi
- El Topo
- Ela Odeia-me
- Eles
- Eles Vivem
- Elvis
- Em Bruges
- Em Busca Da Felicidade
- Em Carne Viva
- Em Liberdade
- Em Nome De Caim
- Em Nome De Deus
- Em Paris
- Em Privado
- Embargo
- Encarnação Do Demónio
- Encontros Em Nova Iorque
- Encrenca Dupla
- Encurralada
- Ensaio Sobre A Cegueira
- Enterrado Na Areia
- Entre Os Dedos
- Entrevista
- Equilibrium
- Era Uma Vez No México
- Eraserhead - No Céu Tudo É Perfeito
- Escola De Criminosos
- Escolha Mortal
- Esporas De Aço
- Estado De Guerra
- Estamos Vivos
- Este É O Meu Lugar
- Este País Não É Para Velhos
- Estômago
- Estrada Perdida
- Estranhos
- Estrellita
- Eu Amo-te Phillip Morris
- Eu, Peter Sellers
- Eu Sou A Lenda
- Eu Sou Evadido
- Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos
- Everything Must Go
- Evil Dead - A Noite Dos Mortos-Vivos
- Evil Dead 2 - A Morte Chega De Madrugada
- Evil Dead 3 - O Exército Das Trevas
- Ex-Drummer
- Exterminador Implacável 1
- Exterminador Implacável 2 - O Dia Do Julgamento Final
- Exterminador Implacável 3 - Ascensão Das Máquinas
- Exterminador Implacável 4 - A Salvação

- Factory Girl - Quando Edie Conheceu Warhol
- Factotum
- Fados
- Fahrenheit 9/11
- Falso Alarme
- Fando E Lis
- Fantasmas De Marte
- Fargo
- Faster, Pussycat! Kill! Kill!
- Fausto 5.0
- Favores Em Cadeia
- Felicidade
- Feliz Natal
- Férias No Harém
- Festival Rocky De Terror
- Ficheiros Secretos: Quero Acreditar
- Fim De Ano Em Split
- Fim-De-Semana Alucinante
- Final Cut - A Última Memória
- Fish Tank
- Florbela
- Flores Partidas
- Fome
- Footloose - A Música Está Do Teu Lado
- Força Delta
- Forrest Gump
- Freddy Vs. Jason
- Frenético
- Frida
- Frost/Nixon
- Fruto Proibido
- Fuga De Los Angeles
- Fuga Para A Vitória
- Fur - Um Retrato Imaginário De Diane Arbus
- Fúria Cega
- Fúria De Viver
- Fúria Silenciosa

- Gabrielle
- Gainsbourg - Vida Heróica
- Gang Dos Tubarões
- Gangs de Nova Iorque
- Garden State
- Génova
- GI Joe - O Ataque Dos Cobra
- Godzilla
- Goodbye Lenine!
- Gosford Park
- Gothika
- Gran Torino
- Grande Mundo Do Som
- Gremlins
- Grizzly Man
- Gru - O Maldisposto
- Guerra Dos Mundos (2005)
- Guerra Dos Mundos (1953)

- Há Lodo No Cais
- Hairspray
- Half Nelson - Encurralados
- Hard Candy
- Harley Davidson E O Cowboy Do Asfalto
- Harold E Maude
- Harry Brown
- Haverá Sangue
- Hawai Azul
- He-Man - Mestres Do Universo
- Head On - A Esposa Turca
- Heartbreak Hotel
- Hell Ride
- Hellboy
- Hellboy 2: O Exército Dourado
- Helter Skelter - O Caso De Sharon Tate
- Henry E June
- Hereafter - Outra Vida
- Hiena
- História De Duas Irmãs
- História De Um Fotógrafo
- Hobo With A Shotgunbr> - Hollywood Ending
- Homem Aranha
- Homem Aranha 2
- Homem Aranha 3
- Homem De Ferro
- Homem Demolidor
- Homem Em Fúria
- Homens De Negro
- Homens De Negro 2
- Homens Que Matam Cabras Só Com O Olhar
- Hostel
- Hostel 2
- Hot Fuzz - Esquadrão De Província
- Howl - Grito
- Hugo

- I Am Sam - A Força Do Amor
- I Spit On Your Grave
- I'll See You In My Dreams
- Iluminados Pelo Fogo
- I'm Still Here
- I Wanna Hold Your Hand
- Imitação Da Vida
- Imortal
- In Search Of A Midnight Kiss
- Indiana Jones E O Reino Da Caveira De Cristal
- Indomável
- Infiltrado
- Inimigos Públicos
- INLAND EMPIRE
- Inquietos
- Insidioso
- Insónia
- Intervenção Divina
- Intriga Internacional
- Invictus
- Irmão, Onde Estás?
- It
- It Might Get Loud
- Italian Spiderman

