Royale With Cheese

 Royale With Cheese

 
 



quinta-feira, agosto 31, 2006  

BRISA DE MUDANÇA:

Título: The Wind That Shakes The Barley
Realizador: Ken Loach
Ano: 2006


Vencedor surpresa (e muito contestado) da Palma de Ouro deste ano, em Cannes, Brisa De Mudança enfrentou a desconfiança internacional devido ao seu paralelismo com a situação militar actual (troquem os personagens e o cenário do filme pelo exército americano e pelo Iraque e têm uma fotografia semelhante do que se passa actualmente), sendo acusado de ser pró-terrorismo. Enfim, é a paranóia do medo. Já era altura de saberem que a história se repete...

Por volta de 1920, os ingleses andavam pela Irlanda, censurando os jornais, abafando o governo local e distribuindo fruta por tudo o que fosse ruivo, tivesse sardas e usasse casacos e boinas de tweed. Obviamente, a resistência irlandesa respondia à letra, olho por olho, dente por dente. E assim entrava-se num ciclo vicioso de derramamento de sangue.

Brisa De Mudança é a história da Irlanda moderna pelos olhos de dois irmãos, Damien (Cillian Murphy) e Teddy (Padraic Delaney). O primeiro é mesmo filho pródigo da aldeia, que vai trocar um futuro promissor como médico pelo de soldado da resistência irlandesa, vulgo IRA. Digam o que disserem, Brisa De Mudança é contado da única forma que o podia ser: de forma parcial, assim como Munique. E sempre serve para explicar áqueles que não andam muito por dentro da política internacional alguns dos porquês da cisão da Irlanda, do IRA e do aparecimento regular de escaladas de violência.

Apesar de alguma pouca coerência evolutiva, Brisa De Mudança funciona melhor enquanto toma a própria Irlanda como herói colectivo, em vez de tentar centrar-se na personagem de Cillian Murphy com propósitos dramáticos que eram desnecessários perante aquele cenário. A sua personagem deveria ser usada apenas para ilustrar a desumanização da guerra e a separação (literal) de famílias. Ainda por cima, o filme nem tenta disfarçar; assume-se claramente como um filme sobre aquele irmão irlandês, uma vez que terminada de forma demasiado egocêntrica.

É certo que é um excelente actor e que não tem culpa nenhuma, mas depois do que já vi este ano, Cillian Murphy dificilmente sairá da minha cabeça como "o gajo do Breakfast On Pluto". É mais ou menos como Jeff Goldblum - para mim, será sempre "o gajo de A Mosca".

Os irlandeses são/eram uma gente que vivia da terra, simples e rude; também assim o é Brisa De Mudança. Ou seja, necessitava de mais algumas polidelas em certos momentos-chave. No entanto, prepare-se para levar alguns murros no estômago e ficar com outros tantos nós na garganta. É mesmo melhor deixar o McBacon para depois do visionamento.

Posted by: dermot @ 8:56 da manhã
|  




terça-feira, agosto 29, 2006  

PERIGO NA NOITE:

Título: Frenzy
Realizador: Alfred Hitchcock
Ano: 1972


Alfred Hitchcock não só é o Mestre do Suspense como é também um dos mestres da própria sétima arte. A sua obra já deu matéria suficiente para dezenas de livros e, mesmo assim, ainda muitos mais hão-de ser escritos. O legado de Hitchcock é tão fundamental que daria para abrir um destaque neste humilde antro. No entanto, como não quero abrir uma precedência (e até porque o realizador venerado por aqui se chama Quentin Tarantino), vou apenas abrir uma excepção e passar a falar regularmente de filmes do mestre (e aqui tenho de agradecer a preciosa contribuição da sempre prestável H.) e agrupá-las sempre no final de cada prosa.

Perigo Na Noite (imaginativa tradução para português) foi o último grande êxito de Hitchcock, quando já estava mergulhado na fase descendente da sua carreira. Talvez tivessem sido os ares de Londres a darem-lhe os últimos fôlegos de inspiração, uma vez que para filmar Perigo Na Noite, Alfred Hitchcok regressou à sua Inglaterra depois de vários anos a filmar nos Estados Unidos. O que é certo é que foi este filme a fazer a ponte entre os policiais clássicos (noirs e supenses) e a contemporaneidade - pela primeira vez, Hitchcock derrubou os tabus da nudez e da linguagem obscena, mostrando (bastante) pele feminina e alguns palavrões.

Estamos perante o típico policial de suspense de Hitchcok, mas Perigo Na Noite destaca-se ainda por encerrar as principais marcas do realizador inglês: a transferência do sentimento de culpa de uma personagem para outra (aqui, colocada sob os ombros dum inocente); a incompatibilidade entre o homem e a mulher (até uma das vítimas, a interpretada por Barbara Leigh-Hunt, trabalha numa agência de encontros); e o humor negro (numa divertida relação entre o chefe da Scotland Yard (Alec McCowen) e a sua esposa, que envolvem muitos cozinhados franceses de gosto duvidoso e nomes esquisitos).

Jon Finch é Richard Blaney, um indivíduo que está na mó de baixo, mas cujo único defeito é beber uns copos a mais de vez em quando. Perdeu o emprego, não tem muito dinheiro e deixou escapar uma oportunidade de ouro para ganhar alguns trocos nas corridas de cavalos. Aparentemente nada poderia correr pior. Até que acaba por ser acusado de ser um estranho serial killer das ruas de Londres - o Assassino da Gravata, que vem estrangulado várias mulheres com gravatas depois de as violar. Até o próprio mcguffin que Hitchcock vai espalhando pelo filme o incrimina.
Blaney vai então manter-se em fuga, enquanto que o verdadeiro assassino continua a matar. E contudo, todas as provas continuam a apontar para o pobre Blaney...

Com um argumento de fino recorte, onde todas as peças encaixam, Hitchcok cria ainda duas cenas clássicas: a da morte de Brenda Blaney (Barbara Leigh-Hunt), doentiamente perversa, e que rivaliza com a clássica cena do chuveiro no top "Melhores Cenas de Assassinato de Alfred Hitchcock; e a sequência em que Robert Rusk (Barry Foster) tenta recuperar um alfinete de gravata que o incriminaria num camião cheio de batatas, com tanto de suspense como de humor. Até o próprio Barry Foster cria um boneco genial, digno do pódio para "Melhores Psicópatas em Filmes de Alfred Hitchcock" - um violador psicótico e sexualmente perverso, mas que apenas aparenta ser um charmoso dandy.

O problema maior de Perigo Na Noite é não acabar quando devia. A mania das pessoas de quererem que as histórias tenham finais felizes fazem com que muitos filmes passem da genialidade à mediania em poucos minutos a mais (alguém mencionou Resgate?). Perigo Na Noite continua a ser um filme fantástico, graças à forma magistral como está escrito e a alguns momentos de génio de Hitchcock. Mas não é o seu melhor filme... É apenas um McRoyal Deluxe.



Royale With Cheese apresenta Alfred Hitchcok que apresenta...
- Psico
- Intriga Internacional
- Perigo Na Noite

Posted by: dermot @ 6:55 da tarde
|  




quarta-feira, agosto 23, 2006  

EU, TU E TODOS OS QUE CONHECEMOS:

Título: Me And You And Everyone We Know
Realizador: Miranda July
Ano: 2005


Existe aí uma nova vaga de realizadores, um grupo de jovens cineastas que preconizam aquilo a que se apelida claramente de cinema indie, um cinema descomprometido e que não compromete os seus parâmteros artísticos. Contudo, não são eles que vão salvar o cinema. E bem que ele precisava de ser salvo... Faz falta um novo assalto de movie brats, que agitem Hollywood e voltem a pôr a indústria nos trilhos certos.

Mas voltemos aos realizadores indie. Miranda July é a mais recente aquisição deste plantel - conceituada artista plástica de arte contemporânea, Miranda July estreou-se no cinema com este Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos, que colecionou prémios pelos vários certames por onde passou, um pouco por todo o mundo.

Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos é uma comédia agri-doce em formato mosaico, que absorve vários elementos de outros clássicos indie. A faceta colorida de feelgood movie que Jeunet popularizou em O Fabuloso Destino De Amélie, a faceta do quotidiano-depressivo que Sofia Coppola pôs na ordem do dia com Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho e o clichet do anti-clichet que vimos parodiado na perfeição em Mundo Fantasma.

Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos é um filme sobre nada e sobre tudo. Sobre o nada enquanto nada de realce para contar, apenas o óbvio. O que fizeste hoje? Nada, é mais ao menos este o espírito; Jarmusch fá-lo como ninguém. E é também um filme sobre tudo, sobre a vida e as pequenas coisas que a completam. E é ainda um filme sobre o sexo e o amor, visto sobre as mais variadas perspectivas da sociedade contemporânea: um homem com dois filhos e recém-divorciado (John Hawkes), uma mulher de sucesso, mas solitária (Tracy Wright), um homem de meia-idade com fantasias perversas com miudinhas (Brad William Henke), adolescentes a descobrir o desflorear da vida (Najarra Townsend e Natasha Slayton) e miúdos a envolverem-se em relações virtuais (Brandon Ratcliff).

Talvez por todas aquelas personagens disfuncionais serem tão reais que nos fazem lembrar alguém que conhecemos, talvez pelo cinema indie actual estar pejado dos mesmos lugares comuns, Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos acaba por se assemelhar a algo que já vimos antes. Vale então pelos pormenores que Miranda July consegue transformar de forma genial em momentos especiais: a morte de um peixinho dourado num drama fúnebre, com o mesmo peso de a morte de um Papa por exemplo; ou uma simples caminhada por uma rua, equiparada a uma vida em comum até à morte por velhice.

O hype é uma coisa tramada. Carrega os filmes de expectativas inúteis que se depois ele não as consegue alcançar acaba por ficar mal visto. É um pouco o que acontece com Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos; e mesmo o McChicken já é um pouco de hype...

Posted by: dermot @ 11:55 da tarde
|  




domingo, agosto 20, 2006  

HARD CANDY:

Título: Hard Candy
Realizador: David Slade
Ano: 2005


Foi chegar, ver e vencer - chegado do mundo dos telediscos, David Slade entrou no universo cinematográfico pela porta do cinema independente com Hard Candy, que se transformou num dos grandes destaques das estreias cinéfilas nacionais deste ano. O sucesso do filme faz-se por dois motivos: o primeiro por abordar dois temas bastante actuais - a pedofilia e os chatds da internet; e o segundo por voltar em grande estilo ao terror psicológico, onde volta a estar o futuro do cinema de terror, depois de mais uma fase saturada por centenas de slashers e jump movies banais.

Hard Candy é um filme que se faz a dois: Jeff Kohlver (Patrick Wilson), um fotógrafo de sucesso com idade para ter juízo, e Hayley (Ellen Page), uma petiz de catorze anos com uma maturidade muito superior ao que seria de esperar. Os dois conhecem-se na net e depois de um diálogo algo libidinoso numa sala de chat combinam um encontro no café. Do café até à casa de Jeff é um instantinho... e aqui as coisas começam a aquecer.

