Royale With Cheese

 Royale With Cheese

 
 



segunda-feira, maio 31, 2004  

VOTAÇÃO MICHAEL MOORE:

Jé terminou a votação acerca da decisão de atribuir a Palma de Ouro a Michael Moore. Como era de esperar, houve um maior número de votos a apoiar tal decisão. Seis votos positivos contra apenas três negativos.

A partir de hoje as sondagens vão ficar arredadas do Royale With Cheese por tempo indefinido, devido a motivos técnicos. Prometemos voltar logo que possível.

Posted by: dermot @ 6:33 da tarde
|  




domingo, maio 30, 2004  

O SÉTIMO SELO:

Título: Det Sjunde Inseglet
Realizador: Ingmar Bergman
Ano: 1957


Em 1957 a crítica internacional virou os olhos para um até então desconhecido e ignorado realizador sueco, de seu nome Ingmar Bergman, devido a uma pequena obra de arte intitulada O Sétimo Selo. Bergman tornou-se então um realizador internacionalmente reconhecido e O Sétimo Selo aclamada como um dos melhores filmes de sempre.

De facto, O Sétimo Selo é um filme visualmente soberbo. Como que um livro ilustrado, Bergman realizou um filme sobre um cavaleiro regressado das cruzadas, Antonius Block (Max von Sydow), que procura o sentido da vida. Aquando o seu encontro com a própria morte, o cavaleiro propõe um duelo de xadrez, onde tenta desvendar o mistério da existência. Um ensaio filosófico e existencialista sobre a condição humana, a vida e a morte, retratado através de um jogo de xadrez pela vida, complementado por uma combinação de personagens históricas das mais diversas condições sociais daquela sociedade medieval, que vão trasmitir diversos pontos de vista que nos fazem pensar.
O ponto forte do filme é sem dúvida a fotografia, que acaba por permitir cenas absolutamente memoráveis e belas: a figura da morte é soberba, absolutamente aterradora, num contraste de preto e branco, acentuado pelo próprio filme; a cena do jogo de xadrez é inesquecível; o final é aterradoramente belo; e todo o filme é tem um efeito visual apaixonante.

Bergman criou assim um mito com este O Sétimo Selo, em que mais que um filme filosófico, é uma ilustração perfeita da condição perene do homem. É talvez o filme com mais encanto da história da sétima arte e mesmo os efeitos especiais actuais não conseguem elevar qualquer que seja o filme ao nível de O Sétimo Selo.
E depois é uma história magnífica, sobre a vida e sobre a morte, com uma personagem fantástica do escudeiro do cavaleiro, Jöns, interpretada por Gunnar Björnstrand.
Toda esta amálgama transforma este filme numa obra prima, que é aqui traduzida sob a forma de um perfeito Royale With Cheese.

Posted by: dermot @ 9:42 da manhã
|  




quinta-feira, maio 27, 2004  

TOP 5:

Há certas alturas em que a música se funde com o cinema. E nós, como os apologistas das listas que somos, vamos hoje mostrar o TOP 5 DOS MELHORES MOMENTOS MUSICAIS NO CINEMA (nesta eleição, eliminamos os musicais):

5º lugar - Aberto Até Amanhecer (Tarantino voltou a usar a fórmula em Kill Bill, revitalizando a então extinta banda japonesa, The 5, 6, 7, 8's; em Aberto Até Amanhecer, a banda escolhida foram uns tais de Tarantula, músicos dedicados a animar a acesa disputa entre Clooney e Tarantino contra os zombies, qual banda-sonora-humana - e no fim, eles próprios se transformam em zombies - genial!)
4º lugar - Wayne's World (nunca uma música - Bohemian Rapsody - teve tanto sucesso numa cena tão ridícula)
3º lugar - Onde Estás, Irmão? (Clooney esteve meses a treinar, mas no fim os irmãos Coen decidiram dobrar-lhe a voz; no entanto, a interpretação de Clooney é memorável - como todo o filme, diga-se. I'm a man, of constant sorrow...)
2º lugar - Pulp Fiction (Tarantino usa como ninguém a música nos filmes; Tarantino revitaliza como ninguém, actores caídos no esquecimento; Tarantino reinventa como ninguém clichets de cinema; Tarantino reusa como ninguém antigas pérolas kitsch do mundo da sétima arte. Resultado - um retornado Travolta a dançar um slim de Chuck Berry com Uma Thurman, num famoso concurso revivalista de música. And you know that you never can tell...)
1º lugar - Regresso ao Futuro (no primeiro capítulo desta triologia de ficção científica de eleição, Michael J. Fox tem o ponto alto das actuações musicais em cinema, com a interpretação do mítico Johnny B. Goode, criando assim o rock n' roll. Impagável!)

Posted by: dermot @ 6:16 da tarde
|  




quarta-feira, maio 26, 2004  

O MISTÉRIO GALÍNDEZ:

Título: The Galíndez File
Realizador: Gerardo Herrero
Ano: 2003


O Mistério Galíndez passou pelas salas nacionais com grande discrição, sendo muito pouco divulgado. Não que seja um grande filme, merecedor de maior publicidade; no entanto, é sem dúvida muito superior a muitas outras coisas que estreiam semanalmente nas nossas salas, com toda a pompa e circunstância.
Gerardo Herrero realizou esta adaptação do romance Galíndez, baseado no ainda muito estranho caso verídico do desaparecimento de Jesús Galíndez. Galíndez foi um diplomata espanhol, professor universitário e escritor, que lutou fervorosamente pela independência da República Dominicana e contra os governos de Trujillo e Castro, na década de 50, tendo sido exilado nos Estados Unidos e até colaborador do FBI.
É assim um thriller político, em que as tramas internacionais da intriga e corrupção política se estendem misteriosamente pelos quatro cantos do Mundo.

Muriel Colbert (Saffron Burrows) é uma historiadora que em busca de material para a sua tese de doutoramento, sobre a vida do exilado diplomata Jesús Galíndez. O que ao início era uma simples e inocente pesquisa académica, rapidamente se tornou uma questão política que lhe colocou no encalço a CIA, os ex-apoiantes de Trujillo e outra quantidade de interesses políticos internacionais. O que parecia ser o simples caso de um diplomata desaparecido, escondia afinal demasiado braços que não poderiam ser destapados. E para impedir isso, estava o agente Robards (Harvey Keitel), determinado a conseguir o seu objectivo sem olhar a meios.

Tecnicamente é um filme sem arrojos, muito certinho, uma boa fotografia pelos mais diferentes países (Estados Unidos, República Dominicana e Espanha), diálogos em espanhol (com muitos interessantes sotaques) e inglês e uns actores cumpridores (que por vezes vacilavam, mas que nunca chegaram a cair, com excepção de Harvey Keitel, qual Mr. Wolf que prova todo o seu valor de grande actor). Gerardo Herrero não se atreve a inovar por caminhos perigosos e por isso o filme nunca perde credibilidade; as intrigas sucedem-se, as pistas atropelam-se e os casos vão aparecendo em todas as esquinas, tudo com grande academismo. Por isso, torna-se por vezes maçador; mas sem nunca perder o fio à meada, com excelentes pérolas de thriller político e um final muito bom, com Harvey Keitel (quem mais poderia ser) a dar a estocada final naquela grande intriga internacional.

É um filme mais obrigatório para quem gosta da temática política e das teorias da conspiração, mas sem dúvida que não é um mau filme. Um certinho McBacon, que não deslubra nem desilude.

Posted by: dermot @ 11:44 da manhã
|  




domingo, maio 23, 2004  

VOTAÇÃO O ESTADO DO CINEMA PORTUGUÊS:

Já terminou a sondagem acerca do Estado do Cinema Português Actual. Como era de esperar, os resultados foram arrasadores. Assim, a maioria considerou o cinema português actual como mau (seis votos), enquanto que outros quatro votos foram mais longe ainda, sendo da opinião que este é mesmo muito mau. Depois, aparecem três votos, classificando o cinema português que se faz actualmente como razoável. Não houve votos para o bom nem para o muito bom, o que prova que o cinema português precisa mesmo de uma revisão, poruqe algo está mal.

Quanto ao panorama internacional, foi atribuída esta semana a Palma de Ouro ao mais recente trabalho biográfico de Michael Moore, Fahrenheit 911. Muitos aplaudiram, mas mais ainda apontaram o dedo, justificando o facto como sendo uma atitude meramente política contra a dministração Bush, uma vez que o filme-documentário de Moore nada de novo conta; há quem diga ainda que outros filmes mereciam muito mais o prémio; e há ainda quem defenda que tal decisão deveu-se ao facto de o presidente do juri este ano se chamar Quentin Tarantino, que quis mostrar todo o seu incoformismo cinematográfico nas suas decisões.
Por estas ou por outras razões, o que queremos saber esta semana (e mesmo sem vendo o filme) é se concordam com a atribuição da Palma de Ouro a Michael Moore.

Posted by: dermot @ 5:23 da tarde
|  


 

THE BROWN BUNNY:

Título: The Brown Bunny
Realizador: Vincent Gallo
Ano: 2003


Entrei na sala de cinema para ver este Brown Bunny com uma atitude muito díspar, porque tinha dois pesos: numa mão, o facto de Vincent Gallo ser o homem-dos-sete-ofícios que fez (literalmente) o já de culto Buffalo 66 (e que confesso que ainda não vi); e na outra mão, o facto das críticas de Cannes o ano passado, que chegaram mesmo a classificar este filme como o pior de sempre em exibição no festival francês. Por isso, quando sai da sala, já tinha a minha própria opinião - o filme não é bom; mas também não é tão mau como o pintam.

De facto, Brown Bunny é um road-movie indie, extremamente egocêntrico; a câmara treme, os planos de Gallo são exageradamente fixos e muito pertos; é tudo muito parado, como se o Manoel de Oliveira tivesse exagerado os seus próprios planos; os diálogos são diminutos. Tudo muito ao jeito de Gerry, mas estranhamente (ou talvez não), tudo muito mais convicente. Talvez porque Gallo, com o seu ar de cowboy do asfalto, qual rebelde-James-Dean-sem-causa, dá credibilidade à dor que trespassa daquela viagem interrupta de asfalto. Ou porque talvez a credibilidade da estrada é mais degradante e verdadeira que a do deserto.

Vincent Gallo é Bud Clay, um corredor de motas, que perdeu o amor da sua vida, Daisy (Chloë Sevigny). Numa viagem entre New Hampshire e California, acompanhamos Bud na sua carrinha através dos quilómetros incontáveis da viagem, enquanto este tenta afastar as recordações da memória. Para isso, vai se aproximar das mais variadas mulheres que encontra, relacionando-se com elas de forma ambígua. Mas Daisy nunca desaparece...

É de facto um filme egocêntrico de depressão profunda e interior. A dor e perda de Bud Clay tornanm-se quase palpáveis, talvez devido ao desespero que atingimos (mas não tanto como em Gerry). E depois no final há a já famosa cena de sexo oral explícito de Chloë Sevigny - seria mesmo necessária? Será possível alguma vez justificar uma cena de sexo explícito num filme? Penso que não.

Como já referi, Brown Bunny não é um bom filme. Mas também não é tão mau como as críticas arrasadoras que o bombardearam. Fica na média de um Double Cheeseburger.

Posted by: dermot @ 5:00 da tarde
|  




sábado, maio 22, 2004  

UM CÃO ANDALUZ:

Título: Un Chien Andalou
Realizador: Luis Buñuel & Salvador Dalí
Ano: 1929


Nonsense. Puro nonsense.
Um Cão Andaluz é um manifesto surrealista de puro nonsense. Uma continuidade de planos narrativos ilógicos e incoerentes, sem um fio narrativo. Apenas imagens, sequências de imagens, tudo muito forte, com o objectivo de despertar sensações. Um jogo emotivo de sonhos e pesadelos, em que a compreensão de cada imagem é apenas vista no televisor interno de cada um.

É um filme sobre nada, mas que mesmo assim, significa para cada pessoa algo diferente. É um jogo de estímulos e sensações através de jogos de imagens num misto de terror, suspense, erótico e comédia. Odiado por uns, amado por outros.