- Jack Ketchum's The Girl Next Door
- Jackass 2
- Jackass 3D
- Jackie Brown
- Jacuzzi - O Desastre Do Tempo
- James Bond - Agente Secreto
- James Bond - Casino Royale
- James Bond - Quantum Of Solace
- Janela Indiscreta (1954)
- Janela Indiscreta (1998)
- Janela Secreta
- JCVD
- Joga Como Beckham
- John Rambo
- Jonestown - The Life And Death Of Peoples Temple
- Jovens Rebeldes - A Verdadeira História
- Julgamento
- Julie E Julia
- Juno
- Juventude Em Marcha
- Juventude Tardia

- Kalifórnia
- Kandahar
- Karate Kid
- Katyn
- Kenny
- Kick Ass - O Novo Super-herói
- Kids - Miúdos
- Kill Bill vol.2
- King Kong (2005)
- Kiss Kiss Bang Bang
- Kiss Me
- Klimt
- Kopps
- Kung-Fu-Zão
- Kung Pow - Punhos Loucos

- La Jetée
- La Vie En Rose
- Ladrões
- Lady Snowblood
- Laranja Mecânica
- Last Days - Os Últimos Dias
- Lavado Em Lágrimas
- Lemmy
- Léon, O Profissional
- Lichter
- Lindas Encrencas As Garotas
- Lobos
- Longe Da Terra Queimada
- Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho
- Lua De Mel, Lua De Fel
- Lucifer Rising
- Lucky Luke
- Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar

- M - Matou!
- Má Educação
- Machete
- Madrigal
- Maldito United
- Mamma Mia
- Manhattan
- Manô
- Mamonas Pra Sempre
- Mar Adentro
- Maria E As Outras
- Marie Antoinette
- Marjoe
- Marte Ataca!
- Matança De Natal
- Match Point
- Matou A Família E Foi Ao Cinem
- McQuade, O Lobo Solitário
- Meia-Noite Em Paris
- Meio Metro De Pedra
- Melancolia
- Melinda E Melinda
- Menina
- Mephisto
- Metrópolis
- Meu Nome É Bruce
- Miami Vice
- Milhões
- Milk
- Millenium 1. Os Homens Que Odeiam As Mulheres
- Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos
- Minha Mãe
- Minha Terra
- Misery - Capí­tulo Final
- Missão A Marte
- Missão Impossí­vel 3
- Missão Impossível - Missão Fantasma
- Missão Solar
- Mistérios De Lisboa
- Momentos Agradáveis
- Moneyball - Jogada De Risco
- Monsters - Zona Interdita
- Monstro
- Monty Phyton E O Cálice Sagradi
- Morte Cerebral
- Morte De Um Presidente
- Movimentos Perpétuos
- Mr. E Mrs. Smith
- Mrs. Henderson Presents
- Muito Bem, Obrigado
- Mulholland Drive
- Mundo Fantasma
- Mundos Separados
- Munique
- Murderball - Espírito De Combate
- Murish
- Mutilados
- Mysterious Skin

- Na Cama
- Nacho Libre
- Não Estou Aí
- Napoleon Dynamite
- Nas Costas Do Diabo
- Nas Nuvens
- Needle
- Nico: À Margem Da Lei
- Ninguém Sabe
- Nixon
- No Limite Do Amor
- No Vale De Elah
- Noite De Agosto
- Noite Escura
- Noivos Sangrentos
- Nome De Código: Cloverfield
- Northfork
- Nosferatu, O Vampiro
- Nothing
- Nova Iorque 1997
- Nove Raínhas
- Nunca Digas Sim