Um homem de trinta e tal anos que marca encontros com miúdas de catorze pela internet não engana ninguém. No entanto, a posição de ambos durante o filme é sempre ambígua. Pelo menos até à revelação final em formato de twist, em que finalmente tiramos todas as certezas. Porque David Slade diverte-se em nunca nos dar a verdade, deixando-nos na dúvida sobre quem é quem, há medida que o filme se desenrola.

É que o papel das personagens alteram-se drasticamente. A jovem Hayley rapidamente passa de presa a predadora, trocando a sua pele de Capuchinho Vermelho pela de Lobo Mau (num bonito significado simbólico, mas não exclusivamente original. Lembram-se de O Condenado?). Assim, durante a hora e meia de Hard Candy, a inocente Hayley vai judiar com Jeff numa tortura silenciosa e verdadeiramente perturbadora, que nos faz estar às tantas a torcer pelo pedófilo. Principalmente, porque nem sabemos se ele é mesmo um pedófilo...

Depois, há Ellen Page, uma miúda com uma desenvoltura acima de média, que num papel estilo costumava-ouvir-os-meus-pais-mas-os-conselhos-do-desconhecido-com-um-rebuçado-soavam-sempre-muito-melhores a colocam na posição seguinte da linha de Jodie Foster, Juliette Lewis e Natalie Portman - jovens adolescentes que se destacaram sobre-maneira em papéis de ninfetas arrebitadas.

O problema de Hard Candy é mesmo a sua realização. David Spade mantém o seu estilo MTV, com uma fixação abusiva pelos grandes planos. No entanto, após nos habituarmos e tal opção deixar de ser incomodativa, até temos espaço para apreciarmos um final tragicamente belo, em câmara lenta.

O final que se mantém aberto até à última e a tortura perturbadora ao longo filme faz com que Hard Candy seja o filme mais cruél, psicologicamente falando, da temporada. Nada que um Le Big Mac não comprove.

Posted by: dermot @ 4:54 da tarde
|  




segunda-feira, agosto 14, 2006  

FILMES A VER ANTES DE MORRER #4:

Título: Armageddon
Realizador: Michael Bay
Ano: 1998
Porquê:
- Porque é o maior saco de pipocas (leia-se blockbuster) de sempre, com as doses certas de explosões, romance terajerker e futilidades patróticas
- Porque tem Steve Buscemi numa personagem desvairada
- Porque tem Liv Tyler...
- Porque os Aerosmith tocam o tema principal do filme (mesmo que seja a pior música deles de todo o sempre)
- Porque Bruce Willis salva (literalmente) a humanidade
- Porque um grupo de astronautas vão destruir um asteróide ao espaço e levam consigo uma metralhadora
- Porque tem astronautas que conseguem fazer fogo no espaço



Posted by: dermot @ 6:29 da tarde
|  




domingo, agosto 13, 2006  

ROCK DE FOGO:

Título: Great Balls Of Fire!
Realizador: Jim McBride
Ano: 1989


Agora que atravessamos uma vaga de grande vitalidade dos bio-pics, vale a pena recordar aqueles menos conhecidos, mas nem por isso menos interessantes, sobre personalidades medos mediáticas, mas nem por isso menos importantes. E o escolhido é Rock De Fogo, o bio-pic de 1989 acerca de um dos maiores génios do rock'n'roll, o rei do piano boogie, Jerry "The Killer" Lee Lewis.

Jerry Lee Lewis foi a primeira estrela rock selvagem. Comparado com ele (e na devida proporção), os Sex Pistols são uns mariquinhas. Juntamente com outros nomes ímpares da história do rock'n'roll, como Elvis Presley (por falar nisso, para quando um bio-pic do Rei?) ou Johnny Cash, Jerry Lee Lewis ajudou a moldar a música anglo-saxónica contemporânea. No entanto, ao contrário dos outros dois que referi, o seu sucesso não se equiparou em mediatismo devido a uma série de problemas e a um mau feitio muito especial, deonde se destacava a sua faceta egocêntrica e orgulhosa.

Em 1989, Jim McBride fez aquilo que alguém tinha de fazer qualquer dia: passar para a tela a vida e obra de Jerry Lee Lewis que, curiosamente, continua ainda a encerrar alguns segredos e mitos urbanos, que Rock De Fogo acaba por não revelar, uma vez que é um filme tendencioso. Adaptado da biografia de Myra Lewis, a sua ex-mulher, presta-se a venerar os feitos de Lewis e a suavizar os seus problemas. No entanto, Rock De Fogo não deixa de ser um filme divertido e agradável de ser ver ao serão, principalmente para os amantes de música.

Jim McBride recria então os anos 50 de maneira bastante válida, entregando o papel principal a Dennis Quaid, um dos mais sobrevalorizados actores da actualidade, que tem um papel genial da pele de Jerry Lee Lewis, encarnando todos os seus maneirismos, especialmente nas actuações ao vivo. Quanto aos papéis secundários, o da sua jovem esposa foi para Winona Ryder, enquanto que o do seu irmão, o pregador Jimmy Swaggart, foi para Alec Baldwin. Enquanto que a primeira, então uma ainda desconhecida rapariga de 18 anos, consegue fazer de um papel de uma miúda de 13 anos a prova de que o seu futuro na sétima arte iria ser radioso, o segundo apenas consegue mostrar que o apelido Baldwin continua a fazer abrir muitas portas.

Rock De Fogo é, no entanto, um filme algo caricatural, com uma inesperada carga de humor mais acentuada do que seria de esperar (mas que acaba por resultar bem, curiosamente). A vida de Jerry Lee Lewis é contada de forma desiquilibrada, em que os seus feitos são levados aos píncaros, enquanto que o resto parece ser subvalorizado, tentando transformar o homem em mito de forma parcial. Começa por ser desconextualizado e termina de forma descabida, deixando o final em aberto e sem grandes projecções do que foi (e é) o futuro do artista - para não dizer que é um final falso, no que diz respeito à vida real. É que se formos ver os factos, são mais as coisas que faltam ao filme do que as que lá estão: a convivência em digressão com os outros mitos, Elvis, Cash ou Roy Orbinson, que vemos em Walk The Line, por exemplo; a droga e, especialmente, a bebida em excesso; e os problemas pessoais, como o divórcio ou os episódios com armas, em que alvejou o primo, ou o outro, barrado à porta de Graceland, porque disse ir alvejar Elvis.

Contudo, para os amantes de biopics e de música, Rock De Fogo é um excelente divertimento. As cenas das actuações são magistrais, principalmente graças à desenvoltura física de Dennis Quaid (genial a cena do "duelo musical" de Jerry Lee Lewis contra Chuck Berry, que termina com o primeiro a incendiar, literalmente, o seu piano), enquanto que as faixas sonoras, regravadas de propósito pelo próprio The Killer, são absolutamente poderosas.

Rock De Fogo, enquanto filme, não é mais do que um McChicken. Contudo, se você é um daqueles melómanos inveterados ou um apreciador inevitável de biopics, então Rock De Fogo é, sem dúvida, um McBacon.


Posted by: dermot @ 11:51 da tarde
|  




quinta-feira, agosto 10, 2006  

LÉON, O PROFISSIONAL:

Título: Léon
Realizador: Luc Besson
Ano: 1994


Antes de dedicar a maioria do seu tempo a produzir filmes da cartucha que não interessam nem ao Menino Jesus (alguém referiu Correio De Risco ou Taxi?), o francês Luc Besson assinou um par de filmes que lhe valeram o reconhecimento suficiente para se tornar num dos maiores oligarcas de Hollywood. A cereja no topo do bolo dessa sua curta filmografia foi Léon, O Profissional.

Talvez ainda obcecado/fascinado com o seu Nikita, Besson criou um rip-off do seu anterior filme, mas que em vez de Anne Parillaud, tinha Jean Reno. Reno é Léon, um italiano em Nova Iorque que mais parece um argelino daqueles que vai para a América para fabricar bombas ou planear a jihad (lembram-se der Munique?). Mas León é um assassino profissional. E é o melhor na sua área. Para além disso e do muito estilo (que estes filmes necessitam sempre em doses industriais para se tornarem cool), Léon tem ainda alguns tiques hedonistas que o transportam para um nível superior - o da galvanização do espectador: é viciado em leite, usa uns óculos-escuros que lembram John Lennon e tem uma fixação especial por uma planta.

Mas o aparente hit movie dá uma volta quando entra em cena uma pequena prodígio de 12 anos - Mathilde, uma Natalie Portman que fazia a sua estreia na sétima arte. Com a morte dos seus pais às mãos de um polícia corrupto, a pequena Mathilde é adoptada pelo mortífero Léon e ambos vão desenvolver uma estranha relação de cumplicidade - uma relação daquelas que só é criada por quem não tem mais nada a perder senão um ao outro. Mas mais do que a relação familiar que se poderia adivinhar, uma espécie de pai/filha, o que se vai assistir é uma relação de amor entre amantes.

É verdade que Besson filma estas relações como ninguém (é, quiçá, o único realizador que sabe usar as câmaras lentas como deve ser), mas a grande responsável pela relação dar certo é Natalie Portman (o que não é de admirar, basta atentarmos à sua carreira até há data). Numa espécie de Lolita, Portman consegue alternar a sua pose de menina frágil com a de amante promíscua, com tanto de erótico como de devassa.

Hit movie misturado de romance; Nikita meets Lolita. Eis algumas possíveis definições de Léon, O Profissional. Mas o filme vai ainda mais longe, alternando os silêncios e a relação dos protagonistas com a sua costela de filme de acção, onde Luc Besson também é realmente bom: action flick com estilo e um Jean Reno em grande forma, despachando pelotões de bandidos armados com apenas um cotonete e sem perder uma gota de sangue.

Léon, O Profissional é tão bom que até tem Björk na banda-sonora (é verdade que também termina com uma canção do Sting, mas eu quero esquecer isso). Confesso que já não via o filme há muitos anos e não em recordava de ser tão bom. Se já o tivesse revisto há mais tempo, certamente que já o andava a incluir nas minhas listas de melhores filmes de sempre. Ou seja, "melhores filmes de sempre" = Royale With Cheese.

nota - esta prosa opinativa corresponde à versão director's cut, a versão europeia que conta com mais 25 minutos do que a versão americana. E estes 25 minutos são, exclusivamente, cenas que constróiem a relação entre Reno e Portman. Ou seja, os americanos levaram com uma versão em que privilegiava sobretudo a actuação matadora de Reno. Típico...

Posted by: dermot @ 5:52 da tarde
|  




terça-feira, agosto 08, 2006  

HOMEM DEMOLIDOR:

Título: Demolition Man
Realizador: Marco Brambilla
Ano: 1993


Já não se fazem filmes de acção como antigamente, filmes em que havia um super-polícia e um super-bandido e onde tudo o resto era subjectivo. Agora, o que de mais parecido há são os filmes de super-heróis, mas que não são a mesma coisa, uma vez que estes outros heróis tinham uma certa mística - eram de carne e osso como nós. O último exemplar desses filmes deve ter sido, muito possivelmente, Homem Demolidor.

