Royale With Cheese

 Royale With Cheese

 
 



sexta-feira, novembro 30, 2012  

NEGÓCIO ARRISCADO:

Título: Risky Business
Realizador: Paul Brickman
Ano: 1983


Em 1983, o filme Os Marginais estrelava um leque de jovens actores que prometiam ser o futuro de Hollywood. O seu talento, aliado a uma vida social activa, valeu-lhes a alcunha de brat pack. No entanto, de todos eles, um muito jovem Tom Cruise teria sido, quiçá, o que passara mais despercebido. Contudo, poucos meses depois, um outro filme - este Negócio Arriscado - e uma cena totalmente improvisada a dançar um tema do Bob Seger (disponibilizada no final desta prosa, graças ao maravilhoso mundo do youtube) catapultavam Cruise para a ribalta e transformavam-no no actor mais apetecível do momento. E o resto é história (com a Cientologia incluída e tudo).

Os anos 80 foram uma década fértil em teen movies muito especiais, com um espírito feelgood muito próprio (sinal dos tempos de euforia, de Wall Street e do dinheiro fácil) e algo paradoxais, já que apesar de serem obras muito datadas, mantêm o mesmo ímpeto e frescura. Negócio Arriscado é um dos exemplos clássicos, ao lado de outros títulos como O Segredo Do Meu Sucesso ou O Rei Dos Gazeteiros.

Aliás, Negócio Arriscado é o primo envergonhado de O Rei Dos Gazeteiros. É a história de um adolescente com medo de arriscar na vida e com ainda mais medo do seu futuro, de não vingar na vida e deixar marca no mundo. Quando os pais vão de férias uma semana e fica sozinho em casa, Joel (Tom Cruise) vê a oportunidade ideal para apostar tudo no vermelho. Mas claro que a vida obedece às leis de Murphy e, se algo pode correr mal, é porque irá correr. Assim, Joel/Cruise envolve-se com uma prostituta (uma resplandecente Rebecca De Mornay), que traz atrelado o seu chulo, que lhe rouba o recheio de casa e estraga-lhe o Porsche do pai. A única solução é transformar a sua casa num bordel e vender as amigas da sua nova namorada aos seus amigos com as hormonas aos saltos.

Apesar da rebeldia da história, Negócio Arriscado é sempre demasiado conservador e nunca levanta verdadeiramente voo, apesar de passar durante dois ou três momentos a impressão de que realmente o vai fazer. Os principais culpados são os Tangerine Dream, que assinam a banda-sonora. A sua electrónica experimental, cheia de barulhinhos de ficção-científica e exploração krautrock, faz tanto sentido no filme como um tapete de arraiolos na Enterprise. É um teen movie, mas com a banda-sonora do ambiente pós-moderno de Blade Runner - Perigo Imediato.

Todos estes altos e baixos são apenas mais uns para juntar a Negócio Arriscado, que apesar do tom descontraído, esconde uma crítica mais profunda aos anos 80 e a toda a política Wall Street que se vivia na altura. A personagem de Tom Cruise não se revê nos yuppies que se tornaram nos seus amigos, que só pensam em dinheiro, e acaba por se safar de uma grande alhada tratando a sua namorada como mercadoria, num golpe de génio e, especialmente, de gestão. Uma alegoria feroz à década de 80.

Filme de paradoxos e, também por isso mesmo, de culto, Negócio Arriscado lançou a carreira de Tom Cruise, mas acabou com a carreira do seu realizador. Paul Brickman apenas comeu este Double Cheeseburger enquanto esteve por Hollywood.

Posted by: dermot @ 6:09 da manhã
|  




quarta-feira, novembro 28, 2012  

TED:

Título: Ted
Realizador: Seth MacFarlane
Ano: 2012


Agora que atingiu a marca redonda dos duzentos episódios, Family Guy já começa a fazer sombra aos Simpsons. Pelo menos até ao joelho. No entanto, não deixa de ser um feito impressionante, principalmente se tivermos em conta que estamos a falar de uns desenhos-animados politicamente incorrectos. Por isso, não é de admirar que, antes de ganhar o direito de apresentar a próxima edição dos Oscares, o seu criador, Seth MacFarlane, tenha dado o salto para a ficção e realizado o seu primeiro filme.

No entanto, para quem estava à espera que Ted fosse uma versão longa de um episódio do Family Guy deve ter ficado surpreendido com o facto de utilizar a matriz da... Disney. Claro que depois MacFarlane dá a volta à coisa e aborda-a à sua maneira. Assim, a história de Ted é o típico conto mágico de um menino que, por não ter amigos na escola, deseja que o seu ursinho de peluche ganhe vida, qual Pinóquio.

Mas Ted não é o habitual conto feliz. É antes o dia depois, o que acontece depois do viveram felizes para sempre. Porque se as fábulas têm um fim, as vidas das suas personagens não têm necessariamente de terminar. E, porque a vida continua, o ursinho de peluche (Ted, com voz do próprio MacFarlane) e o seu dono (Mark Wahlberg) crescem, continuam melhores amigos, as pessoas habituam-se a um urso falante e aparece uma namorada na equação (Mila *suspiro* Kunis).

Ted é então um bromance que, a meio caminho, se torna numa comédia romântica, com o politicamente incorrecto e o humor escatológico de Family Guy e tudo aquilo que deixa marca na série de MacFarlane: as piadas racistas, o não ter medo de pôr o dedo na ferida (é mesmo verdade, Brandon Routh é mesmo mau actor) e, claro, as referências à cultura popular. Aqui, há piscadelas de olho a Oficial E Cavalheiro ou Febre De Sàbado À Noite, mas o crème de la crème é mesmo Flash Gordon, com o próprio Sam J. Jones a fazer de si próprio numa participação brutal. No lado oposto da estrada está Norah Jones, com um gag que sai completamente ao lado, provando que nem sempre optar por participações arriscadas é boa ideia.

Continuando pela matriz Disney (onde nem sequer falta o animal antropomorfizado), Ted segue o seu caminho calmamente até ao happy ending previsível, com um final claramente em perca em relação ao resto do filme. No entanto, Ted é uma comédia bem simpática, arriscada qb, numa espécie de Disney meets Judd Apatow goes Family Guy. O que dá um McBacon.

Posted by: dermot @ 6:11 da manhã
|  




segunda-feira, novembro 26, 2012  

A IDADE DO ROCK:

Título: Rock Of Ages
Realizador: Adam Shankman
Ano: 2012


Desde que fizeram um musical do Homem-Aranha no mundo da Broadway. Basicamente, seguem a mesma jogada de Hollywood: se há perspectiva de fazer dinheiro, arrisca-se. Por isso, existem musicais sobre tudo e mais alguma coisa, seja sobre o Shrek, a guerra civil norte-americana ou sobre o Carrie(!). Assim, já não me surpreende que haja um musical pateta sobre o hair-rock dos anos 80 e que tenha o sucesso suficiente para justificar uma adaptação ao cinema.

A Idade Do Rock recua ao final dos anos 80, a Los Angeles, berço do hair-rock, último estágio do hard e do glam-rock. O filme começa com uma menininha do campo a chegar à Sunset Strip, a avenida dos sonhos para o pessoal do rock naquela altura, e lembramo-nos logo da abertura do teledisco de Welcome To The Jungle (até porque os Guns n' Roses até estão a dar na banda-sonora nessa mesma altura). Sherrie (Julianne Hough) vem à procura da fama e sucesso no mundo da música, mas acaba por encontrar o amor junto a Drew (Diego Boneta), outro wannabe-rocker. Paralelamente a isto, existe Catherine Zeta-Jones (mais sensual que nunca) armada em Mãe de Bragança e a querer limpar as ruas de Los Angeles e, o melhor do filme, Tom Cruise na pele de um deus do rock meio-decadente e meio-espectacular: Stacee Jaxx!

A cena musical de LA no final dos anos 80 foi marcada pelos excessos, apenas superados pelas permanentes e as lantejoulas que as bandas daquela altura usavam (alguém mencionou os Poison, os Motley Crue ou os Twisted Sister?). Basta lermos a biografia do Slash para percebermos o quão degradante foi aquela fase do sexo, drogas e rock'n'roll (ou vermos a lista de pessoal que rodou a Pamela Anderson ou conferir a série de doenças sexualmente transmissíveis contraídas pelo Tommy Lee nessa altura). No entanto, A Idade Do Rock transforma tudo isso na coisa mais inofensiva de sempre, fazendo dela uma história familiar de amor e esperança e, portanto, retirando-lhe todo o interesse. É a táctica do costume; quando não consegue combater algo, o mainstream engole a ameaça e torna-a sua.

Não se espera então de A Idade Do Rock nada mais do que entretenimento desmiolado, para se ver com o cérebro desligado. A única solução possível é encostar ao sofá e deixar-nos absorver pelas cantorias e coreografias rock'n'roll, cheias de hinos de rock de estádio misturadas em mash-ups que fazem de SJSJJSS um espécie de Moulin Rouge do rock. A banda-sonora é então uma jukebox de maus temas dos Poison, Bon Jovi, Def Leppard e toda uma série de bandas com maus penteados. Não há paciência para o hair-rock, muito menos com arranjos de Broadway!

A única coisa que safa então A Idade Do Rock é... Tom Cruise. Na pele de uma diva do rock claramente inspirado em Axl Rose, Cruise é genial na forma como destroça os corações das miúdas e se perde em excessos e divagações filosóficas. Do outro lado da balança está uma estranha tensão gay entre Alec Baldwin e Russell Brand ou um subplot com strippers que não se percebe nada. Completamente dispensável e uma ofensa ao rock'n'roll de verdade, este Happy Meal.

Posted by: dermot @ 6:25 da manhã
|  




sexta-feira, novembro 23, 2012  

CANINO:

Título: Kynodontas
Realizador: Giorgos Lanthimos
Ano: 2009


Dizem que a necessidade aguça o engenho e dizem também que é em grandes tempos de crise e privação que nascem as melhores obras de arte e expressões artísticas. Por isso, faz todo o sentido que chegue da Grécia um filme como Canino, em plena crise económico-financeira e com todas as suas repercussões na economia social.

Canino é a história de uma família - os pais, duas filhas e um filho - que vive em reclusão domiciliária. O pai, trabalhador operário, é o único elo de ligação com a verdade lá fora, mas o que ele traz para dentro de casa (em conluio com a mãe) é uma realidade bem diferente. Privados de televisão, internet ou telefone, os jovens cresceram sob o jugo e a manipulação dos pais, que inventam novos significados para as palavras e que os mantêm afastados de tudo o que pode ser minimamente nocivo para as suas personalidades.

Platão teria adorado esta alegoria absurda e levada ao extremo da condição humana. Se não souber o que é o mal poderá o ser humano praticar o mal? Ou é o mal uma condição do próprio espírito humano? E quem fala do mal, fala igualmente do bem. E do amor. E de toda uma paleta de emoções e sentimentos. Os jovens vivem assim num mundo de ingenuidade, onde o mundo para lá das vedações da sua casa é uma realidade assustadora com coelhos assassinos(!) e o sexo, por exemplo, é uma actividade natural, que só o filho macho pode satisfazer com uma contratada exterior que vai lá à casa de quando em vez. Portanto, o nível de percepção da realidade destes miúdos é o mesmo de que se tivessem náufragos em A Lagoa Azul. Mas em pior, porque aqui são reprimidos, controlados e manipulados.

