Royale With Cheese

 Royale With Cheese

 
 



domingo, novembro 30, 2008  

HELL RIDE:

Título: Hell Ride
Realizador: Larry Bishop
Ano: 2008


Durante as filmagens de Kill Bill 2, Michael Madsen travou amizade com um dos figurantes, Larry Bishop, ferrenho entusiasta de motas. Bishop terá falado-lhe de uma ideia que tinha para um filme e, por qualquer razão obscura, Madsen achou que seria uma boa ideia. Assim, além de aceitar participar no filme, mexeu uns cordelinhos e puff, fez-se o Hell Ride. Só eu é que não arranjo amigos destes... Este poderia ser mais um pedaço de lixo a ir directamente para o clube de vídeo que ninguém vê. Mas como traz o nome de Quentin Tarantino acoplado como co-produtor, Hell Ride tornou-se num pedaço de lixo que algumas pessoas vão ver.

Hell Ride é um biker-movie que surge na peugada do projecot Grindhouse, na legitimação do cinema duvidoso, da xungaria à série-b, passando pelo exploitatinho. Só que com motas. Começando pelo inevitável Easy Rider (e a maior valência de Hell Ride é mesmo conseguir colocar novamente Dennis Hopper numa chopper), até às referências de Hell's Belles ou The Wild Angels. No entanto, o resultado final é tão bom quanto um Satan's Sadists. No entanto, enquanto este é tão mau que se torna bom, Hell Ride, bom... já lá vamos.

O argumento é do mais básico que há e de um filmes deste nada mais se esperava: há uma gangue de motards, os Victors, liderados pelo duro Pistolero (o realizador Larry Bishop é também o protagonista), da qual fazem parte Michael Madsen ou Dennis Hopper; e há a gangue rival, os Six Six Six, liderados pelo ex-jogador do Wimbledon, Vinnie Jones, e da qual fazem parte David Carradine. A separá-los há uma contenda com 20 e tal anos que nunca se chega a perceber o que é.

O problema de Hell Ride começa logo pela atitude de Bishop, ao dar um polimento super-preocupado ao filme, estilizando-o ao máximo com as muletas que copiou dos seus ídolos, Robert Rodriguez (que anda por lá na banda-sonora) e Quentin Tarantino. Além disso, talvez para agradar a este último, altera-lhe a ordem narrativa e baralha a história na coisa mais confusa de que há memória, terminando tudo num rip-off alarve de Pulp Fiction.

No entanto, o problema não é só esse. Bishop enche o filme de badasses, de mulheres bonitas com muita pele à mostra, cenas de sexo por todo o lado, armas a torto a direito e vendetas pessoais. E no fim, vemos para aí um par de tiros e apenas uma morte gráfica. Mas que raio de explotation movie é este? Hell Ride parece que foi apenas o pretexto para Larry Bishop andar a comer uma mão cheia de tipas que, de outra forma, não teria hipótese. E por falar em Larry Bishop, que raio de interpretação é esta? Com uma voz irritante à brava, Bishop confunde estilo com mover-se em câmara lenta.

Hell Ride podia ser um tão bom mau filme, cheio de actores certos para aqueles papéis, mas no final é apenas um bocejo gigantesco. Além do mais, não percebemos metade das coisas à primeira. E mais incrível é que: não há nada para perceber, porque aquilo nem sequer se pode chamar de argumento! Nesta casa a desilusão tem um nome e ele é Double Cheeseburger.

Posted by: dermot @ 4:57 da tarde
|  




quarta-feira, novembro 26, 2008  

PALPITAÇÕES:

Título: Tremors
Realizador: Ron Underwood
Ano: 1990


Qualquer cinéfilo que se preze sabe da importância do Kevin Bacon para o cinema. Os que não sabem deviam ter vergonha e molestarem-se com uma chibatinha até conferirem o Oráculo de Bacon. No meio de tantos filmes, podia-se pensar que seria difícil escolher o melhor. No entanto, nada mais fácil: Palpitações é o filme de Kevin Bacon. É certo que o Footlose - A Música Está Do Teu Lado faz-lhe alguma sombra, mas tipo: qual dos dois é que deu origem a três sequelas e uma série de televisão com um CGI bem manhoso? I rest my case.

Falar do Palpitações é a mesma coisa de falar de Perfection, um lugarejo perdido no meio do deserto e enfiado num vale. Tudo corre pacificamente, até que surgem no subsolo quatro monstros gigantes inspirados no Duna que desatam a matar as poucas pessoas da comunidade. Claro que entre um casal obcecado por armas formado pela cantora country Reba McEntire e o pai do Quem Sai Aos Seus, o chinês mais conhecido de Hollywood a seguir ao Mr. Miyagi e o par de cowboys sulistas Kevin Bacon/Fred Ward, a salvação daquela gente vai ficar a cargo deste últimos.

Palpitações recupera o flick dos filmes de monstros dos anos 50, em que falta uma theme-song para as minhocas gigantes, mas em compensação há a devida homenagem ao seu primo mais próximo: Tubarão (começando logo pelo cartaz). Palpitações consegue ter o espírito muito especial da série-b, com muito humor eficaz e sem descambar para o trash (mesmo que não ofendesse ninguém um daqueles monstros arrotar depois de engolir alguém). Além disso, não se limita ao óbvio e esforça-se por ser do melhor série-b que há: as mortes são bem esgalhadas, as perseguições imaginativas e tudo tem interesse o suficiente para nos levar até ao fim do filme com o mesmo entusiasmo.

Kevin Bacon e Fred Ward são dois rednecks muito à frente, Michael Gross e Reba McEntire são dois maluquinhos das armas que representam o que de melhor (pior?) há no white trash, Victor Wong é o chinês de serviço e Finn Carter está lá apenas para dar o toque romântico à história. Para isso e para ser despida por um monstro, até ficar de cuecas - pele à mostra da forma mais gratuita possível, how cool is that?

Além disso, Palpitações ainda resulta para os mais cépticos e os intelectuais que dizem não gostar de cinema xunga. Basta pegar no forte significado simbólico dos monstros, que impedem constantemente o par Kaevin Bacon/Fred Ward de deixar a cidade e, consequentemente, abandonarem as suas vidas derrotistas, e embarcar numa qualquer divagação metafísica para a qual não me apetece. Para mim, Palpitações é um filme em que umas minhocas gigantes andam a comer pessoas e pronto. Para mim, chega perfeitamente para o Le Big Mac.

Posted by: dermot @ 11:00 da tarde
|  




sábado, novembro 22, 2008  

TEBAS:

Título: Tebas
Realizador: Rodrigo Areias
Ano: 2007


Os (dois) leitores mais atentos deste imodesto espaço, devem-se lembrar certamente do tempo em que fazia entrevistas. Nessa altura, já lá vão três anos, tive o prazer de acolher nestas linhas o então desconhecido Rodrigo Areias. De lá para cá, o seu nome tonrou-se num dos velores emergentes da cinematografia nacional, ora associado aos telediscos do Legendary Tigerman, ora a vencer Vila do Conde com a curta Corrente. Agora, chega-nos finalmente a versão acabada de Tebas, a primeira longa-metragem de Rodrigo Areias, da qual ele já nos tinha falado em 2005(!).

Apesar de não me identificar muitas vezes com o seu estilo de filmar, gosto do Rodrigo Areias e do seu espírito empreendedor. Num país dependente dos subsídios estatais para fazer cinema, o jovem realizador criou com a Periferia Filmes um catálogo de várias curtas, médias e até uma longa sem qualquer patrocínio do ICA. Bons ou maus, o que aqui realmente interessa é isto: é possível fazer cinema em Portugal sem o ICA. Viva a democratização do digital!

Tebas é a história de um jovem, Eddie (Gilberto Oliveira), filho de emigrantes portugueses a viver nos arredores de país. Quando a mãe cai à cama com os pés para a cova, Eddie faz aquilo que se esperaria de qualquer bom filho: foge para Portugal, à boleia do camionista bon-vivant (a sinopse apelida-o de beatnick), Salvador (Nuno Melo). Temos então um road-movie à portuguesa, a piscar o olho a Kerouac e a Wim Wenders circa Paris, Texas, mas com a música de Tigerman em vez da de Ry Cooder, que não fica nada a perder.

O road-movie é um dos estilos mais fáceis de filmar: é simples de se fazer, fica sempre bem em termos visuais e, simbolicamente, é bastante forte. No fundo, é uma viagem entre dois sítios que envolve uma mudança ou transformação durante esse percurso. No entanto, também é um dos géneros mais traiçoeiros, porque cai no facilitismo muito rápido como uma muleta dramática preguiçosa. O road-movie faz sentido quando no final da viagem algo se transformou; e é bem feito quando nós só damos conta disso mesmo no fim. Se nada se passa, então é só uma viagem. E nós fazemos várias diariamente, de casa para o trabalho e do trabalho para o supermercado. E nem sempre ocorrem transformações quando as fazemos. O mesmo acontece em Tebas.

Dispensamos então a parte road-movie e concentramo-nos na chegada a Portugal. Aí, Eddie vai deparar-se com um mundo diferente do que estava habituado, mergulhando na melhor parte: um universo surrealista, numa variação contemporânea de Édipo Rei, a tragédia grega de Sófolces. Eddie e Salvador vão então entrar no bar Tebas, uma casa de deboche e de maus actores, com o Toni Fortuna a porteiro e um estilo barroco herdado de João Botelho. Aliás, Tebas é uma espécie de Onde Estás, Irmão? filmado por João Botelho, com o seu neo-classicismo, a luz recortada e os cenários barrocos.

Tebas torna-se confuso, num mind-blowing flick surrealista para quem não tem as bases, em que o Tigerman e aquele anão do teatro, o David Almeida, aparecem amiúde com roupas diferentes. Depois há uma cena de sexo filmada sem pele à mostra, com muitos planos de nucas, Nuno Melo (vénia) no seu estilo canastrão, más fantasias de divindades gregas que parece o sítio do pica-pau amarelo e um Plymouth vermelho-sangue lindo. No fundo, Tebas é uma longa-metragem de baixo orçamento, exclusivamente independente, que devia reproduzir-se e ter mais filhos. Por aqui, vale um Double Cheeseburger.

.

Posted by: dermot @ 12:38 da tarde
|  




sexta-feira, novembro 21, 2008  

O ACONTECIMENTO:

Título: The Happening
Realizador: M. Night Shyamalan
Ano: 2008


Desde que foi apaparicado por toda gente com O Sexto Sentido, M. Night Shyamalan tem vindo a ser atacado pela crítica de filme para filme. Cansado do que os outros diziam, o realizador indiano vingou-se com A Senhora Da Água, onde aproveitou para mandar várias mensagens: arrasava com os críticos e dizia ao mesmo tempo se eu quiser faço os meus próprios filmes de merda. Por isso, nós, admiradores entusiastas deste novo mestre do suspense, compreendemos a frustração e saltámos A Senhora Da Água, fazendo de conta que esse não aconteceu.

