Royale With Cheese

 Royale With Cheese

 
 



sexta-feira, setembro 29, 2006  

IMAGO 2006:

É já amanhã.
É já amanhã que se inicia mais uma edição de um dos mais aguardados festivais nacionais: o Imago, festival de cinema jovem do Fundão.

Se ainda não sabia, fique a saber: o Royale With Cheese vai estar presente durante toda a semana no festival e vai dar a todos os que não puderem estar presentes, o relato do que se passou de mais importante. Ou pelo menos tentar...

No entanto, vejam lá se conseguem dar um pulinho até lá que vai valer a pena.


Posted by: dermot @ 11:40 da tarde
|  




quarta-feira, setembro 27, 2006  

VOO 93:

Título: United 93
Realizador: Paul Greengrass
Ano: 2006


O acto terrorista que há cinco anos alterou o Mundo ao fazer milhares de vítimas - não só as americanas, como todo o mundo anglo-saxónico - ainda continua demasiado presente nas nossas mentes. É certo que quatro aviões desviados e despenhados em missões suicidas, mais dois símbolos do poder norte-americano derrubados afecta qualquer um. Mas o que mais impressionou neste acto foi o termos visto em directo, no conforto dos nossos lares. São as desvantagens do progresso...

Cinco anos ainda é muito pouco tempo, mas daqui a uma década e meia lá aprecerá um filme sobre uma história de amor proibido entre um casal, nascido dentro de um dos aviões desviados e destinado à tragédia. E se der para haver uma jóia valiosa pelo meio melhor ainda. E depois chamar-se-á Titanic... perdão, Onze De Setembro, ou qualquer coisa parecida.

Como a memória ainda está fresca e as pessoas demasiado sensíveis, a solução está nas homenagens. Numa altura em que Oliver Stone apresenta a sua dedicatória a todos os que enfrentaram a catástrofe, o destaque deve ser no entanto desviado para esta modesta prododução de Paul Greengrass, chamada Voo 93.

Todos conhecemos a história: no dia 11 de Setembro de 2001, quatro aviões foram desviados por terroristas islâmicos. Os dois primeiros embateram nas torres do World Trade Center, provocando a sua queda; o terceiro despenhou-se no Pentágono; e o quarto, com destino ao Capitólio, caiu nas matas da Pensylvannia, alegadamente devido à rebelião dos passageiros. Este último era o voo 93 de que fala o título do filme, mas Voo 93 é um apanhado de todos os acontecimentos, centrando-se contudo neste heróis que se sacrificaram por outros.

Filmado em mosaico, captando simultaneamente o desenrolar da situação desde as torres de controlo até ao interior do próprio avião, passando pelos quartéis militares, Paul Greengrass sabe ser sóbrio o suficiente para não cair na lamechiche piegas, no patriotismo egocêntrico e no heroísmo desmedido. Filmado com descontração e uma câmara ao ombro, Greengrass dá margem de manobra aos actores para improvisarem e interagirem, misturando fragmentos daquelas imagens reais que nos arrepiaram naquele fatídico dia e alguns excertos dos telefonemas de despedida que aqueles passageiros fizeram para as suas famílias.

Voo 93 era para ser um filme competente e até bastante elogiável pela forma como aborda o tema de forma positiva, mas sem nunca ir além do McBacon. Contudo, os últimos vinte minutos são a coisa mais angustiadora de sempre do cinema. Todos nós sabemos como o filme vai acabar, mas a forma nervosa como começa a ser filmado, a tensão no ar de se cortar a faca, o suspense e, sobretudo, o facto de sabermos que aquilo foi verdade (isto considerando que Loose Change é apenas uma farsa feita por quem tem muito tempo livre), tornam-no no filme mais perturbador de sempre. Acho que nunca um filme me incomodou tanto, nem mesmo O Exorcista.

Era mesmo para ser um McBacon. Mas acho que nunca estive tanto tempo paralisado numa cadeira do cinema, com o estômago colado às costas e um nó na garganta. E só por causa desta sensação não tenho problema nenhum em atribuir o Le Big Mac.

Posted by: dermot @ 11:50 da tarde
|  




quarta-feira, setembro 20, 2006  

PROFISSÃO: REPÓRTER:

Título: Professione: Reporter
Realizador: Michelangelo Antonioni
Ano: 1975


A re-estreia de Profissão: Repórter nos cinemas, trinta anos depois de ter sido condenado ao exílio pelo próprio Jack Nicholson, é um acontecimento cinematográfico ímpar, que considero só encontrar eco em episódios de excepção, como o da estreia de Saraband, o último filme de Ingmar Bergamn, em 2004.

Michelangelo Antonioni é o maior. Não é que seja mesmo o maior, mas é um daqueles realizadores que admiro tanto que me refiro sempre a ele como o maior. Por isso, não é segredo nenhum revelar que Profissão: Repórter é um filme abismal. É certo que não é a sua obra-prima, mas não anda lá muito longe.

Para falar de Profissão: Repórter podia cingir-me aos lugares comuns que todos os textos sobre o filme referem. Poderia dizer que este é mais um espelho fiél à temática favorita de Antonioni - o alheamento; poderia falar da temática da duplicidade e do Homem duplo, que Polanski sempre soube explorar com mestria (alguém mencionou O Inquilino?); poderia ir ainda mais longe e arriscar um paralelismo com o cinema de Cronenberg e a sua projecção do eu noutra pessoa/corpo (olá A Mosca, olá Zona de Perigo); e até poderia falar da crítica social que o realizador faz à situação política da altura e ao tratamento que a comunicação social lhe dá, esquecendo-se demasiado depressa das coisas. Podia, não podia? Mas não o vou fazer.

Prefiro falar antes de Michelangelo Antonioni e da forma de como Profissão: Repórter é um filme magnífico. Antonioni filma cada plano de maneira perfeita e de forma poética. Nenhum plano do filme poderia ter sido filmado de outro ângulo. As cenas de carro, qual road movie que Vincent Gallo deveria ver todos os dias para não fazer banhadas como Brown Bunny, são geniais, tal como alguns truques com a câmara (como um plano em que os protagonistas estão sentados numa esplanada à beira da estrada e a câmara insiste em acompanhar o passar dos carros). Depois, a forma como capta pormenores secundários e cândidos é deliciosa. E todo aquele glamour da fotografia europeia dão ao filme um encanto intemporal.

Outro pormenor que merece um parágrafo por inteiro é o final, misterioso e aberto a várias intepretações. Começa por ser uma cena filmada de forma superior, com um plano único, em que a câmara se arrasta por entre vários acontecimentos banais e outros decisivos para o final da estória, até terminar em algo não menos do que dúbio. Eu sou daqueles que acha que Jack Nicholson não morre no final. Se quiser discutir o caso use o sistema de comentários e encha-os de spoilers à vontade.

Deixem-me terminar com um ligeiro apanhado sobre o filme em si. Profissão: Repórter é um filme sobre David Locke (Jack Nicholson), um repórter de sucesso cansado da vida, profissionalmente subversiva e pessoalmente negativa. Aproveitando estar no fim do Mundo (leia-se África), Locke troca de identidade com um traficante de armas que acabara de ser assassinado e assume a pele de Robertson. Não é uma vida nova; é uma vida diferente. Pelo caminho encontra uma jovem estudante de arquitectura (Maria Schneider) que embarca consigo na descoberta do seu novo eu, trocando aquilo que parecia ser um thriller internacional por um drama existencialista.

Jack Nicholson é Jack Nicholson: aquela cara de demente dá-lhe um carisma especial que enche o ecrã. Mais frágil está Maria Schneider, talvez por ter esgotado os truques mais importantes numa personagem com algumas semelhanças em O Último Tango Em Paris. No entanto, nada bate ver a bela Maria Schneider a estender roupa no terraço da casa Milá, de Gaudi.

Pode não ser o melhor filme de 2006. Eu até já dei muito mais alto do que o McRoyal Deluxe esta temporada. Mas Profissão: Repórter é, sem sombras de dúvidas, o acontecimento cinematográfico do ano.

Posted by: dermot @ 11:48 da tarde
|  




segunda-feira, setembro 18, 2006  

THE DEVIL AND DANIEL JOHNSTON - LOUCURAS DE UM GÉNIO:

Título: The Devil And Daniel Johnston
Realizador: Jeff Feuerzeig
Ano: 2005


Dizem que todos os artistas são loucos. De certa forma, os bons artistas têm de o ser, para conseguirem alhear-se do público e do mundo circundante, de forma a serem totalmente puros e originais. Mas será essa loucura um termo literal? É sabido que grandes artistas como Van Gogh ou Beetohven tinham distúrbios mentais, mas será a loucura um requisito fundamental à arte? Daniel Johnston é um dos artistas loucos (literalmente) contemporâneos e, consequentemente, surge rodeado de uma aura romântica que, pelo menos, um filme já lhe valeu. E ainda nem sequer morreu.

Daniel Johnston é visto por uns como um génio autêntico, cujos distúrbios mentais não são mais do que ferramentas para a realização de uma arte ímpar. Por outros, é apenas visto como um indivíduo doente que toca umas músicas muito ingénuas e cujo frenesim que se reúne à sua volta se resume a uma palavra: hype. Para muitos outros, infelizmente, é apenas um nome. Eu nunca soube não sei muito bem o que achar, mas de momento acho que Daniel Johnston é um compositor competente e esforçado e um ilustrador MUITO bom (as maiúsculas foram propositadas).

O que é certo é que Daniel Johnston já logrou alcançar o que muitos artistas não conseguiram em vida. Não, não é vender um quadro (por acaso isso também já conseguiu); é ter um filme sobre a sua vida. Não é bem um filme, é antes um documentário que relata toda a danielmania ao longo destas décadas. E pelo caminho relata as suas fragilidades emocionais e mentais, contextualizando a sua obra. No final, mantém-se pela imparcialidade e deixa o espectador decidir se aquilo é arte ou apenas sobrevalorização.

Daniel Johnston é uma espécie de Andy Kaufmann da música, misturado com as convições ideológicas de Charles Manson. Pode parecer assustador, mas actualmente ele é apenas uma criança no corpo de um adulto (um adulto com uma grande barriga de cerveja), conservado em medicação. Desde muito cedo que decidiu que iria ser um artista famoso e isso, aliado aos distúrbios mentais e a uma auto-confiança lastimosa, levaram-no à insanidade, à depressão e à prisão várias vezes.

Daniel Johnston crê ter vindo ao Mundo para o salvar pela música e, como tal, Satanás o tem perseguido e tentado sabotá-lo. Como tal, é adorado por uns e odiado por muitos mais. Como dá para ver, é perigoso confiarmos num tipo que acredita piamente nisto, mas se virmos bem as coisas sem ideias simbólicas, é nisso que a sua vida se transformou. O que é certo é que Daniel Johnston tem criado fãs por todo o lado, é tido por muitos como um dos grandes compositores à face da Terra ao lado de Bob Dylan e até já ganhou alguns prémiso musicais. Só precisava mesmo de um empurrãozinho e isso aconteceu em 1991, quando Kurt Cobain começou a usar uma t-shirt com o nome dele.

