Royale With Cheese

 Royale With Cheese

 
 



sábado, julho 30, 2011  

HOBO WITH A SHOTGUN:

Título: Hobo With A Shotgun
Realizador: Jason Eisener
Ano: 2011


Hobo With A Shotgun é o segundo trailer falso do projecto Grindhouse a ser transformado em filme real, após Machete, e será, quiçá, aquele que é mais querido ao público português. É que, enquanto Machete, por exemplo, fazia referência às sessões duplas de meia-noite de filmes xunga manhoso, que em Portugal nunca tiveram propriamente tradição, Hobo With A Shotgun homenageia os filmes de acção exploitation straight-to-video, que educaram todos os cinéfilos que viveram o boom do VHS e para quem a Cinemateca foi o clube de vídeo do bairro.

Toda a gente sabe que um filme straight-to-video não necessita de uma história; se tivesse uma, provavelmente teria parado antes numa sala de cinema. Num straight-to-video a economia narrativa determina que, quanto menos tempo os actores estiverem a falar, mais tempo livre vão ter para se matarem. E de forma cada vez mais extravagante. Por isso, podemos aferir da qualidade um exemplar deste género através de uma fórmula infalível: se a sinopse do filme se conseguir contar no título - e quanto mais sucinto este for - melhor será. Hobo With A Shotgun obedece a esta máxima. Há um vagabundo. E tem uma caçadeira. Ponto.

Hobo With A Shotgun não tem muito a dizer, além de vagos motivos para justificarem, de forma frouxa, uma matança do porco doentia. Rutger Hauer (ele que protagoniza um dos maiores exemplares deste cinema de género, Fúria Cega) é o tal sem-abrigo, que chega a uma cidade pior que a Old Detroit, do Robocop - O Polícia Do Futuro: há pais natais pedófilos nas ruas, polícias corruptos, clubes de streap onde se mutilam mendigos just for the lulz e outras perversidades demasiado loucas para se levarem a sério. Hauer até vem numa de paz, mas quando o agiota local (Brian Downey) e os filhos metrossexuais se metem com ele, Hauer compra uma caçadeira e decide limpar as ruas à força, sempre com one-liners bem medidas e banda-sonora minimalista à Carpenter. Bem-vindos à sequela não oficial de O Justiceiro Da Noite.

Hobo With A Shotgun emula na perfeição este cinema série z, com os cenários baratos, as cores saturadas pelo technicolor e efeitos-especiais baratos. Tudo é hiperbólico, num nível de irrealismo não tão gore-à-Peter-Jackson, mas mais de insanidade-à-Troma. E, claro, não se furta a algum nível de aleatoridade, em que o que interessa não é a coerência e a linearidade narrativa, mas sim a possibilidade de aumentar o bodycount e derramar mais uns jerricans de sangue falso. Por isso, no final, Hobo With A Shotgun saca da carteira uns vilões vindos do Inferno(!), vestidos em armaduras medievais feitas de latão(!!), que parecem mesmo os robôs do fim do O Ninja Das Caldas.

Ora bem, se tem paciência para aturar tal parvoíce, mais gangues retro-punk mal vestidas, cabeças decepadas, autocarros escolares incendiados a lança-chamas e litros e litros de milho de framboesa... perdão, de sangue derramados, então Hobo With A Shotgun é o Cheeseburger indicado para si. Se não for o caso, mesmo assim ainda tem mais qualquer a dizer do que a desilusão que é Machete :(

Posted by: dermot @ 10:15 da manhã
|  




sexta-feira, julho 29, 2011  

KATARE KID:

Título: The Karate Kid
Realizador: Harald Zwart
Ano: 2010


Andava aqui tão absorto nas minhas cosinhas que nem me apercebi que já tinham encontrado a cura para o cancro e a sida, já tinham irradiado a fome do planeta e já tinha sido alcançada a paz mundial. Sim, só pode ter sido isso que aconteceu. De outra forma como é que se pode entender a existência de The Karate Kid, um remake de Momento Da Verdade, em 2011?

Ou foi isso ou foi um tipo caprichoso e com dinheiro a mais e ideias para o gastar a menos. E se foi a segunda hipótese - pelo menos é a mais provável, admitamos -, de certeza que foi um chinês, uma vez que The Karate Kid transporta a história de Momento Da Verdade para a China. Dre (Jaden Smith) e a sua mãe mudam-se para a capital chinesa, enfrentando o choque cultural e a inadaptação nata de um afro-americano na China. Que exótico e inovador...

Contudo, este conflito cultural é apenas ao de leve, numa espécie de Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho versão Disney, onde tudo é fofo e querido. Além disso, isso acontece porque o mais importante é fazer publicidade à China que, nesta sua nova estratégia de abertura ao exterior, assumindo o seu papel de potência emergente, encontrou em The Karate Kid uma excelente forma de fazer propaganda. O filme é uma manobra de charme panfletária, que serve meia-dúzia de cartões de visita, preocupado acima de tudo em passar a ideia de que, na China, "não são só coisas velhas".

Depois, o resto desenrola-se aqui à volta. A história toda a gente conhece: um jovem, novo na cidade e vítima de bullyng por parte do rufia do pedaço, conhece um velho mestre de artes-marciais que vai arranjar tempo entre o jogo de dominó no parque a visita ao centro de dia para lhe engomarem a roupa, para o ensinar na nobre arte do kung fu e dar uma lição ao gandim. Os anos 80 fizeram-no como ninguém - aliás, Jean-Claude Van Damme construiu uma carreira inteira à conta deste flick -, por isso não se esperava que The Karate Kid viesse tirar nabos da púcara. Bastava-lhe actualizar a história aos nossos dias. Mas não, tinham que baixar o target e passar dos jovens adultos para miúdos com 10 anos. E pôr Jackie Chan (não é Pat Morita, mas tem carisma também) a guerrear com crianças não é ridículo, é embaraçoso.

Além disso, The Karate Kid ainda arrasa com qualquer réstia de realismo, ao colocar um puto que, do zero, é transformado em mestre de artes marciais em poucos dias, apenas despindo e vestindo um casaco (literalmente, juro!). The Karate Kid é sempre demasiado polido, cor-de-rosa e feliz, como se O Momento Da Verdade tivesse levado um tratamento (ainda maior de) filme de domingo à tarde. Apenas as coreografias finais, que inesperadamente não foram editadas por um epiléptico com Parkinson, como agora é moda corrente, valem uns pontinhos para comer qualquer coisa consistente, tipo um Happy Meal.

Posted by: dermot @ 10:11 da manhã
|  




terça-feira, julho 26, 2011  

PRESENTE DE MORTE:

Título: The Box
Realizador: Richard Kelly
Ano: 2009


Quando um realizador vem lançar um director’s cut, todo armado em mangas de algodâncio, e depois o resultado é pior do que o trabalho inicial, então para mim a solução é só uma: irrelevância total. Eu já não tinha gostado propriamente de Donnie Darko, filme altamente sobrevalorizado sobre viagens no tempo, mas depois de ver na versão do realizador o que ele realmente queria fazer, colei-lhe definitivamente o rótulo de flop. E logo eu, que um um tipo que julgo as pessoas com uma levianidade desgraçada.

No entanto, decidi dar-lhe uma chance com o seu mais recente Presente De Morte (mais uma ridícula tradução portuguesa, teimando no título super-descritivo em oposição à concisão do original), ou não fosse este uma variação de um fos mais memoráveis episódios daquela instituição sci-fi que é Quinta Dimensão: Button Button, a história de um casal que recebe uma caixa com um botão e uma proposta, simples mas perturbadora – se carregarem no botão recebem uma pipa uma pipa de massa, mas em contrapartida morrerá, aleatoriamente, uma pessoa no mundo.

Era isto que fazia Quinta Dimensão ser uma série mágica, Não precisava de efeitos especiais para ser um clássico da ficção científica; apenas boas ideias e uma amplitude intelectual, de utilizar o universo fantástico para pôr o espectador a pensar, em situações hipotéticas ou em complexas metáforas. A ideia de Button Button – e, consequentemente, de Presente De Morte – é precisamente essa. Aproveitar as possibilidades do fantástico ara construir um thriller psicológico sobre decisões difíceis, que coloca algumas questões interessantes: poderemos viver com a morte de alguém na nossa consciência, mesmo que não saibamos quem era? O que os olhos não vêem o coração não sentirá mesmo? E o dinheiro justifica mesmo qualquer coisa?

Richard Kelly tenta abrir o livro do livre arbítrio e aprofunda ainda mais o tema, mas Presente De Morte não necessitava de ligar o complicador, uma vez que a premissa já era suficientemente apelativa. Mas aqui há uns tempos também havia um filme que colocava um dilema existencial tramado e depois não levava a lado nenhum. Em Proposta Indecente, um casal com problemas financeiros recebia uma proposta financeira irrecusável a troco de uma noite de sexo sem com promisso com a parte feminina. O que pesaria mais na balança? A emancipação económica ou o orgulho próprio? Nunca ficamos a saber porque não aguentávamos o filme até ao fim, com tanto encher de chouriços. O mesmo acontece a Presente De Morte, mas aqui não é por desfalacermos de sono, é mesmo por não entendermos patavina.

Presente De Morte é como Donnie Darko: ficção científica ao relantim, com um formalismo milimétrico que, inevitavelmente, grita por Kubrick, mas com menos ritmo. Cameron Diaz (que continuam a envelhecer muito mal) confunde, ainda por cima, underacting com cara de bolacha maria e uma prestação anémica. Mas Presente De Morte até nem começa mal, pelo menos enquanto lança a trama. Porém, vemos que algo de estranho se passa quando um aluno, em pleano aula, diz à professora Cameron Diaz para se descalçar porque a viu a mancar e esta acede, revelando um pé com dedos amputados e ficando humilhada para todo o sempre. Hum? O que foi mesmo que acabámos de ver?