O Acontecimento é, então, o novo filme de M. Night Shyamalan e um regresso às origens, deixando para trás os contos de fadas e voltando a pegar de frente no suspense e no fantástico. Olhando para trás na sua filmografia, Sinais será o que está mais próximo de O Acontecimento, uma história em que, inexplicavelmente, as pessoas começam a ser atacadas por uma toxina misteriosa que "desliga" os seus instintos de preservação e sobrevivência, levando-as a suicidarem-se de forma calma e pacífica (tipo o Suicide Club, mas ainda mais perturbador).

A premissa de O Acontecimento é brutal e recupera o que de melhor se faz no cinema fantástico. Um filme-catástrofe, onde uma ameaça mortífera desconhecida coloca em perigo toda a população do planeta. Claro que aqui o foco é reduzido ao racional professor Elliot Moore (Mark Wahlberg) e a sua esposa Alma (Zooey Deschanel), que só encontram uma solução: fugir! Sem destino e sem planos, apenas fugir daquela praga. E então, o filme catástrofe goes survivor-movie, fundindo Nome De Código: Cloverfield com coisas como Diário Dos Mortos.

Tudo isto é apaixonante e muito série-b, o que nas mãos de Shyamalan poderia ganhar uma dimensão gigantesca. E ele volta a não ignorar a influência do mestre Hitchcock, recorrendo inclusive ao mcguffin. E para ver o potencial da coisa, basta atentar às melhores cenas do filme, que são aquelas dos suicídios em massa: dezenas de pessoas a enforcarem-se em conjunto nas boulevards, tipos a deitarem-se à frente de cortadores de relva ou trabalhadores das obras a saltarem à parva dos prédios. A partir daqui, O Acontecimento é sempre a descer. Até bater no fundo com muito estrondo.

Não se percebe o que se passou com Shyamalan, até porque é anti-natura da sua própria identida fílmica. Começando pelo facto de ser extremamente descritivo. O Acontecimento não dá uma única nesga de espaço para a sugestão do espectador: os personagens vão descrevendo o que fazem como se fosse um filme para cegos e as personagens secundárias caem do ar para motivarem as peripécias. Tudo é artifical e metido a martelo e a personagem lunática de Betty Buckley, que aparece no fim, é das coisas mais surrealmente falsas que já aconteceu no cinema. Pelo menos, no cinema chamado sério... Mas pior que isto é a direcção de actores, onde fazem todos de pessoas passivamente racionais, que encaram toda aquele caos com muita ponderação. Parece que já estavam todos à espera que aquilo fosse acontecer. E depois, claro, Mark Wahlberg a fazer de um tipo passivo confunde-se à brava com um mau actor. Oh wait...

Claro que no fim, O Acontecimento não tem nada a ver com catástrofes, tal como Sinais não tinha a ver com invasões de extraterrestres, mas quem é que quer saber? O filme é revoltantemente fraco e nem a presença fugaz do incontornável Alan Ruck motiva que escreva alguma coisa de bom. O melhor que vou escrever é mesmo isto, vejam: cheeseburger.

Posted by: dermot @ 9:51 da manhã
|  




quinta-feira, novembro 20, 2008  

THE KING OF KONG:

Título: The King Of Kong
Realizador: Seth Gordon
Ano: 2007


The King Of Kong pertence aquele lote restrito de grandes filmes que nunca ninguém viu. Esperemos que esta prosa altere isso... Este é um documentário simples, honesto, sem pretensões de maior, feito mais por amor à causa do que por propriamente ao cinema.

Lembram-se do Donkey Kong? Aquele jogo do tempo da carochinha (1981, obrigado wikipédia), onde aparecia o Super Mário pela primeira vez? Era um jogo de plataformas, em que tinhamos que subir várias escadas até resgatar a princesa raptada por um macaco gigante, que nos atirava barris e bolas de fogo. Já se lembram? Então e sabiam que existe um campeão do Mundo de Donkey Kong? Pois é. E se existe um campeão do Mundo, quer dizer que também existe um comité para homologar esse recorde. E se existe um comité, significa que também existe uma competição internacional para ver quem é o melhor. E se há isto tudo para o Donkey Kong, quer dizer que também existe para outros jogos clássicos, como o Pacman, o Missile Command ou o Frogger.

Pois é, The King Of Kong é um documentário sobre este mundo, uma verdadeira freak-América, cheia de cromos, nerds e geeks, daqueles que vivem no sótão da casa dos pais há 30 anos, com os seus óculos fundo de garrafa, os bigodes ridículos e as colecções de livros de banda-desenhada e action-figures. É como aquelas convenções de ficção-científica com que os Simpsons e o Family Guy gozam à brava, mas com gente a sério.

Neste caso específico, interessa apenas (ou preferencialmente) o jogo Donkey Kong. E como em todas as competições, não falta uma rivalidade bem acesa, com as devidas polémicas, digna de qualquer campeonato português. Billy Mitchell é o Beckham dos videojogos retro, um tipo todo metrossexual e cheio de bazófia, com mil e um recordes ao longo dos anos, incluíndo um imbatível no Donkey Kong. E Steve Wiebe é o mais normal de toda aquela gente, um tipo que ao ser despedido decidiu que o quer queria ser era o campeão dos sem vida, destronando Billy Mitchell no Donkey Kong. E já o conseguiu uma vez, mas o seu recorde não foi reconhecido por alegada quitagem da máquina. Conseguirá derrotá-lo nos jogos olímpicos dos jogos de computador?

The King Of Kong não é um prodígio do cinema, antes pelo contrário. Não há um padrão constante ao longo de todo o filme (as entrevistas variam entre grandes planos, panorâmicas, planos ao ombro e planos esgroviados), nem sequer um tratamento parcial do assunto, fazendo lembrar os documentários-pop de Michael Moore, levando-nos a colocar de um dos lados da barricada e a querer com todas as forças que o outro lado saia derrotado e humilhado. No entanto, um excelente magnífico trabalho de edição e uma temática extremamente divertida fazem-nos ficar colados ao ecrã da televisão durante todo o filme.

Para rir, chorar (principalmente do ridículo daquela situação, em que demasiada gente, com idade para terem juízo, levam demasiado a sério uns jogos de computador) e, sobretudo, recordar alguma da nossa infância pré-spectrum. The King Of Kong é o melhor Le Big Mac de 2007 que ninguém comeu.

Posted by: dermot @ 4:39 da tarde
|  




quarta-feira, novembro 19, 2008  

Originalmente publicado na Take:

ENTRE OS DEDOS:

Título: Entre Os Dedos
Realizador: Tiago Guedes & Frederico Serra
Ano: 2008


Falta ao nosso cinema um realizador em quem confiar. O António Pedro Vasconcelos é demasiado falível, o João Canijo acerta nos pés algumas vezes e o Leonel Vieira fica-se pelas boas intenções. Confesso que fiquei esperançado com esta nova geração, nomeadamente com o Marco Martins e a dupla Tiago Guedes e Frederico Serra, graças ao Alice e ao Coisa Ruim, respectivamente.

Entre Os Dedos marca o regresso de Tiago Guedes e Frederico Serra, mais o argumentista Rodrigo Guedes de Carvalho às lides cinematográficas, mas se estavam à espera de algo na onda do Coisa Ruim, então podem esperar sentados. Enquanto esse era um filme ao lado, um produto de terror psicológico com os pés na tradição telúrica nacional, Entre Os Dedos é o típico filme português, onde a premissa base é a história do coitadinho. Aqui com muitos coitadinhos.

Entre Os Dedos é uma espécie de filme de crise, acompanhando a vida disfuncional e fragmentada de dois casais da classe média-baixa dos subúrbios (os irmãos Paulo (Filipe Duarte) e Bela (Lavínia Moreira), mais respestivas famílias), mais um doente terminal (Gonçalo Waddington) e sua mãe que ninguém percebe como é que aparecem. De resto, é um filme-mosaico de realismo exacerbado, sobre as coisas da vida e sem argumento, apenas com algumas insinuações (como a parte do alegado racismo, que apenas serve para ventilar essa questão sempre tão polémica e dizer uns palavrões pelo meio) e os habituais temas-tabus.

Filmado com a câmara ao ombro, Entre Os Dedos treme demasiado, tanto que às vezes desconfiamos que o operador de câmara o está a fazer ao pé coxinho só para nos chatear. É o cinéma véritè, que aproxima os espectadores das personagens e se identifica com elas. Mas para isso é necessário haver algo para se filmar. Além disso, todo o filme é num registo a preto e branco, uma muleta preguiçosa que pode cair facilmente na presunção quando o filme é frágil para a suportar.

Entre Os Dedos é então demasiado aborrecido e, quando assim o é, começamos a reparar em tudo o que é defeito. Como o facto da maior parte dos actores ter um talento nato para as foto-novelas. Acreditem, estou a fazer uma força danada para me lembrar de mais alguma coisa que justifique uma Hamburga de Choco.

Posted by: dermot @ 9:48 da manhã
|  


 

TAKE - CINEMA MAGAZINE:

Número 9, Novembro de 2008


Página oficial

Posted by: dermot @ 12:50 da manhã
|  




segunda-feira, novembro 17, 2008  

FILMES A VER ANTES DE MORRER #7:

Título: The Soldier And Death
Nota: Episódio 1, da primeira série de Jim Henson's Storyteller
Realizador: Jim Henson
Ano: 1988
Porquê:
- Porque o Jim Henson não era só os Marretas;
- Porque é aquilo que o Jim Henson fez de melhor: uma Disney para crescidos;
- Porque é animação de fantasia do melhor calibre, que envelheceu ainda melhor e continua a fazer-nos arrepios 20 anos depois;
- Porque tem a melhor Morte do cinema a seguir à do Bergman;
- Porque tem o Minghella a escrever, o Henson a realizar e o John Hurt cheio de próteses como um velho a viver num castelo ao abandono, contando histórias para o seu cão;
- Porque o expressionismo não foi apenas imagem de marca dos alemães;



Posted by: dermot @ 9:53 da tarde
|  




quinta-feira, novembro 13, 2008  

007 - QUANTUM OF SOLACE:

Título: Quantum Of Solace
Realizador: Marc Forster
Ano: 2008


O anterior Casino Royale marcou um reinício da saga Bond, não só pela mudança de actor - polémica e já muito discutida, por isso não vamos reincidir sobre a matéria, até porque Daniel Craig provou estar à altura -, mas pela mudança de estilo. No fundo, o argumento justificava-o, uma vez que era o início do novo agente 007. E acabava por ser original, seguindo esta nova tradição dos filmes de acção em humanizarem o herói. No entanto, em Quantum Of Solace já começamos a sentir falta do nosso clássico James Bond. Por isso, se no próximo o cenário não se alterar, acho que vai haver sangue...