Actualmente a danielmania abrandou bastante e este Loucuras De Um Génio serve como o apito final, como o momento em que devemos parar, sentar-nos e reflectirmos a sério sobre o que significou o seu contributo para a música. Há quem o compare ao génio tormentado que é Brian Wilson. O que é certo é que as suas músicas têm sido gravadas por dezenas de artistas ao longo dos anos, desde Tom Waits a Wilco. Até quem nunca ouviu nada dele o conhece do mais recente anúncio da Optimus.

Quanto a Loucuras De Um Génio proriamente dito é um documentário bastante bem feito, com uma linha argumentativa perfeita, em que cruza o estilo clássico com uma vertente mais pop, de acordo com a natureza da obra de Johnston. Usa ainda os arquivos imensos do próprio artista, como uma espécie de um Tarnation feito por outra pessoa. Depois, arrisca ainda as reconstituições na primeira pessoa e alguns apontamentos que funcionam muito bem, como uns apontamentos sonoros e um karaoke no final.

Como já aqui referi anteriomente, os bio-pics sobre artistas (e músicos em particular) exercem sobre mim um estranho fascínio, mesmo que sejam filmes menores. Os documentários sobre o mesmo tema não são excepção. Contudo, não me parece que tal tenha exercido influência sobre o McRoyal Deluxe final.

Posted by: dermot @ 11:37 da tarde
|  




domingo, setembro 17, 2006  

TOP 5:

Os maiores vilões da história do cinema de terror são, geralmente, nerds à procura de vingança; indivíduos que em jovens eram sempre aquele puto que levava porrada de todos na escola, fosse por usar os óculos com as lentes mais grossas da cidade, por ser um trekie assumido ou, simplesmente, por ser um geek qualquer. É por isso que as vítimas em todos os slashers movies são os capitães das equipas de futebol e as respectivas cheerleaders.

Todos estes vilões têm algo em comum. E uma dessas coisas é permitirem filmes fantásticos que deliciam os escribas deste antro. É por isso que o Royale With Cheese apresenta mais uma das suas ilustres listas. Desta vez é o TOP 5 DOS VILÕES DO CINEMA DE TERROR.

Obviamente que foi uma tarefa árdua, mas que ficou facilitada depois de levantarmos alguns requisitos mínimos. Como tal, a decisão centra-se apenas nos slashers, o que elimina automaticamente antigos clássicos como o Drácula ou a Criatura. Depois, gente como Damien ou a Regan McNeil também não fazem parte das contas, uma vez que as forças demoníacas em pessoa não eram o que entendemos como uma competição justa. Eis então o resultado final.

5º Lugar - Chucky

Apareceu pela primeira vez em 1988 e repetiu a proeza mais duas vezes. Depois teve uma mulher e até um filho. Resumindo, não deixa de ser um boneco com uma t-shirt gay às riscas, com um estranho fascínio por facas e com uns olhos que parece que está sempre pedrado. Agora que penso bem nisso, drogados gays com facas são bastante assustadores.

4º Lugar - Freedy Krueger

Eis Wes Craven a dar razão à minha teoria: Freddy Krueger foi criado em 1984, baseado no puto que dava porrada a Craven na escola. Freddy apareceu ainda mais oito vezes e num duelo com Jason Vorhees. Era um pedófilo que foi morto pelos pais das crianças e que volta para se vingar nos sonhos destas. Em suma, é um sonho o que não faz desta uma luta muito justa, pois não? Além do mais, saiu claramente derrotado (e decapitado) no confronto directo com Jason Vorhees. Ou seja, só razões para uma posição tão fraca nesta lista..

3º Lugar - Leatherface

Surgiu em 1974 e voltou em 2003 para algo mau demais para ser chamado sequer de remake. É um gajo tramado, baseado na figura ímpar de Ed Gein, que dilacera adolescentes com uma moto-serra. Resumindo, é apenas um redneck super-excitado que quer comer miudinhas com a moto-serra. How cool is that?

2º Lugar - Jason Vorhees

Há quem diga que não passa de um gajo com ar de mongolóide que persegue as suas vítimas em câmara lenta e há quem lhe chame estilo; há quem diga que é apenas um empata-fodas, que aparece sempre que um adoelscente está quase a safar-se com uma miúda gira e há quem diga que é apenas estilo. Eu sou dos segundos. Jason Vorhees tem uma máscara muito à frente e desde que apareceu em 1980 até já foi ao espaço. Além disso, decapitou Freedy Krueger. É preciso dizer mais?

1º Lugar - Carrie

Não é muito assustadora à primeira vista, mas Carrie chacinou toda a sua escola em pleno baile de finalistas. Proeza que nem Paul Lynch conseguiu em A Noite Fatal. Todos nós sabemos o apocalipse que é aturar uma mulher naquela altura do mês. Mas Carrie dá toda uma nova dimensão ao Síndrome Pré-Menstrual. Carrie é a raínha do SPM! E todo o banho de sangue de 1976 até faz esquecer as penosas sequelas.

Posted by: dermot @ 11:50 da manhã
|  




quinta-feira, setembro 14, 2006  

IMAGO 2006:

Desde o início que o Royale With Cheese procura falar dos principais festivais de cinema nacionais. Por isso, era impossível deixar passar despercebido mais uma edição do Imago, o festival de cinema jovem do Fundão, que nos últimos anos ganhou um lugar muito próprio dentro do panorama cinematográfico português.

O Imago é um festival diferente dos outros todos devido à proximidade que mantém com a música. Existem concertos durante o festival, performances de djs e vjs e até filmes musicados ao vivo. E depois há a panóplia cinematográfica, que este ano é provavelmente dedicada ao melhor tema de sempre - a banda-desenhada. O Imago deste ano vai homenagear o grande Alejandro Jodorowoski (vénias encarpadas com saída à rectaguarda), que apesar de não ir estar presente, vai valer a pena poder ver filmes como El Topo num grande ecrã. E existe ainda uma retrospectiva de Clint Eastwood, circa anos 70.

O Royale With Cheese vai acompanhar a edição deste ano por dentro e todas as cocorrências do mesmo, até ao mais ínfimo pormenores, irão estar documentadas nas linhas deste antro. Por isso, se não puderem ir ao Fundão, passem por aqui.

Posted by: dermot @ 7:12 da tarde
|  




terça-feira, setembro 12, 2006  

OS AMANTES REGULARES:

Título: Les Amants Réguliers
Realizador: Philippe Garrel
Ano: 2005


Eu sei que est(áv)amos na silly season, mas é absolutamente ridículo que um filme como Os Amantes Regulares só tenha uma cópia para todo o país. É certo que não é um filme para toda a gente, nem tão-pouco uma obra prima; mas de certeza que é melhor que certo lixo que por aí anda, como Separados De Fresco, que não vi e detestei! O que é certo é que apesar de ser um cancro cultural, Setúbal até se safa bastante bem no campo cinematográfico (só faltam é pelo menos mais uma sala, mas pronto) e conseguiu fincar logo o dente em Os Amantes Regulares. Nós agradecemos.

Porventura inspirado em Os Sonhadores, de Bertolluci (com direito a homenagem durante o filme), o francês Philippe Garrel (que em tempos viveu com Nico) decidiu fazer também o seu requiem ao Maio de 68, o qual viveu de perto. Para tal, serviu-se do seu próprio filho, o promissor Louis Garrel, um trunfo duplo ao benefeciar de ser sangue do seu próprio e sangue e, por isso, identificar-se consigo de alguma maneira; e pelo seu papel "semelhante" em Os Sonhadores.

Mas comparar Os Amantes Regulares com Os Sonhadores é pura preguiça e limitar-nos ao aparente. Garrel decidiu recriar o espírito de 68, de uma geração de ideias e sonhos e acções. Garrel recriou toda aquela época com um retorno ao preto e branco (com uma fotografia notável, forte e contrastante), a uma banda-sonora minimalista, ao grão na imagem e aquele nostálgico som de batata frita. Haverá algo mais delicioso? O que todos dispensávamos eram as três horas de duracção.

Durante a primeira hora, Os Amantes Regulares é um filme contemplativo sobre os distúrbios do Maio de 68. Os confrontos na noite entre os jovens e a polícia, os carros incendiados, as barricadas, os cocktails molotvs, as perseguições e, no outro dia, o amanhecer devagar, o retornar a casa com tudo na mesma e onde a única coisa que tinham ganho eram escoriações.

Depois, François (Louis Garrel) conhece Lille (Clotilde Hesme) e ambos desenvolvem uma relação apaixonada, tornando-se protagonistas dentro de uma personagem colectiva que é o próprio grupo de amigos, habitando quase em comunidade na casa do burguês e rico Antoine (Eric Rulliat), passando os dias a escrever, a pintar, a fumar ópio e erva, socialmente condescendentes.

Será Os Amantes Regulares uma crítica à geração de 68 ou apenas uma homenagem a uma geração deprimida por uma revolução frustrada? Quis Garrel apontar o dedo aos jovens que, tal como ele, trocaram a luta pelos ideais em que acreditavam por uma vida boémia às contas dos prazeres fáceis da carne e da droga? Ou terá querido apenas retratar uma época socialmente conturbada, cujos resultados não foram os mais esperados e que degeneraram numa geração frustrada?

A resposta fica a cargo de cada um, uma vez que Os Amantes Regulares dão ao espectador muito tempo para pensar: os planos são longos, estáticos e contemplativos. Como se Manoel de Oliveira tivesse sido um dos realizadores da nouvelle vague. O que é certo é que Os Amantes Regulares não é um filme acessível a todos e, facilmente, se odeia ou ama. Mas como disse Lauro António, três horas são muitas horas, e é tempo suficiente para o espectador, durante o filme, o adorar e odiar. Eu confesso que houve ali uma altura, mais ou menos antes de François conhecer Lille, em que o odiei com todas as minhas forças.

Num entendimento normal, Os Amantes Regulares deviam ser um Double Cheeserburger, mas eu vou explicar porque opto antes pelo Cheeseburger: porque durante as três horas detestei-o muito mais vezes do que o amei.