- O Acontecimento
- O Agente Da Broadway
- O Lugar Do Morto
- O Americano
- O Amor Acontece
- O Anjo Exterminador
- O Anti-Pai Natal
- O Artista
- O Assassínio De Jesse James Pelo Cobarde Robert Ford
- O Assassí­nio De Richard Nixon
- O Batedor
- O Bom Alemão
- O Bom, O Mau E O Vilão
- O Cabo Do Medo
- O Caminho De São Diego
- O Cão, O General E Os Pássaros
- O Capacete Dourado
- O Castelo Andante
- O Castor
- O Cavaleiro Das Trevas
- O China
- O Cobrador
- O Código Da Vinci
- O Comboio Dos Mortos
- O Comboio Mistério
- O Condenado
- O Couraçado Potemkin
- O Cowboy Da Meia-Noite
- O Crepúsculo Dos Deuses
- O Dedo De Deus
- O Delator!
- O Demónio
- O Despertar Da Besta
- O Despertar Da Mente
- O Deus Da Carnificina
- O Deus Elefante
- O Dia Em Que A Terra Parou (1951)
- O Dia Em Que A Terra Parou (2008)
- O Dia Da Besta
- O Discurso Do Rei
- O Enigma Do Espaço
- O Estranho Caso De Benjamin Button
- O Estranho Mundo De Jack
- O Evangelho Segundo São Mateus
- O Exorcista
- O Fatalista
- O Feiticeiro De Oz
- O Feitiço Do Tempo
- O Fiél Jardineiro
- O Gabinete Das Figuras De Cera
- O Gabinete Do Dr. Caligari
- O Gato Das Botas
- O Génio Do Mal (1976)
- O Grande Peixe
- O Grande Ditador
- O Guerreiro
- O Homem Duplo
- O Homem Que Copiava
- O Homem Que Sabia Demasiado
- O Homem Que Veio Do Futuro
- O Idealista
- O Jogo
- O Júri
- O Imperador Da Califórnia
- O Inquilino
- O Justiceiro Da Noite
- O Labirinto Do Fauno
- O Laço Branco
- O Lado Selvagem
- O Lago Perfeito
- O Leopardo
- O Livro Negro
- O Lobo Do Mar
- O Macaco De Ferro
- O Maquinista
- O Marinheiro De Água Doce
- O Menino De Ouro
- O Meu Tio
- O Milagre De Berna
- O Milagre Segundo Salomé
- O Mistério Galindez
- O Monstro Da Lagoa Negra
- O Mundo A Seus Pés
- O Nevoeiro (1980)
- O Ofício De Matar
- O Olho
- O Orfanato
- O Paciente Inglês
- O Padrinho - Parte I
- O Padrinho - Parte II
- O Padrinho - Parte III
- O Panda Do Kung Fu
- O Panda Do Kung Fu 2
- O Pesadelo De Darwin
- O Pistoleiro Do Diabo
- O Planeta Selvagem
- O Pó Dos Tempos
- O Portador Da Espada
- O Presidiário
- O Prisioneiro Do Rock
- O Protegido
- O Próximo A Abater
- O Quinto Elemento
- O Quinto Império
- O Regresso
- O Rei Dos Gazeteiros
- O Reino Proibido
- O Ritual
- O Ritual Dos Sádicos
- O Sabor Do Amor
- O Sargento Da Força Um
- O Segredo A Brokeback Mountain
- O Segredo De Um Cuscuz
- O Segredo Dos Punhais Voadores
- O Selvagem
- O Sentido Da Vida
- O Sétimo Selo
- O Sítio Das Coisas Selvagens
- O Sonho Comanda A Vida
- O Sonho De Cassandra
- O Sorriso De Mona Lisa
- O Tempo Do Lobo
- O Tesouro Da Sierra Madre
- O Tigre E A Neve
- O Tio Boonmee Que Se Lembra Das Suas Vidas Anteriores
- O Triunfo Da Vontade
- O Turista
- O Último Airbender
- O Último Grande Herói
- O Último Rei Da Escócia
- O Último Tango Em Paris
- O Último Voo Do Flamingo
- O Vingador Tóxico
- O Wrestler
- Ocean's Eleven - Façam As Vossas Apostas
- Odete
- Oldboy - Velho Amigo
- Olho Mágico
- Oliver Twist
- Ônibus 174
- Orca
- Órfã
- Os Amantes Regulares
- Os Amigos De Alex
- Os Bons E Os Maus
- Os Caça-Fantasmas
- Os Cavaleiros Do Asfalto
- Os Chapéus De Chuva De Cherburgo
- Os Cinco Venenos
- Os Clãs Da Intriga
- Os Condenados De Shawshank
- Os Descendentes
- Os Edukadores
- Os Famosos E Os Duendes Da Morte
- Os Filhos Do Homem
- Os Friedmans
- Os Guardiões Da Noite
- Os Homens Preferem As Loiras
- Os Imortais
- Os Inadaptados
- Os Índios Apache
- Os Invisíveis
- Os Irmãos Grimm
- Os Limites Do Controlo
- Os Marginais
- Os Mercenários
- Os Miúdos Estão Bem
- Os Novos Dez Mandamentos
- Os Olhos Da Serpente
- Os Olhos Sem Rosto
- Os Onze De Oceano
- Os Optimistas
- Os Pássaros
- Os Produtores (2005)
- Os Psico-Detectives
- Os Rapazes Da Noite
- Os Rapazes Não Choram
- Os Renegados Do Diabo
- Os Rutles - All You Need Is Cash
- Os Selvagens Da Noite
- Os Simpsons - O Filme
- Os Sonhadores
- Os Sorrisos Do Destino
- Os Super-Heróis
- Os Supeitos Do Costume
- Os Três Enterros De Um Homem
-Os Visistantes Da Idade Média
- Os 300 Espartanos