Quantum Of Solace não só é o filme da série mais curto, como é a primeira sequela directa. Temos então James Bond (ou seja, Daniel Craig) no rescaldo da sua primeira missão, mas ainda com a sua amada assassinada, Vesper Lynd, no pensamento. Por isso, como a vingança é um prato que se serve frio, Bond vai procurar e castigar o responsável pela sua morte. Pelo meio há um frouxo plano internacional maquiavélico para o vilão Dominic Greene dominar a América do Sul, muita acção e muito pouca espionagem (nem um único gadget, senhores).

O filme até começa bem: entramos no filme a alta velocidade, como um comboio em andamento, numa perseguição alucinante pelas estradas italianas de Siena. Bond conduz um mítico Aston Martin e há explosões, acidentes e carros a despenhar com fartura. Depois vem a abertura e, apesar de copiar o genérico da telenovela Pedra Sobre Pedra, Quantum Of Solace tem a melhor theme-song desde... sempre? A partir daí é sempre a descer. Parece que o pessoal que tanto se preocupou em manter a identidade de Bond no filme anterior, se desleixou e tomou o trabalho por garantido. E nem sequer há os clichets, exceptuando uma referência subtil aos martinis, shaken not stirred.

Mas o pior de tudo é a edição irritante das cenas de acção, completamente esquizofrénicas, que para além de não se perceberem nada, deixam-nos com dor de cabeça. Há pelo meio uma perseguição de barco que ainda agora estou para perceber como é que uma das lanchas inimigas capotou e explodiu. Esta mania do pessoal pensar que para ser moderno há que copiar a MTV já chateia. Espero que para o Natal, Marc Forster receba um tripé junto com as peúgas e os pijamas da praxe. Ainda por cima aborrece quando a fotografia faz lembrar os thrillers urbanos de Michael Mann.

O James Bond de Quantum Of Solace volta a ser humanizado ao máximo, sangrando e sofrendo como um homem, terminando o filme sujo, suado e rasgado. Volta a ser o James Bond negro que Timothy Dalton preconizou, ou não tivessem ambos uma vingança nos seus menus (lembram-se de 007 - Licença Para Matar?). No fundo, este capricho do destino em sofrer de amores pode explicar em muito o comportamento de Bond com as mulheres. E por falar em mulheres, referência para Olga Kurylenko, uma ucraniana a fazer de latina(?), mas especialmente Gemma Arterton, que tem tanta relevância quanto o Makukula no plantel do Benfica, mas tem um dos melhores nomes de uma bond-girl: Strawberry Fields.

Há bons elementos, mas tudo tentativas tímidas: o tema oficial, o covil do vilão no meio do deserto (faz lembrar o hotel de gelo em 007 - Morre Noutro Dia) ou um par de sequências de acção mais arrojadas. Parece que estão com ciúmes de Jason Bourne e andam a tentar imitá-lo: Quantum Of Solace despedaça muito daquilo que foi conseguido em Casino Royale. O Double Cheeseburger já é, em muito, por respeito à insituição.

Posted by: dermot @ 12:26 da manhã
|  




terça-feira, novembro 11, 2008  

NIXON:

Título: Nixon
Realizador: Oliver Stone
Ano: 1995


Oliver Stone é um tipo que curte política à brava. Por isso, o recém-estreado bio-pic do Bush mais novo, em W., não surpreendeu ninguém, uma vez que antes já tinha havido JFK, Nixon e Fidel Castro (em Comandante). Agora perguntam vocês: então e porque raio de pretetxo decidiste tu falar logo do Nixon? E eu respondo: logo vêem na próxima Take. E porque isto é meu e eu faço o que quiser. Além disso, os dois leitores deste tasco não se vão importar, até porque um deles é um amigo imaginário.

Nixon é um bio-pic de Richard Nixon, o trigésimo-sétimo presidente dos Estados Unidos e um dos mais controversos. Ao fim ao cabo, acabou por sér o único (pelo menos até há data) a pedir a demissão do cargo. Amado por poucos e odiado por muitos, Nixon teve dois mandatos bem polémicos, à boa maneira de George W. Bush, e esteve envolvido em muita coisa. Por isso, para o bem e para o mal, o seu contributo para os Estados Unidos e, consequentemente, para o Mundo foi determinante. Oliver Stone gosta destes filmes políticos, com argumentos maçudos, muita informação, ainda mais teorias da conspiração e aquela ideia subjacente que a América é a polícia do Mundo e ainda bem que o é. Nunca percebemos é se ele o diz a sério ou a brincar, porque tanto se compromete com ela como a subverte.

O retrato tirado neste épico de três horas é dramatizado e, consequentemente, sensacionalizado, mesmo que não fosse essa a intenção de Oliver Stone. O encontro entre Nixon e Mao Tse-Tung é o exemplo mais ilustrativo disso, em que uma banda-sonora insinuadora e uma montagem imaginativa transformam o ditador chinês num monstro gargalhante, para depois o sobrepôr sobre o próprio Nixon, numa apologia que nem disfarça um pouco.

Nixon começa, como seria de esperar, pelo momento mais marcante da sua presidência - o caso Watergate - para depois embarcar num enorme flashback, como a outra biografia de um dos homens mais poderosos da América, O Mundo A Seus Pés (sempre a referência nestas coisas de analepses). A história dá então a volta, completa o círculo e vai mais além, mas é mais ambiciosa que o filme de Orson Welles, porque Stone arrisca vários flashbacks dentro do próprio flashback. A opção era perigosa, mas ele sai-se bem, porque apesar da quantidade maciça de informação, Nixon é sempre fácil de acompanhar. Mesmo partindo do princípio que o espectador já sabe algumns factos (principalmente o difícil jogo do quem é quem), é um perfeito filme para leigos na matéria.

Falta falar de Anthony Hopkins que mergulha em Richard Nixon de forma assombrosa, adquirindo os maneirismos e as feições do ex-presidente. É ele um dos grandes responsáveis por trasnmitir a mensagem de Stone, na caracterização daquele homem ambíguo, de duas faces - uma privada e uma pública -, que sempre sofreu por não ser amado, obcecado pela fama e poder, e com um ódio mal digerido pelo seu ex-concorrente directo, John Kennedy, o bem-amado dos americanos. Retrato (possivelmente) redutor e manipulador, é certo, mas é a isto que se chama dramatização.

Oliver Stone podia ser um excelente realizador de propaganda num estado de direita e prova-o aqui. Com um trabalho de edição notável, Oliver Stone domina perfeitamente várias linguagens cinematográficas, cruzando na mesma cena o preto e branco com planos de cores saturadas de super 8, mais imagens de arquivo e muita fita riscada e envelhecida. Além disso, não tem medo de ser politicamente incorrecto, mostrando declaradamente um J. Edgar Hoover mariconço, ou atirando alegadas culpas sobre o assassinato dos Kennedys. Nem parece que este Stone é o mesmo que depois fez a xaropada patriótica de World Trade Center.

Nixon serve de McRoyal Deluxe para quem gosta de filmes políticos, queira conhecer a situação política dos Estados Unidos no passado recente e/ou queira ver um filme filmado de forma superior e de forma como há poucos.

Posted by: dermot @ 9:30 da tarde
|  




domingo, novembro 09, 2008  

DESTRUIR DEPOIS DE LER:

Titulo: Burn After Reading
Realizador: Ethan & Joel Cohen
Ano: 2008


E depois do Oscar, os irmãos Cohen voltaram às comédias negras, provando que a fama não lhes subiu à cabeça e que continuam iguais a si mesmos. É que, mesmo podendo não ser o género em que se movem melhor (e eu tenho quase a certeza que não é), este é aquele em que se movem mais vezes. No entanto, não é fácil chegar ao nível de O Grande Lebowski e, por isso, muitos dos seus sucedâneos não são, propriamente, memoráveis.

Eis então os Cohen a criarem três conjuntos de personagens, quais deles os mais patetas, e ao cruzá-las a todas, de forma mais ou menos casual, cria um thriller de espionagem completamente ao lado, com a tal comédia negra e absurda como estilo (uma espécie de Casino Royale, mas não tão declarado). À primeira vista, Destruir Depois De Ler parece uma intrincada história de informação e contra-informação, mas no fundo é só um conjunto de gente encornada a tentar fingir que não o são...

Resumindo: Osbourne Cox (John Malkovich, finalmente a voltar a lembrar-me porque é que gosto dele) é um agente secreto acabado de ser dispensado que decide escrever as suas memórias. Devido a uma traição, esses seus textos vão parar às mãos de Chad Feldheimer (Brad Pitt num boneco brutal, verdadeiro white trash) e Linda Litzke (Frances McDormand), que, apesar de serem os únicos não encornados do filme, não se importariam nada de o ser. Chantagem aqui e chantagem ali e eis a história de ambos cruzada com a do mulherengo Harry Pfarrer (George Clooney a fazer de si mesmo), que para além de encornar e ser encornado à força toda, atrai para a trapalhada a CIA.

Destruir Depois De Ler é tão calminho que parece que não se passa nada, salvo alguns planos mais apertados, uma música mais palpitante e algumas cenas cruzadas, retiradas directamente dum filme de suspense para criar ambiente. No entanto, quando damos conta, estamos no meio de uma gigantesca teia em que ninguém se consegue mexer sem pisar o pé de quem vem atrás, como um dos filmes iniciais do Guy Ritchie. Só que sem acção.

Não existem os diálogos propriamente felizes dos Coen, nem situações verdadeiramente memoráveis, mas Destruir Depois De Ler tem meia dúzia de personagens brutais, que fazem o filme pôr-se a milhas dos seus primos mais recentes, como O Quinteto Da Morte ou Crueldade Intolerável. No entanto, ainda lhe falta comer muita papa para ser O Grande Lebowski. São personagens esteriotipadas e algo esquematizadas, próximas de um Wes Anderson e dos seus Tenembaums, mas nenhuma delas está ali para que nos preocupemos de verdade com o que lhes vai acontecer. John Malkovich já falámos, Frances McDormand já começa a aborrecer por fazer sempre o mesmo papel dos filmes dos Coen, George Clooney completa a sua triologia de idiotas (Onde Estás, Irmão? é o mais brilhante) e Brad Pitt, bem... Que personagem!