Assim, depois de colocados os trunfos na mesa – sempre em ritmo reflexivo, às vezes até em demasia –, Kelly parece ter dificuldade em preencher os buracos da história. Por isso, recorre à muleya Lynch, ou seja, ser esquisito. E por vezes de forma aleatória. Chegamos então ao fim e já muita coisa está a fazer sentido. Além disso, Richard Kelly ainda nos dá um pontapé no meio dos olhos, sublinhando a grosso que é melhor suicidar-nos do que ficarmos surdo-mudos. Como disse? Disse Cheeseburger. Aaah!

Posted by: dermot @ 9:38 da manhã
|  




sábado, julho 23, 2011  

A ÁRVORE DA VIDA:

Título: The Tree Of Life
Realizador: Terrence Malick
Ano: 2011


Seis filmes em 40 anos de carreira, com um hiato de 20 pelo meio. Apesar dos números pouco impressionáveis, Terence Malick é um dos mestres mais venerados da sétima arte e, o mais espantoso ainda, um dos mais consensuais. Basta olhar para o seu palmarés que, em curtos seis filmes, acumula inúmeras nomeações aos Oscares, um Urso de Ouro e uma Palma de Ouro. A questão que se coloca é: será Malick assim tão bom ou tem um grande director de marketing (leia-se grande táctica de marketing, que inclui um retiro de reclusão com mais de vinte anos sem ser fotografado ou dar entrevistas)?

Depois de se ter debruçado sobre o nascimento do novo mundo, a sua América natal, na revisitação do romance entre John S mith e Pocahontas, Terence Malick terminou agora um projecto que já se arrastava desde os anos 70 – A Árvore Da Vida é uma reflexão sobre a origem da vida e do Mundo, segundo uma abordagem mais criacionista. O filme tem sido amiúde comparado a 2001: Odisseia No Espaço, pelo seu carácter longamente reflexivo e narrativamente desconstruído; mas a mim faz-me especialmente espécie não surgurem mais comparações com aquele monumento de cinema que é O Último Capítulo, outra reflexão sobre as origens da vida, que até tem uma abordagem mais ou menos simbólica da yggdrasil, a árvore da vida.

A Árvore Da Vida é uma espécie de saga familiar ao longo de várias décadas. Brad Pitt é o patriarca austero de uma típica família do interior norte-americano, numa recriação de época irrepreensível (incluindo a luz, que por vezes se aproxima daquele monumento que é Dias Do Paraíso). Pitt contrasta com a ingénua, luminosa e submissa Jessica Chastain, na educação de três filhos varões, onde se destaca a estreia segura de Hunter McCraken. Com um amplo arco narrativo, acompanhamos o crescimento e aquele ritual de transição que o cinema americano tanto gosta de McCraken, até crescer e se tornar no Sean Penn, que praticamente não tem falas no filme. Malick é conhecido por não ter contemplações para com os seus actores: se entender que uma sequência não planeada de uma andorinha a nidificar implica cortar a participação de um actor qualquer, seja ele quem for, Malick não tem qualquer problema em o fazer. Por isso é que é também tão adorado pelos cinéfilos. Ao não fazer concessões perante o seu idealismo romântico e poético, Malick ficará para sempre como o movie brat incorrigível.

Filmado em longos plano-sequência, que se imiscuem entre os actores, e com uma fotografia cuidada que vale qualquer Oscar da especialidade, A Árvore Da Vida não se furta a um prólogo e a um epílogoa la Malick. Significa isso que, no início e no final do flme, envereda-se por longas sequências introspectivas, em que o símbolo é mais importante que o verbo. E se o epílogo se limita a desconstruir a narrativa, o prólogo é altamente dispensável, não pelo agregado de imagens naturalistas altamente superiores – e que poderiam ser uma sequela não-oficial de Baraka -, mas por terminarem com uma ridícula sequência em (mau) cgi, com dinossauros(!).

Terence Malick é mesmo um cineasta acima da média, mas não é assim tão iluminado para que se tenha que venerar qualquer filme seu de olhos fechados. A Árvore Da Vida deve ser um filme a ver antes de morrer por qualquer pessoa de bem, mas Malick já fez bem melhor que este McBacon.

Posted by: dermot @ 10:13 da manhã
|  




segunda-feira, julho 18, 2011  

BIUTIFUL:

Título: Biutiful
Realizador: Alejandro González Iñárritu
Ano: 2010


Foi estranho não lhe terem chamado nova vaga do cinema mexicano quando, aqui há uns anitos, surgiram meia-dúzia de tipos do México a fazerem filmes de qualidade. Alejandro González Iñarritu, a meias com o argumentista Guillermo Arriaga, foram dos que mais se destacaram, devido a dois filmes bastante jeitosos: Amor Cão e 21 Gramas. Depois completaram a trilogia com Babel, novamente em filme-mosaico e novamente sob as temáticas da incomunicabilidade em redor de personagens em situações de miséria extrema (sentimental e/ou física), mas aí a coisa já não convenceu tanto.

Entretanto, Iñarritu e Arriaga desentenderam-se. Aparentemente, o argumentista entendia que o sucesso do realizador devia-se, exclusivamente, aos seus dotes natos para escrever histórias em formato mosaico. Chatearam-se, separaram-se e seguiram caminhos separados. Enquanto Arriaga já escreveu um filmalhaço (olá Os Três Enterros De Um Homem) e realizou outro mais ou menos (sempre em formato mosaico, ou não estivesse Arriaga para este formato assim como Shyamalan está para os twists finais), Iñarritu tem estado a preparar esta sua grande produção novamente em língua espanhola: Biutiful.

Vemos Biutiful e reconhecemos Iñarritu por todos os lados: as cores esbatidas, a fotografia cuidada, a câmara ao ombro, ora trepidante ora incómoda… Novamente a temática da incomunicabilidade e personagens em sofrimento físico e espiritual. Só lá falta o – adivinhem! – formato mosaico, mas isso já é marca registada de Arriaga. Vemos então Biutiful, duas horas e meia que não maçam, um Javier Bardem com grande dignidade, mas… chegamos ao fim e nada. Nada do que vimos ficou registado e não entedemos bem porquê. No entanto, basta pensar um bocadinho no assunto para chegarmos à conclusão do que o que vimos é apenas uma enorme salgalhada.

Para começar, Iñarritu parece coleccionar esteriótipos, já que não há uma personagem em Biutiful que não seja um coitadinho. A Bardem já não bastava ser um pelintra pai solteiro de duas crianças, que se move no underground de Barcelona, negociando falsificações com os chineses e vendendo-as aos guineenses, como ainda tem cancro na próstata, mata acidentalmente duas dezenas de chineses (porque não sabem desligar um aquecedor ou abrir uma janela), tem uma (ex)mulher bipolar e puta e um irmão que o encorna. Ah, e é medium(!), tendo como hobby(!!) ajudar as almas de criancinhas mortas a encontrar o caminho para o céu. Como se isto não bastasse, os chefes dos chineses que negoceiam com ele são gays reprimidos. Com alguns anões na história e Biutiful seria imparável em bizarria, aleatoriedade e esteriótipos à Teresa Villaverde.

Numa dicotomia constante de valores (o moral e o imoral, a culpa e o remorso, o amor e a solidão), Biutiful arrasta-se por esta colecção de miséria humana com pesada solenidade, sem que nada de especial aconteça. Bardem quer morrer em paz, mas a vida nem isso o deixa. Mas aparte de tanto sofrimento, não acontece nada realmente capaz de fazer valer o filme. E, decididamente, não são os fantasmas que Bardem vê nos seus tempos livres e que nos ensinam que, quando alguém morre, a sua alminha põe-se em pé em cima do armário mais perto.

Há uns tempos lembro-me de ver na net um tipo que vendeu no ebay uma caixa cheia de nada (e ainda ofereceu a caixa). Biutiful é essa caixa cheia de nada; é bonita, agradável e simpática, mas lá dentro não tem nada. Mentirinha, tem um Double Cheeseburger. Mas que não sabe praticamente a nada.


Posted by: dermot @ 12:40 da tarde
|  




sábado, julho 16, 2011  

SECONDS APART:

Título: Seconds Apart
Realizador: Antonio Negret
Ano: 2011


Por vezes ponho-me a fazer contas à vida e chego à conclusão que, para conseguir ver os filmes todos que gostaria de ver antes de morrer, teria que ver para aí dois por dia. Claro que ter tempo para ver dois filmes diariamente implica não trabalhar ou, pelo menos, não ter vida social. E, mesmo assim, se calhar o tempo não chegava. Por isso, perante este cenário, interrogo-me por que é que insisto em ver filmes piores do que cuspir na sopa, títulos que cheiram mal à distância, mas que mesmo assim decido dar-lhes uma oportunidade, na tímida esperança de encontrar uma qualquer obra-prima escondida. Mas para que raio preciso de encontrar uma obra-prima escondida, se já existem tantas já descobertas que ainda não vi?

Enfim, a mente humana tem desígnios que a racionalidade desconhece. E, por isso, por mais filmes com provas dadas no mundo da sétima arte que eu queira ver, irei sempre dar oportunidade a parvoíces como Seconds Apart. Não sei o que me chamou a atenção para este thriller sobrenatural, com queda para o terror, com dois irmãos gémeos emos, mas desde que a Sofia Alves se especializou no tema, nas telenovelas da TVI, que fiquei com um fascínico recalcado qualquer com gémeos.