O meu instinto sádico faz-me gostar dos filmes em que algo corre mal ao bom da fita. E melhor do que acontecer logo no início do filme é se o herói matar acidentalmente três dezenas de inocentes. É exatamente isso que acontece a John Spartan (Sylvester Stallone), um super polícia de NY, conhecido como Polícia Demolidos, pelo seu carácter destrutivo na perseguição a Simon Phoenix (Wesley Snipes, que parece ter desaparecido do cinema desde que findaram os anos 90), o super-bandido que é, simultaneamente, o seu nemesis.

Spartan consegue mesmo prende-lo ainda no primeiro quarto de hora do filme, mas deixa morrer os trinta reféns de Phoenix. O preço a pagar é alto: quarenta anos de prisão. Ou melhor, de criogenia, um novo sistema prisional.

Homem Demolidor recomeça então após um salto de quarenta anos. Vive-se num daqueles futuros (aparentemente) perfeitos, onde tudo o que faz mal é proibido (tabaco, álcool, sexo, violência, café, picante...) e onde se dizem coisas tão ridículas quanto "saudações cordiais". Em suma, um género de distopia onde ninguém se diverte. É aqui que conhecemos Lenina Huxley (Sandra Bullock), uma polícia com um estranho fascínio pela brutalidade do século XX.

As conspirações. Sempre as conspirações. É uma delas que vai descongelar Simon Phoenix que vai espalhar o caos e a desordem num mundo perfeito. Desabituados de tanta violência, a polícia de San Angeles (fusão entre Los Angeles e San Antonio) só tem uma solução: descongelar John Spartan e coloca-lo no encalce de Phoenix, transportando toda a brutalidade do século XX para o século XXI.

Homem Demolidor é uma divertida sátira social (ou não fossem várias as referências a Admirável Mundo Novo) embrulhada num action flick poderoso, que revela curiosíssimos apontamentos: uma Biblioteca Presidencial Arnold Schwarzenegger, prevendo o futuro político de Arnie dez anos depois; ou a Pizza Hut como sobevivente absoluta da guerra dos franchises.

Homem Demolidor é assim um fantástico documento de bom(mau) cinema xunga, que ganha clara pendente positiva graças a: um vilão colorido com one liners divertidas e apetência pelas artes marciais (Jackie Chan, Van Damme e Steven Seagal haviam sido as primeiras escolhas para o papel); críticas mordazes à sociedade actual, ilustrada por uma espécie de anti-distopia; uma Sandra Bullock a cultivar o seu epíteto de namoradinha dos americanos; e sequências de acção demolidoras, com muitas explosões, mortos e prédios caídos. Neste caso, o veredito final deveria ser dado em pizzas, mas este antro chama-se Royale With Cheese. Por isso, cá vai: McChicken.

PS - No filme original, o restaurante que havia vencido a guerra de franchises (e, consequentemente, dominado o mundo da restauração) era o Taco Bello. No entanto, a pensar na realidade europeia, os produtores alteraram digitalmente o logotipo da Taco Bello para o da Pizza Hut e dobraram os diálogos. No entanto, a TVI conseguiu ainda baralhar mais a versão que transmitiu ontem à noite: apesar de ser a versão onde se via a Taco Bello, as legendas diziam claramente tratar-se da Pizza Hut. Yeah, right...

Posted by: dermot @ 11:15 da manhã
|  




segunda-feira, agosto 07, 2006  

FIM-DE-SEMANA ALUCINANTE:

Título: Deliverance
Realizador: John Boorman
Ano: 1972


Fim-De-Semana Alucinante poderia muito bem ser o título de um qualquer filme domingueiro, daqueles que passam na TVI, sobre um rapaz que descobre que tem um irmão gémeo rico e que vai substituí-lo durante um fim-de-semana louco, ou sobre um cão que joga hóquei no gelo e que vai participar no campeonato do mundo da especialidade no fim-de-semana seguinte. No entanto, este Fim-De-Semana Alucinante a que me refiro não tem nada a ver com esses; é antes um dos mais negros e perturbadores filmes da sétima arte.

Mas pelo início, Fim-De-Semana Alucinante até parece mesmo um desses tais filmes - um grupo de quatro homens de negócios da cidade - Lewis (Burt Reynolds), Ed (Jon Voight), Bobby (Ned Beatty) e Drew (Ronny Cox) - vão testar a sua viralidade e, durante um fim-se-semana, vão descer de canoa o rio Cahulawassee, que se prepara para desaparecer, alagado por uma super-barragem (ao género do Alqueva, mas em tamanho gigante). À primeira vista parece simples: quatro amigos a armarem-se em machos (com destaque para Lewis (o mítico Burt Reynolds), o (aparentemente) super-macho do grupo) em contacto directo com a natureza. No entanto, o que eles não estavam à espera é que o fim-de-semana se fosse tornar alucinante (repararam no trocadilho?).

Surge logo um mau presságio no início, quando os quatro amigos páram para se abastecerem num lugarejo pejado de rednecks, atacados por deformações genéticas resultantes de incestos. Neste lugar com semelhanças a Parada De Monstros acontece uma das cenas memoráveis deste filme - o duelo de banjos, cena mitificada pelo não menos mítico videojogo Monkey Island.

Mas Fim-De-Semana Alucinante começa realmente a acontecer quando os quatro amigos entram na água. O tom do filme escurece por absoluto e os quatro homens enverdam numa experiência que os vai alterar até ao fim do filme. Da forma como John Boorman filma a natureza à volta, até faz lembrar de certa forma o crescimento humano das personagens de Noivos Sangrentos. Ao contrário do que se poderia pensar, em Fim-De-Semana Alucinante o herói não é colectivo. Os quatro amigos fragmentam-se e muita da intriga dá-se nesses conflitos, interiores e exteriores, que até ao final, vai alterar a posição dos homens perante o grupo. Por isso é que anteriormente usei o "aparentemente", quando referi a personagem de Burt Reynolds, uma vez que esta vai quebrar e é Ed (Jon Voight), o membro (aparentemente) mais frágil do grupo, que se vai destacar.

A aventura dos quatro amigos, mais do que uma luta contra a natureza, é uma aventura contra o próprio local - a natureza e os seus habitantes em conjunto -, como que se aquele sítio se recusasse a perecer às mãos do progresso e de uma qualquer barragem. E após Fim-De-Semana Alucinante nunca mais os rednecks foram vistos da mesma forma. E se algum dia eu for ao sul dos Estados Unidos, vou fugir desses campónios a sete pés, mesmo sabendo que no cinema é tudo ficção. É que Ned Beatty sofre às mãos de um redneck desdentado a sodomização mais arrepiante do cinema.

Não se deixem enganar pelo título - Fim-De-Semana Alucinante não é nenhum filme domingueiro. É mais Tarantino meets Peckinpah, de certa forma. Ou por outras palavras, McRoyal Deluxe.

Posted by: dermot @ 9:57 da tarde
|  




domingo, agosto 06, 2006  

TRIOLOGIA EVIL DEAD:

A NOITE DOS MORTOS-VIVOS:


Título: The Evil Dead
Realizador: Sam Raimi
Ano: 1981


Antes de ser conhecido como o realizador dos Homens-Aranhas e antes de se tornar num dos realizadores mais úteis de Hollywood (que, juntamente com Peter Jackson, consegue reunir o consenso de dois grupos-alvo de público completamente distintos, o mais mainstream e o mais underground), Sam Raimi criou uma das maiores instituições do cinema fantástico - a Triologia Evil Dead.

Tudo começou em 1981, quando Sam Raimi e um grupo de amigos (entre eles o seu antigo colega de escola, Bruce Campbell), se reuniram com um baixo orçamento para filmarem um filme de terror, algures entre o zombie flick e o filme de possessão. O resultado foi A Noite Dos Mortos-Vivos (mais uma infeliz tradução para português), o filme que veio provar que não são os muitos milhões de dólares que fazem os bons filmes, mas sim a imaginação.

Quem não conhecer, A Noite Dos Mortos-Vivos pode parecer um banal slasher teen movie - um grupo de cinco adolescentes (todos um pouco mais do que amadores) vão passar férias a uma cabana isolada, no meio do nenhures, onde descobrem na cave o misterioro Livro Dos Mortos. A acompanha-lo estão umas cassetes antigas, que revelam estranhos segredos de forças ocultas.

Daí até a misteriosas possessões e um verdadeiro festim gore é um pequeno pulo. Mas A Noite Dos Mortos-Vivos é muito mais do que isso. E começando logo por Sam Raimi. É que o filme denota todos aqueles deliciosos sinais de uma primeira-obra, onde os realizadores arriscam tudo e mais alguma coisa, desejando de pôr em prática toneladas de ideias acumuladas ao longo dos anos. Mas curiosamente, os planos arriscados e agressivos de Sam Raimi resultam na perfeição, criando um exercício de estilo coerente e bastante interessante.

Outros dos trunfos de A Noite Dos Mortos-Vivos é o facto de nunca se levar a sério. Apesar das maravilhas que Sam Raimi faz com os efeitos-especiais de baixo orçamente, o realizador tem a perfeita noção das limitações e, muitas vezes, o filme acaba por se auto-parodiar (algo que iria ser esticado nos tomos seguintes da triologia). É o que se pode adjectivar da clássica cena em que a jovem Cheryl (Ellen Sandweiss) é violada por um bosque vivo - uma mistura explosiva entre humor e erotismo.

Depois, há ainda Bruce Campbell, cuja sua personagem Ash se confunde com a sua própria pessoa. Bruce Campbell, por muitos mais filmes que faça, será para sempre Ash. Contudo, em A Noite Dos Mortos-Vivos ainda era apenas um jovem adolescente queque, que no momento de esventrar a namorada com a serra-eléctrica se arrepende. No entanto, até ao final do filme, Ash vai iniciar a sua evolução no badass rei das one liners, que faria história no cinema.

A Noite Dos Mortos-Vivos é o primeiro e o mais equilibrado tomo da Triologia Evil Dead, responsável por um sem número de rip-offs que o cinema continua, ainda hoje, a gerar. Verdadeiro clássico do género, veio a influenciar gente como Peter Jackson (alguém falou de Morte Cerebral, por exemplo?) da mesma forma que Sam Raimi foi influenciado por gente como Tobe Hooper ou Wes Craven. Um grande McRoyal Deluxe.




A MORTE CHEGA DE MADRUGADA:

Título: Evil Dead 2
Realizador: Sam Raimi
Ano: 1987


Depois do sucesso estrondoso de A Noite Dos Mortos-Vivos, Sam Raimi não tinha outra alternativa do que chamar Bruce Campbell e realizar a sequela. Mas desta vez com mais dinheiro. O que não quer dizer nada, uma vez que A Morte Chega De Madrugada (mais uma imaginativa tradução para português) tem a dança de um cadáver feita em stop-motion mais cheesy de sempre.

