Royale With Cheese

 Royale With Cheese

 
 



segunda-feira, abril 29, 2013  

ANTES SÓ QUE MAL ACOMPANHADO:

Título: Planes, Trains And Automobiles
Realizador: John Hughes
Ano: 1987


Antes de Robert Downey Jr. ter andado contra-relógio para tentar chegar a casa a tempo do Dia de Acção de Graças, com o Zach Galifianakis atrelado, já Steve Martin tinha passado pelo mesmo, mas com a companhia de John Candy. O que é pior e melhor. Pior porque Candy era mais gordo e conseguia ser mais chato (apesar de Galifianakis conseguir ser insuportável, às vezes mesmo sem abrir a boca); mas melhor porque Candy é mil vezes mais engraçado (e as às vezes sem precisar também de abrir a boca).

O filme chamou-se Antes Só Que Mal Acompanhado e a história é, no geral, a mesma. Steve Martin tenta chegar desesperadamente a casa e reunir-se à sua família para o jantar de Acção de Graças (uma espécie de símbolo ubber familiar norte-americano), mas o mau tempo troca-lhe as voltas, ao deixar os aeroportos num caos. Por isso, aposta tudo numa viagem por terra, de comboio, autocarro e automóvel, que os caprichos do destino vão colocar lado a lado com um chato todo o tamanho, interpretado por John Candy.

Apesar de não ser o típico road movie, Antes Só Que Mal Acompanhado não passa ao lado das características do género. Ou seja, há uma viagem, que tanto é física como psicológica, que ao ultrapassar vários obstáculos vai transformar a vida dos seus intervenientes. A diferença aqui é que esses episódios que Martin e Candy enfrentam são gags humorísticos, que dão o tom de comédia familiar ao filme.

A obra de John Hughes sempre se pautou por um equilíbrio perfeito entre humor e com drama, feito quase sem esforço, graças a um cinema de sentido lúdico escorreito e ciente dos tempos perfeitos para intervir ou para dar espaço aos actores. Hughes é a prova a todos os que nasceram agora de que dantes o cinema, para fazer rir, não tinha que ter ninguém a magoar-se ou a dizer piadas escatológicas. Mas claro que Antes Só Que Mal Acompanhado tem a mais-valia de ter uma dupla de actores acima da média, que partilham aqui uma química indestrutível: Steve Martin e John Candy, especialmente o segundo, que continua a deixar-nos saudades.

Ou seja, antes de Robert Downey Jr. e Zach Galifianakis andarem aos tropeções um com o outro a tentar chegar a casa a tempo do dia de Acção de Graças, já Steve Martin e John Candy o tinham feito melhor e com mais graça. Com um McRoayl Deluxe mais saboroso.

Posted by: dermot @ 5:28 da manhã
|  




sexta-feira, abril 26, 2013  

DISTRITO 9:

Título: District 9
Realizador: Neill Blomkamp
Ano: 2009


Um dos clichés dos filmes de extraterrestres é que eles invadem sempre os Estados Unidos. Só aqui, Distrito 9 sai logo a ganhar, já que a neve espacial que dá à costa na atmosfera terrestre vai parar, avariada, sobre Joanesburgo. No seu interior, uma horda de criaturas parecidas com camarões tornam-se refugiados terrestres, ficando alojados num bairro de lata na África do Sul - o Distrito 9.

Sempre foi uma tradição antiga da ficção científica, pensar a actualidade através de sociedades futuristas, mas Distrito 9 leva a reflexão longe de mais ao erguer uma distopia que mais não é que uma variação do Apartheid. No entanto, abordar o Apartheid com criaturas tipo camarões serve igualmente para abordar séculos de história de segregação social das mais variadas formas. E como a história é também ela própria cíclica, falar sobre isto é alertar para os perigos de um futuro que pode não ser tão distante quanto isso.

Distrito 9 centra-se na personagem de Wikus Van De Merwe (Sharlto Copley), um burocrata geek que parece saído de A Empresa, que é encarregue de fazer a transferência dos camarões do Distrito 9 para um campo de concentração construído fora dos limites de Joanesburgo. Durante a operação, acaba contaminado por um fluído qualquer que começa a transforma-lo num deles, tipo A Mosca. E, ao ser vítima ele próprio de perseguição e de todas as injustiças apenas e só por ser diferente, Van Der Merwe acaba por ficar do lado dos alienígenas, ajudando-os a conseguirem a emancipação. Olá Avatar!

Utilizando as regras da ficção científica e das suas distopias, o realizador sul-africano, Neill Blomkamp conta uma história já vista vezes sem conta dentro do género, mas de uma forma nova e original. Além disso, monta-a com uma estrutura narrativa próxima do documentário, recorrendo a found footage e a entrevistas a especialistas, dando um aspecto híbrido a Distrito 9 que acaba por funcionar. Além disso, mantém um equilíbrio saudável entre forma e conteúdo, equilibrando o filme com a quantidade certa de acção, sem se deslumbrar com o CGI nem com demasiado espalhafato - apesar de o ter.

Neill Blomkamp recebeu carta branca de Peter Jackson para fazer o filme que quisesse e, com meia dúzia de tostões (pelo menos à proporção de Hollywood), arrasou toda a concorrência com um belo filme. É um blockbuster sem o ser e um filme com comentário social sem ser um filme político. Distrito 9 é um McRoyal Deluxe que sabe muito bem, acompanhado de molhos, batatas e de tudo a que tem direito.

Posted by: dermot @ 5:00 da manhã
|  




quarta-feira, abril 24, 2013  

CAPRICÓRNIO UM:

Título: Capricorn One
Realizador: Peter Hyams
Ano: 1977


Foi com Capricórnio Um que muitos dos que acreditam nas teorias da conspiração sobre a ida do Homem à lua viram legitimada a sua luta. Afinal de contas, se era possível o governo norte-americano forjar uma operação espacial a Marte, também o era nas anteriores viagens à lua. Até porque há aquelas histórias suspeitas das sombras e dos pontos de luz e tal. No entanto, muitos deles esquecem-se do óbvio: Capricórnio Um é apenas um filme!! E os Caçadores De Mitos já destruíram as restantes teorias.

Capricórnio Um é então a história de como a NASA fez em estúdio a primeira ida do Homem ao planeta vermelho. Receando que o presidente cancelasse o programa espacial se a missão falhasse - o que não era descabido, tendo em conta que já ninguém queria saber da corrida ao espaço em 1977 -, James Kelloway (Hal Holbrook) mete os três astronautas num barracão no meio do deserto transformado em estúdio de televisão e obriga-os a cooperar, sob ameaça de matar as suas famílias. Pelo meio, os astronautas James Brolin, Sam Waterston e OJ Simpson conseguem fugir e o pouco ortodoxo jornalista, Robert Caulfield (Elliott Gould), começa a investigar algo que cheira a esturro.

A década de 70 foi fértil neste tipo de thriller políticos, especialmente em redor de teorias da conspiração (alguém mencionou Os Homens Do Presidente?). Afinal de contas, a Guerra Fria espreitava a cada porta e janela e toda a gente era um potencial inimigo. No entanto, Capricórnio Um não é o típico filme de género, já que a meio dá uma cambalhota. Assim que os astronautas escapam pelo deserto a fora, Capricórnio Um arma-se em survivor movie, que tanto é o Intriga Internacional numa mão, como parece a chegada ao planeta dos macacos em O Homem Que Veio Do Espaço.

Pelo meio, uma sequência automóvel com Elliott Gould sem travões que se tornou no molde de muitas outras semelhantes e uma perseguição de avião (e helicópteros) bem acima da média. Tudo isto é embrulhado num saudável ambiente de série-b, ou não fosse Peter Hyams o realizador de outros clássicos xunga como Patrulha Do Tempo ou Os Dias Do Fim, que ajuda a disfarçar os plot holes com um lado lúdico que casa muito bem com o resto. No final, Capricórnio Um é um filme subvalorizado e quase só lembrado por essa história da viagem ao espaço, mas que tem muito mais para dar. Incluindo um Le Big Mac.

Posted by: dermot @ 5:48 da tarde
|  




segunda-feira, abril 22, 2013  

A VIDA DE PI:

Título: Life Of Pi
Realizador: Ang Lee
Ano: 2012


A carreira de Ang Lee continua a ser um saltitar entre géneros, que tanto pode ser um filme de wi-fu, como um de heróis da Marvel ou um com cowboys gay. Além disso, tanto é autor de um cinema oriental de artes marciais, como se imiscui na americana e faz um western ou filme sobre Woodstock. Ou seja, basicamente a carreira de Ang Lee é uma caixinha de surpresas da qual não sabemos o que vai sair a seguir.

A Vida De Pi é um desses filmes inesperados, que rima bem com a filmografia de Lee. A história de um miúdo indiano, Pi Patel (Suraj Sharma), náufrago no meio do Pacífico num bote salva-vidas minúsculo com um tigre de Bengala adulto, é tão surreal (irreal?) e tão despojada de uma identidade cultural, que fica bem na mão do realizador taiwanês. No entanto, antes de se tornar num survivor movie em alto mar, DDJJJD é uma fábula do storytelling, entre O Grande Peixe, de Tim Burton, e os ambientes meio sonhadores de Jean-Pierre Jeunet.

No entanto, o filme chega ao filme e deixa-nos nas mãos uma inesperada reflexão sobre a fé. Já desconfiávamos disso quando Pi nos diz que é, simultaneamente, cristão, muçulmano e hindú, mas pensávamos que era só um truque à Benetton; afinal é um pouco mais que isso e, sem revelar muito do filme, digamos que há um twist final que nos faz perceber porquê é que M. Night Shyamalan foi o primeiro nome falado para adaptar este livro ao cinema.

Mas a grande fatia de A Vida De Pi são mesmo as cenas em alto mar, com Pi e o tigre, Richard Parker, confinados a uma casca de nós no meio do azul infinito do mar e do céu. E aqui Ang Lee consegue desenvencilhar-se muito bem das limitações do argumento, mantendo o espectador entretido com os recursos mínimos narrativos e uma série de planos de cortar a respiração. Por vezes, lembramo-nos de outro monumento da land art, Gerry, mas na maior parte das vezes estamos fascinados com a orgia de cor e CGI, com um tigre feito em digital que substitui definitivamente a necessidade de trabalhar com animais reais.

À partida, A Vida De Pi seria um filme descartável: o Oscar de melhor filme, a adaptação de um livro que está ali no limiar entre a literatura séria e a de aeroporto e a influência indiana, que podia lembrar o favela-chique de Quem Quer Ser Bilionário. Mas não, é muito mais que isso tudo e, no final, um pouquinho mais inteligente de quem apenas o vê como uma aventura em alto mar entre um rapaz e um tigre. Vale cada pedacinho do McRoyal Deluxe, racionado tal e qual aprendemos a fazer depois de ver um naufrágio destes.