Existe uma tendência junto dos jovens cineastas que parece defender que um thriller só é bom se for muito confuso. Quanto mais enleado, mais descabido e mais mindfuck for, melhor. Eu acho que isso começou com o sucesso desonesto de Efeito Borboleta, mas se calhar é só a minha má língua a falar… O que é certo é que continuamos a ver milhentos thrillers sobrenaturais que não fazem sentido nenhum, de tão forçados ou irrealistas que são. Vejamos Seconds Apart: dois irmãos gémeos, nascidos por indução de drogas experimentais, que têm poderes de hipnotismo, telecinesia e controle da mente, e que se divertem a forçar os seus colegas de escola a suicidarem-se de formas macabras para verem se extrair algum sentimento daquelas experiências.

Com uma edição desastrosa, Antonio Negret tenta parir daqui um mindblowing movie, com alguns toques de classe de horror gráfico, mas toda a gente sabe que colocar umas tipas com pele a mais à mostra para a coisa ser mais eficaz. Com uma trama espertalhona, recheada de elementos que ficamos sempre à espera de saber para que servem e que, afinal, não servem para coisa nenhuma – um dos gémeos é diabético e de meia em meia hora tem que se injectar ou uma colega da escola tem umas alucinações com um velho desfigurado que nunca sabemos quem é nem porquê –, e uma mão cheia de más decisões – ora que coisa, então na cena imeadiatamente a seguir aos irmãos combinarem que vão manter low profile para ninguém desconfiar de nada, acabam por induzir o reitor da escola a suicidar-se com requintes de malvadez, apenas para ele revelar quem os denunciou… Mas então para que serviam os poderes de hipnotismo? – fazem deste Seconds Apart uma trapalhice sem muito por onde se pegue.

O que acaba por justificar que se fale, ao menos, de Seconds Apart, é a presença de Orlando Jones, na pele do polícia que tenta desvendar o caso, mas que tem que se preocupar de igual forma com o trauma da esposa morta num incêncio. Orlando Jones passa o filme suficientemente atormentado para que acreditemos que todo esse enfado se deve ao facto de ter que estar a aturar fazer Seconds Apart. Vale um Happy Meal, mas com um brinquedo repetido.

Posted by: dermot @ 8:15 da tarde
|  




quinta-feira, julho 14, 2011  

INDOMÁVEL:

Título: True Grit
Realizador: Joel & Ethan Coen
Ano: 2010


Os irmãos Coen já tinham andado a vasculhar no faroeste americano, mas Irmão, Onde Estás? não era propriamente um western. Por isso, os manos decidiram suprir essa lacuna, imperdoável no repertório de quem tem andado a construir carreira reciclando os géneros clássicos da sétima arte norte-americana – o noir de O Barbeiro e o neo-noir de Sangue Por Sangue, o thriller de Fargo ou a comédia suburbana de O Quinteto Da Morte –, refazendo um western fundamental da história das caubóiadas: Indomável, o remake de A Velha Raposa, filme que valeu o único Oscar da carreira daquele monumento que foi John Wayne.

Metade de Indomável é Hailee Steinfeld, a menina-prodígio revelação de 2010 (e, se isto continuar assim, de 2011 também), uma criança de 14 anos com lábia e desenrascada qb que, para vingar a morte do pai, contrata o caubói mais temido do faroeste para capturar o assassino. E esse caçador de recompensas de pala no olho à la Snake Plissken é a outra metade do filme: Jeff Bridges, a misturar a sua própria persona com a personagem, num overacting cheio de estilo, que pela net a fora tem valido a descrição de the dude meets the duke, referindo-se a O Grande Lebowski e a John Wayne himself.

Mas Indomável é ainda um terço de Matt Damon, na pele de um caubói texano cheio de pinta, a contrastar com o vagabundo de Jeff Bridges, e que, para piorar ainda mais a sua credibilidade, leva um tareão que lhe deixa a língua trilhada – e, consequentemente, quase imperceptível o que diz. Agora perguntam vocês: desde quando é que um filme pode ter duas metades e mais um terço? Há duas respostas: quando a conta está errada ou quando o filme é acima da média. Neste caso, conseguem fazer ideia de qual é a resposta certa?

Os irmãos Coen montam então este western à sua maneira, ou seja, de forma cool e reciclando os moldes clássicos. São como um Tarantino, mas mais bem vestidos. Vão buscar a secura de Sam Peckinpah, mas Indomável não é tão árido; vão buscar a violência dos western spaghettis, mas Indomável não é tão amoral e sensacionalista; e vão buscar os clássicos, de Ford a Howard Hawks, mas Indomável não é tão bidimensional. Indomável é, portanto, um neo-western, mas não é nenhum Clint Eastwood circa Imperdoável ou as novas abordagens mais existencialistas (e duras) de John Hillcoat (olá Escolha Mortal).

Os Coen já nos habituaram a entremear trabalhos mais sérios com outros mais descomprometidos. Depois de Um Homem Sério e de Destruir Depois De Ler já estava na altura de outro filmea doer. E Indomável é esse filme: um McBacon.

Posted by: dermot @ 10:10 da manhã
|  




quinta-feira, julho 07, 2011  

MULHOLLAND DRIVE:

Título: Mulholland Dr.
Realizador: David Lynch
Ano: 2001


David Lynch andava a ser acusado de ser um tipo esquisito como o caraças, quando fez Uma História Simples, um dos seus filmes mais “normais”. Aclamação da crítica, sucesso do público e nomeações aos Oscares e estavam refeitas as pazes. Então vai daí que Lynch atira-nos Mulholland Drive, a sua maior esquisitice desde Twin Peaks e, automaticamente, elevado a filme de culto por todos aqueles que não o perceberam, mas que têm vergonha de o admitir.

Era para ter sido uma série de televisão, mas acabou em longa-metragem. Mulholland Drive é a história de uma aspirante actriz, Betty Elms (Naomi Watts), que se muda da parvalheira para a cidade dos sonhos, Hollywood, em busca do jackpot no mundo da representação. No entanto, o que encontra antes é um mistério que envolve Rita (Laura Harring), uma tipa que teve um acidente de viação e que não se lembra do seu passado. Uma elegia a Hollywood, recuperando o glamour da época dourada e um je ne se quoi de divas decadentes à la Crepúsculo Dos Deuses (Sunset Boulevard e Mulholland Drive, percebem a referência?).

Esta é a sinopse possível de Mulholland Drive porque, como se sabe, em Lynch as coisas são sempre muito mais além do que se afiguram. Para já porque os seus filmes não se limitam ao género. Basta olhar como Mulholland Drive é todo ele Douglas Sirk, um pastiche de melodrama suburbano ambientado de mistério policial amnésico, que Hitchcock ou De Palma não desdenharia. No entanto, tal como a trama, o próprio filme também não é linear e, por vezes, o simbólico acaba por ser um campo de acção mais interventivo que a própria realidade.

David Lynch já deu umas pistas para se entender Mulholland Drive, mas um dos aspectos mais valiosos do filme é que, cada um, pode fazer a sua própria interpretação. Por vezes, podemos não estar a pereber patavina da cena, mas nunca perdemos a sensação de que o que estamos a ver é importante. E não, isto não é pseudo-intelectualismo pedante. É antes um cinema que, mais do que narrativa convencional, por vezes limita o espectador às sensações mais básicas do ver e ouvir. Se bem que depois é bem divertido encaixar as peças do puzzle.

É certo que em Mulholland Drive, Lynch recicla algumas das suas ideias anteriores e junta-as a outras que voltaria a repisar nos seus trabalhos posteriores. Encontramos aqui marcas suas, como a abordagem da temática do duplo (olá Estrada Perdida), as personagens bizarras ou situações mais ou menos caricatas. Angelo Badalamenti volta a assinar a partitura musical e, como sabemos, é o homem ideal para ambientar as trips mentais de Lynch. No entanto, mesmo para quem prefere um filme com um princípio, meio e fim assumidos, ou para todos aqueles para quem velhinhos pequeninos a saírem de uma caixa azul que cai das mãos de um mendigo que povoa os pesadelos de uma personagem incógnita não são propriamente uma boa ideia, Mulholland Drive acaba por ser um filme a ver, ou não tivesse Naomi Watts e Laura Harring em cenas lésbicas softcore.

Mulholland Drive é um dos melhores McRoyal Deluxes de David Lynch e, se sentiu necessidade de ir procurar à net um daqueles sites que explica cena a cena o sentido do filme, é porque não gostou dele realmente.

Posted by: dermot @ 7:56 da tarde
|  




quarta-feira, julho 06, 2011  

A RAÍZ DO MEDO:

Título: Primal Fear
Realizador: Gregory Hoblit
Ano: 1996


Por vezes temos o privilégio de ver nascer uma estrela in loco. É raro, não acontece muitas vezes e é um fenómeno que está sobretudo dependente da sorte. Em 1993, tivemos a felicidade de assistir a uma dessas ocasiões: em A Raíz Do Medo, nascia Edward Norton. Na altura, para um cinéfilo novato como eu (mas já bastante imodesto, claro), o impacto foi forte. Foi como se a sala de cinema fosse uma tipa a parir e o Richard Gere a parteira.

A Raíz Do Medo tinha tudo para ser mais uma mera nota de rodapé na história do cinema, mas Edward Norton fez questão de alterar isso. Com a sua cara de anjo e uma gaguez adorável, mas com uma personalidade com mau feitio, Norton lançava aqui uma carreira que se afigurava brilhante, ainda para mais porque logo a seguir vieram mais um par de filmes de craveira, como Clube De Combate ou América Proibida. No entanto, nos últimos tempos, o actor norte-americano só tem feito merdum e, verdade seja dita, o seu nome num cartaz dum filme já não empolga por aí além.

Mas vamos a A Raíz Do Medo: Gere é um advogado sem comparação naquilo que faz, ou seja, em defender casos aparentemente indefensáveis. A única coisa mais parecido com um rival que tem é uma advogada que, apenas por acaso, é uma ex-namorada (Laura Linney) que trabalha como advogada de acusação no Ministério Público. Por isso, quando um jovem acólito (Edward Norton) é acusado de chachinar o padre local, Gere vê no caso uma excelente oportunidade profissional e uma óptima ocasião de aparecer diariamente na televisão.

