Royale With Cheese

 Royale With Cheese

 
 



segunda-feira, novembro 29, 2010  

RIP:


1926 - 2010


Desapareceu um dos actores que marcaram a minha infância. Bom ou mau, merece a homenagem do Royale With Cheese, com um TOP 5 DOS FILMES DE LESLIE NIELSEN:

5º Lugar
O Aeroplano

Não me interpretem mal. O Aeroplano é um dos filmes mais divertidos de sempre e uma das comédias mais importantes do humor absurdo, logo a seguir aos Monty Phytons. Contudo, a posição tão baixa nesta lista justifica-se com o facto de Leslie Nielsen ser apenas uma personagem secundária aqui, não fazendo deste um verdadeiro filme seu. No entanto, é sua a memorável piada do don't call me Shirley.

4º Lugar
Onde Pára O Diabo?

Depois do sucesso de Aonde Pára A Polícia (ver mais à frente), qualquer filme que Leslie Nielsen fizesse era traduzido em Portugal como um onde pára qualquer coisa. Mesmo que não fosse uma comédia. Desse todos, o único que merece destaque é este Onde Pára O Diabo?, onde parodiam O Exorcista. No entanto, há um bónus: a própria Linda Blair como protagonista, a ser possuída outra vez pelo demónio, só que desta vez por um com sentido de humor.

3º Lugar
Triologia Aonde Pára A Polícia

A triologia Aonde Pára A Polícia abriu dois precedentes: primeiro consolidou o ZAZ style, os filmes da tripla Jim Abrahams, Jim Zucker e David Zucker, que pautavam por um humor absurdo e non-sense; e depois abriu as portas aos filmes-paródia, que gozam com filmes que faem sucesso na bilheteira e que agora florescem que nem cogumelos nas nossas salas de cinema para mal dos nossos pecados. É difícil escolher qual dos três é o melhor (até não é, mas pronto), mas é fácil escolher uma série de pontos de destaque: Priscilla Presley a fazer de mulher de Leslie Nielsen, OJ Simpson antes de matar (ou não) a mulher, aberturas por Weird Al Yankovic e uma série de piadas memoráveis.

2º Lugar
Planeta Proibido

Antes de ser um actor de comédia, Leslie Nielson era um actor sério. Ou pelo menos tentava ser. E nessa sua fase o melhor filme é Planeta Proibido, o clássico da ficção-científica que introduz o mítico Robby, The Robot. Também não é o protagonista aqui, mas que se lixe, é um dos meus filmes favoritos e fica em segundo lugar.

1º Lugar
Polícias À Parte

Não é um filme, é uma série de televisão (Nielsen teve uma carreira farta no pequeno ecrã), só teve seis episódios, mas mesmo assim é a coisa mais fenomenal na sua carreira. Sem Polícias À Parte não havia Aonde Pára A Polícia (Frank Drebin é um rip-off da série), não havia ZAZ style, não havia o lendário genérico mil e uma vezes pilhado e, enfim, não havia a carreira de Leslie Nielsen. E que saudades do Agora Escolha e da Vera Roquete.

Posted by: dermot @ 8:05 da tarde
|  


 

Vamos a factos.
Somos um blogue duradouro. Quase sete anos em idade de internet é quase uma vida. Somos o Manoel de Oliveira da blogosfera nacional. E, tal como o realizador portuense, só os bloggers mais velhos nos conhecem e nos seguem.
Somos ecléticos. Apesar dos textos opinativos sobre os filmes serem os mais comuns aqui neste imodesto tasco, temos uma série de secções que, de quando em vez, são reactivadas.
E temos um template datado. Não nos adaptámos ao progresso cibernético e temos tardado a aderir aos novos gadgets. Termos ido parar ao Facebook já foi um grande avanço para mim, um tipo sem grande paciência (e tempo) para essas rabetices. Mas prometo que estamos a preparar uma novidade. Uma supresinha para quando menos esperarem.
E que interessa isto hoje? É que vamos inaugurar uma nova secção. E um novo colaborador. Ah pois é, por esta é que não estavam à espera, não é?
Senhoras e senhores, meninas e meninos, dêem as boas vindas a Diogo Santos, o mentor do saudoso Trash Cinema (a melhor coisa que aconteceu à blogosfera cinéfila nacional desde o Cinema Xunga), que uma ou duas vezes por seman a vai abrir o seu BAÚ DO TRASH para nos presentear com alguns dos melhores tesourinhos da sétima arte.


BAÚ DO TRASH

Título: Needle
Realizador: John V. Soto
Ano: 2010


Ao vaguear pelo mundo da pirataria, algures num site escuro, escrito em cirilico e com anúncios onde jovens loiras oferecem serviços em troca de um visto para entrar na comunidade europeiade, encontrei este direct-to-dvd australiano e passando os olhos pela sinopse fiquei com uma vontade de experimentar… ou seja… o que me fez gostar de cinema, ou melhor, o filme que me fez apaixonar por isto é deste género, "misterioso psicopata com problemas de infância, que no final é sempre o melhor amigo". E como quem gosta deste género sabe, encontrar qualquer filme novo em que se consiga dizer, epá cheguei quase a meio sem saber quem era o psicopata, já é pedir muito.

Enfim, este Needle pareceu-me pelo menos, decente. Tudo começa com uns créditos meio manhosos feitos num programa de computador oferecido com a compra do 24 horas, onde alÉm de aparecer uma maquineta qualquer, se percebe logo que o realizador utilizou um orçamento do tamanho da hipoteca da casa.

Como já é normal neste tipo de filmes, temos a cena inicial onde alguÉm morre de uma forma macabra e que só iremos perceber no final do filme porquê (a menos que não sejamos deficientes mentais). Corta para dez anos depois, típico colégio norte americano, com malta agarrada à bola de futebol americano, festas todas malucas em casarões de 10 hectares e gajas tiradas das revistas da Playboy a fazerem de estudantes de antropologia. Mas a nossa história centra-se apenas num grupo de estudantes de arqueologia, nomeadamente num rapaz enconado chamado Ben, que recebe do
advogado de família um último artefacto da colecção do pai (morto há 2 anos e também amante da arte de pilhar túmulos da antiguidade), uma caixa de madeira com uns escritos em francês.

Entretanto e depois de uma noite em que Ben bebe mais do que a habitual mini acompanhada de uma bucha e depois de ter decidido adormecer, apesar de uma tesuda do caralho lhe querer enfiar as bagas na cara à força, o tal artefacto é roubado de debaixo da sua cama. Para ajudar à festa, temos a chegada do irmão de Ben, que tudo o que fiquei a perceber é que vive num barco, não falava com o irmão há 2 anos e que tem um trabalho muito dúbio como fotógrafo para a policia local. Obvio que a caixa é um antigo método de vingança em que juntando sangue, cera, uma fotografia da vítima e muita imaginação, se consegue com uns alfinetes e um boneco (ya... vudu) matar
qualquer pessoa. Um a um, todos os amigos de Ben vão fazer tijolo.

Tendo em conta o orçamento, que deve andar a rondar o dos filmes portugueses (aqueles subsidiados pelo ICA, não os da Cofidis), os efeitos especiais são bastante bons. Os actores é que enfim, parecem ter deixado água a ferver em casa e estão ali numa de fazer uns minutos até se poder pôr o arroz a coser. Ou então são apenas familiares do realizador e não querem seguir carreira. Um pouco como os jogadores da selecção de futebol de San Marino.

Bem, na realidade algumas das caras até são relativamente conhecidas, uma nova vaga de jovens actores da Oceânia, que podem ser vistos em outros grandes filmes, como Daybreakers - O Último Vampiro ou A Máscara 2 - A Nova Geração. O argumento, apesar de não ser dos piores, é fraquito, com muitos momentos em que não percebemos muito bem o que diabo se anda para ali a passar e o filme chega a um ponto em que parece que se acabou o sumo de tomate e deixa de haver gore para se passar para pequenas facadas e tiros. Vá lá mas o facto que eu até consegui chegar ao fim e apenas parei por duas vezes, não utilizando nenhuma forma de fast forward, merece o Cheesburger.

Posted by: dermot @ 1:18 da tarde
|  




quarta-feira, novembro 24, 2010  

A REDE SOCIAL:

Título: The Social Network
Realizador: David Fincher
Ano: 2010


Ok, sejamos sinceros, à partida um filme sobre o Facebook não parece uma grande ideia e eu próprio, confesso, tive que fazer muita força para resistir à tentação desta opinião não ser só assim
Mas pronto, já temos idade suficiente para sabermos que não devemos duvidar de David Fincher, não é verdade?

Mais do que um filme sobre a criação da rede social mais popular do planeta por parte de dois amigos nerds (Jesse Eisenberg, em registo Michael Cera em sério, e Andrew Garfield, o futuro novo Homem-Aranha), A Rede Social é um filme sobre poder, controle, dinheiro e tudo o que isso traz agarrado. Se simplificarmos a história, A Rede Social pode parecer uma versão para o século XXI de O Segredo Do Meu Sucesso - um jovem sobre na vida graçar ao seu génio, mas também ao seu desenrascanço. Mas se virmos mais de perto, A Rede Social pode ser o novo O Mundo A Seu Pés.

A Rede Social até tem um mcguffin escondido, que podia ser o rosebud de Mark Zuckerberg, o criador do Facebook - uma paixão recalcada (ups, spoilers alert). Mas para este ser o Orson Welles de fincher ainda falta mais qualquer coisa. Falta-lhe um golpe de asa final, um remate à história que seja mais do que ums simples notas de rodapé. A Rede Social termina em anti-clímax e, num filme como este, isso sabe a coito interrompido.

A verdade é que, num filme de Fincher, estamos sempre à espera de algo que nos arrebate. E no anterior isso não aconteceu. O Estranho Caso De Benjamin Button começava com um gimmick interessante - um homem que nasce velho e que rejuvenesce até à morte -, mas de resto era um pouco... normal. A Rede Social é ainda mais clean, mas, contudo, ganha por KO técnico ao seu antecessor.

Fincher e o argumentista, Aaron Sorkin, têm aqui uma autêntica lição de cinema. A Rede Social podia ser um maçador filme de tribunal, mas flashbacks entremeados com o presente vão contando a história em tempo real, com diálogos tarantinescos, um ritmo non-stop e duas horas de parlapiê que passam num piscar de olhos. Fincher, qual Douglas Coupland, volta a radiografar a geração X e o tempo dos nossos tempos, arrumando na gaveta Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme e condenando-o à insignificância.