Posted by: dermot @ 12:31 da manhã
|  




segunda-feira, setembro 11, 2006  

LUCKY NUMBER SLEVIN - HÁ DIAS DE AZAR:

Título: Lucky Number Slevin
Realizador: Paul McGuigan
Ano: 2006


Uma das grandes surpresas deste ano cinematográfico, Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar, tem sido regularmente comparado aos filmes de Tarantino. É certo que há pontos de contacto entre ambos os universos, mas pouco mais do que isso. Mas se um gajo sem um pingo de originalidade como Guy Ritchie consegue criar um par de filmes geniais (olá Um Mal Nunca Vem Só, olá Snatch - Porcos E Diamantes) apenas com um copy+paste imaginativo e bem feito, então Paul McGuigan também o poderia conseguir. E conseguiu.

Quais são então os pontos de contacto com o universo Tarantino? O submundo do crime, das gangues e máfias, a piscar o olho ao noir, mas de forma irónica; a trama fragmentada, um novelo de pontas soltas que se unem no final em catarse; um rol de estrelas no elenco (Bruce Willis, Morgan Freeman, Lucky Liu...); o estilo; e os diálogos incaracterísticos. No entanto, é logo aqui que a porca começa a torcer o rabo. É certo que os diálogos são divertidos e imaginativos, mas ao contrário dos de Tarantino, têm muito pouco de credível. Para já, aproximam-se muito mais dos diálogos de um buddy movie como Kiss Kiss Bang Bang; e depois porque se notam que tiveram horas e horas de preparação e que foram escritos e reescritos vezes sem conta para parecerem fluídos e originais. Mas como sabemos, tudo o que é demais soa a forçado; e estes diálogos são tudo menos espontâneos.

Mas vamos ao que interessa: Slevin (Josh Hartnett) está numa maré de azar. Perdeu o emprego, o apartamento e a namorada e a única coisa que ganhou foi um par de cornos. Disposto a deixar aquela maré de azar, viaja para casa do amigo Nick, em Nova Iorque, apenas para ver que o pior ainda estava para vir. Começa por ser assaltado à chegada e depois descobre que o amigo desapareceu. Pouco depois, vai ser confundido com ele e tomado como peão numa trama gigantesca do submundo do crime: terá que matar o filho gay de um gangster rabi, ao mesmo tempo que terá 48 horas para pagar 30 mil dólares a este último.
A única coisa positiva nisto tudo parece ser Lindsey (Lucy Liu), a vizinha da frente, com quem se vai envolver.

A trama é complicada e ao mesmo tempo divertida e está sempre a mudar. Há ali mais de Os Supeitos Do Costume do que de Tarantino, mas por qualquer razão as comparações mais frequentes são sempre com este último. Até há referências explícitas ao universo Bond e ao universo Hitchcock e mesmo assim só se fala no universo Tarantino. Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar tenta ainda o twist final e com sucesso. É mesmo este o trunfo do filme - o argumento em que tudo bate certo.

Da constelação de estrelas que é o elenco vou apenas referir dois: primeiro, Morgan Freeman, que aparece num dos raros momentos em que não faz o papel de Morgan Freeman; e segundo, Lucy Liu, numa das raras vezes em que faz de pessoa "normal", em vez da oriental mestre de artes marciais que tem sempre mais saltos e pinotes do que falas. E que bela surpresa - Lucy Liu é mesmo uma óptima actriz.

Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar é, afinal, uma bela supresa, ainda para mais porque parecia que era apenas mais um comum blockbuster a estrear nas nossas salas. É certo que quase deita tudo a perder com o segundo twist dos últimos dez minutos, mas eu até estou disposto a esquece-lo. E como estou bem disposto (o dia correu-me bastante bem) até era capaz de chegar ao Royale With Cheese.

Mas atenção, um conselho deste escriba: nunca tentem perceber porque raio é que, se havia um assassino tão bom quando Goodkat (Bruce Willis), capaz de entrar nos quartéis dos chefes das gangues e despachar a tiro todos os capangas, porque é que tivemos que assistir a duas horas de filme. A única conclusão a que chegará é que Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar poderá ser apenas presunçoso e fe-os perder duas horas de vida.

Posted by: dermot @ 3:16 da tarde
|  




sexta-feira, setembro 08, 2006  

10 COISAS QUE ODEIO EM TI:

Título: 10 Things I Hate About You
Realizador: Gil Junger
Ano: 1999


Os filmes de adolescentes de hoje em dia são um género tão formatado que desconfio que são feitos ao metro, num qualquer armazém nas traseiras dos grandes estúdios de Hollywood. Depois, ao fim do mês, quando os produtores descobrem que ainda têm no bolso uns trocos a mais para gastar e não sabem o que lhes hão-de fazer, escolhem um desses filmes ao calhas e estreiam-no no mercado internacional. Então porque fui eu ver este 10 Coisas que Odeio Em Ti? Porque um filme de adolescentes adaptado de uma peça de Shakespeare é algo que desperta curiosidade.

Normalmente costumo tentar não me alongar nas sinopses que faço aos filmes. No entanto, neste caso vou abrir uma excepção, uma vez que a sinopse será, talvez, o mais interessante deste texto. Vamos lá então.

Estados Unidos da América. Como de costume, os liceus são constituídos por estratos sociais de diferentes tribos urbanas, bem esteriotipados para não levantarem dúvidas. Claro que estes filmes de adolescentes centram-se sempre na miúda mais popular do liceu e, em contraponto, na mais anti-social. A novidade aqui é que elas são irmãs: Bianca (Larisa Oleynik), a mais nova, é bonita, fútil e um chamariz de rapazes, à medida que cantarola Britney Spears; Kat (Julia Stiles) é a mais velha, anti-social, melancólica, aborrecida e admiradora de Simone de Beauvoir e Joan Jett.

Até aqui nada de anormal. No entanto, há aqui um aparte a fazer. O pai de ambas (Larry Miller na pele da melhor personagem do filme) é extremamente conservador e a sua paranóia de que elas possam engravidar fazem-no criar uma regra: Bianca só pode sair à noite quando Kat também sair. Depois entra em cena o rapaz novo na escola (Joseph Gordon-Levitt) que quer sair com Bianca; no entanto, para esta sair tem que convencer a irmã a sair também e aqui entra em cena Patrick (Heath Ledger antes de ganhar alguma credibilidade no papel de caubói com dúvidas na sua orientação sexual), o rapaz misterioso da escola, que vai ser pago por Joey (Andrew Keegan), o canastrão do liceu, para que seduza Kat.

Muito bem, que temos aqui? Comédia romântica de adolescentes screwball. Certo? Errado. Quer dizer, a primeira parte está certa, a segunda não. O humor subtil substitui o habitual humor screwball e é esta a única surpresa do filme. De resto, tudo demasiado óbvio e previsível. E no fim, apaixonam-se todos pela pessoa certa e a rapariguinha fútil ganha juízo.

10 Coisas Que Odeio Em Ti não se limita a ser o habitual filme de adolescentes, é certo, mas é difícil inovar e ser original neste género. Mesmo recorrendo às referências a Shakespeare - o homem era bom, mas não fazia milagres. Vale então pela declaração de amor mais romântica de um filme destes, pela Julia Stiles, pela referência às Raincoats (qualquer altura é uma boa altura para relembrar a excelsa banda da nossa não menos excelsa Ana da Silva) e às Bikini Kills (que devia ficar sem efeito, uma vez que a banda convidada é um desastre. Who te fuck are Letters To Cleo?) e pela Julia Stiles a dançar. O Happy Meal do costume...

Posted by: dermot @ 8:33 da tarde
|  




quarta-feira, setembro 06, 2006  

ROMANCE E CIGARROS:

Título: Romance & Cigarettes
Realizador: John Turturro
Ano: 2005


No cinema existem três tipos de realizadores com mentes distorcidas. Os primeiros são os mais comuns; são aqueles que têm a mente distorcida por perversões gore, banhos de sangue e corpos mutilados, como Tobe Hopper ou Wes Craven. Os segundos são aqueles que têm a mente distorcida de nascença, em que não muita coisa faz sentido naquela cabecinha (olá David Lynch). E depois há os terceiros, cuja mente distorcida é mais do estilo falta-lhe um parafuso. A palavra correcta penso que será mesmo pílulas.

John Turturro é um realizador com uma mente distorcida que se insere neste terceiro grupo. E Romance E Cigarros, a sua terceira experiência atrás das câmaras, é um verdadeiro filme pílulas, em que lhe falta decididamente um parafuso. Imaginem um caldeirão a ferver onde são misturados uma pitada de The Rocky Horror Picture Show, outra de Moulin Rouge e uma pitada do humor dos irmãos Coen. Esta caldeirada é, aproximadamente, o que John Turturro baptizou de Romance E Cigarros.

Romance E Cigarros é um filme alternativo sobre o amor. E para falar de amor, Turturro apresentou-nos uma família disfuncional, que faz parecer os Simpsons a família mais normal de sempre quando posta ao seu lado. Nick Murder (James Gandolfini) é o pai, um fumador compulsivo que arranja uma amante ruiva, com um ridículo sotaque inglês - Tula (Kate Winslet), que vai redefinir todo o conceito de rameira. A sua mulher, Kitty (Susan Sarandon), primeiro vai procurar vingança e depois opta pela indiferença. E pelo caminho existem as três filhas, a esquisita Rosebud (Aida Turturro) (foi o melhor adjectivo que arranjei para a definir), a punk Constance (Mary-Louise Parker) e a apaixonada por um James-Brown-indiano-wannabe (um hilariante Bobby Cannavale, de levar às lágrimas), Baby (Mandy Moore),

Com um travo indie agri-doce, esta caldeirada romântica atinge o seu auge, quando os sentimentos das personagens são levados ao máximo até se extravasarem em momentos musicais fantásticos, de coreografias não menos geniais e com uma escolha irrepreensível dos temas - uma grande paleta dos melhores hits da música ligeira, de Tom Jones a Cindy Lauper (a sorte é que Turturro nunca ouviu Marco Paulo). No entanto, o conceito musical é aqui redefinido, uma vez que o playback é assumido e as vozes coladas por cima. Romance E Cigarros é assim uma espécie de 8 Mulheres no universo de Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos.

A primeira metade do filme é então um facilmente adorável pedaço de cinema kitsch, deonde ainda sobressaem duas personagens que ainda não mencionei: Steve Buscemi, cujo apreço deste escriba é grande; e, principalmente, Cristopher Walken (vénia), no papel de um Elvis de meia-idade, que até canta e dança, como naquele teledisco de Fatboy Slim. Perfeito! Depois, Romance E Cigarros altera-se drasticamente. Parece que John Turturro ficou sem ideias e a segunda metade é apenas um banal melodrama com final feliz.

Na soma das partes, a média é favoravelmente positiva - um McBacon. Eu agora só quero ver é se a Susan Sarandon também vai querer esquecer que participou nisto, tal como fez com The Rocky Horror Picutre Show.