Além de tudo isto, há ainda mortes (pronto, uma morte), uma máquina de masturbação digan de um Austin Powers, umas machadadas espectacularmente bem feitas e a CIA a fazer o que de melhor sabe fazer: esconder corpos e fingir que nada se passa. Em tempos de Quantum Of Solace, um McBacon bastante feliz para esta sátira aos jogos de espionagem.

Posted by: dermot @ 11:51 da manhã
|  




sábado, novembro 08, 2008  

TOP 5:

Este blogue já tem uns aninhos. Por aqui, já falei de muitos filmes, desde os mais normais até aos mais bizarros. Já de tudo foi aqui abordado, desde os habituais blockbusters aos mais eruditos filmes da nouvelle vague e até o porno-chic. Não há escolhas e distinções neste humilde tasco cinéfilo, tanto se fala de Godard e Truffaut como de Chuck Norris e Jean-Claude Van Damme. E todos com igual paixão e admiração. Bem, quer dizer, há uns com mais admiração que outros...

Isto para dizer que já passou de tudo um pouco por estas linhas, desde nun-exploitation até deficientes karatecas. No entanto, há sempre qualquer coisa que até mesmo para aqui é demais. Nada melhor do que compilar esses excessos, esquisitices e bizarrarias no TOP 5 DE COISAS QUE NUNCA ESPERÁVAMOS VER NO CINEMA:

5º Lugar
Matrica(?)

Já todos vimso mil e uns rip-offs, spin-offs, paródias e recriações do Matrix. No entanto, aviso-vos que nada disso vos prepara para uma versão turca, os reis dos maus remakes (sim, ao pé deles, Bollywood é um paraíso).

4º Lugar
Sean Connery de tanga

Todos sabemos que o Sean Connery nunca teve grande jeito para escolher filmes (alguém mencionou Liga De Cavalheiros Extarodinários?), mas Zardoz é demais. E o pior nem é ser um filme de aficção-científica arty, todo cheio de pretensões. O pior é ver o Sean Connery, aquele que em tempos foi o maior agente secreto do Mundo, de tanguinha cor-de-laranja(!).

3º Lugar
Arnie pedo-friendly

Arnold Schwarzenegger deu-nos vários momentos de arrepiar a espinha (grávido, a fazer de babysitter, ou a fazer de babysitter da Brigitte Nielsen), mas nenhum foi tão pertubador quanto Danos Colaterais, quando o governador andou numa roda-viva para vingar os assassinatos da sua mulher e filho. Como se sabe, para que a vingança tenha ainda mais significado, é necessário que o protagonista crie laços fortes com as vítimas e, por isso, de início vemos Arnie a brincar com o seu filho numa série de actividades, incluindo... tomar banho todo nu com ele(!). *Pedo alert*

2º Lugar
O James Bond filipino(!). E anão(!!).

Chama-se Weng Weng, é filipino, minúsculo (até mesmo para os parâmetros dos anões) e é uma estrela no seu país numa saga de rip-offs ao universo Bond. Tudo é tão surreal que nem sei por onde começar. Se calhar o melhor é verem o vídeo e depois este link.

1º Lugar
Steven Seagal a correr(!!!)

Sim, é verdade. Não é mito urbano: Steven Seagal, em tempos idos, corria. De forma desengonçada, é certo, mas aplicado. Antes de se transformar no bonequinho da michelin que mexe os braços muito depressa para derrotar os maus, Seagal era um tipo atlético. Preparem os olhos para o choque!

Posted by: dermot @ 12:49 da tarde
|  




quinta-feira, novembro 06, 2008  

A LOJA DOS HORRORES:

Título: The Little Shop Of Horrors
Realizador: Roger Corman
Ano: 1960


É impossível não adorar Roger Corman, o rei dos baixos orçamentos. Super-produtor, com quase 400 filmes no currículo, Corman começou a sua carreira aliando à produção as funções de realizador. Por exemplo, só em 1960, ano deste A Loja Dos Horrores, o cineasta fez produziu e dirigiu quatro filmes. Para a história ficam os dois(!) dias de filmagens deste A Loja Dos Horrores, um dos seus maiores clássicos e que deu azo a um dos mais irreais remakes de sempre, A Lojinha Dos Horrores. Ele mesmo já explicou como é que se faz: basta uma sala com um par de móveis. Depois muda-se o plano, move-se a mobília de sítio e desfoca-se a câmara um pouco e voilá, eis uma variedade infindável de decors.

A Loja Dos Horrores é o típico flick de Roger Corman: um filme de terror baixo-orçamento e com raízes na série B, com uma forte componente humorística que nem sempre é propositada. Filmes como A Loja Dos Horrores preconizaram o espírito de outras comédias de terror, como Morte Cerebral ou, especialmente, Gremlins.

Encontramos então uma pequena loja de flores no centro do problemático bairro de Skid Row, propriedade de Gravis Mushnik (Mel Welles). A trabalhar consigo está Seymour Krelboin (Jonathan Haze), um desajeitado pateta que abusa do humor físico, num registo semelhante ao de Jerry Lewis, com uma expressão de marca com que termina todas as fresas e que faz sangrar dos ouvidos - I didn't mean it. Quando está prestes a ser despedido, Seymour saca de um trunfo da manga: uma planta exótica que anda a plantar às escondidas e que se vai tornar num centro de atracções, fazendo a loja prosperar e o pobre diabo cair nas boas graças do patrão.

Mas o narrador e o jazz da banda-sonora dizem-nos que o que estamos a ver é um(a tentantiva de) film-noir e, por isso, sabemos que, mais cedo ou mais tarde, algo irá correr mal. Por isso, até surgirem homicídios e detectives de chapéu e gabardine é só uma questão de tempo. É que a tal planta, baptizada de Audrey Junior, é uma planta carnívora gigante, com um apetite voraz por carne humana e que até fala(!): feed me, diz recorrentemente com as suas mandíbulas de cartão. Seymour vai então alimentá-la com uma série de cadáveres ocasionais: um desiquilibrado atropelado pelo comboio, um assaltante, uma prostituta demasiado literal ou um dentista que perece após um duelo de bisturis(!).

A Loja Dos Horrores é um filme completamente ao lado. Abusa do humor físico e pateta, que nós já não suportamos por estar tão batido (alerta Os Malucos Do Riso), mas também cria uma espécie de humor que é uma espécie de mistura entre o ZAZ style, dos Aonde Pára A Polícia e afins, e o absurdo dos Monty Pythons, por exemplo. Só que declaradamente tongue in cheek, que é mais irreal ainda. E por falar nisso, também anda por lá o Jack Nicholson no seu primeiro papel no cinema, na pele de um tipo masoquista. Excelente introdução ao caos surreal que é o remake dos anos 80, A Loja Dos Horrores é um dossier de cinema, de cultura popular e de como comer McBacons.

Posted by: dermot @ 5:42 da tarde
|  





COTAÇÃO:
10 - Royale With Cheese
9 - Le Big Mac
8 - McRoyal Deluxe
7 - McBacon
6 - McChicken
5 - Double Cheeseburger
4 - Cheeseburger
3 - Caixinha de 500 paus (Happy Meal)
2 - Hamburga de Choco
1 - Pão com Manteiga

TAKE:
Take - cinema magazine | take.com.pt


ARE YOU TALKING TO ME:
DUELO AO SOL
CLARENCE HAD A LITTLE LAMB
GONN1000
BITAITES
ANTESTREIA
CINEBLOG
CINEMA NOTEBOOK
CONTRA CAMPO
ZONA NEGRA
O MELHOR BLOG DO UNIVERSO
A CAUSA DAS COISAS
O MEU PIU PIU
AMARCORD
LAURO ANTÓNIO APRESENTA
SARICES ARTÍSTICAS
A RAZÃO TEM SEMPRE CLIENTE
MIL E UM FILMES
AS IMAGENS PRIMEIRO
A DUPLA PERSONALIDADE
TRASH CINEMA TRASH
SUNSET BOULEVARD
CINEMA XUNGA