Problemas com os direitos de autor criaram problemas a Sam Raimi em arranjar as imagens do primeiro filme. No entanto, o realizador não se fez rogado e aproveitou os primeiros dez minutos de A Morte Chega De Madrugada para re-filmar um resumo do que se tinha passado no tomo um, de forma a que este filme pudesse sobreviver isolado. Assim, dispensou os actores que não precisava e apenas com Bruce Campbell e Sarah Berry revisitou A Noite Dos Mortos-Vivos em versão condensada. Esta opção veio, no entanto, trazer muita confusão a várias cabeças, que passaram a interpretar este segundo volume da triologia como um remake. Não amiguinhos, o 2 do título não aparece lá apenas porque ficava bem...

Ash (Bruce Campbell, quem mais) está de volta, mais duro e irónico do que em A Noite Dos Mortos-Vivos. Sinal disso é que já não dispensa a moto-serra e até já debita algumas one-liners memoráveis. Ainda confinado na cabana isolada na montanha, Ash vai combater as forças do mal despertas pelo Livro Dos Mortos e tentar envia-las num buraco temporal.

Se em A Noite Dos Mortos-Vivos Sam Raimi já não se levava muito a sério, então em A Morte Chega De Madrugada o realizador esticou-se ao máximo. O humor camp é levado ao limite e o gore exagerado dez por cento. Aliás, não se viam jactos de sangue tão exagerados desde que Wes Craven afogou Johnny Depp num mar de sangue...

A realidade espacial do filme mantém-se limitada à cabana perdida no meio do nada, apesar do suspense e dos sustos terem sido basicamente trocados pelo aumento da matança do porco; contudo, Sam Raimi mantém o seu estilo inconfundível, com um je ne se quoi de experimental e de amador. Mas apesar de manter os planos arriscados e agressivos, Sam Raimi contém-se mais e opta na maior parte das vezes por opções convencionais.

Se A Noite Dos Mortos-Vivos fica marcado por uma cena de violação entre uma mulher e um bosque(!) (muito campy e muito erótico), A Morte Chega De Madrugada fica por sua vez marcado por um dos combates mano-a-mano mais famoso do cinema: o de Ash contra a sua própria mão(!). Aliás, Bruce Campbell está melhor do que nunca: expressivo, divertido e, deliciosamente transformado em saco de pancada.

A Morte Chega De Madrugada continua a ser um dos mais divertidos filmes para se ver com os amigos, com a namorada, com a família, ou com todos esses ao mesmo tempo. Ou até sozinho. E apesar de ser ligeiramente inferior ao primeiro (pelo menos é menos sério), continua a ser um McRoyal Deluxe. Groovy!




O EXÉRCITO DAS TREVAS

Título: Army Of Darkness
Realizador: Sam Raimi
Ano: 1992


Se a sequela de A Noite Dos Mortos-Vivos se tornou obrigatória graças ao sucesso estrondoso deste, a sequela de A Morte Chega De Madrugada era inevitável e apenas uma questão de tempo, devido ao seu final aberto. Assim, em 1992, O Exército Das Trevas completou a triologia e uma das instituiçõs de culto do cinema fantástico.

Ao contrário dos seus antecessores, O Exército Das Trevas abandona o género de terror para se tornar num filme de aventuras fantástico, na boa tradição de O Menino De Oiro ou As Aventuras De Jack Burton Nas Garras Do Mandarim (aliás, as influências de Carpenter são bem visíveis neste terceiro tomo).

O espírito camp dos anteriroes (especialmente de A Morte Chega De Madrugada) é, oficialmente, abandonado, em detrimento de um humor absurdo e non-sense, cada vez mais perto de Os Três Estarolas, insituição do humor físico e burlesco que Sam Raimi evoca constantemente durante a triologia. Também o estilo cinematográfico dos dois primeiros filmes é abandonado ao fim da primeira meia-hora de filme, sendo este por isto o mais incaracterístico da Triologia Evil Dead.

O Exército Das Trevas começa então onde acaba A Morte Chega De Madrugada: Ash (mítico Bruce Campbell, que acaba aqui a sua evolução em one-liner badass) é transportado no tempo até à Idade Média, com uma moto-serra numa mão e uma caçadeira de canos serrados na outra, onde vai ser tomado como o profeta que vem irradiar todo o Mal da face da Terra. No entanto, tal como em A Morte Chega De Madrugada, também O Exército Das Trevas inicia-se com uma recapitulação dos filmes anteriores que é refilmada de novo num resumo de dez minutos que, mais uma vez, não é cem por cento fiél ao que se passara. Pormenores, apenas...

Em O Exército Das Trevas já não há suspense, sustos e até gore; em O Exército Das Trevas há muita aventura, acção, muito humor e muitos, muitos esqueletos que se mexem em stop motion. Absurdo e non-sense são os reis e senhores do filme, que colocam Ash a lutar contra o seu irmão gémeo malvado, dezenas de Ash em miniatura, ou outras situações burlescas e hilariantes. Tudo isto embrulhado num pacote de action flick histórico, numa Idade Média de médio orçamento.

Mas não se pense que para se fazer um filme interessante basta colocar transportar personagem anacrónica para o passado e jogá-lo numa série de peripécias perigosas e engraçadas. Até porque Martin Lawrence já o tentou e o resultado foi lastimoso (viram O Cavaleiro Negro? então não o vejam). É preciso muita imaginação e muito, muito estilo. E se Sam Raimi tem carradas de imaginação, Bruce Campbell tem toneladas de estilo. E é em O Exército Das Trevas que Campbell debita algumas das suas one-liners mais famosas.

O Exército Das Trevas é o culminar de uma triologia do fantástico que foi evoluindo em demência até deixar, por completo, o cérebro fora do filme. E apesar de ser completamente diferente dos anteriores, este é também um McRoyal Deluxe. Hail to the king, baby!

Posted by: dermot @ 1:52 da tarde
|  




quarta-feira, agosto 02, 2006  

AMOR E VACAS:

Título: The Price Of Milk
Realizador: Harry Sinclair
Ano: 2000


É certo que o Fantasporto costuma ser uma montra para muito do lixo cinematográfico que se faz no campo do fantástico. No entanto, raramente os júris do festival portuense se equivocam e ser premiado no Fantasporto é já um selo de qualidade. O neo-zelandês Amor E Vacas foi um dos vencedores do ano de 2001 e, posso já adiantar, não foi a excepção que confirma a regra.

Amor E Vacas é um filme romanticamente pateta, uma espécie de versão surreal do romance de Johnny Depp em Benny E Joon. Aqui, o amor faz-se entre Lucinda (Danielle Cormack) e Rob (Karl Urban), que vivem na bucólica Nova Zelândia rural, fiéis à máxima um amor e uma cabana - vivem numa casa precária com papéis de paredes ridiculamente lindos, onde as paredes caem literalmente durante a noite, subsistindo das vacas de Rob, apenas acompanhados por Nigel, um cão com agorafobia(!) que vive dentro duma caixa.

A relação entre Lucinda e Rob é extremamente romântica, à boa maneira de dois espíritos livres como eles. Contudo, a primeira começa a preocupar-se com um possível relaxamento da chama entre ambos, quando é pedida em casamento. Assim, resolve irritar o amante, de forma a espicaçar as coisas. No entanto, vai passar das marcas e colocar em jogo o seu amor...

É impossível adiantar muito de Amor E Vacas sem revelar spoilers importantes. Posso no entanto acrescentar alguns pormenores surreais de forma salteada, que fazem deste romântico e colorido filme uma espécie de objecto-estranho-não-identificado: uma velha com ares de oráculo que costuma ser atropelada e que rouba edredãos durante a noite; os seus quinze filhos aborígenes que jogam golfe sem bolas; ou uma curva traiçoeira, onde os automobilistas costumam capotar de forma tão corriqueira como quem troca de camisa.

É certo que Amor E Vacas é um romance belíssimo, tão pateta quanto a paixão recente. Sabem quando estamos apaixonados de fresco, andamos com aquele sorriso parvo estampado na cara e tudo na vida nos parece belo? É assim Amor E Vacas. Talvez seja por isto que deva também muito ao psicadelismo e ao surrealismo. O realizador Harry Sinclair chegou mesmo a definir Amor E Vacas como uma droga para drogados sem dinheiro para comprar mais droga.

Amor E Vacas era o resultado de Alice No País Das Maravilhas se a Alice se apaixonasse pelo Coelho Branco. Esta definição não vos faz muito mais querer ver o filme do que o McRoyal Deluxe que vou dar agora?

Posted by: dermot @ 4:40 da tarde
|  





COTAÇÃO:
10 - Royale With Cheese
9 - Le Big Mac
8 - McRoyal Deluxe
7 - McBacon
6 - McChicken
5 - Double Cheeseburger
4 - Cheeseburger
3 - Caixinha de 500 paus (Happy Meal)
2 - Hamburga de Choco
1 - Pão com Manteiga

TAKE:
Take - cinema magazine | take.com.pt


ARE YOU TALKING TO ME:
DUELO AO SOL
CLARENCE HAD A LITTLE LAMB
GONN1000
BITAITES
ANTESTREIA
CINEBLOG
CINEMA NOTEBOOK
CONTRA CAMPO
ZONA NEGRA
O MELHOR BLOG DO UNIVERSO
A CAUSA DAS COISAS
O MEU PIU PIU
AMARCORD
LAURO ANTÓNIO APRESENTA
SARICES ARTÍSTICAS
A RAZÃO TEM SEMPRE CLIENTE
MIL E UM FILMES
AS IMAGENS PRIMEIRO
A DUPLA PERSONALIDADE
TRASH CINEMA TRASH
SUNSET BOULEVARD
CINEMA XUNGA