Posted by: dermot @ 6:27 da manhã
|  




sexta-feira, abril 19, 2013  

MUSTANG:

Título: Mustang
Realizador: Leonel Vieira
Ano: 2000


Em 1998, a SIC apresentava um conceito inovador em Portugal que só agora, quinze anos depois, começa a ser replicado: o dos telefilmes. Até os reality shows terem implodido completamente com as audiências, os telefilmes da SIC marcaram a televisão nacional, revelando novos actores (Diogo Morgado, claro, antes de ser Jesus foi o puto que se apaixonou pela Ana Padrão) e realizadores. Mas, mais importante que isso, foi a oportunidade de se fazer um cinema português com histórias mais próximas do dia-a-dia do português comum, que está farto de ver (más) adaptações históricas ou de romances, funcionando como tubo de ensaio para alguns dos realizadores que hoje fazem "cinema comercial" (um palavrão, mas que me atrevo a usar como pejorativo) em Portugal.

Fernando Fragata e Leonel Vieira foram os dois mais mediáticos. Este último já tinha realizado Zona J e, com Mustang, apostava num filme à americana, com tudo o que de mau isso implica, pois parece preocupar-se mais em absorver o que de mau têm os blockbusters de Hollywood, uma vez que o cinema português não tem capacidade para os replicar. A história é a de dois irmãos (Philippe Leroux e Hugo Bettencourt), dois irmãos que reencontram o pai (Vítor Norte, excelente como sempre no papel de pintas) 15 anos depois, e embarcam na sua vida de jogo ilegal e carros roubados.

À partida podíamos estar perante uma variação de 60 Segundos, mas de filme de carros MSJSJJS só tem mesmo o título, já que o único automóvel que aparece é o do título - e num passeio de domingo pela ponte Vasco da Gama. O cerne da questão foca-se na relação entre os dois filhos e o pai regressado, assim como as relações secundárias entre este triângulo e a mãe (Rita Ribeiro) e a namorado do mais novo (Ana Ribeiro, que trabalha no Ponto de Encontro e que, assim, aproveita todas as oportunidades para fazer publicidade à SIC). Nomeadamente, é o dilema moral de amar a família independentemente da vida pessoal que eles levam.

O problema é que o argumento é tão redondinho quanto uma telenovela, feito à medida da escala televisiva, sem grandes pretensões ou ambições. Nem é sequer o problema de ter de adaptar a estrutura do filme às necessidades da programação televisiva - a duração, cliffhangers colocados cirurgicamente para manter o público interessado durante os intervalos, etc. -, mas antes diálogos maus, espessura nula das personagens e algumas representações em piloto automático. Depois a banda-sonora metal anos 90 muito datada e a teimosia de Leonel Vieira em filmar com enquadramentos de esguelha dão-lhe apenas um mau embrulho estético.

Mustang foi um dos telefilmes do conjunto que mais passou despercebido e percebe-se porquê. Faltam-lhe momentos que fiquem na memória, falta-lhe verve e faltam-lhe picos de intensidade. Inclusive até lhe falta o brinquedo do Happy Meal.

Posted by: dermot @ 5:55 da manhã
|  




quarta-feira, abril 17, 2013  

A VANTAGEM DE SER INVISÍVEL:

Título: The Perks Of Being A Wallflower
Realizador: Stephen Chbosky
Ano: 2012


Para nós, nerds e geeks, é fácil identificar-mo-nos com este tipo de cinema indie. É um cinema sobre freaks inadaptados e, por isso, identificamo-nos automaticamente com eles; e depois está cheio de referências à cultura pop, acenando apenas a nerds e geeks como nós, como um atestado de bom gosto que nós assinamos com prazer. No entanto, irritam-me quando são demasiado xoninhas (olá Miranda July) e quando exageram nessas referências, agindo de forma demasiado arrogante, do género eu é que tenho bom gosto e se tu não gostas é porque não percebes (olá novamente Miranda July).

A Vantagem De Ser Invisível encaixa inicialmente nesses moldes de cinema indie, mas felizmente não tem tanta xoninhice nem é demasiado sobranceiro (os Smiths são a banda referência do filme, há um single mais ou menos omnipresente dos Beatles mas que nem sequer se ouve e o Bowie passa todo o filme incógnito, à espera de ser descoberto). Talvez ajude logo o facto de o protagonista, Charlie (Logan Lerman), não ser o simples desajustado do liceu local, já que o seu passado é bem mais traumático do que as simples dores de crescimento.

Charlie é então caloiro no liceu, depois de sobreviver a um trauma nas férias, e para sobreviver arranja um novo grupo de amigos: um gay (Ezra Miller), uma ex-galdéria (Emma Watson), uma punk budista (Mae Whitman) e uma gótica cleptomaníaca (Erin Wilhelmi). Tudo o resto é uma variação do habitual coming of age, aqui especificamente na idade difícil dos 16 anos, em que tudo é vivido com uma intensidade excessiva, seja para o bem ou seja para o mal.

Com uma galeria de freaks escolhida a dedo (que se divertem, inclusivamente, a recriar semanalmente o Festival Rocky De Terror, how cool is that?), A Vantagem De Ser Invisível consegue contar uma história que não comunica só com os freaks e com o pessoal indie, mas com todos aqueles que já tiveram 16 anos uma vez na vida, ou seja, todos nós. Só continuo é sem perceber o fascínio pela Emma Watson. É certo que é ligeiramente mais bonita e é melhor actriz que a Kristin Stewart, mas consigo apontar cinco tipas mais interessantes e a representar melhor que ela com o mesmo nome.

A Vantagem De Ser Invisível é um daqueles filmes que se tornam facilmente um dos nossos favoritos, por qualquer associação à nossa vida ou, pura e simplesmente, pela pureza e pelo infinito (para usar as palavras do filme) de algum dos momentos. E se fosse xoninhas não valia um McRoyal Deluxe, de certeza.

Posted by: dermot @ 8:00 da manhã
|  




segunda-feira, abril 15, 2013  

DECISÃO DE RISCO:

Título: Flight
Realizador: Robert Zemeckis
Ano: 2012


Existem discussões que, por muito que se queira e tente, nunca irão ter uma decisão unânime e consensual. Por mais racional e razoável que seja a argumentação, são questões condenadas a não ter uma decisão pacífica. É como a eterna dúvida de quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha. A premissa de Decisão De Risco é uma dessas questões, mas não tão retórica.

Denzel Washington (mais gordo, mais velho, mas também mais actor, parece) é um piloto alcoólico e drogado que consegue aterrar um avião em queda com uma manobra arriscada, daquelas que acontecem uma vez na vida. Por um lado é um herói, que salvou quase 100 pessoas da morte certa; por outro é um vilão, que entrou para um avião com um cocktail de vodka e coca, colocando em risco a vida de mais de 100 pessoas. O que deve decidir a justiça e a opinião pública? Aquele homem deve ser louvado ou castigado?

Neste regresso ao cinema de imagem real, uma dúzia de anos após O Náufrago, Robert Zemeckis traz-nos um drama pessoal, em redor de um homem e os seus fantasmas pessoais, assim como a relação entre exposição pública e o convencionalmente correcto. A coisa tem moldes de telefilme, mas à medida que o filme vai avançando, Zemeckis vai perdendo o controle e vai enrolando cada vez mais um pastelão sensaborão e telenovesco. Basta ver como é tratada a relação com a toxicodependente Kelly *suspiro* Reilly, que aparece e desaparece da história com igual facilidade, como o secundário Don Cheadle é desperdiçado em apelo nem agravo e como John Goodman, numa versão (ainda mais) drogada do The Dude, é apenas um boneco que funciona quase como comic relief.

Zemeckis desperdiça assim um filme que abre com a força toda: um anti-herói que parece saído de um filme de Abel Ferrara e a sequência do desastre aéreo, que é uma verdadeira tour de force. A partir daí a coisa caminha a passos largos para o anonimato, até ser rematada no inevitável filme de tribunal de final feliz, que podia solicitar a influência de clássicos como Peço A Palavra, mas que apenas lembra televisão e patetadas semelhantes. Um Double Cheeseburger que continua a deixar-nos com saudades do Robert Zemeckis inicial.

Posted by: dermot @ 6:01 da manhã
|  




sexta-feira, abril 12, 2013  

TERRA E LIBERDADE:

Título: Land And Freedom
Realizador: Ken Loach
Ano: 1995


O escritor inglês George Orwell escreveu, em 1938, o livro Homage to Catalonia, uma espécie de relato jornalístico do que presenciou na guerra civil espanhola. E em 1995, mais de meio século depois, outro inglês, o realizador Ken Loach, adaptou o livro ao cinema, com Terra E Liberdade. Ou seja, a melhor história sobre um momento marcante da história recente de Espanha a ter que ser feita por estrangeiros.

Obviamente que estou a ser mauzinho, uma vez que a distância e o afastamento permite observar as coisas de uma melhor forma e com uma perspectiva mais neutral. Ou pelo menos, menos apaixonada. Uma história como a de DJDJJDJD nunca poderia ser escrita por um espanhol. Porque apesar de ser sobre a Guerra Civil espanhola, a que opôs a resistência anarquista e as milícias populares ao governo de Franco, é mais sobre o funcionamento interno do teatro de guerra e uma reflexão sobre o poder e as relações deste com e entre os indivíduos. Porque apesar de ser um filme sobre a ala esquerda desse conflito, os inimigos verdadeiros apenas aparecem uma vez. Ou seja, aqui não interessa o porquê da guerra, mas antes a própria guerra em si.

O filme segue David Carr (Ian Hart), um inglês que viaja para Espanha para combater pela revolução socialista no derrube do general Franco, fixando-se nas linhas de Aragão. Ao mesmo tempo, Terra E Liberdade é uma história de desencanto, sobre os sonhos e os ideais de uma geração, que no fundo rima com todas as outras gerações e uma certa ideia de juventude, mais idealista e sonhadora. Esta narrativa central é contada em regime de flashback, enquanto que uma neta descobre a história escondida do avô após a morte deste, funcionando como uma espécie de homenagem ao heroísmo destes homens. Um subplot tão descuidado quanto desnecessário, apesar do final bonito e que serve para forçar o tearjerker.

Ken Loach serve-se do seu realismo britânico para mais um filme político, ele que nunca conseguiu desassociar as duas coisas, mesmo quando tentou. As cenas de guerra são de uma violência seca, quase à Sam Peckinpah, e à recriação de época tem os valores de produção de que a BBC e os ingleses em geral os habituaram. Terra E Liberdade é um dos melhores McRoyal Deluxes de Ken Loach e a versão boa do seu Brisa De Mudança.