Posted by: dermot @ 12:13 da manhã
|  




domingo, setembro 03, 2006  

PSICOPATA AMERICANO:

Título: American Psycho
Realizador: Mary Harron
Ano: 2000


Patrick Bateman (Christian Bale) é um executivo de sucesso, com uma apartamento luxuoso mobilado com cadeiras do Mies Van Der Rohe, que tem mais cremes na casa de banho do que uma mulher regular e tem um estranho fascínio por música má, ou não vivesse ele nos anos 80. Das duas uma: ou é metrossexual ou é maricas (às vezes, podem ser os dois ao mesmo tempo).

Em suma, Patrick Bateman é um sacana de um yuppie arrogante e egocêntrico, com graves distúrbios mentais, pendente na corda bamba que o separam de ser um homem lúcido de um terrível sociopata. Mais do que isso: Patrick Bateman quando ultrapassa essa ténue linha, mais do que um sociopata, transforma-se num carniceiro psicopata.

Adaptado do romance homónimo de Bret Easton Ellis, Psicopata Americano é um perturbador ensaio sobre a cultura que começava a surgir nos anos 80; os yuppies de sucesso que, sob uma fachada de perfeição que consistia em frequentar os locais da moda e fazer o que toda a gente fazia, escondiam uma vida degradante de materialismo e futilidade, viciados em estimulantes e cocaína. Mais do que um retrato de um psicopata (deve-se ler sociopata), Psicopata Americano é uma mordaz crítica à própria sociedade dos anos 80, que é tal e qual como Patrick Batema: uma fachada perfeita, mantida com muito cuidado e trabalho, que escondem um interior podre. Assustador é verificar que todas essas críticas se mantêm tão actuais hoje como há vinte anos atrás.

Psicopata Americano é ainda um fantástico ensaio sobre a psicologia humana. A história poderia facilmente descambar num banal festim gore de machados e sangue a voar, mas a realizadora Mary Harron trabalhou com uma mestria habilidosa a perversão mental de Bateman, num thriller psicológico e algumas vezes até mais sugestionável do que queríamos.

Neste ponto, o grande vencedor é mesmo o genial Christian Bale, que cria de maneira irrepreensível uma identidade dupla: por fora, é o tal executivo de sucesso, que veste as melhores roupas e frequenta os sítios mais caros; por dentro, é um sociopata horrível, que despreza a noiva (Reese Witherspoon), desdenha a secretária (Chloë Sevigny), mata cães e sem-abrigo ao pontapé, dilacera prostitutas e desfaz amigos à machadada. Tudo isto com um sangue frio impressionável e muito, muito estilo, mesmo com um corte de cabelo horrível.

Para ajudar ainda na perversão psicológica há ainda um sempre genial Willem Dafoe, na pele do detective Donald Kimball. Dafoe é o rei dos mind games (aquela expressão lacónica é inconfudível) e quem tem dúvidas vá ver, se faz favor, Coração Selvagem.

Com direito a twist final (que se contasse alteraria muito do que já escrevi até agora), Psicopata Americano consegue ser dois filmes num só, mas que não viveriam isolados: uma crítica corrosiva a uma sociedade podre - o equivalente de Laranja Mecânica aos anos 80/90; e um filme sobre serial killers, de forma estilosa e perversa (não é por acaso que surgem referências a Massacre No Texas e a Ed Gein).

Mas digo-vos uma coisa: se eu fosse o Patrick Bateman e a banda-sonora da minha vida consistisse em Whitney Houston, Phil Collins e Robert Palmer, então também iria matar gente indiscriminadamente. Se não conseguir concordar com o McRoyal Deluxe então aconselho uma leitura do romance homónimo.

Posted by: dermot @ 10:46 da manhã
|  




sábado, setembro 02, 2006  

O JÚRI:

Título: Runaway Jury
Realizador: Gary Fleder
Ano: 2003


Existe um tipo de filmes do qual sou particularmente admirador, mas que não acolhe grande simpatia junto da maior parte do público - os filmes de tribunal. Apesar disso, são vários os títulos sobre o assunto e as diversas variações que já foram criadas. Os filmes de tribunal atingiram o seu potencial máximo em filmes como Doze Homens Zangados ou A Raiz Do Medo, por exemplo.

O Júri é um filme de tribunal com uma abordagem diferente ao tema. Em vez de se focar sobre o tribunal em si, aborda antes os bastidores deste: não só os habituais jogos dos advogados, mas principalmente a manipulação dos jurados e as influências exercidas nestes.

O filme inicia-se com Jacob Wood (um não-creditado Dylan McDermott), um (demasiado) bom pai de família, na sua ida para o trabalho. Contudo, ainda mal teve tempo para saborear um café no escritório e já um ex-empregado da empresa irrompeu pelos escritórios adentro, armado até aos dentes e a matar indiscriminadamente. Resultado: são quinze minutos de filme desnecessários, mas que dão o mote para o maior julgamento do ano - aquele que opõe a viúva de Woods (Joanna Going) a uma empresa de armas.

Eis as equipas de advocacia em acção: o advogado de acusação, o bem-intencionado e moralista Wendell Rohr (Dustin Hoffman); e o advogado de defesa, o sem-escrúpulos, mafioso e perspicaz Rankin Fitch (Gene Hackman). O penetra desta trama é Nicholas Easter (John Cusak), um dos jurados escolhidos.

Apesar de colocar em cima da mesa a responsabilidade dos fabricantes de armas perante os assassinatos, O Júri pouco tem a ver com esta temática, uma vez que a sua essência gira à volta do thriller de influências. Nos bastidores do julgamento joga-se um jogo sujo, onde se tenta manipular o júri de todas as maneiras possíveis e aonde ainda vai entrar outro jogador iensperado: a bela Marlee (Rachel Weisz).

O Júri é assim um enorme puzzle, daqueles com milhentas peças que nunca chegamos a acabar. A trama é tão grande e complicada que existem personagens que estão claramente a mais, uma vez que pouco mais fazem do que figura de corpo presente - é o caso de Jeremy Piven, que nunca se percebe o que está lá a fazer. Depois, existem mais dois problemas. O primeiro é a pouca credibilidade das acções de John Cusak na tentativa de cativar e influenciar o restante júri. E o segundo é a técnica de trabalho da equipa de Gene Hackman, que mais parece uma espécie de Sherlock-Holmes-bandido-versão-hi-tech.

É certo que existem alguns twists que até são engraçados, mas o realizador Gary Fleder deve ter pensado que o espectador ainda não tinha coisas suficientes em que pensar, no meio daquela malha gigante de intrigas. Vai daí e ainda decidiu experimentar mais uma série de habilidades cinematográficas, que não só são um corpo estranho ao filme, como têm muito pouco interesse.

O Júri poderia ser um bom filme se:
a) tivessem filtrado um pouco mais de informação;
b) se tivessem dado mais credibilidade às situações de psicologia humana;
c) e se tivessem possibilitado mais interacção entre Hoffman e Hackman, que no fundo era o que toda a gente queria ver.
E aquela que é a única cena em que ambos se degladiam no ecrã, acaba por ser a cena mais interessante do filme. Se não fossem as magníficas interpretações destes dois, desconfio que O Júri não teria conseguido passar sequer da mediania para o McChicken.

Posted by: dermot @ 7:55 da tarde
|  





COTAÇÃO:
10 - Royale With Cheese
9 - Le Big Mac
8 - McRoyal Deluxe
7 - McBacon
6 - McChicken
5 - Double Cheeseburger
4 - Cheeseburger
3 - Caixinha de 500 paus (Happy Meal)
2 - Hamburga de Choco
1 - Pão com Manteiga

TAKE:
Take - cinema magazine | take.com.pt


ARE YOU TALKING TO ME:
DUELO AO SOL
CLARENCE HAD A LITTLE LAMB
GONN1000
BITAITES
ANTESTREIA
CINEBLOG
CINEMA NOTEBOOK
CONTRA CAMPO
ZONA NEGRA
O MELHOR BLOG DO UNIVERSO
A CAUSA DAS COISAS
O MEU PIU PIU
AMARCORD
LAURO ANTÓNIO APRESENTA
SARICES ARTÍSTICAS
A RAZÃO TEM SEMPRE CLIENTE
MIL E UM FILMES
AS IMAGENS PRIMEIRO
A DUPLA PERSONALIDADE
TRASH CINEMA TRASH
SUNSET BOULEVARD
CINEMA XUNGA