- Pagafantas
- Palpitações
- Papillon
- Para Onde O Vento Sopra
- Parada De Monstros
- Paraíso, Inferno... Terra
- Paranoid Park
- Paris Je T'Aime
- Party Monster
- Pecados Íntimos
- Pele
- Pequenas Mentiras Entre Amigos
- Performance
- Perigo Na Noite
- Perto Demais
- Pesadelo Em Elm Street
- Pink Floyd The Wall
- Piranha 3D
- Piratas Das Caraíbas - O Mistério do Pérola Negra
- Piratas Das Caraí­bas - O Cofre Do Homem Morto
- Piratas Das Caraíbas - Nos Confins Do Mundo
- Planeta Dos Macacos
- Planeta Dos Macacos: A Origem
- Planeta Terror
- Plano 9 Dos Vampiros Zombies
- Polaróides Urbanas
- Polí­cia Sem Lei (1992)
- Polícia Sem Lei (2009)
- Poltergeist, O Fenómeno
- Ponto De Mira
- Por Favor Rebobine
- Por Favor Não Me Morda O Pescoço
- Porcos & Selvagens
- Posto Fronteiriço
- Precious
- Predadores
- Presente De Morte
- Preto E Branco
- Primer
- Príncipe Da Pérsia - As Areias Do Tempo
- Procurado
- Profissão: Repórter
- Promessas Proibidas
- Proposta Indecente
- Proteger
- Psico
- Psicopata Americano
- Pulp Fiction
- Pulsação Zero
- Punch-Drunk Love - Embriagado De Amor
- Purana Mandir
- Purple Rain

- Quando Viste O Teu Pai Pela Última Vez
- Quarentena
- Quarteto Fantástico (1994)
- Quarteto Fantástico (2005)
- Quase Famosos
- Quatro Noites Com Anna
- Que Lugar Maravilhoso
- Que Se Mueran Los Feos
- Queijo E Marmelada
- Quem Quer Ser Bilionário
- Querida Famí­lia
- Querida Wendy

- R
- Rapariga Com Brinco De Pérola
- Rare Exports
- Ratatui
- Ratos Assassinos
- Ray
- [Rec]
- [REC]2
- Red Eye
- Relatório Kinsey
- Relatório Minoritário
- Religulous - Que O Céu Nos Ajude
- Relíquia Macabra
- Renascimento
- Resident Evil: Apocalypse
- Rio
- Rio Bravo
- Rock De Fogo
- Rock, Rock, Rock
- Rocknrolla - A Quadrilha
- Rocky Balboa
- Roger E Eu
- Roma
- Romance E Cigarros
- Roxanne
- RRRrrrr!!!
- Rubber - Pneu
- Ruídos Do Além
- Ruivas, Loiras E Morenas
- Rumo À Liberdade
- Ruptura Explosiva