Mas o pior de Canino é a forma como o realizador Giorgos Lanthimos o filma. Com uma secura atroz, sem banda-sonora e um formalismo gélido a la Michael Haneke, Canino é feito de planos fixos, que nem sempre acompanham a acção, numa rigidez que tanto lembra Manoel de Oliveira ou Pedro Costa, como o próprio Bela Tarr. Tudo isto contribui para a atmosfera opressora do filme, que o tornam numa experiência quase física de desconforto para o espectador.

Aliado a isto, um par de momentos-choque que não estamos à espera, num hiper-realismo sem tabus e fronteiras, fazem de Canino um filme tão assustador quanto Michael, pela forma como os seus monstros são tão reais. Um McRoyal Deluxe vindo da Grécia, para pagar a dívida externa e dar uma lição a Frau Merkl.

Posted by: dermot @ 6:09 da manhã
|  




quarta-feira, novembro 21, 2012  

RONIN:

Título: Ronin
Realizador: John Frankenheimer
Ano: 1998


John Frankenheimer sempre foi um tipo elegante, que nunca gostou de um cinema com fogachos a mais. Felizmente fez carreira nos anos 60 e 70, evitando a geração MTV e todo aquele cinema trepidante e cheio de masturbação digital. Ronin é um filme de espiões assim, low-profile e muito cool. Enquanto James Bond mata os maus com o seu carisma, deixando um lastro de mulheres de corações destroçados, e enquanto outros espiões como Jason Bourne deixam atrás de si um rasto de destruição, os espiões de RKSKSKS segue antes a tradição dos (anti)heróis silenciosos e com cara de quem tem prisão de ventre. Tudo começou com Jean-Pierre Melville e Alain Delon, em O Ofício De Matar, e continuou com Bullit ou o recente Drive - Risco Duplo.

Ronin é um thriller de espionagem à antiga. Em Paris, uma irlandesa (Natascha McElhone) reúne uma equipa de profissionais da bandidagem, onde se destaca o ex-CIA Sam (Robert De Niro) e o francês Vincent (Jean Reno). O objectivo e claro e simples: recuperar uma mala que está na posse da máfia russa. E o que está dentro da mala? Nunca se vem a saber, transformando-se assim num mcguffin ainda mais frustrante do que a mala do Pulp Fiction.

Quando as coisas começam logo a correr mal quando o grupo vai comprar armas, percebemos que aquele trabalho poderá estar minado logo a partir de dentro. Por isso, Ronin é um jogo de espelhos, de informação e contra-informação, que coloca a equipa de De Niro, os irlandeses e os russos atrás uns dos outros, às vezes como predadores, outras vezes como presas. E, como é de espiões que estamos a falar, podemos esperar muitos códigos, meias palavras e informação codificada, que nós também temos que resolver através dos símbolos e gestos dos actores.

Tudo isto é coroado com dois momentos memoráveis. O primeiro entra para a história do próprio cinema e não é por acaso que o vemos colocado unanimemente nas listas que se fazem em relação às melhores perseguições do cinema. Não uma, mas logo duas vezes, Frankenheimer ensaia duas perseguições automóveis no centro de Paris e Nice de forma seca, sem flashes e edição vertiginosa, que nos deixa o coração nas mãos ao relantim. É como se Sam Peckinpah filmasse uma perseguição de carros. E depois há uma cena em que Robert De Niro se opera a si próprio, com a ajuda de um espelho, retirando uma bala do seu torso, que faz o Rambo corar de inveja.

John Frankenheimer andava a realizar lixo há já algum tempo, pouco condizente com a sua reputação. Felizmente, antes de nos deixar, despediu-se com este belo McRoyal Deluxe e um dos granes filmes de espionagem de sempre.

Posted by: dermot @ 5:55 da manhã
|  




terça-feira, novembro 20, 2012  

OS MERCENÁRIOS 2:

Título: The Expendables
Realizador: Simon West
Ano: 2012


Depois de Os Mercenários, sonho húmido de qualquer cinéfilo de verdade, a sequela era só uma questão de tempo. Por isso, eis o segundo tomo, intitulado simplesmente Os Mercenários 2, sem qualquer mariquice de subtítulo. E até aqui o filme é tradicional, dispensado uma tendência irritante actual.

Os Mercenários 2 tenta ainda ser mais back to basics que o primeiro filme. Volta a reunir os brutamontes do costume - Stallone, Statham, Lundgren, Crews, Couture e um breve Jet Li, dá mais tempo de antena a Schwarzenneger e Bruce Willis, e ainda vai buscar Van Damme para mau e (vénias à retaguarda com saída encarpada) Chuck Norris - e não só tenta usar todos os clichés dos action movies, como faz questão de os pisar e repisar outra vez, escarrapachando-os na nossa cara.

Assim, é normal que todos os maus sofram do síndrome de falharem todos os tiros, que nunca acabem as munições das armas ou que, todos saibam artes-marciais e quando os bons estão indefesos, os maus só tenham os punhos e paus para atacar. O argumento também não existe, sendo ainda mais minimalista que o primeiro. Ora vejamos: o grupo de mercenários liderado por Stallone é contratado por Willis para ir à china recuperar um cofre de um avião caído, mas Van Damme rouba-o pelo meio.

Com um tarefeiro de filmes de acção do género ao leme, de seu nome Simon West, SOSKSKSK não se preocupa com mais nada além de criar os seus próprios momentos para mais tarde recordar (Stallone, Arnie e Willis em cenas de acção em simultâneo, por exemplo) ou piscar o olho a auto-referências (Chuck Norris chamado de lobo solitário, entrando em cena ao som de Ennio Morricone, ou um próprio Chuck Norris fact a sublinhar a coisa). Isso faz com que não haja nada de novo em Os Mercenários 2 que mereça uma visualização do filme sem ser em fast forward x3.

Apesar de uma mão frouxa para editar cenas de acção, felizmente Simon West tem o bom senso de endeusar Chuck Norris, colocar Stallone e Van Damme à porrada e não ter pejo em ter, certamente, um dos bodycounts mais altos da história do cinema. Tudo o resto é dispensável. E enquanto comemos um Double Cheeseburger, vamos lembrando-nos de mais nomes para a próxima sequela: Wesley Snipes, Steven Seagal, Kurt Russell e Bolo Yeung.

Posted by: dermot @ 5:13 da tarde
|  




segunda-feira, novembro 19, 2012  

LENINGRAD COWBOYS GO AMERICA:

Título: Leningrad Cowboys Go America
Realizador: Aki Kaurismäki
Ano: 1989


Quem me conhece - ou as duas pessoas (reais) que costumam seguir este imodesto tasco cinéfilo - sabe que gosto de filmes sobre bandas fictícias. Gosto dos Ruttles, gosto do Quase Famosos e venero o This Is Spinal Tap, por exemplo. Por isso, não é de admirar que Leningrad Cowboys Go America passe a figurar nesta vasta lista, agora que já o vi.

Os Leningrad Cowboys são uma banda russa que vai tentar a sua sorte aos Estados Unidos, depois de um promotor local dizer que eles não têm futuro nenhum no país. Vão para os Estados Unidos, eles lá mamam tudo, diz-lhes da mesma forma que Woody Allen consegue vender na França um filme que fez enquanto estava cego, em Hollywood Ending. Liderados pelo manager Vladimir (Matti Pellonpää, actor-fetiche do realizador Aki Kaurismäki), os Leningrad Cowboys embarcam numa viagem pela América, num Paris Texas versão rock'n'roll.

O finlandês Aki Kaurismäki é um tipo com um humor esquisito. Basta ver a sua curta, Rocky 6, para perceber o seu trabalho. É um realizador extremamente narrativo, com um fetiche pelo cinema francês da nouvelle vague, mas também com um leve fascínio (se bem que irónico) pela cultura anglo-saxónica, nomeadamente a de raiz norte-americana. Leningrad Cowboys é uma súmula disto tudo: um road-movie à americana, reflexivo qb (olá cinema de autor europeu) e uns subtítulos que vão dividindo e explicando o filme em episódios (olá nouvelle vague).

O cinema de Aki Kaurismäki é ainda um primo afastado do de Jim Jarmusch e é aqui que ambos se cruzam. O realizador norte-americano tem uma pequena participação, na pele de um vendedor de carros usados, mas nem era preciso entrar para nos lembrarmos de O Comboio Mistério, cujo primeiro segmento - os japoneses rockers em peregrinação pelas ruínas da memória de Memphis - é uma rima muda com este Leningrad Cowboys Go America.

Mas as principais armas de Leningrad Cowboys Go America são a música (versões de hits de rock'n'roll e um par de temas originais que, tal e qual os Spinal Tap, levou a que os Leningrad Cowboys ganhassem vida nos palcos além do grande ecrã) e, claro, o humor. É um humor seco, ainda mais que o britânico, bastante irónico e com uma pinta de burlesco. A melhor descrição de sempre é a do Chicago Reader: como um sketch dos Monty Pythons interpretado por uma trupe de Buster Keatons. Há ainda uma sequela e um concerto ao vivo dos Leningrad Cowboys, aos quais me vou atirar depois de terminar este McBacon.

Posted by: dermot @ 6:24 da manhã
|  




quinta-feira, novembro 15, 2012  

VIAGEM A PORTUGAL:

Título: Viagem A Portugal
Realizador: Sérgio Tréfaut
Ano: 2011


Depois do premiado documentário Lisboetas, que cristalizava no grande ecrã o grande melting pot cultural que é Lisboa, Sérgio Tréfaut continuou o seu périplo pelo multiculturalismo com este Viagem A Portugal. Se bem que agora pelos terrenos da ficção, a âncora com a realidade mantém-se na mesma, já que o filme é baseado num episódio real. E, novamente, o nosso belo país não sai propriamente bem nesta fotografia.

Em 1998, uma ucraniana chamada Maria Itaki (Maria de Medeiros) aterrou no aeroporto de Faro na véspera do revelhão. As autoridades alfandegárias desconfiaram e reteram-na, tentando-a recambiar de volta a Kiev o mais rápido possível. Afinal de contas, o que faz uma ucraniana vir a Portugal na véspera do ano novo? (Venho passar as férias com o meu marido.) E sem dinheiro. (Trago 1300 dólares.) E vejam que suspeito, é casada com um senegalês! (conhecemo-nos na União Soviética, onde ele estudou Medicina). Tudo muito suspeito, de certeza que ela estava a mentir, por isso toca de a recambiar daqui para fora, mesmo depois de a revistar ao pormenor e vasculhar toda a bagagem, onde não traz nada incriminador. Porque num estado de Direito toda a gente deve ser tomado como criminoso à partida.