ARE YOU TALKIN' TO ME?
cinephilus@mail.pt


CRÍTICAS:
- A Armadilha
- A Arte De Pensar Negativamente
- A Árvore Da Vida
- A Balada de Jack And Rose
- A Bela E O Paparazzo
- A Boda
- À Boleia Pela Galáxia
- A Cabana Do Medo
- A Cela
- A Canção De Lisboa
- A Cara Que Mereces
- A Casa Dos 1000 Cadáveres
- A Casa Maldita
- A Cidade Dos Malditos
- A Ciência Dos Sonhos
- A Comunidade
- A Cor Do Dinheiro
- A Costa Dos Murmúrios
- A Criança
- A Dália Negra
- A Dama De Honor
- A Descida
- A Duquesa
- À Dúzia É Mais Barato
- A Encruzilhada
- A Estrada
- A Estranha Em Mim
- A Frieza Da Luz
- A Fúria Do Dragão
- A História De Uma Abelha
- A Honra Da Família
- A Janela (Maryalva Mix)
- A Lagoa Azul
- A Lenda Da Floresta
- A Liga Dos Cavalheiros Extraordinários
- A Lista De Schindler
- A Lojinha Dos Horrores
- A Mais Louca Odisseia No Espaço
- A Maldição Da Flor Dourada
- A Mansão
- A Maravilhosa Aventura De Charlie
- A Marcha Dos Pinguins
- A Máscara
- A Máscara De Cristal
- A Menina Jagoda No Supermercado
- A Minha Bela Lavandaria
- A Minha Vida Sem Mim
- A Morte Do Senhor Lazarescu
- A Mosca
- A Mulher Do Astronauta
- A Mulher Que Viveu Duas Vezes
- A Múmia
- A Noiva Cadáver
- A Noiva Estava De Luto
- A Origem
- A Outra Margem
- A Paixão De Cristo
- A Pele Onde Eu Vivo
- A Pequena Loja Dos Horrores
- A Prairie Home Companion - Bastidores Da Rádio
- A Presa
- À Procura Da Terra Do Nunca
- A Promessa
- À Prova De Morte
- A Rainha
- A Rai­nha Africana
- A Raiz Do Medo
- A Rapariga Santa
- A Rede Social
- A Religiosa Portuguesa
- A Ressaca
- A Residencial Espanhola
- A Sangue Frio
- A Secretária
- A Semente Do Diabo
- A Senhora Da Água
- A Severa
- A Sombra Do Caçador
- A Sombra Do Samurai
- A Tempestade No Meu Coração
- A Tempo E Horas
- A Torre Do Inferno
- A Turma
- A Última Famel
- A Última Tentação De Cristo
- A Valsa Com Bashir
- A Verdadeira História De Jack, O Estripador
- A Viagem De Chihiro
- A Viagem De Iszka
- A Vida De Brian
- A Vida É Um Jogo
- A Vida É Um Milagre
- A Vida Em Directo
- A Vida Secreta Das Palavras
- A Vila
- A Vítima Do Medo
- A Vizinha Do Lado
- A Volta Ao Mundo Em 80 Dias
- Aberto Até De Madrugada
- Abraços Desfeitos
- Acção Total
- Aconteceu No Oeste
- Across The Universe
- Actividade Paranormal
- Acusado
- Adam Renascido
- Admitido
- Adriana
- Aelita
- Ágora
- Água Aos Elefantes
- Air Guitar Nation
- Albert, O Gordo
- Aldeia Da Roupa Branca
- Alice
- Alice In Acidland
- Alice No País Das Maravilhas
- Alien - O Oitavo Passageiro
- Aliens - O Reencontro Final
- Alien - A Desforra
- Alien - O Regresso
- Alien Vs. Predador
- Alien Autopsy
- Alma Em Paz
- Almoço De 15 De Agosto
- Alphaville
- Alta Fidelidade
- Alta Golpada
- Alta Tensão
- Alucinação
- Amália
- Amarcord
- American Movie
- American Splendor
- Amor À Queima-Roupa
- Amor De Verão
- Amor E Corridas
- Amor E Vacas
- Amor Em Las Vegas
- Amor Ou Consequência
- And Soon The Darkness
- Angel-A
- Animal
- Annie Hall
- Anónimo
- Antes Do Anoitecer
- Antes Que O Diabo Saiba Que Morreste
- Anticristo
- Anvil! The True Story of Anvil
- Anytinhig Else - A Vida E Tudo Mais
- Appaloosa
- Apocalypto
- Aquele Querido Mês De Agosto
- Aracnofobia
- Aragami
- Arizona Dream
- Armin
- Arséne Lupin - O Ladrão Sedutor
- As Asas Do Desejo
- As Aventuras De Jack Burton Nas Garras Do Mandarim
- As Aventuras De Tintim - O Segredo Do Licorne
- As Aventuras Do Príncipe Achmed
- As Bandeiras Dos Nossos Pais
- As Bonecas Russas
- As Canções De Amor
- As Crónicas De Narnia - O Leão, A Feiticeira E O Guarda-Roupa
- As Diabólicas
- As Ervas Daninhas
- As Invasões Bárbaras
- As Lágrimas Do Tigre Negro
- As Leis Da Atracção
- As Noites Loucas Do Dr. Jerryll
- As Penas Do Desejo
- As Tartarugas Também Voam
- As Vidas Dos Outros
- Aberto Até De Madrugada
- Assalto À Esquadra 13 (1976)
- Assalto À Esquadra 13 (2005)
- Assalto Ao Santa Maria
- Assassinos Natos
- Ata-me
- Até Ao Inferno
- Até Ao Limite Do Terror
- Atraídos Pelo Crime
- Através Da Noite
- Attack Of The 50 Foot Woman
- Aurora
- Austrália
- Autocarro 174
- Avatar
- Aviva, Meu Amor
- Aztec Rex
- Azul Metálico

- Babel
- Backbeat, Geração Inquieta
- Balas E Bolinhos - O Regresso
- Balbúrdia No Oeste
- Bando À Parte
- Baraka
- Barbarella
- Barreira Invisí­vel
- Batman
- Batman Regressa
- Batman - O Início
- Be Cool
- Beijing Bastards
- Belleville Rendez-Vouz
- Bem-vindo À Zombieland
- Bem-vindo Ao Norte
- Berlin 36
- Birth - O Mistério
- Biutiful
- Black Sheep
- Black Snake Moan - A Redenção
- Blade Runner - Perigo Iminente
- Blueberry
- Boa Noite E Boa Sorte
- Bobby Darin - O Amor É Eterno
- Body Rice
- Bombom
- Bom Dia Noite
- Bom Dia Vietnam
- Bonnie E Clyde
- Boogie Nights
- Borat
- Brasil - O Outro Lado Do Sonho
- Breakfast On Pluto
- Brincadeiras Perigosas (2007)
- Brisa De Mudança
- Bronson
- Bruce, O Todo-poderoso
- Bruiser - O Rosto Da Vingança
- Bruno
- Buffalo 66
- Bubba Ho-Tep
- Bullit
- Bunker Palace Hotel
- Buried
- Busca Implacável
- Bz, Viagem Alucinante

- Cadillac Records
- Cães Danados
- Cães De Palha
- Café E Cigarros
- Call Girl
- Camino
- Capitão Alatriste
- Capitão América - O Primeiro Vingador
- Capote
- Carrie
- Cartas Ao Padre Jacob
- Cartas De Iwo Jima
- Casa De Loucos
- Casablanca
- Casino Royale
- Catwoman
- Cavalo De Guerra
- Cemitério Vivo
- Censurado
- Centurion
- Charlie E A Fábrica De Chocolate
- Che - Guerrilha
- Che - O Argentino
- Chemical Wedding
- Chéri
- Chinatown
- Chocolate
- Choke - Asfixia
- Chovem Almôndegas
- Christine - O Carro Assassino
- Cidade Fria
- Cinco Dias, Cinco Noites
- Cinema Paraíso
- Cinerama
- Cisne Negro
- Clube De Combate
- Coco Avant Chanel
- Coisa Ruim
- Cold Mountain
- Cold Weather
- Colete De Forças
- Colisão
- Com Outra? Nem Morta!
- Comboios Rigorosamente Vigiados
- Comer Orar Amar
- Complexo - Universo Paralelo
- Conan, O Bárbaro
- Contrato
- Control
- Controle
- Coração De Cavaleiro
- Coração De Gelo
- Coração Selvagem
- Corações De Aço
- Coragem De Mãe: Confrontando O Autismo
- Corre Lola Corre
- Correio De Risco
- Correio De Risco 3
- Corrida Contra O Futuro
- Corrupção
- Cozinhando A História
- Crank - Veneno No Sangue
- Crank - Alta Voltagem
- Cremaster
- Crime Ferpeito
- Crippled Masters
- Cristóvão Colombo - O Enigma
- Crónica Dos Bons Malandros
- Crueldade Intolerável
- Cubo
- Culture Boy
- Cypher
- Cyrano de Bergerac (1950)

- Daisy Town
- Dallas
- Danny The Dog - Força Destruidora
- Daqui P'ra Frente
- Dark City - Cidade Misteriosa
- De Cabeça Para Baixo
- De Homem Para Homem
- De Olhos Abertos
- De Olhos Bem Fechados
- De Sepultura Em Sepultura
- De Tanto Bater O Meu Coração Parou
- De-Lovely
- Delhi Belly
- Dead Snow
- Death Race 2000
- Deixa-me Entrar
- Delicatessen
- Demolidor - O Homem Sem Medo
- Dentro Da Garganta Funda
- Depois Do Casamento
- Destruir Depois De Ler
- Diamante De Sangue
- Diário Dos Mortos
- Diários De Che Guevara
- Dias De Futebol
- Dick E Jane - Ladrões Sem Jeito
- Dictado
- Die Hard 4.0 - Viver Ou Morrer
- Die You Zombie Bastards!
- Dogma
- Domino
- Don Juan DeMarco
- Donnie Brasco
- Doom - Sobrevivência
- Doomsday - Juízo Final
- Dorian Gray
- Dot.Com
- Dr. Estranhoamor
- Drácula 2001
- Drácula De Bram Stoker
- Drive - Risco Duplo
- Dreamgirls
- Duas Mulheres

- É Na Terra Não É Na Lua
- Easy A
- Easy Rider
- Eduardo Mãos De Tesoura
- Efeito Borboleta
- El Mariachi
- El Topo
- Ela Odeia-me
- Eles
- Eles Vivem
- Elvis
- Em Bruges
- Em Busca Da Felicidade
- Em Carne Viva
- Em Liberdade
- Em Nome De Caim
- Em Nome De Deus
- Em Paris
- Em Privado
- Embargo
- Encarnação Do Demónio
- Encontros Em Nova Iorque
- Encrenca Dupla
- Encurralada
- Ensaio Sobre A Cegueira
- Enterrado Na Areia
- Entre Os Dedos
- Entrevista
- Equilibrium
- Era Uma Vez No México
- Eraserhead - No Céu Tudo É Perfeito
- Escola De Criminosos
- Escolha Mortal
- Esporas De Aço
- Estado De Guerra
- Estamos Vivos
- Este É O Meu Lugar
- Este País Não É Para Velhos
- Estômago
- Estrada Perdida
- Estranhos
- Estrellita
- Eu Amo-te Phillip Morris
- Eu, Peter Sellers
- Eu Sou A Lenda
- Eu Sou Evadido
- Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos
- Everything Must Go
- Evil Dead - A Noite Dos Mortos-Vivos
- Evil Dead 2 - A Morte Chega De Madrugada
- Evil Dead 3 - O Exército Das Trevas
- Ex-Drummer
- Exterminador Implacável 1
- Exterminador Implacável 2 - O Dia Do Julgamento Final
- Exterminador Implacável 3 - Ascensão Das Máquinas
- Exterminador Implacável 4 - A Salvação

- Factory Girl - Quando Edie Conheceu Warhol
- Factotum
- Fados
- Fahrenheit 9/11
- Falso Alarme
- Fando E Lis
- Fantasmas De Marte
- Fargo
- Faster, Pussycat! Kill! Kill!
- Fausto 5.0
- Favores Em Cadeia
- Felicidade
- Feliz Natal
- Férias No Harém
- Festival Rocky De Terror
- Ficheiros Secretos: Quero Acreditar
- Fim De Ano Em Split
- Fim-De-Semana Alucinante
- Final Cut - A Última Memória
- Fish Tank
- Florbela
- Flores Partidas
- Fome
- Footloose - A Música Está Do Teu Lado
- Força Delta
- Forrest Gump
- Freddy Vs. Jason
- Frenético
- Frida
- Frost/Nixon
- Fruto Proibido
- Fuga De Los Angeles
- Fuga Para A Vitória
- Fur - Um Retrato Imaginário De Diane Arbus
- Fúria Cega
- Fúria De Viver
- Fúria Silenciosa

- Gabrielle
- Gainsbourg - Vida Heróica
- Gang Dos Tubarões
- Gangs de Nova Iorque
- Garden State
- Génova
- GI Joe - O Ataque Dos Cobra
- Godzilla
- Goodbye Lenine!
- Gosford Park
- Gothika
- Gran Torino
- Grande Mundo Do Som
- Gremlins
- Grizzly Man
- Gru - O Maldisposto
- Guerra Dos Mundos (2005)
- Guerra Dos Mundos (1953)