Portanto, eu like muito de A Rede Social. Eu like um McRoyal Deluxe.

Posted by: dermot @ 6:50 da tarde
|  




sábado, novembro 20, 2010  

A ESTRADA:

Título: The Road
Realizador: John Hillcoat
Ano: 2009


É certo que ainda não li nenhum dos seus livros considerados pelos entendidos como fundamentais (aqueles que foram adaptados ao cinema, pelo menos), mas do que li até agora confesso que achei muito chocho. No entanto, reconheço que Cormac McCarthy tem uma aura muito especial à sua volta, uma espécie de espírito mágico e sobrehumano que os escritores, na sua generalidade, perderam há já muito tempo. Portanto, ainda não li o seu best-seller A Estrada (que, se a Oprah diz que é bom, é porque é mesmo bom), mas depois de ver a sua adaptação homónima para o cinema, estou decidido em dar mais uma chance a McCarthy.

Depois de Escolha Mortal (vénias com saída à rectaguarda), o realizador John Hillcoat agarrou neste A Estrada, outra história com um ambiente muito semelhante. Aliás, Nick Cave, que fora o argumentista de Escolha Mortal, também é um autor bastante próximo destas atmosferas decadentes e mórbidas, basta ler o seu primeiro romace E O Burro Viu O Anjo (este é que eu gostava que a Oprah lesse). A Estrada é uma espécie de derradeiro filme pós-apocalíptico, onde um Homem (Viggo Mortensen) e um Rapaz (Kodi Smit-McPhee) vagueiam por uma Terra devastada e quase deserta.

A Estrada faz assim lembrar o cenário distópico, mas também pós-apocalíptico, de Mad Max 2: O Guerreiro Da Estrada, cruzado com os cenários inquietantes de avenidas inteiras desertas e abandonadas de Eu Sou A Lenda. No entanto, A Estrada é ainda mais perturbador, sempre sob um céu pesado de cinza-chuva, decors chamuscados e podridão e sujidade acumuladas. O desespero é, por isso, palpável e Michael Haneke é chamado à recepção, para compor o ramalhete de influências com o seu O Tempo Do Lobo.

A razão do holocausto que apanhamos a meio em A Estrada nunca é revelado, assim como muitas coisas ao longo do filme. Aliás, apenas o essencial é explicado e mostrado, fazendo deste um filme simbólico. As próprias personagens não têm nome, funcionando também como símbolos. Lembramo-nos do recente Anticristo, onde isso também acontecia, fazendo dos filmes metáforas mais profundas e abrangentes do que simples histórias com algo para dizer.

A Estrada é do tempo em que os filmes nos faziam pensar. Rima com temáticas actuais da nossa praça pública – a ameaça atómica, o aquecimento global, a preservação da biodiversidade... -, mas emparelha, sobretudo, com questões mais universais, como a Humanidade, a solidariedade ou a fraternidade. A Estrada é uma história sobre o Homem e sobre a condição do ser humano, levado ao extremo da sua racionalidade e colocado no limite da navalha, em que os instintos pela sobrevivência se confundem perigosamente com os seus instintos animais.

Nunca li A Estrada livro, mas se for tão bom quanto o Le Big Mac de A Estrada filme, então acho que vou reabilitar Cormac McCarthy na minha consideração.

Posted by: dermot @ 3:43 da tarde
|  




segunda-feira, novembro 15, 2010  

COMER ORAR AMAR:

Título: Eat Pray Love
Realizador: Ryan Murphy
Ano: 2010


Confesso que ao fim de cinco minutos de Comer Orar Amar, fiz uma pausa para confirmar se estava mesmo a ver o filme certo. Uma mulher moderna (Julia Roberts), escritora de profissão, viaja pelo Mundo enquanto conversa com o espectador em modo narrador. Não é, mas parece um episódio de Sexo E A Cidade em versão one-woman-show.

Julia Roberts é então uma escritora de literatura de supermercado, infeliz com a sua vida actual. Assim, pede o divórcio ao marido e liberta-se dos grilhões do matrimónio, tirando um ano da sua vida inteirinho para si, planeando uma viagem purificadora pela Itália, pela Índia e pelo Bali. O que têm estas três localidades a verem umas com as outras? Absolutamente nada excepto uma conjugação muito forçada de ocorrências do argumento, mas servem que nem ginjas para dar um colorido exótico e diferente a Comer Orar Amar.

Comer Orar Amar é o típico filme de gajas, ideal para mulheres em crise de meia-idade, que vão olhar para a história e identificarem as suas próprias vidas cinzentonas, cujo déspota do marido, além de nunca baixar a tampa da sanita, não as deixam viver com liberdade suficiente. Assim, vão suspirar enquanto vêem Julia Roberts em cenários exóticos, a estoirar as suas poupanças e a engatar gajos mais novos a torto e a direito, pensando para os seus botões: “podia muito bem ser eu”.

E que mal tem isto? Absolutamente nenhum. Isto se Comer Orar Amar não se estendesse por umas intermináveis duas horas e tal, que fazem dele o Ben Hur dos chick flicks. Acabasse ali a meio e não seria acusado de chover no molhado. Por isso, Comer Orar Amar ganha visibilidade mesmo é pelo regresso de Julia Roberts. É certo que o cinema precisava do seu retorno, nem que fosse para emparelhar uma das mais famosas namoradinhas da América com um dos novos galãs da sétima arte, Javier Bardem. Curiosamente, é com a entrada deste em cena que o filme começa a perder interesse até à irrelevância total. Bardem, a fazer de brasileiro (son peligrosas las meninas), parece sofrer do mesmo síndrome que Penélope Cruz; os filmes que faz fora de Espanha são sempre treta.

Então porque um Cheeseburger tão inflado? Porque o Neil Young está na banda-sonora.

Posted by: dermot @ 10:41 da manhã
|  




quinta-feira, novembro 11, 2010  

OS AMIGOS DE ALEX:

Título: The Big Chill
Realizador: Lawrence Kasdan
Ano: 1983


Sempre que algum maluco chega a Hollywood cheio de diarreia mental, com ideias megalómanas para filmes com aranhas mecânicas gigantes, cidades inteiras subaquáticas ou civilizações de criaturas azuis mutantes, devia haver alguém com uma cópia de Os Amigos De Alex no bolso de trás das calças para lhe esfregar nas ventas. Os Amigos De Alex é aquele filme que, numa época em que o cinema está cada vez mais artificial e fútil, nos lembra que o que realmente importa nesta indústria é uma boa história.

Tal como Doze Homens Em Fúria, Os Amigos De Alex é o tipo de filme em que o argumento é o protagonista. Mais do que um filme de actores, é um filme de argumentista. E, para isso, apenas precisa de meia-dúzia de actores - aqui o rol é de luxo, incluindo por exemplo Kevin Kline, Glenn Close, William Hurt ou Jeff Goldblum -, um local e uma boa história. Não há cá cambalhotas à frente e à rectaguarda ou outras muletras argumentativas acessórias para rirmos, chorarmos e nos comovermos.

A premissa é a seguinte: Alex (interpretado por Kevin Costner da forma como deviam ser todos os seus filmes: sem aparecer) suicida-se. O motivo é desconhecido e o seu funeral vai reunir o seu grupo de melhores amigos, que durante um fim-de-semana vão recordar os melhores tempos das suas vidas, desempoeirar antigas paixões, desenferrujar discussões velhinhas e, sobretudo, repensar as suas próprias vidas.

Os Amigos De Alex é um filme maravilhosamente bem escrito. Quando começa, já o grupo de amigos está reunido e Alex morto; mas com uma segurança e um à-vontade brutal, o realizador Lawrence Kasdan vai apresentando-os aos espectador, ataravés de simples planos observatórios, pormenores aparentemente inofensivos (como o conteúdo das suas bagagens, que parece uma coisa sem importâcia, mas que conta mais das personagens do que a maioria dos diálogos do filme) e uma banda-sonora cheia de clássicos, que deixa rolar despreocupadamente enquanto a câmara vai seguindo os actores nas suas tarefas banais, como se estivessemos a ver um episódio do Big Brother. Mas em bom.

É certo que Os Amigos De Alex foca um tempo específico: um grupo de jovens filhos da flower generation da década de 60, que vinte anos depois se encontram transformados em yuppies acmomodados, longe dos sonhos revolucionários que tinham idealizado para si próprios. Terá sido por isso que Alex se suicidou? No entanto, esse é um tema universal e, portanto, Os Amigos De Alex é mais intemporal do que podia parecer à partida. Para quem tem mais de 25 anos: quem é que nunca pensou nas suas vidas e colocou em causa tudo o que andou a fazer até agora?

Para além de um filme com uma grande paleta de emoções, Os Amigos De Alex é uma lição de cinema. Não é de admirar que apaixone todos aqueles que querem fazer filmes. Basta ver como serviu de influência para Um Funeral À Chuva, de Telmo Martins, o filme independente que, recentemente, esteve nas nossas salas. Com um final um pouco mais objectivo e seria muito mais do que um McRoyal Deluxe.

Posted by: dermot @ 11:18 da manhã
|  




terça-feira, novembro 09, 2010  

VAN HELSING:

Título: Van Helsing
Realizador: Stephen Sommers
Ano: 2004


Começo a ficar seriamente farto de vampiros. Agora que são a grande tendência do momento, eles estão toda a parte: acendo a televisão e está a dar uma novela com vampiros; vou ao cinema e em cartaz só estão filmes de vampiros; vou à casa de banho durante a noite e está lá um vampiro; dou um pontapé numa pedra e sai um vampiro lá de baixo... Cacete, já chega! Precisava de um escape. E, assim, decidi ir ver qualquer coisa de quando os vampiros eram sinónimo de bom mau cinema. Peguei então no Vampiras Lésbicas, do Jess Franco, mas se era para chafurdar na lama, então mais valia ir directo a uma lobotomia ao cérebro. Eis Van Helsing!

Van Helsing é a prova de como a distância entre um grande filme e um grande desastre é minúscula. Stephen Sommers teve uma grande ideia, que tinha tudo para dar certo e para resultar em um grande filme. Mas não conseguiu controlar a coisa, perdeu-se em megalomanias e Van Helsing acabou por sair ao lado e ser uma simples anedota de rodapé na história do cinema. Mas, apesar de grande, palerma e super-cheesy, continua a ser melhor que a maioria das tretas que estreiam semanalmente nas salas de cinema.