Portanto, A Raíz Do Medo tem tudo para ser um drama de tribunal convencional: um jovem comete um crime do qual, ao que tudo indica, é culpado; é pelintra demais para contratar um advogado; mas há um suficientemente decente para aceitar o seu caso e defendê-lo de graça. Contudo, A Raíz Do Medo é mais do que aparenta. Principalmente por causa da reviravolta final, que, apesar de todas as cambalhotas que o argumento vai tendo, ainda tem força suficiente para ganhar o filme e figurar em qualquer lista dos melhores twists da história do cinema. Mas também por causa de Edward Norton, claro, e de um Richard Gere mais empenhado do que simplesmente andar a bambolear os seus caracóis grisalhos.

Gregory Hoblit que, juntamente com o também subvalorizado A Queda, fez dois filmes excelentes e depois desapareceu no meio de uma remessa de títulos medíocres, ecoa ainda em A Raíz Do Medo fantasmas de um film noir que chega aos nossos tempos por caminhos transviados: o herói amoral e com esqueletos no armário. Daí também o título algo críptico: qual o medo primário de um advogado? Não será o de saber que a causa que defende é errada? Uma metaquestão que faria Humphrey Bogart consumir-se em cigarros.

No entanto, mesmo que não houvessem todas estas boas razões, A Raíz Do Medo teria sempre que ser um filme que agradaria a qualquer português, ou não fizesse ele mais pela divulgação da música nacional lá fora que qualquer embaixador de bigode. Dulce Pontes não só aparece na banda-sonora, como as personagens aproveitam para dialogar sobre quão boa é a música que se ouve e mostrar a capa do disco. Só é pena passar a ideia que Dulce Pontes é hispânica. Mas pronto, não se pode ter tudo, música portuguesa num McRoyal Deluxe de Hollywood já é mais que bom.

Posted by: dermot @ 11:50 da manhã
|  





COTAÇÃO:
10 - Royale With Cheese
9 - Le Big Mac
8 - McRoyal Deluxe
7 - McBacon
6 - McChicken
5 - Double Cheeseburger
4 - Cheeseburger
3 - Caixinha de 500 paus (Happy Meal)
2 - Hamburga de Choco
1 - Pão com Manteiga

TAKE:
Take - cinema magazine | take.com.pt


ARE YOU TALKING TO ME:
DUELO AO SOL
CLARENCE HAD A LITTLE LAMB
GONN1000
BITAITES
ANTESTREIA
CINEBLOG
CINEMA NOTEBOOK
CONTRA CAMPO
ZONA NEGRA
O MELHOR BLOG DO UNIVERSO
A CAUSA DAS COISAS
O MEU PIU PIU
AMARCORD
LAURO ANTÓNIO APRESENTA
SARICES ARTÍSTICAS
A RAZÃO TEM SEMPRE CLIENTE
MIL E UM FILMES
AS IMAGENS PRIMEIRO
A DUPLA PERSONALIDADE
TRASH CINEMA TRASH
SUNSET BOULEVARD
CINEMA XUNGA


ARE YOU TALKIN' TO ME?
cinephilus@mail.pt


CRÍTICAS:
- A Armadilha
- A Arte De Pensar Negativamente
- A Árvore Da Vida
- A Balada de Jack And Rose
- A Bela E O Paparazzo
- A Boda
- À Boleia Pela Galáxia
- A Cabana Do Medo
- A Cela
- A Canção De Lisboa
- A Cara Que Mereces
- A Casa Dos 1000 Cadáveres
- A Casa Maldita
- A Cidade Dos Malditos
- A Ciência Dos Sonhos
- A Comunidade
- A Cor Do Dinheiro
- A Costa Dos Murmúrios
- A Criança
- A Dália Negra
- A Dama De Honor
- A Descida
- A Duquesa
- À Dúzia É Mais Barato
- A Encruzilhada
- A Estrada
- A Estranha Em Mim
- A Frieza Da Luz
- A Fúria Do Dragão
- A História De Uma Abelha
- A Honra Da Família
- A Janela (Maryalva Mix)
- A Lagoa Azul
- A Lenda Da Floresta
- A Liga Dos Cavalheiros Extraordinários
- A Lista De Schindler
- A Lojinha Dos Horrores
- A Mais Louca Odisseia No Espaço
- A Maldição Da Flor Dourada
- A Mansão
- A Maravilhosa Aventura De Charlie
- A Marcha Dos Pinguins
- A Máscara
- A Máscara De Cristal
- A Menina Jagoda No Supermercado
- A Minha Bela Lavandaria
- A Minha Vida Sem Mim
- A Morte Do Senhor Lazarescu
- A Mosca
- A Mulher Do Astronauta
- A Mulher Que Viveu Duas Vezes
- A Múmia
- A Noiva Cadáver
- A Noiva Estava De Luto
- A Origem
- A Outra Margem
- A Paixão De Cristo
- A Pele Onde Eu Vivo
- A Pequena Loja Dos Horrores
- A Prairie Home Companion - Bastidores Da Rádio
- A Presa
- À Procura Da Terra Do Nunca
- A Promessa
- À Prova De Morte
- A Rainha
- A Rai­nha Africana
- A Raiz Do Medo
- A Rapariga Santa
- A Rede Social
- A Religiosa Portuguesa
- A Ressaca
- A Residencial Espanhola
- A Sangue Frio
- A Secretária
- A Semente Do Diabo
- A Senhora Da Água
- A Severa
- A Sombra Do Caçador
- A Sombra Do Samurai
- A Tempestade No Meu Coração
- A Tempo E Horas
- A Torre Do Inferno
- A Turma
- A Última Famel
- A Última Tentação De Cristo
- A Valsa Com Bashir
- A Verdadeira História De Jack, O Estripador
- A Viagem De Chihiro
- A Viagem De Iszka
- A Vida De Brian
- A Vida É Um Jogo
- A Vida É Um Milagre
- A Vida Em Directo
- A Vida Secreta Das Palavras
- A Vila
- A Vítima Do Medo
- A Vizinha Do Lado
- A Volta Ao Mundo Em 80 Dias
- Aberto Até De Madrugada
- Abraços Desfeitos
- Acção Total
- Aconteceu No Oeste
- Across The Universe
- Actividade Paranormal
- Acusado
- Adam Renascido
- Admitido
- Adriana
- Aelita
- Ágora
- Água Aos Elefantes
- Air Guitar Nation
- Albert, O Gordo
- Aldeia Da Roupa Branca
- Alice
- Alice In Acidland
- Alice No País Das Maravilhas
- Alien - O Oitavo Passageiro
- Aliens - O Reencontro Final
- Alien - A Desforra
- Alien - O Regresso
- Alien Vs. Predador
- Alien Autopsy
- Alma Em Paz
- Almoço De 15 De Agosto
- Alphaville
- Alta Fidelidade
- Alta Golpada
- Alta Tensão
- Alucinação
- Amália
- Amarcord
- American Movie
- American Splendor
- Amor À Queima-Roupa
- Amor De Verão
- Amor E Corridas
- Amor E Vacas
- Amor Em Las Vegas
- Amor Ou Consequência
- And Soon The Darkness
- Angel-A
- Animal
- Annie Hall
- Anónimo
- Antes Do Anoitecer
- Antes Que O Diabo Saiba Que Morreste
- Anticristo
- Anvil! The True Story of Anvil
- Anytinhig Else - A Vida E Tudo Mais
- Appaloosa
- Apocalypto
- Aquele Querido Mês De Agosto
- Aracnofobia
- Aragami
- Arizona Dream
- Armin
- Arséne Lupin - O Ladrão Sedutor
- As Asas Do Desejo
- As Aventuras De Jack Burton Nas Garras Do Mandarim
- As Aventuras De Tintim - O Segredo Do Licorne
- As Aventuras Do Príncipe Achmed
- As Bandeiras Dos Nossos Pais
- As Bonecas Russas
- As Canções De Amor
- As Crónicas De Narnia - O Leão, A Feiticeira E O Guarda-Roupa
- As Diabólicas
- As Ervas Daninhas
- As Invasões Bárbaras
- As Lágrimas Do Tigre Negro
- As Leis Da Atracção
- As Noites Loucas Do Dr. Jerryll
- As Penas Do Desejo
- As Tartarugas Também Voam
- As Vidas Dos Outros
- Aberto Até De Madrugada
- Assalto À Esquadra 13 (1976)
- Assalto À Esquadra 13 (2005)
- Assalto Ao Santa Maria
- Assassinos Natos
- Ata-me
- Até Ao Inferno
- Até Ao Limite Do Terror
- Atraídos Pelo Crime
- Através Da Noite
- Attack Of The 50 Foot Woman
- Aurora
- Austrália
- Autocarro 174
- Avatar
- Aviva, Meu Amor
- Aztec Rex
- Azul Metálico

- Babel
- Backbeat, Geração Inquieta
- Balas E Bolinhos - O Regresso
- Balbúrdia No Oeste
- Bando À Parte
- Baraka
- Barbarella
- Barreira Invisí­vel
- Batman
- Batman Regressa
- Batman - O Início
- Be Cool
- Beijing Bastards
- Belleville Rendez-Vouz
- Bem-vindo À Zombieland
- Bem-vindo Ao Norte
- Berlin 36
- Birth - O Mistério
- Biutiful
- Black Sheep
- Black Snake Moan - A Redenção
- Blade Runner - Perigo Iminente
- Blueberry
- Boa Noite E Boa Sorte
- Bobby Darin - O Amor É Eterno
- Body Rice
- Bombom
- Bom Dia Noite
- Bom Dia Vietnam
- Bonnie E Clyde
- Boogie Nights
- Borat
- Brasil - O Outro Lado Do Sonho
- Breakfast On Pluto
- Brincadeiras Perigosas (2007)
- Brisa De Mudança
- Bronson
- Bruce, O Todo-poderoso
- Bruiser - O Rosto Da Vingança
- Bruno
- Buffalo 66
- Bubba Ho-Tep
- Bullit
- Bunker Palace Hotel
- Buried
- Busca Implacável
- Bz, Viagem Alucinante