Imagine um filme em que David Lynch endoideceu completamente. Depois misture a mais terrível violência de A Laranja Mecânica, com os piores fetiches de A Pianista e com as mais impressionantes alucinações de Assassinos Natos. Um Cão Andaluz é tudo isto e mais ainda. Uma experiência sensorial, mais sensual que cultural, em que é mais que um filme. No entanto, comporta imagens fortes como a famosa cena do olho a ser cortado por uma lâmina de barbear ou aquela imagem de marca de Buñuel, das formigas a brotarem de uma ferida.

Um generoso e esticado Cheeseburger a esta muito incompreendida curta-metragem surreal.

Posted by: dermot @ 12:58 da tarde
|  




sexta-feira, maio 21, 2004  

CORRE LOLA CORRE:

Título: Lola Rennt
Realizador: Tom Tykwer
Ano: 1998


Tom Tykwer realizou este filme, que é mais uma experiência cinematográfica do que um filme, no sentido lato da palavra. No entanto, é uma experiência coroada de sucesso, já que Corre Lola Corre é um dos mais excitantes filmes de sempre.

Lola, uma grande interpretação de Franka Potente, tem que ajudar Manni (Moritz Bleibtreu), o seu namorado, um intermediário de uma rede de drogas. Para isso, tem que arranjar 100 000 marcos em vinte minutos. O resultado é um excitante filme, carregado de um ritmo alucinante desde o primeiro minuto, que nos deixa a adrenalina a correr nas veias muitas horas após o final do filme. Para isso, em muito contribui o exercício cinematográfico de Tykwer, a interpretação de Franka Potente e principalmente, a banda sonora, que marca o ritmo desde o início, mas que também é anacrónica no momento mais emocional do filme.

Quanto ao argumento em si, tenta passar a mensagem de que nós é que moldamos o nosso destino e que a nossa vida é regida pelo amor. Para isso, assistimos a diversas vias da mesma história (fazendo lembrar de início o Groundhog Day), em que seguimos Lola na sua frenética aventura de vinte minutos.
Para além da banda sonora, são exclentes as projecções fotográficas futuras de várias personagens que se vão cruzando no caminho de Lola e o recurso do realizador ao desenho animado. Tom Tykwer conseguiu neste filme experimental atingir todos os seus objectivos através de vários meios, sem nunca chegar a ser pretencioso.

É muito difícil escolher entre o Le Big Mac e o Royale With Cheese para classificar este filme. É talvez um Le Big Mac With Cheese.

Posted by: dermot @ 4:33 da tarde
|  




quinta-feira, maio 20, 2004  

O MILAGRE SEGUNDO SLAOMÉ:

Título: O Milagre Segundo Salomé
Realizador: Mário Barroso
Ano: 2004


Foi com algumas expectativas que fui ver O Milagre Segundo Salomé, visto que pelo que tinha ouvido, seria uma lufada de ar fresco no cinema nacional. No entanto, ao fim de vonte minutos de filme, podia constatar que era um filme português. De facto, o cinema nacional não vagueia acutalmente por bons caminhos, não se registando mesmo uma evolução. Será culpa dos actores? Claro que não, temos muitos bons actores portugueses. Falta de realizadores de qualidade' Também não acredito que não haja quem saiba fazer bom cinema em portugal. Então de quem será a culpa? Talvez o ICAM deva repensar certas estratégias.

O cinema portugûês sofre de ume stigma profundo, que cada vez é mais difícil libertar-se. O filme português, ou das duas uma: ou é um argumento original de qualidade duvidosa; ou é uma adaptação de um romance histórico; e depois aqui, essa adaptação ou é uma boa adaptação ou é uma má adaptação.
O Milagre Segundo Salomé é uma adaptação do romance de José Rodrigue Miguéis pela mão de Mário Barroso, que faz a sua estreia como realizador. E pode-se claramente separar o filme em duas partes distintas - a primeira, enfadonha e maçadora, onde tudo é muito descritivo e apoiado nas linhas condutoras do livro, sem que seja aprofundado ao ponto de deixar de parecer artifical; e depois há uma segunda parte, onde o filme ganha alguma coisa, muito por culpa da história, demasiado interessante para ser servida num filme tão aborrecido. Com efeito, Mário Barroso limita-se a adaptar o livro para o grande ecrã; apesar de dominar a câmara e apesar de o filme contar com uma banda sonora excelente, o realizador não faz mais do que contar a história já antes contada por José Rodrigues Miguéis. É um pastel sem sabor, que lhe falta a alma.

Salomé é uma "acompanhante" importante numa das mais famosas casas de meninas de Lisboa, que vai inflamar o coração de três pessoas: o tenente Brás (Filipe Duarte); Gabriel (Ricardo Pereira), um jornalista revolucionário e constestatário; e Sertório Cerqueira (Nicolau Breyner), importante banqueiro da capital.
Ao mesmo tempo, dá-se em Fátima a aparição da Virgem aos três pastorinhos.

O Milagre Segundo Salomé é um filme histórico, com uma história forte, que podia ter ido mais longe. Mas como o geral da maioria dos filmes portugueses, acaba por ficar a meio-caminho. Não é uma adaptação para cinema, é mais uma transposição de um livro para o cinema. A banda-sonora é de grande nível, mas nem todos os actores acompanham o nível. No entanto, é um filme que vem sacudir a poeira que recentes estreias nacionais têm deixado.
Mas não passa do McChicken.

Posted by: dermot @ 4:12 da tarde
|  




quarta-feira, maio 19, 2004  

COLD MOUNTAIN:

Título: Cold Mountain
Realizador: Anthony Minghella
Ano: 2003


Depois de O Paciente Inglês e de O Talentoso Mr. Ripley, Anthony Minghella prometeu bastante com esta mega-produção épica, com um elenco de luxo. Por isso, depois de assistirmos a Cold Mountain não podemos abandonar a sala satisfeitos.
De facto, Minghella tinha tudo para realizar mais um sucesso: apoio total da Miramax e um elenco de fazer inveja - Jude Law, Nicole Kidman e Rene Zellweger. No entanto, Cold Mountain foi ambicioso de mais e Minghella não conseguiu ter mão em tudo. O seu principal erro esteve aí - querer fazer tudo num só filme.

Cold Mountain é um épico de amor, vestido com as roupagens da Guerra Civil americana. Ada Monroe (Nicole Kidman) depois de ver o seu amor Inman (Jude Law) partir para a guerra, vê o seu pai falecer, ficando sozinha na sua enorme quinta em Cold Mountain, qual Vivien Leigh em E Tudo o Vento Levou. Do outro lado, Inman deixa de acreditar na guerra e deserta, rumo aos braços da sua amada, numa viagem épica e cheia de peripécias, qual Hércules na sua empresa relatada na Odisseia. Pelo meios surge Ruby Thewes (Rene Zellweger), que vai ajudar Ada na lida da casa, qual Eb Dawson em Viver no Campo.

O filme tem alguns pontos altos: a presença de Jack White e, consequentemente, uma óptima banda sonora; o amor separado de Ada e Inman; e o oscarizado desempenho de Rene Zellweger, uma verdadeira força da Natureza que me surpreendeu e que me a fez ver de outra maneira enquanto actriz.
No entanto, peca por vários pontos fracos: é tudo muito previsível; as peripécias na viagem de Inman são tantas, que se roubam umas às outras em protagonismo, não deixando nenhuma ganhar a profundidade que deviam ter, perdendo-se naquele mar de ideias; e as cenas moralmente românticas e poéticas são na maioria vãs, maçadoras e às vezes até absurdas.

Cold Mountain é assim um filme sem alma. Fica com a impressão que é uma imitação de várias ideias, que como não tem consistência perde credibilidade. Para ver uma vez e nada mais. Apenas um desolador McChicken.

Posted by: dermot @ 11:39 da manhã
|  




terça-feira, maio 18, 2004  

OS PIRATAS DAS CARAÍBAS - A MALDIÇÃO DO PÉROLA NEGRA:

Título: Pirates Of The Caribbean - The Curse Of The Black Pearl
Realizador: Gore Verbinski
Ano: 2003


Posso afirmar deste logo que este filme surpreendeu-me bastante e pela positiva. Estava à espera de um blockbuster para a pipoca e de facto, encontrei um blockbuster; mas um divertido blockbuster! Porque é esse o objectivo - passar um agradável serão - e foi isso que me aconteceu com Os Piratas Das Caraíbas.

Gore Verbinski revitalizou os filmes de piratas, mas mais que isso, revitalizou os filmes de aventuras, que andavam adormecidos desde, se calhar, Indiana Jones. De facto, à semelhança do herói de Spielberg, tembém este herói (ou anti-herói, se preferirem) de Verbinski é uma vénia às matinés de aventura que Spielberg quis homenagear. E depois há Johnny Depp. Mas para falar dele vem todo o próximo parágrafo.

Que Johnny Depp é um grande actor, já todos sabemos; que Depp é capaz de salvar um filme mediano, também não há dúvidas (como no recente Janela Secreta); que Depp é exímio em criar personagens fantásticas, também é de conhecimento geral (Eduardo Mãos-de-Tesoura ou Benny & Joon); mas que Depp era capaz de superar todos estes pontos, já não eram muitos os que acreditavam. Com efeito, Depp dá brilho ao filme, com a criação do capitão Jack Sparrow, que está aí para ficar e aposto que por muitas sequelas. Depp é fabuloso, inspirado na decadência sedutora de Keith Richards. Depp transforma um blockbuster razoável em algo brilhante, numa actuação perfeita, criando um boneco inesquecível!

Jack Sparrow é então um pirata em busca do comando do seu antigo navio, o Pérola Negra, agora sob as mãos do capitão Barboza (Geoffrey Rush), cuja tripulação padece de uma terrível maldição. Ao seu lado vai estar William Turner (Orlando Bloom, que infelizmente continua a transformar todos os seus papéis em personagens shakespereanas), no resgate a Elizabeth Swann (Keira Knightley), raptada pelos piratas.

Antes de começar a escrever este texto estava na dúvida entre o McBacon e o McRoyal Deluxe. Mas que se dane! Diverti-me imenso com o filme e Jack Sparrow é fantástico! Um Le Big Mac!

Posted by: dermot @ 5:08 da tarde
|  




segunda-feira, maio 17, 2004  

PÉROLAS DO CINEMA DE CATEGORIA B:

ALUCARDA

No mundo dos filmes sem nexo, por vezes surgem pérolas como Alucarda, um conto de horror e de estranha beleza visual. É difícil ficar impassível perante a visão da capela cheia de Cristos crucificados e de ex-votos macabros, ou perante a visão das freiras com as vestes brancas manchadas com sangue menstrual na zona do baixo-ventre.
A entrega de Tina Romero é notável, cujo corpo flexível se dobra de modo quase impossível, como se se tratasse de uma autêntica possuída e o impacto da ressurreição de Justine, surgindo de um caixão cheio de sangue enquanto lança sons de além-túmulo também fica a reter.

O filme trata de uma órfã, Justine (Susana Kamini), que é acolhida num convento. A sua companheira de quarto, a bela Alucarda (Tina Romero), filha de um corcunda possesso, inicia-a nos cultos satânicos. As freiras descobrem e organizam então um exorcismo sangrento que só acaba quando Justine é crucificada. Contundo, a jovem regressa da tumba para se vingar.

Curiosidade ainda para o título - se o lermos ao contrário, passa a ser A drácula.

Posted by: dermot @ 12:35 da tarde
|  


 

VOTAÇÃO JAMES BOND:

Já terminou mais uma sondagem; desta vez quisemos saber quem era o vosso James Bond favorito. Como era de esperar, Sean Connery esmagou completamente a sua concorrência, amealhando doze votos. O segundo classificado, apenas com dois votos (e um pouco surpreendentemente também), foi Pierce Brosnan. A completar o pódio ficou Roger Moore, apenas com um voto.
Como era de esperar, Timothy Dalton e George Lazenby não amealharam qualquer voto.

Já está disponível uma nova votação. Na semana que estreou O Milagre Segundo Salomé, do realizador Mário Barroso, que ao que parece causou bom impacto na crítica nacional (a análise no Royale With Cheese sairá ainda esta semana), queremos saber qual a vossa opinião acerca do cinema nacional, num ano cheio de altos e baixos, desde as várias estreias de vários filmes de gosto duvidoso, aos prémios internacionais como o Méliés de I'll See You In My Dreams, ou a recusa de atribuir subsídio ao Festróia por parte do ICAM.