ARE YOU TALKIN' TO ME?
cinephilus@mail.pt


CRÍTICAS:
- A Armadilha
- A Arte De Pensar Negativamente
- A Árvore Da Vida
- A Balada de Jack And Rose
- A Bela E O Paparazzo
- A Boda
- À Boleia Pela Galáxia
- A Cabana Do Medo
- A Cela
- A Canção De Lisboa
- A Cara Que Mereces
- A Casa Dos 1000 Cadáveres
- A Casa Maldita
- A Cidade Dos Malditos
- A Ciência Dos Sonhos
- A Comunidade
- A Cor Do Dinheiro
- A Costa Dos Murmúrios
- A Criança
- A Dália Negra
- A Dama De Honor
- A Descida
- A Duquesa
- À Dúzia É Mais Barato
- A Encruzilhada
- A Estrada
- A Estranha Em Mim
- A Frieza Da Luz
- A Fúria Do Dragão
- A História De Uma Abelha
- A Honra Da Família
- A Janela (Maryalva Mix)
- A Lagoa Azul
- A Lenda Da Floresta
- A Liga Dos Cavalheiros Extraordinários
- A Lista De Schindler
- A Lojinha Dos Horrores
- A Mais Louca Odisseia No Espaço
- A Maldição Da Flor Dourada
- A Mansão
- A Maravilhosa Aventura De Charlie
- A Marcha Dos Pinguins
- A Máscara
- A Máscara De Cristal
- A Menina Jagoda No Supermercado
- A Minha Bela Lavandaria
- A Minha Vida Sem Mim
- A Morte Do Senhor Lazarescu
- A Mosca
- A Mulher Do Astronauta
- A Mulher Que Viveu Duas Vezes
- A Múmia
- A Noiva Cadáver
- A Noiva Estava De Luto
- A Origem
- A Outra Margem
- A Paixão De Cristo
- A Pele Onde Eu Vivo
- A Pequena Loja Dos Horrores
- A Prairie Home Companion - Bastidores Da Rádio
- A Presa
- À Procura Da Terra Do Nunca
- A Promessa
- À Prova De Morte
- A Rainha
- A Rai­nha Africana
- A Raiz Do Medo
- A Rapariga Santa
- A Rede Social
- A Religiosa Portuguesa
- A Ressaca
- A Residencial Espanhola
- A Sangue Frio
- A Secretária
- A Semente Do Diabo
- A Senhora Da Água
- A Severa
- A Sombra Do Caçador
- A Sombra Do Samurai
- A Tempestade No Meu Coração
- A Tempo E Horas
- A Torre Do Inferno
- A Turma
- A Última Famel
- A Última Tentação De Cristo
- A Valsa Com Bashir
- A Verdadeira História De Jack, O Estripador
- A Viagem De Chihiro
- A Viagem De Iszka
- A Vida De Brian
- A Vida É Um Jogo
- A Vida É Um Milagre
- A Vida Em Directo
- A Vida Secreta Das Palavras
- A Vila
- A Vítima Do Medo
- A Vizinha Do Lado
- A Volta Ao Mundo Em 80 Dias
- Aberto Até De Madrugada
- Abraços Desfeitos
- Acção Total
- Aconteceu No Oeste
- Across The Universe
- Actividade Paranormal
- Acusado
- Adam Renascido
- Admitido
- Adriana
- Aelita
- Ágora
- Água Aos Elefantes
- Air Guitar Nation
- Albert, O Gordo
- Aldeia Da Roupa Branca
- Alice
- Alice In Acidland
- Alice No País Das Maravilhas
- Alien - O Oitavo Passageiro
- Aliens - O Reencontro Final
- Alien - A Desforra
- Alien - O Regresso
- Alien Vs. Predador
- Alien Autopsy
- Alma Em Paz
- Almoço De 15 De Agosto
- Alphaville
- Alta Fidelidade
- Alta Golpada
- Alta Tensão
- Alucinação
- Amália
- Amarcord
- American Movie
- American Splendor
- Amor À Queima-Roupa
- Amor De Verão
- Amor E Corridas
- Amor E Vacas
- Amor Em Las Vegas
- Amor Ou Consequência
- And Soon The Darkness
- Angel-A
- Animal
- Annie Hall
- Anónimo
- Antes Do Anoitecer
- Antes Que O Diabo Saiba Que Morreste
- Anticristo
- Anvil! The True Story of Anvil
- Anytinhig Else - A Vida E Tudo Mais
- Appaloosa
- Apocalypto
- Aquele Querido Mês De Agosto
- Aracnofobia
- Aragami
- Arizona Dream
- Armin
- Arséne Lupin - O Ladrão Sedutor
- As Asas Do Desejo
- As Aventuras De Jack Burton Nas Garras Do Mandarim
- As Aventuras De Tintim - O Segredo Do Licorne
- As Aventuras Do Príncipe Achmed
- As Bandeiras Dos Nossos Pais
- As Bonecas Russas
- As Canções De Amor
- As Crónicas De Narnia - O Leão, A Feiticeira E O Guarda-Roupa
- As Diabólicas
- As Ervas Daninhas
- As Invasões Bárbaras
- As Lágrimas Do Tigre Negro
- As Leis Da Atracção
- As Noites Loucas Do Dr. Jerryll
- As Penas Do Desejo
- As Tartarugas Também Voam
- As Vidas Dos Outros
- Aberto Até De Madrugada
- Assalto À Esquadra 13 (1976)
- Assalto À Esquadra 13 (2005)
- Assalto Ao Santa Maria
- Assassinos Natos
- Ata-me
- Até Ao Inferno
- Até Ao Limite Do Terror
- Atraídos Pelo Crime
- Através Da Noite
- Attack Of The 50 Foot Woman
- Aurora
- Austrália
- Autocarro 174
- Avatar
- Aviva, Meu Amor
- Aztec Rex
- Azul Metálico

- Babel
- Backbeat, Geração Inquieta
- Balas E Bolinhos - O Regresso
- Balbúrdia No Oeste
- Bando À Parte
- Baraka
- Barbarella
- Barreira Invisí­vel
- Batman
- Batman Regressa
- Batman - O Início
- Be Cool
- Beijing Bastards
- Belleville Rendez-Vouz
- Bem-vindo À Zombieland
- Bem-vindo Ao Norte
- Berlin 36
- Birth - O Mistério
- Biutiful
- Black Sheep
- Black Snake Moan - A Redenção
- Blade Runner - Perigo Iminente
- Blueberry
- Boa Noite E Boa Sorte
- Bobby Darin - O Amor É Eterno
- Body Rice
- Bombom
- Bom Dia Noite
- Bom Dia Vietnam
- Bonnie E Clyde
- Boogie Nights
- Borat
- Brasil - O Outro Lado Do Sonho
- Breakfast On Pluto
- Brincadeiras Perigosas (2007)
- Brisa De Mudança
- Bronson
- Bruce, O Todo-poderoso
- Bruiser - O Rosto Da Vingança
- Bruno
- Buffalo 66
- Bubba Ho-Tep
- Bullit
- Bunker Palace Hotel
- Buried
- Busca Implacável
- Bz, Viagem Alucinante

- Cadillac Records
- Cães Danados
- Cães De Palha
- Café E Cigarros
- Call Girl
- Camino
- Capitão Alatriste
- Capitão América - O Primeiro Vingador
- Capote
- Carrie
- Cartas Ao Padre Jacob
- Cartas De Iwo Jima
- Casa De Loucos
- Casablanca
- Casino Royale
- Catwoman
- Cavalo De Guerra
- Cemitério Vivo
- Censurado
- Centurion
- Charlie E A Fábrica De Chocolate
- Che - Guerrilha
- Che - O Argentino
- Chemical Wedding
- Chéri
- Chinatown
- Chocolate
- Choke - Asfixia
- Chovem Almôndegas
- Christine - O Carro Assassino
- Cidade Fria
- Cinco Dias, Cinco Noites
- Cinema Paraíso
- Cinerama
- Cisne Negro
- Clube De Combate
- Coco Avant Chanel
- Coisa Ruim
- Cold Mountain
- Cold Weather
- Colete De Forças
- Colisão
- Com Outra? Nem Morta!
- Comboios Rigorosamente Vigiados
- Comer Orar Amar
- Complexo - Universo Paralelo
- Conan, O Bárbaro
- Contrato
- Control
- Controle
- Coração De Cavaleiro
- Coração De Gelo
- Coração Selvagem
- Corações De Aço
- Coragem De Mãe: Confrontando O Autismo
- Corre Lola Corre
- Correio De Risco
- Correio De Risco 3
- Corrida Contra O Futuro
- Corrupção
- Cozinhando A História
- Crank - Veneno No Sangue
- Crank - Alta Voltagem
- Cremaster
- Crime Ferpeito
- Crippled Masters
- Cristóvão Colombo - O Enigma
- Crónica Dos Bons Malandros
- Crueldade Intolerável
- Cubo
- Culture Boy
- Cypher
- Cyrano de Bergerac (1950)

- Daisy Town
- Dallas
- Danny The Dog - Força Destruidora
- Daqui P'ra Frente
- Dark City - Cidade Misteriosa
- De Cabeça Para Baixo
- De Homem Para Homem
- De Olhos Abertos
- De Olhos Bem Fechados
- De Sepultura Em Sepultura
- De Tanto Bater O Meu Coração Parou
- De-Lovely
- Delhi Belly
- Dead Snow
- Death Race 2000
- Deixa-me Entrar
- Delicatessen
- Demolidor - O Homem Sem Medo
- Dentro Da Garganta Funda
- Depois Do Casamento
- Destruir Depois De Ler
- Diamante De Sangue
- Diário Dos Mortos
- Diários De Che Guevara
- Dias De Futebol
- Dick E Jane - Ladrões Sem Jeito
- Dictado
- Die Hard 4.0 - Viver Ou Morrer
- Die You Zombie Bastards!
- Dogma
- Domino
- Don Juan DeMarco
- Donnie Brasco
- Doom - Sobrevivência
- Doomsday - Juízo Final
- Dorian Gray
- Dot.Com
- Dr. Estranhoamor
- Drácula 2001
- Drácula De Bram Stoker
- Drive - Risco Duplo
- Dreamgirls
- Duas Mulheres

- É Na Terra Não É Na Lua
- Easy A
- Easy Rider
- Eduardo Mãos De Tesoura
- Efeito Borboleta
- El Mariachi
- El Topo
- Ela Odeia-me
- Eles
- Eles Vivem
- Elvis
- Em Bruges
- Em Busca Da Felicidade
- Em Carne Viva
- Em Liberdade
- Em Nome De Caim
- Em Nome De Deus
- Em Paris
- Em Privado
- Embargo
- Encarnação Do Demónio
- Encontros Em Nova Iorque
- Encrenca Dupla
- Encurralada
- Ensaio Sobre A Cegueira
- Enterrado Na Areia
- Entre Os Dedos
- Entrevista
- Equilibrium
- Era Uma Vez No México
- Eraserhead - No Céu Tudo É Perfeito
- Escola De Criminosos
- Escolha Mortal
- Esporas De Aço
- Estado De Guerra
- Estamos Vivos
- Este É O Meu Lugar
- Este País Não É Para Velhos
- Estômago
- Estrada Perdida
- Estranhos
- Estrellita
- Eu Amo-te Phillip Morris
- Eu, Peter Sellers
- Eu Sou A Lenda
- Eu Sou Evadido
- Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos
- Everything Must Go
- Evil Dead - A Noite Dos Mortos-Vivos
- Evil Dead 2 - A Morte Chega De Madrugada
- Evil Dead 3 - O Exército Das Trevas
- Ex-Drummer
- Exterminador Implacável 1
- Exterminador Implacável 2 - O Dia Do Julgamento Final
- Exterminador Implacável 3 - Ascensão Das Máquinas
- Exterminador Implacável 4 - A Salvação

- Factory Girl - Quando Edie Conheceu Warhol
- Factotum
- Fados
- Fahrenheit 9/11
- Falso Alarme
- Fando E Lis
- Fantasmas De Marte
- Fargo
- Faster, Pussycat! Kill! Kill!
- Fausto 5.0
- Favores Em Cadeia
- Felicidade
- Feliz Natal
- Férias No Harém
- Festival Rocky De Terror
- Ficheiros Secretos: Quero Acreditar
- Fim De Ano Em Split
- Fim-De-Semana Alucinante
- Final Cut - A Última Memória
- Fish Tank
- Florbela
- Flores Partidas
- Fome
- Footloose - A Música Está Do Teu Lado
- Força Delta
- Forrest Gump
- Freddy Vs. Jason
- Frenético
- Frida
- Frost/Nixon
- Fruto Proibido
- Fuga De Los Angeles
- Fuga Para A Vitória
- Fur - Um Retrato Imaginário De Diane Arbus
- Fúria Cega
- Fúria De Viver
- Fúria Silenciosa

- Gabrielle
- Gainsbourg - Vida Heróica
- Gang Dos Tubarões
- Gangs de Nova Iorque
- Garden State
- Génova
- GI Joe - O Ataque Dos Cobra
- Godzilla
- Goodbye Lenine!
- Gosford Park
- Gothika
- Gran Torino
- Grande Mundo Do Som
- Gremlins
- Grizzly Man
- Gru - O Maldisposto
- Guerra Dos Mundos (2005)
- Guerra Dos Mundos (1953)