- Sacanas Sem Lei
- Sala De Pânico
- Salazar - A Vida Privada
- Salto Mortal
- Samsara
- Sangue Do Meu Sangue
- Sangue Por Sangue
- Santa Sangre
- Sapatos Pretos
- Save The Green Planet!
- Saw - Enigma Mortal
- Saw II - A Experiência Do Medo
- Saw 3D - O Capítulo Final
- Scoop
- Scott Pilgrim Contra O Mundo
- Seconds Apart
- Seis Indomáveis Patifes
- Sem Ela
- Sem Limites
- Sem Rumo
- Sem Tempo
- Semi-Pro
- Ser E Ter
- Sereia
- Serpentes A Bordo
- Sete Anos No Tibete
- Sete Vidas
- Sexo E A Cidade
- Sgt. Pepper's Lonely Heart Club Band
- Shaolin Daredevils
- Shaolin Soccer - O Ás Da Bola
- Shaolin Vs. Evil Dead
- Shattered Glass - Verdade Ou Mentira
- Sherlock Holmes
- Sherlock Holmes - Jogo De Sombras
- Shining
- Shoot 'Em Up - Atirar A Matar
- Shortbus
- Shrek 2
- Shrek O Terceiro
- Shrek Para Sempre
- Sicko
- Sid And Nancy
- Sideways
- Simpatyhy For Mr. Vengeance
- Sin City - Cidade Do Pecado
- Sinais
- Sinais De Fogo
- Sinais Do Futuro
- Sinais Vermelhos
- Singularidades De Uma Rapariga Loira
- Sky Captain E O Mundo De Amanhã
- Slither - Os Invasores
- Soldados Da Fortuna
- Soldados Do Universo
- Sombras Da Escuridão
- Somewhere - Algures
- Sonho De Uma Noite De Inverno
- Sonny
- Sophie Scholl - Os Últimos Dias
- Soro Maléfico
- Sorte Nula
- Soul Kitchen
- Spartacus
- Spartan - O Rapto
- Splice
- Stacy - Attack Of The Schoolgirl Zombies
- Star Wars - A Ameaça Fantasma
- Star Wars - A Vingança Dos Sith
- Star Wars - O Ataque Dos Clones
- Stardust - O Mistério Da Estrela Cadente
- Stone - Ninguém É Inocente
- Stoned, Anos Loucos
- Submarino
- Super
- Super Baldas
- Super-Homem
- Super-Homem: O Regresso
- Super 8
- Superstar
- Suspeita
- Suspiria
- Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro De Fleet Street
- Swimming Pool
- Sword Of Vengeance
- Sympathy For The Devil

- Taking Woodstock
- Tarnation
- Tarzan, O Homem Macaco (1981)
- Taxidermia
- Team America - Polí­cia Mundial
- Tebas
- Tecumseh
- Teeth
- Tempestade Tropical
- Tennessee
- Terra De Cegos
- Terminal De Aeroporto
- Terra Dos Mortos
- Terror Em Setembro
- Terror Na Auto-estrada
- Terror Nas Montanhas
- Tetro
- The Bloodstained Butterfly
- The Brown Bunny
- The Darjeeling Limited
- The Departed: Entre Inimigos
- The Devil And Daniel Johnston - Loucuras De Um Génio
- The Devil's Double
- The First Great Train Robbery
- The Fountain - O Último Capítulo
- The Grudge - A Maldição
- The Host - A Criatura
- The Impossible Kid
- The King Of Kong
- The Langoliers - Meia-Noite E Um
- The Last House On The Left
- The Machine Girl
- The Man From Earth
- The Marine
- The Million Dollar Hotel - O Hotel
- The Mindscape Of Alan Moore
- The Mist - Nevoeiro Misterioso
- The Others - Os Outros
- The Prestige - O Terceiro Passo
- The 50 Worst Movies Ever Made
- The Way
- The Woman
- Thirst - Este É O Meu Sangue
- This Is It
- This Is Spinal Tap
- Thor
- Thriller - A Cruel Picture
- THX 1138
- Tirar Vidas
- Titanic 2
- Tony
- Tournée - Em Digressão
- Toy Story 3
- Tragam-me A Cabeça De Alfredo Garcia
- Transamerica
- Tron
- Tron: O Legado
- Tropa De Elite
- Tropa De Elite 2 - O Inimigo Agora É Outro
- Tsotsi
- Tubarão
- Tubarão 2
- Tubarão 3
- Tubarão IV - A Vingança
- Tucker E Dale Contra O Mal
- Tudo Ficará Bem
- Tudo Pode Dar Certo
- Twisted - Homicídios Ocultos

- Ultra Secreto
- Um Amor De Perdição
- Um Azar Do Caraças
- Um Bater De Corações
- Um Belo Par... De Patins
- Um Cão Andaluz
- Um Dia A Casa Vai Abaixo
- Um Dia De Raiva
- Um Homem Singular
- Um Longo Domingo De Noivado
- Um Lugar Para Viver
- Um Padrasto Para Esquecer
- Um Profeta
- Um Tiro No Escuro
- Um Trabalho Em Itália
- Uma Aventura Na Casa Assombrada
- Uma Boa Mulher
- Uma Canção De Amor
- Uma Espécie De Cavalheiro
- Uma Famí­lia À Beira De Um Ataque De Nervos
- Uma História De Violência
- Uma Pequena Vingança
- Uma Rapariga Com Sorte
- Uma Segunda Juventude
- Uma Segunda Vida
- Undefeatable
- Unseen Evil 2 - Alien 3000
- Up - Altamente