Van Helsing é o epíteto do trash: num tributo aos clássicos filmes de monstros da Universal, Sommers pilha tudo o que mexe e mistura o Drácula, com o Frankenstein e o Lobisomem e mete-os a serem caçados pelo Van Helsing (Hugh Jackman). Claro que é uma adaptação livre. Muito livre, aliás, basta dizer que Van Helsing é ele próprio um lobisomem(!), que caça monstros para o Vaticano(!!) e que é destacado para a Transilvânia, para capturar o Drácula, que tenta dar vida a uma mão cheia de filhos através da tecnologia do Frankenstein(!!!). Confusos? Normal, Van Helsing é muito confuso.

Como qualquer bom filme série b, Van Helsing dispensa o genérico inicial e arranca logo a meio de um rip-off do Frankenstein, de Karloff. Incluindo o preto e branco, seguimos uma turba em fúria até ao castelo do doutor Frankenstein, onde ele dá vida ao seu monstro. Mas logo vemos que está lá o conde Drácula, incluindo as suas esposas reminiscentes do Drácula De Bram Stoker, e começa o fogo-de-artífico. Cenas de acção vertiginosas, abusando à força toda do CGI.

Começa assim a viagem pela montanha-russa Van Helsing. Logo a seguir, conhecemos o nosso herói a caçar o doutor Hyde em Paris, em mais outra cena de acção gigante. E logo a seguir outra, na Roménia. E outra e mais outra e ainda mais outra. As cenas de acção surgem em catadupa e são cada vez maiores e mais ambiciosas. Por isso, no final, já Hugh Jackman tem poderes, já existem cada vez mais monstros no ecrã e temos cada vez mais o cérebro feito em papa. Sommers entusiasma-se e não consegue parar e vai esticando o filme over and over. E, ao mesmo tempo, vai jogando cada vez mais informação para dentro do filme, fazendo dele uma história confusa e com coisas a mais (desnecessárias?) pelo meio.

É tanta coisa em Van Helsing que não há espaço para as coisas realmente importantes neste género de filmes, a saber: humor; estilo; one-liners espirituosas; e pele à vista. Além disso, Hugh Jackman - começa a especializar-se em heróis peludos - não consegue fazer uso dos seus níveis de coolness num fato demasiado grande e com um chapéu à Undertaker.

Enfim, é uma pena que alguém receba carta branca para fazer uma coisa como Van Helsing e depois resulte nisto. Um desperdício. Eu fazia melhor. Mas eu também com um terço do poder de Deus e tinha o mundo num brinquinho, por isso mais valia darem a oportunidade ao Filipe Melo, que partiu dum conceito semelhante no (genial) livro de BD, As Aventuras De Dog Mendonça E Pizza Boy. Cheeseburguer que eu simpatizo com os monstros da Universal.


Posted by: dermot @ 3:42 da tarde
|  




sexta-feira, novembro 05, 2010  

APARELHO VOADOR A BAIXA ALTITUDE:

Título: Aparelho Voador A Baixa Altitude
Realizador: Solveig Nordlund
Ano: 2002


Quando aqui há uns meses estreou um filme português que a malta apelidava de primeiro filme português de ficção-cintífica (alguém mencionou Contraluz?), lembrei-me logo de Aparelho Voador A Baixa Altitude. Não sei se será o primeiro filme de ficção-científica feito por um português (até porque Solveig Nordlund é uma portuguesa adoptada), mas se não for será, certamente, um dos melhores. Aliás, deixo aqui o desafio: digam-me filmes portugueses de ficção-científica.

Adaptado de um conto homónimo de J.G. Ballard, Aparelho Voador A Baixa Altitude é uma história distópica sobre um futuro onde a humanidade está prestes a extinguir-se. Devido às mutações genéticas, as mulheres deixaram emprenhar e as que conseguem geram seres deformados, cegos e apenas sensíveis a cores fluorescentes - os Zote! Margarida Marinho e Miguel Guilherme podem ser o último casal a ter um bebé normal e, com alguma manha pelo meio, fogem de uma Suécia prestes a fechar as portas e refugiam-se nos hóteis abandonados de Tróia, a saudosa e decadente Torralta que os Roxette usaram para os seus clips, pré-resortes-de-luxo-do-tio-Belmiro.

Aliás, a Torralta é mesmo o grande trunfo de Aparelho Voador A Baixa Altitude. As torres abandonadas no meio de uma praia idílica são o veículo perfeito para transmitir uma sensação de desespero e de mundo prestes a colapsar, qual pós-apocalipse em CGI. E podem esquecer as ruas desertas de Eu Sou A Lenda. Quanto ao resto não havia muito dinheiro para gastar, por isso as personagens são transportadas o mais rápido possível para a freguesia de Grândola, passando o menos possível por locais que denunciem o nosso tempo.

Solveig Nordlund nasceu na Suécia, mas naturalizou-se portugues há muito tempo, tendo trabalho com João César Monteiro e com Manoel de Oliveira. Por isso, o cinema da palavra português está-lhe no sangue, assim como os dramas gelados de Ingmar Bergman. O que resulta é uma obra muito própria, contemplativa e reflexiva, mas com espaço para os actores. Especialmente para Margarida Marinho, com uma interpretação acima da média (há um sonho em que se contorce ensaguentada numa cadeira de ginecologia no meio de uma sala abandonada que faria os produtores de Saw - Enigma Mortal terem um AVC de felicidade), abrindo o livro num filme que acaba por ser sobre a maternidade, temática reincidente por Nordlund no seguinte A Filha.

Aparelho Voador A Baixa Altitude tem ainda o ambiente claustrofóbico de Bunker Palace Hotel, com o casal de protagonistas encerrado num hotel de aspecto caquético com um grupo de idosos que já devem anos à morte, enfiados em paranóia e outros distúrbios mentais. É o que dá conviver com Badaró, que anda por lá a balançar os pés à borda da piscina.

Portanto, Aparelho Voador A Baixa Altitude é o grande filme nacional de ficção-científica, o que se traduz em miúdos por um McBacon.

Posted by: dermot @ 5:06 da tarde
|  




terça-feira, novembro 02, 2010  

SPLICE - MUTANTE:

Título: Splice
Realizador: Vincenzo Natali
Ano: 2009


Apesar do sucesso de Cubo, que inclusive deu direito a duas sequelas (cada uma delas mais feia do que cuspir na sopa), Vincenzo Natali tem tido um percurso discreto. Em Portugal então os seus filmes nem estreia comercial têm tido. Quem fica a perder mais uma vez, claro, é o espectador nacional, que assim não tem acesso a um dos mais simpáticos realizadores de ficção-científica da actualidade, herdeiro daquele espírito especial da Quinta Dimensão, um pathos difícil de descrever. Ou se conhece ou não se conhece, é chato, mas é mesmo assim.

Splice é a nova incursão de Natali por uma sci-fi mais high-tech (tanto Cubo como Cypher eram assim), mas desta vez mais atenta à actualidade: a clonagem e a manipulação genética. Adrien Brody e Sarah Polley são então dois jovens cientistas que, depois de conseguirem clonar com sucesso uma nova espécie que reunia o ADN de várias outras criaturas distintas, decidem dar um passo em frente à revelia de todos e experimentarem uma outra nova espécie, desta vez acrescentando ADN humano.

Temos então o Homem a entrar nos domínios de Deus e a brincar à criação e isso comporta logo uma séie de questões morais e existencialistas. Para não falar da dicotomia religião versus ciência, que começa logo por ser colocada aos dois jovens cientistas. E isso vai resultando enquanto o bicho recém-criado é uma simples pila gigante. Mas quando este começa a evoluir para uma cara de cú tipo Rubber Johnny e depois para uma bela criatura feminina alada (encarnada a meias por Delphine Chanéac e uma excelente manipulação de CGI) entramos na área do doutor Frankenstein. Bem-vindos à sequela não-oficial de Espécie Mortal.

Mas Splice não é um filme contido ao género e a ficção-científica costuma ganhar maior amplitude nas mãos de Natali. Aqui, rima com maternidade e paternidade e coisas mais profundas, como complexos de Édipo e afins. Ou seja, tem tudo a ver com sexo, como diria Freud e como Adrien Brody vai corroborar lá mais para perto do final. E lembramo-nos inevitavelmente de Alien - O Reencontro Final e do duelo Mãe/criatura, assim como de A Semente Do Diabo, filme em que os medos de ter um filho são filtrados pelas lentes do terror.

Apesar do seu terror psicológico ter mais impacto que a sua parte mais gráfica, Splice acaba por funcionar melhor na teoria do que na prática, uma vez que o argumento não vai conseguindo evitar alguns tropeções e previsibilidade. Contudo, não deixa de ser um serão paranormal entretido perto dos níveis normais do McBacon. E como bónus tem uma cena dementemente divertida, cheia de gore, que inclui a fila de frente de uma plateia a levar com um jerrican de sangue em cima.



Posted by: dermot @ 3:08 da tarde
|  




segunda-feira, novembro 01, 2010  

ESPECIAL SEQUESTRO DO ÔNIBUS 174:

12 de Junho de 2000: ao início da tarde, o jovem Sandro Barbosa do Nascimento sequestra durante cinco horas um grupo de 10 reféns no interior do autocarro 174, no centro do Rio de Janeiro, Brasil, depois da polícia ter abordado o veículo.
Em menos de nada, a polícia, o BOPE e a comunicação social cercam o local. De repente, ninguém quer saber do Big Brother. O sequestro do autocarro 174 é um fenómeno seguido em directo por toda a gente, incluindo o desfecho trágico, em que Sandro abandona a camionete, um polícia falha o tiro fatal, uma refém morre e o sequestrador é asfixiado pelas forças policiais no interior da carrinha celular.
O caso fica conhecido, em bom brasileirês, como o sequestro do ônibus 174, que entretanto muda de número, inserindo-se na memória colectiva dos brasileiros de forma marcante, levantando uma série de discussões sociais e políticas e dando azo a um documentário e a um filme.

ÔNIBUS 174:

Título: Ônibus 174
Realizador: José Padilha & Felipe Lacerda
Ano: 2002


Foi com Ônibus 174, documentário sobre o sequestro do autocarro 174, e com Cidade De Deus, filme estreado quase de seguida, que o cinema brasileiro deu o pontapé de saída para uma espécie de subgénero, que tem ganho cada vez mais visibilidade internacional. É uma espécie de realismo de favela, em que os bairros pobres brasileiros tornam-se no protagonista e os seus moradores ganham voz e direito a tempo de antena. De repente, a favela já não são só traficantes e bandidos, mas sim vítimas de uma política de segregação e ostracização.