Maria de Medeiros fica então presa no aeroporto de Faro, num processo verdadeiramente kafkiano. Lembramo-nos de Terminal De Aeroporto, mas enquanto aí Tom Hanks movia-se nesse microcosmos com liberdade, aqui a atmosfera é opressora e os seus carcereiros ameaçadores. Isabel Ruth, no papel da oficial que conduz o caso, é particularmente assustadora, numa das maiores vilãs da história do cinema português. Se bem que depois dê sinais de que o que está mal em todo o processo são as leis e não as pessoas.

Sérgio Tréfaut carrega ainda mais este ambiente opressor, com um par de truques muito simples. Primeiro, transforma todo o filme em preto e branco, aproveitando a dicotomia das cores para jogar com as noções de certo e errado. E é um preto e branco muito plástico, que casa na perfeição com os ambientes assépticos e quase sem informação, que pintam o fundo das cenas. E depois monta os diálogos de forma original, contribuindo pela repetição para aumentar a paranóia, a angústia e o absurdo daquela situação. Ou seja, quando as personagens falam não há cá plano e contra-plano; há primeiro o plano de uma das personagens e depois repete toda a cena, mas agora com o grande plano da segunda personagem.

Filme de grande economia de meios, mas super eficaz, Viagem A Portugal é um McRoyal Deluxe de luxo no cinema nacional. Avé!

Posted by: dermot @ 6:57 da manhã
|  




terça-feira, novembro 13, 2012  

ESPECIAL ABERTO ATÉ DE MADRUGADA:

ABERTO ATÉ DE MADRUGADA:


Título: From Dusk Till Dawn
Realizador: Robert Rodriguez
Ano: 1996


Quentin Tarantino e Robert Rodriguez são amigos de longa data, com gostos em comum, que têm trabalhado juntos várias vezes nestes últimos anos - Sin City - Cidade Do Pecado, Quatro Quartos, Grindhouse... Em 1996, os dois assinaram Aberto Até De Madrugada, escrito e interpretado por Tarantino e realizado por Rodriguez, depois do primeiro ter declinado o convite para co-dirigir, de forma a concentrar-se mais na sua personagem.

Se em Grindhouse os dois realizadores quiseram homenagear as sessões duplas dos anos 70, em Aberto Até De Madrugada o objectivo foi prestar tributo aos midnight e os straight-to-video movies. E que têm estes géneros em comum? A pouca sofisticação.

Aberto Até De Madrugada é então dois filmes num só: numa primeira parte, é um thriller policial com grande doses de suspense, que acompanha a fuga dos irmãos Gecko, o ladrão/assassino Seth (George Clooney) e o tarado/violador/assassino Richard (Quentin Tarantino), dos Estados Unidos até ao México, depois de terem raptado a família Fuller: o reverendo sem fé Jacob (Harvey Keitel), a filha Kate (Juliette Lewis) e o filho (Ernest Liu).

Depois, a meio do filme, Aberto Até De Madrugada dá a maior volta de sempre da história do cinema e trasnforma-se, inesperadamente, num filme de zombies-vampiros, com muito mais dos festins-gore de Peter Jackson (olá Morte Cerebral), do que de Romero.

Aberto Até De Madrugada é, claramente, um filme de amigos, rodado em grande clima de descontração. E apesar da primeira parte ser, aparentemente, bastante séria (afinal de contas, Tarantino sabe escrever bons argumentos), Aberto Até De Madrugada é um desfilar de personagens sanguinárias, com dedo leve no gatilho, onde o que interessa é a violência gratuita e desmesurada. Isto tudo até acabar numa verdadeira matança do porco, com ratos gigantes, vampiros desmembrados e muita insanidade.

Normalmente, os filmes de Tarantino e Rodriguez são sempre assim: insanos. E apesar das aparências, Aberto Até De Madrugada é um filme sobre religião. Ou melhor, sobre a fé. Não propriamente em Deus, mas em qualquer coisa que nos guia e nos dá forças. Assim como o é Sinais (não é por acaso que há semelhanças entre a personagem de Keitel e de Mel Gibson). Só que o é de forma demente e distorcida. E banhada a sangue verde.

Encontramos em Aberto Até De Madrugada várias referências a alguns clássicos do cinema (Assalto À 13ª Esquadra ou A Quadrilha Selvagem são alguns exemplos, ou não fosse este também um filme sobre uma casa sitiada), algumas auto-referências ao próprio cinema da dupla (os hamburgueres Big Kahuna, os cigarros Red Apple ou a cerveja Chango) e, claro, um elenco de grandes estrelas (Juliette Lewis, Salma Hayek, Harvey Keitel...) e de estrelas da actual série B, liderados pelo mítico Danny "Machete" Trejo e por Cheech Marin, que tem um dos mais geniais discursos da sétima arte, que pode ser visto no final desta prova, cortesia do maravilhoso mundo do youtube.

Aberto Até De Madrugada é divertimento puro, série b ferrenha e xunguice apurada, cheio de estilo e coisas giras: os Tito & Tarantula a tocarem ao vivo durante todo o filme ou Salma Hayek (vulgo Satanico Pandemonium) a dançar de forma erótica. Faz-me espécie como pode haver gente que não goste deste filme, que no fundo no fundo, mais não é que um rip-off de um teledisco dos Rammstein. Para mentes distorcidas, nada melhor do que um McRoyal Deluxe.



ABERTO ATÉ DE MADRUGADA 2:

Título: From Dusk Till Dawn 2: Texas Blood Money
Realizador: Scott Spiegel
Ano: 1999


Existem fenómenos cinematográficos difíceis de compreender. Quer dizer, Aberto Até De Madrugada é um filme divertido, mas mesmo tendo tanta gente conhecida envolvida (desde os realizadores Quentin Tarantino e Robert Rodriguez, aos actores Harvey Keitel, George Clooney ou Juliette Lewis) não era expectável que desse azo a uma trilogia.

Aberto Até De Madrugada homenageava uma espécie de cinema xunga especial, um cinema de série B que normalmente vai parar directamente às prateleiras dos clubes de vídeo e que procura aliar uma visão mais artística do seu realizador com outros objectivos mais exploitation, para chegar a mais público. No entanto, esta sequela leva o tributo demasiado à letra. É que Aberto Até De Madrugada 2 é tão xunga que foi logo straight-to-video.

Percebemos que um filme é xunga quando abre com dois actores convidados que são dois monstros do série b: Bruce Campbell e Tiffani Amber Thiessen, que continua a ter um lugar especial nos nossos corações, depois de tantos anos a despertar paixões e sonhos molhados no Já Tocou!. Depois de morrerem ao fim de 5 minutos, avançamos para o que realmente importa. Buck (Robert Patrick, outra estrela do cinema xunga) é um bandido que reúne uma equipa de velhos amigos para um assalto a um banco no México.

E o que tem isso a ver com Aberto Até De Madrugada? Nada. Ou melhor, quase nada. Num jogo de cintura à Messi, Scott Spiegel leva-os até ao bar Titty Twister, do filme original, onde trabalha Danny *vénia* Trejo (único actor que participa em toda a trilogia), onde atropelam por acaso um vampiro local e se transformam todos em chupadores de sangue. Depois, cabe a Buck matar toda a gente, incluindo a polícia que vem tentar deter o assalto.

Aberto Até De Madrugada 2 é assim um heist movie pouco convencional, que a meio atira o argumento às urtigas e se transforma numa matança do porco gore. Aliado a isto está a cinematografia louca de Scott Spiegel, com planos à Sam Raimi na primeira pessoa e uma obsessão doentia por planos feitos dentro de coisas (inclusive dentro da boca dos próprios vampiros, usando dentes de cartão). Ao princípio é giro, mas depois torna-se cansativo. Mas Aberto Até De Madrugada 2 não deixa de ser um bom mau filme e um divertido McChicken.



ABERTO ATÉ DE MADRUGADA 3:

Título: From Dusk Till Dawn 3: The Hangman's Daughter
Realizador: P. J. Pesce
Ano: 1999


O Aberto Até De Madrugada">Aberto Até De Madrugada original era um filme com piada, uma homenagem de Quentin Tarantino e Robert Rodriguez a um certo cinema xunga. Depois, a sequela levava a brincadeira a sério, num assumido série-b, que abusava dos ingredientes gore e exploitation do primeiro. E este terceiro e último tomo, Aberto Até De Madrugada 3, é um autêntico série Z, um filme de baixo orçamento straight-to-video que não precisa de homenagear nada, porque ele próprio o é.

Dentro do universo do filme original, Aberto Até De Madrugada 3 é uma prequela ao primeiro título. Ambientado no início do século XX, Aberto Até De Madrugada 3 segue o bandido Johnny Madrid (Marco Leonardi), a sua namorada e filha do carrasco local, Esmeralda (Ara Celi), e o célebre escritor ateista Ambrose Bierce (tentando dar um toque espertalhão e intelectual ao filme, com um facto histórico verídico), que por caminhos opostos vão desembocar todos no mesmo local: o bar Titty Twister, espelunca perdida no meio do deserto, que a partir da meia-noite se enche de vampiros e outros monstros.

Depois de um arranque ambientado em Desperado, com tiros e facada à barda, mas com muito pouco interesse, Aberto Até De Madrugada 3 aposta tudo no Titty Twister, onde Danny Trejo continua a trabalhar ao balcão (o único actor que marca presença em toda a trilogia). É certo que se contém no gore, que em Aberto Até De Madrugada 2">Aberto Até De Madrugada 2 era ao desbarato, mas verdade seja dita que não há nada de muito memorável nos vampiros deste filme. Até a vampira-madre, interpretada pela brasileira Sónia Braga, é relativamente desinteressante e com pouca pele à mostra.

Felizmente que as sequelas terminaram por aqui, porque sabe Deus onde é que isto poderia ir parar. Assim, o Double Cheeseburger não é propriamente vergonha para a série.

Posted by: dermot @ 10:58 da manhã
|  




quinta-feira, novembro 08, 2012  

O FANTÁSTICO HOMEM-ARANHA:

Título: The Amazing Spider-Man
Realizador: Marc Webb
Ano: 2012


O cinema em Hollywood continua o seu processo vampiresco e a consumir-se a si próprio, num processo de auto-destruição para vez mais rápido. O Fantástico Homem-Aranha é o mais recente exemplo disso. Não bastavam já as milhentas sequelas, prequelas, remakes, rip-offs e spin-offs, como agora até já nem deixam os cadáveres arrefecerem para fazer reboots. Apesar de o Homem-Aranha de Sam Raimi ser bem recente, com três tomos de sucesso ainda frescos da memória colectiva, isso não impediu Hollywood dos enterrar e começar o processo de novo.

Com um muito apelativo Marc Webb ao leme das operações, O Fantástico Homem-Aranha baralha e volta a dar. Isso quer dizer que regressamos à génese do herói aracnídeo. E, talvez para não chover no molhado, Webb opta aqui pela liberdade criativa e dá-lhe uma origem completamente diferente. Peter Parker já não é o herói casual, o geek inocente que é picado por uma aranha radioactiva e que descobre pela pior forma de que com grandes poderes vêm grandes responsabilidades. Agora é um tipo que passa por uma espécie de chamamento superior, numa cadeia de coincidências e episódios forçados, que transformam tudo numa rede de conexões marteladas à força.