- V De Vingança
- Vai E Vive
- Vais Conhecer O Homem Dos Teus Sonhos
- Valhalla Rising - Destino De Sangue
- Valquíria
- Vampiros de John Carpenter
- Van Helsing
- Vanilla Sky
- Vanitas
- Vasilhame
- Veio Do Outro Mundo
- Veludo Azul
- Velvet Goldmine
- Vencidos Pela Lei
- Vendendo A Pele
- Veneno Cura
- Vera Drake
- Versus - A Ressurreição
- Vestida Para Matar
- Vice
- Vício - Quando Nada É Suficiente
- Vicky Cristina Barcelona
- Vidas Sombrias
- Vigilância
- Vingança Redentora
- Virgem Aos 40 Anos
- Vitus
- Viúva Rica Solteira Não Fica
- Viver A Sua Vida
- Voando Sobre Um Ninho De Cucos
- Voltando Para Casa
- Voltar
- Vontade Indómita
- Voo 93

- Walk Hard - A História De Dewey Cox
- Walk The Line
- WALL-E
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Wassup Rockers - Desafios De Rua
- Watchmen - Os Guardiões
- Welcome To The Rileys
- White Irish Drunkers
- Wild Zero
- Win Win
- Wolf Creek
- Wristcutters: A Love Story

- X-Men
- X-Men 2
- X-Men 3 - O Confronto Final
- X-Men: O Início
- X-Men Origens: Wolverine

- Zack E Miri Fazem Um Porno
- Zardoz
- Zatoichi
- Zombies Party - Uma Noite... De Morte
- Zombies Strippers
- Zozo

- 007 - Agente Secreto
- 007 - Casino Royale
- 007 - Quantum Of Solace
- 10 Coisas Que Odeio Em Ti
- 100 Volta
- 10.000 AC
- 12 Homens Em Fúria
- 12 Macacos
- 12:08 A Este De Bucareste
- 1984
- 2LDK
- 24 Hour Party People
- 28 Dias Depois
- 20,13 - Purgatório
- 2012
- 300
- 4 Copas
- 48
- 50/50
- 6=0 Homeostética
- 8 1/2
- 9 Canções
- 98 Octanas


ENTREVISTAS:
- Fernando Fragata
- Festróia - Mário Ventura
- Filipe Melo
- Good N Evil
- IMAGO - Sérgio Felizardo
- José Barahona
- Nuno Markl
- Paulo Furtado
- Rodrigo Areias
- Sara David Lopes
- Solveig Nordlund
- Fernando Alle


TOPES:
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2011
- Top 5 dos Piores Filmes de 2011
- Top 10 dos Melhores Filmes de 2010
- Top 5 dos Piores Filmes de 2010
- Top 5 dos filmes de Leslie Nielsen
- Top 10 Dos Filmes Low Cost
- Top 5 das Melhores Cenas de Dança
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2009
- Top 5 dos Piores Filmes de 2009
- Top 5 dos Filmes Que Tenho Vergonha De Dizer Que Gosto
- Top 5 das Melhores Músicas de Ennio Morricone
- Top 5 dos filmes com Patrick Swayze
- Top 5 dos Telediscos do Michael Jackson
- Top 5 dos Filmes com David Carradine
- Top 5 dos Filmes com Lutadores de Luta-Livre
- Top 10 Os Melhores Filmes de 2008
- Top 5 Os Piores Filmes de 2008
- Top 5 dos Piores Filmes de Natal
- Top 5 das Coisas que não Esperávamos Ver no Cinema
- Top 5 dos Melhores Filmes de Paul Newman
- Top 5 Personagens Com Palas Nos Olhos
- Top 10 Melhores Cartazes De Cinema
- Top 5 dos Filmes de Chuck Norris
- Top 5 dos Filmes de Patrick Swayze
- Top 10 Os Melhores/Piores Vestidos dos Oscares
- Top 5 As Mortes de Crianças Mais Gratuitas
- Top 10 Os Melhores de 2007
- Top 5 Os Piores de 2007
- Top 7 Adaptações ao Cinema de Livros de Stephen King
- Top 5 Filmes Pela Paz
- Top 5 Os Melhores Beijos
- Top 5 Grandes Arquitectos
- Top 10 Filmes Que Mudaram A Minha Vida
- Top 5 Mulheres de Cabeça Rapada
- Top 5 As Cenas Mais Excitantes
- Top 10 Os Melhores de 2006
- Top 5 Os Piores de 2006
- Top 3 Filmes de Robert Altman
- Top 5 Os Vilões do Cinema
- Top 5 Filmes Com Mick Jagger
- Top 5 Filmes Com Steve Buscemi
- Top 5 Dos Cães no Cinema
- Top 5 Dos Filmes do Indie06
- Top 5 Dos Filmes do Fantas06
- Top 5 dos Presidentes
- Top 10 Os Melhores de 2005
- Top 5 Os Piores de 2005
- Top 5 Filmes com Pat Morita
- Top 10 Os Melhores Filmes Independentes
- Top 5 Os Piores Filmes da Saga Bond
- Top 5 Filmes com Dolph Lundgren
- Top 5 Adaptações de BD Para Cinema
- Top 10 Cenas Mais Assustadoras de Sempre
- Top 5 Vencedores do Óscar
- Top 5 Bond Girls
- Top 5 Filmes Sobre Doenças
- Top 5 Filmes de Natal
- Top 5 Melhores Batalhas Corpo-A-Corpo
- Top 10 Melhores Canções do Cinema
- Top 10 Melhores Filmes de Sempre
- Top 5 Melhores Momentos Musicais
- Top 5 Grandes Duelos do Cinema
- Top 10 Maiores Personagens do Cinema
- Top 5 Piores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 10 Melhores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 5 Filmes Religiosos