No fundo, foi preciso um sequestro de um autocarro em directo durante cinco horas para a televisão para que a praça pública brasileira percebesse isso. E foi preciso este documentário para que não se esqueçam mais. Sandro do Nascimento havia sido um dos sobreviventes daquilo que ficou conhecido como o massacre da Candelária, em que um grupo de extermínio constituído por polícias fuzilou a sangue frio dezenas de crianças sem-abrigo que dormiam no largo de uma igreja do Rio de Janeiro. Na teoria, Sandro foi colocado num centro de recuperação, mas na prática foi abandonado em instituições com condições desumanas, que contribuiram para a sua degenração em vez da sua regeneração.

Combinando a live footage do sequestro com entrevistas a vários intervenientes, José Padilha e Felipe Lacerda documentam a vida de Sandro do Nascimento, desde o seu crescimento numa favela, o assassinato da sua mãe, a sua fuga para as ruas de Copacabana, o massacre de Candelária e o sequestro do 174. E, acima de tudo, dá voz à favela, denunciando ainda uma série de podres da sociedade civil brasileira e da sua burocracia institucional, como as condições das prisões sobrelotadas, em que vinte pessoas partilham uma cela que mal dá para quatro, empoleirando-se em cordas presas no tecto como catatuas.

Apesar de abordar temas sensíveis e delicados, Ônibus 174 não é sensacionalista nem oportuno, falando com toda a gente - os polícias envolvidos na operação, a família de Sandro, as próprias vítimas do sequestro... - e dando todos os pontos de vista. Além disso, faz um trabalho de casa completo, não se limitando a enumerar as imagens reais que passaram na televisão nesse dia de Junho.

Mas o que faz de Ônibus 174 um grande filme e não apenas um grande documentário é o facto de saber ser cinema. Não basta apenas ter a informação toda, porque para isso existem as grandes reportagens, como agora os nossos canais generalistas lhe chamam e se orgulham de passar em horário nobre; é preciso algo mais, dar-lhe uma parte estética, sem descurar o conteúdo. E Ônibus 174 fá-lo com mérito, dispensando inclusive qualquer necessidade de ter um narrador ou sequer as indicações a identificarem os entrevistados, o que é um sinal de como a história está superiormente bem estruturada, montada e contada.

Ônibus 174 tem então o mesmo efeito de panela de pressão que, muito possivelmente, se sentiu naquele dia de Junho durante cinco horas, para quem assistiu a tudo no local ou, simplesmente, sentado no sofá de sua casa colado à televisão. E, no fim, tudo soa a tragédia grega, como se fosse encenado. Mas não precisa, a realidade ultrapassa sempre a ficção, não é? Um Le Big Mac sem espinhas.



AUTOCARRO 174:

Título:
Última Parada 174

Realizador: Bruno Barreto
Ano: 2008


Bruno Barreto aproveitou uma série de coisas para fazer Autocarro 174. Acima de tudo, o sucesso do documentário Ônibus 174 e a cicatriz que esse episódio deixou na memória colectiva brasileira; mas também a visibilidade internacional de A Cidade De Deus e, consequentemente, do novo cinema brasileiro.

Mais do que o caso do adolescente que, durante cinco horas, sequestrou um autocarro com dez reféns, acompanhado em directo por toda a televisão brasileira, Autocarro 174 propõe-se a retratar o passado e o contecto social desse jovem, Sandro (Michel Gomes), dando voz às vítimas e seguindo aquela máxima que Bob Dylan imortalizou na imortal Like a rolling stone: quando não tens nada, não tens nada a perder.

A Cidade De Deus dava tempo de antena a favela e mostrava com um realismo apurado como os seus delinquentes eram mais vítimas do ambiente do que bandidos por maldade e convicção. No entanto, Bruno Barreto confune isso com a favelexploitation em que se transforma Autocarro 174.

Seguindo a escola de Larry Clark, Autocarro 174 começa a sobrepôr episódios atrás de episódios, em que o sensacionalismo barato é a chave de tudo, sem se preocupar com qualquer construção temporal ou de personagens. A história vai assim avançando no tempo a cem à hora e sem qualquer aviso, salvo algumas indicações inscritas em rodapé, enquanto que as personagens secundárias vão entrando, saindo e reentrando como se tivessem estado sempre lá. O caso mais flagrante é o da namorada de Sandro, a prostituta Chris Vianna, que este reencontra uns dez anos depois, na praia, beija-a na boca e é como se ela tivesse estado sempre com ele.

Autocarro 174 é, portanto, um filme volátil, com personagens frágeis e pouco convincentes que, se não tivessemos visto Ônibus 174 e se não conhecessemos a história real, não iríamos preocupar-nos um milímetro. Autocarro 174 é só hype, que vem atrelado a Ônibus 174, A Cidade De Deus e ao novo cinema de favela brasileiro. Um decepcionante Happy Meal, especialmente após ver o documentário Ônibus 174.

Posted by: dermot @ 10:26 da manhã
|  





COTAÇÃO:
10 - Royale With Cheese
9 - Le Big Mac
8 - McRoyal Deluxe
7 - McBacon
6 - McChicken
5 - Double Cheeseburger
4 - Cheeseburger
3 - Caixinha de 500 paus (Happy Meal)
2 - Hamburga de Choco
1 - Pão com Manteiga

TAKE:
Take - cinema magazine | take.com.pt


ARE YOU TALKING TO ME:
DUELO AO SOL
CLARENCE HAD A LITTLE LAMB
GONN1000
BITAITES
ANTESTREIA
CINEBLOG
CINEMA NOTEBOOK
CONTRA CAMPO
ZONA NEGRA
O MELHOR BLOG DO UNIVERSO
A CAUSA DAS COISAS
O MEU PIU PIU
AMARCORD
LAURO ANTÓNIO APRESENTA
SARICES ARTÍSTICAS
A RAZÃO TEM SEMPRE CLIENTE
MIL E UM FILMES
AS IMAGENS PRIMEIRO
A DUPLA PERSONALIDADE
TRASH CINEMA TRASH
SUNSET BOULEVARD
CINEMA XUNGA


ARE YOU TALKIN' TO ME?
cinephilus@mail.pt


CRÍTICAS:
- A Armadilha
- A Arte De Pensar Negativamente
- A Árvore Da Vida
- A Balada de Jack And Rose
- A Bela E O Paparazzo
- A Boda
- À Boleia Pela Galáxia
- A Cabana Do Medo
- A Cela
- A Canção De Lisboa
- A Cara Que Mereces
- A Casa Dos 1000 Cadáveres
- A Casa Maldita
- A Cidade Dos Malditos
- A Ciência Dos Sonhos
- A Comunidade
- A Cor Do Dinheiro
- A Costa Dos Murmúrios
- A Criança
- A Dália Negra
- A Dama De Honor
- A Descida
- A Duquesa
- À Dúzia É Mais Barato
- A Encruzilhada
- A Estrada
- A Estranha Em Mim
- A Frieza Da Luz
- A Fúria Do Dragão
- A História De Uma Abelha
- A Honra Da Família
- A Janela (Maryalva Mix)
- A Lagoa Azul
- A Lenda Da Floresta
- A Liga Dos Cavalheiros Extraordinários
- A Lista De Schindler
- A Lojinha Dos Horrores
- A Mais Louca Odisseia No Espaço
- A Maldição Da Flor Dourada
- A Mansão
- A Maravilhosa Aventura De Charlie
- A Marcha Dos Pinguins
- A Máscara
- A Máscara De Cristal
- A Menina Jagoda No Supermercado
- A Minha Bela Lavandaria
- A Minha Vida Sem Mim
- A Morte Do Senhor Lazarescu
- A Mosca
- A Mulher Do Astronauta
- A Mulher Que Viveu Duas Vezes
- A Múmia
- A Noiva Cadáver
- A Noiva Estava De Luto
- A Origem
- A Outra Margem
- A Paixão De Cristo
- A Pele Onde Eu Vivo
- A Pequena Loja Dos Horrores
- A Prairie Home Companion - Bastidores Da Rádio
- A Presa
- À Procura Da Terra Do Nunca
- A Promessa
- À Prova De Morte
- A Rainha
- A Rai­nha Africana
- A Raiz Do Medo
- A Rapariga Santa
- A Rede Social
- A Religiosa Portuguesa
- A Ressaca
- A Residencial Espanhola
- A Sangue Frio
- A Secretária
- A Semente Do Diabo
- A Senhora Da Água
- A Severa
- A Sombra Do Caçador
- A Sombra Do Samurai
- A Tempestade No Meu Coração
- A Tempo E Horas
- A Torre Do Inferno
- A Turma
- A Última Famel
- A Última Tentação De Cristo
- A Valsa Com Bashir
- A Verdadeira História De Jack, O Estripador
- A Viagem De Chihiro
- A Viagem De Iszka
- A Vida De Brian
- A Vida É Um Jogo
- A Vida É Um Milagre
- A Vida Em Directo
- A Vida Secreta Das Palavras
- A Vila
- A Vítima Do Medo
- A Vizinha Do Lado
- A Volta Ao Mundo Em 80 Dias
- Aberto Até De Madrugada
- Abraços Desfeitos
- Acção Total
- Aconteceu No Oeste
- Across The Universe
- Actividade Paranormal
- Acusado
- Adam Renascido
- Admitido
- Adriana
- Aelita
- Ágora
- Água Aos Elefantes
- Air Guitar Nation
- Albert, O Gordo
- Aldeia Da Roupa Branca
- Alice
- Alice In Acidland
- Alice No País Das Maravilhas
- Alien - O Oitavo Passageiro
- Aliens - O Reencontro Final
- Alien - A Desforra
- Alien - O Regresso
- Alien Vs. Predador
- Alien Autopsy
- Alma Em Paz
- Almoço De 15 De Agosto
- Alphaville
- Alta Fidelidade
- Alta Golpada
- Alta Tensão
- Alucinação
- Amália
- Amarcord
- American Movie
- American Splendor
- Amor À Queima-Roupa
- Amor De Verão
- Amor E Corridas
- Amor E Vacas
- Amor Em Las Vegas
- Amor Ou Consequência
- And Soon The Darkness
- Angel-A
- Animal
- Annie Hall
- Anónimo
- Antes Do Anoitecer
- Antes Que O Diabo Saiba Que Morreste
- Anticristo
- Anvil! The True Story of Anvil
- Anytinhig Else - A Vida E Tudo Mais
- Appaloosa
- Apocalypto
- Aquele Querido Mês De Agosto
- Aracnofobia
- Aragami
- Arizona Dream
- Armin
- Arséne Lupin - O Ladrão Sedutor
- As Asas Do Desejo
- As Aventuras De Jack Burton Nas Garras Do Mandarim
- As Aventuras De Tintim - O Segredo Do Licorne
- As Aventuras Do Príncipe Achmed
- As Bandeiras Dos Nossos Pais
- As Bonecas Russas
- As Canções De Amor
- As Crónicas De Narnia - O Leão, A Feiticeira E O Guarda-Roupa
- As Diabólicas
- As Ervas Daninhas
- As Invasões Bárbaras
- As Lágrimas Do Tigre Negro
- As Leis Da Atracção
- As Noites Loucas Do Dr. Jerryll
- As Penas Do Desejo
- As Tartarugas Também Voam
- As Vidas Dos Outros
- Aberto Até De Madrugada
- Assalto À Esquadra 13 (1976)
- Assalto À Esquadra 13 (2005)
- Assalto Ao Santa Maria
- Assassinos Natos
- Ata-me
- Até Ao Inferno
- Até Ao Limite Do Terror
- Atraídos Pelo Crime
- Através Da Noite
- Attack Of The 50 Foot Woman
- Aurora
- Austrália
- Autocarro 174
- Avatar
- Aviva, Meu Amor
- Aztec Rex
- Azul Metálico