Ora vejamos: o pai de Peter Parker era um cientista secreto, que trabalhava com o Dr. Curt Connors (Rhys Ifans), que por sua vez trabalha para Norman Osborne (que não aparece, mas deita logo os dados para a sequela). Por sua vez, Peter Parker é colega de escola de Gwen Stacy (Emma Stone), que estagia com Curt Connors e é filha do capitão Stacy (Denis Leary em versão Comissário Gordon), que persegue o Homem-Aranha.

Tudo isto é demasiado forçado e tira a magia ao herói com que nos identificamos por ser um tipo banal, como nós, com dificuldades em pagar a renda no final do mês e atrapalhado com as mulheres. Aliás, em O Fantástico Homem-Aranha a relação entre Parker e Gwen Stacy é uma tragédia romântica de chorar baba e ranho, apesar de se conhecerem apenas há um dia meio. Além disso, o argumento é demasiado over the top, preguiçoso em partes (um Homem-Aranha que vai tirar fotografias ao inimigo por qualquer razão obscura e que, para além de se esquecer dela no local do crime, tem um pertinente adesivo com o nome do dono) e exagerado em outras tantas (maquinetas à James Bond, soros maléficos e antídotos milagrosos).

Apesar do tom mais leve que a série de Sam Raimi, O Fantástico Homem-Aranha tenta ainda ganhar a parada apostando tudo numa espécie de espírito de redenção, talvez influenciado pelo Batman negro de Nolan. No entanto, enquanto esse Cavaleiro das Trevas é uma personagem atormentada pelo passado, este aracnídeo é apenas um puto que está sempre a revelar a identidade a toda a gente (não se lembram disto acontecer nos livros?) e a armar-se em drama queen.

O Fantástico Homem-Aranha é um desastre absoluto, que tenta alterar tudo o que resultou durante décadas no universo do Homem-Aranha. Safa-se apenas o fato porreiro do herói, as cenas na primeira pessoa à first-person-shooter em que balançamos nas teias pelo topo dos arranha-céus e, provavelmente, o melhor cameo de sempre de Stan Lee. Muito pouco para um dos nossos super-heróis favoritos, que só prova o quão desnecessário era este reboot nesta altura do campeonato. Um Happy Meal e sem brinquedo, que ficam de castigo!

Posted by: dermot @ 6:55 da manhã
|  




terça-feira, novembro 06, 2012  

THE GIRL:

Título: The Girl
Realizador: Julian Jarrold
Ano: 2012


Desde há muito tempo que a obra do mestre Alfred Hitchcock, unanimemente considerado um dos maiores realizadores de todos os tempos, tem sido esmifrada na literatura pelos mais variados especialistas, de psicólogos a sociólogos passando por antropólogos e outras ocupações acabadas em ólogos. No entanto, no cinema a coisa em sido tímida, para não dizer mesmo inexistente. 2012 vai ser, portanto, o ano da mudança. Enquanto não chega o biopic, Hitchcock, a HBO acaba de exibir o telefilme The Girl.

The Girl conta a história da relação entre Alfred Hitchcock (um inchado Toby Jones) e a actriz Tippi Hedren (interpretada por Sienna Miller), a sua última musa, que o realizador lançou ao estrelato com uma das suas obras-primas, Os Pássaros, e Marnie. E a imagem que tínhamos do mestre inglês é aqui completamente arrasada, já que é mostrado como um pervertido cruel e perigoso. Quem o garante é a própria Tippi Hedren, mas como Hitch já não está entre nós para se defender, resta-nos acreditar ou não nisto. Eu acredito apenas 50 por cento, pois claro.

Desiludido com a sua imagem e a sua vida conjugal, sexualmente frustrado e um pervertido sádico: é assim o Hitchcock que conhecemos em The Girl, depois de ir buscar uma desconhecida Tippi Hedren a um anúncio televisivo e oferecer-lhe um contrato milionário. Hitch havia perdido Grace Kelly para o principado do Mónaco e procurava preencher todos estes vazios - profissionais e pessoais - com mais uma bela loira, por quem tinha obsessão, transformando-a num joguete dos seus esquemas maquiavélicos.

Hedren nunca soçobrou, apesar de alguns esgotamentos. Como quando passou 5 dias a filmar a cena definitiva de Os Pássaros, dentro de uma jaula com uma mão cheia de gaivotas e corvos, que lhe iam arrancando uma vista. Mas sempre regressou até abandonar o seu contrato de 7 filmes, deixando Hitchcock sempre com a ideia de que lhe devia algo (sexual, como é sugerido, claro). A relação entre ambos é tensa, perturbadora e, por vezes, doentia. E é nisso que assenta The Girl.

No entanto, o filme não consegue explanar a situação com desenvoltura. Primeiro porque não há dimensão temporal em The Girl. Tudo se desenrola quase como por episódios, colados com cuspo uns nos outros. Obviamente que também não ajuda a falta de química entre Sienna Miller (que fácil é para ela representar uma actriz que não sabe representar, talvez por ela própria também não o saber) e Toby Jones, que faz apenas uma caricatura de Alfred Hitchcock, em demasiados planos de perfil para emular a sua silhueta icónica.

Algo confuso e atabalhoado, The Girl é, contudo, suficiente para dar uma nova leitura à vida e obra do mestre, apesar de nem sempre nos conseguir convencer do que quer. Um McChicken enquanto aguardamos pela estreia de Hitchcock.

Posted by: dermot @ 10:51 da manhã
|  




sexta-feira, novembro 02, 2012  

A CIDADE:

Título: The Town
Realizador: Ben Aflleck
Ano: 2010


O bairro de Charlestown, em Boston, é tipo a Cova da Moura ou a Bela Vista da América. É um bairro social cheio de irlandeses e descendentes de irlandeses, especialistas em assaltos a bancos. É algo que lhes está quase na genética e que, de certa forma, se sentem orgulhosos.

A Cidade é um thriller policial sobre um bando de assaltantes de Charlestown, liderado por Doug McRay (Ben Affleck a assumir a cadeira de realização e a de protagonista ao mesmo), um ex-atleta promissor, ex-drogado e, actualmente, um tipo regenerado. Se não fosse por essa profissão secundária. Do seu grupo destaca-se ainda Jem Coughlin (Jeremy Renner), seu irão por afinidade e um tipo violento e assustador o suficiente para nos deixar algo perturbados sem saber porquê sempre que aparece no ecrã.

Depois de um assalto a um banco onde as coisas quase correm mal, o bando faz uma refém (Rebecca Hall) para poder escapar. Quando a libertam, Doug vai envolver-se involuntariamente com ela, concluindo algo que já percebera há muito tempo: necessita de abandona aquela vida e de deixar Charlestown. Mas será que Charlestown está disposto a deixa-lo ir? É que, apesar de ser uma máfia de bairro, Charlestown consome os seus próprios residentes.

A Cidade é uma espécie de Heat - Cidade Sob Pressão, mas a uma escala menor. Affleck, que enquanto realizador parece ligeiramente mais interessante do que enquanto actor, monta o filme de forma super-competente, com personagens tridimensionais e sequências de acção sóbrias e eficazes, que tanto deixam Michael Mann orgulhoso como não desmerecem nada aquele outro marco dos filmes sobre assaltos a bancos que é Ruptura Explosiva. Aliás, sempre que alguém roubar um banco com uma máscara de borracha, seja de uma freira ou de uma caveira, vamos sempre lembrar-nos dos Ex-presidentes.

A única coisa que aborrece em A Cidade é o tratamento que Ben Aflleck dá ao seu protagonista. Há o habitual happy ending, claro, mas o problema é que Doug McRay parece sempre demasiado preocupado em passar a ideia de bonzinho. Sim, foi drogado, assalta bancos e teve um passado de merda, mas não mata ninguém (apesar de disparar Ak-47s indiscriminadamente sobre polícias, não atingindo miraculosamente nenhum graças à sua enorme pontaria) e só aleija quem verdadeiramente merece. Fora isso, A Cidade é um eficaz filme de acção que se vê sem enfado e se come sem fastio um razoável McChicken.

Posted by: dermot @ 6:33 da manhã
|  





COTAÇÃO:
10 - Royale With Cheese
9 - Le Big Mac
8 - McRoyal Deluxe
7 - McBacon
6 - McChicken
5 - Double Cheeseburger
4 - Cheeseburger
3 - Caixinha de 500 paus (Happy Meal)
2 - Hamburga de Choco
1 - Pão com Manteiga

TAKE:
Take - cinema magazine | take.com.pt


ARE YOU TALKING TO ME:
DUELO AO SOL
CLARENCE HAD A LITTLE LAMB
GONN1000
BITAITES
ANTESTREIA
CINEBLOG
CINEMA NOTEBOOK
CONTRA CAMPO
ZONA NEGRA
O MELHOR BLOG DO UNIVERSO
A CAUSA DAS COISAS
O MEU PIU PIU
AMARCORD
LAURO ANTÓNIO APRESENTA
SARICES ARTÍSTICAS
A RAZÃO TEM SEMPRE CLIENTE
MIL E UM FILMES
AS IMAGENS PRIMEIRO
A DUPLA PERSONALIDADE
TRASH CINEMA TRASH
SUNSET BOULEVARD
CINEMA XUNGA