BAÚ DO TRASH:
- Needle
- Que Se Mueran Los Feos
- Easy A
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Saw 3D - O Capítulo Final
- And Soon The Darkness
- Os Imortais
- Purana Mandir
- Pagafantas
- The Bloodstained Butterfly
- Cisne Negro


ROYALE WITH CHEESE APRESENTA:
- A Tasca Da Cultura
- A Causa Das Coisas - parte I
- A Causa Das Coisas - parte II
- A Momentary Lapse Of Reason


FILMES A VER ANTES DE MORRER:
- #1 As Lágrimas Do Tigre Negro
- #2 Alucarda
- #3 Time Enough At Last
- #4 Armageddon
- #5 The Favour, The Watch And The Very Big Fish
- #6 Italian Spiderman
- #7 The Soldier And Death


UMA CURTA POR DIA NÃO SABE O BEM QUE LHE FAZIA:
- 1# Rabbit, de Run Wrake
- 2# Aligato, de Maka Sidibé
- 3# The Cat Concerto, de Joseph Barbera & William Hanna
- 4# A Curva, de David Rebordão
- 5# Batman: Dead End, de Sandy Callora
- 6# O Código Tarantino, de Selton Mello
- 7# Malus, de António Aleixo & Crosswalk, de Telmo Martins
- 8# Three Blind Mice, de George Dunning
- 9# Bedhead, de Robert Rodriguez
- 10# Key To Reserva, de Martin Scorcese
- 11# Bambi Meets Godzilla, de Marv Newland
- 12# The Horribly Slow Murderer with the Extremely Inefficient Weapon, de Richard Gale
- 13# Stolz Der Nation, de Eli Roth
- 14# Papá Wrestling, de Fernando Alle
- 15# Glas, de Bert Haanstra
- 16# Fotoromanza, de Michelangelo Antonioni
- 17# Quem É Ricardo?, de José Barahona
- 17# Terra Incognita, de Peter Volkart


AS MELHORES PIORES CENAS DE SEMPRE:
- A Pior Luta
- A Cena Mais Metida A Martelo
- O Ataque Animal Mais Brutal
- A Perseguição Mais Alucinante
- O Duelo Mais Improvável


CLUBE DE CINEMA DE SETÚBAL:
- Janeiro
- Fevereiro
- Março
- Abril
- Maio
- Setembro
- Novembro


FESTIVAIS:
- 20º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9
- 21º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 22º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 23º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 24º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 26º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 12º Caminhos Do Cinema Português
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- Imago 2006
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8

;

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



BLOCKBUSTERS:

04/01/2004 - 05/01/2004

05/01/2004 - 06/01/2004

06/01/2004 - 07/01/2004

07/01/2004 - 08/01/2004

08/01/2004 - 09/01/2004

09/01/2004 - 10/01/2004

10/01/2004 - 11/01/2004

11/01/2004 - 12/01/2004

12/01/2004 - 01/01/2005

01/01/2005 - 02/01/2005

02/01/2005 - 03/01/2005

03/01/2005 - 04/01/2005

04/01/2005 - 05/01/2005

05/01/2005 - 06/01/2005

06/01/2005 - 07/01/2005

07/01/2005 - 08/01/2005

08/01/2005 - 09/01/2005

09/01/2005 - 10/01/2005

10/01/2005 - 11/01/2005

11/01/2005 - 12/01/2005

12/01/2005 - 01/01/2006

01/01/2006 - 02/01/2006

02/01/2006 - 03/01/2006

03/01/2006 - 04/01/2006

04/01/2006 - 05/01/2006

05/01/2006 - 06/01/2006

06/01/2006 - 07/01/2006

07/01/2006 - 08/01/2006

08/01/2006 - 09/01/2006

09/01/2006 - 10/01/2006

10/01/2006 - 11/01/2006

11/01/2006 - 12/01/2006

12/01/2006 - 01/01/2007

01/01/2007 - 02/01/2007

02/01/2007 - 03/01/2007

03/01/2007 - 04/01/2007

04/01/2007 - 05/01/2007

05/01/2007 - 06/01/2007

06/01/2007 - 07/01/2007

07/01/2007 - 08/01/2007

08/01/2007 - 09/01/2007

09/01/2007 - 10/01/2007

10/01/2007 - 11/01/2007

11/01/2007 - 12/01/2007

12/01/2007 - 01/01/2008

01/01/2008 - 02/01/2008

02/01/2008 - 03/01/2008

03/01/2008 - 04/01/2008

04/01/2008 - 05/01/2008

05/01/2008 - 06/01/2008

06/01/2008 - 07/01/2008

07/01/2008 - 08/01/2008

08/01/2008 - 09/01/2008

09/01/2008 - 10/01/2008

10/01/2008 - 11/01/2008

11/01/2008 - 12/01/2008

12/01/2008 - 01/01/2009

01/01/2009 - 02/01/2009

02/01/2009 - 03/01/2009

03/01/2009 - 04/01/2009

04/01/2009 - 05/01/2009

05/01/2009 - 06/01/2009

06/01/2009 - 07/01/2009

07/01/2009 - 08/01/2009

08/01/2009 - 09/01/2009

09/01/2009 - 10/01/2009

10/01/2009 - 11/01/2009

11/01/2009 - 12/01/2009

12/01/2009 - 01/01/2010

01/01/2010 - 02/01/2010

02/01/2010 - 03/01/2010

03/01/2010 - 04/01/2010

04/01/2010 - 05/01/2010

05/01/2010 - 06/01/2010

06/01/2010 - 07/01/2010

07/01/2010 - 08/01/2010

08/01/2010 - 09/01/2010

09/01/2010 - 10/01/2010

10/01/2010 - 11/01/2010

11/01/2010 - 12/01/2010

12/01/2010 - 01/01/2011

01/01/2011 - 02/01/2011

02/01/2011 - 03/01/2011

03/01/2011 - 04/01/2011

04/01/2011 - 05/01/2011

05/01/2011 - 06/01/2011

06/01/2011 - 07/01/2011

07/01/2011 - 08/01/2011

08/01/2011 - 09/01/2011

09/01/2011 - 10/01/2011

10/01/2011 - 11/01/2011

11/01/2011 - 12/01/2011

12/01/2011 - 01/01/2012

01/01/2012 - 02/01/2012

02/01/2012 - 03/01/2012

03/01/2012 - 04/01/2012

04/01/2012 - 05/01/2012

05/01/2012 - 06/01/2012

06/01/2012 - 07/01/2012

07/01/2012 - 08/01/2012

08/01/2012 - 09/01/2012

09/01/2012 - 10/01/2012

10/01/2012 - 11/01/2012

11/01/2012 - 12/01/2012

12/01/2012 - 01/01/2013

01/01/2013 - 02/01/2013

02/01/2013 - 03/01/2013

03/01/2013 - 04/01/2013

04/01/2013 - 05/01/2013

05/01/2013 - 06/01/2013

06/01/2013 - 07/01/2013

07/01/2013 - 08/01/2013

08/01/2013 - 09/01/2013

09/01/2013 - 10/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

11/01/2013 - 12/01/2013

12/01/2013 - 01/01/2014

01/01/2014 - 02/01/2014

02/01/2014 - 03/01/2014

03/01/2014 - 04/01/2014

04/01/2014 - 05/01/2014

05/01/2014 - 06/01/2014

06/01/2014 - 07/01/2014

07/01/2014 - 08/01/2014

08/01/2014 - 09/01/2014