Posted by: dermot @ 12:22 da tarde
|  




sexta-feira, maio 14, 2004  

CÃES DANADOS:

Título: Reservoir Dogs
Realizador: Quentin Tarantino
Ano: 1992


Depois de ter vendido o guião de True Romance, Quentin Tarantino juntou um elenco e luxo e com o dinheiro amealhado da venda do guião, conseguiu finalmente rodar o seu filme, Cães Danados. E que filme!
Tarantino não podia ter tido melhor estreia com este filme de gansgters, que mais tarde melhorou a forma, criando Pulp Fiction. De facto, Tarantino criou uma fórmula de sucesso, repetida em várias tentativas por vários realizadores, mas que nunca chegaram ao mesmo nível.

De facto, Cães Raivosos é um filme de gangsters, nao à maneira de Scorcese ou à maneira de dePalma, mas à maneira de Tarantino. É um filme sobre um assalto que nunca se chega a ver; é um filme, basicamente, falado, do princípio ao fim, a um ritmo alucinante, imagem de marca do realizador (inesquecível o diálogo sobre Madonna ou sobre as gorjetas). É um thriller psicológico intenso, um exercício egocêntrico masculino de personagens primoroso, aprofundadas e moldadas de forma inteligente até à catarse final.
E depois tem todas aquelas pequenas grandes coisas que Tarantino usa tão bem: as influências de cinema B que reinventa na perfeição; a banda-sonora numa combinação harmoniosa com a acção;e como se não bastasse, um elenco de luxo que se supera - Harvey Keitel, Steve Buscemi, Michael Madsen ou Tim Roth.

Tarantino fez à primeira o que muitos realizadores não conseguem fazer na vida toda. Um thriller frenético de seis gangster que não se conheciam, envolvidos num assalto falhado, que guia em rota de colisão até a um clímax inesquecível (Guy Ritchie foi talvez, quem conseguiu aproveitar melhor esta fórmula, tanto em Snatch - Porcos E Diamantes, como em Um Mal Nunca Vem Só).
Um Royale With Cheese tão apetitoso, que mesmo assim ainda deixa água na boca para um segundo.

Posted by: dermot @ 4:13 da tarde
|  




quarta-feira, maio 12, 2004  

AMERICAN SPLENDOR:

Título: American Splendor
Ano: 2003
Realizador: Shari Springer Berman & Robert Pulcini


American Splendor é a adaptação ficcionada biográfica da auto-biográfica revista americanda de banda-desenhada underground de grande sucesso, com o mesmo nome, de Harvey Pekar.
Com o próprio Pekar a fazer de narrador, Paul Giamatti desempenha um retrato fiél (o papel da sua vida, quiçá) do maníaco-depressivo Pekar, num exercício cinéfilo muito agradável entre cinema e banda desenhada.

Harvey pekar criou há décadas uma banda-desenhada biográfica das aventuras e desventuras do seu quotidiano monótono, sob o seu olhar pesimista. A revista tornou-se um sucesso, como o primeiro reality show em livro. Na transposição para o grande ecrã, os estreantes Shari Springer Berman e Robert Pulcini, tiveram muito bem, através de uma adaptação fiél, não através das punchlines características de Pekar, mas no retrato do seu mundo pessimista e sorumbático, fazendo lembrar o também adaptado de banda-desenhada, Mundo Fantasma.

Harvey Pekar está para o mundo do cinema, assim como Andy Kauffman está para o da comédia (Homem Na Lua é sempre um filme obrigatório); foi o anti-herói da banda-desenhada, em que as pessoas se reviam naquele comportamento obsessivo, neurótico e extremamente depressivo, daquele arquivador mal-disposto. Tudo isso é relatado no filme, tal como a sua luta contra o cancro (que deu origem ao respectivo livro, tal como o próprio filme também deu), ou os seus despiques com David Latterman no programa deste.

Aclamado pela crítica nos festivais de Cannes e de Sundance, onde arrecadou prémios, American Splendor é uma ficção bigráfica que deve ser encarada como tal.
É complicado dar uma classificação ao filme, mas aposto que todos aqueles que se identificarem com Harvey Pekar concordarão com o McRoyal Deluxe.

Posted by: dermot @ 5:01 da tarde
|  




terça-feira, maio 11, 2004  

CURIOSIDADES:

Depois da crítica ao segundo volume de Kill Bill, vou deixar aqui agora alguma das curiosidades que pulverizam o filme:

- The Lonely Grave of Paula Schultz, o capítulo 7, é baseado no filme The Wicked Dreams of Paula Schultz, de 1968, uma comédia romantica com Elke Sommer no papel de Paula e Bob Crane no papel de... Bill.
- Pai Mei aparece em vários filmes de kung fu, da década de 70/80, como por exemplo Hung wen tin san po pai lien chiao.
- Pai Mei significa "Grande Sobrancelha".
- Quentin Tarantino ponderou ser ele próprio a interpretar o papel de Pai Mei, depois da sua primeira escolha, o actor Woo-ping Yuen, não conseguir acertar com a coreografia das lutas.
- David Carradine, na série de sucesso Kung Fu, também tocava flauta.
- Quando a Noiva se encontra com Esteban, pode-se ver um maço de tabaco Red Apples, a marca fictícia criada por Tarantino, que aparece em todos os seus filmes.
- O livro que Esteban Vihaio lê, The Carrucan's of Kurrajong, foi escrito por Jasmine Yuen, membro da equipa de Tarantino
- A persongaem de Elle Driver foi baseada na personagem principal de Thriller - En Grym Film, um filme sobre vingança também, que foi banido na Suécia

Posted by: dermot @ 6:14 da tarde
|  


 

KILL BILL VOL. 2 - A VINGANÇA:

Título: Kill Bill vol. 2
Realizador: Quentin Tarantino
Ano: 2004


A vingança é um prato que se serve frio.
Tarantino é Deus em pessoa. A sua capacidade de criar histórias cinematográficas é única, o que o coloca unanimamente no topo do pódio dedicado aos realizadores, transformando qualquer filme que realize em automáticas peças de culto.

Quando o ano passado, por obrigações produtoriais, se viu forçado a dividir o seu filme em dois, Tarantino não sentiu o golpe e transformou uma grande pérola cinematográfica e duas grandes pérolas cinematográficas. É um grande pedaço de cinema recheado de pequenos grandes pedaçoes de cinema.
Assim, o primeiro volume foi a forma que precedeu a matéria ; enquanto o Volume 1 dá objectividade, o Volume 2 dá profundidade. O Volume 1 podia existir sem o segundo, mas depois de se visionar o Volume 2, essa possibilidade desaparece. O Volume 2 é o complemento do primeiro e vice-versa.

Tarantino criou um western spaghetti de artes marciais, em mais uma colagem cinéfila de filmes de categoria B. O seu objectivo era fazer um filme de acção. E se era para o fazer então tinha que ser o maior: as maiores sequências de luta, as maiores mortes, os maiores acontecimentos...E assim surgiu esta vingança épica, cheia de todos os clichets que Tarantino reinventa. Ao som de Morricone e na companhia de Chiba, a Noiva (Uma Thurman) move-se numa campanha épica. Depois da "matança do porco" no primeiro volume à boa maneira oriental, as personagens e a própria história ganham profundidade e consciência, num tom mais ocidental, à boa maneira de Sergio Leone.

Este segundo volume vinca os contornos de bom filme que tinham ficado riscados ao de leve no Volume 1. Uma Thurman continua magistral e David Carradine tem a credibilidade que devia ter tido em Kung Fu (delicioso as cenas em que toca flauta, à semelhança do outro ícone, Charles Bronson, que tocava harmónica em Aconteceu No Oeste).
O filme torna-se tão credível no meio de tanta vingança, que aceitamos sem contestar o espírito maternal que impregna a última parte da epopeia. E se a crucificação de Cristo em A Paixão De Cristo é arrepiante, o que dizer de quando Uma é enterrada viva!

Tinha que ser Quentin Tarantino a merecer o primeiro Royale With Cheese deste blog, com mais esta sua criação kitsch de cultura pop, obrigatoriamente imperdível. Mas atenção - um prémio que engloba os dois filmes em conjunto como um só!

Posted by: dermot @ 4:01 da tarde
|  


 

I'LL SEE YOU IN MY DREAMS:

Título: I'll See You In My Dreams
Realizador: Miguel Angél Vivas
Ano: 2003

I'll See You In My Dreams é uma curta-metragem portuguesa, o primeiro exercício cinéfilo gore no nosso país. Como se sabe, o cinema português sofre de um estigma que afasta os espectadores das salas de cinema, de ser um cinema mau e muito caracterísitco - é justa a crítica, diga-se de passagem. Por isso, qualquer filme que consiga fugir ao estilo do típico filme português ganha logo aí bastantes pontos. E este, apesar do baixo orçamento, não se parece nada com um filme português. Se é devido ao facto de se rum filme de zombies ou se é devido ao facto de ter contado com o apoio d euma agência de efeitos especiais de nível internacional, isso não interessa; o que interessa é que não parece mesmo nada um filme português.

É então um filme de zombies. E como todos os filmes de zombies, também segue a fórmula certa e não desfrauda as expectativas. Ao nível de outras pérolas gore ao bom estilo de Peter Jackson (Morte Cerebral) ou Geroge Romero (Dawn Of The Dead ou A Noite dos Mortos-Vivos), esta curta-metragem consegue contar uma pequena história por entre os zombies, os gritos e o sangue, muito sangue.

Numa aldeia assolada por mortos-vivos, Lúcio (Adelino Tavares) sobrevive a exterminar zombies, depois de a sua mulher ter sido mordida por um. É um confronto sangrento e quase épico que Lúcio e Nancy (São José Correia) empreendem para escapar das garras dos zombies.
O filme conta com um elenco de nomes famosos que estão bastante bem, desde a curta aparição de Rui Unas (que já brilhou depois em Os Imortais), ao bom papel de Adelino Tavares e aos exclentes gritos de São José Correia, dignos de qualquer filme de segund acategoria.

Percebem-se assim a razão pela atribuição de vários prémios, em alguns festivais internacionais. I'll See You In My Dreams é um verdadeiro filme de zombies que para os amantes do género, é sem dúvida um McRoyal Deluxe.

Posted by: dermot @ 9:34 da manhã
|  




segunda-feira, maio 10, 2004  

VOTAÇÃO BLOCKBUSTER MAIS AGUARDADO:

Já terminou a sondagem que procurava saber qual o filme mais esperado deste ano. E logo com um empate. Com efeito, ambos com cinco votos, as sequelas de Shrek e Homem Aranha foram os vencedores. Logo a seguir vem o épico Tróia, com quatro votos e O Dia Seguinte, apenas com um. Em último, sem nenhum voto, aparece a desilusão Van Helsing.

Já disponível, está a nova votação. Numa altura que se volta a falar do novo filme de James Bond, com o nome de Tarantino à cabeça para realizar uma adaptação de Casino Royale, com Uma Thurman como bond girl, o Royale With Cheese quer saber qual é o vosso James Bond favorito.

Posted by: dermot @ 4:53 da tarde
|  


 

DOGMA:

Título: Dogma
Realizador: Kevin Smith
Ano: 1999


Kevin Smith escreveu e realizou este polémico filme sobre religião, contando com um elenco de luxo.
Falando de coisas sérias a brincar (Porque Deus também tem sentido de humor), Dogma é um filme sobre teologia e mitologia cristã, cujo objectivo é filosofar e levantar as certas questões morais.

A história roda à volta da última descendente de Cristo (Linda Fiorentino) e a sua busca pela fé perdida. Para isso, é incubida de impedir que Loki e Bartleby (Ben Affleck e MAtt Damon), dois anjos renegados, regressem ao Paraíso, condenando consequentemente, toda a humanidade à destruição. Bethany Sloane tem a seu lado a preciosa ajuda dos "profetas" Jay e Silent Bob, do 13º discíplo, o negro Rufus (Chris Rock) e da musa Serendipity (Salma Hayek).