- Há Lodo No Cais
- Hairspray
- Half Nelson - Encurralados
- Hard Candy
- Harley Davidson E O Cowboy Do Asfalto
- Harold E Maude
- Harry Brown
- Haverá Sangue
- Hawai Azul
- He-Man - Mestres Do Universo
- Head On - A Esposa Turca
- Heartbreak Hotel
- Hell Ride
- Hellboy
- Hellboy 2: O Exército Dourado
- Helter Skelter - O Caso De Sharon Tate
- Henry E June
- Hereafter - Outra Vida
- Hiena
- História De Duas Irmãs
- História De Um Fotógrafo
- Hobo With A Shotgunbr> - Hollywood Ending
- Homem Aranha
- Homem Aranha 2
- Homem Aranha 3
- Homem De Ferro
- Homem Demolidor
- Homem Em Fúria
- Homens De Negro
- Homens De Negro 2
- Homens Que Matam Cabras Só Com O Olhar
- Hostel
- Hostel 2
- Hot Fuzz - Esquadrão De Província
- Howl - Grito
- Hugo

- I Am Sam - A Força Do Amor
- I Spit On Your Grave
- I'll See You In My Dreams
- Iluminados Pelo Fogo
- I'm Still Here
- I Wanna Hold Your Hand
- Imitação Da Vida
- Imortal
- In Search Of A Midnight Kiss
- Indiana Jones E O Reino Da Caveira De Cristal
- Indomável
- Infiltrado
- Inimigos Públicos
- INLAND EMPIRE
- Inquietos
- Insidioso
- Insónia
- Intervenção Divina
- Intriga Internacional
- Invictus
- Irmão, Onde Estás?
- It
- It Might Get Loud
- Italian Spiderman

- Jack Ketchum's The Girl Next Door
- Jackass 2
- Jackass 3D
- Jackie Brown
- Jacuzzi - O Desastre Do Tempo
- James Bond - Agente Secreto
- James Bond - Casino Royale
- James Bond - Quantum Of Solace
- Janela Indiscreta (1954)
- Janela Indiscreta (1998)
- Janela Secreta
- JCVD
- Joga Como Beckham
- John Rambo
- Jonestown - The Life And Death Of Peoples Temple
- Jovens Rebeldes - A Verdadeira História
- Julgamento
- Julie E Julia
- Juno
- Juventude Em Marcha
- Juventude Tardia

- Kalifórnia
- Kandahar
- Karate Kid
- Katyn
- Kenny
- Kick Ass - O Novo Super-herói
- Kids - Miúdos
- Kill Bill vol.2
- King Kong (2005)
- Kiss Kiss Bang Bang
- Kiss Me
- Klimt
- Kopps
- Kung-Fu-Zão
- Kung Pow - Punhos Loucos

- La Jetée
- La Vie En Rose
- Ladrões
- Lady Snowblood
- Laranja Mecânica
- Last Days - Os Últimos Dias
- Lavado Em Lágrimas
- Lemmy
- Léon, O Profissional
- Lichter
- Lindas Encrencas As Garotas
- Lobos
- Longe Da Terra Queimada
- Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho
- Lua De Mel, Lua De Fel
- Lucifer Rising
- Lucky Luke
- Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar

- M - Matou!
- Má Educação
- Machete
- Madrigal
- Maldito United
- Mamma Mia
- Manhattan
- Manô
- Mamonas Pra Sempre
- Mar Adentro
- Maria E As Outras
- Marie Antoinette
- Marjoe
- Marte Ataca!
- Matança De Natal
- Match Point
- Matou A Família E Foi Ao Cinem
- McQuade, O Lobo Solitário
- Meia-Noite Em Paris
- Meio Metro De Pedra
- Melancolia
- Melinda E Melinda
- Menina
- Mephisto
- Metrópolis
- Meu Nome É Bruce
- Miami Vice
- Milhões
- Milk
- Millenium 1. Os Homens Que Odeiam As Mulheres
- Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos
- Minha Mãe
- Minha Terra
- Misery - Capí­tulo Final
- Missão A Marte
- Missão Impossí­vel 3
- Missão Impossível - Missão Fantasma
- Missão Solar
- Mistérios De Lisboa
- Momentos Agradáveis
- Moneyball - Jogada De Risco
- Monsters - Zona Interdita
- Monstro
- Monty Phyton E O Cálice Sagradi
- Morte Cerebral
- Morte De Um Presidente
- Movimentos Perpétuos
- Mr. E Mrs. Smith
- Mrs. Henderson Presents
- Muito Bem, Obrigado
- Mulholland Drive
- Mundo Fantasma
- Mundos Separados
- Munique
- Murderball - Espírito De Combate
- Murish
- Mutilados
- Mysterious Skin

- Na Cama
- Nacho Libre
- Não Estou Aí
- Napoleon Dynamite
- Nas Costas Do Diabo
- Nas Nuvens
- Needle
- Nico: À Margem Da Lei
- Ninguém Sabe
- Nixon
- No Limite Do Amor
- No Vale De Elah
- Noite De Agosto
- Noite Escura
- Noivos Sangrentos
- Nome De Código: Cloverfield
- Northfork
- Nosferatu, O Vampiro
- Nothing
- Nova Iorque 1997
- Nove Raínhas
- Nunca Digas Sim

- O Acontecimento
- O Agente Da Broadway
- O Lugar Do Morto
- O Americano
- O Amor Acontece
- O Anjo Exterminador
- O Anti-Pai Natal
- O Artista
- O Assassínio De Jesse James Pelo Cobarde Robert Ford
- O Assassí­nio De Richard Nixon
- O Batedor
- O Bom Alemão
- O Bom, O Mau E O Vilão
- O Cabo Do Medo
- O Caminho De São Diego
- O Cão, O General E Os Pássaros
- O Capacete Dourado
- O Castelo Andante
- O Castor
- O Cavaleiro Das Trevas
- O China
- O Cobrador
- O Código Da Vinci
- O Comboio Dos Mortos
- O Comboio Mistério
- O Condenado
- O Couraçado Potemkin
- O Cowboy Da Meia-Noite
- O Crepúsculo Dos Deuses
- O Dedo De Deus
- O Delator!
- O Demónio
- O Despertar Da Besta
- O Despertar Da Mente
- O Deus Da Carnificina
- O Deus Elefante
- O Dia Em Que A Terra Parou (1951)
- O Dia Em Que A Terra Parou (2008)
- O Dia Da Besta
- O Discurso Do Rei
- O Enigma Do Espaço
- O Estranho Caso De Benjamin Button
- O Estranho Mundo De Jack
- O Evangelho Segundo São Mateus
- O Exorcista
- O Fatalista
- O Feiticeiro De Oz
- O Feitiço Do Tempo
- O Fiél Jardineiro
- O Gabinete Das Figuras De Cera
- O Gabinete Do Dr. Caligari
- O Gato Das Botas
- O Génio Do Mal (1976)
- O Grande Peixe
- O Grande Ditador
- O Guerreiro
- O Homem Duplo
- O Homem Que Copiava
- O Homem Que Sabia Demasiado
- O Homem Que Veio Do Futuro
- O Idealista
- O Jogo
- O Júri
- O Imperador Da Califórnia
- O Inquilino
- O Justiceiro Da Noite
- O Labirinto Do Fauno
- O Laço Branco
- O Lado Selvagem
- O Lago Perfeito
- O Leopardo
- O Livro Negro
- O Lobo Do Mar
- O Macaco De Ferro
- O Maquinista
- O Marinheiro De Água Doce
- O Menino De Ouro
- O Meu Tio
- O Milagre De Berna
- O Milagre Segundo Salomé
- O Mistério Galindez
- O Monstro Da Lagoa Negra
- O Mundo A Seus Pés
- O Nevoeiro (1980)
- O Ofício De Matar
- O Olho
- O Orfanato
- O Paciente Inglês
- O Padrinho - Parte I
- O Padrinho - Parte II
- O Padrinho - Parte III
- O Panda Do Kung Fu
- O Panda Do Kung Fu 2
- O Pesadelo De Darwin
- O Pistoleiro Do Diabo
- O Planeta Selvagem
- O Pó Dos Tempos
- O Portador Da Espada
- O Presidiário
- O Prisioneiro Do Rock
- O Protegido
- O Próximo A Abater
- O Quinto Elemento
- O Quinto Império
- O Regresso
- O Rei Dos Gazeteiros
- O Reino Proibido
- O Ritual
- O Ritual Dos Sádicos
- O Sabor Do Amor
- O Sargento Da Força Um
- O Segredo A Brokeback Mountain
- O Segredo De Um Cuscuz
- O Segredo Dos Punhais Voadores
- O Selvagem
- O Sentido Da Vida
- O Sétimo Selo
- O Sítio Das Coisas Selvagens
- O Sonho Comanda A Vida
- O Sonho De Cassandra
- O Sorriso De Mona Lisa
- O Tempo Do Lobo
- O Tesouro Da Sierra Madre
- O Tigre E A Neve
- O Tio Boonmee Que Se Lembra Das Suas Vidas Anteriores
- O Triunfo Da Vontade
- O Turista
- O Último Airbender
- O Último Grande Herói
- O Último Rei Da Escócia
- O Último Tango Em Paris
- O Último Voo Do Flamingo
- O Vingador Tóxico
- O Wrestler
- Ocean's Eleven - Façam As Vossas Apostas
- Odete
- Oldboy - Velho Amigo
- Olho Mágico
- Oliver Twist
- Ônibus 174
- Orca
- Órfã
- Os Amantes Regulares
- Os Amigos De Alex
- Os Bons E Os Maus
- Os Caça-Fantasmas
- Os Cavaleiros Do Asfalto
- Os Chapéus De Chuva De Cherburgo
- Os Cinco Venenos
- Os Clãs Da Intriga
- Os Condenados De Shawshank
- Os Descendentes
- Os Edukadores
- Os Famosos E Os Duendes Da Morte
- Os Filhos Do Homem
- Os Friedmans
- Os Guardiões Da Noite
- Os Homens Preferem As Loiras
- Os Imortais
- Os Inadaptados
- Os Índios Apache
- Os Invisíveis
- Os Irmãos Grimm
- Os Limites Do Controlo
- Os Marginais
- Os Mercenários
- Os Miúdos Estão Bem
- Os Novos Dez Mandamentos
- Os Olhos Da Serpente
- Os Olhos Sem Rosto
- Os Onze De Oceano
- Os Optimistas
- Os Pássaros
- Os Produtores (2005)
- Os Psico-Detectives
- Os Rapazes Da Noite
- Os Rapazes Não Choram
- Os Renegados Do Diabo
- Os Rutles - All You Need Is Cash
- Os Selvagens Da Noite
- Os Simpsons - O Filme
- Os Sonhadores
- Os Sorrisos Do Destino
- Os Super-Heróis
- Os Supeitos Do Costume
- Os Três Enterros De Um Homem
-Os Visistantes Da Idade Média
- Os 300 Espartanos