ARE YOU TALKIN' TO ME?
cinephilus@mail.pt


CRÍTICAS:
- A Armadilha
- A Arte De Pensar Negativamente
- A Árvore Da Vida
- A Balada de Jack And Rose
- A Bela E O Paparazzo
- A Boda
- À Boleia Pela Galáxia
- A Cabana Do Medo
- A Cela
- A Canção De Lisboa
- A Cara Que Mereces
- A Casa Dos 1000 Cadáveres
- A Casa Maldita
- A Cidade Dos Malditos
- A Ciência Dos Sonhos
- A Comunidade
- A Cor Do Dinheiro
- A Costa Dos Murmúrios
- A Criança
- A Dália Negra
- A Dama De Honor
- A Descida
- A Duquesa
- À Dúzia É Mais Barato
- A Encruzilhada
- A Estrada
- A Estranha Em Mim
- A Frieza Da Luz
- A Fúria Do Dragão
- A História De Uma Abelha
- A Honra Da Família
- A Janela (Maryalva Mix)
- A Lagoa Azul
- A Lenda Da Floresta
- A Liga Dos Cavalheiros Extraordinários
- A Lista De Schindler
- A Lojinha Dos Horrores
- A Mais Louca Odisseia No Espaço
- A Maldição Da Flor Dourada
- A Mansão
- A Maravilhosa Aventura De Charlie
- A Marcha Dos Pinguins
- A Máscara
- A Máscara De Cristal
- A Menina Jagoda No Supermercado
- A Minha Bela Lavandaria
- A Minha Vida Sem Mim
- A Morte Do Senhor Lazarescu
- A Mosca
- A Mulher Do Astronauta
- A Mulher Que Viveu Duas Vezes
- A Múmia
- A Noiva Cadáver
- A Noiva Estava De Luto
- A Origem
- A Outra Margem
- A Paixão De Cristo
- A Pele Onde Eu Vivo
- A Pequena Loja Dos Horrores
- A Prairie Home Companion - Bastidores Da Rádio
- A Presa
- À Procura Da Terra Do Nunca
- A Promessa
- À Prova De Morte
- A Rainha
- A Rai­nha Africana
- A Raiz Do Medo
- A Rapariga Santa
- A Rede Social
- A Religiosa Portuguesa
- A Ressaca
- A Residencial Espanhola
- A Sangue Frio
- A Secretária
- A Semente Do Diabo
- A Senhora Da Água
- A Severa
- A Sombra Do Caçador
- A Sombra Do Samurai
- A Tempestade No Meu Coração
- A Tempo E Horas
- A Torre Do Inferno
- A Turma
- A Última Famel
- A Última Tentação De Cristo
- A Valsa Com Bashir
- A Verdadeira História De Jack, O Estripador
- A Viagem De Chihiro
- A Viagem De Iszka
- A Vida De Brian
- A Vida É Um Jogo
- A Vida É Um Milagre
- A Vida Em Directo
- A Vida Secreta Das Palavras
- A Vila
- A Vítima Do Medo
- A Vizinha Do Lado
- A Volta Ao Mundo Em 80 Dias
- Aberto Até De Madrugada
- Abraços Desfeitos
- Acção Total
- Aconteceu No Oeste
- Across The Universe
- Actividade Paranormal
- Acusado
- Adam Renascido
- Admitido
- Adriana
- Aelita
- Ágora
- Água Aos Elefantes
- Air Guitar Nation
- Albert, O Gordo
- Aldeia Da Roupa Branca
- Alice
- Alice In Acidland
- Alice No País Das Maravilhas
- Alien - O Oitavo Passageiro
- Aliens - O Reencontro Final
- Alien - A Desforra
- Alien - O Regresso
- Alien Vs. Predador
- Alien Autopsy
- Alma Em Paz
- Almoço De 15 De Agosto
- Alphaville
- Alta Fidelidade
- Alta Golpada
- Alta Tensão
- Alucinação
- Amália
- Amarcord
- American Movie
- American Splendor
- Amor À Queima-Roupa
- Amor De Verão
- Amor E Corridas
- Amor E Vacas
- Amor Em Las Vegas
- Amor Ou Consequência
- And Soon The Darkness
- Angel-A
- Animal
- Annie Hall
- Anónimo
- Antes Do Anoitecer
- Antes Que O Diabo Saiba Que Morreste
- Anticristo
- Anvil! The True Story of Anvil
- Anytinhig Else - A Vida E Tudo Mais
- Appaloosa
- Apocalypto
- Aquele Querido Mês De Agosto
- Aracnofobia
- Aragami
- Arizona Dream
- Armin
- Arséne Lupin - O Ladrão Sedutor
- As Asas Do Desejo
- As Aventuras De Jack Burton Nas Garras Do Mandarim
- As Aventuras De Tintim - O Segredo Do Licorne
- As Aventuras Do Príncipe Achmed
- As Bandeiras Dos Nossos Pais
- As Bonecas Russas
- As Canções De Amor
- As Crónicas De Narnia - O Leão, A Feiticeira E O Guarda-Roupa
- As Diabólicas
- As Ervas Daninhas
- As Invasões Bárbaras
- As Lágrimas Do Tigre Negro
- As Leis Da Atracção
- As Noites Loucas Do Dr. Jerryll
- As Penas Do Desejo
- As Tartarugas Também Voam
- As Vidas Dos Outros
- Aberto Até De Madrugada
- Assalto À Esquadra 13 (1976)
- Assalto À Esquadra 13 (2005)
- Assalto Ao Santa Maria
- Assassinos Natos
- Ata-me
- Até Ao Inferno
- Até Ao Limite Do Terror
- Atraídos Pelo Crime
- Através Da Noite
- Attack Of The 50 Foot Woman
- Aurora
- Austrália
- Autocarro 174
- Avatar
- Aviva, Meu Amor
- Aztec Rex
- Azul Metálico

- Babel
- Backbeat, Geração Inquieta
- Balas E Bolinhos - O Regresso
- Balbúrdia No Oeste
- Bando À Parte
- Baraka
- Barbarella
- Barreira Invisí­vel
- Batman
- Batman Regressa
- Batman - O Início
- Be Cool
- Beijing Bastards
- Belleville Rendez-Vouz
- Bem-vindo À Zombieland
- Bem-vindo Ao Norte
- Berlin 36
- Birth - O Mistério
- Biutiful
- Black Sheep
- Black Snake Moan - A Redenção
- Blade Runner - Perigo Iminente
- Blueberry
- Boa Noite E Boa Sorte
- Bobby Darin - O Amor É Eterno
- Body Rice
- Bombom
- Bom Dia Noite
- Bom Dia Vietnam
- Bonnie E Clyde
- Boogie Nights
- Borat
- Brasil - O Outro Lado Do Sonho
- Breakfast On Pluto
- Brincadeiras Perigosas (2007)
- Brisa De Mudança
- Bronson
- Bruce, O Todo-poderoso
- Bruiser - O Rosto Da Vingança
- Bruno
- Buffalo 66
- Bubba Ho-Tep
- Bullit
- Bunker Palace Hotel
- Buried
- Busca Implacável
- Bz, Viagem Alucinante

- Cadillac Records
- Cães Danados
- Cães De Palha
- Café E Cigarros
- Call Girl
- Camino
- Capitão Alatriste
- Capitão América - O Primeiro Vingador
- Capote
- Carrie
- Cartas Ao Padre Jacob
- Cartas De Iwo Jima
- Casa De Loucos
- Casablanca
- Casino Royale
- Catwoman
- Cavalo De Guerra
- Cemitério Vivo
- Censurado
- Centurion
- Charlie E A Fábrica De Chocolate
- Che - Guerrilha
- Che - O Argentino
- Chemical Wedding
- Chéri
- Chinatown
- Chocolate
- Choke - Asfixia
- Chovem Almôndegas
- Christine - O Carro Assassino
- Cidade Fria
- Cinco Dias, Cinco Noites
- Cinema Paraíso
- Cinerama
- Cisne Negro
- Clube De Combate
- Coco Avant Chanel
- Coisa Ruim
- Cold Mountain
- Cold Weather
- Colete De Forças
- Colisão
- Com Outra? Nem Morta!
- Comboios Rigorosamente Vigiados
- Comer Orar Amar
- Complexo - Universo Paralelo
- Conan, O Bárbaro
- Contrato
- Control
- Controle
- Coração De Cavaleiro
- Coração De Gelo
- Coração Selvagem
- Corações De Aço
- Coragem De Mãe: Confrontando O Autismo
- Corre Lola Corre
- Correio De Risco
- Correio De Risco 3
- Corrida Contra O Futuro
- Corrupção
- Cozinhando A História
- Crank - Veneno No Sangue
- Crank - Alta Voltagem
- Cremaster
- Crime Ferpeito
- Crippled Masters
- Cristóvão Colombo - O Enigma
- Crónica Dos Bons Malandros
- Crueldade Intolerável
- Cubo
- Culture Boy
- Cypher
- Cyrano de Bergerac (1950)

- Daisy Town
- Dallas
- Danny The Dog - Força Destruidora
- Daqui P'ra Frente
- Dark City - Cidade Misteriosa
- De Cabeça Para Baixo
- De Homem Para Homem
- De Olhos Abertos
- De Olhos Bem Fechados
- De Sepultura Em Sepultura
- De Tanto Bater O Meu Coração Parou
- De-Lovely
- Delhi Belly
- Dead Snow
- Death Race 2000
- Deixa-me Entrar
- Delicatessen
- Demolidor - O Homem Sem Medo
- Dentro Da Garganta Funda
- Depois Do Casamento
- Destruir Depois De Ler
- Diamante De Sangue
- Diário Dos Mortos
- Diários De Che Guevara
- Dias De Futebol
- Dick E Jane - Ladrões Sem Jeito
- Dictado
- Die Hard 4.0 - Viver Ou Morrer
- Die You Zombie Bastards!
- Dogma
- Domino
- Don Juan DeMarco
- Donnie Brasco
- Doom - Sobrevivência
- Doomsday - Juízo Final
- Dorian Gray
- Dot.Com
- Dr. Estranhoamor
- Drácula 2001
- Drácula De Bram Stoker
- Drive - Risco Duplo
- Dreamgirls
- Duas Mulheres

- É Na Terra Não É Na Lua
- Easy A
- Easy Rider
- Eduardo Mãos De Tesoura
- Efeito Borboleta
- El Mariachi
- El Topo
- Ela Odeia-me
- Eles
- Eles Vivem
- Elvis
- Em Bruges
- Em Busca Da Felicidade
- Em Carne Viva
- Em Liberdade
- Em Nome De Caim
- Em Nome De Deus
- Em Paris
- Em Privado
- Embargo
- Encarnação Do Demónio
- Encontros Em Nova Iorque
- Encrenca Dupla
- Encurralada
- Ensaio Sobre A Cegueira
- Enterrado Na Areia
- Entre Os Dedos
- Entrevista
- Equilibrium
- Era Uma Vez No México
- Eraserhead - No Céu Tudo É Perfeito
- Escola De Criminosos
- Escolha Mortal
- Esporas De Aço
- Estado De Guerra
- Estamos Vivos
- Este É O Meu Lugar
- Este País Não É Para Velhos
- Estômago
- Estrada Perdida
- Estranhos
- Estrellita
- Eu Amo-te Phillip Morris
- Eu, Peter Sellers
- Eu Sou A Lenda
- Eu Sou Evadido
- Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos
- Everything Must Go
- Evil Dead - A Noite Dos Mortos-Vivos
- Evil Dead 2 - A Morte Chega De Madrugada
- Evil Dead 3 - O Exército Das Trevas
- Ex-Drummer
- Exterminador Implacável 1
- Exterminador Implacável 2 - O Dia Do Julgamento Final
- Exterminador Implacável 3 - Ascensão Das Máquinas
- Exterminador Implacável 4 - A Salvação

- Factory Girl - Quando Edie Conheceu Warhol
- Factotum
- Fados
- Fahrenheit 9/11
- Falso Alarme
- Fando E Lis
- Fantasmas De Marte
- Fargo
- Faster, Pussycat! Kill! Kill!
- Fausto 5.0
- Favores Em Cadeia
- Felicidade
- Feliz Natal
- Férias No Harém
- Festival Rocky De Terror
- Ficheiros Secretos: Quero Acreditar
- Fim De Ano Em Split
- Fim-De-Semana Alucinante
- Final Cut - A Última Memória
- Fish Tank
- Florbela
- Flores Partidas
- Fome
- Footloose - A Música Está Do Teu Lado
- Força Delta
- Forrest Gump
- Freddy Vs. Jason
- Frenético
- Frida
- Frost/Nixon
- Fruto Proibido
- Fuga De Los Angeles
- Fuga Para A Vitória
- Fur - Um Retrato Imaginário De Diane Arbus
- Fúria Cega
- Fúria De Viver
- Fúria Silenciosa