Kevin Smith trata de pôr tudo em causa - afirma que Cristo era negro e que o próprio Deus é uma mulher - e não tem medo de atacar assuntos sérios com deliciosos silogismos (como os miúdos de patins e sticks de hóquei como demónios, por exemplo). Não se refugiando em alternativas, Kevin Smith não tem medo de usar genocídios e mortes em nome de Deus, como forma de atingir a sua mensagem. E o facto de tal não nos incomodar, demonstra que fez um bom trabalho.

Auxiliado por um elenco fantástico (que fazem esquecer a presença de Jay e Silent Bob, que eram dispensáveis), até a própria Alanis Morissette no papel angelical de Deus está bastante bem. Uma comédia que desmonta um tema demasiado delicado de uma maneira saborosa. Tão saborosa como o McRoyal Deluxe que o filme merece.

Posted by: dermot @ 4:38 da tarde
|  




domingo, maio 09, 2004  

MONSTRO:

Título: Monster
Ano: 2003
Realizador: Patty Jenkins


Monster é um filme negro, sobre o lado negro da vida de pessoas cuja vida é pejada de dificuldades e contrariedades, que as leva a enverdarem pelo lado negro da vida - é um filme sobre sexo, violência, prostituição e decadência humana. Muito à semelhança de Os Rapazes Não Choram, especialmente pela abordagem urbana, Monstro é também baseado na história verídica de Aileen Wuormos, prostituta americana que se tornou numa das primeiras serial killers, matando as suas vítimas. Patty Jenkins relata a sua vida, de violência, abusos e prosituição, mas pelo lado de dentro, tentando justificar os seus actos, dando-lhe uma explicação, tentando pôr-nos no seu luga. Foi uma tentativa muito ambiciosa e a realizadora nem sempre a conseguiu

No entanto, Patty Jenkins tinha do outro lado uma Charlize Theron fantástica, no papel de Aileen. Depois de engordar quize quilos e de usar uma prótese dentária e uma outra facial, Theron estava irreconhecível e entrou completamente na sua personagem, tornando-se com o seu andar másculo e a sua maneira de falar, num verdadeiro Mickey Rourke de saias. O seu desempenho é fabuloso e leva muitas vezes o filme a reboque, mesmo perdendo-se às vezes no overacting. A academia reconheceu-lhe o mérito, com a atribuição do óscar de melhor actriz de 2003.

Aillen Wuormos (Charlize Theron) é assim, uma prostitua desde os 13 anos, vítima de abusos sexuais desde os 7, que vai sobrevivendo. Quando decide acabar a vida, conhece Shelby (Christina Ricci), com quem se envolve numa relação lésbica, pela primeira vez amorosamente agradável. Aillen através das adversidades da vida não lhe consegue resisitir e acaba por cair num abismo negro, com a matança dos seus clientes, que vem culminar com a sua prisão e consequentemente condenação à morte.
Um filme intenso, que nos tenta mostrar que aqueles que nos são apresentados como mosntros pela comunicação social também são humanos, dando-nos algumas justicações possíveis. Um McBacon para o filme, que vale sobretudo pela interpretação de Charlize Theron, que impediu que o filme descarrilasse.

Posted by: dermot @ 11:00 da manhã
|  




sábado, maio 08, 2004  

BULLIT:

Título: Bullit
Ano: Peter Yates
Realizador: 1968


Bullit é um policial nostálgico, como já não se faz. O ambiente dos filmes da década de 70 é uma coisa indescritível e de uma remeniscência especial, capaz de tornar um filme num objecto de culto notável. Steve McQueen é ele próprio um objecto de culto. Consequentemente, Bullit é um verdadeiro filme de culto. Prova disso são as influências que vemos em filmes contemporâneos, como vemos nos filmes de Tarantino (nomeadamente Jackie Brown).

Frank Bullit (Steve McQueen)é um tenente encarregado de proteger durante dois dias uma importante testemunha. Quando esta é abatida, juntamente com um dos seus companheiros, Bullit parte para uma determinada vendeta - e tem quarenta horas para a executar. A tarefa vem a revelar-se ainda mais difícil do que parecia, com a trama a enrolar-se numa teia de inigmas indicifráveis.

Bullit é a génese do herói do cinema de acção, muito à semelhança do seu contemporâneo Shaft, mas mais discreto. Muito mais discreto, que chega a ser às vezes bastante monótono. Mas Steve McQueen, tal como todo o filme, é bastante cool, todo ele é uma encarnação de um estilo especial. E a cena da perseguição de carros é verdadeiramente memorável, que muitos tentaram recriar, mas nunca com o mesmo brilhantismo, como é o caso das famosas, e muito boas também, cenas de The Italian Job e de Ronin.

Bullit é uma lição para qualquer realizador de policiais e é obrigatório para os apreciadores do género. Um McBacon saboroso e recheado.

Posted by: dermot @ 6:13 da tarde
|  




sexta-feira, maio 07, 2004  

JOGA COMO BECKHAM:

Título: Bend It Like Beckham
Ano: 2002
Realizador: Gurinder Chadha


Basicamente, o conceito desta co-produção anglo-indiana é o mesmo que os filmes da Disney de domingo à tarde; ou seja, pegar num animal e coloca-lo a praticar um desporto - lembro-me de um cão que jogava basquetebol, um macaco profissional no hóquei no gelo, entre outros. Neste caso, a história trata de uma rapariga de etnia hindú, cujo sonho era ser jogadora profissional de futebol, mas cuja etnia e o sexo foram fortes condicionantes. Parece que a forma resultou, visto que, estranhamente, foi um êxito de bilheteiras há dois anos atrás. Estranho ouu talvez não.

Talvez não porque Bend It Like Beckham acaba por ser um filme para adolescentes, que trata dos sonhos dos adolescentes. Jasminder (Parminder Nagra) é uma jovem indiana, cuja paixão por futebol e pelo seu ídolo, a estrela do então Manchester United, é quase obsessiva. Claro que isso era praticamente impossível para alguém da sua etnia, principalmente se esse alguém fosse do sexo feminino. Mas depois de conhecer Jules (Keira Knightley) que a leva a juntar-se a um clube profissional feminino, tudo parece mais fácil. Surgem os problemas familiares aos molhos, que acabam por ser todos ultrapassados e surge um treinador, que fora das quatro linhas torna-se mais do que isso. Se analisarmos bem, acaba por ser um filme à Disney - moralmente correcto, todos os sonhos são atingidos e todos os problemas ultrapassados da melhor maneira. Começa com o tradicional era uma vez e termina com o viveram felizes para sempre.

Mas não que seja um filme mau. É agradável e tem alguns pontos interessantes. Juliet Stevenson aparece como mãe de Jules, com alguns gags muito bons, ambas as actrizes são jogadoras bastantes credíveis e principalmente, é bastante agradável o choque de culturas, entre a ocidental e a indiana. O realizador quase que faz uma caricatura do esteriótipo do emigrante indiano na Inglaterra, um pouco à semelhança do que acontece com os orientais em Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho. Há um contraste muito bom sobretudo na banda sonora, em que um lado há a verdadeira música radiofriendly-pop-americana-anos-90 e do outro lado, verdadeiras pérolas musicais, dignas de uma produção de Bolywood. No entanto, o final feliz é extremamente mau, péssimo de mais e afunda completamente o filme que até se vinha mantendo à tona de água.

Por isso, este filme de futebol sério (não um Shaollin Soccer), podia ter resultado muito melhor se não tivesse resumido a um agarrar dos padrões cinéfilos académicos, já mais que vistos. Recebe um McChicken, mas um muito pequeno e já com uma dentada.

Posted by: dermot @ 11:19 da tarde
|  




quinta-feira, maio 06, 2004  

TOP 5:

Stephen Sommers, com a estreia do seu Van Helsing, vem retomar a lembrança dos filmes de grandes confrontos. Sommers afirmou que queria rodar um filme de monstros, mas como Frankenstein, o Drácula e o Lobisomem já estavam todos feitos e mais que feitos, decidiu juntar todos no mesmo filme e confrontá-los com o caçador de vampiros Van Helsing. Nasce assim mais um confronto titânico, quando já se fala em Alien vs Predator, ou quando já tinhamos visto Freddy vs Jason.

Parece que a tradição dos filmes de duelos voltou para ficar. Por isso, elaboramos das nossas remeniscências o TOP 5 DOS MELHORES FILMES DE GRANDES CONFRONTOS:

5º Lugar - Santa Claus vs The Cupid (1915) - porque os bons também lutam
4º Lugar - Santo y Blue Demon contra Drácula y el Hombre Lobo (1973) - o nome diz tudo: uma batalha épica
3º Lugar - Dracula vs Frankenstein (1975)
2º Lugar - Godzilla vs Monster Zero (1965) - Gozilla, o clássico dos confrontos épicos, no seu pior!
1º Lugar - Billy The Kid vs Dracula (1966) - sempre o Drácula, esse malandro

Posted by: dermot @ 12:11 da tarde
|  


 

O GRANDE PEIXE:

Título: Big Fish
Realizador: Tim Burton
Ano: 2003


Depois do fracasso que foi o mel-entendido remake de Planeta dos Macacos (continuo a não achar um mau filme), Tim Burton volta ao campo da fantasia, onde se destacou anteriormente com duas obras primas, nomeadamente O Estranho Mundo De Jack e principalmente, Eduardo, Mãos-de-Tesoura.
Mais na onda deste último, O Grande Peixe é uma fábula infantil, uma enorma história da Carochinha que engloba outras tantas pequenas hisórias da Carochinha. Burton é especialista em montar estes ambientes e é, sem dúvida, um contador de histórias. Por isto, todos estes mundos que cria, cheio de criaturas bizarras, ambientes mágicos e histórias de cor e som, já nos aparecem como quase reais e possíveis.

No entanto, ao contrário de Eduardo, Mãos-de-Tesoura, este é uma história que mistura a realidade com a fantasia. Ao contrário da persongem interpretada por Johnny Depp, aqui este Edward Bloom passa da ficção para a realidade. Ou seja, é uma fábula ao jeito da de Eduardo Mãos-de-Tesoura, mas ao contrário.
A história trata disso mesmo. Edward Bloom (Albert Finney e Ewan McGregor) é um contador de histórias, que passou toda a sua vida envolto nas suas fábulas misteriosas que a todos encantava. Todos excepto o seu filho, Will Bloom (Billy Crudup), que crecendo no meio de tantas histórias, se sentiu enganado por nunca ter conhecido verdadeiramente o pai. Quando este último se encontra às portas da morte, Will descobre que afinal nem tudo é ilusão e que a própria realidade pode ser fantasia também, embarcando nos flashbacks constantes, acabando por ser o fim do filme uma cena memorável, a da morte de Edward Bloom. Como alguém já escreveu, é talvez a mais bela morte do cinema da última década.

Tim Burton volta ao seu grande nível e só por isso, O Grande Peixe já merecia uma grande nota. Mas o Le Big Mac que leva daqui vale pelo seu todo. Altamente recomendado!

Posted by: dermot @ 11:38 da manhã
|  




domingo, maio 02, 2004  

VOTAÇÃO QUENTIN TARANTINO:

Já terminou a votação de Qual O Seu Filme Favorito de Quentin Tarantino? e como era de esperar, Pulp Ficton ficou em primeiro lugar, com oito votos. No entanto, Kill Bill ficou logo atrás, separado apenas por um voto. Só depois veio Cães Danados, com três votos, e em último Jackie Brown, que ficou em branco.

Brevemente, a crítica a KIll Bill Volume 2.

E já está disponível a nova sondagem, que durará toda esta semana.

Posted by: dermot @ 5:48 da tarde
|  


 

MISERY - CAPÍTULO FINAL:

Título: Misery
Realizador: Rob Reiner
Ano: 1990


Stephen King, o mestre do terror, escreveu o livro que Rob Reiner transportou para o grande ecrã no início da década passada. Stephen King é o autor vivo com mais obras adaptadas ao cinema; no entanto, nem todas essas adaptações fazem juz ao seu talento. Aliás, a grande maioria até são adaptações que mais valia nunca terem sido rodadas, como por exemplo Christine, O Carro Assassino; depois há aquelas adaptações, que por qualquer razão não passam d filmes banais, como Carrie ou o recente Janela Secreta; e por fim há poucas, muito poucas, que atingem a genialidade, como é o caso de À Espera De Um Milagre ou principalmente, Shining.
Este Misery - Capítulo Final situa-se na ténue linha entre o mediano e o genial. Rob Reini filmou este thriller psicótico de forma intensa e marcante, com duas personagens muito bem exploradas, com especial destaque para a instável e psicótica Annie Wilkes, um papel notável de Kathy Bates que lhe valeu o óscar de melhor actriz nesse ano.