Posted by: dermot @ 8:05 da manhã
|  




terça-feira, abril 09, 2013  

ESPECIAL DESAFIO TOTAL:

Título: Total Recall
Realizador: Paul Verhoeven
Ano: 1990


Desafio Total foi um filme que apanhou uma série de pessoas no pico das suas carreiras. Paul Verhoeven tinha acabado de assinar o sucesso Robocop e ainda ninguém tinha percebido as suas intenções tresloucadas de criticar a América através do exagero do cinema de acção; Arnold Schwarzenegger era o menino bonito da altura e uma mina de ouro com o toque de Midas; e Sharon Stone era uma das mulheres mais bonitas da altura, quase quase a deixar meio mundo sem fôlego apenas com um descruzar de pernas. Os três juntos, mais uma história livremente baseada num conto de Philip K. Dick (o Messi da ficção-científica), deram origem a um filme meio de culto, meio incompreendido, que hoje é visto como um dos melhores da carreira de Arnie.

Incompreendido especialmente porque toda a gente esperava mais um filme de acção, cheio de carnificina, e Verhoeven ofereceu-lhes uma ficção-científica mais cerebral do que física. Desafio Total é a história de um ordinário trabalhador das obras (Arnold Schwarzenegger) que recorre a uma empresa que implanta memórias no cérebro a pedido do cliente, apenas para descobrir que era um agente secreto com o cérebro bloqueado pelo Governo, numa intriga política com o povo de Marte, artefactos extraterrestres e uma crise de oxigénio só comparável à do petróleo de hoje (de sempre?). Ou será que tudo não passa da memória enxertada pela tal empresa?

Desafio Total é ambíguo o suficiente para que muito boa gente continue a defender que não, nada daquilo é um sonho, mesmo que Paul Verhoeven continue a defender que sim, que é. O holandês diverte-se a criar este Intriga Internacional goes James Bond num cenário futurista de série-b, onde os seus habituais exageros trash dão origem aos melhores momentos do filme: uma tipa com três mamas, o disfarce de mulher gorda (que parece a caracterização de Sandra Barata Melo, em Amália) e uma perseguição através de um painel de raio-x na fronteira.

Apesar de tudo, o mais datado de Desafio Total continuam a ser os penteados e isso é um ponto a favor de Verhoeven. Arnie tem aqui um dos seus momentos zen, com o mítico give these people ay-uh, e só isso justifica o McChicken final. É certo que o filme estica-se um bocadinho mais do que o desejado, mas nada que belisque um dos clássicos recentes da ficção-científica.



Título: Total Recall
Realizador: Len Wiseman
Ano: 2012


A ideia de fazer um remake de Desafio Total tinha tudo para correr mal. Pelo menos no papel. Porque, surpresa das surpresas, na prática foi outra história. Desafio Total dá uma lição a todos: a Hollywood em peso, ao mostrar o que deve ser um remake; e a todos os que, como eu, foram ver o filme já sem gostar, emprenhados pelos ouvidos de preconceitos e ideias pré-concebidas. O truque de Len Wiseman foi adaptar acima de tudo o conto original de Philip K. Dick e só depois prestar o devido respeito ao filme de Paul Verhoeven.

Dizer que Desafio Total é um filme mais perto do livro original do que da versão cinematográfica de 1990 é o mesmo que dizer que aqui não há Marte, nem mutantes (mas há a tipa com três mamas) nem viagens espaciais. Apesar de futurista, Desafio Total é bem mais realista e condizente com os dias de hoje. A arquitectura distópica é mais perto da cidade crítica, em altitude e cheia de blocos habitacionais de Blade Runner - Perigo Iminente, do que dos carros voadores e naves espaciais das megalópes de O Quinto Elemento, por exemplo. E a distopia de uma sociedade autocrática, em que um Reino Unido opressor e uma Austrália colonizada são os dois países "restantes", tem mais a ver com o futuro falido de um John Carpenter ou um Relatório Minoritário do que do exagero trash de Verhoeven.

Aqui, o thriller político faz uma rima muda com as actuais revoluções sociais, especialmente as dos 1 por cento, num subplot que opõe terroristas, resistência e desobediência civil a um governo autoritário, com uma agenda escondida belicista. O que despoleta tudo isto é a ida de um tipo comum (Colin Farrell) a uma empresa que enxerta memórias felizes no cérebro, acabando por descobrir que, afinal, é um agente secreto com a memória apagada. A diferença é que, em comparação com o filme original, este não é nada ambíguo e o final, decalcado manhosamente de A Origem, não abona nada a seu favor.

Mas Len Wiseman consegue montar aqui um filme praticamente novo. É mais um filme de acção do que de ficção-científica, apesar de dever o mesmo à série-b desenvolta e descomprometida, com excelentes sequências de acção (algumas delas de grande fôlego), onde Kate Beckinsale grita a plenos pulmões por um filme onde se possa assumir finalmente como action hero e com uma estilização excessiva. Por amor de Deus, parem com esse hábito irritante de usar lens flares de cinco em cinco minutos! Já nos basta o J.J. Abrams.

Resumindo e baralhando: apesar de quase desbaratar no final manhoso tudo o que amealhou ao longo do filme, Desafio Total é o melhor exemplo do que deve ser um remake nesta era de tantos reboots, remakes, sequelas e prequelas. Basta ver a forma como Wiseman presta tributo à cena mais icónica do Desafio Total de Schwarzenegger, aquela em que ele se mascara de mulher gorda para passar na fronteira - com respeito, humor e uma variação simples, mas super eficaz. Só por aqui, Desafio Total sai logo por cima, com um McBacon nas mãos.

Posted by: dermot @ 9:06 da manhã
|  




segunda-feira, abril 08, 2013  

MAIS UMA NOITE DE MERDA NESTA CIDADE DA TRETA:

Título: Being Flynn
Realizador: Paul Weitz
Ano: 2012


A última vez que vimos Robert De Niro a andar de táxi, a coisa não terminou bem. Agora, mais de 30 anos depois de Taxi Driver, De Niro volta a ser um taxista sociopata, altamente racista e homofóbico, mas igualmente megalómano, já que se considera o único escritor clássico norte-americano além de Mark Twain e J.D. Sallinger. Mas se é assim tão bom, porque é que não sai da cepa torta?

Depois de 18 anos sem contacto, De Niro telefona ao filho a pedir boleia, depois de ter sido despejado da sua casa após (mais) um ataque de mau feitio. Paul Dano é, tal como o pai, aspirante a escritor, e, de uma certa forma, outro tipo de falhado. Por isso, o reencontro com o pai vai tornar-lhe bem presente um fantasma que vai tentar afastar a todo o custo: o de não querer seguir as suas pegadas.

Mais Uma Noite De Merda Nesta Cidade Da Treta é um filme bipartido e labiríntico, que tanto segue a vida do pai como do filho, por vezes recuando em prolongados flashbacks. Só no fim é que percebemos que a vida de um e de outro se confundem, já que este é um drama sobre gerações, sobre consanguinidade e sobre o conflito pai e filho. No fundo, é uma tragédia russa, muito dostoievskiana, filtrada por uma americana meio miserabilista. A Nova Iorque daqui, a tal cidade da treta, não é a Big Apple que nunca dorme do glamour do Rat Pack, por exemplo, mas uma cidade de falhados, ainda mais subterrânea que a cidade de meliantes de Martin Scorcese.

Mas fica sempre a ideia de que o realizador, Paul Weitz, nunca tem unhas para tocar esta guitarra. Uma prova é a quantidade de vezes com que recorre às montages musicais, uma muleta que serve para ultrapassar um arco narrativo sem grande esforço, mas também sem grande profundidade. É certo que Paul Dano também parece, por vezes, um erro de casting, mas em contrapartida De Niro esforça-se um pouco mais do que na maioria dos seus filmes recentes.

Antes de terminar esta prosa com um Double Cheeseburger, de realçr ainda um pormenor curioso. Mais Uma Noite De Merda Nesta Cidade Da Treta é, provavelmente, a primeira vez em que a tradução portuguesa de um filme é melhor do que o título original. Tudo porque teve os tomates de manter o titulo do livro original onde se baseia o filme, não se acobardando como os americanos, que pensavam se calhar que, com esse título, não teriam hipóteses nos Oscares. E assim nasceu o primeiro filme com merda no título.

Posted by: dermot @ 5:01 da manhã
|  




sexta-feira, abril 05, 2013  

RIP:


1942-2013

Posted by: dermot @ 1:29 da tarde
|  


 

V/H/S:

Título: V/H/S
Realizador: Matt Bettinelli-Olpin, David Bruckner, Tyler Gillett, Justin Martinez, Glenn McQuaid, Radio Silence, Joe Swanberg, Chad Villella, Ti West & Adam Wingard
Ano: 2012


V/H/S foi o ultimo buzz do cinema de terror, depois de Actividade Paranormal, REC e Saw - Enigma Mortal se terem esgotado em milhões de sequela (no MotelX teve direito a sessão extra e tudo). O filme é uma antologia de short stories, em formato de found footage (outra das tendências do momento, depois de Holocausto Canibal e Projecto Blair Witch terem demorado décadas a darem descendentes), assinadas por um conjunto de jovens realizadores de terror promissores e independentes. O resultado? Já lá vamos.

Um grupo de vândalos é então contratado para ir a uma casa roubar uma velhinha cassete VHS. Ao lá chegarem e ao depararem-se com um arquivo de várias cassetes, os jovens começam a v|e-las uma a uma. E o que vêm são as short stores que nós também assistimos, em filmes dentro do filme, que apesar de estarem no velhinho registo analógico, são quase todas filmadas em suportes digitais: câmaras minidv, webcams... Todas elas procuram sub-géneros de terror diferentes - há um de monstros, uma espécie de paródia aos slashers (que se chama Quinta-feira, 17 e o título tem mais piada que a curta), um thriller sobrenatural ou uma casa assombrada -, mas têm em comum a estrutura: a utilização de found footage para criar mockumentários assustadores. Ah, e o facto de praticamente nada fazer sentido.

De facto, todas as curtas primam pela falta de consistência e o sensacionalismo gratuito. Sempre demasiado gráficas - e isso é bom -, as história raramente têm um argumento ou, quando tê, apostam tudo num twist manhoso e desoneste. A primeira história, com uma criatura com ares de vampira assustadora (finalmente, já era altura dos vampiros voltarem a meter medo), acaba por ser a melhor conseguida, apesar de abusar um pouco da sua vertente A Ressaca. Depois, o tal slasher é ridículo com um serial killer que não se percebe sequer o que é; o thriller sobrenatural tem o twist mais desonesto de sempre desde Alta Tensão; a casa assombrada tem a realização mais desengonçada desde que começaram a pôr vídeos semelhantes no youtube; e apenas a versão alternativa de Actividade Paranormal volta a ter alguma tensão e horror, apesar de estragar tudo com novo twist manhoso.

No final, tudo junto resulta num filme imenso para tanta falta de miolos, que não justifica nem um pouco o hype que se construiu à sua volta. Uma desilusão de um Cheeseburger, dividido em parcelas que também não abonam para o seu sucesso.