- Babel
- Backbeat, Geração Inquieta
- Balas E Bolinhos - O Regresso
- Balbúrdia No Oeste
- Bando À Parte
- Baraka
- Barbarella
- Barreira Invisí­vel
- Batman
- Batman Regressa
- Batman - O Início
- Be Cool
- Beijing Bastards
- Belleville Rendez-Vouz
- Bem-vindo À Zombieland
- Bem-vindo Ao Norte
- Berlin 36
- Birth - O Mistério
- Biutiful
- Black Sheep
- Black Snake Moan - A Redenção
- Blade Runner - Perigo Iminente
- Blueberry
- Boa Noite E Boa Sorte
- Bobby Darin - O Amor É Eterno
- Body Rice
- Bombom
- Bom Dia Noite
- Bom Dia Vietnam
- Bonnie E Clyde
- Boogie Nights
- Borat
- Brasil - O Outro Lado Do Sonho
- Breakfast On Pluto
- Brincadeiras Perigosas (2007)
- Brisa De Mudança
- Bronson
- Bruce, O Todo-poderoso
- Bruiser - O Rosto Da Vingança
- Bruno
- Buffalo 66
- Bubba Ho-Tep
- Bullit
- Bunker Palace Hotel
- Buried
- Busca Implacável
- Bz, Viagem Alucinante

- Cadillac Records
- Cães Danados
- Cães De Palha
- Café E Cigarros
- Call Girl
- Camino
- Capitão Alatriste
- Capitão América - O Primeiro Vingador
- Capote
- Carrie
- Cartas Ao Padre Jacob
- Cartas De Iwo Jima
- Casa De Loucos
- Casablanca
- Casino Royale
- Catwoman
- Cavalo De Guerra
- Cemitério Vivo
- Censurado
- Centurion
- Charlie E A Fábrica De Chocolate
- Che - Guerrilha
- Che - O Argentino
- Chemical Wedding
- Chéri
- Chinatown
- Chocolate
- Choke - Asfixia
- Chovem Almôndegas
- Christine - O Carro Assassino
- Cidade Fria
- Cinco Dias, Cinco Noites
- Cinema Paraíso
- Cinerama
- Cisne Negro
- Clube De Combate
- Coco Avant Chanel
- Coisa Ruim
- Cold Mountain
- Cold Weather
- Colete De Forças
- Colisão
- Com Outra? Nem Morta!
- Comboios Rigorosamente Vigiados
- Comer Orar Amar
- Complexo - Universo Paralelo
- Conan, O Bárbaro
- Contrato
- Control
- Controle
- Coração De Cavaleiro
- Coração De Gelo
- Coração Selvagem
- Corações De Aço
- Coragem De Mãe: Confrontando O Autismo
- Corre Lola Corre
- Correio De Risco
- Correio De Risco 3
- Corrida Contra O Futuro
- Corrupção
- Cozinhando A História
- Crank - Veneno No Sangue
- Crank - Alta Voltagem
- Cremaster
- Crime Ferpeito
- Crippled Masters
- Cristóvão Colombo - O Enigma
- Crónica Dos Bons Malandros
- Crueldade Intolerável
- Cubo
- Culture Boy
- Cypher
- Cyrano de Bergerac (1950)

- Daisy Town
- Dallas
- Danny The Dog - Força Destruidora
- Daqui P'ra Frente
- Dark City - Cidade Misteriosa
- De Cabeça Para Baixo
- De Homem Para Homem
- De Olhos Abertos
- De Olhos Bem Fechados
- De Sepultura Em Sepultura
- De Tanto Bater O Meu Coração Parou
- De-Lovely
- Delhi Belly
- Dead Snow
- Death Race 2000
- Deixa-me Entrar
- Delicatessen
- Demolidor - O Homem Sem Medo
- Dentro Da Garganta Funda
- Depois Do Casamento
- Destruir Depois De Ler
- Diamante De Sangue
- Diário Dos Mortos
- Diários De Che Guevara
- Dias De Futebol
- Dick E Jane - Ladrões Sem Jeito
- Dictado
- Die Hard 4.0 - Viver Ou Morrer
- Die You Zombie Bastards!
- Dogma
- Domino
- Don Juan DeMarco
- Donnie Brasco
- Doom - Sobrevivência
- Doomsday - Juízo Final
- Dorian Gray
- Dot.Com
- Dr. Estranhoamor
- Drácula 2001
- Drácula De Bram Stoker
- Drive - Risco Duplo
- Dreamgirls
- Duas Mulheres

- É Na Terra Não É Na Lua
- Easy A
- Easy Rider
- Eduardo Mãos De Tesoura
- Efeito Borboleta
- El Mariachi
- El Topo
- Ela Odeia-me
- Eles
- Eles Vivem
- Elvis
- Em Bruges
- Em Busca Da Felicidade
- Em Carne Viva
- Em Liberdade
- Em Nome De Caim
- Em Nome De Deus
- Em Paris
- Em Privado
- Embargo
- Encarnação Do Demónio
- Encontros Em Nova Iorque
- Encrenca Dupla
- Encurralada
- Ensaio Sobre A Cegueira
- Enterrado Na Areia
- Entre Os Dedos
- Entrevista
- Equilibrium
- Era Uma Vez No México
- Eraserhead - No Céu Tudo É Perfeito
- Escola De Criminosos
- Escolha Mortal
- Esporas De Aço
- Estado De Guerra
- Estamos Vivos
- Este É O Meu Lugar
- Este País Não É Para Velhos
- Estômago
- Estrada Perdida
- Estranhos
- Estrellita
- Eu Amo-te Phillip Morris
- Eu, Peter Sellers
- Eu Sou A Lenda
- Eu Sou Evadido
- Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos
- Everything Must Go
- Evil Dead - A Noite Dos Mortos-Vivos
- Evil Dead 2 - A Morte Chega De Madrugada
- Evil Dead 3 - O Exército Das Trevas
- Ex-Drummer
- Exterminador Implacável 1
- Exterminador Implacável 2 - O Dia Do Julgamento Final
- Exterminador Implacável 3 - Ascensão Das Máquinas
- Exterminador Implacável 4 - A Salvação

- Factory Girl - Quando Edie Conheceu Warhol
- Factotum
- Fados
- Fahrenheit 9/11
- Falso Alarme
- Fando E Lis
- Fantasmas De Marte
- Fargo
- Faster, Pussycat! Kill! Kill!
- Fausto 5.0
- Favores Em Cadeia
- Felicidade
- Feliz Natal
- Férias No Harém
- Festival Rocky De Terror
- Ficheiros Secretos: Quero Acreditar
- Fim De Ano Em Split
- Fim-De-Semana Alucinante
- Final Cut - A Última Memória
- Fish Tank
- Florbela
- Flores Partidas
- Fome
- Footloose - A Música Está Do Teu Lado
- Força Delta
- Forrest Gump
- Freddy Vs. Jason
- Frenético
- Frida
- Frost/Nixon
- Fruto Proibido
- Fuga De Los Angeles
- Fuga Para A Vitória
- Fur - Um Retrato Imaginário De Diane Arbus
- Fúria Cega
- Fúria De Viver
- Fúria Silenciosa

- Gabrielle
- Gainsbourg - Vida Heróica
- Gang Dos Tubarões
- Gangs de Nova Iorque
- Garden State
- Génova
- GI Joe - O Ataque Dos Cobra
- Godzilla
- Goodbye Lenine!
- Gosford Park
- Gothika
- Gran Torino
- Grande Mundo Do Som
- Gremlins
- Grizzly Man
- Gru - O Maldisposto
- Guerra Dos Mundos (2005)
- Guerra Dos Mundos (1953)

- Há Lodo No Cais
- Hairspray
- Half Nelson - Encurralados
- Hard Candy
- Harley Davidson E O Cowboy Do Asfalto
- Harold E Maude
- Harry Brown
- Haverá Sangue
- Hawai Azul
- He-Man - Mestres Do Universo
- Head On - A Esposa Turca
- Heartbreak Hotel
- Hell Ride
- Hellboy
- Hellboy 2: O Exército Dourado
- Helter Skelter - O Caso De Sharon Tate
- Henry E June
- Hereafter - Outra Vida
- Hiena
- História De Duas Irmãs
- História De Um Fotógrafo
- Hobo With A Shotgunbr> - Hollywood Ending
- Homem Aranha
- Homem Aranha 2
- Homem Aranha 3
- Homem De Ferro
- Homem Demolidor
- Homem Em Fúria
- Homens De Negro
- Homens De Negro 2
- Homens Que Matam Cabras Só Com O Olhar
- Hostel
- Hostel 2
- Hot Fuzz - Esquadrão De Província
- Howl - Grito
- Hugo