ARE YOU TALKIN' TO ME?
cinephilus@mail.pt


CRÍTICAS:
- A Armadilha
- A Arte De Pensar Negativamente
- A Árvore Da Vida
- A Balada de Jack And Rose
- A Bela E O Paparazzo
- A Boda
- À Boleia Pela Galáxia
- A Cabana Do Medo
- A Cela
- A Canção De Lisboa
- A Cara Que Mereces
- A Casa Dos 1000 Cadáveres
- A Casa Maldita
- A Cidade Dos Malditos
- A Ciência Dos Sonhos
- A Comunidade
- A Cor Do Dinheiro
- A Costa Dos Murmúrios
- A Criança
- A Dália Negra
- A Dama De Honor
- A Descida
- A Duquesa
- À Dúzia É Mais Barato
- A Encruzilhada
- A Estrada
- A Estranha Em Mim
- A Frieza Da Luz
- A Fúria Do Dragão
- A História De Uma Abelha
- A Honra Da Família
- A Janela (Maryalva Mix)
- A Lagoa Azul
- A Lenda Da Floresta
- A Liga Dos Cavalheiros Extraordinários
- A Lista De Schindler
- A Lojinha Dos Horrores
- A Mais Louca Odisseia No Espaço
- A Maldição Da Flor Dourada
- A Mansão
- A Maravilhosa Aventura De Charlie
- A Marcha Dos Pinguins
- A Máscara
- A Máscara De Cristal
- A Menina Jagoda No Supermercado
- A Minha Bela Lavandaria
- A Minha Vida Sem Mim
- A Morte Do Senhor Lazarescu
- A Mosca
- A Mulher Do Astronauta
- A Mulher Que Viveu Duas Vezes
- A Múmia
- A Noiva Cadáver
- A Noiva Estava De Luto
- A Origem
- A Outra Margem
- A Paixão De Cristo
- A Pele Onde Eu Vivo
- A Pequena Loja Dos Horrores
- A Prairie Home Companion - Bastidores Da Rádio
- A Presa
- À Procura Da Terra Do Nunca
- A Promessa
- À Prova De Morte
- A Rainha
- A Rai­nha Africana
- A Raiz Do Medo
- A Rapariga Santa
- A Rede Social
- A Religiosa Portuguesa
- A Ressaca
- A Residencial Espanhola
- A Sangue Frio
- A Secretária
- A Semente Do Diabo
- A Senhora Da Água
- A Severa
- A Sombra Do Caçador
- A Sombra Do Samurai
- A Tempestade No Meu Coração
- A Tempo E Horas
- A Torre Do Inferno
- A Turma
- A Última Famel
- A Última Tentação De Cristo
- A Valsa Com Bashir
- A Verdadeira História De Jack, O Estripador
- A Viagem De Chihiro
- A Viagem De Iszka
- A Vida De Brian
- A Vida É Um Jogo
- A Vida É Um Milagre
- A Vida Em Directo
- A Vida Secreta Das Palavras
- A Vila
- A Vítima Do Medo
- A Vizinha Do Lado
- A Volta Ao Mundo Em 80 Dias
- Aberto Até De Madrugada
- Abraços Desfeitos
- Acção Total
- Aconteceu No Oeste
- Across The Universe
- Actividade Paranormal
- Acusado
- Adam Renascido
- Admitido
- Adriana
- Aelita
- Ágora
- Água Aos Elefantes
- Air Guitar Nation
- Albert, O Gordo
- Aldeia Da Roupa Branca
- Alice
- Alice In Acidland
- Alice No País Das Maravilhas
- Alien - O Oitavo Passageiro
- Aliens - O Reencontro Final
- Alien - A Desforra
- Alien - O Regresso
- Alien Vs. Predador
- Alien Autopsy
- Alma Em Paz
- Almoço De 15 De Agosto
- Alphaville
- Alta Fidelidade
- Alta Golpada
- Alta Tensão
- Alucinação
- Amália
- Amarcord
- American Movie
- American Splendor
- Amor À Queima-Roupa
- Amor De Verão
- Amor E Corridas
- Amor E Vacas
- Amor Em Las Vegas
- Amor Ou Consequência
- And Soon The Darkness
- Angel-A
- Animal
- Annie Hall
- Anónimo
- Antes Do Anoitecer
- Antes Que O Diabo Saiba Que Morreste
- Anticristo
- Anvil! The True Story of Anvil
- Anytinhig Else - A Vida E Tudo Mais
- Appaloosa
- Apocalypto
- Aquele Querido Mês De Agosto
- Aracnofobia
- Aragami
- Arizona Dream
- Armin
- Arséne Lupin - O Ladrão Sedutor
- As Asas Do Desejo
- As Aventuras De Jack Burton Nas Garras Do Mandarim
- As Aventuras De Tintim - O Segredo Do Licorne
- As Aventuras Do Príncipe Achmed
- As Bandeiras Dos Nossos Pais
- As Bonecas Russas
- As Canções De Amor
- As Crónicas De Narnia - O Leão, A Feiticeira E O Guarda-Roupa
- As Diabólicas
- As Ervas Daninhas
- As Invasões Bárbaras
- As Lágrimas Do Tigre Negro
- As Leis Da Atracção
- As Noites Loucas Do Dr. Jerryll
- As Penas Do Desejo
- As Tartarugas Também Voam
- As Vidas Dos Outros
- Aberto Até De Madrugada
- Assalto À Esquadra 13 (1976)
- Assalto À Esquadra 13 (2005)
- Assalto Ao Santa Maria
- Assassinos Natos
- Ata-me
- Até Ao Inferno
- Até Ao Limite Do Terror
- Atraídos Pelo Crime
- Através Da Noite
- Attack Of The 50 Foot Woman
- Aurora
- Austrália
- Autocarro 174
- Avatar
- Aviva, Meu Amor
- Aztec Rex
- Azul Metálico

- Babel
- Backbeat, Geração Inquieta
- Balas E Bolinhos - O Regresso
- Balbúrdia No Oeste
- Bando À Parte
- Baraka
- Barbarella
- Barreira Invisí­vel
- Batman
- Batman Regressa
- Batman - O Início
- Be Cool
- Beijing Bastards
- Belleville Rendez-Vouz
- Bem-vindo À Zombieland
- Bem-vindo Ao Norte
- Berlin 36
- Birth - O Mistério
- Biutiful
- Black Sheep
- Black Snake Moan - A Redenção
- Blade Runner - Perigo Iminente
- Blueberry
- Boa Noite E Boa Sorte
- Bobby Darin - O Amor É Eterno
- Body Rice
- Bombom
- Bom Dia Noite
- Bom Dia Vietnam
- Bonnie E Clyde
- Boogie Nights
- Borat
- Brasil - O Outro Lado Do Sonho
- Breakfast On Pluto
- Brincadeiras Perigosas (2007)
- Brisa De Mudança
- Bronson
- Bruce, O Todo-poderoso
- Bruiser - O Rosto Da Vingança
- Bruno
- Buffalo 66
- Bubba Ho-Tep
- Bullit
- Bunker Palace Hotel
- Buried
- Busca Implacável
- Bz, Viagem Alucinante

- Cadillac Records
- Cães Danados
- Cães De Palha
- Café E Cigarros
- Call Girl
- Camino
- Capitão Alatriste
- Capitão América - O Primeiro Vingador
- Capote
- Carrie
- Cartas Ao Padre Jacob
- Cartas De Iwo Jima
- Casa De Loucos
- Casablanca
- Casino Royale
- Catwoman
- Cavalo De Guerra
- Cemitério Vivo
- Censurado
- Centurion
- Charlie E A Fábrica De Chocolate
- Che - Guerrilha
- Che - O Argentino
- Chemical Wedding
- Chéri
- Chinatown
- Chocolate
- Choke - Asfixia
- Chovem Almôndegas
- Christine - O Carro Assassino
- Cidade Fria
- Cinco Dias, Cinco Noites
- Cinema Paraíso
- Cinerama
- Cisne Negro
- Clube De Combate
- Coco Avant Chanel
- Coisa Ruim
- Cold Mountain
- Cold Weather
- Colete De Forças
- Colisão
- Com Outra? Nem Morta!
- Comboios Rigorosamente Vigiados
- Comer Orar Amar
- Complexo - Universo Paralelo
- Conan, O Bárbaro
- Contrato
- Control
- Controle
- Coração De Cavaleiro
- Coração De Gelo
- Coração Selvagem
- Corações De Aço
- Coragem De Mãe: Confrontando O Autismo
- Corre Lola Corre
- Correio De Risco
- Correio De Risco 3
- Corrida Contra O Futuro
- Corrupção
- Cozinhando A História
- Crank - Veneno No Sangue
- Crank - Alta Voltagem
- Cremaster
- Crime Ferpeito
- Crippled Masters
- Cristóvão Colombo - O Enigma
- Crónica Dos Bons Malandros
- Crueldade Intolerável
- Cubo
- Culture Boy
- Cypher
- Cyrano de Bergerac (1950)

- Daisy Town
- Dallas
- Danny The Dog - Força Destruidora
- Daqui P'ra Frente
- Dark City - Cidade Misteriosa
- De Cabeça Para Baixo
- De Homem Para Homem
- De Olhos Abertos
- De Olhos Bem Fechados
- De Sepultura Em Sepultura
- De Tanto Bater O Meu Coração Parou
- De-Lovely
- Delhi Belly
- Dead Snow
- Death Race 2000
- Deixa-me Entrar
- Delicatessen
- Demolidor - O Homem Sem Medo
- Dentro Da Garganta Funda
- Depois Do Casamento
- Destruir Depois De Ler
- Diamante De Sangue
- Diário Dos Mortos
- Diários De Che Guevara
- Dias De Futebol
- Dick E Jane - Ladrões Sem Jeito
- Dictado
- Die Hard 4.0 - Viver Ou Morrer
- Die You Zombie Bastards!
- Dogma
- Domino
- Don Juan DeMarco
- Donnie Brasco
- Doom - Sobrevivência
- Doomsday - Juízo Final
- Dorian Gray
- Dot.Com
- Dr. Estranhoamor
- Drácula 2001
- Drácula De Bram Stoker
- Drive - Risco Duplo
- Dreamgirls
- Duas Mulheres

- É Na Terra Não É Na Lua
- Easy A
- Easy Rider
- Eduardo Mãos De Tesoura
- Efeito Borboleta
- El Mariachi
- El Topo
- Ela Odeia-me
- Eles
- Eles Vivem
- Elvis
- Em Bruges
- Em Busca Da Felicidade
- Em Carne Viva
- Em Liberdade
- Em Nome De Caim
- Em Nome De Deus
- Em Paris
- Em Privado
- Embargo
- Encarnação Do Demónio
- Encontros Em Nova Iorque
- Encrenca Dupla
- Encurralada
- Ensaio Sobre A Cegueira
- Enterrado Na Areia
- Entre Os Dedos
- Entrevista
- Equilibrium
- Era Uma Vez No México
- Eraserhead - No Céu Tudo É Perfeito
- Escola De Criminosos
- Escolha Mortal
- Esporas De Aço
- Estado De Guerra
- Estamos Vivos
- Este É O Meu Lugar
- Este País Não É Para Velhos
- Estômago
- Estrada Perdida
- Estranhos
- Estrellita
- Eu Amo-te Phillip Morris
- Eu, Peter Sellers
- Eu Sou A Lenda
- Eu Sou Evadido
- Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos
- Everything Must Go
- Evil Dead - A Noite Dos Mortos-Vivos
- Evil Dead 2 - A Morte Chega De Madrugada
- Evil Dead 3 - O Exército Das Trevas
- Ex-Drummer
- Exterminador Implacável 1
- Exterminador Implacável 2 - O Dia Do Julgamento Final
- Exterminador Implacável 3 - Ascensão Das Máquinas
- Exterminador Implacável 4 - A Salvação

- Factory Girl - Quando Edie Conheceu Warhol
- Factotum
- Fados
- Fahrenheit 9/11
- Falso Alarme
- Fando E Lis
- Fantasmas De Marte
- Fargo
- Faster, Pussycat! Kill! Kill!
- Fausto 5.0
- Favores Em Cadeia
- Felicidade
- Feliz Natal
- Férias No Harém
- Festival Rocky De Terror
- Ficheiros Secretos: Quero Acreditar
- Fim De Ano Em Split
- Fim-De-Semana Alucinante
- Final Cut - A Última Memória
- Fish Tank
- Florbela
- Flores Partidas
- Fome
- Footloose - A Música Está Do Teu Lado
- Força Delta
- Forrest Gump
- Freddy Vs. Jason
- Frenético
- Frida
- Frost/Nixon
- Fruto Proibido
- Fuga De Los Angeles
- Fuga Para A Vitória
- Fur - Um Retrato Imaginário De Diane Arbus
- Fúria Cega
- Fúria De Viver
- Fúria Silenciosa