- Gabrielle
- Gainsbourg - Vida Heróica
- Gang Dos Tubarões
- Gangs de Nova Iorque
- Garden State
- Génova
- GI Joe - O Ataque Dos Cobra
- Godzilla
- Goodbye Lenine!
- Gosford Park
- Gothika
- Gran Torino
- Grande Mundo Do Som
- Gremlins
- Grizzly Man
- Gru - O Maldisposto
- Guerra Dos Mundos (2005)
- Guerra Dos Mundos (1953)

- Há Lodo No Cais
- Hairspray
- Half Nelson - Encurralados
- Hard Candy
- Harley Davidson E O Cowboy Do Asfalto
- Harold E Maude
- Harry Brown
- Haverá Sangue
- Hawai Azul
- He-Man - Mestres Do Universo
- Head On - A Esposa Turca
- Heartbreak Hotel
- Hell Ride
- Hellboy
- Hellboy 2: O Exército Dourado
- Helter Skelter - O Caso De Sharon Tate
- Henry E June
- Hereafter - Outra Vida
- Hiena
- História De Duas Irmãs
- História De Um Fotógrafo
- Hobo With A Shotgunbr> - Hollywood Ending
- Homem Aranha
- Homem Aranha 2
- Homem Aranha 3
- Homem De Ferro
- Homem Demolidor
- Homem Em Fúria
- Homens De Negro
- Homens De Negro 2
- Homens Que Matam Cabras Só Com O Olhar
- Hostel
- Hostel 2
- Hot Fuzz - Esquadrão De Província
- Howl - Grito
- Hugo

- I Am Sam - A Força Do Amor
- I Spit On Your Grave
- I'll See You In My Dreams
- Iluminados Pelo Fogo
- I'm Still Here
- I Wanna Hold Your Hand
- Imitação Da Vida
- Imortal
- In Search Of A Midnight Kiss
- Indiana Jones E O Reino Da Caveira De Cristal
- Indomável
- Infiltrado
- Inimigos Públicos
- INLAND EMPIRE
- Inquietos
- Insidioso
- Insónia
- Intervenção Divina
- Intriga Internacional
- Invictus
- Irmão, Onde Estás?
- It
- It Might Get Loud
- Italian Spiderman

- Jack Ketchum's The Girl Next Door
- Jackass 2
- Jackass 3D
- Jackie Brown
- Jacuzzi - O Desastre Do Tempo
- James Bond - Agente Secreto
- James Bond - Casino Royale
- James Bond - Quantum Of Solace
- Janela Indiscreta (1954)
- Janela Indiscreta (1998)
- Janela Secreta
- JCVD
- Joga Como Beckham
- John Rambo
- Jonestown - The Life And Death Of Peoples Temple
- Jovens Rebeldes - A Verdadeira História
- Julgamento
- Julie E Julia
- Juno
- Juventude Em Marcha
- Juventude Tardia

- Kalifórnia
- Kandahar
- Karate Kid
- Katyn
- Kenny
- Kick Ass - O Novo Super-herói
- Kids - Miúdos
- Kill Bill vol.2
- King Kong (2005)
- Kiss Kiss Bang Bang
- Kiss Me
- Klimt
- Kopps
- Kung-Fu-Zão
- Kung Pow - Punhos Loucos

- La Jetée
- La Vie En Rose
- Ladrões
- Lady Snowblood
- Laranja Mecânica
- Last Days - Os Últimos Dias
- Lavado Em Lágrimas
- Lemmy
- Léon, O Profissional
- Lichter
- Lindas Encrencas As Garotas
- Lobos
- Longe Da Terra Queimada
- Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho
- Lua De Mel, Lua De Fel
- Lucifer Rising
- Lucky Luke
- Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar

- M - Matou!
- Má Educação
- Machete
- Madrigal
- Maldito United
- Mamma Mia
- Manhattan
- Manô
- Mamonas Pra Sempre
- Mar Adentro
- Maria E As Outras
- Marie Antoinette
- Marjoe
- Marte Ataca!
- Matança De Natal
- Match Point
- Matou A Família E Foi Ao Cinem
- McQuade, O Lobo Solitário
- Meia-Noite Em Paris
- Meio Metro De Pedra
- Melancolia
- Melinda E Melinda
- Menina
- Mephisto
- Metrópolis
- Meu Nome É Bruce
- Miami Vice
- Milhões
- Milk
- Millenium 1. Os Homens Que Odeiam As Mulheres
- Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos
- Minha Mãe
- Minha Terra
- Misery - Capí­tulo Final
- Missão A Marte
- Missão Impossí­vel 3
- Missão Impossível - Missão Fantasma
- Missão Solar
- Mistérios De Lisboa
- Momentos Agradáveis
- Moneyball - Jogada De Risco
- Monsters - Zona Interdita
- Monstro
- Monty Phyton E O Cálice Sagradi
- Morte Cerebral
- Morte De Um Presidente
- Movimentos Perpétuos
- Mr. E Mrs. Smith
- Mrs. Henderson Presents
- Muito Bem, Obrigado
- Mulholland Drive
- Mundo Fantasma
- Mundos Separados
- Munique
- Murderball - Espírito De Combate
- Murish
- Mutilados
- Mysterious Skin

- Na Cama
- Nacho Libre
- Não Estou Aí
- Napoleon Dynamite
- Nas Costas Do Diabo
- Nas Nuvens
- Needle
- Nico: À Margem Da Lei
- Ninguém Sabe
- Nixon
- No Limite Do Amor
- No Vale De Elah
- Noite De Agosto
- Noite Escura
- Noivos Sangrentos
- Nome De Código: Cloverfield
- Northfork
- Nosferatu, O Vampiro
- Nothing
- Nova Iorque 1997
- Nove Raínhas
- Nunca Digas Sim

- O Acontecimento
- O Agente Da Broadway
- O Lugar Do Morto
- O Americano
- O Amor Acontece
- O Anjo Exterminador
- O Anti-Pai Natal
- O Artista
- O Assassínio De Jesse James Pelo Cobarde Robert Ford
- O Assassí­nio De Richard Nixon
- O Batedor
- O Bom Alemão
- O Bom, O Mau E O Vilão
- O Cabo Do Medo
- O Caminho De São Diego
- O Cão, O General E Os Pássaros
- O Capacete Dourado
- O Castelo Andante
- O Castor
- O Cavaleiro Das Trevas
- O China
- O Cobrador
- O Código Da Vinci
- O Comboio Dos Mortos
- O Comboio Mistério
- O Condenado
- O Couraçado Potemkin
- O Cowboy Da Meia-Noite
- O Crepúsculo Dos Deuses
- O Dedo De Deus
- O Delator!
- O Demónio
- O Despertar Da Besta
- O Despertar Da Mente
- O Deus Da Carnificina
- O Deus Elefante
- O Dia Em Que A Terra Parou (1951)
- O Dia Em Que A Terra Parou (2008)
- O Dia Da Besta
- O Discurso Do Rei
- O Enigma Do Espaço
- O Estranho Caso De Benjamin Button
- O Estranho Mundo De Jack
- O Evangelho Segundo São Mateus
- O Exorcista
- O Fatalista
- O Feiticeiro De Oz
- O Feitiço Do Tempo
- O Fiél Jardineiro
- O Gabinete Das Figuras De Cera
- O Gabinete Do Dr. Caligari
- O Gato Das Botas
- O Génio Do Mal (1976)
- O Grande Peixe
- O Grande Ditador
- O Guerreiro
- O Homem Duplo
- O Homem Que Copiava
- O Homem Que Sabia Demasiado
- O Homem Que Veio Do Futuro
- O Idealista
- O Jogo
- O Júri
- O Imperador Da Califórnia
- O Inquilino
- O Justiceiro Da Noite
- O Labirinto Do Fauno
- O Laço Branco
- O Lado Selvagem
- O Lago Perfeito
- O Leopardo
- O Livro Negro
- O Lobo Do Mar
- O Macaco De Ferro
- O Maquinista
- O Marinheiro De Água Doce
- O Menino De Ouro
- O Meu Tio
- O Milagre De Berna
- O Milagre Segundo Salomé
- O Mistério Galindez
- O Monstro Da Lagoa Negra
- O Mundo A Seus Pés
- O Nevoeiro (1980)
- O Ofício De Matar
- O Olho
- O Orfanato
- O Paciente Inglês
- O Padrinho - Parte I
- O Padrinho - Parte II
- O Padrinho - Parte III
- O Panda Do Kung Fu
- O Panda Do Kung Fu 2
- O Pesadelo De Darwin
- O Pistoleiro Do Diabo
- O Planeta Selvagem
- O Pó Dos Tempos
- O Portador Da Espada
- O Presidiário
- O Prisioneiro Do Rock
- O Protegido
- O Próximo A Abater
- O Quinto Elemento
- O Quinto Império
- O Regresso
- O Rei Dos Gazeteiros
- O Reino Proibido
- O Ritual
- O Ritual Dos Sádicos
- O Sabor Do Amor
- O Sargento Da Força Um
- O Segredo A Brokeback Mountain
- O Segredo De Um Cuscuz
- O Segredo Dos Punhais Voadores
- O Selvagem
- O Sentido Da Vida
- O Sétimo Selo
- O Sítio Das Coisas Selvagens
- O Sonho Comanda A Vida
- O Sonho De Cassandra
- O Sorriso De Mona Lisa
- O Tempo Do Lobo
- O Tesouro Da Sierra Madre
- O Tigre E A Neve
- O Tio Boonmee Que Se Lembra Das Suas Vidas Anteriores
- O Triunfo Da Vontade
- O Turista
- O Último Airbender
- O Último Grande Herói
- O Último Rei Da Escócia
- O Último Tango Em Paris
- O Último Voo Do Flamingo
- O Vingador Tóxico
- O Wrestler
- Ocean's Eleven - Façam As Vossas Apostas
- Odete
- Oldboy - Velho Amigo
- Olho Mágico
- Oliver Twist
- Ônibus 174
- Orca
- Órfã
- Os Amantes Regulares
- Os Amigos De Alex
- Os Bons E Os Maus
- Os Caça-Fantasmas
- Os Cavaleiros Do Asfalto
- Os Chapéus De Chuva De Cherburgo
- Os Cinco Venenos
- Os Clãs Da Intriga
- Os Condenados De Shawshank
- Os Descendentes
- Os Edukadores
- Os Famosos E Os Duendes Da Morte
- Os Filhos Do Homem
- Os Friedmans
- Os Guardiões Da Noite
- Os Homens Preferem As Loiras
- Os Imortais
- Os Inadaptados
- Os Índios Apache
- Os Invisíveis
- Os Irmãos Grimm
- Os Limites Do Controlo
- Os Marginais
- Os Mercenários
- Os Miúdos Estão Bem
- Os Novos Dez Mandamentos
- Os Olhos Da Serpente
- Os Olhos Sem Rosto
- Os Onze De Oceano
- Os Optimistas
- Os Pássaros
- Os Produtores (2005)
- Os Psico-Detectives
- Os Rapazes Da Noite
- Os Rapazes Não Choram
- Os Renegados Do Diabo
- Os Rutles - All You Need Is Cash
- Os Selvagens Da Noite
- Os Simpsons - O Filme
- Os Sonhadores
- Os Sorrisos Do Destino
- Os Super-Heróis
- Os Supeitos Do Costume
- Os Três Enterros De Um Homem
-Os Visistantes Da Idade Média
- Os 300 Espartanos