Posted by: dermot @ 5:30 da manhã
|  




quarta-feira, abril 03, 2013  

GUIA PARA UM FINAL FELIZ:

Título: Silver Linings Playbook
Realizador: David O. Russell
Ano: 2012


Se, na última edição dos Oscares, Bestas Do Sul Selvagem era o outsider da cerimónia, Guia Para Um Final Feliz era aquele filme que ninguém percebia como ali chegara. Todos os anos há um nomeado assim, em que só está lá para pagar alguns favores e cumprir uma quota qualquer. O ano passado havia Os Descendentes, por exemplo, e há dois anos Os Miúdos Estão Bem. Estão a ver onde quero chegar? Sem serem necessariamente maus, são filmezinhos simpáticos, mais ou menos light, que não justificam um Oscar por porra nenhuma.

Guia Para Um Final Feliz é a história de Pat (Bradley Cooper), um tipo bipolar e com problemas de temperamento, que tenta recuperar a mulher, ao mesmo tempo que se apaixona por Tiffany (Jennifer Lawrence), uma miúda que também não bate muito bem da bola desde que o marido morreu precocemente e passou a tentar preencher esse vazio emocional com todos os tipos com quem se cruza na rua. Podia ser uma comédia romântica mais ou menos brega ou mais ou menos dramática, consoante o trabalho do realizador, mas David O. Russell tem o bom-senso de nem ir por um nem por outro caminho. Prefere antes transformar Guia Para Um Final Feliz numa história de amor e amizade entre dois inadaptados, dois outsiders que lembram logo Johnny Depp em geral e Benny E Joon em particular, deixando uma dica entrelinhas: o anormal é aquele que é diferente dos outros todos ou são os outros todos que não têm coragem para se distinguirem dos restantes?

Para isso, David O. Russell segue a escola Woody Allen (e Federico Fellini, já agora). Ou seja, é um filme de câmara ao ombro, muito nervosa e trepidante, que se mexe ao ritmo das mudanças de humor de Bradley Cooper, assente em muitos diálogos, velozes e confusos, que na maior parte das vezes explodem num caos circense que tão bem conhecemos dos filmes do nova-iorquino. Com mais ou menos habilidade, a coisa segue este caminho, em direcção ao previsível happy ending, quando tudo parece ir rebentar numa catarse pela dança, bem ao jeito de Uma Família À Beira De Um Ataque De Nervos.

No entanto, algo se passa no último terço de Guia Para Um Final Feliz. E algo de grave. É que, de repente, David O. Russell desbarata todo o crédito que havia acumulado com a primeira metade do filme, que começa a cair em queda livre. Primeiro parece que entramos num episódio do Foi Assim Que Aconteceu, já que decidem resolver todas as pontas soltas do filme com uma aposta(!) tola. E, como as coisas custam a fazer sentido com esta opção, Russell força as pontas a caberem na caixa à força, obrigando o tal final feliz a encerrar a contenda, como se fosse só isso que interessasse. Para trás fica a desconsideração pelas suas personagens, o melhor do filme, a interpretação genial de Jennifer Lawrence e todas as hipóteses de conseguir algo mais do que um envergonhado McChicken.

Posted by: dermot @ 9:16 da manhã
|  




segunda-feira, abril 01, 2013  

THE MAN WITH THE IRON FISTS:

Título: The Man With The Iron Fists
Realizador: RZA
Ano: 2012


Quentin Tarantino deve ser o nome mais rentável de todo o cinema. Basta meter o nome em qualquer coisa para o filme vender. Mesmo que não o tenha produzido, escrito ou protagonizado, basta ter um selo com Quentin Tarantino Apresenta ou Quentin Tarantino Recomenda para toda a internet correr a ir ve-lo. Até hoje, nunca vi nenhum filme desses que, no final, não me tivesse arrependido. E, mesmo assim, nem hesitei em ver também este The Man With The Iron Fists. Afinal parece que pôr o nome de Tarantino na capa dos filmes resulta mesmo...

Tarantino não teve nada a ver com The Man With The Iron Fists (quer dizer, parece que, oficialmente, deu uns conselhos e uma mãozinho no plateau), mas existe muito boa gente que a esta hora deve estar arrependido de o ter feito. Ou não, tendo em conta as suas carreiras recentes. Eli Roth co-escreveu o argumento, Russel Crowe é o protagonista ocidental da contenda, Lucy Liu pica o ponto e vários outros actores orientais que conhecemos de filmes maus de Hollywood completam o casting. Mas mesmo assim, RZA, o rapper que agora diz que o que curte mesmo é cinema, quis ser a estrela do filme. Logo ele, que tem a expressividade de um Keanu Reeves e a capacidade de representar de um pau de vassoura.

RZA diz ser um fã de filmes e kung fu e, de facto, há referências às produções da Shaw Bros por todo o lado, começando logo pelo excelente genérico de abertura. Mas o rapper parece confundir a cultura de gangue do hip-hop com o sistema feudal na antiga China, tal é a facilidade com que cria clãs com nomes cool e roupas esquisitas. Além disso, abusa na banda-sonora do hip-hop, especialmente nas cenas de acção, que juntamente com a sua própria voz-off, dá-lhe um ar urbano que faz The Man With The Iron Fists ter uns cheiros de anacronismo no ar.

No fundo, a salgalhada que é The Man With The Iron Fists podia ter alguma piada. É um filme de kung-fu na China feudal, mas tem um protagonista preto, com origem nos campos de algodão da escravatura norte-americana (golpe de oportunismo a acenar a Django Libertado ou mera coincidência?), um cowboy e chineses com alcunhas cheias de estilo, tipo X-blade (juro!). Tem também um ex-lutador do wrestling, Batista, e apesar do baixo orçamento, monta meia dúzia de cenários bem convincentes, com alguma da opulência barroca de Yimou Zhang. Quanto à história, RZA é um daqueles heróis atormentados, um ferreiro exímio, que só quer juntar dinheiro suficiente para comprar a sua namorada a uma famosa casa de meninas local, mas que acaba envolvido numa luta de clãs por um baú de ouro enviado pelo governador. Pelo meio existe um tipo que se transforma em aço (Batista armado em X-Men 3), que lhe corta os braços, obrigando-o a substitui-los por uns de ferro, claro.

The Man With The Iron Fists sofre do problema da maioria dos filmes de Eli Roth. É que não basta toda esta mistura, como chega a meio e atira o guião às urtigas. E, na parte final, vale tudo. Batalhões com armas de fogo, tipos com poderes especiais, shaolins saídos do cu de judas e o diabo a sete. RZA pensava ter aqui um épico e The Man With The Iron Fists é demasiado longo para um filme de acção desmiolado como este - e, quando li no IMDB que ele queria dividir o filme em dois, ri-me. Além disso, as coreografias wi-fu são desajeitadas, apesar de algumas boas ideias, umas mortes porreiras e umas armas engraçadas (X-Blade é uma versão hi-tech da personagem das facas de Danny Trejo, em Desperado).

É certo que os maus filmes também precisam de ser amados, mas por favor não gostem em demasia de The Man With The Iron Fists. É que, senão, RZA vai voltar a realizar qualquer coisa. Enfim, no fundo até estou a ser mauzinho, visto que, de todos os filmes recomendados por Quentin Tarantino que vi, este é o menos mau. Mas um menos mau que vale um Double Cheeseburger.

Posted by: dermot @ 5:20 da manhã
|  





COTAÇÃO:
10 - Royale With Cheese
9 - Le Big Mac
8 - McRoyal Deluxe
7 - McBacon
6 - McChicken
5 - Double Cheeseburger
4 - Cheeseburger
3 - Caixinha de 500 paus (Happy Meal)
2 - Hamburga de Choco
1 - Pão com Manteiga

TAKE:
Take - cinema magazine | take.com.pt


ARE YOU TALKING TO ME:
DUELO AO SOL
CLARENCE HAD A LITTLE LAMB
GONN1000
BITAITES
ANTESTREIA
CINEBLOG
CINEMA NOTEBOOK
CONTRA CAMPO
ZONA NEGRA
O MELHOR BLOG DO UNIVERSO
A CAUSA DAS COISAS
O MEU PIU PIU
AMARCORD
LAURO ANTÓNIO APRESENTA
SARICES ARTÍSTICAS
A RAZÃO TEM SEMPRE CLIENTE
MIL E UM FILMES
AS IMAGENS PRIMEIRO
A DUPLA PERSONALIDADE
TRASH CINEMA TRASH
SUNSET BOULEVARD
CINEMA XUNGA