- I Am Sam - A Força Do Amor
- I Spit On Your Grave
- I'll See You In My Dreams
- Iluminados Pelo Fogo
- I'm Still Here
- I Wanna Hold Your Hand
- Imitação Da Vida
- Imortal
- In Search Of A Midnight Kiss
- Indiana Jones E O Reino Da Caveira De Cristal
- Indomável
- Infiltrado
- Inimigos Públicos
- INLAND EMPIRE
- Inquietos
- Insidioso
- Insónia
- Intervenção Divina
- Intriga Internacional
- Invictus
- Irmão, Onde Estás?
- It
- It Might Get Loud
- Italian Spiderman

- Jack Ketchum's The Girl Next Door
- Jackass 2
- Jackass 3D
- Jackie Brown
- Jacuzzi - O Desastre Do Tempo
- James Bond - Agente Secreto
- James Bond - Casino Royale
- James Bond - Quantum Of Solace
- Janela Indiscreta (1954)
- Janela Indiscreta (1998)
- Janela Secreta
- JCVD
- Joga Como Beckham
- John Rambo
- Jonestown - The Life And Death Of Peoples Temple
- Jovens Rebeldes - A Verdadeira História
- Julgamento
- Julie E Julia
- Juno
- Juventude Em Marcha
- Juventude Tardia

- Kalifórnia
- Kandahar
- Karate Kid
- Katyn
- Kenny
- Kick Ass - O Novo Super-herói
- Kids - Miúdos
- Kill Bill vol.2
- King Kong (2005)
- Kiss Kiss Bang Bang
- Kiss Me
- Klimt
- Kopps
- Kung-Fu-Zão
- Kung Pow - Punhos Loucos

- La Jetée
- La Vie En Rose
- Ladrões
- Lady Snowblood
- Laranja Mecânica
- Last Days - Os Últimos Dias
- Lavado Em Lágrimas
- Lemmy
- Léon, O Profissional
- Lichter
- Lindas Encrencas As Garotas
- Lobos
- Longe Da Terra Queimada
- Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho
- Lua De Mel, Lua De Fel
- Lucifer Rising
- Lucky Luke
- Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar

- M - Matou!
- Má Educação
- Machete
- Madrigal
- Maldito United
- Mamma Mia
- Manhattan
- Manô
- Mamonas Pra Sempre
- Mar Adentro
- Maria E As Outras
- Marie Antoinette
- Marjoe
- Marte Ataca!
- Matança De Natal
- Match Point
- Matou A Família E Foi Ao Cinem
- McQuade, O Lobo Solitário
- Meia-Noite Em Paris
- Meio Metro De Pedra
- Melancolia
- Melinda E Melinda
- Menina
- Mephisto
- Metrópolis
- Meu Nome É Bruce
- Miami Vice
- Milhões
- Milk
- Millenium 1. Os Homens Que Odeiam As Mulheres
- Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos
- Minha Mãe
- Minha Terra
- Misery - Capí­tulo Final
- Missão A Marte
- Missão Impossí­vel 3
- Missão Impossível - Missão Fantasma
- Missão Solar
- Mistérios De Lisboa
- Momentos Agradáveis
- Moneyball - Jogada De Risco
- Monsters - Zona Interdita
- Monstro
- Monty Phyton E O Cálice Sagradi
- Morte Cerebral
- Morte De Um Presidente
- Movimentos Perpétuos
- Mr. E Mrs. Smith
- Mrs. Henderson Presents
- Muito Bem, Obrigado
- Mulholland Drive
- Mundo Fantasma
- Mundos Separados
- Munique
- Murderball - Espírito De Combate
- Murish
- Mutilados
- Mysterious Skin

- Na Cama
- Nacho Libre
- Não Estou Aí
- Napoleon Dynamite
- Nas Costas Do Diabo
- Nas Nuvens
- Needle
- Nico: À Margem Da Lei
- Ninguém Sabe
- Nixon
- No Limite Do Amor
- No Vale De Elah
- Noite De Agosto
- Noite Escura
- Noivos Sangrentos
- Nome De Código: Cloverfield
- Northfork
- Nosferatu, O Vampiro
- Nothing
- Nova Iorque 1997
- Nove Raínhas
- Nunca Digas Sim

- O Acontecimento
- O Agente Da Broadway
- O Lugar Do Morto
- O Americano
- O Amor Acontece
- O Anjo Exterminador
- O Anti-Pai Natal
- O Artista
- O Assassínio De Jesse James Pelo Cobarde Robert Ford
- O Assassí­nio De Richard Nixon
- O Batedor
- O Bom Alemão
- O Bom, O Mau E O Vilão
- O Cabo Do Medo
- O Caminho De São Diego
- O Cão, O General E Os Pássaros
- O Capacete Dourado
- O Castelo Andante
- O Castor
- O Cavaleiro Das Trevas
- O China
- O Cobrador
- O Código Da Vinci
- O Comboio Dos Mortos
- O Comboio Mistério
- O Condenado
- O Couraçado Potemkin
- O Cowboy Da Meia-Noite
- O Crepúsculo Dos Deuses
- O Dedo De Deus
- O Delator!
- O Demónio
- O Despertar Da Besta
- O Despertar Da Mente
- O Deus Da Carnificina
- O Deus Elefante
- O Dia Em Que A Terra Parou (1951)
- O Dia Em Que A Terra Parou (2008)
- O Dia Da Besta
- O Discurso Do Rei
- O Enigma Do Espaço
- O Estranho Caso De Benjamin Button
- O Estranho Mundo De Jack
- O Evangelho Segundo São Mateus
- O Exorcista
- O Fatalista
- O Feiticeiro De Oz
- O Feitiço Do Tempo
- O Fiél Jardineiro
- O Gabinete Das Figuras De Cera
- O Gabinete Do Dr. Caligari
- O Gato Das Botas
- O Génio Do Mal (1976)
- O Grande Peixe
- O Grande Ditador
- O Guerreiro
- O Homem Duplo
- O Homem Que Copiava
- O Homem Que Sabia Demasiado
- O Homem Que Veio Do Futuro
- O Idealista
- O Jogo
- O Júri
- O Imperador Da Califórnia
- O Inquilino
- O Justiceiro Da Noite
- O Labirinto Do Fauno
- O Laço Branco
- O Lado Selvagem
- O Lago Perfeito
- O Leopardo
- O Livro Negro
- O Lobo Do Mar
- O Macaco De Ferro
- O Maquinista
- O Marinheiro De Água Doce
- O Menino De Ouro
- O Meu Tio
- O Milagre De Berna
- O Milagre Segundo Salomé
- O Mistério Galindez
- O Monstro Da Lagoa Negra
- O Mundo A Seus Pés
- O Nevoeiro (1980)
- O Ofício De Matar
- O Olho
- O Orfanato
- O Paciente Inglês
- O Padrinho - Parte I
- O Padrinho - Parte II
- O Padrinho - Parte III
- O Panda Do Kung Fu
- O Panda Do Kung Fu 2
- O Pesadelo De Darwin
- O Pistoleiro Do Diabo
- O Planeta Selvagem
- O Pó Dos Tempos
- O Portador Da Espada
- O Presidiário
- O Prisioneiro Do Rock
- O Protegido
- O Próximo A Abater
- O Quinto Elemento
- O Quinto Império
- O Regresso
- O Rei Dos Gazeteiros
- O Reino Proibido
- O Ritual
- O Ritual Dos Sádicos
- O Sabor Do Amor
- O Sargento Da Força Um
- O Segredo A Brokeback Mountain
- O Segredo De Um Cuscuz
- O Segredo Dos Punhais Voadores
- O Selvagem
- O Sentido Da Vida
- O Sétimo Selo
- O Sítio Das Coisas Selvagens
- O Sonho Comanda A Vida
- O Sonho De Cassandra
- O Sorriso De Mona Lisa
- O Tempo Do Lobo
- O Tesouro Da Sierra Madre
- O Tigre E A Neve
- O Tio Boonmee Que Se Lembra Das Suas Vidas Anteriores
- O Triunfo Da Vontade
- O Turista
- O Último Airbender
- O Último Grande Herói
- O Último Rei Da Escócia
- O Último Tango Em Paris
- O Último Voo Do Flamingo
- O Vingador Tóxico
- O Wrestler
- Ocean's Eleven - Façam As Vossas Apostas
- Odete
- Oldboy - Velho Amigo
- Olho Mágico
- Oliver Twist
- Ônibus 174
- Orca
- Órfã
- Os Amantes Regulares
- Os Amigos De Alex
- Os Bons E Os Maus
- Os Caça-Fantasmas
- Os Cavaleiros Do Asfalto
- Os Chapéus De Chuva De Cherburgo
- Os Cinco Venenos
- Os Clãs Da Intriga
- Os Condenados De Shawshank
- Os Descendentes
- Os Edukadores
- Os Famosos E Os Duendes Da Morte
- Os Filhos Do Homem
- Os Friedmans
- Os Guardiões Da Noite
- Os Homens Preferem As Loiras
- Os Imortais
- Os Inadaptados
- Os Índios Apache
- Os Invisíveis
- Os Irmãos Grimm
- Os Limites Do Controlo
- Os Marginais
- Os Mercenários
- Os Miúdos Estão Bem
- Os Novos Dez Mandamentos
- Os Olhos Da Serpente
- Os Olhos Sem Rosto
- Os Onze De Oceano
- Os Optimistas
- Os Pássaros
- Os Produtores (2005)
- Os Psico-Detectives
- Os Rapazes Da Noite
- Os Rapazes Não Choram
- Os Renegados Do Diabo
- Os Rutles - All You Need Is Cash
- Os Selvagens Da Noite
- Os Simpsons - O Filme
- Os Sonhadores
- Os Sorrisos Do Destino
- Os Super-Heróis
- Os Supeitos Do Costume
- Os Três Enterros De Um Homem
-Os Visistantes Da Idade Média
- Os 300 Espartanos