- Pagafantas
- Palpitações
- Papillon
- Para Onde O Vento Sopra
- Parada De Monstros
- Paraíso, Inferno... Terra
- Paranoid Park
- Paris Je T'Aime
- Party Monster
- Pecados Íntimos
- Pele
- Pequenas Mentiras Entre Amigos
- Performance
- Perigo Na Noite
- Perto Demais
- Pesadelo Em Elm Street
- Pink Floyd The Wall
- Piranha 3D
- Piratas Das Caraíbas - O Mistério do Pérola Negra
- Piratas Das Caraí­bas - O Cofre Do Homem Morto
- Piratas Das Caraíbas - Nos Confins Do Mundo
- Planeta Dos Macacos
- Planeta Dos Macacos: A Origem
- Planeta Terror
- Plano 9 Dos Vampiros Zombies
- Polaróides Urbanas
- Polí­cia Sem Lei (1992)
- Polícia Sem Lei (2009)
- Poltergeist, O Fenómeno
- Ponto De Mira
- Por Favor Rebobine
- Por Favor Não Me Morda O Pescoço
- Porcos & Selvagens
- Posto Fronteiriço
- Precious
- Predadores
- Presente De Morte
- Preto E Branco
- Primer
- Príncipe Da Pérsia - As Areias Do Tempo
- Procurado
- Profissão: Repórter
- Promessas Proibidas
- Proposta Indecente
- Proteger
- Psico
- Psicopata Americano
- Pulp Fiction
- Pulsação Zero
- Punch-Drunk Love - Embriagado De Amor
- Purana Mandir
- Purple Rain

- Quando Viste O Teu Pai Pela Última Vez
- Quarentena
- Quarteto Fantástico (1994)
- Quarteto Fantástico (2005)
- Quase Famosos
- Quatro Noites Com Anna
- Que Lugar Maravilhoso
- Que Se Mueran Los Feos
- Queijo E Marmelada
- Quem Quer Ser Bilionário
- Querida Famí­lia
- Querida Wendy

- R
- Rapariga Com Brinco De Pérola
- Rare Exports
- Ratatui
- Ratos Assassinos
- Ray
- [Rec]
- [REC]2
- Red Eye
- Relatório Kinsey
- Relatório Minoritário
- Religulous - Que O Céu Nos Ajude
- Relíquia Macabra
- Renascimento
- Resident Evil: Apocalypse
- Rio
- Rio Bravo
- Rock De Fogo
- Rock, Rock, Rock
- Rocknrolla - A Quadrilha
- Rocky Balboa
- Roger E Eu
- Roma
- Romance E Cigarros
- Roxanne
- RRRrrrr!!!
- Rubber - Pneu
- Ruídos Do Além
- Ruivas, Loiras E Morenas
- Rumo À Liberdade
- Ruptura Explosiva

- Sacanas Sem Lei
- Sala De Pânico
- Salazar - A Vida Privada
- Salto Mortal
- Samsara
- Sangue Do Meu Sangue
- Sangue Por Sangue
- Santa Sangre
- Sapatos Pretos
- Save The Green Planet!
- Saw - Enigma Mortal
- Saw II - A Experiência Do Medo
- Saw 3D - O Capítulo Final
- Scoop
- Scott Pilgrim Contra O Mundo
- Seconds Apart
- Seis Indomáveis Patifes
- Sem Ela
- Sem Limites
- Sem Rumo
- Sem Tempo
- Semi-Pro
- Ser E Ter
- Sereia
- Serpentes A Bordo
- Sete Anos No Tibete
- Sete Vidas
- Sexo E A Cidade
- Sgt. Pepper's Lonely Heart Club Band
- Shaolin Daredevils
- Shaolin Soccer - O Ás Da Bola
- Shaolin Vs. Evil Dead
- Shattered Glass - Verdade Ou Mentira
- Sherlock Holmes
- Sherlock Holmes - Jogo De Sombras
- Shining
- Shoot 'Em Up - Atirar A Matar
- Shortbus
- Shrek 2
- Shrek O Terceiro
- Shrek Para Sempre
- Sicko
- Sid And Nancy
- Sideways
- Simpatyhy For Mr. Vengeance
- Sin City - Cidade Do Pecado
- Sinais
- Sinais De Fogo
- Sinais Do Futuro
- Sinais Vermelhos
- Singularidades De Uma Rapariga Loira
- Sky Captain E O Mundo De Amanhã
- Slither - Os Invasores
- Soldados Da Fortuna
- Soldados Do Universo
- Sombras Da Escuridão
- Somewhere - Algures
- Sonho De Uma Noite De Inverno
- Sonny
- Sophie Scholl - Os Últimos Dias
- Soro Maléfico
- Sorte Nula
- Soul Kitchen
- Spartacus
- Spartan - O Rapto
- Splice
- Stacy - Attack Of The Schoolgirl Zombies
- Star Wars - A Ameaça Fantasma
- Star Wars - A Vingança Dos Sith
- Star Wars - O Ataque Dos Clones
- Stardust - O Mistério Da Estrela Cadente
- Stone - Ninguém É Inocente
- Stoned, Anos Loucos
- Submarino
- Super
- Super Baldas
- Super-Homem
- Super-Homem: O Regresso
- Super 8
- Superstar
- Suspeita
- Suspiria
- Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro De Fleet Street
- Swimming Pool
- Sword Of Vengeance
- Sympathy For The Devil

- Taking Woodstock
- Tarnation
- Tarzan, O Homem Macaco (1981)
- Taxidermia
- Team America - Polí­cia Mundial
- Tebas
- Tecumseh
- Teeth
- Tempestade Tropical
- Tennessee
- Terra De Cegos
- Terminal De Aeroporto
- Terra Dos Mortos
- Terror Em Setembro
- Terror Na Auto-estrada
- Terror Nas Montanhas
- Tetro
- The Bloodstained Butterfly
- The Brown Bunny
- The Darjeeling Limited
- The Departed: Entre Inimigos
- The Devil And Daniel Johnston - Loucuras De Um Génio
- The Devil's Double
- The First Great Train Robbery
- The Fountain - O Último Capítulo
- The Grudge - A Maldição
- The Host - A Criatura
- The Impossible Kid
- The King Of Kong
- The Langoliers - Meia-Noite E Um
- The Last House On The Left
- The Machine Girl
- The Man From Earth
- The Marine
- The Million Dollar Hotel - O Hotel
- The Mindscape Of Alan Moore
- The Mist - Nevoeiro Misterioso
- The Others - Os Outros
- The Prestige - O Terceiro Passo
- The 50 Worst Movies Ever Made
- The Way
- The Woman
- Thirst - Este É O Meu Sangue
- This Is It
- This Is Spinal Tap
- Thor
- Thriller - A Cruel Picture
- THX 1138
- Tirar Vidas
- Titanic 2
- Tony
- Tournée - Em Digressão
- Toy Story 3
- Tragam-me A Cabeça De Alfredo Garcia
- Transamerica
- Tron
- Tron: O Legado
- Tropa De Elite
- Tropa De Elite 2 - O Inimigo Agora É Outro
- Tsotsi
- Tubarão
- Tubarão 2
- Tubarão 3
- Tubarão IV - A Vingança
- Tucker E Dale Contra O Mal
- Tudo Ficará Bem
- Tudo Pode Dar Certo
- Twisted - Homicídios Ocultos

- Ultra Secreto
- Um Amor De Perdição
- Um Azar Do Caraças
- Um Bater De Corações
- Um Belo Par... De Patins
- Um Cão Andaluz
- Um Dia A Casa Vai Abaixo
- Um Dia De Raiva
- Um Homem Singular
- Um Longo Domingo De Noivado
- Um Lugar Para Viver
- Um Padrasto Para Esquecer
- Um Profeta
- Um Tiro No Escuro
- Um Trabalho Em Itália
- Uma Aventura Na Casa Assombrada
- Uma Boa Mulher
- Uma Canção De Amor
- Uma Espécie De Cavalheiro
- Uma Famí­lia À Beira De Um Ataque De Nervos
- Uma História De Violência
- Uma Pequena Vingança
- Uma Rapariga Com Sorte
- Uma Segunda Juventude
- Uma Segunda Vida
- Undefeatable
- Unseen Evil 2 - Alien 3000
- Up - Altamente

- V De Vingança
- Vai E Vive
- Vais Conhecer O Homem Dos Teus Sonhos
- Valhalla Rising - Destino De Sangue
- Valquíria
- Vampiros de John Carpenter
- Van Helsing
- Vanilla Sky
- Vanitas
- Vasilhame
- Veio Do Outro Mundo
- Veludo Azul
- Velvet Goldmine
- Vencidos Pela Lei
- Vendendo A Pele
- Veneno Cura
- Vera Drake
- Versus - A Ressurreição
- Vestida Para Matar
- Vice
- Vício - Quando Nada É Suficiente
- Vicky Cristina Barcelona
- Vidas Sombrias
- Vigilância
- Vingança Redentora
- Virgem Aos 40 Anos
- Vitus
- Viúva Rica Solteira Não Fica
- Viver A Sua Vida
- Voando Sobre Um Ninho De Cucos
- Voltando Para Casa
- Voltar
- Vontade Indómita
- Voo 93

- Walk Hard - A História De Dewey Cox
- Walk The Line
- WALL-E
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Wassup Rockers - Desafios De Rua
- Watchmen - Os Guardiões
- Welcome To The Rileys
- White Irish Drunkers
- Wild Zero
- Win Win
- Wolf Creek
- Wristcutters: A Love Story

- X-Men
- X-Men 2
- X-Men 3 - O Confronto Final
- X-Men: O Início
- X-Men Origens: Wolverine

- Zack E Miri Fazem Um Porno
- Zardoz
- Zatoichi
- Zombies Party - Uma Noite... De Morte
- Zombies Strippers
- Zozo

- 007 - Agente Secreto
- 007 - Casino Royale
- 007 - Quantum Of Solace
- 10 Coisas Que Odeio Em Ti
- 100 Volta
- 10.000 AC
- 12 Homens Em Fúria
- 12 Macacos
- 12:08 A Este De Bucareste
- 1984
- 2LDK
- 24 Hour Party People
- 28 Dias Depois
- 20,13 - Purgatório
- 2012
- 300
- 4 Copas
- 48
- 50/50
- 6=0 Homeostética
- 8 1/2
- 9 Canções
- 98 Octanas