- Há Lodo No Cais
- Hairspray
- Half Nelson - Encurralados
- Hard Candy
- Harley Davidson E O Cowboy Do Asfalto
- Harold E Maude
- Harry Brown
- Haverá Sangue
- Hawai Azul
- He-Man - Mestres Do Universo
- Head On - A Esposa Turca
- Heartbreak Hotel
- Hell Ride
- Hellboy
- Hellboy 2: O Exército Dourado
- Helter Skelter - O Caso De Sharon Tate
- Henry E June
- Hereafter - Outra Vida
- Hiena
- História De Duas Irmãs
- História De Um Fotógrafo
- Hobo With A Shotgunbr> - Hollywood Ending
- Homem Aranha
- Homem Aranha 2
- Homem Aranha 3
- Homem De Ferro
- Homem Demolidor
- Homem Em Fúria
- Homens De Negro
- Homens De Negro 2
- Homens Que Matam Cabras Só Com O Olhar
- Hostel
- Hostel 2
- Hot Fuzz - Esquadrão De Província
- Howl - Grito
- Hugo

- I Am Sam - A Força Do Amor
- I Spit On Your Grave
- I'll See You In My Dreams
- Iluminados Pelo Fogo
- I'm Still Here
- I Wanna Hold Your Hand
- Imitação Da Vida
- Imortal
- In Search Of A Midnight Kiss
- Indiana Jones E O Reino Da Caveira De Cristal
- Indomável
- Infiltrado
- Inimigos Públicos
- INLAND EMPIRE
- Inquietos
- Insidioso
- Insónia
- Intervenção Divina
- Intriga Internacional
- Invictus
- Irmão, Onde Estás?
- It
- It Might Get Loud
- Italian Spiderman

- Jack Ketchum's The Girl Next Door
- Jackass 2
- Jackass 3D
- Jackie Brown
- Jacuzzi - O Desastre Do Tempo
- James Bond - Agente Secreto
- James Bond - Casino Royale
- James Bond - Quantum Of Solace
- Janela Indiscreta (1954)
- Janela Indiscreta (1998)
- Janela Secreta
- JCVD
- Joga Como Beckham
- John Rambo
- Jonestown - The Life And Death Of Peoples Temple
- Jovens Rebeldes - A Verdadeira História
- Julgamento
- Julie E Julia
- Juno
- Juventude Em Marcha
- Juventude Tardia

- Kalifórnia
- Kandahar
- Karate Kid
- Katyn
- Kenny
- Kick Ass - O Novo Super-herói
- Kids - Miúdos
- Kill Bill vol.2
- King Kong (2005)
- Kiss Kiss Bang Bang
- Kiss Me
- Klimt
- Kopps
- Kung-Fu-Zão
- Kung Pow - Punhos Loucos

- La Jetée
- La Vie En Rose
- Ladrões
- Lady Snowblood
- Laranja Mecânica
- Last Days - Os Últimos Dias
- Lavado Em Lágrimas
- Lemmy
- Léon, O Profissional
- Lichter
- Lindas Encrencas As Garotas
- Lobos
- Longe Da Terra Queimada
- Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho
- Lua De Mel, Lua De Fel
- Lucifer Rising
- Lucky Luke
- Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar

- M - Matou!
- Má Educação
- Machete
- Madrigal
- Maldito United
- Mamma Mia
- Manhattan
- Manô
- Mamonas Pra Sempre
- Mar Adentro
- Maria E As Outras
- Marie Antoinette
- Marjoe
- Marte Ataca!
- Matança De Natal
- Match Point
- Matou A Família E Foi Ao Cinem
- McQuade, O Lobo Solitário
- Meia-Noite Em Paris
- Meio Metro De Pedra
- Melancolia
- Melinda E Melinda
- Menina
- Mephisto
- Metrópolis
- Meu Nome É Bruce
- Miami Vice
- Milhões
- Milk
- Millenium 1. Os Homens Que Odeiam As Mulheres
- Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos
- Minha Mãe
- Minha Terra
- Misery - Capí­tulo Final
- Missão A Marte
- Missão Impossí­vel 3
- Missão Impossível - Missão Fantasma
- Missão Solar
- Mistérios De Lisboa
- Momentos Agradáveis
- Moneyball - Jogada De Risco
- Monsters - Zona Interdita
- Monstro
- Monty Phyton E O Cálice Sagradi
- Morte Cerebral
- Morte De Um Presidente
- Movimentos Perpétuos
- Mr. E Mrs. Smith
- Mrs. Henderson Presents
- Muito Bem, Obrigado
- Mulholland Drive
- Mundo Fantasma
- Mundos Separados
- Munique
- Murderball - Espírito De Combate
- Murish
- Mutilados
- Mysterious Skin

- Na Cama
- Nacho Libre
- Não Estou Aí
- Napoleon Dynamite
- Nas Costas Do Diabo
- Nas Nuvens
- Needle
- Nico: À Margem Da Lei
- Ninguém Sabe
- Nixon
- No Limite Do Amor
- No Vale De Elah
- Noite De Agosto
- Noite Escura
- Noivos Sangrentos
- Nome De Código: Cloverfield
- Northfork
- Nosferatu, O Vampiro
- Nothing
- Nova Iorque 1997
- Nove Raínhas
- Nunca Digas Sim

- O Acontecimento
- O Agente Da Broadway
- O Lugar Do Morto
- O Americano
- O Amor Acontece
- O Anjo Exterminador
- O Anti-Pai Natal
- O Artista
- O Assassínio De Jesse James Pelo Cobarde Robert Ford
- O Assassí­nio De Richard Nixon
- O Batedor
- O Bom Alemão
- O Bom, O Mau E O Vilão
- O Cabo Do Medo
- O Caminho De São Diego
- O Cão, O General E Os Pássaros
- O Capacete Dourado
- O Castelo Andante
- O Castor
- O Cavaleiro Das Trevas
- O China
- O Cobrador
- O Código Da Vinci
- O Comboio Dos Mortos
- O Comboio Mistério
- O Condenado
- O Couraçado Potemkin
- O Cowboy Da Meia-Noite
- O Crepúsculo Dos Deuses
- O Dedo De Deus
- O Delator!
- O Demónio
- O Despertar Da Besta
- O Despertar Da Mente
- O Deus Da Carnificina
- O Deus Elefante
- O Dia Em Que A Terra Parou (1951)
- O Dia Em Que A Terra Parou (2008)
- O Dia Da Besta
- O Discurso Do Rei
- O Enigma Do Espaço
- O Estranho Caso De Benjamin Button
- O Estranho Mundo De Jack
- O Evangelho Segundo São Mateus
- O Exorcista
- O Fatalista
- O Feiticeiro De Oz
- O Feitiço Do Tempo
- O Fiél Jardineiro
- O Gabinete Das Figuras De Cera
- O Gabinete Do Dr. Caligari
- O Gato Das Botas
- O Génio Do Mal (1976)
- O Grande Peixe
- O Grande Ditador
- O Guerreiro
- O Homem Duplo
- O Homem Que Copiava
- O Homem Que Sabia Demasiado
- O Homem Que Veio Do Futuro
- O Idealista
- O Jogo
- O Júri
- O Imperador Da Califórnia
- O Inquilino
- O Justiceiro Da Noite
- O Labirinto Do Fauno
- O Laço Branco
- O Lado Selvagem
- O Lago Perfeito
- O Leopardo
- O Livro Negro
- O Lobo Do Mar
- O Macaco De Ferro
- O Maquinista
- O Marinheiro De Água Doce
- O Menino De Ouro
- O Meu Tio
- O Milagre De Berna
- O Milagre Segundo Salomé
- O Mistério Galindez
- O Monstro Da Lagoa Negra
- O Mundo A Seus Pés
- O Nevoeiro (1980)
- O Ofício De Matar
- O Olho
- O Orfanato
- O Paciente Inglês
- O Padrinho - Parte I
- O Padrinho - Parte II
- O Padrinho - Parte III
- O Panda Do Kung Fu
- O Panda Do Kung Fu 2
- O Pesadelo De Darwin
- O Pistoleiro Do Diabo
- O Planeta Selvagem
- O Pó Dos Tempos
- O Portador Da Espada
- O Presidiário
- O Prisioneiro Do Rock
- O Protegido
- O Próximo A Abater
- O Quinto Elemento
- O Quinto Império
- O Regresso
- O Rei Dos Gazeteiros
- O Reino Proibido
- O Ritual
- O Ritual Dos Sádicos
- O Sabor Do Amor
- O Sargento Da Força Um
- O Segredo A Brokeback Mountain
- O Segredo De Um Cuscuz
- O Segredo Dos Punhais Voadores
- O Selvagem
- O Sentido Da Vida
- O Sétimo Selo
- O Sítio Das Coisas Selvagens
- O Sonho Comanda A Vida
- O Sonho De Cassandra
- O Sorriso De Mona Lisa
- O Tempo Do Lobo
- O Tesouro Da Sierra Madre
- O Tigre E A Neve
- O Tio Boonmee Que Se Lembra Das Suas Vidas Anteriores
- O Triunfo Da Vontade
- O Turista
- O Último Airbender
- O Último Grande Herói
- O Último Rei Da Escócia
- O Último Tango Em Paris
- O Último Voo Do Flamingo
- O Vingador Tóxico
- O Wrestler
- Ocean's Eleven - Façam As Vossas Apostas
- Odete
- Oldboy - Velho Amigo
- Olho Mágico
- Oliver Twist
- Ônibus 174
- Orca
- Órfã
- Os Amantes Regulares
- Os Amigos De Alex
- Os Bons E Os Maus
- Os Caça-Fantasmas
- Os Cavaleiros Do Asfalto
- Os Chapéus De Chuva De Cherburgo
- Os Cinco Venenos
- Os Clãs Da Intriga
- Os Condenados De Shawshank
- Os Descendentes
- Os Edukadores
- Os Famosos E Os Duendes Da Morte
- Os Filhos Do Homem
- Os Friedmans
- Os Guardiões Da Noite
- Os Homens Preferem As Loiras
- Os Imortais
- Os Inadaptados
- Os Índios Apache
- Os Invisíveis
- Os Irmãos Grimm
- Os Limites Do Controlo
- Os Marginais
- Os Mercenários
- Os Miúdos Estão Bem
- Os Novos Dez Mandamentos
- Os Olhos Da Serpente
- Os Olhos Sem Rosto
- Os Onze De Oceano
- Os Optimistas
- Os Pássaros
- Os Produtores (2005)
- Os Psico-Detectives
- Os Rapazes Da Noite
- Os Rapazes Não Choram
- Os Renegados Do Diabo
- Os Rutles - All You Need Is Cash
- Os Selvagens Da Noite
- Os Simpsons - O Filme
- Os Sonhadores
- Os Sorrisos Do Destino
- Os Super-Heróis
- Os Supeitos Do Costume
- Os Três Enterros De Um Homem
-Os Visistantes Da Idade Média
- Os 300 Espartanos