- Pagafantas
- Palpitações
- Papillon
- Para Onde O Vento Sopra
- Parada De Monstros
- Paraíso, Inferno... Terra
- Paranoid Park
- Paris Je T'Aime
- Party Monster
- Pecados Íntimos
- Pele
- Pequenas Mentiras Entre Amigos
- Performance
- Perigo Na Noite
- Perto Demais
- Pesadelo Em Elm Street
- Pink Floyd The Wall
- Piranha 3D
- Piratas Das Caraíbas - O Mistério do Pérola Negra
- Piratas Das Caraí­bas - O Cofre Do Homem Morto
- Piratas Das Caraíbas - Nos Confins Do Mundo
- Planeta Dos Macacos
- Planeta Dos Macacos: A Origem
- Planeta Terror
- Plano 9 Dos Vampiros Zombies
- Polaróides Urbanas
- Polí­cia Sem Lei (1992)
- Polícia Sem Lei (2009)
- Poltergeist, O Fenómeno
- Ponto De Mira
- Por Favor Rebobine
- Por Favor Não Me Morda O Pescoço
- Porcos & Selvagens
- Posto Fronteiriço
- Precious
- Predadores
- Presente De Morte
- Preto E Branco
- Primer
- Príncipe Da Pérsia - As Areias Do Tempo
- Procurado
- Profissão: Repórter
- Promessas Proibidas
- Proposta Indecente
- Proteger
- Psico
- Psicopata Americano
- Pulp Fiction
- Pulsação Zero
- Punch-Drunk Love - Embriagado De Amor
- Purana Mandir
- Purple Rain

- Quando Viste O Teu Pai Pela Última Vez
- Quarentena
- Quarteto Fantástico (1994)
- Quarteto Fantástico (2005)
- Quase Famosos
- Quatro Noites Com Anna
- Que Lugar Maravilhoso
- Que Se Mueran Los Feos
- Queijo E Marmelada
- Quem Quer Ser Bilionário
- Querida Famí­lia
- Querida Wendy

- R
- Rapariga Com Brinco De Pérola
- Rare Exports
- Ratatui
- Ratos Assassinos
- Ray
- [Rec]
- [REC]2
- Red Eye
- Relatório Kinsey
- Relatório Minoritário
- Religulous - Que O Céu Nos Ajude
- Relíquia Macabra
- Renascimento
- Resident Evil: Apocalypse
- Rio
- Rio Bravo
- Rock De Fogo
- Rock, Rock, Rock
- Rocknrolla - A Quadrilha
- Rocky Balboa
- Roger E Eu
- Roma
- Romance E Cigarros
- Roxanne
- RRRrrrr!!!
- Rubber - Pneu
- Ruídos Do Além
- Ruivas, Loiras E Morenas
- Rumo À Liberdade
- Ruptura Explosiva

- Sacanas Sem Lei
- Sala De Pânico
- Salazar - A Vida Privada
- Salto Mortal
- Samsara
- Sangue Do Meu Sangue
- Sangue Por Sangue
- Santa Sangre
- Sapatos Pretos
- Save The Green Planet!
- Saw - Enigma Mortal
- Saw II - A Experiência Do Medo
- Saw 3D - O Capítulo Final
- Scoop
- Scott Pilgrim Contra O Mundo
- Seconds Apart
- Seis Indomáveis Patifes
- Sem Ela
- Sem Limites
- Sem Rumo
- Sem Tempo
- Semi-Pro
- Ser E Ter
- Sereia
- Serpentes A Bordo
- Sete Anos No Tibete
- Sete Vidas
- Sexo E A Cidade
- Sgt. Pepper's Lonely Heart Club Band
- Shaolin Daredevils
- Shaolin Soccer - O Ás Da Bola
- Shaolin Vs. Evil Dead
- Shattered Glass - Verdade Ou Mentira
- Sherlock Holmes
- Sherlock Holmes - Jogo De Sombras
- Shining
- Shoot 'Em Up - Atirar A Matar
- Shortbus
- Shrek 2
- Shrek O Terceiro
- Shrek Para Sempre
- Sicko
- Sid And Nancy
- Sideways
- Simpatyhy For Mr. Vengeance
- Sin City - Cidade Do Pecado
- Sinais
- Sinais De Fogo
- Sinais Do Futuro
- Sinais Vermelhos
- Singularidades De Uma Rapariga Loira
- Sky Captain E O Mundo De Amanhã
- Slither - Os Invasores
- Soldados Da Fortuna
- Soldados Do Universo
- Sombras Da Escuridão
- Somewhere - Algures
- Sonho De Uma Noite De Inverno
- Sonny
- Sophie Scholl - Os Últimos Dias
- Soro Maléfico
- Sorte Nula
- Soul Kitchen
- Spartacus
- Spartan - O Rapto
- Splice
- Stacy - Attack Of The Schoolgirl Zombies
- Star Wars - A Ameaça Fantasma
- Star Wars - A Vingança Dos Sith
- Star Wars - O Ataque Dos Clones
- Stardust - O Mistério Da Estrela Cadente
- Stone - Ninguém É Inocente
- Stoned, Anos Loucos
- Submarino
- Super
- Super Baldas
- Super-Homem
- Super-Homem: O Regresso
- Super 8
- Superstar
- Suspeita
- Suspiria
- Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro De Fleet Street
- Swimming Pool
- Sword Of Vengeance
- Sympathy For The Devil

- Taking Woodstock
- Tarnation
- Tarzan, O Homem Macaco (1981)
- Taxidermia
- Team America - Polí­cia Mundial
- Tebas
- Tecumseh
- Teeth
- Tempestade Tropical
- Tennessee
- Terra De Cegos
- Terminal De Aeroporto
- Terra Dos Mortos
- Terror Em Setembro
- Terror Na Auto-estrada
- Terror Nas Montanhas
- Tetro
- The Bloodstained Butterfly
- The Brown Bunny
- The Darjeeling Limited
- The Departed: Entre Inimigos
- The Devil And Daniel Johnston - Loucuras De Um Génio
- The Devil's Double
- The First Great Train Robbery
- The Fountain - O Último Capítulo
- The Grudge - A Maldição
- The Host - A Criatura
- The Impossible Kid
- The King Of Kong
- The Langoliers - Meia-Noite E Um
- The Last House On The Left
- The Machine Girl
- The Man From Earth
- The Marine
- The Million Dollar Hotel - O Hotel
- The Mindscape Of Alan Moore
- The Mist - Nevoeiro Misterioso
- The Others - Os Outros
- The Prestige - O Terceiro Passo
- The 50 Worst Movies Ever Made
- The Way
- The Woman
- Thirst - Este É O Meu Sangue
- This Is It
- This Is Spinal Tap
- Thor
- Thriller - A Cruel Picture
- THX 1138
- Tirar Vidas
- Titanic 2
- Tony
- Tournée - Em Digressão
- Toy Story 3
- Tragam-me A Cabeça De Alfredo Garcia
- Transamerica
- Tron
- Tron: O Legado
- Tropa De Elite
- Tropa De Elite 2 - O Inimigo Agora É Outro
- Tsotsi
- Tubarão
- Tubarão 2
- Tubarão 3
- Tubarão IV - A Vingança
- Tucker E Dale Contra O Mal
- Tudo Ficará Bem
- Tudo Pode Dar Certo
- Twisted - Homicídios Ocultos

- Ultra Secreto
- Um Amor De Perdição
- Um Azar Do Caraças
- Um Bater De Corações
- Um Belo Par... De Patins
- Um Cão Andaluz
- Um Dia A Casa Vai Abaixo
- Um Dia De Raiva
- Um Homem Singular
- Um Longo Domingo De Noivado
- Um Lugar Para Viver
- Um Padrasto Para Esquecer
- Um Profeta
- Um Tiro No Escuro
- Um Trabalho Em Itália
- Uma Aventura Na Casa Assombrada
- Uma Boa Mulher
- Uma Canção De Amor
- Uma Espécie De Cavalheiro
- Uma Famí­lia À Beira De Um Ataque De Nervos
- Uma História De Violência
- Uma Pequena Vingança
- Uma Rapariga Com Sorte
- Uma Segunda Juventude
- Uma Segunda Vida
- Undefeatable
- Unseen Evil 2 - Alien 3000
- Up - Altamente

- V De Vingança
- Vai E Vive
- Vais Conhecer O Homem Dos Teus Sonhos
- Valhalla Rising - Destino De Sangue
- Valquíria
- Vampiros de John Carpenter
- Van Helsing
- Vanilla Sky
- Vanitas
- Vasilhame
- Veio Do Outro Mundo
- Veludo Azul
- Velvet Goldmine
- Vencidos Pela Lei
- Vendendo A Pele
- Veneno Cura
- Vera Drake
- Versus - A Ressurreição
- Vestida Para Matar
- Vice
- Vício - Quando Nada É Suficiente
- Vicky Cristina Barcelona
- Vidas Sombrias
- Vigilância
- Vingança Redentora
- Virgem Aos 40 Anos
- Vitus
- Viúva Rica Solteira Não Fica
- Viver A Sua Vida
- Voando Sobre Um Ninho De Cucos
- Voltando Para Casa
- Voltar
- Vontade Indómita
- Voo 93

- Walk Hard - A História De Dewey Cox
- Walk The Line
- WALL-E
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Wassup Rockers - Desafios De Rua
- Watchmen - Os Guardiões
- Welcome To The Rileys
- White Irish Drunkers
- Wild Zero
- Win Win
- Wolf Creek
- Wristcutters: A Love Story

- X-Men
- X-Men 2
- X-Men 3 - O Confronto Final
- X-Men: O Início
- X-Men Origens: Wolverine

- Zack E Miri Fazem Um Porno
- Zardoz
- Zatoichi
- Zombies Party - Uma Noite... De Morte
- Zombies Strippers
- Zozo

- 007 - Agente Secreto
- 007 - Casino Royale
- 007 - Quantum Of Solace
- 10 Coisas Que Odeio Em Ti
- 100 Volta
- 10.000 AC
- 12 Homens Em Fúria
- 12 Macacos
- 12:08 A Este De Bucareste
- 1984
- 2LDK
- 24 Hour Party People
- 28 Dias Depois
- 20,13 - Purgatório
- 2012
- 300
- 4 Copas
- 48
- 50/50
- 6=0 Homeostética
- 8 1/2
- 9 Canções
- 98 Octanas


ENTREVISTAS:
- Fernando Fragata
- Festróia - Mário Ventura
- Filipe Melo
- Good N Evil
- IMAGO - Sérgio Felizardo
- José Barahona
- Nuno Markl
- Paulo Furtado
- Rodrigo Areias
- Sara David Lopes
- Solveig Nordlund
- Fernando Alle