- Gabrielle
- Gainsbourg - Vida Heróica
- Gang Dos Tubarões
- Gangs de Nova Iorque
- Garden State
- Génova
- GI Joe - O Ataque Dos Cobra
- Godzilla
- Goodbye Lenine!
- Gosford Park
- Gothika
- Gran Torino
- Grande Mundo Do Som
- Gremlins
- Grizzly Man
- Gru - O Maldisposto
- Guerra Dos Mundos (2005)
- Guerra Dos Mundos (1953)

- Há Lodo No Cais
- Hairspray
- Half Nelson - Encurralados
- Hard Candy
- Harley Davidson E O Cowboy Do Asfalto
- Harold E Maude
- Harry Brown
- Haverá Sangue
- Hawai Azul
- He-Man - Mestres Do Universo
- Head On - A Esposa Turca
- Heartbreak Hotel
- Hell Ride
- Hellboy
- Hellboy 2: O Exército Dourado
- Helter Skelter - O Caso De Sharon Tate
- Henry E June
- Hereafter - Outra Vida
- Hiena
- História De Duas Irmãs
- História De Um Fotógrafo
- Hobo With A Shotgunbr> - Hollywood Ending
- Homem Aranha
- Homem Aranha 2
- Homem Aranha 3
- Homem De Ferro
- Homem Demolidor
- Homem Em Fúria
- Homens De Negro
- Homens De Negro 2
- Homens Que Matam Cabras Só Com O Olhar
- Hostel
- Hostel 2
- Hot Fuzz - Esquadrão De Província
- Howl - Grito
- Hugo

- I Am Sam - A Força Do Amor
- I Spit On Your Grave
- I'll See You In My Dreams
- Iluminados Pelo Fogo
- I'm Still Here
- I Wanna Hold Your Hand
- Imitação Da Vida
- Imortal
- In Search Of A Midnight Kiss
- Indiana Jones E O Reino Da Caveira De Cristal
- Indomável
- Infiltrado
- Inimigos Públicos
- INLAND EMPIRE
- Inquietos
- Insidioso
- Insónia
- Intervenção Divina
- Intriga Internacional
- Invictus
- Irmão, Onde Estás?
- It
- It Might Get Loud
- Italian Spiderman

- Jack Ketchum's The Girl Next Door
- Jackass 2
- Jackass 3D
- Jackie Brown
- Jacuzzi - O Desastre Do Tempo
- James Bond - Agente Secreto
- James Bond - Casino Royale
- James Bond - Quantum Of Solace
- Janela Indiscreta (1954)
- Janela Indiscreta (1998)
- Janela Secreta
- JCVD
- Joga Como Beckham
- John Rambo
- Jonestown - The Life And Death Of Peoples Temple
- Jovens Rebeldes - A Verdadeira História
- Julgamento
- Julie E Julia
- Juno
- Juventude Em Marcha
- Juventude Tardia

- Kalifórnia
- Kandahar
- Karate Kid
- Katyn
- Kenny
- Kick Ass - O Novo Super-herói
- Kids - Miúdos
- Kill Bill vol.2
- King Kong (2005)
- Kiss Kiss Bang Bang
- Kiss Me
- Klimt
- Kopps
- Kung-Fu-Zão
- Kung Pow - Punhos Loucos

- La Jetée
- La Vie En Rose
- Ladrões
- Lady Snowblood
- Laranja Mecânica
- Last Days - Os Últimos Dias
- Lavado Em Lágrimas
- Lemmy
- Léon, O Profissional
- Lichter
- Lindas Encrencas As Garotas
- Lobos
- Longe Da Terra Queimada
- Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho
- Lua De Mel, Lua De Fel
- Lucifer Rising
- Lucky Luke
- Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar

- M - Matou!
- Má Educação
- Machete
- Madrigal
- Maldito United
- Mamma Mia
- Manhattan
- Manô
- Mamonas Pra Sempre
- Mar Adentro
- Maria E As Outras
- Marie Antoinette
- Marjoe
- Marte Ataca!
- Matança De Natal
- Match Point
- Matou A Família E Foi Ao Cinem
- McQuade, O Lobo Solitário
- Meia-Noite Em Paris
- Meio Metro De Pedra
- Melancolia
- Melinda E Melinda
- Menina
- Mephisto
- Metrópolis
- Meu Nome É Bruce
- Miami Vice
- Milhões
- Milk
- Millenium 1. Os Homens Que Odeiam As Mulheres
- Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos
- Minha Mãe
- Minha Terra
- Misery - Capí­tulo Final
- Missão A Marte
- Missão Impossí­vel 3
- Missão Impossível - Missão Fantasma
- Missão Solar
- Mistérios De Lisboa
- Momentos Agradáveis
- Moneyball - Jogada De Risco
- Monsters - Zona Interdita
- Monstro
- Monty Phyton E O Cálice Sagradi
- Morte Cerebral
- Morte De Um Presidente
- Movimentos Perpétuos
- Mr. E Mrs. Smith
- Mrs. Henderson Presents
- Muito Bem, Obrigado
- Mulholland Drive
- Mundo Fantasma
- Mundos Separados
- Munique
- Murderball - Espírito De Combate
- Murish
- Mutilados
- Mysterious Skin

- Na Cama
- Nacho Libre
- Não Estou Aí
- Napoleon Dynamite
- Nas Costas Do Diabo
- Nas Nuvens
- Needle
- Nico: À Margem Da Lei
- Ninguém Sabe
- Nixon
- No Limite Do Amor
- No Vale De Elah
- Noite De Agosto
- Noite Escura
- Noivos Sangrentos
- Nome De Código: Cloverfield
- Northfork
- Nosferatu, O Vampiro
- Nothing
- Nova Iorque 1997
- Nove Raínhas
- Nunca Digas Sim

- O Acontecimento
- O Agente Da Broadway
- O Lugar Do Morto
- O Americano
- O Amor Acontece
- O Anjo Exterminador
- O Anti-Pai Natal
- O Artista
- O Assassínio De Jesse James Pelo Cobarde Robert Ford
- O Assassí­nio De Richard Nixon
- O Batedor
- O Bom Alemão
- O Bom, O Mau E O Vilão
- O Cabo Do Medo
- O Caminho De São Diego
- O Cão, O General E Os Pássaros
- O Capacete Dourado
- O Castelo Andante
- O Castor
- O Cavaleiro Das Trevas
- O China
- O Cobrador
- O Código Da Vinci
- O Comboio Dos Mortos
- O Comboio Mistério
- O Condenado
- O Couraçado Potemkin
- O Cowboy Da Meia-Noite
- O Crepúsculo Dos Deuses
- O Dedo De Deus
- O Delator!
- O Demónio
- O Despertar Da Besta
- O Despertar Da Mente
- O Deus Da Carnificina
- O Deus Elefante
- O Dia Em Que A Terra Parou (1951)
- O Dia Em Que A Terra Parou (2008)
- O Dia Da Besta
- O Discurso Do Rei
- O Enigma Do Espaço
- O Estranho Caso De Benjamin Button
- O Estranho Mundo De Jack
- O Evangelho Segundo São Mateus
- O Exorcista
- O Fatalista
- O Feiticeiro De Oz
- O Feitiço Do Tempo
- O Fiél Jardineiro
- O Gabinete Das Figuras De Cera
- O Gabinete Do Dr. Caligari
- O Gato Das Botas
- O Génio Do Mal (1976)
- O Grande Peixe
- O Grande Ditador
- O Guerreiro
- O Homem Duplo
- O Homem Que Copiava
- O Homem Que Sabia Demasiado
- O Homem Que Veio Do Futuro
- O Idealista
- O Jogo
- O Júri
- O Imperador Da Califórnia
- O Inquilino
- O Justiceiro Da Noite
- O Labirinto Do Fauno
- O Laço Branco
- O Lado Selvagem
- O Lago Perfeito
- O Leopardo
- O Livro Negro
- O Lobo Do Mar
- O Macaco De Ferro
- O Maquinista
- O Marinheiro De Água Doce
- O Menino De Ouro
- O Meu Tio
- O Milagre De Berna
- O Milagre Segundo Salomé
- O Mistério Galindez
- O Monstro Da Lagoa Negra
- O Mundo A Seus Pés
- O Nevoeiro (1980)
- O Ofício De Matar
- O Olho
- O Orfanato
- O Paciente Inglês
- O Padrinho - Parte I
- O Padrinho - Parte II
- O Padrinho - Parte III
- O Panda Do Kung Fu
- O Panda Do Kung Fu 2
- O Pesadelo De Darwin
- O Pistoleiro Do Diabo
- O Planeta Selvagem
- O Pó Dos Tempos
- O Portador Da Espada
- O Presidiário
- O Prisioneiro Do Rock
- O Protegido
- O Próximo A Abater
- O Quinto Elemento
- O Quinto Império
- O Regresso
- O Rei Dos Gazeteiros
- O Reino Proibido
- O Ritual
- O Ritual Dos Sádicos
- O Sabor Do Amor
- O Sargento Da Força Um
- O Segredo A Brokeback Mountain
- O Segredo De Um Cuscuz
- O Segredo Dos Punhais Voadores
- O Selvagem
- O Sentido Da Vida
- O Sétimo Selo
- O Sítio Das Coisas Selvagens
- O Sonho Comanda A Vida
- O Sonho De Cassandra
- O Sorriso De Mona Lisa
- O Tempo Do Lobo
- O Tesouro Da Sierra Madre
- O Tigre E A Neve
- O Tio Boonmee Que Se Lembra Das Suas Vidas Anteriores
- O Triunfo Da Vontade
- O Turista
- O Último Airbender
- O Último Grande Herói
- O Último Rei Da Escócia
- O Último Tango Em Paris
- O Último Voo Do Flamingo
- O Vingador Tóxico
- O Wrestler
- Ocean's Eleven - Façam As Vossas Apostas
- Odete
- Oldboy - Velho Amigo
- Olho Mágico
- Oliver Twist
- Ônibus 174
- Orca
- Órfã
- Os Amantes Regulares
- Os Amigos De Alex
- Os Bons E Os Maus
- Os Caça-Fantasmas
- Os Cavaleiros Do Asfalto
- Os Chapéus De Chuva De Cherburgo
- Os Cinco Venenos
- Os Clãs Da Intriga
- Os Condenados De Shawshank
- Os Descendentes
- Os Edukadores
- Os Famosos E Os Duendes Da Morte
- Os Filhos Do Homem
- Os Friedmans
- Os Guardiões Da Noite
- Os Homens Preferem As Loiras
- Os Imortais
- Os Inadaptados
- Os Índios Apache
- Os Invisíveis
- Os Irmãos Grimm
- Os Limites Do Controlo
- Os Marginais
- Os Mercenários
- Os Miúdos Estão Bem
- Os Novos Dez Mandamentos
- Os Olhos Da Serpente
- Os Olhos Sem Rosto
- Os Onze De Oceano
- Os Optimistas
- Os Pássaros
- Os Produtores (2005)
- Os Psico-Detectives
- Os Rapazes Da Noite
- Os Rapazes Não Choram
- Os Renegados Do Diabo
- Os Rutles - All You Need Is Cash
- Os Selvagens Da Noite
- Os Simpsons - O Filme
- Os Sonhadores
- Os Sorrisos Do Destino
- Os Super-Heróis
- Os Supeitos Do Costume
- Os Três Enterros De Um Homem
-Os Visistantes Da Idade Média
- Os 300 Espartanos