- Pagafantas
- Palpitações
- Papillon
- Para Onde O Vento Sopra
- Parada De Monstros
- Paraíso, Inferno... Terra
- Paranoid Park
- Paris Je T'Aime
- Party Monster
- Pecados Íntimos
- Pele
- Pequenas Mentiras Entre Amigos
- Performance
- Perigo Na Noite
- Perto Demais
- Pesadelo Em Elm Street
- Pink Floyd The Wall
- Piranha 3D
- Piratas Das Caraíbas - O Mistério do Pérola Negra
- Piratas Das Caraí­bas - O Cofre Do Homem Morto
- Piratas Das Caraíbas - Nos Confins Do Mundo
- Planeta Dos Macacos
- Planeta Dos Macacos: A Origem
- Planeta Terror
- Plano 9 Dos Vampiros Zombies
- Polaróides Urbanas
- Polí­cia Sem Lei (1992)
- Polícia Sem Lei (2009)
- Poltergeist, O Fenómeno
- Ponto De Mira
- Por Favor Rebobine
- Por Favor Não Me Morda O Pescoço
- Porcos & Selvagens
- Posto Fronteiriço
- Precious
- Predadores
- Presente De Morte
- Preto E Branco
- Primer
- Príncipe Da Pérsia - As Areias Do Tempo
- Procurado
- Profissão: Repórter
- Promessas Proibidas
- Proposta Indecente
- Proteger
- Psico
- Psicopata Americano
- Pulp Fiction
- Pulsação Zero
- Punch-Drunk Love - Embriagado De Amor
- Purana Mandir
- Purple Rain

- Quando Viste O Teu Pai Pela Última Vez
- Quarentena
- Quarteto Fantástico (1994)
- Quarteto Fantástico (2005)
- Quase Famosos
- Quatro Noites Com Anna
- Que Lugar Maravilhoso
- Que Se Mueran Los Feos
- Queijo E Marmelada
- Quem Quer Ser Bilionário
- Querida Famí­lia
- Querida Wendy

- R
- Rapariga Com Brinco De Pérola
- Rare Exports
- Ratatui
- Ratos Assassinos
- Ray
- [Rec]
- [REC]2
- Red Eye
- Relatório Kinsey
- Relatório Minoritário
- Religulous - Que O Céu Nos Ajude
- Relíquia Macabra
- Renascimento
- Resident Evil: Apocalypse
- Rio
- Rio Bravo
- Rock De Fogo
- Rock, Rock, Rock
- Rocknrolla - A Quadrilha
- Rocky Balboa
- Roger E Eu
- Roma
- Romance E Cigarros
- Roxanne
- RRRrrrr!!!
- Rubber - Pneu
- Ruídos Do Além
- Ruivas, Loiras E Morenas
- Rumo À Liberdade
- Ruptura Explosiva

- Sacanas Sem Lei
- Sala De Pânico
- Salazar - A Vida Privada
- Salto Mortal
- Samsara
- Sangue Do Meu Sangue
- Sangue Por Sangue
- Santa Sangre
- Sapatos Pretos
- Save The Green Planet!
- Saw - Enigma Mortal
- Saw II - A Experiência Do Medo
- Saw 3D - O Capítulo Final
- Scoop
- Scott Pilgrim Contra O Mundo
- Seconds Apart
- Seis Indomáveis Patifes
- Sem Ela
- Sem Limites
- Sem Rumo
- Sem Tempo
- Semi-Pro
- Ser E Ter
- Sereia
- Serpentes A Bordo
- Sete Anos No Tibete
- Sete Vidas
- Sexo E A Cidade
- Sgt. Pepper's Lonely Heart Club Band
- Shaolin Daredevils
- Shaolin Soccer - O Ás Da Bola
- Shaolin Vs. Evil Dead
- Shattered Glass - Verdade Ou Mentira
- Sherlock Holmes
- Sherlock Holmes - Jogo De Sombras
- Shining
- Shoot 'Em Up - Atirar A Matar
- Shortbus
- Shrek 2
- Shrek O Terceiro
- Shrek Para Sempre
- Sicko
- Sid And Nancy
- Sideways
- Simpatyhy For Mr. Vengeance
- Sin City - Cidade Do Pecado
- Sinais
- Sinais De Fogo
- Sinais Do Futuro
- Sinais Vermelhos
- Singularidades De Uma Rapariga Loira
- Sky Captain E O Mundo De Amanhã
- Slither - Os Invasores
- Soldados Da Fortuna
- Soldados Do Universo
- Sombras Da Escuridão
- Somewhere - Algures
- Sonho De Uma Noite De Inverno
- Sonny
- Sophie Scholl - Os Últimos Dias
- Soro Maléfico
- Sorte Nula
- Soul Kitchen
- Spartacus
- Spartan - O Rapto
- Splice
- Stacy - Attack Of The Schoolgirl Zombies
- Star Wars - A Ameaça Fantasma
- Star Wars - A Vingança Dos Sith
- Star Wars - O Ataque Dos Clones
- Stardust - O Mistério Da Estrela Cadente
- Stone - Ninguém É Inocente
- Stoned, Anos Loucos
- Submarino
- Super
- Super Baldas
- Super-Homem
- Super-Homem: O Regresso
- Super 8
- Superstar
- Suspeita
- Suspiria
- Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro De Fleet Street
- Swimming Pool
- Sword Of Vengeance
- Sympathy For The Devil

- Taking Woodstock
- Tarnation
- Tarzan, O Homem Macaco (1981)
- Taxidermia
- Team America - Polí­cia Mundial
- Tebas
- Tecumseh
- Teeth
- Tempestade Tropical
- Tennessee
- Terra De Cegos
- Terminal De Aeroporto
- Terra Dos Mortos
- Terror Em Setembro
- Terror Na Auto-estrada
- Terror Nas Montanhas
- Tetro
- The Bloodstained Butterfly
- The Brown Bunny
- The Darjeeling Limited
- The Departed: Entre Inimigos
- The Devil And Daniel Johnston - Loucuras De Um Génio
- The Devil's Double
- The First Great Train Robbery
- The Fountain - O Último Capítulo
- The Grudge - A Maldição
- The Host - A Criatura
- The Impossible Kid
- The King Of Kong
- The Langoliers - Meia-Noite E Um
- The Last House On The Left
- The Machine Girl
- The Man From Earth
- The Marine
- The Million Dollar Hotel - O Hotel
- The Mindscape Of Alan Moore
- The Mist - Nevoeiro Misterioso
- The Others - Os Outros
- The Prestige - O Terceiro Passo
- The 50 Worst Movies Ever Made
- The Way
- The Woman
- Thirst - Este É O Meu Sangue
- This Is It
- This Is Spinal Tap
- Thor
- Thriller - A Cruel Picture
- THX 1138
- Tirar Vidas
- Titanic 2
- Tony
- Tournée - Em Digressão
- Toy Story 3
- Tragam-me A Cabeça De Alfredo Garcia
- Transamerica
- Tron
- Tron: O Legado
- Tropa De Elite
- Tropa De Elite 2 - O Inimigo Agora É Outro
- Tsotsi
- Tubarão
- Tubarão 2
- Tubarão 3
- Tubarão IV - A Vingança
- Tucker E Dale Contra O Mal
- Tudo Ficará Bem
- Tudo Pode Dar Certo
- Twisted - Homicídios Ocultos

- Ultra Secreto
- Um Amor De Perdição
- Um Azar Do Caraças
- Um Bater De Corações
- Um Belo Par... De Patins
- Um Cão Andaluz
- Um Dia A Casa Vai Abaixo
- Um Dia De Raiva
- Um Homem Singular
- Um Longo Domingo De Noivado
- Um Lugar Para Viver
- Um Padrasto Para Esquecer
- Um Profeta
- Um Tiro No Escuro
- Um Trabalho Em Itália
- Uma Aventura Na Casa Assombrada
- Uma Boa Mulher
- Uma Canção De Amor
- Uma Espécie De Cavalheiro
- Uma Famí­lia À Beira De Um Ataque De Nervos
- Uma História De Violência
- Uma Pequena Vingança
- Uma Rapariga Com Sorte
- Uma Segunda Juventude
- Uma Segunda Vida
- Undefeatable
- Unseen Evil 2 - Alien 3000
- Up - Altamente

- V De Vingança
- Vai E Vive
- Vais Conhecer O Homem Dos Teus Sonhos
- Valhalla Rising - Destino De Sangue
- Valquíria
- Vampiros de John Carpenter
- Van Helsing
- Vanilla Sky
- Vanitas
- Vasilhame
- Veio Do Outro Mundo
- Veludo Azul
- Velvet Goldmine
- Vencidos Pela Lei
- Vendendo A Pele
- Veneno Cura
- Vera Drake
- Versus - A Ressurreição
- Vestida Para Matar
- Vice
- Vício - Quando Nada É Suficiente
- Vicky Cristina Barcelona
- Vidas Sombrias
- Vigilância
- Vingança Redentora
- Virgem Aos 40 Anos
- Vitus
- Viúva Rica Solteira Não Fica
- Viver A Sua Vida
- Voando Sobre Um Ninho De Cucos
- Voltando Para Casa
- Voltar
- Vontade Indómita
- Voo 93

- Walk Hard - A História De Dewey Cox
- Walk The Line
- WALL-E
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Wassup Rockers - Desafios De Rua
- Watchmen - Os Guardiões
- Welcome To The Rileys
- White Irish Drunkers
- Wild Zero
- Win Win
- Wolf Creek
- Wristcutters: A Love Story

- X-Men
- X-Men 2
- X-Men 3 - O Confronto Final
- X-Men: O Início
- X-Men Origens: Wolverine

- Zack E Miri Fazem Um Porno
- Zardoz
- Zatoichi
- Zombies Party - Uma Noite... De Morte
- Zombies Strippers
- Zozo

- 007 - Agente Secreto
- 007 - Casino Royale
- 007 - Quantum Of Solace
- 10 Coisas Que Odeio Em Ti
- 100 Volta
- 10.000 AC
- 12 Homens Em Fúria
- 12 Macacos
- 12:08 A Este De Bucareste
- 1984
- 2LDK
- 24 Hour Party People
- 28 Dias Depois
- 20,13 - Purgatório
- 2012
- 300
- 4 Copas
- 48
- 50/50
- 6=0 Homeostética
- 8 1/2
- 9 Canções
- 98 Octanas


ENTREVISTAS:
- Fernando Fragata
- Festróia - Mário Ventura
- Filipe Melo
- Good N Evil
- IMAGO - Sérgio Felizardo
- José Barahona
- Nuno Markl
- Paulo Furtado
- Rodrigo Areias
- Sara David Lopes
- Solveig Nordlund
- Fernando Alle