A história roda à volta do escritor de sucesso Paul Sheldon (James Caan), escritor ligado ao estériotipo das novelas românticas, devido às suas séries Misery; tentanto fugir a esse rótulo, Paul Sheldon encarrega-se de matar a sua heroína no seu último romance para se dedicar a novas escritas. Quem não acha muita piada é Annie Wilkes, enfermeira aposentada (para além de assassina psicótica), sua fã incondicional que o acolhe e trata em sua casa, depois de este sofrer um grave acidente de viação e ter ficado às portas da morte. Annie Wilkes decide obriga-lo a escrever os romances de que tanto gostava, numa relação de ódio e amor.

É um filme muito intenso, em que Kathy Bates está notável na interpretação de uma inocente enfermeira neurótica e impiedosa; James Caan consegue pôr-nos a sofrer com ele, nas suas tentativas de fuga. E a cena em que Annie Wilkes trata de impedir que o seu "doente" tente escapar usando um barrote de madeira e um martelo é brutal.

Tal como o filme, também a minha votação se encontra suspensa na linha que separa o McBacon do McRoyal Deluxe.
Hmm... acho que vou comer metade dos dois.

Posted by: dermot @ 5:11 da tarde
|  





COTAÇÃO:
10 - Royale With Cheese
9 - Le Big Mac
8 - McRoyal Deluxe
7 - McBacon
6 - McChicken
5 - Double Cheeseburger
4 - Cheeseburger
3 - Caixinha de 500 paus (Happy Meal)
2 - Hamburga de Choco
1 - Pão com Manteiga

TAKE:
Take - cinema magazine | take.com.pt


ARE YOU TALKING TO ME:
DUELO AO SOL
CLARENCE HAD A LITTLE LAMB
GONN1000
BITAITES
ANTESTREIA
CINEBLOG
CINEMA NOTEBOOK
CONTRA CAMPO
ZONA NEGRA
O MELHOR BLOG DO UNIVERSO
A CAUSA DAS COISAS
O MEU PIU PIU
AMARCORD
LAURO ANTÓNIO APRESENTA
SARICES ARTÍSTICAS
A RAZÃO TEM SEMPRE CLIENTE
MIL E UM FILMES
AS IMAGENS PRIMEIRO
A DUPLA PERSONALIDADE
TRASH CINEMA TRASH
SUNSET BOULEVARD
CINEMA XUNGA


ARE YOU TALKIN' TO ME?
cinephilus@mail.pt


CRÍTICAS:
- A Armadilha
- A Arte De Pensar Negativamente
- A Árvore Da Vida
- A Balada de Jack And Rose
- A Bela E O Paparazzo
- A Boda
- À Boleia Pela Galáxia
- A Cabana Do Medo
- A Cela
- A Canção De Lisboa
- A Cara Que Mereces
- A Casa Dos 1000 Cadáveres
- A Casa Maldita
- A Cidade Dos Malditos
- A Ciência Dos Sonhos
- A Comunidade
- A Cor Do Dinheiro
- A Costa Dos Murmúrios
- A Criança
- A Dália Negra
- A Dama De Honor
- A Descida
- A Duquesa
- À Dúzia É Mais Barato
- A Encruzilhada
- A Estrada
- A Estranha Em Mim
- A Frieza Da Luz
- A Fúria Do Dragão
- A História De Uma Abelha
- A Honra Da Família
- A Janela (Maryalva Mix)
- A Lagoa Azul
- A Lenda Da Floresta
- A Liga Dos Cavalheiros Extraordinários
- A Lista De Schindler
- A Lojinha Dos Horrores
- A Mais Louca Odisseia No Espaço
- A Maldição Da Flor Dourada
- A Mansão
- A Maravilhosa Aventura De Charlie
- A Marcha Dos Pinguins
- A Máscara
- A Máscara De Cristal
- A Menina Jagoda No Supermercado
- A Minha Bela Lavandaria
- A Minha Vida Sem Mim
- A Morte Do Senhor Lazarescu
- A Mosca
- A Mulher Do Astronauta
- A Mulher Que Viveu Duas Vezes
- A Múmia
- A Noiva Cadáver
- A Noiva Estava De Luto
- A Origem
- A Outra Margem
- A Paixão De Cristo
- A Pele Onde Eu Vivo
- A Pequena Loja Dos Horrores
- A Prairie Home Companion - Bastidores Da Rádio
- A Presa
- À Procura Da Terra Do Nunca
- A Promessa
- À Prova De Morte
- A Rainha
- A Rai­nha Africana
- A Raiz Do Medo
- A Rapariga Santa
- A Rede Social
- A Religiosa Portuguesa
- A Ressaca
- A Residencial Espanhola
- A Sangue Frio
- A Secretária
- A Semente Do Diabo
- A Senhora Da Água
- A Severa
- A Sombra Do Caçador
- A Sombra Do Samurai
- A Tempestade No Meu Coração
- A Tempo E Horas
- A Torre Do Inferno
- A Turma
- A Última Famel
- A Última Tentação De Cristo
- A Valsa Com Bashir
- A Verdadeira História De Jack, O Estripador
- A Viagem De Chihiro
- A Viagem De Iszka
- A Vida De Brian
- A Vida É Um Jogo
- A Vida É Um Milagre
- A Vida Em Directo
- A Vida Secreta Das Palavras
- A Vila
- A Vítima Do Medo
- A Vizinha Do Lado
- A Volta Ao Mundo Em 80 Dias
- Aberto Até De Madrugada
- Abraços Desfeitos
- Acção Total
- Aconteceu No Oeste
- Across The Universe
- Actividade Paranormal
- Acusado
- Adam Renascido
- Admitido
- Adriana
- Aelita
- Ágora
- Água Aos Elefantes
- Air Guitar Nation
- Albert, O Gordo
- Aldeia Da Roupa Branca
- Alice
- Alice In Acidland
- Alice No País Das Maravilhas
- Alien - O Oitavo Passageiro
- Aliens - O Reencontro Final
- Alien - A Desforra
- Alien - O Regresso
- Alien Vs. Predador
- Alien Autopsy
- Alma Em Paz
- Almoço De 15 De Agosto
- Alphaville
- Alta Fidelidade
- Alta Golpada
- Alta Tensão
- Alucinação
- Amália
- Amarcord
- American Movie
- American Splendor
- Amor À Queima-Roupa
- Amor De Verão
- Amor E Corridas
- Amor E Vacas
- Amor Em Las Vegas
- Amor Ou Consequência
- And Soon The Darkness
- Angel-A
- Animal
- Annie Hall
- Anónimo
- Antes Do Anoitecer
- Antes Que O Diabo Saiba Que Morreste
- Anticristo
- Anvil! The True Story of Anvil
- Anytinhig Else - A Vida E Tudo Mais
- Appaloosa
- Apocalypto
- Aquele Querido Mês De Agosto
- Aracnofobia
- Aragami
- Arizona Dream
- Armin
- Arséne Lupin - O Ladrão Sedutor
- As Asas Do Desejo
- As Aventuras De Jack Burton Nas Garras Do Mandarim
- As Aventuras De Tintim - O Segredo Do Licorne
- As Aventuras Do Príncipe Achmed
- As Bandeiras Dos Nossos Pais
- As Bonecas Russas
- As Canções De Amor
- As Crónicas De Narnia - O Leão, A Feiticeira E O Guarda-Roupa
- As Diabólicas
- As Ervas Daninhas
- As Invasões Bárbaras
- As Lágrimas Do Tigre Negro
- As Leis Da Atracção
- As Noites Loucas Do Dr. Jerryll
- As Penas Do Desejo
- As Tartarugas Também Voam
- As Vidas Dos Outros
- Aberto Até De Madrugada
- Assalto À Esquadra 13 (1976)
- Assalto À Esquadra 13 (2005)
- Assalto Ao Santa Maria
- Assassinos Natos
- Ata-me
- Até Ao Inferno
- Até Ao Limite Do Terror
- Atraídos Pelo Crime
- Através Da Noite
- Attack Of The 50 Foot Woman
- Aurora
- Austrália
- Autocarro 174
- Avatar
- Aviva, Meu Amor
- Aztec Rex
- Azul Metálico

- Babel
- Backbeat, Geração Inquieta
- Balas E Bolinhos - O Regresso
- Balbúrdia No Oeste
- Bando À Parte
- Baraka
- Barbarella
- Barreira Invisí­vel
- Batman
- Batman Regressa
- Batman - O Início
- Be Cool
- Beijing Bastards
- Belleville Rendez-Vouz
- Bem-vindo À Zombieland
- Bem-vindo Ao Norte
- Berlin 36
- Birth - O Mistério
- Biutiful
- Black Sheep
- Black Snake Moan - A Redenção
- Blade Runner - Perigo Iminente
- Blueberry
- Boa Noite E Boa Sorte
- Bobby Darin - O Amor É Eterno
- Body Rice
- Bombom
- Bom Dia Noite
- Bom Dia Vietnam
- Bonnie E Clyde
- Boogie Nights
- Borat
- Brasil - O Outro Lado Do Sonho
- Breakfast On Pluto
- Brincadeiras Perigosas (2007)
- Brisa De Mudança
- Bronson
- Bruce, O Todo-poderoso
- Bruiser - O Rosto Da Vingança
- Bruno
- Buffalo 66
- Bubba Ho-Tep
- Bullit
- Bunker Palace Hotel
- Buried
- Busca Implacável
- Bz, Viagem Alucinante

- Cadillac Records
- Cães Danados
- Cães De Palha
- Café E Cigarros
- Call Girl
- Camino
- Capitão Alatriste
- Capitão América - O Primeiro Vingador
- Capote
- Carrie
- Cartas Ao Padre Jacob
- Cartas De Iwo Jima
- Casa De Loucos
- Casablanca
- Casino Royale
- Catwoman
- Cavalo De Guerra
- Cemitério Vivo
- Censurado
- Centurion
- Charlie E A Fábrica De Chocolate
- Che - Guerrilha
- Che - O Argentino
- Chemical Wedding
- Chéri
- Chinatown
- Chocolate
- Choke - Asfixia
- Chovem Almôndegas
- Christine - O Carro Assassino
- Cidade Fria
- Cinco Dias, Cinco Noites
- Cinema Paraíso
- Cinerama
- Cisne Negro
- Clube De Combate
- Coco Avant Chanel
- Coisa Ruim
- Cold Mountain
- Cold Weather
- Colete De Forças
- Colisão
- Com Outra? Nem Morta!
- Comboios Rigorosamente Vigiados
- Comer Orar Amar
- Complexo - Universo Paralelo
- Conan, O Bárbaro
- Contrato
- Control
- Controle
- Coração De Cavaleiro
- Coração De Gelo
- Coração Selvagem
- Corações De Aço
- Coragem De Mãe: Confrontando O Autismo
- Corre Lola Corre
- Correio De Risco
- Correio De Risco 3
- Corrida Contra O Futuro
- Corrupção
- Cozinhando A História
- Crank - Veneno No Sangue
- Crank - Alta Voltagem
- Cremaster
- Crime Ferpeito
- Crippled Masters
- Cristóvão Colombo - O Enigma
- Crónica Dos Bons Malandros
- Crueldade Intolerável
- Cubo
- Culture Boy
- Cypher
- Cyrano de Bergerac (1950)