ENTREVISTAS:
- Fernando Fragata
- Festróia - Mário Ventura
- Filipe Melo
- Good N Evil
- IMAGO - Sérgio Felizardo
- José Barahona
- Nuno Markl
- Paulo Furtado
- Rodrigo Areias
- Sara David Lopes
- Solveig Nordlund
- Fernando Alle


TOPES:
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2011
- Top 5 dos Piores Filmes de 2011
- Top 10 dos Melhores Filmes de 2010
- Top 5 dos Piores Filmes de 2010
- Top 5 dos filmes de Leslie Nielsen
- Top 10 Dos Filmes Low Cost
- Top 5 das Melhores Cenas de Dança
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2009
- Top 5 dos Piores Filmes de 2009
- Top 5 dos Filmes Que Tenho Vergonha De Dizer Que Gosto
- Top 5 das Melhores Músicas de Ennio Morricone
- Top 5 dos filmes com Patrick Swayze
- Top 5 dos Telediscos do Michael Jackson
- Top 5 dos Filmes com David Carradine
- Top 5 dos Filmes com Lutadores de Luta-Livre
- Top 10 Os Melhores Filmes de 2008
- Top 5 Os Piores Filmes de 2008
- Top 5 dos Piores Filmes de Natal
- Top 5 das Coisas que não Esperávamos Ver no Cinema
- Top 5 dos Melhores Filmes de Paul Newman
- Top 5 Personagens Com Palas Nos Olhos
- Top 10 Melhores Cartazes De Cinema
- Top 5 dos Filmes de Chuck Norris
- Top 5 dos Filmes de Patrick Swayze
- Top 10 Os Melhores/Piores Vestidos dos Oscares
- Top 5 As Mortes de Crianças Mais Gratuitas
- Top 10 Os Melhores de 2007
- Top 5 Os Piores de 2007
- Top 7 Adaptações ao Cinema de Livros de Stephen King
- Top 5 Filmes Pela Paz
- Top 5 Os Melhores Beijos
- Top 5 Grandes Arquitectos
- Top 10 Filmes Que Mudaram A Minha Vida
- Top 5 Mulheres de Cabeça Rapada
- Top 5 As Cenas Mais Excitantes
- Top 10 Os Melhores de 2006
- Top 5 Os Piores de 2006
- Top 3 Filmes de Robert Altman
- Top 5 Os Vilões do Cinema
- Top 5 Filmes Com Mick Jagger
- Top 5 Filmes Com Steve Buscemi
- Top 5 Dos Cães no Cinema
- Top 5 Dos Filmes do Indie06
- Top 5 Dos Filmes do Fantas06
- Top 5 dos Presidentes
- Top 10 Os Melhores de 2005
- Top 5 Os Piores de 2005
- Top 5 Filmes com Pat Morita
- Top 10 Os Melhores Filmes Independentes
- Top 5 Os Piores Filmes da Saga Bond
- Top 5 Filmes com Dolph Lundgren
- Top 5 Adaptações de BD Para Cinema
- Top 10 Cenas Mais Assustadoras de Sempre
- Top 5 Vencedores do Óscar
- Top 5 Bond Girls
- Top 5 Filmes Sobre Doenças
- Top 5 Filmes de Natal
- Top 5 Melhores Batalhas Corpo-A-Corpo
- Top 10 Melhores Canções do Cinema
- Top 10 Melhores Filmes de Sempre
- Top 5 Melhores Momentos Musicais
- Top 5 Grandes Duelos do Cinema
- Top 10 Maiores Personagens do Cinema
- Top 5 Piores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 10 Melhores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 5 Filmes Religiosos


BAÚ DO TRASH:
- Needle
- Que Se Mueran Los Feos
- Easy A
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Saw 3D - O Capítulo Final
- And Soon The Darkness
- Os Imortais
- Purana Mandir
- Pagafantas
- The Bloodstained Butterfly
- Cisne Negro


ROYALE WITH CHEESE APRESENTA:
- A Tasca Da Cultura
- A Causa Das Coisas - parte I
- A Causa Das Coisas - parte II
- A Momentary Lapse Of Reason


FILMES A VER ANTES DE MORRER:
- #1 As Lágrimas Do Tigre Negro
- #2 Alucarda
- #3 Time Enough At Last
- #4 Armageddon
- #5 The Favour, The Watch And The Very Big Fish
- #6 Italian Spiderman
- #7 The Soldier And Death


UMA CURTA POR DIA NÃO SABE O BEM QUE LHE FAZIA:
- 1# Rabbit, de Run Wrake
- 2# Aligato, de Maka Sidibé
- 3# The Cat Concerto, de Joseph Barbera & William Hanna
- 4# A Curva, de David Rebordão
- 5# Batman: Dead End, de Sandy Callora
- 6# O Código Tarantino, de Selton Mello
- 7# Malus, de António Aleixo & Crosswalk, de Telmo Martins
- 8# Three Blind Mice, de George Dunning
- 9# Bedhead, de Robert Rodriguez
- 10# Key To Reserva, de Martin Scorcese
- 11# Bambi Meets Godzilla, de Marv Newland
- 12# The Horribly Slow Murderer with the Extremely Inefficient Weapon, de Richard Gale
- 13# Stolz Der Nation, de Eli Roth
- 14# Papá Wrestling, de Fernando Alle
- 15# Glas, de Bert Haanstra
- 16# Fotoromanza, de Michelangelo Antonioni
- 17# Quem É Ricardo?, de José Barahona
- 17# Terra Incognita, de Peter Volkart


AS MELHORES PIORES CENAS DE SEMPRE:
- A Pior Luta
- A Cena Mais Metida A Martelo
- O Ataque Animal Mais Brutal
- A Perseguição Mais Alucinante
- O Duelo Mais Improvável


CLUBE DE CINEMA DE SETÚBAL:
- Janeiro
- Fevereiro
- Março
- Abril
- Maio
- Setembro
- Novembro


FESTIVAIS:
- 20º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9
- 21º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 22º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 23º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 24º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 26º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 12º Caminhos Do Cinema Português
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- Imago 2006
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8

;

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



BLOCKBUSTERS:

04/01/2004 - 05/01/2004

05/01/2004 - 06/01/2004

06/01/2004 - 07/01/2004

07/01/2004 - 08/01/2004

08/01/2004 - 09/01/2004

09/01/2004 - 10/01/2004

10/01/2004 - 11/01/2004

11/01/2004 - 12/01/2004

12/01/2004 - 01/01/2005

01/01/2005 - 02/01/2005

02/01/2005 - 03/01/2005

03/01/2005 - 04/01/2005

04/01/2005 - 05/01/2005

05/01/2005 - 06/01/2005

06/01/2005 - 07/01/2005

07/01/2005 - 08/01/2005

08/01/2005 - 09/01/2005

09/01/2005 - 10/01/2005

10/01/2005 - 11/01/2005

11/01/2005 - 12/01/2005

12/01/2005 - 01/01/2006

01/01/2006 - 02/01/2006

02/01/2006 - 03/01/2006

03/01/2006 - 04/01/2006

04/01/2006 - 05/01/2006

05/01/2006 - 06/01/2006

06/01/2006 - 07/01/2006

07/01/2006 - 08/01/2006

08/01/2006 - 09/01/2006

09/01/2006 - 10/01/2006

10/01/2006 - 11/01/2006

11/01/2006 - 12/01/2006

12/01/2006 - 01/01/2007

01/01/2007 - 02/01/2007

02/01/2007 - 03/01/2007

03/01/2007 - 04/01/2007

04/01/2007 - 05/01/2007

05/01/2007 - 06/01/2007

06/01/2007 - 07/01/2007

07/01/2007 - 08/01/2007

08/01/2007 - 09/01/2007

09/01/2007 - 10/01/2007

10/01/2007 - 11/01/2007

11/01/2007 - 12/01/2007

12/01/2007 - 01/01/2008

01/01/2008 - 02/01/2008

02/01/2008 - 03/01/2008

03/01/2008 - 04/01/2008

04/01/2008 - 05/01/2008

05/01/2008 - 06/01/2008

06/01/2008 - 07/01/2008

07/01/2008 - 08/01/2008

08/01/2008 - 09/01/2008

09/01/2008 - 10/01/2008

10/01/2008 - 11/01/2008

11/01/2008 - 12/01/2008

12/01/2008 - 01/01/2009

01/01/2009 - 02/01/2009

02/01/2009 - 03/01/2009

03/01/2009 - 04/01/2009

04/01/2009 - 05/01/2009

05/01/2009 - 06/01/2009

06/01/2009 - 07/01/2009

07/01/2009 - 08/01/2009

08/01/2009 - 09/01/2009

09/01/2009 - 10/01/2009

10/01/2009 - 11/01/2009

11/01/2009 - 12/01/2009

12/01/2009 - 01/01/2010

01/01/2010 - 02/01/2010

02/01/2010 - 03/01/2010

03/01/2010 - 04/01/2010

04/01/2010 - 05/01/2010

05/01/2010 - 06/01/2010

06/01/2010 - 07/01/2010

07/01/2010 - 08/01/2010

08/01/2010 - 09/01/2010

09/01/2010 - 10/01/2010

10/01/2010 - 11/01/2010

11/01/2010 - 12/01/2010

12/01/2010 - 01/01/2011

01/01/2011 - 02/01/2011

02/01/2011 - 03/01/2011

03/01/2011 - 04/01/2011

04/01/2011 - 05/01/2011

05/01/2011 - 06/01/2011

06/01/2011 - 07/01/2011

07/01/2011 - 08/01/2011

08/01/2011 - 09/01/2011

09/01/2011 - 10/01/2011

10/01/2011 - 11/01/2011

11/01/2011 - 12/01/2011

12/01/2011 - 01/01/2012

01/01/2012 - 02/01/2012

02/01/2012 - 03/01/2012

03/01/2012 - 04/01/2012

04/01/2012 - 05/01/2012

05/01/2012 - 06/01/2012

06/01/2012 - 07/01/2012

07/01/2012 - 08/01/2012

08/01/2012 - 09/01/2012

09/01/2012 - 10/01/2012

10/01/2012 - 11/01/2012

11/01/2012 - 12/01/2012

12/01/2012 - 01/01/2013

01/01/2013 - 02/01/2013

02/01/2013 - 03/01/2013

03/01/2013 - 04/01/2013

04/01/2013 - 05/01/2013

05/01/2013 - 06/01/2013

06/01/2013 - 07/01/2013

07/01/2013 - 08/01/2013

08/01/2013 - 09/01/2013

09/01/2013 - 10/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

11/01/2013 - 12/01/2013

12/01/2013 - 01/01/2014

01/01/2014 - 02/01/2014

02/01/2014 - 03/01/2014

03/01/2014 - 04/01/2014

04/01/2014 - 05/01/2014

05/01/2014 - 06/01/2014

06/01/2014 - 07/01/2014

07/01/2014 - 08/01/2014

08/01/2014 - 09/01/2014