- Cadillac Records
- Cães Danados
- Cães De Palha
- Café E Cigarros
- Call Girl
- Camino
- Capitão Alatriste
- Capitão América - O Primeiro Vingador
- Capote
- Carrie
- Cartas Ao Padre Jacob
- Cartas De Iwo Jima
- Casa De Loucos
- Casablanca
- Casino Royale
- Catwoman
- Cavalo De Guerra
- Cemitério Vivo
- Censurado
- Centurion
- Charlie E A Fábrica De Chocolate
- Che - Guerrilha
- Che - O Argentino
- Chemical Wedding
- Chéri
- Chinatown
- Chocolate
- Choke - Asfixia
- Chovem Almôndegas
- Christine - O Carro Assassino
- Cidade Fria
- Cinco Dias, Cinco Noites
- Cinema Paraíso
- Cinerama
- Cisne Negro
- Clube De Combate
- Coco Avant Chanel
- Coisa Ruim
- Cold Mountain
- Cold Weather
- Colete De Forças
- Colisão
- Com Outra? Nem Morta!
- Comboios Rigorosamente Vigiados
- Comer Orar Amar
- Complexo - Universo Paralelo
- Conan, O Bárbaro
- Contrato
- Control
- Controle
- Coração De Cavaleiro
- Coração De Gelo
- Coração Selvagem
- Corações De Aço
- Coragem De Mãe: Confrontando O Autismo
- Corre Lola Corre
- Correio De Risco
- Correio De Risco 3
- Corrida Contra O Futuro
- Corrupção
- Cozinhando A História
- Crank - Veneno No Sangue
- Crank - Alta Voltagem
- Cremaster
- Crime Ferpeito
- Crippled Masters
- Cristóvão Colombo - O Enigma
- Crónica Dos Bons Malandros
- Crueldade Intolerável
- Cubo
- Culture Boy
- Cypher
- Cyrano de Bergerac (1950)

- Daisy Town
- Dallas
- Danny The Dog - Força Destruidora
- Daqui P'ra Frente
- Dark City - Cidade Misteriosa
- De Cabeça Para Baixo
- De Homem Para Homem
- De Olhos Abertos
- De Olhos Bem Fechados
- De Sepultura Em Sepultura
- De Tanto Bater O Meu Coração Parou
- De-Lovely
- Delhi Belly
- Dead Snow
- Death Race 2000
- Deixa-me Entrar
- Delicatessen
- Demolidor - O Homem Sem Medo
- Dentro Da Garganta Funda
- Depois Do Casamento
- Destruir Depois De Ler
- Diamante De Sangue
- Diário Dos Mortos
- Diários De Che Guevara
- Dias De Futebol
- Dick E Jane - Ladrões Sem Jeito
- Dictado
- Die Hard 4.0 - Viver Ou Morrer
- Die You Zombie Bastards!
- Dogma
- Domino
- Don Juan DeMarco
- Donnie Brasco
- Doom - Sobrevivência
- Doomsday - Juízo Final
- Dorian Gray
- Dot.Com
- Dr. Estranhoamor
- Drácula 2001
- Drácula De Bram Stoker
- Drive - Risco Duplo
- Dreamgirls
- Duas Mulheres

- É Na Terra Não É Na Lua
- Easy A
- Easy Rider
- Eduardo Mãos De Tesoura
- Efeito Borboleta
- El Mariachi
- El Topo
- Ela Odeia-me
- Eles
- Eles Vivem
- Elvis
- Em Bruges
- Em Busca Da Felicidade
- Em Carne Viva
- Em Liberdade
- Em Nome De Caim
- Em Nome De Deus
- Em Paris
- Em Privado
- Embargo
- Encarnação Do Demónio
- Encontros Em Nova Iorque
- Encrenca Dupla
- Encurralada
- Ensaio Sobre A Cegueira
- Enterrado Na Areia
- Entre Os Dedos
- Entrevista
- Equilibrium
- Era Uma Vez No México
- Eraserhead - No Céu Tudo É Perfeito
- Escola De Criminosos
- Escolha Mortal
- Esporas De Aço
- Estado De Guerra
- Estamos Vivos
- Este É O Meu Lugar
- Este País Não É Para Velhos
- Estômago
- Estrada Perdida
- Estranhos
- Estrellita
- Eu Amo-te Phillip Morris
- Eu, Peter Sellers
- Eu Sou A Lenda
- Eu Sou Evadido
- Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos
- Everything Must Go
- Evil Dead - A Noite Dos Mortos-Vivos
- Evil Dead 2 - A Morte Chega De Madrugada
- Evil Dead 3 - O Exército Das Trevas
- Ex-Drummer
- Exterminador Implacável 1
- Exterminador Implacável 2 - O Dia Do Julgamento Final
- Exterminador Implacável 3 - Ascensão Das Máquinas
- Exterminador Implacável 4 - A Salvação

- Factory Girl - Quando Edie Conheceu Warhol
- Factotum
- Fados
- Fahrenheit 9/11
- Falso Alarme
- Fando E Lis
- Fantasmas De Marte
- Fargo
- Faster, Pussycat! Kill! Kill!
- Fausto 5.0
- Favores Em Cadeia
- Felicidade
- Feliz Natal
- Férias No Harém
- Festival Rocky De Terror
- Ficheiros Secretos: Quero Acreditar
- Fim De Ano Em Split
- Fim-De-Semana Alucinante
- Final Cut - A Última Memória
- Fish Tank
- Florbela
- Flores Partidas
- Fome
- Footloose - A Música Está Do Teu Lado
- Força Delta
- Forrest Gump
- Freddy Vs. Jason
- Frenético
- Frida
- Frost/Nixon
- Fruto Proibido
- Fuga De Los Angeles
- Fuga Para A Vitória
- Fur - Um Retrato Imaginário De Diane Arbus
- Fúria Cega
- Fúria De Viver
- Fúria Silenciosa

- Gabrielle
- Gainsbourg - Vida Heróica
- Gang Dos Tubarões
- Gangs de Nova Iorque
- Garden State
- Génova
- GI Joe - O Ataque Dos Cobra
- Godzilla
- Goodbye Lenine!
- Gosford Park
- Gothika
- Gran Torino
- Grande Mundo Do Som
- Gremlins
- Grizzly Man
- Gru - O Maldisposto
- Guerra Dos Mundos (2005)
- Guerra Dos Mundos (1953)

- Há Lodo No Cais
- Hairspray
- Half Nelson - Encurralados
- Hard Candy
- Harley Davidson E O Cowboy Do Asfalto
- Harold E Maude
- Harry Brown
- Haverá Sangue
- Hawai Azul
- He-Man - Mestres Do Universo
- Head On - A Esposa Turca
- Heartbreak Hotel
- Hell Ride
- Hellboy
- Hellboy 2: O Exército Dourado
- Helter Skelter - O Caso De Sharon Tate
- Henry E June
- Hereafter - Outra Vida
- Hiena
- História De Duas Irmãs
- História De Um Fotógrafo
- Hobo With A Shotgunbr> - Hollywood Ending
- Homem Aranha
- Homem Aranha 2
- Homem Aranha 3
- Homem De Ferro
- Homem Demolidor
- Homem Em Fúria
- Homens De Negro
- Homens De Negro 2
- Homens Que Matam Cabras Só Com O Olhar
- Hostel
- Hostel 2
- Hot Fuzz - Esquadrão De Província
- Howl - Grito
- Hugo

- I Am Sam - A Força Do Amor
- I Spit On Your Grave
- I'll See You In My Dreams
- Iluminados Pelo Fogo
- I'm Still Here
- I Wanna Hold Your Hand
- Imitação Da Vida
- Imortal
- In Search Of A Midnight Kiss
- Indiana Jones E O Reino Da Caveira De Cristal
- Indomável
- Infiltrado
- Inimigos Públicos
- INLAND EMPIRE
- Inquietos
- Insidioso
- Insónia
- Intervenção Divina
- Intriga Internacional
- Invictus
- Irmão, Onde Estás?
- It
- It Might Get Loud
- Italian Spiderman

- Jack Ketchum's The Girl Next Door
- Jackass 2
- Jackass 3D
- Jackie Brown
- Jacuzzi - O Desastre Do Tempo
- James Bond - Agente Secreto
- James Bond - Casino Royale
- James Bond - Quantum Of Solace
- Janela Indiscreta (1954)
- Janela Indiscreta (1998)
- Janela Secreta
- JCVD
- Joga Como Beckham
- John Rambo
- Jonestown - The Life And Death Of Peoples Temple
- Jovens Rebeldes - A Verdadeira História
- Julgamento
- Julie E Julia
- Juno
- Juventude Em Marcha
- Juventude Tardia

- Kalifórnia
- Kandahar
- Karate Kid
- Katyn
- Kenny
- Kick Ass - O Novo Super-herói
- Kids - Miúdos
- Kill Bill vol.2
- King Kong (2005)
- Kiss Kiss Bang Bang
- Kiss Me
- Klimt
- Kopps
- Kung-Fu-Zão
- Kung Pow - Punhos Loucos

- La Jetée
- La Vie En Rose
- Ladrões
- Lady Snowblood
- Laranja Mecânica
- Last Days - Os Últimos Dias
- Lavado Em Lágrimas
- Lemmy
- Léon, O Profissional
- Lichter
- Lindas Encrencas As Garotas
- Lobos
- Longe Da Terra Queimada
- Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho
- Lua De Mel, Lua De Fel
- Lucifer Rising
- Lucky Luke
- Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar

- M - Matou!
- Má Educação
- Machete
- Madrigal
- Maldito United
- Mamma Mia
- Manhattan
- Manô
- Mamonas Pra Sempre
- Mar Adentro
- Maria E As Outras
- Marie Antoinette
- Marjoe
- Marte Ataca!
- Matança De Natal
- Match Point
- Matou A Família E Foi Ao Cinem
- McQuade, O Lobo Solitário
- Meia-Noite Em Paris
- Meio Metro De Pedra
- Melancolia
- Melinda E Melinda
- Menina
- Mephisto
- Metrópolis
- Meu Nome É Bruce
- Miami Vice
- Milhões
- Milk
- Millenium 1. Os Homens Que Odeiam As Mulheres
- Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos
- Minha Mãe
- Minha Terra
- Misery - Capí­tulo Final
- Missão A Marte
- Missão Impossí­vel 3
- Missão Impossível - Missão Fantasma
- Missão Solar
- Mistérios De Lisboa
- Momentos Agradáveis
- Moneyball - Jogada De Risco
- Monsters - Zona Interdita
- Monstro
- Monty Phyton E O Cálice Sagradi
- Morte Cerebral
- Morte De Um Presidente
- Movimentos Perpétuos
- Mr. E Mrs. Smith
- Mrs. Henderson Presents
- Muito Bem, Obrigado
- Mulholland Drive
- Mundo Fantasma
- Mundos Separados
- Munique
- Murderball - Espírito De Combate
- Murish
- Mutilados
- Mysterious Skin

- Na Cama
- Nacho Libre
- Não Estou Aí
- Napoleon Dynamite
- Nas Costas Do Diabo
- Nas Nuvens
- Needle
- Nico: À Margem Da Lei
- Ninguém Sabe
- Nixon
- No Limite Do Amor
- No Vale De Elah
- Noite De Agosto
- Noite Escura
- Noivos Sangrentos
- Nome De Código: Cloverfield
- Northfork
- Nosferatu, O Vampiro
- Nothing
- Nova Iorque 1997
- Nove Raínhas
- Nunca Digas Sim

- O Acontecimento
- O Agente Da Broadway
- O Lugar Do Morto
- O Americano
- O Amor Acontece
- O Anjo Exterminador
- O Anti-Pai Natal
- O Artista
- O Assassínio De Jesse James Pelo Cobarde Robert Ford
- O Assassí­nio De Richard Nixon
- O Batedor
- O Bom Alemão
- O Bom, O Mau E O Vilão
- O Cabo Do Medo
- O Caminho De São Diego
- O Cão, O General E Os Pássaros
- O Capacete Dourado
- O Castelo Andante
- O Castor
- O Cavaleiro Das Trevas
- O China
- O Cobrador
- O Código Da Vinci
- O Comboio Dos Mortos
- O Comboio Mistério
- O Condenado
- O Couraçado Potemkin
- O Cowboy Da Meia-Noite
- O Crepúsculo Dos Deuses
- O Dedo De Deus
- O Delator!
- O Demónio
- O Despertar Da Besta
- O Despertar Da Mente
- O Deus Da Carnificina
- O Deus Elefante
- O Dia Em Que A Terra Parou (1951)
- O Dia Em Que A Terra Parou (2008)
- O Dia Da Besta
- O Discurso Do Rei
- O Enigma Do Espaço
- O Estranho Caso De Benjamin Button
- O Estranho Mundo De Jack
- O Evangelho Segundo São Mateus
- O Exorcista
- O Fatalista
- O Feiticeiro De Oz
- O Feitiço Do Tempo
- O Fiél Jardineiro
- O Gabinete Das Figuras De Cera
- O Gabinete Do Dr. Caligari
- O Gato Das Botas
- O Génio Do Mal (1976)
- O Grande Peixe
- O Grande Ditador
- O Guerreiro
- O Homem Duplo
- O Homem Que Copiava
- O Homem Que Sabia Demasiado
- O Homem Que Veio Do Futuro
- O Idealista
- O Jogo
- O Júri
- O Imperador Da Califórnia
- O Inquilino
- O Justiceiro Da Noite
- O Labirinto Do Fauno
- O Laço Branco
- O Lado Selvagem
- O Lago Perfeito
- O Leopardo
- O Livro Negro
- O Lobo Do Mar
- O Macaco De Ferro
- O Maquinista
- O Marinheiro De Água Doce
- O Menino De Ouro
- O Meu Tio
- O Milagre De Berna
- O Milagre Segundo Salomé
- O Mistério Galindez
- O Monstro Da Lagoa Negra
- O Mundo A Seus Pés
- O Nevoeiro (1980)
- O Ofício De Matar
- O Olho
- O Orfanato
- O Paciente Inglês
- O Padrinho - Parte I
- O Padrinho - Parte II
- O Padrinho - Parte III
- O Panda Do Kung Fu
- O Panda Do Kung Fu 2
- O Pesadelo De Darwin
- O Pistoleiro Do Diabo
- O Planeta Selvagem
- O Pó Dos Tempos
- O Portador Da Espada
- O Presidiário
- O Prisioneiro Do Rock
- O Protegido
- O Próximo A Abater
- O Quinto Elemento
- O Quinto Império
- O Regresso
- O Rei Dos Gazeteiros
- O Reino Proibido
- O Ritual
- O Ritual Dos Sádicos
- O Sabor Do Amor
- O Sargento Da Força Um
- O Segredo A Brokeback Mountain
- O Segredo De Um Cuscuz
- O Segredo Dos Punhais Voadores
- O Selvagem
- O Sentido Da Vida
- O Sétimo Selo
- O Sítio Das Coisas Selvagens
- O Sonho Comanda A Vida
- O Sonho De Cassandra
- O Sorriso De Mona Lisa
- O Tempo Do Lobo
- O Tesouro Da Sierra Madre
- O Tigre E A Neve
- O Tio Boonmee Que Se Lembra Das Suas Vidas Anteriores
- O Triunfo Da Vontade
- O Turista
- O Último Airbender
- O Último Grande Herói
- O Último Rei Da Escócia
- O Último Tango Em Paris
- O Último Voo Do Flamingo
- O Vingador Tóxico
- O Wrestler
- Ocean's Eleven - Façam As Vossas Apostas
- Odete
- Oldboy - Velho Amigo
- Olho Mágico
- Oliver Twist
- Ônibus 174
- Orca
- Órfã
- Os Amantes Regulares
- Os Amigos De Alex
- Os Bons E Os Maus
- Os Caça-Fantasmas
- Os Cavaleiros Do Asfalto
- Os Chapéus De Chuva De Cherburgo
- Os Cinco Venenos
- Os Clãs Da Intriga
- Os Condenados De Shawshank
- Os Descendentes
- Os Edukadores
- Os Famosos E Os Duendes Da Morte
- Os Filhos Do Homem
- Os Friedmans
- Os Guardiões Da Noite
- Os Homens Preferem As Loiras
- Os Imortais
- Os Inadaptados
- Os Índios Apache
- Os Invisíveis
- Os Irmãos Grimm
- Os Limites Do Controlo
- Os Marginais
- Os Mercenários
- Os Miúdos Estão Bem
- Os Novos Dez Mandamentos
- Os Olhos Da Serpente
- Os Olhos Sem Rosto
- Os Onze De Oceano
- Os Optimistas
- Os Pássaros
- Os Produtores (2005)
- Os Psico-Detectives
- Os Rapazes Da Noite
- Os Rapazes Não Choram
- Os Renegados Do Diabo
- Os Rutles - All You Need Is Cash
- Os Selvagens Da Noite
- Os Simpsons - O Filme
- Os Sonhadores
- Os Sorrisos Do Destino
- Os Super-Heróis
- Os Supeitos Do Costume
- Os Três Enterros De Um Homem
-Os Visistantes Da Idade Média
- Os 300 Espartanos

- Pagafantas
- Palpitações
- Papillon
- Para Onde O Vento Sopra
- Parada De Monstros
- Paraíso, Inferno... Terra
- Paranoid Park
- Paris Je T'Aime
- Party Monster
- Pecados Íntimos
- Pele
- Pequenas Mentiras Entre Amigos
- Performance
- Perigo Na Noite
- Perto Demais
- Pesadelo Em Elm Street
- Pink Floyd The Wall
- Piranha 3D
- Piratas Das Caraíbas - O Mistério do Pérola Negra
- Piratas Das Caraí­bas - O Cofre Do Homem Morto
- Piratas Das Caraíbas - Nos Confins Do Mundo
- Planeta Dos Macacos
- Planeta Dos Macacos: A Origem
- Planeta Terror
- Plano 9 Dos Vampiros Zombies
- Polaróides Urbanas
- Polí­cia Sem Lei (1992)
- Polícia Sem Lei (2009)
- Poltergeist, O Fenómeno
- Ponto De Mira
- Por Favor Rebobine
- Por Favor Não Me Morda O Pescoço
- Porcos & Selvagens
- Posto Fronteiriço
- Precious
- Predadores
- Presente De Morte
- Preto E Branco
- Primer
- Príncipe Da Pérsia - As Areias Do Tempo
- Procurado
- Profissão: Repórter
- Promessas Proibidas
- Proposta Indecente
- Proteger
- Psico
- Psicopata Americano
- Pulp Fiction
- Pulsação Zero
- Punch-Drunk Love - Embriagado De Amor
- Purana Mandir
- Purple Rain

- Quando Viste O Teu Pai Pela Última Vez
- Quarentena
- Quarteto Fantástico (1994)
- Quarteto Fantástico (2005)
- Quase Famosos
- Quatro Noites Com Anna
- Que Lugar Maravilhoso
- Que Se Mueran Los Feos
- Queijo E Marmelada
- Quem Quer Ser Bilionário
- Querida Famí­lia
- Querida Wendy