- Daisy Town
- Dallas
- Danny The Dog - Força Destruidora
- Daqui P'ra Frente
- Dark City - Cidade Misteriosa
- De Cabeça Para Baixo
- De Homem Para Homem
- De Olhos Abertos
- De Olhos Bem Fechados
- De Sepultura Em Sepultura
- De Tanto Bater O Meu Coração Parou
- De-Lovely
- Delhi Belly
- Dead Snow
- Death Race 2000
- Deixa-me Entrar
- Delicatessen
- Demolidor - O Homem Sem Medo
- Dentro Da Garganta Funda
- Depois Do Casamento
- Destruir Depois De Ler
- Diamante De Sangue
- Diário Dos Mortos
- Diários De Che Guevara
- Dias De Futebol
- Dick E Jane - Ladrões Sem Jeito
- Dictado
- Die Hard 4.0 - Viver Ou Morrer
- Die You Zombie Bastards!
- Dogma
- Domino
- Don Juan DeMarco
- Donnie Brasco
- Doom - Sobrevivência
- Doomsday - Juízo Final
- Dorian Gray
- Dot.Com
- Dr. Estranhoamor
- Drácula 2001
- Drácula De Bram Stoker
- Drive - Risco Duplo
- Dreamgirls
- Duas Mulheres

- É Na Terra Não É Na Lua
- Easy A
- Easy Rider
- Eduardo Mãos De Tesoura
- Efeito Borboleta
- El Mariachi
- El Topo
- Ela Odeia-me
- Eles
- Eles Vivem
- Elvis
- Em Bruges
- Em Busca Da Felicidade
- Em Carne Viva
- Em Liberdade
- Em Nome De Caim
- Em Nome De Deus
- Em Paris
- Em Privado
- Embargo
- Encarnação Do Demónio
- Encontros Em Nova Iorque
- Encrenca Dupla
- Encurralada
- Ensaio Sobre A Cegueira
- Enterrado Na Areia
- Entre Os Dedos
- Entrevista
- Equilibrium
- Era Uma Vez No México
- Eraserhead - No Céu Tudo É Perfeito
- Escola De Criminosos
- Escolha Mortal
- Esporas De Aço
- Estado De Guerra
- Estamos Vivos
- Este É O Meu Lugar
- Este País Não É Para Velhos
- Estômago
- Estrada Perdida
- Estranhos
- Estrellita
- Eu Amo-te Phillip Morris
- Eu, Peter Sellers
- Eu Sou A Lenda
- Eu Sou Evadido
- Eu, Tu E Todos Os Que Conhecemos
- Everything Must Go
- Evil Dead - A Noite Dos Mortos-Vivos
- Evil Dead 2 - A Morte Chega De Madrugada
- Evil Dead 3 - O Exército Das Trevas
- Ex-Drummer
- Exterminador Implacável 1
- Exterminador Implacável 2 - O Dia Do Julgamento Final
- Exterminador Implacável 3 - Ascensão Das Máquinas
- Exterminador Implacável 4 - A Salvação

- Factory Girl - Quando Edie Conheceu Warhol
- Factotum
- Fados
- Fahrenheit 9/11
- Falso Alarme
- Fando E Lis
- Fantasmas De Marte
- Fargo
- Faster, Pussycat! Kill! Kill!
- Fausto 5.0
- Favores Em Cadeia
- Felicidade
- Feliz Natal
- Férias No Harém
- Festival Rocky De Terror
- Ficheiros Secretos: Quero Acreditar
- Fim De Ano Em Split
- Fim-De-Semana Alucinante
- Final Cut - A Última Memória
- Fish Tank
- Florbela
- Flores Partidas
- Fome
- Footloose - A Música Está Do Teu Lado
- Força Delta
- Forrest Gump
- Freddy Vs. Jason
- Frenético
- Frida
- Frost/Nixon
- Fruto Proibido
- Fuga De Los Angeles
- Fuga Para A Vitória
- Fur - Um Retrato Imaginário De Diane Arbus
- Fúria Cega
- Fúria De Viver
- Fúria Silenciosa

- Gabrielle
- Gainsbourg - Vida Heróica
- Gang Dos Tubarões
- Gangs de Nova Iorque
- Garden State
- Génova
- GI Joe - O Ataque Dos Cobra
- Godzilla
- Goodbye Lenine!
- Gosford Park
- Gothika
- Gran Torino
- Grande Mundo Do Som
- Gremlins
- Grizzly Man
- Gru - O Maldisposto
- Guerra Dos Mundos (2005)
- Guerra Dos Mundos (1953)

- Há Lodo No Cais
- Hairspray
- Half Nelson - Encurralados
- Hard Candy
- Harley Davidson E O Cowboy Do Asfalto
- Harold E Maude
- Harry Brown
- Haverá Sangue
- Hawai Azul
- He-Man - Mestres Do Universo
- Head On - A Esposa Turca
- Heartbreak Hotel
- Hell Ride
- Hellboy
- Hellboy 2: O Exército Dourado
- Helter Skelter - O Caso De Sharon Tate
- Henry E June
- Hereafter - Outra Vida
- Hiena
- História De Duas Irmãs
- História De Um Fotógrafo
- Hobo With A Shotgunbr> - Hollywood Ending
- Homem Aranha
- Homem Aranha 2
- Homem Aranha 3
- Homem De Ferro
- Homem Demolidor
- Homem Em Fúria
- Homens De Negro
- Homens De Negro 2
- Homens Que Matam Cabras Só Com O Olhar
- Hostel
- Hostel 2
- Hot Fuzz - Esquadrão De Província
- Howl - Grito
- Hugo

- I Am Sam - A Força Do Amor
- I Spit On Your Grave
- I'll See You In My Dreams
- Iluminados Pelo Fogo
- I'm Still Here
- I Wanna Hold Your Hand
- Imitação Da Vida
- Imortal
- In Search Of A Midnight Kiss
- Indiana Jones E O Reino Da Caveira De Cristal
- Indomável
- Infiltrado
- Inimigos Públicos
- INLAND EMPIRE
- Inquietos
- Insidioso
- Insónia
- Intervenção Divina
- Intriga Internacional
- Invictus
- Irmão, Onde Estás?
- It
- It Might Get Loud
- Italian Spiderman

- Jack Ketchum's The Girl Next Door
- Jackass 2
- Jackass 3D
- Jackie Brown
- Jacuzzi - O Desastre Do Tempo
- James Bond - Agente Secreto
- James Bond - Casino Royale
- James Bond - Quantum Of Solace
- Janela Indiscreta (1954)
- Janela Indiscreta (1998)
- Janela Secreta
- JCVD
- Joga Como Beckham
- John Rambo
- Jonestown - The Life And Death Of Peoples Temple
- Jovens Rebeldes - A Verdadeira História
- Julgamento
- Julie E Julia
- Juno
- Juventude Em Marcha
- Juventude Tardia

- Kalifórnia
- Kandahar
- Karate Kid
- Katyn
- Kenny
- Kick Ass - O Novo Super-herói
- Kids - Miúdos
- Kill Bill vol.2
- King Kong (2005)
- Kiss Kiss Bang Bang
- Kiss Me
- Klimt
- Kopps
- Kung-Fu-Zão
- Kung Pow - Punhos Loucos

- La Jetée
- La Vie En Rose
- Ladrões
- Lady Snowblood
- Laranja Mecânica
- Last Days - Os Últimos Dias
- Lavado Em Lágrimas
- Lemmy
- Léon, O Profissional
- Lichter
- Lindas Encrencas As Garotas
- Lobos
- Longe Da Terra Queimada
- Lost In Translation - O Amor É Um Lugar Estranho
- Lua De Mel, Lua De Fel
- Lucifer Rising
- Lucky Luke
- Lucky Number Slevin - Há Dias De Azar

- M - Matou!
- Má Educação
- Machete
- Madrigal
- Maldito United
- Mamma Mia
- Manhattan
- Manô
- Mamonas Pra Sempre
- Mar Adentro
- Maria E As Outras
- Marie Antoinette
- Marjoe
- Marte Ataca!
- Matança De Natal
- Match Point
- Matou A Família E Foi Ao Cinem
- McQuade, O Lobo Solitário
- Meia-Noite Em Paris
- Meio Metro De Pedra
- Melancolia
- Melinda E Melinda
- Menina
- Mephisto
- Metrópolis
- Meu Nome É Bruce
- Miami Vice
- Milhões
- Milk
- Millenium 1. Os Homens Que Odeiam As Mulheres
- Million Dollar Baby - Sonhos Vencidos
- Minha Mãe
- Minha Terra
- Misery - Capí­tulo Final
- Missão A Marte
- Missão Impossí­vel 3
- Missão Impossível - Missão Fantasma
- Missão Solar
- Mistérios De Lisboa
- Momentos Agradáveis
- Moneyball - Jogada De Risco
- Monsters - Zona Interdita
- Monstro
- Monty Phyton E O Cálice Sagradi
- Morte Cerebral
- Morte De Um Presidente
- Movimentos Perpétuos
- Mr. E Mrs. Smith
- Mrs. Henderson Presents
- Muito Bem, Obrigado
- Mulholland Drive
- Mundo Fantasma
- Mundos Separados
- Munique
- Murderball - Espírito De Combate
- Murish
- Mutilados
- Mysterious Skin

- Na Cama
- Nacho Libre
- Não Estou Aí
- Napoleon Dynamite
- Nas Costas Do Diabo
- Nas Nuvens
- Needle
- Nico: À Margem Da Lei
- Ninguém Sabe
- Nixon
- No Limite Do Amor
- No Vale De Elah
- Noite De Agosto
- Noite Escura
- Noivos Sangrentos
- Nome De Código: Cloverfield
- Northfork
- Nosferatu, O Vampiro
- Nothing
- Nova Iorque 1997
- Nove Raínhas
- Nunca Digas Sim