- Pagafantas
- Palpitações
- Papillon
- Para Onde O Vento Sopra
- Parada De Monstros
- Paraíso, Inferno... Terra
- Paranoid Park
- Paris Je T'Aime
- Party Monster
- Pecados Íntimos
- Pele
- Pequenas Mentiras Entre Amigos
- Performance
- Perigo Na Noite
- Perto Demais
- Pesadelo Em Elm Street
- Pink Floyd The Wall
- Piranha 3D
- Piratas Das Caraíbas - O Mistério do Pérola Negra
- Piratas Das Caraí­bas - O Cofre Do Homem Morto
- Piratas Das Caraíbas - Nos Confins Do Mundo
- Planeta Dos Macacos
- Planeta Dos Macacos: A Origem
- Planeta Terror
- Plano 9 Dos Vampiros Zombies
- Polaróides Urbanas
- Polí­cia Sem Lei (1992)
- Polícia Sem Lei (2009)
- Poltergeist, O Fenómeno
- Ponto De Mira
- Por Favor Rebobine
- Por Favor Não Me Morda O Pescoço
- Porcos & Selvagens
- Posto Fronteiriço
- Precious
- Predadores
- Presente De Morte
- Preto E Branco
- Primer
- Príncipe Da Pérsia - As Areias Do Tempo
- Procurado
- Profissão: Repórter
- Promessas Proibidas
- Proposta Indecente
- Proteger
- Psico
- Psicopata Americano
- Pulp Fiction
- Pulsação Zero
- Punch-Drunk Love - Embriagado De Amor
- Purana Mandir
- Purple Rain

- Quando Viste O Teu Pai Pela Última Vez
- Quarentena
- Quarteto Fantástico (1994)
- Quarteto Fantástico (2005)
- Quase Famosos
- Quatro Noites Com Anna
- Que Lugar Maravilhoso
- Que Se Mueran Los Feos
- Queijo E Marmelada
- Quem Quer Ser Bilionário
- Querida Famí­lia
- Querida Wendy

- R
- Rapariga Com Brinco De Pérola
- Rare Exports
- Ratatui
- Ratos Assassinos
- Ray
- [Rec]
- [REC]2
- Red Eye
- Relatório Kinsey
- Relatório Minoritário
- Religulous - Que O Céu Nos Ajude
- Relíquia Macabra
- Renascimento
- Resident Evil: Apocalypse
- Rio
- Rio Bravo
- Rock De Fogo
- Rock, Rock, Rock
- Rocknrolla - A Quadrilha
- Rocky Balboa
- Roger E Eu
- Roma
- Romance E Cigarros
- Roxanne
- RRRrrrr!!!
- Rubber - Pneu
- Ruídos Do Além
- Ruivas, Loiras E Morenas
- Rumo À Liberdade
- Ruptura Explosiva

- Sacanas Sem Lei
- Sala De Pânico
- Salazar - A Vida Privada
- Salto Mortal
- Samsara
- Sangue Do Meu Sangue
- Sangue Por Sangue
- Santa Sangre
- Sapatos Pretos
- Save The Green Planet!
- Saw - Enigma Mortal
- Saw II - A Experiência Do Medo
- Saw 3D - O Capítulo Final
- Scoop
- Scott Pilgrim Contra O Mundo
- Seconds Apart
- Seis Indomáveis Patifes
- Sem Ela
- Sem Limites
- Sem Rumo
- Sem Tempo
- Semi-Pro
- Ser E Ter
- Sereia
- Serpentes A Bordo
- Sete Anos No Tibete
- Sete Vidas
- Sexo E A Cidade
- Sgt. Pepper's Lonely Heart Club Band
- Shaolin Daredevils
- Shaolin Soccer - O Ás Da Bola
- Shaolin Vs. Evil Dead
- Shattered Glass - Verdade Ou Mentira
- Sherlock Holmes
- Sherlock Holmes - Jogo De Sombras
- Shining
- Shoot 'Em Up - Atirar A Matar
- Shortbus
- Shrek 2
- Shrek O Terceiro
- Shrek Para Sempre
- Sicko
- Sid And Nancy
- Sideways
- Simpatyhy For Mr. Vengeance
- Sin City - Cidade Do Pecado
- Sinais
- Sinais De Fogo
- Sinais Do Futuro
- Sinais Vermelhos
- Singularidades De Uma Rapariga Loira
- Sky Captain E O Mundo De Amanhã
- Slither - Os Invasores
- Soldados Da Fortuna
- Soldados Do Universo
- Sombras Da Escuridão
- Somewhere - Algures
- Sonho De Uma Noite De Inverno
- Sonny
- Sophie Scholl - Os Últimos Dias
- Soro Maléfico
- Sorte Nula
- Soul Kitchen
- Spartacus
- Spartan - O Rapto
- Splice
- Stacy - Attack Of The Schoolgirl Zombies
- Star Wars - A Ameaça Fantasma
- Star Wars - A Vingança Dos Sith
- Star Wars - O Ataque Dos Clones
- Stardust - O Mistério Da Estrela Cadente
- Stone - Ninguém É Inocente
- Stoned, Anos Loucos
- Submarino
- Super
- Super Baldas
- Super-Homem
- Super-Homem: O Regresso
- Super 8
- Superstar
- Suspeita
- Suspiria
- Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro De Fleet Street
- Swimming Pool
- Sword Of Vengeance
- Sympathy For The Devil

- Taking Woodstock
- Tarnation
- Tarzan, O Homem Macaco (1981)
- Taxidermia
- Team America - Polí­cia Mundial
- Tebas
- Tecumseh
- Teeth
- Tempestade Tropical
- Tennessee
- Terra De Cegos
- Terminal De Aeroporto
- Terra Dos Mortos
- Terror Em Setembro
- Terror Na Auto-estrada
- Terror Nas Montanhas
- Tetro
- The Bloodstained Butterfly
- The Brown Bunny
- The Darjeeling Limited
- The Departed: Entre Inimigos
- The Devil And Daniel Johnston - Loucuras De Um Génio
- The Devil's Double
- The First Great Train Robbery
- The Fountain - O Último Capítulo
- The Grudge - A Maldição
- The Host - A Criatura
- The Impossible Kid
- The King Of Kong
- The Langoliers - Meia-Noite E Um
- The Last House On The Left
- The Machine Girl
- The Man From Earth
- The Marine
- The Million Dollar Hotel - O Hotel
- The Mindscape Of Alan Moore
- The Mist - Nevoeiro Misterioso
- The Others - Os Outros
- The Prestige - O Terceiro Passo
- The 50 Worst Movies Ever Made
- The Way
- The Woman
- Thirst - Este É O Meu Sangue
- This Is It
- This Is Spinal Tap
- Thor
- Thriller - A Cruel Picture
- THX 1138
- Tirar Vidas
- Titanic 2
- Tony
- Tournée - Em Digressão
- Toy Story 3
- Tragam-me A Cabeça De Alfredo Garcia
- Transamerica
- Tron
- Tron: O Legado
- Tropa De Elite
- Tropa De Elite 2 - O Inimigo Agora É Outro
- Tsotsi
- Tubarão
- Tubarão 2
- Tubarão 3
- Tubarão IV - A Vingança
- Tucker E Dale Contra O Mal
- Tudo Ficará Bem
- Tudo Pode Dar Certo
- Twisted - Homicídios Ocultos

- Ultra Secreto
- Um Amor De Perdição
- Um Azar Do Caraças
- Um Bater De Corações
- Um Belo Par... De Patins
- Um Cão Andaluz
- Um Dia A Casa Vai Abaixo
- Um Dia De Raiva
- Um Homem Singular
- Um Longo Domingo De Noivado
- Um Lugar Para Viver
- Um Padrasto Para Esquecer
- Um Profeta
- Um Tiro No Escuro
- Um Trabalho Em Itália
- Uma Aventura Na Casa Assombrada
- Uma Boa Mulher
- Uma Canção De Amor
- Uma Espécie De Cavalheiro
- Uma Famí­lia À Beira De Um Ataque De Nervos
- Uma História De Violência
- Uma Pequena Vingança
- Uma Rapariga Com Sorte
- Uma Segunda Juventude
- Uma Segunda Vida
- Undefeatable
- Unseen Evil 2 - Alien 3000
- Up - Altamente

- V De Vingança
- Vai E Vive
- Vais Conhecer O Homem Dos Teus Sonhos
- Valhalla Rising - Destino De Sangue
- Valquíria
- Vampiros de John Carpenter
- Van Helsing
- Vanilla Sky
- Vanitas
- Vasilhame
- Veio Do Outro Mundo
- Veludo Azul
- Velvet Goldmine
- Vencidos Pela Lei
- Vendendo A Pele
- Veneno Cura
- Vera Drake
- Versus - A Ressurreição
- Vestida Para Matar
- Vice
- Vício - Quando Nada É Suficiente
- Vicky Cristina Barcelona
- Vidas Sombrias
- Vigilância
- Vingança Redentora
- Virgem Aos 40 Anos
- Vitus
- Viúva Rica Solteira Não Fica
- Viver A Sua Vida
- Voando Sobre Um Ninho De Cucos
- Voltando Para Casa
- Voltar
- Vontade Indómita
- Voo 93

- Walk Hard - A História De Dewey Cox
- Walk The Line
- WALL-E
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Wassup Rockers - Desafios De Rua
- Watchmen - Os Guardiões
- Welcome To The Rileys
- White Irish Drunkers
- Wild Zero
- Win Win
- Wolf Creek
- Wristcutters: A Love Story

- X-Men
- X-Men 2
- X-Men 3 - O Confronto Final
- X-Men: O Início
- X-Men Origens: Wolverine

- Zack E Miri Fazem Um Porno
- Zardoz
- Zatoichi
- Zombies Party - Uma Noite... De Morte
- Zombies Strippers
- Zozo

- 007 - Agente Secreto
- 007 - Casino Royale
- 007 - Quantum Of Solace
- 10 Coisas Que Odeio Em Ti
- 100 Volta
- 10.000 AC
- 12 Homens Em Fúria
- 12 Macacos
- 12:08 A Este De Bucareste
- 1984
- 2LDK
- 24 Hour Party People
- 28 Dias Depois
- 20,13 - Purgatório
- 2012
- 300
- 4 Copas
- 48
- 50/50
- 6=0 Homeostética
- 8 1/2
- 9 Canções
- 98 Octanas