TOPES:
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2011
- Top 5 dos Piores Filmes de 2011
- Top 10 dos Melhores Filmes de 2010
- Top 5 dos Piores Filmes de 2010
- Top 5 dos filmes de Leslie Nielsen
- Top 10 Dos Filmes Low Cost
- Top 5 das Melhores Cenas de Dança
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2009
- Top 5 dos Piores Filmes de 2009
- Top 5 dos Filmes Que Tenho Vergonha De Dizer Que Gosto
- Top 5 das Melhores Músicas de Ennio Morricone
- Top 5 dos filmes com Patrick Swayze
- Top 5 dos Telediscos do Michael Jackson
- Top 5 dos Filmes com David Carradine
- Top 5 dos Filmes com Lutadores de Luta-Livre
- Top 10 Os Melhores Filmes de 2008
- Top 5 Os Piores Filmes de 2008
- Top 5 dos Piores Filmes de Natal
- Top 5 das Coisas que não Esperávamos Ver no Cinema
- Top 5 dos Melhores Filmes de Paul Newman
- Top 5 Personagens Com Palas Nos Olhos
- Top 10 Melhores Cartazes De Cinema
- Top 5 dos Filmes de Chuck Norris
- Top 5 dos Filmes de Patrick Swayze
- Top 10 Os Melhores/Piores Vestidos dos Oscares
- Top 5 As Mortes de Crianças Mais Gratuitas
- Top 10 Os Melhores de 2007
- Top 5 Os Piores de 2007
- Top 7 Adaptações ao Cinema de Livros de Stephen King
- Top 5 Filmes Pela Paz
- Top 5 Os Melhores Beijos
- Top 5 Grandes Arquitectos
- Top 10 Filmes Que Mudaram A Minha Vida
- Top 5 Mulheres de Cabeça Rapada
- Top 5 As Cenas Mais Excitantes
- Top 10 Os Melhores de 2006
- Top 5 Os Piores de 2006
- Top 3 Filmes de Robert Altman
- Top 5 Os Vilões do Cinema
- Top 5 Filmes Com Mick Jagger
- Top 5 Filmes Com Steve Buscemi
- Top 5 Dos Cães no Cinema
- Top 5 Dos Filmes do Indie06
- Top 5 Dos Filmes do Fantas06
- Top 5 dos Presidentes
- Top 10 Os Melhores de 2005
- Top 5 Os Piores de 2005
- Top 5 Filmes com Pat Morita
- Top 10 Os Melhores Filmes Independentes
- Top 5 Os Piores Filmes da Saga Bond
- Top 5 Filmes com Dolph Lundgren
- Top 5 Adaptações de BD Para Cinema
- Top 10 Cenas Mais Assustadoras de Sempre
- Top 5 Vencedores do Óscar
- Top 5 Bond Girls
- Top 5 Filmes Sobre Doenças
- Top 5 Filmes de Natal
- Top 5 Melhores Batalhas Corpo-A-Corpo
- Top 10 Melhores Canções do Cinema
- Top 10 Melhores Filmes de Sempre
- Top 5 Melhores Momentos Musicais
- Top 5 Grandes Duelos do Cinema
- Top 10 Maiores Personagens do Cinema
- Top 5 Piores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 10 Melhores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 5 Filmes Religiosos


BAÚ DO TRASH:
- Needle
- Que Se Mueran Los Feos
- Easy A
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Saw 3D - O Capítulo Final
- And Soon The Darkness
- Os Imortais
- Purana Mandir
- Pagafantas
- The Bloodstained Butterfly
- Cisne Negro


ROYALE WITH CHEESE APRESENTA:
- A Tasca Da Cultura
- A Causa Das Coisas - parte I
- A Causa Das Coisas - parte II
- A Momentary Lapse Of Reason


FILMES A VER ANTES DE MORRER:
- #1 As Lágrimas Do Tigre Negro
- #2 Alucarda
- #3 Time Enough At Last
- #4 Armageddon
- #5 The Favour, The Watch And The Very Big Fish
- #6 Italian Spiderman
- #7 The Soldier And Death


UMA CURTA POR DIA NÃO SABE O BEM QUE LHE FAZIA:
- 1# Rabbit, de Run Wrake
- 2# Aligato, de Maka Sidibé
- 3# The Cat Concerto, de Joseph Barbera & William Hanna
- 4# A Curva, de David Rebordão
- 5# Batman: Dead End, de Sandy Callora
- 6# O Código Tarantino, de Selton Mello
- 7# Malus, de António Aleixo & Crosswalk, de Telmo Martins
- 8# Three Blind Mice, de George Dunning
- 9# Bedhead, de Robert Rodriguez
- 10# Key To Reserva, de Martin Scorcese
- 11# Bambi Meets Godzilla, de Marv Newland
- 12# The Horribly Slow Murderer with the Extremely Inefficient Weapon, de Richard Gale
- 13# Stolz Der Nation, de Eli Roth
- 14# Papá Wrestling, de Fernando Alle
- 15# Glas, de Bert Haanstra
- 16# Fotoromanza, de Michelangelo Antonioni
- 17# Quem É Ricardo?, de José Barahona
- 17# Terra Incognita, de Peter Volkart


AS MELHORES PIORES CENAS DE SEMPRE:
- A Pior Luta
- A Cena Mais Metida A Martelo
- O Ataque Animal Mais Brutal
- A Perseguição Mais Alucinante
- O Duelo Mais Improvável


CLUBE DE CINEMA DE SETÚBAL:
- Janeiro
- Fevereiro
- Março
- Abril
- Maio
- Setembro
- Novembro


FESTIVAIS:
- 20º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9
- 21º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 22º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 23º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 24º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 26º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 12º Caminhos Do Cinema Português
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- Imago 2006
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8

;

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



BLOCKBUSTERS:

04/01/2004 - 05/01/2004

05/01/2004 - 06/01/2004

06/01/2004 - 07/01/2004

07/01/2004 - 08/01/2004

08/01/2004 - 09/01/2004

09/01/2004 - 10/01/2004

10/01/2004 - 11/01/2004

11/01/2004 - 12/01/2004

12/01/2004 - 01/01/2005

01/01/2005 - 02/01/2005

02/01/2005 - 03/01/2005

03/01/2005 - 04/01/2005

04/01/2005 - 05/01/2005

05/01/2005 - 06/01/2005

06/01/2005 - 07/01/2005

07/01/2005 - 08/01/2005

08/01/2005 - 09/01/2005

09/01/2005 - 10/01/2005

10/01/2005 - 11/01/2005

11/01/2005 - 12/01/2005

12/01/2005 - 01/01/2006

01/01/2006 - 02/01/2006

02/01/2006 - 03/01/2006

03/01/2006 - 04/01/2006

04/01/2006 - 05/01/2006

05/01/2006 - 06/01/2006

06/01/2006 - 07/01/2006

07/01/2006 - 08/01/2006

08/01/2006 - 09/01/2006

09/01/2006 - 10/01/2006

10/01/2006 - 11/01/2006

11/01/2006 - 12/01/2006

12/01/2006 - 01/01/2007

01/01/2007 - 02/01/2007

02/01/2007 - 03/01/2007

03/01/2007 - 04/01/2007

04/01/2007 - 05/01/2007

05/01/2007 - 06/01/2007

06/01/2007 - 07/01/2007

07/01/2007 - 08/01/2007

08/01/2007 - 09/01/2007

09/01/2007 - 10/01/2007

10/01/2007 - 11/01/2007

11/01/2007 - 12/01/2007

12/01/2007 - 01/01/2008

01/01/2008 - 02/01/2008

02/01/2008 - 03/01/2008

03/01/2008 - 04/01/2008

04/01/2008 - 05/01/2008

05/01/2008 - 06/01/2008

06/01/2008 - 07/01/2008

07/01/2008 - 08/01/2008

08/01/2008 - 09/01/2008

09/01/2008 - 10/01/2008

10/01/2008 - 11/01/2008

11/01/2008 - 12/01/2008

12/01/2008 - 01/01/2009

01/01/2009 - 02/01/2009

02/01/2009 - 03/01/2009

03/01/2009 - 04/01/2009

04/01/2009 - 05/01/2009

05/01/2009 - 06/01/2009

06/01/2009 - 07/01/2009

07/01/2009 - 08/01/2009

08/01/2009 - 09/01/2009

09/01/2009 - 10/01/2009

10/01/2009 - 11/01/2009

11/01/2009 - 12/01/2009

12/01/2009 - 01/01/2010

01/01/2010 - 02/01/2010

02/01/2010 - 03/01/2010

03/01/2010 - 04/01/2010

04/01/2010 - 05/01/2010

05/01/2010 - 06/01/2010

06/01/2010 - 07/01/2010

07/01/2010 - 08/01/2010

08/01/2010 - 09/01/2010

09/01/2010 - 10/01/2010

10/01/2010 - 11/01/2010

11/01/2010 - 12/01/2010

12/01/2010 - 01/01/2011

01/01/2011 - 02/01/2011

02/01/2011 - 03/01/2011

03/01/2011 - 04/01/2011

04/01/2011 - 05/01/2011

05/01/2011 - 06/01/2011

06/01/2011 - 07/01/2011

07/01/2011 - 08/01/2011

08/01/2011 - 09/01/2011

09/01/2011 - 10/01/2011

10/01/2011 - 11/01/2011

11/01/2011 - 12/01/2011

12/01/2011 - 01/01/2012

01/01/2012 - 02/01/2012

02/01/2012 - 03/01/2012

03/01/2012 - 04/01/2012

04/01/2012 - 05/01/2012

05/01/2012 - 06/01/2012

06/01/2012 - 07/01/2012

07/01/2012 - 08/01/2012

08/01/2012 - 09/01/2012

09/01/2012 - 10/01/2012

10/01/2012 - 11/01/2012

11/01/2012 - 12/01/2012

12/01/2012 - 01/01/2013

01/01/2013 - 02/01/2013

02/01/2013 - 03/01/2013

03/01/2013 - 04/01/2013

04/01/2013 - 05/01/2013

05/01/2013 - 06/01/2013

06/01/2013 - 07/01/2013

07/01/2013 - 08/01/2013

08/01/2013 - 09/01/2013

09/01/2013 - 10/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

11/01/2013 - 12/01/2013

12/01/2013 - 01/01/2014

01/01/2014 - 02/01/2014

02/01/2014 - 03/01/2014

03/01/2014 - 04/01/2014

04/01/2014 - 05/01/2014

05/01/2014 - 06/01/2014

06/01/2014 - 07/01/2014

07/01/2014 - 08/01/2014

08/01/2014 - 09/01/2014