- O Acontecimento
- O Agente Da Broadway
- O Lugar Do Morto
- O Americano
- O Amor Acontece
- O Anjo Exterminador
- O Anti-Pai Natal
- O Artista
- O Assassínio De Jesse James Pelo Cobarde Robert Ford
- O Assassí­nio De Richard Nixon
- O Batedor
- O Bom Alemão
- O Bom, O Mau E O Vilão
- O Cabo Do Medo
- O Caminho De São Diego
- O Cão, O General E Os Pássaros
- O Capacete Dourado
- O Castelo Andante
- O Castor
- O Cavaleiro Das Trevas
- O China
- O Cobrador
- O Código Da Vinci
- O Comboio Dos Mortos
- O Comboio Mistério
- O Condenado
- O Couraçado Potemkin
- O Cowboy Da Meia-Noite
- O Crepúsculo Dos Deuses
- O Dedo De Deus
- O Delator!
- O Demónio
- O Despertar Da Besta
- O Despertar Da Mente
- O Deus Da Carnificina
- O Deus Elefante
- O Dia Em Que A Terra Parou (1951)
- O Dia Em Que A Terra Parou (2008)
- O Dia Da Besta
- O Discurso Do Rei
- O Enigma Do Espaço
- O Estranho Caso De Benjamin Button
- O Estranho Mundo De Jack
- O Evangelho Segundo São Mateus
- O Exorcista
- O Fatalista
- O Feiticeiro De Oz
- O Feitiço Do Tempo
- O Fiél Jardineiro
- O Gabinete Das Figuras De Cera
- O Gabinete Do Dr. Caligari
- O Gato Das Botas
- O Génio Do Mal (1976)
- O Grande Peixe
- O Grande Ditador
- O Guerreiro
- O Homem Duplo
- O Homem Que Copiava
- O Homem Que Sabia Demasiado
- O Homem Que Veio Do Futuro
- O Idealista
- O Jogo
- O Júri
- O Imperador Da Califórnia
- O Inquilino
- O Justiceiro Da Noite
- O Labirinto Do Fauno
- O Laço Branco
- O Lado Selvagem
- O Lago Perfeito
- O Leopardo
- O Livro Negro
- O Lobo Do Mar
- O Macaco De Ferro
- O Maquinista
- O Marinheiro De Água Doce
- O Menino De Ouro
- O Meu Tio
- O Milagre De Berna
- O Milagre Segundo Salomé
- O Mistério Galindez
- O Monstro Da Lagoa Negra
- O Mundo A Seus Pés
- O Nevoeiro (1980)
- O Ofício De Matar
- O Olho
- O Orfanato
- O Paciente Inglês
- O Padrinho - Parte I
- O Padrinho - Parte II
- O Padrinho - Parte III
- O Panda Do Kung Fu
- O Panda Do Kung Fu 2
- O Pesadelo De Darwin
- O Pistoleiro Do Diabo
- O Planeta Selvagem
- O Pó Dos Tempos
- O Portador Da Espada
- O Presidiário
- O Prisioneiro Do Rock
- O Protegido
- O Próximo A Abater
- O Quinto Elemento
- O Quinto Império
- O Regresso
- O Rei Dos Gazeteiros
- O Reino Proibido
- O Ritual
- O Ritual Dos Sádicos
- O Sabor Do Amor
- O Sargento Da Força Um
- O Segredo A Brokeback Mountain
- O Segredo De Um Cuscuz
- O Segredo Dos Punhais Voadores
- O Selvagem
- O Sentido Da Vida
- O Sétimo Selo
- O Sítio Das Coisas Selvagens
- O Sonho Comanda A Vida
- O Sonho De Cassandra
- O Sorriso De Mona Lisa
- O Tempo Do Lobo
- O Tesouro Da Sierra Madre
- O Tigre E A Neve
- O Tio Boonmee Que Se Lembra Das Suas Vidas Anteriores
- O Triunfo Da Vontade
- O Turista
- O Último Airbender
- O Último Grande Herói
- O Último Rei Da Escócia
- O Último Tango Em Paris
- O Último Voo Do Flamingo
- O Vingador Tóxico
- O Wrestler
- Ocean's Eleven - Façam As Vossas Apostas
- Odete
- Oldboy - Velho Amigo
- Olho Mágico
- Oliver Twist
- Ônibus 174
- Orca
- Órfã
- Os Amantes Regulares
- Os Amigos De Alex
- Os Bons E Os Maus
- Os Caça-Fantasmas
- Os Cavaleiros Do Asfalto
- Os Chapéus De Chuva De Cherburgo
- Os Cinco Venenos
- Os Clãs Da Intriga
- Os Condenados De Shawshank
- Os Descendentes
- Os Edukadores
- Os Famosos E Os Duendes Da Morte
- Os Filhos Do Homem
- Os Friedmans
- Os Guardiões Da Noite
- Os Homens Preferem As Loiras
- Os Imortais
- Os Inadaptados
- Os Índios Apache
- Os Invisíveis
- Os Irmãos Grimm
- Os Limites Do Controlo
- Os Marginais
- Os Mercenários
- Os Miúdos Estão Bem
- Os Novos Dez Mandamentos
- Os Olhos Da Serpente
- Os Olhos Sem Rosto
- Os Onze De Oceano
- Os Optimistas
- Os Pássaros
- Os Produtores (2005)
- Os Psico-Detectives
- Os Rapazes Da Noite
- Os Rapazes Não Choram
- Os Renegados Do Diabo
- Os Rutles - All You Need Is Cash
- Os Selvagens Da Noite
- Os Simpsons - O Filme
- Os Sonhadores
- Os Sorrisos Do Destino
- Os Super-Heróis
- Os Supeitos Do Costume
- Os Três Enterros De Um Homem
-Os Visistantes Da Idade Média
- Os 300 Espartanos

- Pagafantas
- Palpitações
- Papillon
- Para Onde O Vento Sopra
- Parada De Monstros
- Paraíso, Inferno... Terra
- Paranoid Park
- Paris Je T'Aime
- Party Monster
- Pecados Íntimos
- Pele
- Pequenas Mentiras Entre Amigos
- Performance
- Perigo Na Noite
- Perto Demais
- Pesadelo Em Elm Street
- Pink Floyd The Wall
- Piranha 3D
- Piratas Das Caraíbas - O Mistério do Pérola Negra
- Piratas Das Caraí­bas - O Cofre Do Homem Morto
- Piratas Das Caraíbas - Nos Confins Do Mundo
- Planeta Dos Macacos
- Planeta Dos Macacos: A Origem
- Planeta Terror
- Plano 9 Dos Vampiros Zombies
- Polaróides Urbanas
- Polí­cia Sem Lei (1992)
- Polícia Sem Lei (2009)
- Poltergeist, O Fenómeno
- Ponto De Mira
- Por Favor Rebobine
- Por Favor Não Me Morda O Pescoço
- Porcos & Selvagens
- Posto Fronteiriço
- Precious
- Predadores
- Presente De Morte
- Preto E Branco
- Primer
- Príncipe Da Pérsia - As Areias Do Tempo
- Procurado
- Profissão: Repórter
- Promessas Proibidas
- Proposta Indecente
- Proteger
- Psico
- Psicopata Americano
- Pulp Fiction
- Pulsação Zero
- Punch-Drunk Love - Embriagado De Amor
- Purana Mandir
- Purple Rain

- Quando Viste O Teu Pai Pela Última Vez
- Quarentena
- Quarteto Fantástico (1994)
- Quarteto Fantástico (2005)
- Quase Famosos
- Quatro Noites Com Anna
- Que Lugar Maravilhoso
- Que Se Mueran Los Feos
- Queijo E Marmelada
- Quem Quer Ser Bilionário
- Querida Famí­lia
- Querida Wendy

- R
- Rapariga Com Brinco De Pérola
- Rare Exports
- Ratatui
- Ratos Assassinos
- Ray
- [Rec]
- [REC]2
- Red Eye
- Relatório Kinsey
- Relatório Minoritário
- Religulous - Que O Céu Nos Ajude
- Relíquia Macabra
- Renascimento
- Resident Evil: Apocalypse
- Rio
- Rio Bravo
- Rock De Fogo
- Rock, Rock, Rock
- Rocknrolla - A Quadrilha
- Rocky Balboa
- Roger E Eu
- Roma
- Romance E Cigarros
- Roxanne
- RRRrrrr!!!
- Rubber - Pneu
- Ruídos Do Além
- Ruivas, Loiras E Morenas
- Rumo À Liberdade
- Ruptura Explosiva

- Sacanas Sem Lei
- Sala De Pânico
- Salazar - A Vida Privada
- Salto Mortal
- Samsara
- Sangue Do Meu Sangue
- Sangue Por Sangue
- Santa Sangre
- Sapatos Pretos
- Save The Green Planet!
- Saw - Enigma Mortal
- Saw II - A Experiência Do Medo
- Saw 3D - O Capítulo Final
- Scoop
- Scott Pilgrim Contra O Mundo
- Seconds Apart
- Seis Indomáveis Patifes
- Sem Ela
- Sem Limites
- Sem Rumo
- Sem Tempo
- Semi-Pro
- Ser E Ter
- Sereia
- Serpentes A Bordo
- Sete Anos No Tibete
- Sete Vidas
- Sexo E A Cidade
- Sgt. Pepper's Lonely Heart Club Band
- Shaolin Daredevils
- Shaolin Soccer - O Ás Da Bola
- Shaolin Vs. Evil Dead
- Shattered Glass - Verdade Ou Mentira
- Sherlock Holmes
- Sherlock Holmes - Jogo De Sombras
- Shining
- Shoot 'Em Up - Atirar A Matar
- Shortbus
- Shrek 2
- Shrek O Terceiro
- Shrek Para Sempre
- Sicko
- Sid And Nancy
- Sideways
- Simpatyhy For Mr. Vengeance
- Sin City - Cidade Do Pecado
- Sinais
- Sinais De Fogo
- Sinais Do Futuro
- Sinais Vermelhos
- Singularidades De Uma Rapariga Loira
- Sky Captain E O Mundo De Amanhã
- Slither - Os Invasores
- Soldados Da Fortuna
- Soldados Do Universo
- Sombras Da Escuridão
- Somewhere - Algures
- Sonho De Uma Noite De Inverno
- Sonny
- Sophie Scholl - Os Últimos Dias
- Soro Maléfico
- Sorte Nula
- Soul Kitchen
- Spartacus
- Spartan - O Rapto
- Splice
- Stacy - Attack Of The Schoolgirl Zombies
- Star Wars - A Ameaça Fantasma
- Star Wars - A Vingança Dos Sith
- Star Wars - O Ataque Dos Clones
- Stardust - O Mistério Da Estrela Cadente
- Stone - Ninguém É Inocente
- Stoned, Anos Loucos
- Submarino
- Super
- Super Baldas
- Super-Homem
- Super-Homem: O Regresso
- Super 8
- Superstar
- Suspeita
- Suspiria
- Sweeney Todd: O Terrível Barbeiro De Fleet Street
- Swimming Pool
- Sword Of Vengeance
- Sympathy For The Devil

- Taking Woodstock
- Tarnation
- Tarzan, O Homem Macaco (1981)
- Taxidermia
- Team America - Polí­cia Mundial
- Tebas
- Tecumseh
- Teeth
- Tempestade Tropical
- Tennessee
- Terra De Cegos
- Terminal De Aeroporto
- Terra Dos Mortos
- Terror Em Setembro
- Terror Na Auto-estrada
- Terror Nas Montanhas
- Tetro
- The Bloodstained Butterfly
- The Brown Bunny
- The Darjeeling Limited
- The Departed: Entre Inimigos
- The Devil And Daniel Johnston - Loucuras De Um Génio
- The Devil's Double
- The First Great Train Robbery
- The Fountain - O Último Capítulo
- The Grudge - A Maldição
- The Host - A Criatura
- The Impossible Kid
- The King Of Kong
- The Langoliers - Meia-Noite E Um
- The Last House On The Left
- The Machine Girl
- The Man From Earth
- The Marine
- The Million Dollar Hotel - O Hotel
- The Mindscape Of Alan Moore
- The Mist - Nevoeiro Misterioso
- The Others - Os Outros
- The Prestige - O Terceiro Passo
- The 50 Worst Movies Ever Made
- The Way
- The Woman
- Thirst - Este É O Meu Sangue
- This Is It
- This Is Spinal Tap
- Thor
- Thriller - A Cruel Picture
- THX 1138
- Tirar Vidas
- Titanic 2
- Tony
- Tournée - Em Digressão
- Toy Story 3
- Tragam-me A Cabeça De Alfredo Garcia
- Transamerica
- Tron
- Tron: O Legado
- Tropa De Elite
- Tropa De Elite 2 - O Inimigo Agora É Outro
- Tsotsi
- Tubarão
- Tubarão 2
- Tubarão 3
- Tubarão IV - A Vingança
- Tucker E Dale Contra O Mal
- Tudo Ficará Bem
- Tudo Pode Dar Certo
- Twisted - Homicídios Ocultos

- Ultra Secreto
- Um Amor De Perdição
- Um Azar Do Caraças
- Um Bater De Corações
- Um Belo Par... De Patins
- Um Cão Andaluz
- Um Dia A Casa Vai Abaixo
- Um Dia De Raiva
- Um Homem Singular
- Um Longo Domingo De Noivado
- Um Lugar Para Viver
- Um Padrasto Para Esquecer
- Um Profeta
- Um Tiro No Escuro
- Um Trabalho Em Itália
- Uma Aventura Na Casa Assombrada
- Uma Boa Mulher
- Uma Canção De Amor
- Uma Espécie De Cavalheiro
- Uma Famí­lia À Beira De Um Ataque De Nervos
- Uma História De Violência
- Uma Pequena Vingança
- Uma Rapariga Com Sorte
- Uma Segunda Juventude
- Uma Segunda Vida
- Undefeatable
- Unseen Evil 2 - Alien 3000
- Up - Altamente

- V De Vingança
- Vai E Vive
- Vais Conhecer O Homem Dos Teus Sonhos
- Valhalla Rising - Destino De Sangue
- Valquíria
- Vampiros de John Carpenter
- Van Helsing
- Vanilla Sky
- Vanitas
- Vasilhame
- Veio Do Outro Mundo
- Veludo Azul
- Velvet Goldmine
- Vencidos Pela Lei
- Vendendo A Pele
- Veneno Cura
- Vera Drake
- Versus - A Ressurreição
- Vestida Para Matar
- Vice
- Vício - Quando Nada É Suficiente
- Vicky Cristina Barcelona
- Vidas Sombrias
- Vigilância
- Vingança Redentora
- Virgem Aos 40 Anos
- Vitus
- Viúva Rica Solteira Não Fica
- Viver A Sua Vida
- Voando Sobre Um Ninho De Cucos
- Voltando Para Casa
- Voltar
- Vontade Indómita
- Voo 93