ARE YOU TALKIN' TO ME?
cinephilus@mail.pt


CRÍTICAS:
- A Armadilha
- A Arte De Pensar Negativamente
- A Árvore Da Vida
- A Balada de Jack And Rose
- A Bela E O Paparazzo
- A Boda
- À Boleia Pela Galáxia
- A Cabana Do Medo
- A Cela
- A Canção De Lisboa
- A Cara Que Mereces
- A Casa Dos 1000 Cadáveres
- A Casa Maldita
- A Cidade Dos Malditos
- A Ciência Dos Sonhos
- A Comunidade
- A Cor Do Dinheiro
- A Costa Dos Murmúrios
- A Criança
- A Dália Negra
- A Dama De Honor
- A Descida
- A Duquesa
- À Dúzia É Mais Barato
- A Encruzilhada
- A Estrada
- A Estranha Em Mim
- A Frieza Da Luz
- A Fúria Do Dragão
- A História De Uma Abelha
- A Honra Da Família
- A Janela (Maryalva Mix)
- A Lagoa Azul
- A Lenda Da Floresta
- A Liga Dos Cavalheiros Extraordinários
- A Lista De Schindler
- A Lojinha Dos Horrores
- A Mais Louca Odisseia No Espaço
- A Maldição Da Flor Dourada
- A Mansão
- A Maravilhosa Aventura De Charlie
- A Marcha Dos Pinguins
- A Máscara
- A Máscara De Cristal
- A Menina Jagoda No Supermercado
- A Minha Bela Lavandaria
- A Minha Vida Sem Mim
- A Morte Do Senhor Lazarescu
- A Mosca
- A Mulher Do Astronauta
- A Mulher Que Viveu Duas Vezes
- A Múmia
- A Noiva Cadáver
- A Noiva Estava De Luto
- A Origem
- A Outra Margem
- A Paixão De Cristo
- A Pele Onde Eu Vivo
- A Pequena Loja Dos Horrores
- A Prairie Home Companion - Bastidores Da Rádio
- A Presa
- À Procura Da Terra Do Nunca
- A Promessa
- À Prova De Morte
- A Rainha
- A Rai­nha Africana
- A Raiz Do Medo
- A Rapariga Santa
- A Rede Social
- A Religiosa Portuguesa
- A Ressaca
- A Residencial Espanhola
- A Sangue Frio
- A Secretária
- A Semente Do Diabo
- A Senhora Da Água
- A Severa
- A Sombra Do Caçador
- A Sombra Do Samurai
- A Tempestade No Meu Coração
- A Tempo E Horas
- A Torre Do Inferno
- A Turma
- A Última Famel
- A Última Tentação De Cristo
- A Valsa Com Bashir
- A Verdadeira História De Jack, O Estripador
- A Viagem De Chihiro
- A Viagem De Iszka
- A Vida De Brian
- A Vida É Um Jogo
- A Vida É Um Milagre
- A Vida Em Directo
- A Vida Secreta Das Palavras
- A Vila
- A Vítima Do Medo
- A Vizinha Do Lado
- A Volta Ao Mundo Em 80 Dias
- Aberto Até De Madrugada
- Abraços Desfeitos
- Acção Total
- Aconteceu No Oeste
- Across The Universe
- Actividade Paranormal
- Acusado
- Adam Renascido
- Admitido
- Adriana
- Aelita
- Ágora
- Água Aos Elefantes
- Air Guitar Nation
- Albert, O Gordo
- Aldeia Da Roupa Branca
- Alice
- Alice In Acidland
- Alice No País Das Maravilhas
- Alien - O Oitavo Passageiro
- Aliens - O Reencontro Final
- Alien - A Desforra
- Alien - O Regresso
- Alien Vs. Predador
- Alien Autopsy
- Alma Em Paz
- Almoço De 15 De Agosto
- Alphaville
- Alta Fidelidade
- Alta Golpada
- Alta Tensão
- Alucinação
- Amália
- Amarcord
- American Movie
- American Splendor
- Amor À Queima-Roupa
- Amor De Verão
- Amor E Corridas
- Amor E Vacas
- Amor Em Las Vegas
- Amor Ou Consequência
- And Soon The Darkness
- Angel-A
- Animal
- Annie Hall
- Anónimo
- Antes Do Anoitecer
- Antes Que O Diabo Saiba Que Morreste
- Anticristo
- Anvil! The True Story of Anvil
- Anytinhig Else - A Vida E Tudo Mais
- Appaloosa
- Apocalypto
- Aquele Querido Mês De Agosto
- Aracnofobia
- Aragami
- Arizona Dream
- Armin
- Arséne Lupin - O Ladrão Sedutor
- As Asas Do Desejo
- As Aventuras De Jack Burton Nas Garras Do Mandarim
- As Aventuras De Tintim - O Segredo Do Licorne
- As Aventuras Do Príncipe Achmed
- As Bandeiras Dos Nossos Pais
- As Bonecas Russas
- As Canções De Amor
- As Crónicas De Narnia - O Leão, A Feiticeira E O Guarda-Roupa
- As Diabólicas
- As Ervas Daninhas
- As Invasões Bárbaras
- As Lágrimas Do Tigre Negro
- As Leis Da Atracção
- As Noites Loucas Do Dr. Jerryll
- As Penas Do Desejo
- As Tartarugas Também Voam
- As Vidas Dos Outros
- Aberto Até De Madrugada
- Assalto À Esquadra 13 (1976)
- Assalto À Esquadra 13 (2005)
- Assalto Ao Santa Maria
- Assassinos Natos
- Ata-me
- Até Ao Inferno
- Até Ao Limite Do Terror
- Atraídos Pelo Crime
- Através Da Noite
- Attack Of The 50 Foot Woman
- Aurora
- Austrália
- Autocarro 174
- Avatar
- Aviva, Meu Amor
- Aztec Rex
- Azul Metálico

- Babel
- Backbeat, Geração Inquieta
- Balas E Bolinhos - O Regresso
- Balbúrdia No Oeste
- Bando À Parte
- Baraka
- Barbarella
- Barreira Invisí­vel
- Batman
- Batman Regressa
- Batman - O Início
- Be Cool
- Beijing Bastards
- Belleville Rendez-Vouz
- Bem-vindo À Zombieland
- Bem-vindo Ao Norte
- Berlin 36
- Birth - O Mistério
- Biutiful
- Black Sheep
- Black Snake Moan - A Redenção
- Blade Runner - Perigo Iminente
- Blueberry
- Boa Noite E Boa Sorte
- Bobby Darin - O Amor É Eterno
- Body Rice
- Bombom
- Bom Dia Noite
- Bom Dia Vietnam
- Bonnie E Clyde
- Boogie Nights
- Borat
- Brasil - O Outro Lado Do Sonho
- Breakfast On Pluto
- Brincadeiras Perigosas (2007)
- Brisa De Mudança
- Bronson
- Bruce, O Todo-poderoso
- Bruiser - O Rosto Da Vingança
- Bruno
- Buffalo 66
- Bubba Ho-Tep
- Bullit
- Bunker Palace Hotel
- Buried
- Busca Implacável
- Bz, Viagem Alucinante

- Cadillac Records
- Cães Danados
- Cães De Palha
- Café E Cigarros
- Call Girl
- Camino
- Capitão Alatriste
- Capitão América - O Primeiro Vingador
- Capote
- Carrie
- Cartas Ao Padre Jacob
- Cartas De Iwo Jima
- Casa De Loucos
- Casablanca
- Casino Royale
- Catwoman
- Cavalo De Guerra
- Cemitério Vivo
- Censurado
- Centurion
- Charlie E A Fábrica De Chocolate
- Che - Guerrilha
- Che - O Argentino
- Chemical Wedding
- Chéri
- Chinatown
- Chocolate
- Choke - Asfixia
- Chovem Almôndegas
- Christine - O Carro Assassino
- Cidade Fria
- Cinco Dias, Cinco Noites
- Cinema Paraíso
- Cinerama
- Cisne Negro
- Clube De Combate
- Coco Avant Chanel
- Coisa Ruim
- Cold Mountain
- Cold Weather
- Colete De Forças
- Colisão
- Com Outra? Nem Morta!
- Comboios Rigorosamente Vigiados
- Comer Orar Amar
- Complexo - Universo Paralelo
- Conan, O Bárbaro
- Contrato
- Control
- Controle
- Coração De Cavaleiro
- Coração De Gelo
- Coração Selvagem
- Corações De Aço
- Coragem De Mãe: Confrontando O Autismo
- Corre Lola Corre
- Correio De Risco
- Correio De Risco 3
- Corrida Contra O Futuro
- Corrupção
- Cozinhando A História
- Crank - Veneno No Sangue
- Crank - Alta Voltagem
- Cremaster
- Crime Ferpeito
- Crippled Masters
- Cristóvão Colombo - O Enigma
- Crónica Dos Bons Malandros
- Crueldade Intolerável
- Cubo
- Culture Boy
- Cypher
- Cyrano de Bergerac (1950)

- Daisy Town
- Dallas
- Danny The Dog - Força Destruidora
- Daqui P'ra Frente
- Dark City - Cidade Misteriosa
- De Cabeça Para Baixo
- De Homem Para Homem
- De Olhos Abertos
- De Olhos Bem Fechados
- De Sepultura Em Sepultura
- De Tanto Bater O Meu Coração Parou
- De-Lovely
- Delhi Belly
- Dead Snow
- Death Race 2000
- Deixa-me Entrar
- Delicatessen
- Demolidor - O Homem Sem Medo
- Dentro Da Garganta Funda
- Depois Do Casamento
- Destruir Depois De Ler
- Diamante De Sangue
- Diário Dos Mortos
- Diários De Che Guevara
- Dias De Futebol
- Dick E Jane - Ladrões Sem Jeito
- Dictado
- Die Hard 4.0 - Viver Ou Morrer
- Die You Zombie Bastards!
- Dogma
- Domino
- Don Juan DeMarco
- Donnie Brasco
- Doom - Sobrevivência
- Doomsday - Juízo Final
- Dorian Gray
- Dot.Com
- Dr. Estranhoamor
- Drácula 2001
- Drácula De Bram Stoker
- Drive - Risco Duplo
- Dreamgirls
- Duas Mulheres

- É Na Terra Não É Na Lua
- Easy A
- Easy Rider
- Eduardo Mãos De Tesoura
- Efeito Borboleta
- El Mariachi
- El Topo
- Ela Odeia-me
- Eles
- Eles Vivem
- Elvis
- Em Bruges
- Em Busca Da Felicidade
- Em Carne Viva
- Em Liberdade
- Em Nome De Caim
- Em Nome De Deus
- Em Paris
- Em Privado
- Embargo
- Encarnação Do Demónio
- Encontros Em Nova Iorque
- Encrenca Dupla
- Encurralada
- Ensaio Sobre A Cegueira
- Enterrado Na Areia
- Entre Os Dedos
- Entrevista
- Equilibrium
- Era Uma Vez No México
- Eraserhead - No Céu Tudo É Perfeito
- Escola De Criminosos
- Escolha Mortal
- Esporas De Aço
- Estado De Guerra
- Estamos Vivos
- Este É O Meu Lugar
- Este País Não É Para Velhos
- Estômago
- Estrada Perdida
- Estranhos
- Estrellita
- Eu Amo-te Phillip Morris
- Eu, Peter Sellers
- Eu Sou A Lenda
- Eu Sou Evadido
- Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos
- Everything Must Go
- Evil Dead - A Noite Dos Mortos-Vivos
- Evil Dead 2 - A Morte Chega De Madrugada
- Evil Dead 3 - O Exército Das Trevas
- Ex-Drummer
- Exterminador Implacável 1
- Exterminador Implacável 2 - O Dia Do Julgamento Final
- Exterminador Implacável 3 - Ascensão Das Máquinas
- Exterminador Implacável 4 - A Salvação

- Factory Girl - Quando Edie Conheceu Warhol
- Factotum
- Fados
- Fahrenheit 9/11
- Falso Alarme
- Fando E Lis
- Fantasmas De Marte
- Fargo
- Faster, Pussycat! Kill! Kill!
- Fausto 5.0
- Favores Em Cadeia
- Felicidade
- Feliz Natal
- Férias No Harém
- Festival Rocky De Terror
- Ficheiros Secretos: Quero Acreditar
- Fim De Ano Em Split
- Fim-De-Semana Alucinante
- Final Cut - A Última Memória
- Fish Tank
- Florbela
- Flores Partidas
- Fome
- Footloose - A Música Está Do Teu Lado
- Força Delta
- Forrest Gump
- Freddy Vs. Jason
- Frenético
- Frida
- Frost/Nixon
- Fruto Proibido
- Fuga De Los Angeles
- Fuga Para A Vitória
- Fur - Um Retrato Imaginário De Diane Arbus
- Fúria Cega
- Fúria De Viver
- Fúria Silenciosa