- R
- Rapariga Com Brinco De Pérola
- Rare Exports
- Ratatui
- Ratos Assassinos
- Ray
- [Rec]
- [REC]2
- Red Eye
- Relatório Kinsey
- Relatório Minoritário
- Religulous - Que O Céu Nos Ajude
- Relíquia Macabra
- Renascimento
- Resident Evil: Apocalypse
- Rio
- Rio Bravo
- Rock De Fogo
- Rock, Rock, Rock
- Rocknrolla - A Quadrilha
- Rocky Balboa
- Roger E Eu
- Roma
- Romance E Cigarros
- Roxanne
- RRRrrrr!!!
- Rubber - Pneu
- Ruídos Do Além
- Ruivas, Loiras E Morenas
- Rumo À Liberdade
- Ruptura Explosiva

- Sacanas Sem Lei
- Sala De Pânico
- Salazar - A Vida Privada
- Salto Mortal
- Samsara
- Sangue Do Meu Sangue
- Sangue Por Sangue
- Santa Sangre
- Sapatos Pretos
- Save The Green Planet!
- Saw - Enigma Mortal
- Saw II - A Experiência Do Medo
- Saw 3D - O Capítulo Final
- Scoop
- Scott Pilgrim Contra O Mundo
- Seconds Apart
- Seis Indomáveis Patifes
- Sem Ela
- Sem Limites
- Sem Rumo
- Sem Tempo
- Semi-Pro
- Ser E Ter
- Sereia
- Serpentes A Bordo
- Sete Anos No Tibete
- Sete Vidas
- Sexo E A Cidade
- Sgt. Pepper's Lonely Heart Club Band
- Shaolin Daredevils
- Shaolin Soccer - O Ás Da Bola
- Shaolin Vs. Evil Dead
- Shattered Glass - Verdade Ou Mentira
- Sherlock Holmes
- Sherlock Holmes - Jogo De Sombras
- Shining
- Shoot 'Em Up - Atirar A Matar
- Shortbus
- Shrek 2
- Shrek O Terceiro
- Shrek Para Sempre
- Sicko
- Sid And Nancy
- Sideways
- Simpatyhy For Mr. Vengeance
- Sin City - Cidade Do Pecado
- Sinais
- Sinais De Fogo
- Sinais Do Futuro
- Sinais Vermelhos
- Singularidades De Uma Rapariga Loira
- Sky Captain E O Mundo De Amanhã
- Slither - Os Invasores
- Soldados Da Fortuna
- Soldados Do Universo
- Sombras Da Escuridão
- Somewhere - Algures
- Sonho De Uma Noite De Inverno
- Sonny
- Sophie Scholl - Os Últimos Dias
- Soro Maléfico
- Sorte Nula
- Soul Kitchen
- Spartacus
- Spartan - O Rapto
- Splice
- Stacy - Attack Of The Schoolgirl Zombies
- Star Wars - A Ameaça Fantasma
- Star Wars - A Vingança Dos Sith
- Star Wars - O Ataque Dos Clones
- Stardust - O Mistério Da Estrela Cadente
- Stone - Ninguém É Inocente
- Stoned, Anos Loucos
- Submarino
- Super
- Super Baldas
- Super-Homem
- Super-Homem: O Regresso
- Super 8
- Superstar
- Suspeita
- Suspiria
- Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro De Fleet Street
- Swimming Pool
- Sword Of Vengeance
- Sympathy For The Devil

- Taking Woodstock
- Tarnation
- Tarzan, O Homem Macaco (1981)
- Taxidermia
- Team America - Polí­cia Mundial
- Tebas
- Tecumseh
- Teeth
- Tempestade Tropical
- Tennessee
- Terra De Cegos
- Terminal De Aeroporto
- Terra Dos Mortos
- Terror Em Setembro
- Terror Na Auto-estrada
- Terror Nas Montanhas
- Tetro
- The Bloodstained Butterfly
- The Brown Bunny
- The Darjeeling Limited
- The Departed: Entre Inimigos
- The Devil And Daniel Johnston - Loucuras De Um Génio
- The Devil's Double
- The First Great Train Robbery
- The Fountain - O Último Capítulo
- The Grudge - A Maldição
- The Host - A Criatura
- The Impossible Kid
- The King Of Kong
- The Langoliers - Meia-Noite E Um
- The Last House On The Left
- The Machine Girl
- The Man From Earth
- The Marine
- The Million Dollar Hotel - O Hotel
- The Mindscape Of Alan Moore
- The Mist - Nevoeiro Misterioso
- The Others - Os Outros
- The Prestige - O Terceiro Passo
- The 50 Worst Movies Ever Made
- The Way
- The Woman
- Thirst - Este É O Meu Sangue
- This Is It
- This Is Spinal Tap
- Thor
- Thriller - A Cruel Picture
- THX 1138
- Tirar Vidas
- Titanic 2
- Tony
- Tournée - Em Digressão
- Toy Story 3
- Tragam-me A Cabeça De Alfredo Garcia
- Transamerica
- Tron
- Tron: O Legado
- Tropa De Elite
- Tropa De Elite 2 - O Inimigo Agora É Outro
- Tsotsi
- Tubarão
- Tubarão 2
- Tubarão 3
- Tubarão IV - A Vingança
- Tucker E Dale Contra O Mal
- Tudo Ficará Bem
- Tudo Pode Dar Certo
- Twisted - Homicídios Ocultos

- Ultra Secreto
- Um Amor De Perdição
- Um Azar Do Caraças
- Um Bater De Corações
- Um Belo Par... De Patins
- Um Cão Andaluz
- Um Dia A Casa Vai Abaixo
- Um Dia De Raiva
- Um Homem Singular
- Um Longo Domingo De Noivado
- Um Lugar Para Viver
- Um Padrasto Para Esquecer
- Um Profeta
- Um Tiro No Escuro
- Um Trabalho Em Itália
- Uma Aventura Na Casa Assombrada
- Uma Boa Mulher
- Uma Canção De Amor
- Uma Espécie De Cavalheiro
- Uma Famí­lia À Beira De Um Ataque De Nervos
- Uma História De Violência
- Uma Pequena Vingança
- Uma Rapariga Com Sorte
- Uma Segunda Juventude
- Uma Segunda Vida
- Undefeatable
- Unseen Evil 2 - Alien 3000
- Up - Altamente

- V De Vingança
- Vai E Vive
- Vais Conhecer O Homem Dos Teus Sonhos
- Valhalla Rising - Destino De Sangue
- Valquíria
- Vampiros de John Carpenter
- Van Helsing
- Vanilla Sky
- Vanitas
- Vasilhame
- Veio Do Outro Mundo
- Veludo Azul
- Velvet Goldmine
- Vencidos Pela Lei
- Vendendo A Pele
- Veneno Cura
- Vera Drake
- Versus - A Ressurreição
- Vestida Para Matar
- Vice
- Vício - Quando Nada É Suficiente
- Vicky Cristina Barcelona
- Vidas Sombrias
- Vigilância
- Vingança Redentora
- Virgem Aos 40 Anos
- Vitus
- Viúva Rica Solteira Não Fica
- Viver A Sua Vida
- Voando Sobre Um Ninho De Cucos
- Voltando Para Casa
- Voltar
- Vontade Indómita
- Voo 93

- Walk Hard - A História De Dewey Cox
- Walk The Line
- WALL-E
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Wassup Rockers - Desafios De Rua
- Watchmen - Os Guardiões
- Welcome To The Rileys
- White Irish Drunkers
- Wild Zero
- Win Win
- Wolf Creek
- Wristcutters: A Love Story

- X-Men
- X-Men 2
- X-Men 3 - O Confronto Final
- X-Men: O Início
- X-Men Origens: Wolverine

- Zack E Miri Fazem Um Porno
- Zardoz
- Zatoichi
- Zombies Party - Uma Noite... De Morte
- Zombies Strippers
- Zozo

- 007 - Agente Secreto
- 007 - Casino Royale
- 007 - Quantum Of Solace
- 10 Coisas Que Odeio Em Ti
- 100 Volta
- 10.000 AC
- 12 Homens Em Fúria
- 12 Macacos
- 12:08 A Este De Bucareste
- 1984
- 2LDK
- 24 Hour Party People
- 28 Dias Depois
- 20,13 - Purgatório
- 2012
- 300
- 4 Copas
- 48
- 50/50
- 6=0 Homeostética
- 8 1/2
- 9 Canções
- 98 Octanas


ENTREVISTAS:
- Fernando Fragata
- Festróia - Mário Ventura
- Filipe Melo
- Good N Evil
- IMAGO - Sérgio Felizardo
- José Barahona
- Nuno Markl
- Paulo Furtado
- Rodrigo Areias
- Sara David Lopes
- Solveig Nordlund
- Fernando Alle