- Pagafantas
- Palpitações
- Papillon
- Para Onde O Vento Sopra
- Parada De Monstros
- Paraíso, Inferno... Terra
- Paranoid Park
- Paris Je T'Aime
- Party Monster
- Pecados Íntimos
- Pele
- Pequenas Mentiras Entre Amigos
- Performance
- Perigo Na Noite
- Perto Demais
- Pesadelo Em Elm Street
- Pink Floyd The Wall
- Piranha 3D
- Piratas Das Caraíbas - O Mistério do Pérola Negra
- Piratas Das Caraí­bas - O Cofre Do Homem Morto
- Piratas Das Caraíbas - Nos Confins Do Mundo
- Planeta Dos Macacos
- Planeta Dos Macacos: A Origem
- Planeta Terror
- Plano 9 Dos Vampiros Zombies
- Polaróides Urbanas
- Polí­cia Sem Lei (1992)
- Polícia Sem Lei (2009)
- Poltergeist, O Fenómeno
- Ponto De Mira
- Por Favor Rebobine
- Por Favor Não Me Morda O Pescoço
- Porcos & Selvagens
- Posto Fronteiriço
- Precious
- Predadores
- Presente De Morte
- Preto E Branco
- Primer
- Príncipe Da Pérsia - As Areias Do Tempo
- Procurado
- Profissão: Repórter
- Promessas Proibidas
- Proposta Indecente
- Proteger
- Psico
- Psicopata Americano
- Pulp Fiction
- Pulsação Zero
- Punch-Drunk Love - Embriagado De Amor
- Purana Mandir
- Purple Rain

- Quando Viste O Teu Pai Pela Última Vez
- Quarentena
- Quarteto Fantástico (1994)
- Quarteto Fantástico (2005)
- Quase Famosos
- Quatro Noites Com Anna
- Que Lugar Maravilhoso
- Que Se Mueran Los Feos
- Queijo E Marmelada
- Quem Quer Ser Bilionário
- Querida Famí­lia
- Querida Wendy

- R
- Rapariga Com Brinco De Pérola
- Rare Exports
- Ratatui
- Ratos Assassinos
- Ray
- [Rec]
- [REC]2
- Red Eye
- Relatório Kinsey
- Relatório Minoritário
- Religulous - Que O Céu Nos Ajude
- Relíquia Macabra
- Renascimento
- Resident Evil: Apocalypse
- Rio
- Rio Bravo
- Rock De Fogo
- Rock, Rock, Rock
- Rocknrolla - A Quadrilha
- Rocky Balboa
- Roger E Eu
- Roma
- Romance E Cigarros
- Roxanne
- RRRrrrr!!!
- Rubber - Pneu
- Ruídos Do Além
- Ruivas, Loiras E Morenas
- Rumo À Liberdade
- Ruptura Explosiva

- Sacanas Sem Lei
- Sala De Pânico
- Salazar - A Vida Privada
- Salto Mortal
- Samsara
- Sangue Do Meu Sangue
- Sangue Por Sangue
- Santa Sangre
- Sapatos Pretos
- Save The Green Planet!
- Saw - Enigma Mortal
- Saw II - A Experiência Do Medo
- Saw 3D - O Capítulo Final
- Scoop
- Scott Pilgrim Contra O Mundo
- Seconds Apart
- Seis Indomáveis Patifes
- Sem Ela
- Sem Limites
- Sem Rumo
- Sem Tempo
- Semi-Pro
- Ser E Ter
- Sereia
- Serpentes A Bordo
- Sete Anos No Tibete
- Sete Vidas
- Sexo E A Cidade
- Sgt. Pepper's Lonely Heart Club Band
- Shaolin Daredevils
- Shaolin Soccer - O Ás Da Bola
- Shaolin Vs. Evil Dead
- Shattered Glass - Verdade Ou Mentira
- Sherlock Holmes
- Sherlock Holmes - Jogo De Sombras
- Shining
- Shoot 'Em Up - Atirar A Matar
- Shortbus
- Shrek 2
- Shrek O Terceiro
- Shrek Para Sempre
- Sicko
- Sid And Nancy
- Sideways
- Simpatyhy For Mr. Vengeance
- Sin City - Cidade Do Pecado
- Sinais
- Sinais De Fogo
- Sinais Do Futuro
- Sinais Vermelhos
- Singularidades De Uma Rapariga Loira
- Sky Captain E O Mundo De Amanhã
- Slither - Os Invasores
- Soldados Da Fortuna
- Soldados Do Universo
- Sombras Da Escuridão
- Somewhere - Algures
- Sonho De Uma Noite De Inverno
- Sonny
- Sophie Scholl - Os Últimos Dias
- Soro Maléfico
- Sorte Nula
- Soul Kitchen
- Spartacus
- Spartan - O Rapto
- Splice
- Stacy - Attack Of The Schoolgirl Zombies
- Star Wars - A Ameaça Fantasma
- Star Wars - A Vingança Dos Sith
- Star Wars - O Ataque Dos Clones
- Stardust - O Mistério Da Estrela Cadente
- Stone - Ninguém É Inocente
- Stoned, Anos Loucos
- Submarino
- Super
- Super Baldas
- Super-Homem
- Super-Homem: O Regresso
- Super 8
- Superstar
- Suspeita
- Suspiria
- Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro De Fleet Street
- Swimming Pool
- Sword Of Vengeance
- Sympathy For The Devil

- Taking Woodstock
- Tarnation
- Tarzan, O Homem Macaco (1981)
- Taxidermia
- Team America - Polí­cia Mundial
- Tebas
- Tecumseh
- Teeth
- Tempestade Tropical
- Tennessee
- Terra De Cegos
- Terminal De Aeroporto
- Terra Dos Mortos
- Terror Em Setembro
- Terror Na Auto-estrada
- Terror Nas Montanhas
- Tetro
- The Bloodstained Butterfly
- The Brown Bunny
- The Darjeeling Limited
- The Departed: Entre Inimigos
- The Devil And Daniel Johnston - Loucuras De Um Génio
- The Devil's Double
- The First Great Train Robbery
- The Fountain - O Último Capítulo
- The Grudge - A Maldição
- The Host - A Criatura
- The Impossible Kid
- The King Of Kong
- The Langoliers - Meia-Noite E Um
- The Last House On The Left
- The Machine Girl
- The Man From Earth
- The Marine
- The Million Dollar Hotel - O Hotel
- The Mindscape Of Alan Moore
- The Mist - Nevoeiro Misterioso
- The Others - Os Outros
- The Prestige - O Terceiro Passo
- The 50 Worst Movies Ever Made
- The Way
- The Woman
- Thirst - Este É O Meu Sangue
- This Is It
- This Is Spinal Tap
- Thor
- Thriller - A Cruel Picture
- THX 1138
- Tirar Vidas
- Titanic 2
- Tony
- Tournée - Em Digressão
- Toy Story 3
- Tragam-me A Cabeça De Alfredo Garcia
- Transamerica
- Tron
- Tron: O Legado
- Tropa De Elite
- Tropa De Elite 2 - O Inimigo Agora É Outro
- Tsotsi
- Tubarão
- Tubarão 2
- Tubarão 3
- Tubarão IV - A Vingança
- Tucker E Dale Contra O Mal
- Tudo Ficará Bem
- Tudo Pode Dar Certo
- Twisted - Homicídios Ocultos

- Ultra Secreto
- Um Amor De Perdição
- Um Azar Do Caraças
- Um Bater De Corações
- Um Belo Par... De Patins
- Um Cão Andaluz
- Um Dia A Casa Vai Abaixo
- Um Dia De Raiva
- Um Homem Singular
- Um Longo Domingo De Noivado
- Um Lugar Para Viver
- Um Padrasto Para Esquecer
- Um Profeta
- Um Tiro No Escuro
- Um Trabalho Em Itália
- Uma Aventura Na Casa Assombrada
- Uma Boa Mulher
- Uma Canção De Amor
- Uma Espécie De Cavalheiro
- Uma Famí­lia À Beira De Um Ataque De Nervos
- Uma História De Violência
- Uma Pequena Vingança
- Uma Rapariga Com Sorte
- Uma Segunda Juventude
- Uma Segunda Vida
- Undefeatable
- Unseen Evil 2 - Alien 3000
- Up - Altamente

- V De Vingança
- Vai E Vive
- Vais Conhecer O Homem Dos Teus Sonhos
- Valhalla Rising - Destino De Sangue
- Valquíria
- Vampiros de John Carpenter
- Van Helsing
- Vanilla Sky
- Vanitas
- Vasilhame
- Veio Do Outro Mundo
- Veludo Azul
- Velvet Goldmine
- Vencidos Pela Lei
- Vendendo A Pele
- Veneno Cura
- Vera Drake
- Versus - A Ressurreição
- Vestida Para Matar
- Vice
- Vício - Quando Nada É Suficiente
- Vicky Cristina Barcelona
- Vidas Sombrias
- Vigilância
- Vingança Redentora
- Virgem Aos 40 Anos
- Vitus
- Viúva Rica Solteira Não Fica
- Viver A Sua Vida
- Voando Sobre Um Ninho De Cucos
- Voltando Para Casa
- Voltar
- Vontade Indómita
- Voo 93

- Walk Hard - A História De Dewey Cox
- Walk The Line
- WALL-E
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Wassup Rockers - Desafios De Rua
- Watchmen - Os Guardiões
- Welcome To The Rileys
- White Irish Drunkers
- Wild Zero
- Win Win
- Wolf Creek
- Wristcutters: A Love Story

- X-Men
- X-Men 2
- X-Men 3 - O Confronto Final
- X-Men: O Início
- X-Men Origens: Wolverine

- Zack E Miri Fazem Um Porno
- Zardoz
- Zatoichi
- Zombies Party - Uma Noite... De Morte
- Zombies Strippers
- Zozo

- 007 - Agente Secreto
- 007 - Casino Royale
- 007 - Quantum Of Solace
- 10 Coisas Que Odeio Em Ti
- 100 Volta
- 10.000 AC
- 12 Homens Em Fúria
- 12 Macacos
- 12:08 A Este De Bucareste
- 1984
- 2LDK
- 24 Hour Party People
- 28 Dias Depois
- 20,13 - Purgatório
- 2012
- 300
- 4 Copas
- 48
- 50/50
- 6=0 Homeostética
- 8 1/2
- 9 Canções
- 98 Octanas


ENTREVISTAS:
- Fernando Fragata
- Festróia - Mário Ventura
- Filipe Melo
- Good N Evil
- IMAGO - Sérgio Felizardo
- José Barahona
- Nuno Markl
- Paulo Furtado
- Rodrigo Areias
- Sara David Lopes
- Solveig Nordlund
- Fernando Alle