- Gabrielle
- Gainsbourg - Vida Heróica
- Gang Dos Tubarões
- Gangs de Nova Iorque
- Garden State
- Génova
- GI Joe - O Ataque Dos Cobra
- Godzilla
- Goodbye Lenine!
- Gosford Park
- Gothika
- Gran Torino
- Grande Mundo Do Som
- Gremlins
- Grizzly Man
- Gru - O Maldisposto
- Guerra Dos Mundos (2005)
- Guerra Dos Mundos (1953)

- Há Lodo No Cais
- Hairspray
- Half Nelson - Encurralados
- Hard Candy
- Harley Davidson E O Cowboy Do Asfalto
- Harold E Maude
- Harry Brown
- Haverá Sangue
- Hawai Azul
- He-Man - Mestres Do Universo
- Head On - A Esposa Turca
- Heartbreak Hotel
- Hell Ride
- Hellboy
- Hellboy 2: O Exército Dourado
- Helter Skelter - O Caso De Sharon Tate
- Henry E June
- Hereafter - Outra Vida
- Hiena
- História De Duas Irmãs
- História De Um Fotógrafo
- Hobo With A Shotgunbr> - Hollywood Ending
- Homem Aranha
- Homem Aranha 2
- Homem Aranha 3
- Homem De Ferro
- Homem Demolidor
- Homem Em Fúria
- Homens De Negro
- Homens De Negro 2
- Homens Que Matam Cabras Só Com O Olhar
- Hostel
- Hostel 2
- Hot Fuzz - Esquadrão De Província
- Howl - Grito
- Hugo

- I Am Sam - A Força Do Amor
- I Spit On Your Grave
- I'll See You In My Dreams
- Iluminados Pelo Fogo
- I'm Still Here
- I Wanna Hold Your Hand
- Imitação Da Vida
- Imortal
- In Search Of A Midnight Kiss
- Indiana Jones E O Reino Da Caveira De Cristal
- Indomável
- Infiltrado
- Inimigos Públicos
- INLAND EMPIRE
- Inquietos
- Insidioso
- Insónia
- Intervenção Divina
- Intriga Internacional
- Invictus
- Irmão, Onde Estás?
- It
- It Might Get Loud
- Italian Spiderman

- Jack Ketchum's The Girl Next Door
- Jackass 2
- Jackass 3D
- Jackie Brown
- Jacuzzi - O Desastre Do Tempo
- James Bond - Agente Secreto
- James Bond - Casino Royale
- James Bond - Quantum Of Solace
- Janela Indiscreta (1954)
- Janela Indiscreta (1998)
- Janela Secreta
- JCVD
- Joga Como Beckham
- John Rambo
- Jonestown - The Life And Death Of Peoples Temple
- Jovens Rebeldes - A Verdadeira História
- Julgamento
- Julie E Julia
- Juno
- Juventude Em Marcha
- Juventude Tardia

- Kalifórnia
- Kandahar
- Karate Kid
- Katyn
- Kenny
- Kick Ass - O Novo Super-herói
- Kids - Miúdos
- Kill Bill vol.2
- King Kong (2005)
- Kiss Kiss Bang Bang
- Kiss Me
- Klimt
- Kopps
- Kung-Fu-Zão
- Kung Pow - Punhos Loucos

- La Jetée
- La Vie En Rose
- Ladrões
- Lady Snowblood
- Laranja Mecânica
- Last Days - Os Últimos Dias
- Lavado Em Lágrimas
- Lemmy
- Léon, O Profissional
- Lichter
- Lindas Encrencas As Garotas
- Lobos
- Longe Da Terra Queimada
- Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho
- Lua De Mel, Lua De Fel
- Lucifer Rising
- Lucky Luke
- Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar

- M - Matou!
- Má Educação
- Machete
- Madrigal
- Maldito United
- Mamma Mia
- Manhattan
- Manô
- Mamonas Pra Sempre
- Mar Adentro
- Maria E As Outras
- Marie Antoinette
- Marjoe
- Marte Ataca!
- Matança De Natal
- Match Point
- Matou A Família E Foi Ao Cinem
- McQuade, O Lobo Solitário
- Meia-Noite Em Paris
- Meio Metro De Pedra
- Melancolia
- Melinda E Melinda
- Menina
- Mephisto
- Metrópolis
- Meu Nome É Bruce
- Miami Vice
- Milhões
- Milk
- Millenium 1. Os Homens Que Odeiam As Mulheres
- Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos
- Minha Mãe
- Minha Terra
- Misery - Capí­tulo Final
- Missão A Marte
- Missão Impossí­vel 3
- Missão Impossível - Missão Fantasma
- Missão Solar
- Mistérios De Lisboa
- Momentos Agradáveis
- Moneyball - Jogada De Risco
- Monsters - Zona Interdita
- Monstro
- Monty Phyton E O Cálice Sagradi
- Morte Cerebral
- Morte De Um Presidente
- Movimentos Perpétuos
- Mr. E Mrs. Smith
- Mrs. Henderson Presents
- Muito Bem, Obrigado
- Mulholland Drive
- Mundo Fantasma
- Mundos Separados
- Munique
- Murderball - Espírito De Combate
- Murish
- Mutilados
- Mysterious Skin

- Na Cama
- Nacho Libre
- Não Estou Aí
- Napoleon Dynamite
- Nas Costas Do Diabo
- Nas Nuvens
- Needle
- Nico: À Margem Da Lei
- Ninguém Sabe
- Nixon
- No Limite Do Amor
- No Vale De Elah
- Noite De Agosto
- Noite Escura
- Noivos Sangrentos
- Nome De Código: Cloverfield
- Northfork
- Nosferatu, O Vampiro
- Nothing
- Nova Iorque 1997
- Nove Raínhas
- Nunca Digas Sim

- O Acontecimento
- O Agente Da Broadway
- O Lugar Do Morto
- O Americano
- O Amor Acontece
- O Anjo Exterminador
- O Anti-Pai Natal
- O Artista
- O Assassínio De Jesse James Pelo Cobarde Robert Ford
- O Assassí­nio De Richard Nixon
- O Batedor
- O Bom Alemão
- O Bom, O Mau E O Vilão
- O Cabo Do Medo
- O Caminho De São Diego
- O Cão, O General E Os Pássaros
- O Capacete Dourado
- O Castelo Andante
- O Castor
- O Cavaleiro Das Trevas
- O China
- O Cobrador
- O Código Da Vinci
- O Comboio Dos Mortos
- O Comboio Mistério
- O Condenado
- O Couraçado Potemkin
- O Cowboy Da Meia-Noite
- O Crepúsculo Dos Deuses
- O Dedo De Deus
- O Delator!
- O Demónio
- O Despertar Da Besta
- O Despertar Da Mente
- O Deus Da Carnificina
- O Deus Elefante
- O Dia Em Que A Terra Parou (1951)
- O Dia Em Que A Terra Parou (2008)
- O Dia Da Besta
- O Discurso Do Rei
- O Enigma Do Espaço
- O Estranho Caso De Benjamin Button
- O Estranho Mundo De Jack
- O Evangelho Segundo São Mateus
- O Exorcista
- O Fatalista
- O Feiticeiro De Oz
- O Feitiço Do Tempo
- O Fiél Jardineiro
- O Gabinete Das Figuras De Cera
- O Gabinete Do Dr. Caligari
- O Gato Das Botas
- O Génio Do Mal (1976)
- O Grande Peixe
- O Grande Ditador
- O Guerreiro
- O Homem Duplo
- O Homem Que Copiava
- O Homem Que Sabia Demasiado
- O Homem Que Veio Do Futuro
- O Idealista
- O Jogo
- O Júri
- O Imperador Da Califórnia
- O Inquilino
- O Justiceiro Da Noite
- O Labirinto Do Fauno
- O Laço Branco
- O Lado Selvagem
- O Lago Perfeito
- O Leopardo
- O Livro Negro
- O Lobo Do Mar
- O Macaco De Ferro
- O Maquinista
- O Marinheiro De Água Doce
- O Menino De Ouro
- O Meu Tio
- O Milagre De Berna
- O Milagre Segundo Salomé
- O Mistério Galindez
- O Monstro Da Lagoa Negra
- O Mundo A Seus Pés
- O Nevoeiro (1980)
- O Ofício De Matar
- O Olho
- O Orfanato
- O Paciente Inglês
- O Padrinho - Parte I
- O Padrinho - Parte II
- O Padrinho - Parte III
- O Panda Do Kung Fu
- O Panda Do Kung Fu 2
- O Pesadelo De Darwin
- O Pistoleiro Do Diabo
- O Planeta Selvagem
- O Pó Dos Tempos
- O Portador Da Espada
- O Presidiário
- O Prisioneiro Do Rock
- O Protegido
- O Próximo A Abater
- O Quinto Elemento
- O Quinto Império
- O Regresso
- O Rei Dos Gazeteiros
- O Reino Proibido
- O Ritual
- O Ritual Dos Sádicos
- O Sabor Do Amor
- O Sargento Da Força Um
- O Segredo A Brokeback Mountain
- O Segredo De Um Cuscuz
- O Segredo Dos Punhais Voadores
- O Selvagem
- O Sentido Da Vida
- O Sétimo Selo
- O Sítio Das Coisas Selvagens
- O Sonho Comanda A Vida
- O Sonho De Cassandra
- O Sorriso De Mona Lisa
- O Tempo Do Lobo
- O Tesouro Da Sierra Madre
- O Tigre E A Neve
- O Tio Boonmee Que Se Lembra Das Suas Vidas Anteriores
- O Triunfo Da Vontade
- O Turista
- O Último Airbender
- O Último Grande Herói
- O Último Rei Da Escócia
- O Último Tango Em Paris
- O Último Voo Do Flamingo
- O Vingador Tóxico
- O Wrestler
- Ocean's Eleven - Façam As Vossas Apostas
- Odete
- Oldboy - Velho Amigo
- Olho Mágico
- Oliver Twist
- Ônibus 174
- Orca
- Órfã
- Os Amantes Regulares
- Os Amigos De Alex
- Os Bons E Os Maus
- Os Caça-Fantasmas
- Os Cavaleiros Do Asfalto
- Os Chapéus De Chuva De Cherburgo
- Os Cinco Venenos
- Os Clãs Da Intriga
- Os Condenados De Shawshank
- Os Descendentes
- Os Edukadores
- Os Famosos E Os Duendes Da Morte
- Os Filhos Do Homem
- Os Friedmans
- Os Guardiões Da Noite
- Os Homens Preferem As Loiras
- Os Imortais
- Os Inadaptados
- Os Índios Apache
- Os Invisíveis
- Os Irmãos Grimm
- Os Limites Do Controlo
- Os Marginais
- Os Mercenários
- Os Miúdos Estão Bem
- Os Novos Dez Mandamentos
- Os Olhos Da Serpente
- Os Olhos Sem Rosto
- Os Onze De Oceano
- Os Optimistas
- Os Pássaros
- Os Produtores (2005)
- Os Psico-Detectives
- Os Rapazes Da Noite
- Os Rapazes Não Choram
- Os Renegados Do Diabo
- Os Rutles - All You Need Is Cash
- Os Selvagens Da Noite
- Os Simpsons - O Filme
- Os Sonhadores
- Os Sorrisos Do Destino
- Os Super-Heróis
- Os Supeitos Do Costume
- Os Três Enterros De Um Homem
-Os Visistantes Da Idade Média
- Os 300 Espartanos