TOPES:
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2011
- Top 5 dos Piores Filmes de 2011
- Top 10 dos Melhores Filmes de 2010
- Top 5 dos Piores Filmes de 2010
- Top 5 dos filmes de Leslie Nielsen
- Top 10 Dos Filmes Low Cost
- Top 5 das Melhores Cenas de Dança
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2009
- Top 5 dos Piores Filmes de 2009
- Top 5 dos Filmes Que Tenho Vergonha De Dizer Que Gosto
- Top 5 das Melhores Músicas de Ennio Morricone
- Top 5 dos filmes com Patrick Swayze
- Top 5 dos Telediscos do Michael Jackson
- Top 5 dos Filmes com David Carradine
- Top 5 dos Filmes com Lutadores de Luta-Livre
- Top 10 Os Melhores Filmes de 2008
- Top 5 Os Piores Filmes de 2008
- Top 5 dos Piores Filmes de Natal
- Top 5 das Coisas que não Esperávamos Ver no Cinema
- Top 5 dos Melhores Filmes de Paul Newman
- Top 5 Personagens Com Palas Nos Olhos
- Top 10 Melhores Cartazes De Cinema
- Top 5 dos Filmes de Chuck Norris
- Top 5 dos Filmes de Patrick Swayze
- Top 10 Os Melhores/Piores Vestidos dos Oscares
- Top 5 As Mortes de Crianças Mais Gratuitas
- Top 10 Os Melhores de 2007
- Top 5 Os Piores de 2007
- Top 7 Adaptações ao Cinema de Livros de Stephen King
- Top 5 Filmes Pela Paz
- Top 5 Os Melhores Beijos
- Top 5 Grandes Arquitectos
- Top 10 Filmes Que Mudaram A Minha Vida
- Top 5 Mulheres de Cabeça Rapada
- Top 5 As Cenas Mais Excitantes
- Top 10 Os Melhores de 2006
- Top 5 Os Piores de 2006
- Top 3 Filmes de Robert Altman
- Top 5 Os Vilões do Cinema
- Top 5 Filmes Com Mick Jagger
- Top 5 Filmes Com Steve Buscemi
- Top 5 Dos Cães no Cinema
- Top 5 Dos Filmes do Indie06
- Top 5 Dos Filmes do Fantas06
- Top 5 dos Presidentes
- Top 10 Os Melhores de 2005
- Top 5 Os Piores de 2005
- Top 5 Filmes com Pat Morita
- Top 10 Os Melhores Filmes Independentes
- Top 5 Os Piores Filmes da Saga Bond
- Top 5 Filmes com Dolph Lundgren
- Top 5 Adaptações de BD Para Cinema
- Top 10 Cenas Mais Assustadoras de Sempre
- Top 5 Vencedores do Óscar
- Top 5 Bond Girls
- Top 5 Filmes Sobre Doenças
- Top 5 Filmes de Natal
- Top 5 Melhores Batalhas Corpo-A-Corpo
- Top 10 Melhores Canções do Cinema
- Top 10 Melhores Filmes de Sempre
- Top 5 Melhores Momentos Musicais
- Top 5 Grandes Duelos do Cinema
- Top 10 Maiores Personagens do Cinema
- Top 5 Piores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 10 Melhores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 5 Filmes Religiosos


BAÚ DO TRASH:
- Needle
- Que Se Mueran Los Feos
- Easy A
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Saw 3D - O Capítulo Final
- And Soon The Darkness
- Os Imortais
- Purana Mandir
- Pagafantas
- The Bloodstained Butterfly
- Cisne Negro


ROYALE WITH CHEESE APRESENTA:
- A Tasca Da Cultura
- A Causa Das Coisas - parte I
- A Causa Das Coisas - parte II
- A Momentary Lapse Of Reason


FILMES A VER ANTES DE MORRER:
- #1 As Lágrimas Do Tigre Negro
- #2 Alucarda
- #3 Time Enough At Last
- #4 Armageddon
- #5 The Favour, The Watch And The Very Big Fish
- #6 Italian Spiderman
- #7 The Soldier And Death


UMA CURTA POR DIA NÃO SABE O BEM QUE LHE FAZIA:
- 1# Rabbit, de Run Wrake
- 2# Aligato, de Maka Sidibé
- 3# The Cat Concerto, de Joseph Barbera & William Hanna
- 4# A Curva, de David Rebordão
- 5# Batman: Dead End, de Sandy Callora
- 6# O Código Tarantino, de Selton Mello
- 7# Malus, de António Aleixo & Crosswalk, de Telmo Martins
- 8# Three Blind Mice, de George Dunning
- 9# Bedhead, de Robert Rodriguez
- 10# Key To Reserva, de Martin Scorcese
- 11# Bambi Meets Godzilla, de Marv Newland
- 12# The Horribly Slow Murderer with the Extremely Inefficient Weapon, de Richard Gale
- 13# Stolz Der Nation, de Eli Roth
- 14# Papá Wrestling, de Fernando Alle
- 15# Glas, de Bert Haanstra
- 16# Fotoromanza, de Michelangelo Antonioni
- 17# Quem É Ricardo?, de José Barahona
- 17# Terra Incognita, de Peter Volkart


AS MELHORES PIORES CENAS DE SEMPRE:
- A Pior Luta
- A Cena Mais Metida A Martelo
- O Ataque Animal Mais Brutal
- A Perseguição Mais Alucinante
- O Duelo Mais Improvável


CLUBE DE CINEMA DE SETÚBAL:
- Janeiro
- Fevereiro
- Março
- Abril
- Maio
- Setembro
- Novembro


FESTIVAIS:
- 20º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9
- 21º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 22º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 23º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 24º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 26º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 12º Caminhos Do Cinema Português
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- Imago 2006
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8

;

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



BLOCKBUSTERS:

04/01/2004 - 05/01/2004

05/01/2004 - 06/01/2004

06/01/2004 - 07/01/2004

07/01/2004 - 08/01/2004

08/01/2004 - 09/01/2004

09/01/2004 - 10/01/2004

10/01/2004 - 11/01/2004

11/01/2004 - 12/01/2004

12/01/2004 - 01/01/2005

01/01/2005 - 02/01/2005

02/01/2005 - 03/01/2005

03/01/2005 - 04/01/2005

04/01/2005 - 05/01/2005

05/01/2005 - 06/01/2005

06/01/2005 - 07/01/2005

07/01/2005 - 08/01/2005

08/01/2005 - 09/01/2005

09/01/2005 - 10/01/2005

10/01/2005 - 11/01/2005

11/01/2005 - 12/01/2005

12/01/2005 - 01/01/2006

01/01/2006 - 02/01/2006

02/01/2006 - 03/01/2006

03/01/2006 - 04/01/2006

04/01/2006 - 05/01/2006

05/01/2006 - 06/01/2006

06/01/2006 - 07/01/2006

07/01/2006 - 08/01/2006

08/01/2006 - 09/01/2006

09/01/2006 - 10/01/2006

10/01/2006 - 11/01/2006

11/01/2006 - 12/01/2006

12/01/2006 - 01/01/2007

01/01/2007 - 02/01/2007

02/01/2007 - 03/01/2007

03/01/2007 - 04/01/2007

04/01/2007 - 05/01/2007

05/01/2007 - 06/01/2007

06/01/2007 - 07/01/2007

07/01/2007 - 08/01/2007

08/01/2007 - 09/01/2007

09/01/2007 - 10/01/2007

10/01/2007 - 11/01/2007

11/01/2007 - 12/01/2007

12/01/2007 - 01/01/2008

01/01/2008 - 02/01/2008

02/01/2008 - 03/01/2008

03/01/2008 - 04/01/2008

04/01/2008 - 05/01/2008

05/01/2008 - 06/01/2008

06/01/2008 - 07/01/2008

07/01/2008 - 08/01/2008

08/01/2008 - 09/01/2008

09/01/2008 - 10/01/2008

10/01/2008 - 11/01/2008

11/01/2008 - 12/01/2008

12/01/2008 - 01/01/2009

01/01/2009 - 02/01/2009

02/01/2009 - 03/01/2009

03/01/2009 - 04/01/2009

04/01/2009 - 05/01/2009

05/01/2009 - 06/01/2009

06/01/2009 - 07/01/2009

07/01/2009 - 08/01/2009

08/01/2009 - 09/01/2009

09/01/2009 - 10/01/2009

10/01/2009 - 11/01/2009

11/01/2009 - 12/01/2009

12/01/2009 - 01/01/2010

01/01/2010 - 02/01/2010

02/01/2010 - 03/01/2010

03/01/2010 - 04/01/2010

04/01/2010 - 05/01/2010

05/01/2010 - 06/01/2010

06/01/2010 - 07/01/2010

07/01/2010 - 08/01/2010

08/01/2010 - 09/01/2010

09/01/2010 - 10/01/2010

10/01/2010 - 11/01/2010

11/01/2010 - 12/01/2010

12/01/2010 - 01/01/2011

01/01/2011 - 02/01/2011

02/01/2011 - 03/01/2011

03/01/2011 - 04/01/2011

04/01/2011 - 05/01/2011

05/01/2011 - 06/01/2011

06/01/2011 - 07/01/2011

07/01/2011 - 08/01/2011

08/01/2011 - 09/01/2011

09/01/2011 - 10/01/2011

10/01/2011 - 11/01/2011

11/01/2011 - 12/01/2011

12/01/2011 - 01/01/2012

01/01/2012 - 02/01/2012

02/01/2012 - 03/01/2012

03/01/2012 - 04/01/2012

04/01/2012 - 05/01/2012

05/01/2012 - 06/01/2012

06/01/2012 - 07/01/2012

07/01/2012 - 08/01/2012

08/01/2012 - 09/01/2012

09/01/2012 - 10/01/2012

10/01/2012 - 11/01/2012

11/01/2012 - 12/01/2012

12/01/2012 - 01/01/2013

01/01/2013 - 02/01/2013

02/01/2013 - 03/01/2013

03/01/2013 - 04/01/2013

04/01/2013 - 05/01/2013

05/01/2013 - 06/01/2013

06/01/2013 - 07/01/2013

07/01/2013 - 08/01/2013

08/01/2013 - 09/01/2013

09/01/2013 - 10/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

11/01/2013 - 12/01/2013

12/01/2013 - 01/01/2014

01/01/2014 - 02/01/2014

02/01/2014 - 03/01/2014

03/01/2014 - 04/01/2014

04/01/2014 - 05/01/2014

05/01/2014 - 06/01/2014

06/01/2014 - 07/01/2014

07/01/2014 - 08/01/2014

08/01/2014 - 09/01/2014