TOPES:
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2011
- Top 5 dos Piores Filmes de 2011
- Top 10 dos Melhores Filmes de 2010
- Top 5 dos Piores Filmes de 2010
- Top 5 dos filmes de Leslie Nielsen
- Top 10 Dos Filmes Low Cost
- Top 5 das Melhores Cenas de Dança
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2009
- Top 5 dos Piores Filmes de 2009
- Top 5 dos Filmes Que Tenho Vergonha De Dizer Que Gosto
- Top 5 das Melhores Músicas de Ennio Morricone
- Top 5 dos filmes com Patrick Swayze
- Top 5 dos Telediscos do Michael Jackson
- Top 5 dos Filmes com David Carradine
- Top 5 dos Filmes com Lutadores de Luta-Livre
- Top 10 Os Melhores Filmes de 2008
- Top 5 Os Piores Filmes de 2008
- Top 5 dos Piores Filmes de Natal
- Top 5 das Coisas que não Esperávamos Ver no Cinema
- Top 5 dos Melhores Filmes de Paul Newman
- Top 5 Personagens Com Palas Nos Olhos
- Top 10 Melhores Cartazes De Cinema
- Top 5 dos Filmes de Chuck Norris
- Top 5 dos Filmes de Patrick Swayze
- Top 10 Os Melhores/Piores Vestidos dos Oscares
- Top 5 As Mortes de Crianças Mais Gratuitas
- Top 10 Os Melhores de 2007
- Top 5 Os Piores de 2007
- Top 7 Adaptações ao Cinema de Livros de Stephen King
- Top 5 Filmes Pela Paz
- Top 5 Os Melhores Beijos
- Top 5 Grandes Arquitectos
- Top 10 Filmes Que Mudaram A Minha Vida
- Top 5 Mulheres de Cabeça Rapada
- Top 5 As Cenas Mais Excitantes
- Top 10 Os Melhores de 2006
- Top 5 Os Piores de 2006
- Top 3 Filmes de Robert Altman
- Top 5 Os Vilões do Cinema
- Top 5 Filmes Com Mick Jagger
- Top 5 Filmes Com Steve Buscemi
- Top 5 Dos Cães no Cinema
- Top 5 Dos Filmes do Indie06
- Top 5 Dos Filmes do Fantas06
- Top 5 dos Presidentes
- Top 10 Os Melhores de 2005
- Top 5 Os Piores de 2005
- Top 5 Filmes com Pat Morita
- Top 10 Os Melhores Filmes Independentes
- Top 5 Os Piores Filmes da Saga Bond
- Top 5 Filmes com Dolph Lundgren
- Top 5 Adaptações de BD Para Cinema
- Top 10 Cenas Mais Assustadoras de Sempre
- Top 5 Vencedores do Óscar
- Top 5 Bond Girls
- Top 5 Filmes Sobre Doenças
- Top 5 Filmes de Natal
- Top 5 Melhores Batalhas Corpo-A-Corpo
- Top 10 Melhores Canções do Cinema
- Top 10 Melhores Filmes de Sempre
- Top 5 Melhores Momentos Musicais
- Top 5 Grandes Duelos do Cinema
- Top 10 Maiores Personagens do Cinema
- Top 5 Piores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 10 Melhores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 5 Filmes Religiosos


BAÚ DO TRASH:
- Needle
- Que Se Mueran Los Feos
- Easy A
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Saw 3D - O Capítulo Final
- And Soon The Darkness
- Os Imortais
- Purana Mandir
- Pagafantas
- The Bloodstained Butterfly
- Cisne Negro


ROYALE WITH CHEESE APRESENTA:
- A Tasca Da Cultura
- A Causa Das Coisas - parte I
- A Causa Das Coisas - parte II
- A Momentary Lapse Of Reason


FILMES A VER ANTES DE MORRER:
- #1 As Lágrimas Do Tigre Negro
- #2 Alucarda
- #3 Time Enough At Last
- #4 Armageddon
- #5 The Favour, The Watch And The Very Big Fish
- #6 Italian Spiderman
- #7 The Soldier And Death


UMA CURTA POR DIA NÃO SABE O BEM QUE LHE FAZIA:
- 1# Rabbit, de Run Wrake
- 2# Aligato, de Maka Sidibé
- 3# The Cat Concerto, de Joseph Barbera & William Hanna
- 4# A Curva, de David Rebordão
- 5# Batman: Dead End, de Sandy Callora
- 6# O Código Tarantino, de Selton Mello
- 7# Malus, de António Aleixo & Crosswalk, de Telmo Martins
- 8# Three Blind Mice, de George Dunning
- 9# Bedhead, de Robert Rodriguez
- 10# Key To Reserva, de Martin Scorcese
- 11# Bambi Meets Godzilla, de Marv Newland
- 12# The Horribly Slow Murderer with the Extremely Inefficient Weapon, de Richard Gale
- 13# Stolz Der Nation, de Eli Roth
- 14# Papá Wrestling, de Fernando Alle
- 15# Glas, de Bert Haanstra
- 16# Fotoromanza, de Michelangelo Antonioni
- 17# Quem É Ricardo?, de José Barahona
- 17# Terra Incognita, de Peter Volkart


AS MELHORES PIORES CENAS DE SEMPRE:
- A Pior Luta
- A Cena Mais Metida A Martelo
- O Ataque Animal Mais Brutal
- A Perseguição Mais Alucinante
- O Duelo Mais Improvável


CLUBE DE CINEMA DE SETÚBAL:
- Janeiro
- Fevereiro
- Março
- Abril
- Maio
- Setembro
- Novembro


FESTIVAIS:
- 20º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9
- 21º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 22º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 23º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 24º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 26º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 12º Caminhos Do Cinema Português
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- Imago 2006
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8

;

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



BLOCKBUSTERS:

04/01/2004 - 05/01/2004

05/01/2004 - 06/01/2004

06/01/2004 - 07/01/2004

07/01/2004 - 08/01/2004

08/01/2004 - 09/01/2004

09/01/2004 - 10/01/2004

10/01/2004 - 11/01/2004

11/01/2004 - 12/01/2004

12/01/2004 - 01/01/2005

01/01/2005 - 02/01/2005

02/01/2005 - 03/01/2005

03/01/2005 - 04/01/2005

04/01/2005 - 05/01/2005

05/01/2005 - 06/01/2005

06/01/2005 - 07/01/2005

07/01/2005 - 08/01/2005

08/01/2005 - 09/01/2005

09/01/2005 - 10/01/2005

10/01/2005 - 11/01/2005

11/01/2005 - 12/01/2005

12/01/2005 - 01/01/2006

01/01/2006 - 02/01/2006

02/01/2006 - 03/01/2006

03/01/2006 - 04/01/2006

04/01/2006 - 05/01/2006

05/01/2006 - 06/01/2006

06/01/2006 - 07/01/2006

07/01/2006 - 08/01/2006

08/01/2006 - 09/01/2006

09/01/2006 - 10/01/2006

10/01/2006 - 11/01/2006

11/01/2006 - 12/01/2006

12/01/2006 - 01/01/2007

01/01/2007 - 02/01/2007

02/01/2007 - 03/01/2007

03/01/2007 - 04/01/2007

04/01/2007 - 05/01/2007

05/01/2007 - 06/01/2007

06/01/2007 - 07/01/2007

07/01/2007 - 08/01/2007

08/01/2007 - 09/01/2007

09/01/2007 - 10/01/2007

10/01/2007 - 11/01/2007

11/01/2007 - 12/01/2007

12/01/2007 - 01/01/2008

01/01/2008 - 02/01/2008

02/01/2008 - 03/01/2008

03/01/2008 - 04/01/2008

04/01/2008 - 05/01/2008

05/01/2008 - 06/01/2008

06/01/2008 - 07/01/2008

07/01/2008 - 08/01/2008

08/01/2008 - 09/01/2008

09/01/2008 - 10/01/2008

10/01/2008 - 11/01/2008

11/01/2008 - 12/01/2008

12/01/2008 - 01/01/2009

01/01/2009 - 02/01/2009

02/01/2009 - 03/01/2009

03/01/2009 - 04/01/2009

04/01/2009 - 05/01/2009

05/01/2009 - 06/01/2009

06/01/2009 - 07/01/2009

07/01/2009 - 08/01/2009

08/01/2009 - 09/01/2009

09/01/2009 - 10/01/2009

10/01/2009 - 11/01/2009

11/01/2009 - 12/01/2009

12/01/2009 - 01/01/2010

01/01/2010 - 02/01/2010

02/01/2010 - 03/01/2010

03/01/2010 - 04/01/2010

04/01/2010 - 05/01/2010

05/01/2010 - 06/01/2010

06/01/2010 - 07/01/2010

07/01/2010 - 08/01/2010

08/01/2010 - 09/01/2010

09/01/2010 - 10/01/2010

10/01/2010 - 11/01/2010

11/01/2010 - 12/01/2010

12/01/2010 - 01/01/2011

01/01/2011 - 02/01/2011

02/01/2011 - 03/01/2011

03/01/2011 - 04/01/2011

04/01/2011 - 05/01/2011

05/01/2011 - 06/01/2011

06/01/2011 - 07/01/2011

07/01/2011 - 08/01/2011

08/01/2011 - 09/01/2011

09/01/2011 - 10/01/2011

10/01/2011 - 11/01/2011

11/01/2011 - 12/01/2011

12/01/2011 - 01/01/2012

01/01/2012 - 02/01/2012

02/01/2012 - 03/01/2012

03/01/2012 - 04/01/2012

04/01/2012 - 05/01/2012

05/01/2012 - 06/01/2012

06/01/2012 - 07/01/2012

07/01/2012 - 08/01/2012

08/01/2012 - 09/01/2012

09/01/2012 - 10/01/2012

10/01/2012 - 11/01/2012

11/01/2012 - 12/01/2012

12/01/2012 - 01/01/2013

01/01/2013 - 02/01/2013

02/01/2013 - 03/01/2013

03/01/2013 - 04/01/2013

04/01/2013 - 05/01/2013

05/01/2013 - 06/01/2013

06/01/2013 - 07/01/2013

07/01/2013 - 08/01/2013

08/01/2013 - 09/01/2013

09/01/2013 - 10/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

11/01/2013 - 12/01/2013

12/01/2013 - 01/01/2014

01/01/2014 - 02/01/2014

02/01/2014 - 03/01/2014

03/01/2014 - 04/01/2014

04/01/2014 - 05/01/2014

05/01/2014 - 06/01/2014

06/01/2014 - 07/01/2014

07/01/2014 - 08/01/2014

08/01/2014 - 09/01/2014