- Pagafantas
- Palpitações
- Papillon
- Para Onde O Vento Sopra
- Parada De Monstros
- Paraíso, Inferno... Terra
- Paranoid Park
- Paris Je T'Aime
- Party Monster
- Pecados Íntimos
- Pele
- Pequenas Mentiras Entre Amigos
- Performance
- Perigo Na Noite
- Perto Demais
- Pesadelo Em Elm Street
- Pink Floyd The Wall
- Piranha 3D
- Piratas Das Caraíbas - O Mistério do Pérola Negra
- Piratas Das Caraí­bas - O Cofre Do Homem Morto
- Piratas Das Caraíbas - Nos Confins Do Mundo
- Planeta Dos Macacos
- Planeta Dos Macacos: A Origem
- Planeta Terror
- Plano 9 Dos Vampiros Zombies
- Polaróides Urbanas
- Polí­cia Sem Lei (1992)
- Polícia Sem Lei (2009)
- Poltergeist, O Fenómeno
- Ponto De Mira
- Por Favor Rebobine
- Por Favor Não Me Morda O Pescoço
- Porcos & Selvagens
- Posto Fronteiriço
- Precious
- Predadores
- Presente De Morte
- Preto E Branco
- Primer
- Príncipe Da Pérsia - As Areias Do Tempo
- Procurado
- Profissão: Repórter
- Promessas Proibidas
- Proposta Indecente
- Proteger
- Psico
- Psicopata Americano
- Pulp Fiction
- Pulsação Zero
- Punch-Drunk Love - Embriagado De Amor
- Purana Mandir
- Purple Rain

- Quando Viste O Teu Pai Pela Última Vez
- Quarentena
- Quarteto Fantástico (1994)
- Quarteto Fantástico (2005)
- Quase Famosos
- Quatro Noites Com Anna
- Que Lugar Maravilhoso
- Que Se Mueran Los Feos
- Queijo E Marmelada
- Quem Quer Ser Bilionário
- Querida Famí­lia
- Querida Wendy

- R
- Rapariga Com Brinco De Pérola
- Rare Exports
- Ratatui
- Ratos Assassinos
- Ray
- [Rec]
- [REC]2
- Red Eye
- Relatório Kinsey
- Relatório Minoritário
- Religulous - Que O Céu Nos Ajude
- Relíquia Macabra
- Renascimento
- Resident Evil: Apocalypse
- Rio
- Rio Bravo
- Rock De Fogo
- Rock, Rock, Rock
- Rocknrolla - A Quadrilha
- Rocky Balboa
- Roger E Eu
- Roma
- Romance E Cigarros
- Roxanne
- RRRrrrr!!!
- Rubber - Pneu
- Ruídos Do Além
- Ruivas, Loiras E Morenas
- Rumo À Liberdade
- Ruptura Explosiva

- Sacanas Sem Lei
- Sala De Pânico
- Salazar - A Vida Privada
- Salto Mortal
- Samsara
- Sangue Do Meu Sangue
- Sangue Por Sangue
- Santa Sangre
- Sapatos Pretos
- Save The Green Planet!
- Saw - Enigma Mortal
- Saw II - A Experiência Do Medo
- Saw 3D - O Capítulo Final
- Scoop
- Scott Pilgrim Contra O Mundo
- Seconds Apart
- Seis Indomáveis Patifes
- Sem Ela
- Sem Limites
- Sem Rumo
- Sem Tempo
- Semi-Pro
- Ser E Ter
- Sereia
- Serpentes A Bordo
- Sete Anos No Tibete
- Sete Vidas
- Sexo E A Cidade
- Sgt. Pepper's Lonely Heart Club Band
- Shaolin Daredevils
- Shaolin Soccer - O Ás Da Bola
- Shaolin Vs. Evil Dead
- Shattered Glass - Verdade Ou Mentira
- Sherlock Holmes
- Sherlock Holmes - Jogo De Sombras
- Shining
- Shoot 'Em Up - Atirar A Matar
- Shortbus
- Shrek 2
- Shrek O Terceiro
- Shrek Para Sempre
- Sicko
- Sid And Nancy
- Sideways
- Simpatyhy For Mr. Vengeance
- Sin City - Cidade Do Pecado
- Sinais
- Sinais De Fogo
- Sinais Do Futuro
- Sinais Vermelhos
- Singularidades De Uma Rapariga Loira
- Sky Captain E O Mundo De Amanhã
- Slither - Os Invasores
- Soldados Da Fortuna
- Soldados Do Universo
- Sombras Da Escuridão
- Somewhere - Algures
- Sonho De Uma Noite De Inverno
- Sonny
- Sophie Scholl - Os Últimos Dias
- Soro Maléfico
- Sorte Nula
- Soul Kitchen
- Spartacus
- Spartan - O Rapto
- Splice
- Stacy - Attack Of The Schoolgirl Zombies
- Star Wars - A Ameaça Fantasma
- Star Wars - A Vingança Dos Sith
- Star Wars - O Ataque Dos Clones
- Stardust - O Mistério Da Estrela Cadente
- Stone - Ninguém É Inocente
- Stoned, Anos Loucos
- Submarino
- Super
- Super Baldas
- Super-Homem
- Super-Homem: O Regresso
- Super 8
- Superstar
- Suspeita
- Suspiria
- Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro De Fleet Street
- Swimming Pool
- Sword Of Vengeance
- Sympathy For The Devil

- Taking Woodstock
- Tarnation
- Tarzan, O Homem Macaco (1981)
- Taxidermia
- Team America - Polí­cia Mundial
- Tebas
- Tecumseh
- Teeth
- Tempestade Tropical
- Tennessee
- Terra De Cegos
- Terminal De Aeroporto
- Terra Dos Mortos
- Terror Em Setembro
- Terror Na Auto-estrada
- Terror Nas Montanhas
- Tetro
- The Bloodstained Butterfly
- The Brown Bunny
- The Darjeeling Limited
- The Departed: Entre Inimigos
- The Devil And Daniel Johnston - Loucuras De Um Génio
- The Devil's Double
- The First Great Train Robbery
- The Fountain - O Último Capítulo
- The Grudge - A Maldição
- The Host - A Criatura
- The Impossible Kid
- The King Of Kong
- The Langoliers - Meia-Noite E Um
- The Last House On The Left
- The Machine Girl
- The Man From Earth
- The Marine
- The Million Dollar Hotel - O Hotel
- The Mindscape Of Alan Moore
- The Mist - Nevoeiro Misterioso
- The Others - Os Outros
- The Prestige - O Terceiro Passo
- The 50 Worst Movies Ever Made
- The Way
- The Woman
- Thirst - Este É O Meu Sangue
- This Is It
- This Is Spinal Tap
- Thor
- Thriller - A Cruel Picture
- THX 1138
- Tirar Vidas
- Titanic 2
- Tony
- Tournée - Em Digressão
- Toy Story 3
- Tragam-me A Cabeça De Alfredo Garcia
- Transamerica
- Tron
- Tron: O Legado
- Tropa De Elite
- Tropa De Elite 2 - O Inimigo Agora É Outro
- Tsotsi
- Tubarão
- Tubarão 2
- Tubarão 3
- Tubarão IV - A Vingança
- Tucker E Dale Contra O Mal
- Tudo Ficará Bem
- Tudo Pode Dar Certo
- Twisted - Homicídios Ocultos

- Ultra Secreto
- Um Amor De Perdição
- Um Azar Do Caraças
- Um Bater De Corações
- Um Belo Par... De Patins
- Um Cão Andaluz
- Um Dia A Casa Vai Abaixo
- Um Dia De Raiva
- Um Homem Singular
- Um Longo Domingo De Noivado
- Um Lugar Para Viver
- Um Padrasto Para Esquecer
- Um Profeta
- Um Tiro No Escuro
- Um Trabalho Em Itália
- Uma Aventura Na Casa Assombrada
- Uma Boa Mulher
- Uma Canção De Amor
- Uma Espécie De Cavalheiro
- Uma Famí­lia À Beira De Um Ataque De Nervos
- Uma História De Violência
- Uma Pequena Vingança
- Uma Rapariga Com Sorte
- Uma Segunda Juventude
- Uma Segunda Vida
- Undefeatable
- Unseen Evil 2 - Alien 3000
- Up - Altamente

- V De Vingança
- Vai E Vive
- Vais Conhecer O Homem Dos Teus Sonhos
- Valhalla Rising - Destino De Sangue
- Valquíria
- Vampiros de John Carpenter
- Van Helsing
- Vanilla Sky
- Vanitas
- Vasilhame
- Veio Do Outro Mundo
- Veludo Azul
- Velvet Goldmine
- Vencidos Pela Lei
- Vendendo A Pele
- Veneno Cura
- Vera Drake
- Versus - A Ressurreição
- Vestida Para Matar
- Vice
- Vício - Quando Nada É Suficiente
- Vicky Cristina Barcelona
- Vidas Sombrias
- Vigilância
- Vingança Redentora
- Virgem Aos 40 Anos
- Vitus
- Viúva Rica Solteira Não Fica
- Viver A Sua Vida
- Voando Sobre Um Ninho De Cucos
- Voltando Para Casa
- Voltar
- Vontade Indómita
- Voo 93

- Walk Hard - A História De Dewey Cox
- Walk The Line
- WALL-E
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Wassup Rockers - Desafios De Rua
- Watchmen - Os Guardiões
- Welcome To The Rileys
- White Irish Drunkers
- Wild Zero
- Win Win
- Wolf Creek
- Wristcutters: A Love Story

- X-Men
- X-Men 2
- X-Men 3 - O Confronto Final
- X-Men: O Início
- X-Men Origens: Wolverine

- Zack E Miri Fazem Um Porno
- Zardoz
- Zatoichi
- Zombies Party - Uma Noite... De Morte
- Zombies Strippers
- Zozo

- 007 - Agente Secreto
- 007 - Casino Royale
- 007 - Quantum Of Solace
- 10 Coisas Que Odeio Em Ti
- 100 Volta
- 10.000 AC
- 12 Homens Em Fúria
- 12 Macacos
- 12:08 A Este De Bucareste
- 1984
- 2LDK
- 24 Hour Party People
- 28 Dias Depois
- 20,13 - Purgatório
- 2012
- 300
- 4 Copas
- 48
- 50/50
- 6=0 Homeostética
- 8 1/2
- 9 Canções
- 98 Octanas