- Walk Hard - A História De Dewey Cox
- Walk The Line
- WALL-E
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Wassup Rockers - Desafios De Rua
- Watchmen - Os Guardiões
- Welcome To The Rileys
- White Irish Drunkers
- Wild Zero
- Win Win
- Wolf Creek
- Wristcutters: A Love Story

- X-Men
- X-Men 2
- X-Men 3 - O Confronto Final
- X-Men: O Início
- X-Men Origens: Wolverine

- Zack E Miri Fazem Um Porno
- Zardoz
- Zatoichi
- Zombies Party - Uma Noite... De Morte
- Zombies Strippers
- Zozo

- 007 - Agente Secreto
- 007 - Casino Royale
- 007 - Quantum Of Solace
- 10 Coisas Que Odeio Em Ti
- 100 Volta
- 10.000 AC
- 12 Homens Em Fúria
- 12 Macacos
- 12:08 A Este De Bucareste
- 1984
- 2LDK
- 24 Hour Party People
- 28 Dias Depois
- 20,13 - Purgatório
- 2012
- 300
- 4 Copas
- 48
- 50/50
- 6=0 Homeostética
- 8 1/2
- 9 Canções
- 98 Octanas


ENTREVISTAS:
- Fernando Fragata
- Festróia - Mário Ventura
- Filipe Melo
- Good N Evil
- IMAGO - Sérgio Felizardo
- José Barahona
- Nuno Markl
- Paulo Furtado
- Rodrigo Areias
- Sara David Lopes
- Solveig Nordlund
- Fernando Alle


TOPES:
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2011
- Top 5 dos Piores Filmes de 2011
- Top 10 dos Melhores Filmes de 2010
- Top 5 dos Piores Filmes de 2010
- Top 5 dos filmes de Leslie Nielsen
- Top 10 Dos Filmes Low Cost
- Top 5 das Melhores Cenas de Dança
- Top 8 dos Melhores Filmes de 2009
- Top 5 dos Piores Filmes de 2009
- Top 5 dos Filmes Que Tenho Vergonha De Dizer Que Gosto
- Top 5 das Melhores Músicas de Ennio Morricone
- Top 5 dos filmes com Patrick Swayze
- Top 5 dos Telediscos do Michael Jackson
- Top 5 dos Filmes com David Carradine
- Top 5 dos Filmes com Lutadores de Luta-Livre
- Top 10 Os Melhores Filmes de 2008
- Top 5 Os Piores Filmes de 2008
- Top 5 dos Piores Filmes de Natal
- Top 5 das Coisas que não Esperávamos Ver no Cinema
- Top 5 dos Melhores Filmes de Paul Newman
- Top 5 Personagens Com Palas Nos Olhos
- Top 10 Melhores Cartazes De Cinema
- Top 5 dos Filmes de Chuck Norris
- Top 5 dos Filmes de Patrick Swayze
- Top 10 Os Melhores/Piores Vestidos dos Oscares
- Top 5 As Mortes de Crianças Mais Gratuitas
- Top 10 Os Melhores de 2007
- Top 5 Os Piores de 2007
- Top 7 Adaptações ao Cinema de Livros de Stephen King
- Top 5 Filmes Pela Paz
- Top 5 Os Melhores Beijos
- Top 5 Grandes Arquitectos
- Top 10 Filmes Que Mudaram A Minha Vida
- Top 5 Mulheres de Cabeça Rapada
- Top 5 As Cenas Mais Excitantes
- Top 10 Os Melhores de 2006
- Top 5 Os Piores de 2006
- Top 3 Filmes de Robert Altman
- Top 5 Os Vilões do Cinema
- Top 5 Filmes Com Mick Jagger
- Top 5 Filmes Com Steve Buscemi
- Top 5 Dos Cães no Cinema
- Top 5 Dos Filmes do Indie06
- Top 5 Dos Filmes do Fantas06
- Top 5 dos Presidentes
- Top 10 Os Melhores de 2005
- Top 5 Os Piores de 2005
- Top 5 Filmes com Pat Morita
- Top 10 Os Melhores Filmes Independentes
- Top 5 Os Piores Filmes da Saga Bond
- Top 5 Filmes com Dolph Lundgren
- Top 5 Adaptações de BD Para Cinema
- Top 10 Cenas Mais Assustadoras de Sempre
- Top 5 Vencedores do Óscar
- Top 5 Bond Girls
- Top 5 Filmes Sobre Doenças
- Top 5 Filmes de Natal
- Top 5 Melhores Batalhas Corpo-A-Corpo
- Top 10 Melhores Canções do Cinema
- Top 10 Melhores Filmes de Sempre
- Top 5 Melhores Momentos Musicais
- Top 5 Grandes Duelos do Cinema
- Top 10 Maiores Personagens do Cinema
- Top 5 Piores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 10 Melhores Momentos da Ficção Cientí­fica
- Top 5 Filmes Religiosos


BAÚ DO TRASH:
- Needle
- Que Se Mueran Los Feos
- Easy A
- Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme
- Saw 3D - O Capítulo Final
- And Soon The Darkness
- Os Imortais
- Purana Mandir
- Pagafantas
- The Bloodstained Butterfly
- Cisne Negro


ROYALE WITH CHEESE APRESENTA:
- A Tasca Da Cultura
- A Causa Das Coisas - parte I
- A Causa Das Coisas - parte II
- A Momentary Lapse Of Reason


FILMES A VER ANTES DE MORRER:
- #1 As Lágrimas Do Tigre Negro
- #2 Alucarda
- #3 Time Enough At Last
- #4 Armageddon
- #5 The Favour, The Watch And The Very Big Fish
- #6 Italian Spiderman
- #7 The Soldier And Death


UMA CURTA POR DIA NÃO SABE O BEM QUE LHE FAZIA:
- 1# Rabbit, de Run Wrake
- 2# Aligato, de Maka Sidibé
- 3# The Cat Concerto, de Joseph Barbera & William Hanna
- 4# A Curva, de David Rebordão
- 5# Batman: Dead End, de Sandy Callora
- 6# O Código Tarantino, de Selton Mello
- 7# Malus, de António Aleixo & Crosswalk, de Telmo Martins
- 8# Three Blind Mice, de George Dunning
- 9# Bedhead, de Robert Rodriguez
- 10# Key To Reserva, de Martin Scorcese
- 11# Bambi Meets Godzilla, de Marv Newland
- 12# The Horribly Slow Murderer with the Extremely Inefficient Weapon, de Richard Gale
- 13# Stolz Der Nation, de Eli Roth
- 14# Papá Wrestling, de Fernando Alle
- 15# Glas, de Bert Haanstra
- 16# Fotoromanza, de Michelangelo Antonioni
- 17# Quem É Ricardo?, de José Barahona
- 17# Terra Incognita, de Peter Volkart


AS MELHORES PIORES CENAS DE SEMPRE:
- A Pior Luta
- A Cena Mais Metida A Martelo
- O Ataque Animal Mais Brutal
- A Perseguição Mais Alucinante
- O Duelo Mais Improvável


CLUBE DE CINEMA DE SETÚBAL:
- Janeiro
- Fevereiro
- Março
- Abril
- Maio
- Setembro
- Novembro


FESTIVAIS:
- 20º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9
- 21º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 22º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 23º Festróia
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10
- 24º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 26º Festróia
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- 12º Caminhos Do Cinema Português
Dia 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8
- Imago 2006
Dia 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8

;

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket



BLOCKBUSTERS:

04/01/2004 - 05/01/2004

05/01/2004 - 06/01/2004

06/01/2004 - 07/01/2004

07/01/2004 - 08/01/2004

08/01/2004 - 09/01/2004

09/01/2004 - 10/01/2004

10/01/2004 - 11/01/2004

11/01/2004 - 12/01/2004

12/01/2004 - 01/01/2005

01/01/2005 - 02/01/2005

02/01/2005 - 03/01/2005

03/01/2005 - 04/01/2005

04/01/2005 - 05/01/2005

05/01/2005 - 06/01/2005

06/01/2005 - 07/01/2005

07/01/2005 - 08/01/2005

08/01/2005 - 09/01/2005

09/01/2005 - 10/01/2005

10/01/2005 - 11/01/2005

11/01/2005 - 12/01/2005

12/01/2005 - 01/01/2006

01/01/2006 - 02/01/2006

02/01/2006 - 03/01/2006

03/01/2006 - 04/01/2006

04/01/2006 - 05/01/2006

05/01/2006 - 06/01/2006

06/01/2006 - 07/01/2006

07/01/2006 - 08/01/2006

08/01/2006 - 09/01/2006

09/01/2006 - 10/01/2006

10/01/2006 - 11/01/2006

11/01/2006 - 12/01/2006

12/01/2006 - 01/01/2007

01/01/2007 - 02/01/2007

02/01/2007 - 03/01/2007

03/01/2007 - 04/01/2007

04/01/2007 - 05/01/2007

05/01/2007 - 06/01/2007

06/01/2007 - 07/01/2007

07/01/2007 - 08/01/2007

08/01/2007 - 09/01/2007

09/01/2007 - 10/01/2007

10/01/2007 - 11/01/2007

11/01/2007 - 12/01/2007

12/01/2007 - 01/01/2008

01/01/2008 - 02/01/2008

02/01/2008 - 03/01/2008

03/01/2008 - 04/01/2008

04/01/2008 - 05/01/2008

05/01/2008 - 06/01/2008

06/01/2008 - 07/01/2008

07/01/2008 - 08/01/2008

08/01/2008 - 09/01/2008

09/01/2008 - 10/01/2008

10/01/2008 - 11/01/2008

11/01/2008 - 12/01/2008

12/01/2008 - 01/01/2009

01/01/2009 - 02/01/2009

02/01/2009 - 03/01/2009

03/01/2009 - 04/01/2009

04/01/2009 - 05/01/2009

05/01/2009 - 06/01/2009

06/01/2009 - 07/01/2009

07/01/2009 - 08/01/2009

08/01/2009 - 09/01/2009

09/01/2009 - 10/01/2009

10/01/2009 - 11/01/2009

11/01/2009 - 12/01/2009

12/01/2009 - 01/01/2010

01/01/2010 - 02/01/2010

02/01/2010 - 03/01/2010

03/01/2010 - 04/01/2010

04/01/2010 - 05/01/2010

05/01/2010 - 06/01/2010

06/01/2010 - 07/01/2010

07/01/2010 - 08/01/2010

08/01/2010 - 09/01/2010

09/01/2010 - 10/01/2010

10/01/2010 - 11/01/2010

11/01/2010 - 12/01/2010

12/01/2010 - 01/01/2011

01/01/2011 - 02/01/2011

02/01/2011 - 03/01/2011

03/01/2011 - 04/01/2011

04/01/2011 - 05/01/2011

05/01/2011 - 06/01/2011

06/01/2011 - 07/01/2011

07/01/2011 - 08/01/2011

08/01/2011 - 09/01/2011

09/01/2011 - 10/01/2011

10/01/2011 - 11/01/2011

11/01/2011 - 12/01/2011

12/01/2011 - 01/01/2012

01/01/2012 - 02/01/2012

02/01/2012 - 03/01/2012

03/01/2012 - 04/01/2012

04/01/2012 - 05/01/2012

05/01/2012 - 06/01/2012

06/01/2012 - 07/01/2012

07/01/2012 - 08/01/2012

08/01/2012 - 09/01/2012

09/01/2012 - 10/01/2012

10/01/2012 - 11/01/2012

11/01/2012 - 12/01/2012

12/01/2012 - 01/01/2013

01/01/2013 - 02/01/2013

02/01/2013 - 03/01/2013

03/01/2013 - 04/01/2013

04/01/2013 - 05/01/2013

05/01/2013 - 06/01/2013

06/01/2013 - 07/01/2013

07/01/2013 - 08/01/2013

08/01/2013 - 09/01/2013

09/01/2013 - 10/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

10/01/2013 - 11/01/2013

11/01/2013 - 12/01/2013

12/01/2013 - 01/01/2014

01/01/2014 - 02/01/2014

02/01/2014 - 03/01/2014

03/01/2014 - 04/01/2014

04/01/2014 - 05/01/2014

05/01/2014 - 06/01/2014

06/01/2014 - 07/01/2014

07/01/2014 - 08/01/2014

08/01/2014 - 09/01/2014