TOPES:
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2011
- Top 5 dos Piores Filmes de 2011
- Top 10 dos Melhores Filmes de 2010
- Top 5 dos Piores Filmes de 2010
- Top 5 dos filmes de Leslie Nielsen
- Top 10 Dos Filmes Low Cost
- Top 5 das Melhores Cenas de Dança
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2009
- Top 5 dos Piores Filmes de 2009
- Top 5 dos Filmes Que Tenho Vergonha De Dizer Que Gosto
- Top 5 das Melhores Músicas de Ennio Morricone
- Top 5 dos filmes com Patrick Swayze
- Top 5 dos Telediscos do Michael Jackson
- Top 5 dos Filmes com David Carradine
- Top 5 dos Filmes com Lutadores de Luta-Livre
- Top 10 Os Melhores Filmes de 2008
- Top 5 Os Piores Filmes de 2008
- Top 5 dos Piores Filmes de Natal
- Top 5 das Coisas que não Esperávamos Ver no Cinema
- Top 5 dos Melhores Filmes de Paul Newman
- Top 5 Personagens Com Palas Nos Olhos
- Top 10 Melhores Cartazes De Cinema
- Top 5 dos Filmes de Chuck Norris
- Top 5 dos Filmes de Patrick Swayze
- Top 10 Os Melhores/Piores Vestidos dos Oscares
- Top 5 As Mortes de Crianças Mais Gratuitas
- Top 10 Os Melhores de 2007
- Top 5 Os Piores de 2007
- Top 7 Adaptações ao Cinema de Livros de Stephen King
- Top 5 Filmes Pela Paz
- Top 5 Os Melhores Beijos
- Top 5 Grandes Arquitectos
- Top 10 Filmes Que Mudaram A Minha Vida
- Top 5 Mulheres de Cabeça Rapada
- Top 5 As Cenas Mais Excitantes
- Top 10 Os Melhores de 2006
- Top 5 Os Piores de 2006
- Top 3 Filmes de Robert Altman
- Top 5 Os Vilões do Cinema
- Top 5 Filmes Com Mick Jagger
- Top 5 Filmes Com Steve Buscemi
- Top 5 Dos Cães no Cinema
- Top 5 Dos Filmes do Indie06
- Top 5 Dos Filmes do Fantas06
- Top 5 dos Presidentes
- Top 10 Os Melhores de 2005
- Top 5 Os Piores de 2005
- Top 5 Filmes com Pat Morita
- Top 10 Os Melhores Filmes Independentes
- Top 5 Os Piores Filmes da Saga Bond
- Top 5 Filmes com Dolph Lundgren
- Top 5 Adaptações de BD Para Cinema
- Top 10 Cenas Mais Assustadoras de Sempre
- Top 5 Vencedores do Óscar
- Top 5 Bond Girls
- Top 5 Filmes Sobre Doenças
- Top 5 Filmes de Natal
- Top 5 Melhores Batalhas Corpo-A-Corpo
- Top 10 Melhores Canções do Cinema
- Top 10 Melhores Filmes de Sempre
- Top 5 Melhores Momentos Musicais
- Top 5 Grandes Duelos do Cinema
- Top 10 Maiores Personagens do Cinema
- Top 5 Piores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 10 Melhores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 5 Filmes Religiosos


BAÚ DO TRASH:
- Needle
- Que Se Mueran Los Feos
- Easy A
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Saw 3D - O Capítulo Final
- And Soon The Darkness
- Os Imortais
- Purana Mandir
- Pagafantas
- The Bloodstained Butterfly
- Cisne Negro


ROYALE WITH CHEESE APRESENTA:
- A Tasca Da Cultura
- A Causa Das Coisas - parte I
- A Causa Das Coisas - parte II
- A Momentary Lapse Of Reason


FILMES A VER ANTES DE MORRER:
- #1 As Lágrimas Do Tigre Negro
- #2 Alucarda
- #3 Time Enough At Last
- #4 Armageddon
- #5 The Favour, The Watch And The Very Big Fish
- #6 Italian Spiderman
- #7 The Soldier And Death


UMA CURTA POR DIA NÃO SABE O BEM QUE LHE FAZIA:
- 1# Rabbit, de Run Wrake
- 2# Aligato, de Maka Sidibé
- 3# The Cat Concerto, de Joseph Barbera & William Hanna
- 4# A Curva, de David Rebordão
- 5# Batman: Dead End, de Sandy Callora
- 6# O Código Tarantino, de Selton Mello
- 7# Malus, de António Aleixo & Crosswalk, de Telmo Martins
- 8# Three Blind Mice, de George Dunning
- 9# Bedhead, de Robert Rodriguez
- 10# Key To Reserva, de Martin Scorcese
- 11# Bambi Meets Godzilla, de Marv Newland
- 12# The Horribly Slow Murderer with the Extremely Inefficient Weapon, de Richard Gale
- 13# Stolz Der Nation, de Eli Roth
- 14# Papá Wrestling, de Fernando Alle
- 15# Glas, de Bert Haanstra
- 16# Fotoromanza, de Michelangelo Antonioni
- 17# Quem É Ricardo?, de José Barahona
- 17# Terra Incognita, de Peter Volkart


AS MELHORES PIORES CENAS DE SEMPRE:
- A Pior Luta
- A Cena Mais Metida A Martelo
- O Ataque Animal Mais Brutal
- A Perseguição Mais Alucinante
- O Duelo Mais Improvável


CLUBE DE CINEMA DE SETÚBAL:
- Janeiro
- Fevereiro
- Março
- Abril
- Maio
- Setembro
- Novembro


FESTIVAIS:
- 20º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9
- 21º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 22º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 23º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 24º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 26º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 12º Caminhos Do Cinema Português
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- Imago 2006
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8

;

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



BLOCKBUSTERS:

04/01/2004 - 05/01/2004

05/01/2004 - 06/01/2004

06/01/2004 - 07/01/2004

07/01/2004 - 08/01/2004

08/01/2004 - 09/01/2004

09/01/2004 - 10/01/2004

10/01/2004 - 11/01/2004

11/01/2004 - 12/01/2004

12/01/2004 - 01/01/2005

01/01/2005 - 02/01/2005

02/01/2005 - 03/01/2005

03/01/2005 - 04/01/2005

04/01/2005 - 05/01/2005

05/01/2005 - 06/01/2005

06/01/2005 - 07/01/2005

07/01/2005 - 08/01/2005

08/01/2005 - 09/01/2005

09/01/2005 - 10/01/2005

10/01/2005 - 11/01/2005

11/01/2005 - 12/01/2005

12/01/2005 - 01/01/2006

01/01/2006 - 02/01/2006

02/01/2006 - 03/01/2006

03/01/2006 - 04/01/2006

04/01/2006 - 05/01/2006

05/01/2006 - 06/01/2006

06/01/2006 - 07/01/2006

07/01/2006 - 08/01/2006

08/01/2006 - 09/01/2006

09/01/2006 - 10/01/2006

10/01/2006 - 11/01/2006

11/01/2006 - 12/01/2006

12/01/2006 - 01/01/2007

01/01/2007 - 02/01/2007

02/01/2007 - 03/01/2007

03/01/2007 - 04/01/2007

04/01/2007 - 05/01/2007

05/01/2007 - 06/01/2007

06/01/2007 - 07/01/2007

07/01/2007 - 08/01/2007

08/01/2007 - 09/01/2007

09/01/2007 - 10/01/2007

10/01/2007 - 11/01/2007

11/01/2007 - 12/01/2007

12/01/2007 - 01/01/2008

01/01/2008 - 02/01/2008

02/01/2008 - 03/01/2008

03/01/2008 - 04/01/2008

04/01/2008 - 05/01/2008

05/01/2008 - 06/01/2008

06/01/2008 - 07/01/2008

07/01/2008 - 08/01/2008

08/01/2008 - 09/01/2008

09/01/2008 - 10/01/2008

10/01/2008 - 11/01/2008

11/01/2008 - 12/01/2008

12/01/2008 - 01/01/2009

01/01/2009 - 02/01/2009

02/01/2009 - 03/01/2009

03/01/2009 - 04/01/2009

04/01/2009 - 05/01/2009

05/01/2009 - 06/01/2009

06/01/2009 - 07/01/2009

07/01/2009 - 08/01/2009

08/01/2009 - 09/01/2009

09/01/2009 - 10/01/2009

10/01/2009 - 11/01/2009

11/01/2009 - 12/01/2009

12/01/2009 - 01/01/2010

01/01/2010 - 02/01/2010

02/01/2010 - 03/01/2010

03/01/2010 - 04/01/2010

04/01/2010 - 05/01/2010

05/01/2010 - 06/01/2010

06/01/2010 - 07/01/2010

07/01/2010 - 08/01/2010

08/01/2010 - 09/01/2010

09/01/2010 - 10/01/2010

10/01/2010 - 11/01/2010

11/01/2010 - 12/01/2010

12/01/2010 - 01/01/2011

01/01/2011 - 02/01/2011

02/01/2011 - 03/01/2011

03/01/2011 - 04/01/2011

04/01/2011 - 05/01/2011

05/01/2011 - 06/01/2011

06/01/2011 - 07/01/2011

07/01/2011 - 08/01/2011

08/01/2011 - 09/01/2011

09/01/2011 - 10/01/2011

10/01/2011 - 11/01/2011

11/01/2011 - 12/01/2011

12/01/2011 - 01/01/2012

01/01/2012 - 02/01/2012

02/01/2012 - 03/01/2012

03/01/2012 - 04/01/2012

04/01/2012 - 05/01/2012

05/01/2012 - 06/01/2012

06/01/2012 - 07/01/2012

07/01/2012 - 08/01/2012

08/01/2012 - 09/01/2012

09/01/2012 - 10/01/2012

10/01/2012 - 11/01/2012

11/01/2012 - 12/01/2012

12/01/2012 - 01/01/2013

01/01/2013 - 02/01/2013

02/01/2013 - 03/01/2013

03/01/2013 - 04/01/2013

04/01/2013 - 05/01/2013

05/01/2013 - 06/01/2013

06/01/2013 - 07/01/2013

07/01/2013 - 08/01/2013

08/01/2013 - 09/01/2013

09/01/2013 - 10/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

11/01/2013 - 12/01/2013

12/01/2013 - 01/01/2014

01/01/2014 - 02/01/2014

02/01/2014 - 03/01/2014

03/01/2014 - 04/01/2014

04/01/2014 - 05/01/2014

05/01/2014 - 06/01/2014

06/01/2014 - 07/01/2014

07/01/2014 - 08/01/2014

08/01/2014 - 09/01/2014