ENTREVISTAS:
- Fernando Fragata
- Festróia - Mário Ventura
- Filipe Melo
- Good N Evil
- IMAGO - Sérgio Felizardo
- José Barahona
- Nuno Markl
- Paulo Furtado
- Rodrigo Areias
- Sara David Lopes
- Solveig Nordlund
- Fernando Alle


TOPES:
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2011
- Top 5 dos Piores Filmes de 2011
- Top 10 dos Melhores Filmes de 2010
- Top 5 dos Piores Filmes de 2010
- Top 5 dos filmes de Leslie Nielsen
- Top 10 Dos Filmes Low Cost
- Top 5 das Melhores Cenas de Dança
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2009
- Top 5 dos Piores Filmes de 2009
- Top 5 dos Filmes Que Tenho Vergonha De Dizer Que Gosto
- Top 5 das Melhores Músicas de Ennio Morricone
- Top 5 dos filmes com Patrick Swayze
- Top 5 dos Telediscos do Michael Jackson
- Top 5 dos Filmes com David Carradine
- Top 5 dos Filmes com Lutadores de Luta-Livre
- Top 10 Os Melhores Filmes de 2008
- Top 5 Os Piores Filmes de 2008
- Top 5 dos Piores Filmes de Natal
- Top 5 das Coisas que não Esperávamos Ver no Cinema
- Top 5 dos Melhores Filmes de Paul Newman
- Top 5 Personagens Com Palas Nos Olhos
- Top 10 Melhores Cartazes De Cinema
- Top 5 dos Filmes de Chuck Norris
- Top 5 dos Filmes de Patrick Swayze
- Top 10 Os Melhores/Piores Vestidos dos Oscares
- Top 5 As Mortes de Crianças Mais Gratuitas
- Top 10 Os Melhores de 2007
- Top 5 Os Piores de 2007
- Top 7 Adaptações ao Cinema de Livros de Stephen King
- Top 5 Filmes Pela Paz
- Top 5 Os Melhores Beijos
- Top 5 Grandes Arquitectos
- Top 10 Filmes Que Mudaram A Minha Vida
- Top 5 Mulheres de Cabeça Rapada
- Top 5 As Cenas Mais Excitantes
- Top 10 Os Melhores de 2006
- Top 5 Os Piores de 2006
- Top 3 Filmes de Robert Altman
- Top 5 Os Vilões do Cinema
- Top 5 Filmes Com Mick Jagger
- Top 5 Filmes Com Steve Buscemi
- Top 5 Dos Cães no Cinema
- Top 5 Dos Filmes do Indie06
- Top 5 Dos Filmes do Fantas06
- Top 5 dos Presidentes
- Top 10 Os Melhores de 2005
- Top 5 Os Piores de 2005
- Top 5 Filmes com Pat Morita
- Top 10 Os Melhores Filmes Independentes
- Top 5 Os Piores Filmes da Saga Bond
- Top 5 Filmes com Dolph Lundgren
- Top 5 Adaptações de BD Para Cinema
- Top 10 Cenas Mais Assustadoras de Sempre
- Top 5 Vencedores do Óscar
- Top 5 Bond Girls
- Top 5 Filmes Sobre Doenças
- Top 5 Filmes de Natal
- Top 5 Melhores Batalhas Corpo-A-Corpo
- Top 10 Melhores Canções do Cinema
- Top 10 Melhores Filmes de Sempre
- Top 5 Melhores Momentos Musicais
- Top 5 Grandes Duelos do Cinema
- Top 10 Maiores Personagens do Cinema
- Top 5 Piores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 10 Melhores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 5 Filmes Religiosos


BAÚ DO TRASH:
- Needle
- Que Se Mueran Los Feos
- Easy A
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Saw 3D - O Capítulo Final
- And Soon The Darkness
- Os Imortais
- Purana Mandir
- Pagafantas
- The Bloodstained Butterfly
- Cisne Negro


ROYALE WITH CHEESE APRESENTA:
- A Tasca Da Cultura
- A Causa Das Coisas - parte I
- A Causa Das Coisas - parte II
- A Momentary Lapse Of Reason


FILMES A VER ANTES DE MORRER:
- #1 As Lágrimas Do Tigre Negro
- #2 Alucarda
- #3 Time Enough At Last
- #4 Armageddon
- #5 The Favour, The Watch And The Very Big Fish
- #6 Italian Spiderman
- #7 The Soldier And Death


UMA CURTA POR DIA NÃO SABE O BEM QUE LHE FAZIA:
- 1# Rabbit, de Run Wrake
- 2# Aligato, de Maka Sidibé
- 3# The Cat Concerto, de Joseph Barbera & William Hanna
- 4# A Curva, de David Rebordão
- 5# Batman: Dead End, de Sandy Callora
- 6# O Código Tarantino, de Selton Mello
- 7# Malus, de António Aleixo & Crosswalk, de Telmo Martins
- 8# Three Blind Mice, de George Dunning
- 9# Bedhead, de Robert Rodriguez
- 10# Key To Reserva, de Martin Scorcese
- 11# Bambi Meets Godzilla, de Marv Newland
- 12# The Horribly Slow Murderer with the Extremely Inefficient Weapon, de Richard Gale
- 13# Stolz Der Nation, de Eli Roth
- 14# Papá Wrestling, de Fernando Alle
- 15# Glas, de Bert Haanstra
- 16# Fotoromanza, de Michelangelo Antonioni
- 17# Quem É Ricardo?, de José Barahona
- 17# Terra Incognita, de Peter Volkart


AS MELHORES PIORES CENAS DE SEMPRE:
- A Pior Luta
- A Cena Mais Metida A Martelo
- O Ataque Animal Mais Brutal
- A Perseguição Mais Alucinante
- O Duelo Mais Improvável


CLUBE DE CINEMA DE SETÚBAL:
- Janeiro
- Fevereiro
- Março
- Abril
- Maio
- Setembro
- Novembro


FESTIVAIS:
- 20º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9
- 21º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 22º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 23º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 24º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 26º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 12º Caminhos Do Cinema Português
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- Imago 2006
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8

;

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



BLOCKBUSTERS:

04/01/2004 - 05/01/2004

05/01/2004 - 06/01/2004

06/01/2004 - 07/01/2004

07/01/2004 - 08/01/2004

08/01/2004 - 09/01/2004

09/01/2004 - 10/01/2004

10/01/2004 - 11/01/2004

11/01/2004 - 12/01/2004

12/01/2004 - 01/01/2005

01/01/2005 - 02/01/2005

02/01/2005 - 03/01/2005

03/01/2005 - 04/01/2005

04/01/2005 - 05/01/2005

05/01/2005 - 06/01/2005

06/01/2005 - 07/01/2005

07/01/2005 - 08/01/2005

08/01/2005 - 09/01/2005

09/01/2005 - 10/01/2005

10/01/2005 - 11/01/2005

11/01/2005 - 12/01/2005

12/01/2005 - 01/01/2006

01/01/2006 - 02/01/2006

02/01/2006 - 03/01/2006

03/01/2006 - 04/01/2006

04/01/2006 - 05/01/2006

05/01/2006 - 06/01/2006

06/01/2006 - 07/01/2006

07/01/2006 - 08/01/2006

08/01/2006 - 09/01/2006

09/01/2006 - 10/01/2006

10/01/2006 - 11/01/2006

11/01/2006 - 12/01/2006

12/01/2006 - 01/01/2007

01/01/2007 - 02/01/2007

02/01/2007 - 03/01/2007

03/01/2007 - 04/01/2007

04/01/2007 - 05/01/2007

05/01/2007 - 06/01/2007

06/01/2007 - 07/01/2007

07/01/2007 - 08/01/2007

08/01/2007 - 09/01/2007

09/01/2007 - 10/01/2007

10/01/2007 - 11/01/2007

11/01/2007 - 12/01/2007

12/01/2007 - 01/01/2008

01/01/2008 - 02/01/2008

02/01/2008 - 03/01/2008

03/01/2008 - 04/01/2008

04/01/2008 - 05/01/2008

05/01/2008 - 06/01/2008

06/01/2008 - 07/01/2008

07/01/2008 - 08/01/2008

08/01/2008 - 09/01/2008

09/01/2008 - 10/01/2008

10/01/2008 - 11/01/2008

11/01/2008 - 12/01/2008

12/01/2008 - 01/01/2009

01/01/2009 - 02/01/2009

02/01/2009 - 03/01/2009

03/01/2009 - 04/01/2009

04/01/2009 - 05/01/2009

05/01/2009 - 06/01/2009

06/01/2009 - 07/01/2009

07/01/2009 - 08/01/2009

08/01/2009 - 09/01/2009

09/01/2009 - 10/01/2009

10/01/2009 - 11/01/2009

11/01/2009 - 12/01/2009

12/01/2009 - 01/01/2010

01/01/2010 - 02/01/2010

02/01/2010 - 03/01/2010

03/01/2010 - 04/01/2010

04/01/2010 - 05/01/2010

05/01/2010 - 06/01/2010

06/01/2010 - 07/01/2010

07/01/2010 - 08/01/2010

08/01/2010 - 09/01/2010

09/01/2010 - 10/01/2010

10/01/2010 - 11/01/2010

11/01/2010 - 12/01/2010

12/01/2010 - 01/01/2011

01/01/2011 - 02/01/2011

02/01/2011 - 03/01/2011

03/01/2011 - 04/01/2011

04/01/2011 - 05/01/2011

05/01/2011 - 06/01/2011

06/01/2011 - 07/01/2011

07/01/2011 - 08/01/2011

08/01/2011 - 09/01/2011

09/01/2011 - 10/01/2011

10/01/2011 - 11/01/2011

11/01/2011 - 12/01/2011

12/01/2011 - 01/01/2012

01/01/2012 - 02/01/2012

02/01/2012 - 03/01/2012

03/01/2012 - 04/01/2012

04/01/2012 - 05/01/2012

05/01/2012 - 06/01/2012

06/01/2012 - 07/01/2012

07/01/2012 - 08/01/2012

08/01/2012 - 09/01/2012

09/01/2012 - 10/01/2012

10/01/2012 - 11/01/2012

11/01/2012 - 12/01/2012

12/01/2012 - 01/01/2013

01/01/2013 - 02/01/2013

02/01/2013 - 03/01/2013

03/01/2013 - 04/01/2013

04/01/2013 - 05/01/2013

05/01/2013 - 06/01/2013

06/01/2013 - 07/01/2013

07/01/2013 - 08/01/2013

08/01/2013 - 09/01/2013

09/01/2013 - 10/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

11/01/2013 - 12/01/2013

12/01/2013 - 01/01/2014

01/01/2014 - 02/01/2014

02/01/2014 - 03/01/2014

03/01/2014 - 04/01/2014

04/01/2014 - 05/01/2014

05/01/2014 - 06/01/2014

06/01/2014 - 07/01/2014

07/01/2014 - 08/01/2014

08/01/2014 - 09/01/2014