ENTREVISTAS:
- Fernando Fragata
- Festróia - Mário Ventura
- Filipe Melo
- Good N Evil
- IMAGO - Sérgio Felizardo
- José Barahona
- Nuno Markl
- Paulo Furtado
- Rodrigo Areias
- Sara David Lopes
- Solveig Nordlund
- Fernando Alle


TOPES:
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2011
- Top 5 dos Piores Filmes de 2011
- Top 10 dos Melhores Filmes de 2010
- Top 5 dos Piores Filmes de 2010
- Top 5 dos filmes de Leslie Nielsen
- Top 10 Dos Filmes Low Cost
- Top 5 das Melhores Cenas de Dança
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2009
- Top 5 dos Piores Filmes de 2009
- Top 5 dos Filmes Que Tenho Vergonha De Dizer Que Gosto
- Top 5 das Melhores Músicas de Ennio Morricone
- Top 5 dos filmes com Patrick Swayze
- Top 5 dos Telediscos do Michael Jackson
- Top 5 dos Filmes com David Carradine
- Top 5 dos Filmes com Lutadores de Luta-Livre
- Top 10 Os Melhores Filmes de 2008
- Top 5 Os Piores Filmes de 2008
- Top 5 dos Piores Filmes de Natal
- Top 5 das Coisas que não Esperávamos Ver no Cinema
- Top 5 dos Melhores Filmes de Paul Newman
- Top 5 Personagens Com Palas Nos Olhos
- Top 10 Melhores Cartazes De Cinema
- Top 5 dos Filmes de Chuck Norris
- Top 5 dos Filmes de Patrick Swayze
- Top 10 Os Melhores/Piores Vestidos dos Oscares
- Top 5 As Mortes de Crianças Mais Gratuitas
- Top 10 Os Melhores de 2007
- Top 5 Os Piores de 2007
- Top 7 Adaptações ao Cinema de Livros de Stephen King
- Top 5 Filmes Pela Paz
- Top 5 Os Melhores Beijos
- Top 5 Grandes Arquitectos
- Top 10 Filmes Que Mudaram A Minha Vida
- Top 5 Mulheres de Cabeça Rapada
- Top 5 As Cenas Mais Excitantes
- Top 10 Os Melhores de 2006
- Top 5 Os Piores de 2006
- Top 3 Filmes de Robert Altman
- Top 5 Os Vilões do Cinema
- Top 5 Filmes Com Mick Jagger
- Top 5 Filmes Com Steve Buscemi
- Top 5 Dos Cães no Cinema
- Top 5 Dos Filmes do Indie06
- Top 5 Dos Filmes do Fantas06
- Top 5 dos Presidentes
- Top 10 Os Melhores de 2005
- Top 5 Os Piores de 2005
- Top 5 Filmes com Pat Morita
- Top 10 Os Melhores Filmes Independentes
- Top 5 Os Piores Filmes da Saga Bond
- Top 5 Filmes com Dolph Lundgren
- Top 5 Adaptações de BD Para Cinema
- Top 10 Cenas Mais Assustadoras de Sempre
- Top 5 Vencedores do Óscar
- Top 5 Bond Girls
- Top 5 Filmes Sobre Doenças
- Top 5 Filmes de Natal
- Top 5 Melhores Batalhas Corpo-A-Corpo
- Top 10 Melhores Canções do Cinema
- Top 10 Melhores Filmes de Sempre
- Top 5 Melhores Momentos Musicais
- Top 5 Grandes Duelos do Cinema
- Top 10 Maiores Personagens do Cinema
- Top 5 Piores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 10 Melhores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 5 Filmes Religiosos


BAÚ DO TRASH:
- Needle
- Que Se Mueran Los Feos
- Easy A
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Saw 3D - O Capítulo Final
- And Soon The Darkness
- Os Imortais
- Purana Mandir
- Pagafantas
- The Bloodstained Butterfly
- Cisne Negro


ROYALE WITH CHEESE APRESENTA:
- A Tasca Da Cultura
- A Causa Das Coisas - parte I
- A Causa Das Coisas - parte II
- A Momentary Lapse Of Reason


FILMES A VER ANTES DE MORRER:
- #1 As Lágrimas Do Tigre Negro
- #2 Alucarda
- #3 Time Enough At Last
- #4 Armageddon
- #5 The Favour, The Watch And The Very Big Fish
- #6 Italian Spiderman
- #7 The Soldier And Death


UMA CURTA POR DIA NÃO SABE O BEM QUE LHE FAZIA:
- 1# Rabbit, de Run Wrake
- 2# Aligato, de Maka Sidibé
- 3# The Cat Concerto, de Joseph Barbera & William Hanna
- 4# A Curva, de David Rebordão
- 5# Batman: Dead End, de Sandy Callora
- 6# O Código Tarantino, de Selton Mello
- 7# Malus, de António Aleixo & Crosswalk, de Telmo Martins
- 8# Three Blind Mice, de George Dunning
- 9# Bedhead, de Robert Rodriguez
- 10# Key To Reserva, de Martin Scorcese
- 11# Bambi Meets Godzilla, de Marv Newland
- 12# The Horribly Slow Murderer with the Extremely Inefficient Weapon, de Richard Gale
- 13# Stolz Der Nation, de Eli Roth
- 14# Papá Wrestling, de Fernando Alle
- 15# Glas, de Bert Haanstra
- 16# Fotoromanza, de Michelangelo Antonioni
- 17# Quem É Ricardo?, de José Barahona
- 17# Terra Incognita, de Peter Volkart


AS MELHORES PIORES CENAS DE SEMPRE:
- A Pior Luta
- A Cena Mais Metida A Martelo
- O Ataque Animal Mais Brutal
- A Perseguição Mais Alucinante
- O Duelo Mais Improvável


CLUBE DE CINEMA DE SETÚBAL:
- Janeiro
- Fevereiro
- Março
- Abril
- Maio
- Setembro
- Novembro


FESTIVAIS:
- 20º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9
- 21º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 22º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 23º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 24º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 26º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 12º Caminhos Do Cinema Português
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- Imago 2006
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8

;

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



BLOCKBUSTERS:

04/01/2004 - 05/01/2004

05/01/2004 - 06/01/2004

06/01/2004 - 07/01/2004

07/01/2004 - 08/01/2004

08/01/2004 - 09/01/2004

09/01/2004 - 10/01/2004

10/01/2004 - 11/01/2004

11/01/2004 - 12/01/2004

12/01/2004 - 01/01/2005

01/01/2005 - 02/01/2005

02/01/2005 - 03/01/2005

03/01/2005 - 04/01/2005

04/01/2005 - 05/01/2005

05/01/2005 - 06/01/2005

06/01/2005 - 07/01/2005

07/01/2005 - 08/01/2005

08/01/2005 - 09/01/2005

09/01/2005 - 10/01/2005

10/01/2005 - 11/01/2005

11/01/2005 - 12/01/2005

12/01/2005 - 01/01/2006

01/01/2006 - 02/01/2006

02/01/2006 - 03/01/2006

03/01/2006 - 04/01/2006

04/01/2006 - 05/01/2006

05/01/2006 - 06/01/2006

06/01/2006 - 07/01/2006

07/01/2006 - 08/01/2006

08/01/2006 - 09/01/2006

09/01/2006 - 10/01/2006

10/01/2006 - 11/01/2006

11/01/2006 - 12/01/2006

12/01/2006 - 01/01/2007

01/01/2007 - 02/01/2007

02/01/2007 - 03/01/2007

03/01/2007 - 04/01/2007

04/01/2007 - 05/01/2007

05/01/2007 - 06/01/2007

06/01/2007 - 07/01/2007

07/01/2007 - 08/01/2007

08/01/2007 - 09/01/2007

09/01/2007 - 10/01/2007

10/01/2007 - 11/01/2007

11/01/2007 - 12/01/2007

12/01/2007 - 01/01/2008

01/01/2008 - 02/01/2008

02/01/2008 - 03/01/2008

03/01/2008 - 04/01/2008

04/01/2008 - 05/01/2008

05/01/2008 - 06/01/2008

06/01/2008 - 07/01/2008

07/01/2008 - 08/01/2008

08/01/2008 - 09/01/2008

09/01/2008 - 10/01/2008

10/01/2008 - 11/01/2008

11/01/2008 - 12/01/2008

12/01/2008 - 01/01/2009

01/01/2009 - 02/01/2009

02/01/2009 - 03/01/2009

03/01/2009 - 04/01/2009

04/01/2009 - 05/01/2009

05/01/2009 - 06/01/2009

06/01/2009 - 07/01/2009

07/01/2009 - 08/01/2009

08/01/2009 - 09/01/2009

09/01/2009 - 10/01/2009

10/01/2009 - 11/01/2009

11/01/2009 - 12/01/2009

12/01/2009 - 01/01/2010

01/01/2010 - 02/01/2010

02/01/2010 - 03/01/2010

03/01/2010 - 04/01/2010

04/01/2010 - 05/01/2010

05/01/2010 - 06/01/2010

06/01/2010 - 07/01/2010

07/01/2010 - 08/01/2010

08/01/2010 - 09/01/2010

09/01/2010 - 10/01/2010

10/01/2010 - 11/01/2010

11/01/2010 - 12/01/2010

12/01/2010 - 01/01/2011

01/01/2011 - 02/01/2011

02/01/2011 - 03/01/2011

03/01/2011 - 04/01/2011

04/01/2011 - 05/01/2011

05/01/2011 - 06/01/2011

06/01/2011 - 07/01/2011

07/01/2011 - 08/01/2011

08/01/2011 - 09/01/2011

09/01/2011 - 10/01/2011

10/01/2011 - 11/01/2011

11/01/2011 - 12/01/2011

12/01/2011 - 01/01/2012

01/01/2012 - 02/01/2012

02/01/2012 - 03/01/2012

03/01/2012 - 04/01/2012

04/01/2012 - 05/01/2012

05/01/2012 - 06/01/2012

06/01/2012 - 07/01/2012

07/01/2012 - 08/01/2012

08/01/2012 - 09/01/2012

09/01/2012 - 10/01/2012

10/01/2012 - 11/01/2012

11/01/2012 - 12/01/2012

12/01/2012 - 01/01/2013

01/01/2013 - 02/01/2013

02/01/2013 - 03/01/2013

03/01/2013 - 04/01/2013

04/01/2013 - 05/01/2013

05/01/2013 - 06/01/2013

06/01/2013 - 07/01/2013

07/01/2013 - 08/01/2013

08/01/2013 - 09/01/2013

09/01/2013 - 10/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

11/01/2013 - 12/01/2013

12/01/2013 - 01/01/2014

01/01/2014 - 02/01/2014

02/01/2014 - 03/01/2014

03/01/2014 - 04/01/2014

04/01/2014 - 05/01/2014

05/01/2014 - 06/01/2014

06/01/2014 - 07/01/2014

07/01/2014 - 08/01/2014

08/01/2014 - 09/01/2014